SlideShare uma empresa Scribd logo
Trabalho de Conclusão de Curso



                     “Biodiesel - O
                   combustível que se
                        planta”


                  Márcio Roberto de Mattos
             3º Ciclo - Técnico em Segurança do
                        Trabalho - 2011
Previsão para o futuro
 Dr. Rudolph Christian Carl Diesel -1911.
     Inventor do primeiro motor a diesel.



“O motor diesel pode ser alimentado com óleos
  vegetais e poderá ajudar consideravelmente o
 desenvolvimento da agricultura nos países onde
 ele funcionar. Isto parece um sonho do futuro,
mas eu posso predizer com inteira convicção que
   esse modo de emprego do motor diesel pode,
      num tempo dado, adquirir uma grande
                   importância.”
(Lei nº. 11.097, de 13 de janeiro de 2005)




    É um combustível renovável,
      biodegradável, que pode
   substituir, parcial ou totalmente,
     combustíveis derivados de
        petróleo em motores a
               combustão.
Os benefícios da sua utilização
• Emite até 48% menos gases poluentes na atmosfera
  (Dióxido e Monóxido de Carbono);
• Emite 47% menos material particulado (que penetra
  nos pulmões);
• não polui o meio ambiente, pois não é tóxico;
• funciona em motores convencionais e aumenta a sua
  vida útil;
• não requer armazenamento especial (ponto de fulgor
  175ºC) .
                                    Fonte: National Biodiesel Board (E.U.A)
A evolução da mistura ao diesel
• B100 (100%) ou qualquer teor da sua mistura em caráter
  opcional e experimental – Janeiro de 2005;
• B2 (2% de biodiesel) – Janeiro de 2008;
• B3 (3% de biodiesel) – Julho de 2008;
• B4 (4% de biodiesel) – Julho de 2009;
• B5 (5% de biodiesel, prevista para 2013) – Janeiro de 2010;
• B20 (20% de biodiesel) – O chamado Biodiesel Metropolitano,
  para utilizar principalmente em grandes metrópoles; (PL
  5587/2009);
• B100 – Uso de biodiesel puro nos veículos de passeio e carga de
  pequeno porte. (PL 6942/2010).
Demanda de matérias-primas

Óleo de algodão
0,79%

Gordura de porco
0,39%

Óleo de fritura usado
0,37%

Outros materiais graxos
0,95%


                                                    fonte:


                          Referência – abril/2011
METANOL      METILATO DE
                                      Filtração       Lavagem
               SÓDIO
(Reagente)
              (Catalisador)             argila
                                                        água
                                        sílica



    Pré-
    Pré-
   mistura

                       Gorduras e
                         Óleos
                                    BIODIESEL
                                     BRUTO
                                                                 BIODIESEL
                                                                 DESTILADO
                                                  Análises
 REATOR


                                                        MATTOS


                                    GLICERINA
Os números da produção no Brasil

• Atualmente existem 69 unidades
  produtoras autorizadas pela
  ANP;
• só 61 possuem autorização para
  comércio do produto;
• capacidade total autorizada de
  17.415,95 m3/dia.
• há 18 solicitações para
  construção de novas plantas e
  10 para ampliações.
Os números da produção no Brasil

• O valor médio do produto acabado
  gira em torno de R$2,05 a
  R$2,32/lt, dependendo do estado;


• vendido em forma de leilões
  (2005) e transportados em tanques
  de 15, 30, 35, 45 e 60m³


• 80% dos custos são relativos às
  gorduras e óleos.
Armazenamento dos produtos
Cuidados com o meio ambiente
• (ETE) - Tratamento dos resíduos
  líquidos da fábrica;
• Descarte correto dos resíduos sólidos
  da filtração;
• Incineração dos EPI’s contaminados
  por empresa especializada;
• Reaproveitamento de água para
  sistema de combate a incêndio;
• Dicks para contenção de águas
  pluviais, residuais e transbordamentos.
Segurança e saúde do trabalhador
• Adicional de periculosidade a todos
  colaboradores da área operacional
  (30% sobre salário na CTPS –
  NR16);
• conscientização dos colaboradores
  (EPI’s, DDS, cursos
  profissionalizantes, CIPA/Sipat,
  treinamentos);
• recomendação de óculos tipo ampla
  visão proteção devido à grande
  variedade de líquidos.
Segurança e saúde do trabalhador
Motivos da incidência de acidentes nas plantas
                 produtoras

