SlideShare uma empresa Scribd logo
Tecido Nervoso
Características Gerais
● Amplamente distribuído pelo corpo, constitui uma espécie de “rede
elétrica” que favorece a transmissão da informação do comando
central (Sistema Nervoso Central) e os outros órgãos.
● Essa central pode estimular os músculos a se contraírem, as
glândulas a secretar, etc.
● Anatomicamente o sistema nervoso pode ser dividido em:
- Sistema Nervoso Central (SNC)
: Encéfalo e medula espinhal
(função : Processamento de
informações)
- Sistema Nervoso Periférico
(SNP): Nervos (“fios de
condução”) e Gânglios nervosos
( “Centrais de distribuição”)
Células do tecido nervoso
● O sistema nervoso é formado por dois conjuntos de células :
- Gliócitos ( Envolvem, protegem e nutrem os neurônios)
- Neurônios ( Células principais de condução dos impulsos nervosos)
● Tipos de Gliócitos:
- Micróglias: São macrófagos ( defesa) especializados na fagocitose
de agentes estranhos que invadam o SNC.
- Oligodendrócitos: Atuam na formação e manutenção da bainha de
mielina.
- Células de Schwann: Atuam na
formação da bainha de mielina no SNP
- Astrócitos: Com vários prolongamentos,
essas células se ligam aos capilares
sanguíneos, dando sustentação e
regulando a passagem de substâncias do
sangue para os neurônios ( barreira
hematopoiética)
Neurônio
● O sistema nervoso é formado por uma rede de conexões entre
células nervosas: os neurônios, células especializadas em conduzir
estímulos nervosos
● Os neurônios possuem formas variadas, porém conservam entre si
três estruturas fundamentais: dendrito, corpo celular e axônio
● Os dendritos conduzem impulsos ao corpo celular ( local onde se
concentra a maior parte das organelas). Deste, o impulso segue para
o axônio, prolongamento normalmente único que conduz o impulso
nervoso até o próximo neurônio.
Neurônio
● É comum nos axônios, a presença de um envoltório chamado de
estrato mielínico ou bainha de mielina.
● A bainha atua como isolante elétrico aumentando a eficiência e
velocidade dos impulsos nervosos.
● Porém ela não recobre todo o axônio, existem “falhas” no meio do
caminho. Estas são chamadas de nó neurofibroso.
● O impulso celular ocorre sempre no mesmo sentido : dos dendritos
em direção ao corpo celular. Nunca o contrário.
Organização dos neurônios
● No SNC, os neurônios apresentam uma organização
específica de modo que os corpos celulares e os
axônios ocupam partes distintas.
● Devido a isso conseguimos diferenciar em duas áreas
distintas :
- Substância cinzenta: concentra os corpos celulares
de neurônios.
- Substância branca: concentra os axônios ( cujo
extrato de mielina é responsável pela cor)
Função dos neurônios
● Quanto à função podem ser classificados em :
- Sensitivos ou aferentes: Captam os estímulos sensoriais vindos
do ambiente ou do próprio organismo e conduzem até o SNC.
- Motores ou eferentes: conduzem o impulso do SNC até os órgãos
efetores, como glândulas e músculos.
- Interneurônios ou associativos : que conectam os sensitivos aos
motores. ** Mais comuns em impulsos nervosos que não são
dirigidos ao encéfalo e que passam apenas pela medula espinhal
formando o arco-reflexo.
Tecido nervoso
Formação do impulso
●O axônio como qualquer outra célula apresenta a face interna da
membrana com mais cargas negativas e a externa com mais cargas
positivas. A esse estado da membrana é dado o nome de
POTENCIAL DE REPOUSO.
●Essa diferença de potencial é mantida por 2 íons: Na+ e K+ ( em
concentrações desiguais)
●O potencial é medido por mV, sendo assim, a membrana está em
repouso quando o potencial dela é negativo ( pois sua face interna é
negativa) e por volta de -70mV ( neste caso dizemos que ela está
polarizada)
Formação do impulso
●O fluxo de cargas é mantido pela diferença de concentração interna
e externa, além da diferença de cargas.
●Nestes casos então : há uma tendência do K+ sair pois ele está mais
concentrado dentro do que fora, porém, seguindo o gradiente elétrico
a tendência dele é se manter dentro da célula. ( pois ele é positivo e lá
fora também é positivo/ cargas iguais se repelem)
●Já o Na+ tem uma tendência a entrar, tanto pela concentração quanto
pelo gradiente elétrico.
●Porém, como ocorre em todas as células esse fluxo é controlado pela
bomba de sódio e potássio.
Condução do Impulso
● Quando a membrana é estimulada seu potencial pode ser alterado.
● Para isso é necessário que o impulso seja minimamente forte para
gerar uma despolarização. Esse processo marca a formação do
impulso nervoso que é o meio de comunicação entre os neurônios.
● Processo de despolarização :
- Abertura dos canais de sódio ( entram na célula)
- A face interna acaba ficando positiva.
Condução do Impulso
● Conforme a informação vai sendo repassada para a extremidade do
axônio, a parte inicial dele começa a se repolarizar ( a parte interna
volta a ser negativa)
● Nos neurônios que apresentam bainha de mielina esse processo
ocorre apenas nos nós neurofibrosos.
Sinapse
● Região de comunicação entre os neurônios ou entre estes e suas
células efetoras ( músculos por exemplo)
○ Não há contato físico entre dendritos e axônio. Existe um pequeno espaço entre eles.
● Através da sinapse, o impulso nervoso de um neurônio é transmitido
ao seguinte. Essa transmissão se dá a partir de mediadores químicos
chamados de neurotransmissores.
Passo a passo:
1- Despolarização da membrana pré-sináptica
2- Abertura dos canais de Ca+ que farão a liberação
das vesículas com neurotransmissores
3- Liberação dos neurotransmissores na fenda
sináptica
4- O neurotransmissor é reconhecido pelo receptor
e despolariza a membrana pós-sináptica
5- Forma-se um novo impulso nervoso.
Alguns anestésicos atuam nesse momento, bloqueando a passagem do sódio no próximo
neurônio, sendo assim o neurotransmissor não atua e bloqueia a dor.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema tegumentar
Sistema tegumentarSistema tegumentar
Sistema tegumentar
Marcos Anicio
 
Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015
Clovis Gurski
 
Aula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - NeuroanatomiaAula de Revisão - Neuroanatomia
Tecido ósseo
Tecido ósseoTecido ósseo
Tecido ósseo
Caio Maximino
 
Sistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humanaSistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humana
Marília Gomes
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
Caio Maximino
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Hamilton Nobrega
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
Marília Gomes
 
Aula 03 anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexos
Aula 03   anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexosAula 03   anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexos
Aula 03 anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexos
Hamilton Nobrega
 
Anatomia do sistema cardiovascular
Anatomia do sistema cardiovascularAnatomia do sistema cardiovascular
Anatomia do sistema cardiovascular
M3Direciona
 
Tecido Cartilaginoso
Tecido CartilaginosoTecido Cartilaginoso
Tecido Cartilaginoso
Natalianeto
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
Marcelo Bio
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
Luis Antonio Cezar Junior
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Bio
 
Sistema tegumentar
Sistema tegumentarSistema tegumentar
Sistema tegumentar
Gracieli Henicka
 
Introdução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia HumanaIntrodução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia Humana
Pedro Miguel
 
Tecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso PrisTecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso Pris
Natalianeto
 
Aula Sistema Muscular
Aula Sistema MuscularAula Sistema Muscular
Aula Sistema Muscular
guest9307a3e0
 

Mais procurados (20)

