SlideShare uma empresa Scribd logo
S G T D E I S E BRIGADA MILITAR CORPO DE BOMBEIROS
[object Object],S.T.A.R.T.
[object Object],CONCEITO CATÁSTROFE
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],MULTIPLAS VÍTIMAS
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],COORDENADOR OPERACIONAL
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],COORDENADOR MÉDICO
MONTAGEM CENÁRIO
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],NÍVE Técnica START
NÍVEL CONSCIÊNCIA
CATALOGAR  A PARTIR DO NÍVEL DE CONSCIÊNCIA PENDURAR   EM CADA VÍTIMA,  CONFORME A TRIAGEM DO SEU ESTADO DE CONSCIÊNCIA
Vítimas que apresentam risco imediato de vida;  apresentam respiração somente após manobras de abertura de vias aéreas ou a respiração está maior que 30 movimentos respiratórios por minuto; necessitam de algum tratamento médico antes de um transporte rápido ao hospital; necessitam ser transportadas rapidamente ao hospital para cirurgia. Cartão Vermelho
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],CARTÃO VERMELHO PRIORIDADE DE ATENDIMENTO
Vítimas que não apresentam risco de vida imediato; necessitam de algum tipo de tratamento no local enquanto aguardam transporte ao hospital. Cartão Amarelo São os pacientes com: ●  Fraturas; ●  TCE leve, moderado; ●  Queimaduras menores; ●  Traumatismos abdominais e torácicos; ●  Ferimentos com sangramento que necessitam suturas.
Cartão Verde Vítimas com capacidade para andar; não necessitam de tratamento médico ou transporte imediato, possuem lesões sem risco de vida. São os pacientes com: ●  contusões; ●  hematomas; ●  escoriações; ●  pequenos ferimentos.
Prioridade Preto Vítimas em óbito ou que não tenham chance de sobreviver; não respiram, mesmo após manobras simples de abertura da via aérea. São os pacientes: ●  em óbito; ●  múltiplos traumas graves, sem chances de sobreviver; ●  queimaduras de 2 e 3 grau extensas. Obs.: Nas situações em que há um desequilíbrio entre os recursos médicos e o número de vítimas.
MATERIAL NECESSÁRIO Kit Desastre: Bolsa confeccionada em nylon na cor vermelha, com forração em nylon na cor cinza, dividida em 2 compartimentos. Possui alça de mão e alças costais, podendo também ser transportada como mochila. Para estar sempre na Resgate ou Caminhão. Contendo: * 3 peças de Cobertura para Óbito; 4 lonas de 4 m x 5 m nas cores vermelho, verde, amarelo e preto com ilhós niquelados nos 4 cantos;  * 4 bandeirinhas; * 1 lanterna;  * 5 pranchetas para anotações ;  *1 rolo de fita para isolamento de área (amarelo preto);  * 1 caixa de luvas de procedimento com 100 unidades; 100 unidades de cartões de  triagem;  * 15 coletes para treinamento confeccionados em nylon nas cores vermelho, amarelo, azul, laranja e verde (sendo 3 de cada cor).  Obs.: Além de outros materiais como EPI, barraca para comando, materiais para pronto socorrismo...
Sargento Deise Luciane Schulz Salvar, salvar, sempre Salvar !!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Assistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande QueimadoAssistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande Queimado
Janaína Lassala
 
Suporte Básico Vida
Suporte Básico VidaSuporte Básico Vida
Suporte Básico Vida
Professor Robson
 
Atendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarAtendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalar
Mauricio Cesar Soares
 
5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)
5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)
5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)
ElioenaiAlmeida1
 
3ª aula atendimento inicial no trauma
3ª aula   atendimento inicial no trauma3ª aula   atendimento inicial no trauma
3ª aula atendimento inicial no trauma
Prof Silvio Rosa
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
Rosemeire Moreira Souza
 
Novas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcrNovas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcr
Barbara Oliveira
 