• Terceirização;
• trabalho em
  turnos;
• reparos e
  manutenção;
• negligência com
  EPI’s.
Fiscalização
• ANP - Agência Nacional
  de Petróleo, Gás Natural
  e Biocombustíveis;
• Petrobrás - Petróleo
  Brasileiro;
• Cetesb - Companhia de
  Tecnologia de
  Saneamento Ambiental;
• Sindicato;
• MTb.
Vídeo
Fontes
http://www.ubrabio.com.br
http://crispassinato.wordpress.com/2008/07/17/metodo-cientifico/
http://brasilbio.blogspot.com/2007/02/o-biodiesel-e-o-meio-ambiente.html
http://brasilecodiesel.com.br
http://www.anp.gov.br/
www.biodieselbr.coM
                                          Obrigado!
                                          Márcio Roberto de Mattos
                                            Contatos:
                                            E.mail: mr_mattos@hotmail.com
                                            Skype: mr_mattos
                                            Celular: (19) 9237- 4057

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Carvão
CarvãoCarvão
05 aula gás natural
05 aula gás natural05 aula gás natural
05 aula gás natural
Homero Alves de Lima
 
Carvão mineral
Carvão mineralCarvão mineral
Carvão mineral
Carlos Dantas
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
Widmer Ariel
 
Biogás
Biogás Biogás
Biogás
Compagas
 
Etanol
Etanol  Etanol
Etanol
Andressa Rita
 
Minicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso Bejan
Minicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso BejanMinicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso Bejan
Minicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso Bejan
Encontro de Química e Formação Docente
 
Biocombustíveis
BiocombustíveisBiocombustíveis
Biocombustíveis
Paulo Campino
 
Biogas
BiogasBiogas
Biogas
Jim Naturesa
 
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição AmbientalControle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
UN Joint Office of UNDP, UNFPA and UNICEF (Environment Energy and Disaster Prevention Unit)
 
Hidrogênio
HidrogênioHidrogênio
Hidrogênio
Jim Naturesa
 
Energia de Biomassa
Energia de BiomassaEnergia de Biomassa
Trabalho Sobre Biomassa Power Point
Trabalho Sobre Biomassa Power PointTrabalho Sobre Biomassa Power Point
Trabalho Sobre Biomassa Power Point
cavaco_and_telmao
 
Petroleo
PetroleoPetroleo
Petroleo
Josimar Nunes
 
Trabalho petróleo
Trabalho petróleoTrabalho petróleo
Trabalho petróleo
Sako Afonso M. Vuna
 
A co incineração
A co incineraçãoA co incineração
A co incineração
sanpersousa89
 
GESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTALGESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTAL
Filipa Andrade
 
Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
Paula Fletcher
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
Francisco de Assis da S Araujo
 
Educação Ambiental..pptx
Educação Ambiental..pptxEducação Ambiental..pptx
Educação Ambiental..pptx
rickriordan
 

Mais procurados (20)

Carvão
CarvãoCarvão
Carvão
 
05 aula gás natural
05 aula gás natural05 aula gás natural
05 aula gás natural
 
Carvão mineral
Carvão mineralCarvão mineral
Carvão mineral
 
Biomassa
BiomassaBiomassa
Biomassa
 
Biogás
Biogás Biogás
Biogás
 
Etanol
Etanol  Etanol
Etanol
 
Minicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso Bejan
Minicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso BejanMinicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso Bejan
Minicurso biodiesel - Profª Drª Claudia Cardoso Bejan
 
Biocombustíveis
BiocombustíveisBiocombustíveis
Biocombustíveis
 
Biogas
BiogasBiogas
Biogas
 
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição AmbientalControle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
Controle e Prevenção dos Processos de Poluição Ambiental
 