Sistema tegumentar
Sistema tegumentarSistema tegumentar
Sistema tegumentar
 
Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015Contraçao muscular 2015
Contraçao muscular 2015
 
Aula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - NeuroanatomiaAula de Revisão - Neuroanatomia
Aula de Revisão - Neuroanatomia
 
Tecido ósseo
Tecido ósseoTecido ósseo
Tecido ósseo
 
Sistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humanaSistema endócrino - Anatomia humana
Sistema endócrino - Anatomia humana
 
Tecido muscular
Tecido muscularTecido muscular
Tecido muscular
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologiaAula 10   sistema circulatório - anatomia e fisiologia
Aula 10 sistema circulatório - anatomia e fisiologia
 
Sistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humanaSistema sensorial - anatomia humana
Sistema sensorial - anatomia humana
 
Aula 03 anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexos
Aula 03   anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexosAula 03   anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexos
Aula 03 anatomia e fisiologia do sistema tegumentar - pele e anexos
 
Anatomia do sistema cardiovascular
Anatomia do sistema cardiovascularAnatomia do sistema cardiovascular
Anatomia do sistema cardiovascular
 
Tecido Cartilaginoso
Tecido CartilaginosoTecido Cartilaginoso
Tecido Cartilaginoso
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Anatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervosoAnatomia - Sistema nervoso
Anatomia - Sistema nervoso
 
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power PointSistema Nervoso - Aula em Power Point
Sistema Nervoso - Aula em Power Point
 
Sistema tegumentar
Sistema tegumentarSistema tegumentar
Sistema tegumentar
 
Introdução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia HumanaIntrodução à Fisiologia Humana
Introdução à Fisiologia Humana
 
Tecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso PrisTecido Nervoso Pris
Tecido Nervoso Pris
 
Aula Sistema Muscular
Aula Sistema MuscularAula Sistema Muscular
Aula Sistema Muscular
 

Semelhante a Tecido nervoso

Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
dicadoprofessoralpha
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
Nathalia Fuga
 
Tecidonervoso 110518130840-phpapp02
Tecidonervoso 110518130840-phpapp02Tecidonervoso 110518130840-phpapp02
Tecidonervoso 110518130840-phpapp02
Jonathan Silva
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
Nathalia Fuga
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
Catarinabiogeo
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
Catarinabiogeo
 
Sistema nervoso resumo
Sistema nervoso resumoSistema nervoso resumo
Sistema nervoso resumo
BriefCase
 
Aula 7 Sistema Nervoso
Aula 7 Sistema NervosoAula 7 Sistema Nervoso
Aula 7 Sistema Nervoso
Marco Antonio
 
Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!
Ana Carolina
 
Sistema nervoso 2° resumo
Sistema nervoso 2° resumoSistema nervoso 2° resumo
Sistema nervoso 2° resumo
BriefCase
 
SNC - Sistema Nervoso Central
SNC - Sistema Nervoso CentralSNC - Sistema Nervoso Central
SNC - Sistema Nervoso Central
Revila Santos
 
TECIDO NERVOSO
TECIDO NERVOSOTECIDO NERVOSO
TECIDO NERVOSO
MarliaSousa8
 
Snc
SncSnc
Resumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoResumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema Nervoso
BriefCase
 
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
Nome Sobrenome
 
Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2
Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2 Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2
Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2
Cleanto Santos Vieira
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
Luís Rita
 
Histo II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. NervosoHisto II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. Nervoso
Pedro Guarnier
 
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
MARISTA , UVA, FIC, FAINTER, GÊNESIS
 
36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos
36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos
36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos
Pelo Siro
 

Semelhante a Tecido nervoso (20)

Sistema nervoso
Sistema nervosoSistema nervoso
Sistema nervoso
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Tecidonervoso 110518130840-phpapp02
Tecidonervoso 110518130840-phpapp02Tecidonervoso 110518130840-phpapp02
Tecidonervoso 110518130840-phpapp02
 
Tecido nervoso
Tecido nervosoTecido nervoso
Tecido nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Sistema nervoso resumo
Sistema nervoso resumoSistema nervoso resumo
Sistema nervoso resumo
 
Aula 7 Sistema Nervoso
Aula 7 Sistema NervosoAula 7 Sistema Nervoso
Aula 7 Sistema Nervoso
 
Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!Célula nervosa pronto mesmo!
Célula nervosa pronto mesmo!
 
