SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 20
Baixar para ler offline
Escola Salazar e o Estado Novo Trabalho realizado por: António  nº1 Daniel nº5 David nº6 Lionel  nº11 Rafael nº14
Neste trabalho vamos falar sobre Salazar, que foi um dos Portugueses mais importantes, pois conseguiu tirar o estado português da ruína. Também vamos falar sobre o Estado Novo, que foi implementado por Salazar.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Registo de nascimento de Salazar
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
1889 : Nasce em Vimieiro, Santa Comba Dão.  1914 : Em Coimbra, conclui o curso de Direito.  1918 : Professor de Ciência Económica.  1926 : Após o golpe de 28 de Maio é convidado para Ministro das Finanças; ao fim de 13 dias renuncia ao cargo.  1928 : É novamente convidado para Ministro das Finanças; nunca mais abandonará o poder.  1930 : Nasce a União Nacional.  1932 : Presidente do Conselho de Ministros.  1933 : É plebiscitada uma nova Constituição que dá início ao Estado Novo. Fim da ditadura militar.  1936 : Na Guerra Civil de Espanha apoia Franco; cria a Legião Portuguesa e a Mocidade Portuguesa; abre as colónias penais do Tarrafal e de Peniche . 1937 : Escapa a um atentado dos comunistas.  1939 : Iniciada a Segunda Guerra Mundial, Salazar conseguirá manter a neutralidade do país.  1940 : Exposição do Mundo Português.  1943 : Cede aos Aliados uma base militar nos Açores.  1945 : A PIDE substitui a PVDE.
1949 : Contra Norton de Matos, Carmona é reeleito Presidente da República; Portugal é admitido como membro da NATO.  1951 : Contra Quintão Meireles, Craveiro Lopes é eleito Presidente da República.  1958 : Contra Humberto Delgado, Américo Tomás é eleito Presidente da República; o Bispo do Porto, António Ferreira Gomes critica a política salazarista . 1961 :  22/01 , Ataque ao navio Santa Maria por anti-salazaristas, que se exilam no Brasil logo após a posse de Janio Quadros; 04/02, assalto às prisões de Luanda;  11/03 , tentativa de golpe de Botelho Moniz; 21/04, resolução da ONU condenando a política africana de Portugal; 19/12, a União Indiana invade Goa, Damão e Diu; 31 de Dezembro de 1961 para 1 de Janeiro de 1962, revolta de Beja.  1963 : O PAIGC abre nova frente de batalha na Guiné.  1964 : A FRELIMO inicia a luta pela independência, em Moçambique.  1965 : Crise académica; a PIDE assassina Humberto Delgado.  1966 : Salazar inaugura a ponte sobre o Tejo.  1968 : Na sequência de um acidente (queda de uma cadeira), Salazar fica fisicamente incapacitado para governar.  1970 : Morte de Salazar.  2007 : Foi eleito o maior Português de todos os tempos, através de um concurso realizado na R.T.P.
 
O Estado Novo é o nome do regime político autoritário, este esteve presente em Portugal durante 41 anos, desde 1933 (aprovação de uma nova Constituição), até 1974 (revolução de 25 de Abril). António de Oliveira Salazar foi quem criou o Estado Novo.
Salazar ao chegar ao cargo de Ministro das Finanças ficou com poder de supervisionar os orçamentos de todos os ministérios e de ter direito de veto sobre os respectivos aumentos de despesas. Assim impôs uma forte austeridade e um rigoroso controlo de contas, conseguindo assim um saldo orçamental positivo logo no primeiro ano de exercício.
Após 1930 Salazar criou a União Nacional, que dava o apoio necessário à construção de um novo regime, feito completamente por Salazar. Em 1933 foi aprovada uma nova Constituição que fez então com que Salazar cria-se um novo regime, o Estado Novo.
O estado Novo foi um regime autoritário, conservador, nacionalista, corporativo e era parcialmente católico e tradicionalista. Este regime era anti-parlamentarista, anti-comunista, e colonialista. Este regime tinha um aparelho repressivo a PIDE, também tinha organizações militares, como a Legião Portuguesa, organizações jovens como a Mocidade Portuguesa.
“ Deus, Pátria e Família.” “ Tudo pela Nação, nada contra a Nação.”
“ Persistentemente, teimosamente, não somos demais para continuar Portugal.” “ Enquanto   houver   um   Português   sem   trabalho   e   sem   pão   a   Revolução   continua.” “ Temos   uma   doutrina .  Somos   uma   força.” “ Orgulhosamente sós.”
Após 41 anos de Estado Novo, este é derrubado no dia 25 de Abril de 1974 por um golpe militar efectuado pelo Movimento das Forças Armadas ,MFA. O golpe militar contou também com a ajuda da população que estava revoltada com tudo o que se estava a passar. Militares marcharam sobre Lisboa revoltados. Esta revolução ficou conhecida como a Revolução dos Cravos. Com este acontecimento Marcello Caetano rendeu-se no Quartel do Carmo. Foi uma revolução considerada “não-sangrenta”, só se presenciou-se 4 mortes, devido a disparos da polícia política.
Com este trabalho ficámos a conhecer melhor o tempo em que Salazar esteve no poder. Ficámos a saber mais sobre como é que Salazar governava e como  ele mandava em todo. Ninguém podia virar-se contra ele, pois ele era o chefe máximo.
http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_de_Oliveira_Salazar http://pt.wikipedia.org/wiki/Estado_Novo_(Portugal)
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoRui Nobre
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado NovoRui Neto
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoJorge Almeida
 