Hidrogênio
HidrogênioHidrogênio
Hidrogênio
 
Energia de Biomassa
Energia de BiomassaEnergia de Biomassa
Energia de Biomassa
 
Trabalho Sobre Biomassa Power Point
Trabalho Sobre Biomassa Power PointTrabalho Sobre Biomassa Power Point
Trabalho Sobre Biomassa Power Point
 
Petroleo
PetroleoPetroleo
Petroleo
 
Trabalho petróleo
Trabalho petróleoTrabalho petróleo
Trabalho petróleo
 
A co incineração
A co incineraçãoA co incineração
A co incineração
 
GESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTALGESTÃO AMBIENTAL
GESTÃO AMBIENTAL
 
Lipidios
LipidiosLipidios
Lipidios
 
Desenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento SustentavelDesenvolvimento Sustentavel
Desenvolvimento Sustentavel
 
Educação Ambiental..pptx
Educação Ambiental..pptxEducação Ambiental..pptx
Educação Ambiental..pptx
 

Semelhante a TCC sobre Biodiesel

Case sérgio valadão usina de biodiesel 1
Case sérgio valadão   usina de biodiesel 1Case sérgio valadão   usina de biodiesel 1
Case sérgio valadão usina de biodiesel 1
Sérgio Valadão
 
biodiesel no Brasil
biodiesel no Brasilbiodiesel no Brasil
biodiesel no Brasil
RennerParente
 
Donato Aranda
Donato ArandaDonato Aranda
Donato Aranda
biodieselbr
 
Situacao dos bio combustiveis no brasil cristiane z. de an
Situacao dos bio combustiveis no brasil   cristiane z. de anSituacao dos bio combustiveis no brasil   cristiane z. de an
Situacao dos bio combustiveis no brasil cristiane z. de an
Geraldo Sebastian
 
Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009
BrasilEcodiesel
 
Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009
BrasilEcodiesel
 
Joana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdf
Joana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdfJoana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdf
Joana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdf
MrioCouto1
 
'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....
'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....
'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....
Marco Aurélio Gondim
 
Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo
Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo
Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo
Rural Pecuária
 
Biodiesel novo
Biodiesel novoBiodiesel novo
Biodiesel novo
Vinicius Martins
 
Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009
BrasilEcodiesel
 
Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009
BrasilEcodiesel
 
XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012
XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012
XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012
CBE2012
 
Poster biodiesel2
Poster biodiesel2Poster biodiesel2
Poster biodiesel2
belavideira
 
Reunião apimec 2007
Reunião apimec 2007Reunião apimec 2007
Reunião apimec 2007
BrasilEcodiesel
 
NT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdf
NT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdfNT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdf
NT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdf
SpinemaxPeas
 
Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...
Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...
Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...
muskarya
 
Despoluidor - Programa Ambiental de Transporte
Despoluidor - Programa Ambiental de TransporteDespoluidor - Programa Ambiental de Transporte
Despoluidor - Programa Ambiental de Transporte
ProjetoBr
 
Cartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdf
Cartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdfCartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdf
Cartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdf
SpinemaxPeas
 
Etanol
EtanolEtanol
Etanol
segundocol
 

Semelhante a TCC sobre Biodiesel (20)

Case sérgio valadão usina de biodiesel 1
Case sérgio valadão   usina de biodiesel 1Case sérgio valadão   usina de biodiesel 1
Case sérgio valadão usina de biodiesel 1
 
biodiesel no Brasil
biodiesel no Brasilbiodiesel no Brasil
biodiesel no Brasil
 
Donato Aranda
Donato ArandaDonato Aranda
Donato Aranda
 
Situacao dos bio combustiveis no brasil cristiane z. de an
Situacao dos bio combustiveis no brasil   cristiane z. de anSituacao dos bio combustiveis no brasil   cristiane z. de an
Situacao dos bio combustiveis no brasil cristiane z. de an
 
Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009
 
Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009Apresentação apimec – outubro 2009
Apresentação apimec – outubro 2009
 
Joana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdf
Joana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdfJoana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdf
Joana_Fonseca_PRIO Introdução Biodiesel em Portugal.pdf
 
'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....
'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....
'ATUALIDADES GEOGRAFIA BRASIL BIOCOMBUSTÍVEIS Prof Marco Aurelio Gondim [www....
 
Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo
Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo
Usos do Biodiesel no Brasil e no Mundo
 
Biodiesel novo
Biodiesel novoBiodiesel novo
Biodiesel novo
 
Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009
 
Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009Biodiesel congress 2009
Biodiesel congress 2009
 
XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012
XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012
XIV CBE - Palestra 1 - Marco Aurelio Vasconcellos Freitas - 24 outubro 2012
 
Poster biodiesel2
Poster biodiesel2Poster biodiesel2
Poster biodiesel2
 
Reunião apimec 2007
Reunião apimec 2007Reunião apimec 2007
Reunião apimec 2007
 
NT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdf
NT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdfNT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdf
NT_Combustiveis_renovaveis_em_ motores_ciclo_Diesel.pdf
 
Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...
Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...
Apresentação PAP (prova de aptidão profissional) Técnico de analises laborato...
 
Despoluidor - Programa Ambiental de Transporte
Despoluidor - Programa Ambiental de TransporteDespoluidor - Programa Ambiental de Transporte
Despoluidor - Programa Ambiental de Transporte
 
Cartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdf
Cartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdfCartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdf
Cartilha - Os impactos da má qualidade do óleo diesel brasileiro.pdf
 
Etanol
EtanolEtanol
Etanol
 

Mais de Márcio Roberto de Mattos

Segurança e saúde no nosso lar
Segurança e saúde no nosso larSegurança e saúde no nosso lar
Segurança e saúde no nosso lar
Márcio Roberto de Mattos
 
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintasSlide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Márcio Roberto de Mattos
 
Treinamento para brigadistas de incêndio completo
Treinamento para brigadistas de incêndio completoTreinamento para brigadistas de incêndio completo
Treinamento para brigadistas de incêndio completo
Márcio Roberto de Mattos
 
Atos inseguros trabalho em altura
Atos inseguros trabalho em alturaAtos inseguros trabalho em altura
Atos inseguros trabalho em altura
Márcio Roberto de Mattos
 
Trabalho em altura NR-35 - 8 horas
Trabalho em altura NR-35 - 8 horasTrabalho em altura NR-35 - 8 horas
Trabalho em altura NR-35 - 8 horas
Márcio Roberto de Mattos
 
Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014
Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014
Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014
Márcio Roberto de Mattos
 
Tragedia boate kiss santa maria rs
Tragedia boate kiss santa maria rsTragedia boate kiss santa maria rs
Tragedia boate kiss santa maria rs
Márcio Roberto de Mattos
 
Treinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergências
Treinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergênciasTreinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergências
Treinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergências
Márcio Roberto de Mattos
 
Treinamento para operador de empilhadeira
Treinamento para operador de empilhadeiraTreinamento para operador de empilhadeira
Treinamento para operador de empilhadeira
Márcio Roberto de Mattos
 
Estatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do Trabalho
Estatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do TrabalhoEstatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do Trabalho
Estatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do Trabalho
Márcio Roberto de Mattos
 
Alcoolismo e cirrose alcoólica
Alcoolismo e cirrose alcoólicaAlcoolismo e cirrose alcoólica
Alcoolismo e cirrose alcoólica
Márcio Roberto de Mattos
 
Pcmat em slide
Pcmat em slidePcmat em slide
Técnicas para criação de slides
Técnicas para criação de slides Técnicas para criação de slides
Técnicas para criação de slides
Márcio Roberto de Mattos
 
Integração de segurança
Integração de segurançaIntegração de segurança
Integração de segurança
Márcio Roberto de Mattos
 
Hidrantes
HidrantesHidrantes
Motivação
MotivaçãoMotivação
Tcc zinho o trabalho escravo no brasil
Tcc zinho o trabalho escravo no brasilTcc zinho o trabalho escravo no brasil
Tcc zinho o trabalho escravo no brasil
Márcio Roberto de Mattos
 