Sistema nervoso 2° resumo
Sistema nervoso 2° resumoSistema nervoso 2° resumo
Sistema nervoso 2° resumo
 
SNC - Sistema Nervoso Central
SNC - Sistema Nervoso CentralSNC - Sistema Nervoso Central
SNC - Sistema Nervoso Central
 
TECIDO NERVOSO
TECIDO NERVOSOTECIDO NERVOSO
TECIDO NERVOSO
 
Snc
SncSnc
Snc
 
Resumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema NervosoResumo Sistema Nervoso
Resumo Sistema Nervoso
 
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
UFCD - 6568 - Noções Gerais sobre Sistema Neurológico, Endócrino e Órgãos dos...
 
Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2
Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2 Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2
Neurofisiologia - sinapses - aula 3 capitulo 2
 
Sistema Nervoso
Sistema NervosoSistema Nervoso
Sistema Nervoso
 
Histo II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. NervosoHisto II - Sist. Nervoso
Histo II - Sist. Nervoso
 
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
Tecidonervoso 151025142143-lva1-app6892
 
36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos
36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos
36804136 10-biologia-e-geologia-10º-ano-regulacao-nos-seres-vivos
 

Tecido nervoso

  • 2. Características Gerais ● Amplamente distribuído pelo corpo, constitui uma espécie de “rede elétrica” que favorece a transmissão da informação do comando central (Sistema Nervoso Central) e os outros órgãos. ● Essa central pode estimular os músculos a se contraírem, as glândulas a secretar, etc. ● Anatomicamente o sistema nervoso pode ser dividido em: - Sistema Nervoso Central (SNC) : Encéfalo e medula espinhal (função : Processamento de informações) - Sistema Nervoso Periférico (SNP): Nervos (“fios de condução”) e Gânglios nervosos ( “Centrais de distribuição”)
  • 3. Células do tecido nervoso ● O sistema nervoso é formado por dois conjuntos de células : - Gliócitos ( Envolvem, protegem e nutrem os neurônios) - Neurônios ( Células principais de condução dos impulsos nervosos) ● Tipos de Gliócitos: - Micróglias: São macrófagos ( defesa) especializados na fagocitose de agentes estranhos que invadam o SNC. - Oligodendrócitos: Atuam na formação e manutenção da bainha de mielina. - Células de Schwann: Atuam na formação da bainha de mielina no SNP - Astrócitos: Com vários prolongamentos, essas células se ligam aos capilares sanguíneos, dando sustentação e regulando a passagem de substâncias do sangue para os neurônios ( barreira hematopoiética)
  • 4. Neurônio ● O sistema nervoso é formado por uma rede de conexões entre células nervosas: os neurônios, células especializadas em conduzir estímulos nervosos ● Os neurônios possuem formas variadas, porém conservam entre si três estruturas fundamentais: dendrito, corpo celular e axônio ● Os dendritos conduzem impulsos ao corpo celular ( local onde se concentra a maior parte das organelas). Deste, o impulso segue para o axônio, prolongamento normalmente único que conduz o impulso nervoso até o próximo neurônio.
  • 5. Neurônio ● É comum nos axônios, a presença de um envoltório chamado de estrato mielínico ou bainha de mielina. ● A bainha atua como isolante elétrico aumentando a eficiência e velocidade dos impulsos nervosos. ● Porém ela não recobre todo o axônio, existem “falhas” no meio do caminho. Estas são chamadas de nó neurofibroso. ● O impulso celular ocorre sempre no mesmo sentido : dos dendritos em direção ao corpo celular. Nunca o contrário.
