SlideShare uma empresa Scribd logo
As especiarias
Ao longo dos séc. XV e XVI, os  navegadores portugueses  desvendaram  as  rotas marítimas  do Atlântico sul, do Índico e do Pacífico até ao Japão. Uma façanha desta natureza nunca se realizaria por um  motivo  só  (curiosidade, espírito de aventura, espalhar a fé cristã,  riquezas ).  Os  portugueses  queriam sobretudo o  ouro  da África, a  pimenta  da Índia e as outras  especiarias  que não sabiam ao certo onde as procurar.
O que são? O termo  especiaria  designa diversos produtos,  frescos ou secos,  de  origem vegetal  (flor, fruto, semente, casca, caule, raiz),  de aroma e/ou sabor acentuados.
Para que servem? Condimentar  os alimentos tornando-os mais saborosos Conservar  os alimentos  Fazer  medicamento s ,   unguentos,   óleos,  cosméticos  e  incensos
 
A rota das especiarias
A origem das especiarias
A malagueta Características: Arbusto que dá frutos vermelhos   Medicina:  Protege o aparelho digestivo e cura enxaquecas Culinária: Confere sabor picante  aos pratos de peixe e carne   Origem: Costa ocidental da África
Especiarias da Índia Pimenta Gengibre Curcuma Cardamomo
A pimenta Origem:   Índia Características: Planta trepadeira que produz  frutos em cacho  (pimenta preta, branca, verde, vermelha) Medicina:  Estimula o apetite  facilita a digestão é analgésico  Culinária: Confere sabor picante  aos pratos de peixe e carne
O gengibre Origem:   Índia e China Características: É um rizoma (raiz carnuda) Medicina:  Chá de gengibre trata gripes, tosse e resfriado  Culinária: É apreciado pelo sabor caloroso e pelas virtudes digestivas
A curcuma ou açafrão Origem:   Índia Características: É um rizoma (raiz carnuda) Medicina:  Prevenção e tratamento do  cancro. É um excelente antibiótico natural.  Culinária: É um componente do caril,  tem um sabor quente e picante.
O cardamomo Origem:   Índia Características: É uma planta da qual se utilizam os frutos e as sementes  Medicina:  Trata infecções nas gengivas e  previne doenças da garganta  Culinária: Perfumado e de sabor refrescante
Especiarias do Oriente Ilha de Ceilão Ilhas de Banda Ilhas Molucas
A canela Origem:   Ilha de Ceilão Características: É uma árvore (caneleira) frondosa parecida  com o loureiro. Tiram-se os ramos, separa-se  a casca e seca-se ao sol.  Medicina:  Previne a osteoporose e controla a  pressão sanguínea  Culinária: Condimenta e aromatiza doces, pães doces,  arroz-doce, bolos, tortas de frutas, cremes  para pastéis e panquecas doces, compotas e  bebidas quentes como o chocolate e o café.
A noz moscada Origem:   Ilhas de Banda Características: É uma pequena árvore (moscadeira) que dá  uns frutos carnudos que abrem e deixam  cair a semente envolta numa película  vermelha, muito brilhante. Da película  obtém-se a especiaria “macis” e a semente  é a noz moscada.  Medicina:  Alivia náuseas a e controla a diarreia  Culinária: É muito versátil  como condimento  servindo desde pratos doces a salgados
O cravo Origem:  Arquipélago das Molucas  Características: É uma árvore cujas flores, muito aromáticas,  são secas ao sol antes da abertura da corola Medicina:  Previne o mau hálito e tem um forte poder desinfectante e anestésico  Culinária: Conserva a carne em sábias marinadas ou condimenta os cozidos e guisados.  Adiciona-se ao pão de mel, ao vinho quente doce e aos licores.
As especiarias hoje Quem é que pode viver sem especiarias? Ninguém que queira cozinhar pratos saborosos. E na farmácia embora não se vejam também lá estão.
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Capitanias hereditárias
Capitanias hereditáriasCapitanias hereditárias
Capitanias hereditárias
Creusa Lima
 