Atendimento a PCR
Atendimento a PCRAtendimento a PCR
Atendimento a PCR
Marco Lamim
 
Primeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - AfogamentoPrimeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - Afogamento
Jade Oliveira
 
aulapronto-socorro
 aulapronto-socorro  aulapronto-socorro
aulapronto-socorro
Gabriela Bragagnollo
 
RCP/DEA
RCP/DEARCP/DEA
RCP/DEA
Tiago_gja
 
Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
Rocha Neto
 
Suporte básico de vida
Suporte básico de vidaSuporte básico de vida
Uti
UtiUti
Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim
Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim
Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim
Hitalo Vieira
 
Afogamento
AfogamentoAfogamento
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchesterMétodo de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Aroldo Gavioli
 
Acidentes com multiplas vitimas
Acidentes com multiplas vitimasAcidentes com multiplas vitimas
Acidentes com multiplas vitimas
Zanel EPIs de Raspa e Vaqueta
 
Enfermagem em Urgência Emergência
Enfermagem em Urgência EmergênciaEnfermagem em Urgência Emergência
Enfermagem em Urgência Emergência
Wellington Moreira Ribeiro
 
Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...
Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...
Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...
Aroldo Gavioli
 

Mais procurados (20)

Assistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande QueimadoAssistência ao Paciente Grande Queimado
Assistência ao Paciente Grande Queimado
 
Suporte Básico Vida
Suporte Básico VidaSuporte Básico Vida
Suporte Básico Vida
 
Atendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalarAtendimento pré hospitalar
Atendimento pré hospitalar
 
5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)
5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)
5- Parada cardiorrespiratória (PCR), Suporte básico de vida (DEA)
 
3ª aula atendimento inicial no trauma
3ª aula   atendimento inicial no trauma3ª aula   atendimento inicial no trauma
3ª aula atendimento inicial no trauma
 
Urgência e Emergência
Urgência e EmergênciaUrgência e Emergência
Urgência e Emergência
 
Novas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcrNovas diretrizes na pcr
Novas diretrizes na pcr
 
Atendimento a PCR
Atendimento a PCRAtendimento a PCR
Atendimento a PCR
 
Primeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - AfogamentoPrimeiros Socorros - Afogamento
Primeiros Socorros - Afogamento
 
aulapronto-socorro
 aulapronto-socorro  aulapronto-socorro
aulapronto-socorro
 
RCP/DEA
RCP/DEARCP/DEA
RCP/DEA
 
Noções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorrosNoções básicas sobre primeiros socorros
Noções básicas sobre primeiros socorros
 
Suporte básico de vida
Suporte básico de vidaSuporte básico de vida
Suporte básico de vida
 
Uti
UtiUti
Uti
 
Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim
Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim
Primeiros socorros Profª Enfª Tarcila Amorim
 
Afogamento
AfogamentoAfogamento
Afogamento
 
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchesterMétodo de classificação de risco pelo protocolo de manchester
Método de classificação de risco pelo protocolo de manchester
 
Acidentes com multiplas vitimas
Acidentes com multiplas vitimasAcidentes com multiplas vitimas
Acidentes com multiplas vitimas
 
Enfermagem em Urgência Emergência
Enfermagem em Urgência EmergênciaEnfermagem em Urgência Emergência
Enfermagem em Urgência Emergência
 
Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...
Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...
Atendimento na parada cardiorrespiratória em adultos pela equipe multidiscipl...
 