  • 6. Organização dos neurônios ● No SNC, os neurônios apresentam uma organização específica de modo que os corpos celulares e os axônios ocupam partes distintas. ● Devido a isso conseguimos diferenciar em duas áreas distintas : - Substância cinzenta: concentra os corpos celulares de neurônios. - Substância branca: concentra os axônios ( cujo extrato de mielina é responsável pela cor)
  • 7. Função dos neurônios ● Quanto à função podem ser classificados em : - Sensitivos ou aferentes: Captam os estímulos sensoriais vindos do ambiente ou do próprio organismo e conduzem até o SNC. - Motores ou eferentes: conduzem o impulso do SNC até os órgãos efetores, como glândulas e músculos. - Interneurônios ou associativos : que conectam os sensitivos aos motores. ** Mais comuns em impulsos nervosos que não são dirigidos ao encéfalo e que passam apenas pela medula espinhal formando o arco-reflexo.
  • 9. Formação do impulso ●O axônio como qualquer outra célula apresenta a face interna da membrana com mais cargas negativas e a externa com mais cargas positivas. A esse estado da membrana é dado o nome de POTENCIAL DE REPOUSO. ●Essa diferença de potencial é mantida por 2 íons: Na+ e K+ ( em concentrações desiguais) ●O potencial é medido por mV, sendo assim, a membrana está em repouso quando o potencial dela é negativo ( pois sua face interna é negativa) e por volta de -70mV ( neste caso dizemos que ela está polarizada)
  • 10. Formação do impulso ●O fluxo de cargas é mantido pela diferença de concentração interna e externa, além da diferença de cargas. ●Nestes casos então : há uma tendência do K+ sair pois ele está mais concentrado dentro do que fora, porém, seguindo o gradiente elétrico a tendência dele é se manter dentro da célula. ( pois ele é positivo e lá fora também é positivo/ cargas iguais se repelem) ●Já o Na+ tem uma tendência a entrar, tanto pela concentração quanto pelo gradiente elétrico. ●Porém, como ocorre em todas as células esse fluxo é controlado pela bomba de sódio e potássio.
  • 11. Condução do Impulso ● Quando a membrana é estimulada seu potencial pode ser alterado. ● Para isso é necessário que o impulso seja minimamente forte para gerar uma despolarização. Esse processo marca a formação do impulso nervoso que é o meio de comunicação entre os neurônios. ● Processo de despolarização : - Abertura dos canais de sódio ( entram na célula) - A face interna acaba ficando positiva.
  • 12. Condução do Impulso ● Conforme a informação vai sendo repassada para a extremidade do axônio, a parte inicial dele começa a se repolarizar ( a parte interna volta a ser negativa) ● Nos neurônios que apresentam bainha de mielina esse processo ocorre apenas nos nós neurofibrosos.
  • 13. Sinapse ● Região de comunicação entre os neurônios ou entre estes e suas células efetoras ( músculos por exemplo) ○ Não há contato físico entre dendritos e axônio. Existe um pequeno espaço entre eles. ● Através da sinapse, o impulso nervoso de um neurônio é transmitido ao seguinte. Essa transmissão se dá a partir de mediadores químicos chamados de neurotransmissores. Passo a passo: 1- Despolarização da membrana pré-sináptica 2- Abertura dos canais de Ca+ que farão a liberação das vesículas com neurotransmissores 3- Liberação dos neurotransmissores na fenda sináptica 4- O neurotransmissor é reconhecido pelo receptor e despolariza a membrana pós-sináptica 5- Forma-se um novo impulso nervoso. Alguns anestésicos atuam nesse momento, bloqueando a passagem do sódio no próximo neurônio, sendo assim o neurotransmissor não atua e bloqueia a dor.