Princípios da textualidade 3º ano

20.817 visualizações

Publicada em

0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
20.817
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5.906
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
469
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Princípios da textualidade 3º ano

  1. 1. PRINCÍPIOS DATEXTUALIDADE
  2. 2. TEXTUALIDADE• Conjunto de características responsáveis por caracterizar uma manifestação linguística como texto.
  3. 3. Os sete fatores responsáveis pela textualidade:• Coesão• Coerência• Intencionalidade• Aceitabilidade• Situacionalidade• Intertextualidade• Informatividade
  4. 4. Os sete princípios da textualidade se dividem em dois grupos:I -Princípios centrados nos aspectos linguísticos do texto: 1. Coesão 2. CoerênciaII- Princípios que se relacionam com fatores pragmáticos: 1. Intencionalidade 2. Aceitabilidade 3. Situacionalidade 4. Intertextualidade 5. Informatividade
  5. 5. COESÃO• “A função da coesão é de criar, estabelecer e sinalizar os laços que deixam os vários segmentos do texto ligados, articulados, encadeados.”• “ A função da coesão é manter a continuidade do texto”. (ANTUNES, Irandé, 2006)
  6. 6. Formas de fazer coesão no texto:• Através da repetição.Ex. A senhora, uma dona de casa, estava na feira, no caminhão que vende galinhas. O vendedor ofereceu a ela uma galinha. Ela olhou para galinha, passou a mão embaixo das asas da galinha, apalpou o peito da galinha, alisou as coxas da galinha, depois tornou a colocar a galinha na banca e disse para o vendedor: “Não presta!”
  7. 7. Aí o vendedor olhou para ela e disse:“Também, madame, num exame assim nem a senhora passava.”
  8. 8. • Através da substituição.• Substituição gramatical ( retomada por meio de pronomes ou advérbios)Ex. Furtei uma flor daquele jardim. O porteiro do edifício cochilava, e eu furtei a flor. Trouxe-a para casa e a coloquei num copo. Logo senti que ela não estava feliz. O copo destina-se a beber, e uma flor não é para ser bebida.” (...)
  9. 9. • Substituição lexical ( por sinônimos, hiperônimos, hipônimos)Ex. Visitei o Chile no final do ano passado. O que mais gostei no país foi de sua gente solidária.• O menino sorria pra mim com carinho. Nem bem conhecia, mas já gostava do garoto.
  10. 10. • Por conexão ou relação.• Conexão entre as palavras, entre orações e períodos através de: conjunções, preposições, advérbios.• Ex. O povo brasileiro sempre acreditou numa mudança, mas essa mudança está difícil de acontecer.
  11. 11. COERÊNCIA Diz respeito à unidade de sentido de um texto. Ocorre através da:• Progressão• Não-contradiçãoEx. A violência tem crescido no Brasil. Como o Brasil tem crescido, a violência também tem crescido no Brasil. Desde os anos 60 que a violência tem crescido no Brasil.
  12. 12. • Ex.(2) O aborto é uma prática criminosa. Se a jovem se sente sem condições de criar seu filho, deve tirá-lo antes de nascer.
  13. 13. ASPECTOS PRAGMÁTICOS• Centrado no emissor ─ intencionalidadeEx. Subi a porta e fechei a escada. Tirei minhas orações e recitei meus sapatos. Desliguei a cama e deitei-me na luz. Tudo por que ele me deu um beijo de boa noite...
  14. 14. • Centrado no receptor ─ aceitabilidadeEx. Quando oiei a terra seca... Por farta d’água perdi meu gado, morreu de sede meu alasão...• Centrada na situação ─ situacionalidadeEx. O carnaval de Pernambuco é animado do Galo ao Bacalhau.
  15. 15. INTERTEXTUALIDADE
  16. 16. INFORMATIVIDADE O Brasil é um país maior do que osmenores e menor do que os maiores. É umpaís grande, porque, medida sua extensão,verifica-se que não é pequeno. (...) A população é toda baseada em elementohumano, sendo que as pessoas não nascidasno país, sem exceção, são estrangeiras. (...)
  17. 17. Nelson e Jorge: cem anos entre luzes e sombras http://www.redebomdia.com.br/noticia/ 16.01.2012

×