Xileno produto químico
Xileno produto químicoXileno produto químico
Xileno produto químico
Márcio Roberto de Mattos
 
Mini TCC - os perigos da web
Mini TCC -  os perigos da webMini TCC -  os perigos da web
Mini TCC - os perigos da web
Márcio Roberto de Mattos
 
Integração de segurança
Integração de segurançaIntegração de segurança
Integração de segurança
Márcio Roberto de Mattos
 

Mais de Márcio Roberto de Mattos (20)

Segurança e saúde no nosso lar
Segurança e saúde no nosso larSegurança e saúde no nosso lar
Segurança e saúde no nosso lar
 
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintasSlide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
Slide treinamento - Correntes, ganchos e cintas
 
Treinamento para brigadistas de incêndio completo
Treinamento para brigadistas de incêndio completoTreinamento para brigadistas de incêndio completo
Treinamento para brigadistas de incêndio completo
 
Atos inseguros trabalho em altura
Atos inseguros trabalho em alturaAtos inseguros trabalho em altura
Atos inseguros trabalho em altura
 
Trabalho em altura NR-35 - 8 horas
Trabalho em altura NR-35 - 8 horasTrabalho em altura NR-35 - 8 horas
Trabalho em altura NR-35 - 8 horas
 
Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014
Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014
Explosão cilindros de gases - Acre maio 2014
 
Tragedia boate kiss santa maria rs
Tragedia boate kiss santa maria rsTragedia boate kiss santa maria rs
Tragedia boate kiss santa maria rs
 
Treinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergências
Treinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergênciasTreinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergências
Treinamento de primeiros socorros para brigadistas de emergências
 
Treinamento para operador de empilhadeira
Treinamento para operador de empilhadeiraTreinamento para operador de empilhadeira
Treinamento para operador de empilhadeira
 
Estatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do Trabalho
Estatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do TrabalhoEstatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do Trabalho
Estatísticas direção defensiva - Especial para Técnicos em Segurança do Trabalho
 
Alcoolismo e cirrose alcoólica
Alcoolismo e cirrose alcoólicaAlcoolismo e cirrose alcoólica
Alcoolismo e cirrose alcoólica
 
Pcmat em slide
Pcmat em slidePcmat em slide
Pcmat em slide
 
Técnicas para criação de slides
Técnicas para criação de slides Técnicas para criação de slides
Técnicas para criação de slides
 
Integração de segurança
Integração de segurançaIntegração de segurança
Integração de segurança
 
Hidrantes
HidrantesHidrantes
Hidrantes
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Tcc zinho o trabalho escravo no brasil
Tcc zinho o trabalho escravo no brasilTcc zinho o trabalho escravo no brasil
Tcc zinho o trabalho escravo no brasil
 
Xileno produto químico
Xileno produto químicoXileno produto químico
Xileno produto químico
 
Mini TCC - os perigos da web
Mini TCC -  os perigos da webMini TCC -  os perigos da web
Mini TCC - os perigos da web
 
Integração de segurança
Integração de segurançaIntegração de segurança
Integração de segurança
 

Último

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
arodatos81
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
Vanessa F. Rezende
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Mary Alvarenga
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Yan Kayk da Cruz Ferreira
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
marcos oliveira
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CristviaFerreira
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Alfabetização de adultos.pdf
Alfabetização de             adultos.pdfAlfabetização de             adultos.pdf
Alfabetização de adultos.pdf
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.pptNR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
NR-12-Treinamento-Maquinas-Rotativas.ppt
 
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
Caça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafosCaça - palavras  e cruzadinha   com  dígrafos
Caça - palavras e cruzadinha com dígrafos
 
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFVRegistros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
Registros da 8ª edição da FECINTEC - AFV
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdfPainel  para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
Painel para comemerorar odia dos avós grátis.pdf
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdfCALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
CALENDÁRIO GRADUAÇÃO 2024-07ddddd-04 (1).pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 