Semelhante a S.T.A.R.T Triagem de vítimas

Metodostart 091108191229-phpapp01
Metodostart 091108191229-phpapp01Metodostart 091108191229-phpapp01
Metodostart 091108191229-phpapp01
Placido Bombeiro
 
Start
StartStart
Multiplas vitimas Prof Silvio
 Multiplas vitimas Prof Silvio Multiplas vitimas Prof Silvio
Multiplas vitimas Prof Silvio
Prof Silvio Rosa
 
Metodo Start.pdf
Metodo Start.pdfMetodo Start.pdf
Metodo Start.pdf
Thamara Borges Rodrigues
 
Modulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdf
Modulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdfModulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdf
Modulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdf
EduardoRobertodeCicc
 
UFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptx
UFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptxUFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptx
UFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptx
Nome Sobrenome
 
aula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdf
aula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdfaula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdf
aula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdf
Edmar Barbosa
 
Aula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptx
Aula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptxAula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptx
Aula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptx
JooCosme3
 
Desastre multivítimas
Desastre multivítimas Desastre multivítimas
Desastre multivítimas
Albino Gomes
 
Aula 05 introdução aos primeiros socorros
Aula 05   introdução aos primeiros socorrosAula 05   introdução aos primeiros socorros
Aula 05 introdução aos primeiros socorros
LUCAS MENDES SILVA OLIVEIRA
 
Triagem de Vítimas em Catástrofes Enf. Magda R. Matos
Triagem de Vítimas em Catástrofes    Enf. Magda R. MatosTriagem de Vítimas em Catástrofes    Enf. Magda R. Matos
Triagem de Vítimas em Catástrofes Enf. Magda R. Matos
Coren-ms Conselho Reg Enfermagem
 
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
VivianePereira485260
 
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
VivianePereira485260
 
2º artigo de abordagem primária
2º artigo de abordagem primária2º artigo de abordagem primária
2º artigo de abordagem primária
Alba Andrade
 
CONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdf
CONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdfCONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdf
CONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdf
franciscobarreto6550
 
1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx
1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx
1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx
Irisnara Nunes Silva
 
Emergência médica e a morte violenta
Emergência médica e a morte violentaEmergência médica e a morte violenta
Emergência médica e a morte violenta
Albino Gomes
 
Sistema integrado-de-emergência-médica
Sistema integrado-de-emergência-médicaSistema integrado-de-emergência-médica
Sistema integrado-de-emergência-médica
MiguelAlmeida502577
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
Tiago Gonçalves
 
manual sobre emergência médica na hotelaria
manual sobre emergência médica na hotelariamanual sobre emergência médica na hotelaria
manual sobre emergência médica na hotelaria
AureaLopes7
 

Semelhante a S.T.A.R.T Triagem de vítimas (20)

Metodostart 091108191229-phpapp01
Metodostart 091108191229-phpapp01Metodostart 091108191229-phpapp01
Metodostart 091108191229-phpapp01
 
Start
StartStart
Start
 
Multiplas vitimas Prof Silvio
 Multiplas vitimas Prof Silvio Multiplas vitimas Prof Silvio
Multiplas vitimas Prof Silvio
 
Metodo Start.pdf
Metodo Start.pdfMetodo Start.pdf
Metodo Start.pdf
 
Modulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdf
Modulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdfModulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdf
Modulo 10 - Curso Primeiros socorros.pdf
 
UFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptx
UFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptxUFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptx
UFCD-6570 Abordagem Geral de Noções Básicas de Primeiros.pptx
 
aula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdf
aula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdfaula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdf
aula-01-primeiros-socorros-introducao1678074901.pdf
 
Aula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptx
Aula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptxAula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptx
Aula Sobre: Primeiros Socorros-Aula 1.pptx
 
Desastre multivítimas
Desastre multivítimas Desastre multivítimas
Desastre multivítimas
 
Aula 05 introdução aos primeiros socorros
Aula 05   introdução aos primeiros socorrosAula 05   introdução aos primeiros socorros
Aula 05 introdução aos primeiros socorros
 
Triagem de Vítimas em Catástrofes Enf. Magda R. Matos
Triagem de Vítimas em Catástrofes    Enf. Magda R. MatosTriagem de Vítimas em Catástrofes    Enf. Magda R. Matos
Triagem de Vítimas em Catástrofes Enf. Magda R. Matos
 
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
 
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
AULA 08-10-22 - PAPEL DO TECNICO DE ENFERMEIRO NA URGÊNCIA E EMERGÊNCIA CERTO...
 