Estado novo portugal
Estado novo portugalEstado novo portugal
Estado novo portugalTeresa Maia
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novoblog-eic
 
Portugal: Da 1ª república à ditadura militar
Portugal: Da 1ª república à ditadura militarPortugal: Da 1ª república à ditadura militar
Portugal: Da 1ª república à ditadura militarAnaM187
 
Biografia de salazar sara
Biografia de salazar saraBiografia de salazar sara
Biografia de salazar saraAna Barreiros
 
O estado novo power point final
O estado novo power point finalO estado novo power point final
O estado novo power point finalHelena Ferreira
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado NovoCarlos Vieira
 
Regime salazarista
Regime salazaristaRegime salazarista
Regime salazaristajosepinho
 
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da DemocraciaPortugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democraciahome
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974Jorge Almeida
 

Mais procurados (20)

Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Estado Novo I
Estado Novo IEstado Novo I
Estado Novo I
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
Salazar
SalazarSalazar
Salazar
 
Estado novo portugal
Estado novo portugalEstado novo portugal
Estado novo portugal
 
Estado Novo 1
Estado Novo 1Estado Novo 1
Estado Novo 1
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
Portugal: Da 1ª república à ditadura militar
Portugal: Da 1ª república à ditadura militarPortugal: Da 1ª república à ditadura militar
Portugal: Da 1ª república à ditadura militar
 
Biografia de salazar sara
Biografia de salazar saraBiografia de salazar sara
Biografia de salazar sara
 
O estado novo power point final
O estado novo power point finalO estado novo power point final
O estado novo power point final
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
Portugal Estado Novo
Portugal   Estado NovoPortugal   Estado Novo
Portugal Estado Novo
 
Regime salazarista
Regime salazaristaRegime salazarista
Regime salazarista
 
Ditadura Salazarista
Ditadura SalazaristaDitadura Salazarista
Ditadura Salazarista
 
25 de Abril de 1974
25 de Abril de 197425 de Abril de 1974
25 de Abril de 1974
 
1ª RepúBlica
1ª RepúBlica1ª RepúBlica
1ª RepúBlica
 
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da DemocraciaPortugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
Portugal. Da Revolução de 25 de Abril à estabilização da Democracia
 
A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974A Revolução de 25 de Abril de 1974
A Revolução de 25 de Abril de 1974
 
O Estado novo
O Estado novoO Estado novo
O Estado novo
 

Destaque

Biografia De AntóNio De Oliveira Salazar
Biografia De AntóNio De Oliveira SalazarBiografia De AntóNio De Oliveira Salazar
Biografia De AntóNio De Oliveira SalazarSílvia Mendonça
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoEscoladocs
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazarAlexandre Vilão
 
Hgp salazar 6º f
Hgp salazar 6º fHgp salazar 6º f
Hgp salazar 6º fRui Pinto
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazarandreaires
 
Módulo 7 portugal do pós-guerra ao estado novo
Módulo 7   portugal do pós-guerra ao estado novoMódulo 7   portugal do pós-guerra ao estado novo
Módulo 7 portugal do pós-guerra ao estado novoEscoladocs
 
A ditadura salazarista
A ditadura salazaristaA ditadura salazarista
A ditadura salazaristaMaria Milheiro
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazarLuís Reguengo
 
O mundo após a 2ª guerra mundial
O mundo após a 2ª guerra mundialO mundo após a 2ª guerra mundial
O mundo após a 2ª guerra mundialDaniel Coelho
 
Nazismo,fascismo e salazar
Nazismo,fascismo e salazarNazismo,fascismo e salazar
Nazismo,fascismo e salazarkyzinha
 
Difusão do totalitarismo - Franquismo e Salazarismo
Difusão do totalitarismo - Franquismo e SalazarismoDifusão do totalitarismo - Franquismo e Salazarismo
Difusão do totalitarismo - Franquismo e SalazarismoElton Zanoni
 
Biografia de antónio salazar
Biografia de antónio salazarBiografia de antónio salazar
Biografia de antónio salazarAnabela Sobral
 

Destaque (17)

Biografia De Salazar
Biografia De SalazarBiografia De Salazar
Biografia De Salazar
 
Biografia De AntóNio De Oliveira Salazar
Biografia De AntóNio De Oliveira SalazarBiografia De AntóNio De Oliveira Salazar
Biografia De AntóNio De Oliveira Salazar
 
Historia a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumoHistoria a-12-ano-resumo
Historia a-12-ano-resumo
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazar
 
Do salazarismo ao 25 de abril
Do salazarismo ao 25 de abrilDo salazarismo ao 25 de abril
Do salazarismo ao 25 de abril
 