Expansão Maritima
Expansão MaritimaExpansão Maritima
Expansão Maritima
eiprofessor
 
Colonização da América Espanhola
Colonização da América EspanholaColonização da América Espanhola
Colonização da América Espanhola
Edenilson Morais
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
João Lima
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
Carlos Vieira
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
cattonia
 
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIIA Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
Niela Tuani
 
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
Joemille Leal
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
Nefer19
 
O império português do oriente parte 4
O império português do oriente  parte 4O império português do oriente  parte 4
O império português do oriente parte 4
anabelasilvasobral
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
alinemaiahistoria
 
O comercio à escala mundial
O comercio à escala mundialO comercio à escala mundial
O comercio à escala mundial
Susana Simões
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
Fabiana Tonsis
 
Iluminismo
Iluminismo Iluminismo
Iluminismo
Babilopestaliuli
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
cattonia
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
dmflores21
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
Marilia Pimentel
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
Marcos Oliveira
 
Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
Luiz Henrique Ferreira
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura

Mais procurados (20)

Capitanias hereditárias
Capitanias hereditáriasCapitanias hereditárias
Capitanias hereditárias
 
Expansão Maritima
Expansão MaritimaExpansão Maritima
Expansão Maritima
 
Colonização da América Espanhola
Colonização da América EspanholaColonização da América Espanhola
Colonização da América Espanhola
 
O Renascimento
O RenascimentoO Renascimento
O Renascimento
 
Império Romano
Império RomanoImpério Romano
Império Romano
 
A Expansão marítima
A Expansão marítimaA Expansão marítima
A Expansão marítima
 
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVIIA Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
A Expansão Marítima Europeia nos séculos XV e XVII
 
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
História de roma antiga e o império romano/Dica Enem!
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2017)
 
O império português do oriente parte 4
O império português do oriente  parte 4O império português do oriente  parte 4
O império português do oriente parte 4
 
O que é historia
O que é historiaO que é historia
O que é historia
 
O comercio à escala mundial
O comercio à escala mundialO comercio à escala mundial
O comercio à escala mundial
 
Grandes navegações
Grandes navegaçõesGrandes navegações
Grandes navegações
 
Iluminismo
Iluminismo Iluminismo
Iluminismo
 
Grécia antiga
Grécia antigaGrécia antiga
Grécia antiga
 
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).pptBrasil pré colonial (1500-1530).ppt
Brasil pré colonial (1500-1530).ppt
 
Independência do brasil
Independência do brasilIndependência do brasil
Independência do brasil
 
Colonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-americaColonizacao espanhola-america
Colonizacao espanhola-america
 
Reforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra ReformaReforma Protestante e Contra Reforma
Reforma Protestante e Contra Reforma
 
Escravatura
EscravaturaEscravatura
Escravatura
 

Destaque

O mundo industrializado no
O mundo industrializado noO mundo industrializado no
O mundo industrializado no
maria40
 
As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]
António Luís Catarino
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
cidalialuis
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
Carlos Vieira
 
A expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequênciasA expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequências
Carla Teixeira
 
CorrecçãO Ficha
CorrecçãO FichaCorrecçãO Ficha
CorrecçãO Ficha
Hist8
 
A Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma CatólicaA Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma Católica
profhistoria
 
Revisao 9 D Sb
Revisao 9 D SbRevisao 9 D Sb
Revisao 9 D Sb
Sérgio Bernardo
 
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XIIA Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
Jorge Almeida
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
Álvaro Maurício
 
Anos 20
Anos 20Anos 20
Anos 20
cattonia
 
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade modernaO renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
Rainha Maga
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
Rui Neto
 
As Reformas Religiosas
As Reformas ReligiosasAs Reformas Religiosas
As Reformas Religiosas
Carlos Vieira
 
A antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípciaA antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípcia
Rainha Maga
 
O Mundo Industrializado no século XIX e o Caso Português
O Mundo Industrializado no século XIX e o Caso PortuguêsO Mundo Industrializado no século XIX e o Caso Português
O Mundo Industrializado no século XIX e o Caso Português
Carlos Vieira
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
cattonia
 
A abertura ao mundo - expansão
A abertura ao mundo -  expansãoA abertura ao mundo -  expansão
A abertura ao mundo - expansão
Lucilia Fonseca
 
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De Slides
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De SlidesDa Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De Slides
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De Slides
oliviaguerra
 
Liberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpointLiberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpoint
maria40
 

Destaque (20)

O mundo industrializado no
O mundo industrializado noO mundo industrializado no
O mundo industrializado no
 
As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]As trocas intercontinentais[1]
As trocas intercontinentais[1]
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Sociedade Medieval
Sociedade MedievalSociedade Medieval
Sociedade Medieval
 
A expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequênciasA expansão urbana e suas consequências
A expansão urbana e suas consequências
 
CorrecçãO Ficha
CorrecçãO FichaCorrecçãO Ficha
CorrecçãO Ficha
 
A Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma CatólicaA Contra-Reforma Católica
A Contra-Reforma Católica
 
Revisao 9 D Sb
Revisao 9 D SbRevisao 9 D Sb
Revisao 9 D Sb
 
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XIIA Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
A Sociedade Europeia nos séculos IX a XII
 
A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01A expansao portuguesa 01
A expansao portuguesa 01
 
Anos 20
Anos 20Anos 20
Anos 20
 
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade modernaO renascimento e a formação da mentalidade moderna
O renascimento e a formação da mentalidade moderna
 
A Reforma
A ReformaA Reforma
A Reforma
 
As Reformas Religiosas
As Reformas ReligiosasAs Reformas Religiosas
As Reformas Religiosas
 
A antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípciaA antiga civilização egípcia
A antiga civilização egípcia
 
O Mundo Industrializado no século XIX e o Caso Português
O Mundo Industrializado no século XIX e o Caso PortuguêsO Mundo Industrializado no século XIX e o Caso Português
O Mundo Industrializado no século XIX e o Caso Português
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
 
A abertura ao mundo - expansão
A abertura ao mundo -  expansãoA abertura ao mundo -  expansão
A abertura ao mundo - expansão
 
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De Slides
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De SlidesDa Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De Slides
Da Queda Da Monarquia à ImplantaçãO Da RepúBlica ~ ApresentaçãO De Slides
 
Liberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpointLiberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpoint
 

Semelhante a Especiarias

O império português do oriente 4ª parte
O império português do oriente   4ª parteO império português do oriente   4ª parte
O império português do oriente 4ª parte
Anabela Sobral
 
Ervas aromáticas (final)
Ervas aromáticas (final)Ervas aromáticas (final)
Ervas aromáticas (final)
ebsdlavitor
 
Ervas aromáticas
Ervas aromáticas Ervas aromáticas
Ervas aromáticas
ebsdlavitor
 
Culinaria Indiana
Culinaria IndianaCulinaria Indiana
Culinaria Indiana
Culinaria Fabula
 
Culinaria Indiana
Culinaria IndianaCulinaria Indiana
Culinaria Indiana
Claudia Cozinha
 
Culinariaindiana 100304054922-phpapp02
Culinariaindiana 100304054922-phpapp02Culinariaindiana 100304054922-phpapp02
Culinariaindiana 100304054922-phpapp02
shiva saude
 
Livro plantas aromaticas
Livro plantas aromaticasLivro plantas aromaticas
Livro plantas aromaticas
fernandaataide55
 
Calendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2bCalendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2b
zezinhojc
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do CardamomoPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Michele Pó
 
Apostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervas
Apostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervasApostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervas
Apostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervas
Gilvanda ribeiro
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Michele Pó
 