TCC sobre Biodiesel

  • 1. Trabalho de Conclusão de Curso “Biodiesel - O combustível que se planta” Márcio Roberto de Mattos 3º Ciclo - Técnico em Segurança do Trabalho - 2011
  • 2. Previsão para o futuro Dr. Rudolph Christian Carl Diesel -1911. Inventor do primeiro motor a diesel. “O motor diesel pode ser alimentado com óleos vegetais e poderá ajudar consideravelmente o desenvolvimento da agricultura nos países onde ele funcionar. Isto parece um sonho do futuro, mas eu posso predizer com inteira convicção que esse modo de emprego do motor diesel pode, num tempo dado, adquirir uma grande importância.”
  • 3. (Lei nº. 11.097, de 13 de janeiro de 2005) É um combustível renovável, biodegradável, que pode substituir, parcial ou totalmente, combustíveis derivados de petróleo em motores a combustão.
  • 4. Os benefícios da sua utilização • Emite até 48% menos gases poluentes na atmosfera (Dióxido e Monóxido de Carbono); • Emite 47% menos material particulado (que penetra nos pulmões); • não polui o meio ambiente, pois não é tóxico; • funciona em motores convencionais e aumenta a sua vida útil; • não requer armazenamento especial (ponto de fulgor 175ºC) . Fonte: National Biodiesel Board (E.U.A)
  • 5. A evolução da mistura ao diesel • B100 (100%) ou qualquer teor da sua mistura em caráter opcional e experimental – Janeiro de 2005; • B2 (2% de biodiesel) – Janeiro de 2008; • B3 (3% de biodiesel) – Julho de 2008; • B4 (4% de biodiesel) – Julho de 2009; • B5 (5% de biodiesel, prevista para 2013) – Janeiro de 2010; • B20 (20% de biodiesel) – O chamado Biodiesel Metropolitano, para utilizar principalmente em grandes metrópoles; (PL 5587/2009); • B100 – Uso de biodiesel puro nos veículos de passeio e carga de pequeno porte. (PL 6942/2010).
  • 6. Demanda de matérias-primas Óleo de algodão 0,79% Gordura de porco 0,39% Óleo de fritura usado 0,37% Outros materiais graxos 0,95% fonte: Referência – abril/2011
  • 7. METANOL METILATO DE Filtração Lavagem SÓDIO (Reagente) (Catalisador) argila água sílica Pré- Pré- mistura Gorduras e Óleos BIODIESEL BRUTO BIODIESEL DESTILADO Análises REATOR MATTOS GLICERINA
  • 8. Os números da produção no Brasil • Atualmente existem 69 unidades produtoras autorizadas pela ANP; • só 61 possuem autorização para comércio do produto; • capacidade total autorizada de 17.415,95 m3/dia. • há 18 solicitações para construção de novas plantas e 10 para ampliações.
  • 9. Os números da produção no Brasil • O valor médio do produto acabado gira em torno de R$2,05 a R$2,32/lt, dependendo do estado; • vendido em forma de leilões (2005) e transportados em tanques de 15, 30, 35, 45 e 60m³ • 80% dos custos são relativos às gorduras e óleos.
  • 11. Cuidados com o meio ambiente • (ETE) - Tratamento dos resíduos líquidos da fábrica; • Descarte correto dos resíduos sólidos da filtração; • Incineração dos EPI’s contaminados por empresa especializada; • Reaproveitamento de água para sistema de combate a incêndio; • Dicks para contenção de águas pluviais, residuais e transbordamentos.
  • 12. Segurança e saúde do trabalhador • Adicional de periculosidade a todos colaboradores da área operacional (30% sobre salário na CTPS – NR16); • conscientização dos colaboradores (EPI’s, DDS, cursos profissionalizantes, CIPA/Sipat, treinamentos); • recomendação de óculos tipo ampla visão proteção devido à grande variedade de líquidos.
  • 13. Segurança e saúde do trabalhador Motivos da incidência de acidentes nas plantas produtoras • Terceirização; • trabalho em turnos; • reparos e manutenção; • negligência com EPI’s.
  • 14. Fiscalização • ANP - Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis; • Petrobrás - Petróleo Brasileiro; • Cetesb - Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental; • Sindicato; • MTb.