2º artigo de abordagem primária
2º artigo de abordagem primária2º artigo de abordagem primária
2º artigo de abordagem primária
 
CONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdf
CONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdfCONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdf
CONCEITOS INICIAS PARA SOCORROS DE URGÊNCIA-1.pdf
 
1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx
1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx
1 aula PRIMEIROS SOCORROS E EMERGÊNGIA NETS.pptx
 
Emergência médica e a morte violenta
Emergência médica e a morte violentaEmergência médica e a morte violenta
Emergência médica e a morte violenta
 
Sistema integrado-de-emergência-médica
Sistema integrado-de-emergência-médicaSistema integrado-de-emergência-médica
Sistema integrado-de-emergência-médica
 
Primeiros socorros
Primeiros socorrosPrimeiros socorros
Primeiros socorros
 
manual sobre emergência médica na hotelaria
manual sobre emergência médica na hotelariamanual sobre emergência médica na hotelaria
manual sobre emergência médica na hotelaria
 

S.T.A.R.T Triagem de vítimas

  • 1. S G T D E I S E BRIGADA MILITAR CORPO DE BOMBEIROS
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 10.
  • 12. CATALOGAR A PARTIR DO NÍVEL DE CONSCIÊNCIA PENDURAR EM CADA VÍTIMA, CONFORME A TRIAGEM DO SEU ESTADO DE CONSCIÊNCIA
  • 13. Vítimas que apresentam risco imediato de vida; apresentam respiração somente após manobras de abertura de vias aéreas ou a respiração está maior que 30 movimentos respiratórios por minuto; necessitam de algum tratamento médico antes de um transporte rápido ao hospital; necessitam ser transportadas rapidamente ao hospital para cirurgia. Cartão Vermelho
  • 14.
  • 15. Vítimas que não apresentam risco de vida imediato; necessitam de algum tipo de tratamento no local enquanto aguardam transporte ao hospital. Cartão Amarelo São os pacientes com: ● Fraturas; ● TCE leve, moderado; ● Queimaduras menores; ● Traumatismos abdominais e torácicos; ● Ferimentos com sangramento que necessitam suturas.
  • 16. Cartão Verde Vítimas com capacidade para andar; não necessitam de tratamento médico ou transporte imediato, possuem lesões sem risco de vida. São os pacientes com: ● contusões; ● hematomas; ● escoriações; ● pequenos ferimentos.
  • 17. Prioridade Preto Vítimas em óbito ou que não tenham chance de sobreviver; não respiram, mesmo após manobras simples de abertura da via aérea. São os pacientes: ● em óbito; ● múltiplos traumas graves, sem chances de sobreviver; ● queimaduras de 2 e 3 grau extensas. Obs.: Nas situações em que há um desequilíbrio entre os recursos médicos e o número de vítimas.
  • 18. MATERIAL NECESSÁRIO Kit Desastre: Bolsa confeccionada em nylon na cor vermelha, com forração em nylon na cor cinza, dividida em 2 compartimentos. Possui alça de mão e alças costais, podendo também ser transportada como mochila. Para estar sempre na Resgate ou Caminhão. Contendo: * 3 peças de Cobertura para Óbito; 4 lonas de 4 m x 5 m nas cores vermelho, verde, amarelo e preto com ilhós niquelados nos 4 cantos; * 4 bandeirinhas; * 1 lanterna; * 5 pranchetas para anotações ; *1 rolo de fita para isolamento de área (amarelo preto); * 1 caixa de luvas de procedimento com 100 unidades; 100 unidades de cartões de triagem; * 15 coletes para treinamento confeccionados em nylon nas cores vermelho, amarelo, azul, laranja e verde (sendo 3 de cada cor). Obs.: Além de outros materiais como EPI, barraca para comando, materiais para pronto socorrismo...
  • 19. Sargento Deise Luciane Schulz Salvar, salvar, sempre Salvar !!!