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
Maria Alves Silva
 
Apresentação do alecrim 2
Apresentação do alecrim 2Apresentação do alecrim 2
Apresentação do alecrim 2
leocadio_correia
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
dulcerau
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
emgraciette
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
emgraciette
 
Aula temperos
Aula temperosAula temperos
Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2
Amigo da Horta
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Michele Pó
 
Ervas aromaticas
Ervas aromaticasErvas aromaticas
Ervas aromaticas
Vitor Menas
 

Semelhante a Especiarias (20)

O império português do oriente 4ª parte
O império português do oriente   4ª parteO império português do oriente   4ª parte
O império português do oriente 4ª parte
 
Ervas aromáticas (final)
Ervas aromáticas (final)Ervas aromáticas (final)
Ervas aromáticas (final)
 
Ervas aromáticas
Ervas aromáticas Ervas aromáticas
Ervas aromáticas
 
Culinaria Indiana
Culinaria IndianaCulinaria Indiana
Culinaria Indiana
 
Culinaria Indiana
Culinaria IndianaCulinaria Indiana
Culinaria Indiana
 
Culinariaindiana 100304054922-phpapp02
Culinariaindiana 100304054922-phpapp02Culinariaindiana 100304054922-phpapp02
Culinariaindiana 100304054922-phpapp02
 
Livro plantas aromaticas
Livro plantas aromaticasLivro plantas aromaticas
Livro plantas aromaticas
 
Calendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2bCalendario medicinal 2b
Calendario medicinal 2b
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do CardamomoPrincípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos do Cardamomo
 
Apostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervas
Apostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervasApostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervas
Apostila de-fitoterapia-preparacao-e-usos-de-ervas
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Canela
 
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
36544490 apostila-de-fitoterapia-lista-de-preparacao-e-usos-de-ervas (1)
 
Apresentação do alecrim 2
Apresentação do alecrim 2Apresentação do alecrim 2
Apresentação do alecrim 2
 
Projeto
ProjetoProjeto
Projeto
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Aula temperos
Aula temperosAula temperos
Aula temperos
 
Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2Plantas para hortas biológicas2
Plantas para hortas biológicas2
 
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
Princípios Activos e Fitoterápicos Ayurvédicos da Ferula Assafoetida
 
Ervas aromaticas
Ervas aromaticasErvas aromaticas
Ervas aromaticas
 

Mais de fernandaataide55

Candidatura 2017 carlos
Candidatura 2017 carlosCandidatura 2017 carlos
Candidatura 2017 carlos
fernandaataide55
 
Herbário
HerbárioHerbário
Herbário
fernandaataide55
 
Plantas aromaticas beneficiosaude revisto
Plantas aromaticas beneficiosaude revistoPlantas aromaticas beneficiosaude revisto
Plantas aromaticas beneficiosaude revisto
fernandaataide55
 
Os bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracaoOs bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracao
fernandaataide55
 
Projecto fevereiro 2016_aprovado
Projecto fevereiro 2016_aprovadoProjecto fevereiro 2016_aprovado
Projecto fevereiro 2016_aprovado
fernandaataide55
 
Cartaz tomilho
Cartaz tomilhoCartaz tomilho
Cartaz tomilho
fernandaataide55
 
Cartaz sobreiro
Cartaz sobreiroCartaz sobreiro
Cartaz sobreiro
fernandaataide55
 
Cartaz poejo
Cartaz poejoCartaz poejo
Cartaz poejo
fernandaataide55
 
Cartaz pinheiro manso
Cartaz pinheiro mansoCartaz pinheiro manso
Cartaz pinheiro manso
fernandaataide55
 
Cartaz pilriteiro
Cartaz pilriteiroCartaz pilriteiro
Cartaz pilriteiro
fernandaataide55
 
Cartaz oregão
Cartaz oregãoCartaz oregão
Cartaz oregão
fernandaataide55
 
Cartaz oliveira
Cartaz oliveiraCartaz oliveira
Cartaz oliveira
fernandaataide55
 
Cartaz medronheiro
Cartaz medronheiroCartaz medronheiro
Cartaz medronheiro
fernandaataide55
 
Cartaz madressilva caprina
Cartaz madressilva caprinaCartaz madressilva caprina
Cartaz madressilva caprina
fernandaataide55
 
Cartaz loureiro
Cartaz loureiroCartaz loureiro
Cartaz loureiro
fernandaataide55
 
Cartaz carvalho cerquinho
Cartaz carvalho cerquinhoCartaz carvalho cerquinho
Cartaz carvalho cerquinho
fernandaataide55
 
Cartaz azinheira
Cartaz azinheiraCartaz azinheira
Cartaz azinheira
fernandaataide55
 
Cartaz arruda
Cartaz arrudaCartaz arruda
Cartaz arruda
fernandaataide55
 
Cartaz alfazema
Cartaz alfazemaCartaz alfazema
Cartaz alfazema
fernandaataide55
 
Cartaz alecrim
Cartaz alecrimCartaz alecrim
Cartaz alecrim
fernandaataide55
 

Mais de fernandaataide55 (20)

Candidatura 2017 carlos
Candidatura 2017 carlosCandidatura 2017 carlos
Candidatura 2017 carlos
 
Herbário
HerbárioHerbário
Herbário
 
Plantas aromaticas beneficiosaude revisto
Plantas aromaticas beneficiosaude revistoPlantas aromaticas beneficiosaude revisto
Plantas aromaticas beneficiosaude revisto
 
Os bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracaoOs bichos da horta alteracao
Os bichos da horta alteracao
 
Projecto fevereiro 2016_aprovado
Projecto fevereiro 2016_aprovadoProjecto fevereiro 2016_aprovado
Projecto fevereiro 2016_aprovado
 
Cartaz tomilho
Cartaz tomilhoCartaz tomilho
Cartaz tomilho
 
Cartaz sobreiro
Cartaz sobreiroCartaz sobreiro
Cartaz sobreiro
 
Cartaz poejo
Cartaz poejoCartaz poejo
Cartaz poejo
 
Cartaz pinheiro manso
Cartaz pinheiro mansoCartaz pinheiro manso
Cartaz pinheiro manso
 
Cartaz pilriteiro
Cartaz pilriteiroCartaz pilriteiro
Cartaz pilriteiro
 
Cartaz oregão
Cartaz oregãoCartaz oregão
Cartaz oregão
 
Cartaz oliveira
Cartaz oliveiraCartaz oliveira
Cartaz oliveira
 
Cartaz medronheiro
Cartaz medronheiroCartaz medronheiro
Cartaz medronheiro
 
Cartaz madressilva caprina
Cartaz madressilva caprinaCartaz madressilva caprina
Cartaz madressilva caprina
 
Cartaz loureiro
Cartaz loureiroCartaz loureiro
Cartaz loureiro
 
Cartaz carvalho cerquinho
Cartaz carvalho cerquinhoCartaz carvalho cerquinho
Cartaz carvalho cerquinho
 
Cartaz azinheira
Cartaz azinheiraCartaz azinheira
Cartaz azinheira
 
Cartaz arruda
Cartaz arrudaCartaz arruda
Cartaz arruda
 
Cartaz alfazema
Cartaz alfazemaCartaz alfazema
Cartaz alfazema
 
Cartaz alecrim
Cartaz alecrimCartaz alecrim
Cartaz alecrim
 

Último

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Danielle Fernandes Amaro dos Santos
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Centro Jacques Delors
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
edivirgesribeiro1
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptxForças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
Forças e leis de Newton 2024 - parte 1.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
Folheto | Centro de Informação Europeia Jacques Delors (junho/2024)
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptxAula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
Aula história , caracteristicas e esteriótipos em relação a DANÇA DE SALAO.pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 

Especiarias

  • 2. Ao longo dos séc. XV e XVI, os navegadores portugueses desvendaram as rotas marítimas do Atlântico sul, do Índico e do Pacífico até ao Japão. Uma façanha desta natureza nunca se realizaria por um motivo só (curiosidade, espírito de aventura, espalhar a fé cristã, riquezas ). Os portugueses queriam sobretudo o ouro da África, a pimenta da Índia e as outras especiarias que não sabiam ao certo onde as procurar.
  • 3. O que são? O termo especiaria designa diversos produtos, frescos ou secos, de origem vegetal (flor, fruto, semente, casca, caule, raiz), de aroma e/ou sabor acentuados.
  • 4. Para que servem? Condimentar os alimentos tornando-os mais saborosos Conservar os alimentos Fazer medicamento s , unguentos, óleos, cosméticos e incensos
  • 5.  
  • 6. A rota das especiarias
  • 7. A origem das especiarias
  • 8. A malagueta Características: Arbusto que dá frutos vermelhos Medicina: Protege o aparelho digestivo e cura enxaquecas Culinária: Confere sabor picante aos pratos de peixe e carne Origem: Costa ocidental da África
  • 9. Especiarias da Índia Pimenta Gengibre Curcuma Cardamomo
  • 10. A pimenta Origem: Índia Características: Planta trepadeira que produz frutos em cacho (pimenta preta, branca, verde, vermelha) Medicina: Estimula o apetite facilita a digestão é analgésico Culinária: Confere sabor picante aos pratos de peixe e carne
  • 11. O gengibre Origem: Índia e China Características: É um rizoma (raiz carnuda) Medicina: Chá de gengibre trata gripes, tosse e resfriado Culinária: É apreciado pelo sabor caloroso e pelas virtudes digestivas
  • 12. A curcuma ou açafrão Origem: Índia Características: É um rizoma (raiz carnuda) Medicina: Prevenção e tratamento do cancro. É um excelente antibiótico natural. Culinária: É um componente do caril, tem um sabor quente e picante.
  • 13. O cardamomo Origem: Índia Características: É uma planta da qual se utilizam os frutos e as sementes Medicina: Trata infecções nas gengivas e previne doenças da garganta Culinária: Perfumado e de sabor refrescante
  • 14. Especiarias do Oriente Ilha de Ceilão Ilhas de Banda Ilhas Molucas
  • 15. A canela Origem: Ilha de Ceilão Características: É uma árvore (caneleira) frondosa parecida com o loureiro. Tiram-se os ramos, separa-se a casca e seca-se ao sol. Medicina: Previne a osteoporose e controla a pressão sanguínea Culinária: Condimenta e aromatiza doces, pães doces, arroz-doce, bolos, tortas de frutas, cremes para pastéis e panquecas doces, compotas e bebidas quentes como o chocolate e o café.
  • 16. A noz moscada Origem: Ilhas de Banda Características: É uma pequena árvore (moscadeira) que dá uns frutos carnudos que abrem e deixam cair a semente envolta numa película vermelha, muito brilhante. Da película obtém-se a especiaria “macis” e a semente é a noz moscada. Medicina: Alivia náuseas a e controla a diarreia Culinária: É muito versátil como condimento servindo desde pratos doces a salgados
  • 17. O cravo Origem: Arquipélago das Molucas Características: É uma árvore cujas flores, muito aromáticas, são secas ao sol antes da abertura da corola Medicina: Previne o mau hálito e tem um forte poder desinfectante e anestésico Culinária: Conserva a carne em sábias marinadas ou condimenta os cozidos e guisados. Adiciona-se ao pão de mel, ao vinho quente doce e aos licores.
  • 18. As especiarias hoje Quem é que pode viver sem especiarias? Ninguém que queira cozinhar pratos saborosos. E na farmácia embora não se vejam também lá estão.
  • 19. FIM