SALAZARISMO
SALAZARISMOSALAZARISMO
SALAZARISMO
 
Hgp salazar 6º f
Hgp salazar 6º fHgp salazar 6º f
Hgp salazar 6º f
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazar
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
 
Módulo 7 portugal do pós-guerra ao estado novo
Módulo 7   portugal do pós-guerra ao estado novoMódulo 7   portugal do pós-guerra ao estado novo
Módulo 7 portugal do pós-guerra ao estado novo
 
A ditadura salazarista
A ditadura salazaristaA ditadura salazarista
A ditadura salazarista
 
António de oliveira salazar
António de oliveira salazarAntónio de oliveira salazar
António de oliveira salazar
 
O mundo após a 2ª guerra mundial
O mundo após a 2ª guerra mundialO mundo após a 2ª guerra mundial
O mundo após a 2ª guerra mundial
 
Nazismo,fascismo e salazar
Nazismo,fascismo e salazarNazismo,fascismo e salazar
Nazismo,fascismo e salazar
 
Difusão do totalitarismo - Franquismo e Salazarismo
Difusão do totalitarismo - Franquismo e SalazarismoDifusão do totalitarismo - Franquismo e Salazarismo
Difusão do totalitarismo - Franquismo e Salazarismo
 
Biografia de antónio salazar
Biografia de antónio salazarBiografia de antónio salazar
Biografia de antónio salazar
 
Mocidade Portuguesa
Mocidade PortuguesaMocidade Portuguesa
Mocidade Portuguesa
 

Semelhante a Salazar e o Estado Novo

Renato 25 de abril
Renato 25 de abrilRenato 25 de abril
Renato 25 de abriliosi2012
 
Renato 25 de abril
Renato 25 de abrilRenato 25 de abril
Renato 25 de abriliosi2012
 
Como surgiu e se consolidou o estado novo
Como surgiu e se consolidou o estado novoComo surgiu e se consolidou o estado novo
Como surgiu e se consolidou o estado novogdfsabc
 
Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?José Trigo
 
A implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de OutubroA implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de OutubroAndré Santos
 
14 estadonovo
14 estadonovo14 estadonovo
14 estadonovoR C
 
Ficha de Trabalho Salazar sobre Historia
Ficha de Trabalho Salazar sobre HistoriaFicha de Trabalho Salazar sobre Historia
Ficha de Trabalho Salazar sobre HistoriaPhilippeP3
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novocruchinho
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoArmin Caldas
 
1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novoPelo Siro
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novojdlimaaear
 

Semelhante a Salazar e o Estado Novo (20)

Renato 25 de abril
Renato 25 de abrilRenato 25 de abril
Renato 25 de abril
 
Renato 25 de abril
Renato 25 de abrilRenato 25 de abril
Renato 25 de abril
 
1159
11591159
1159
 
Como surgiu e se consolidou o estado novo
Como surgiu e se consolidou o estado novoComo surgiu e se consolidou o estado novo
Como surgiu e se consolidou o estado novo
 
Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?Quem Foi Salazar?
Quem Foi Salazar?
 
.
..
.
 
A implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de OutubroA implantação da república- 5 de Outubro
A implantação da república- 5 de Outubro
 
Estado Novo
Estado NovoEstado Novo
Estado Novo
 
14 estadonovo
14 estadonovo14 estadonovo
14 estadonovo
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
O estado novo
O estado novoO estado novo
O estado novo
 
Salazarismo
SalazarismoSalazarismo
Salazarismo
 
Salazarismo.pptx
Salazarismo.pptxSalazarismo.pptx
Salazarismo.pptx
 
Ficha de Trabalho Salazar sobre Historia
Ficha de Trabalho Salazar sobre HistoriaFicha de Trabalho Salazar sobre Historia
Ficha de Trabalho Salazar sobre Historia
 
O Estado Novo
O Estado NovoO Estado Novo
O Estado Novo
 
Salazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado NovoSalazar e o Estado Novo
Salazar e o Estado Novo
 
1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo1270635509 salazar e_o_estado_novo
1270635509 salazar e_o_estado_novo
 
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado NovoDo Golpe Militar Ao Estado Novo
Do Golpe Militar Ao Estado Novo
 
1007
10071007
1007
 
Ditadura de salazar
Ditadura de salazarDitadura de salazar
Ditadura de salazar
 

Mais de Jorge Almeida

Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12Jorge Almeida
 
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12Jorge Almeida
 
Salazar e o estado novo
Salazar e o estado novoSalazar e o estado novo
Salazar e o estado novoJorge Almeida
 
Exposição visitai viseu
Exposição visitai viseuExposição visitai viseu
Exposição visitai viseuJorge Almeida
 
Exposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abrilExposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abrilJorge Almeida
 
Tertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abrilTertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abrilJorge Almeida
 
25 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 225 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 2Jorge Almeida
 
O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]Jorge Almeida
 
Guerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevistaGuerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevistaJorge Almeida
 
A 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgpA 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgpJorge Almeida
 
25 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 325 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 3Jorge Almeida
 
Trabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pcaTrabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pcaJorge Almeida
 
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11Jorge Almeida
 
Visita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz CôaVisita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz CôaJorge Almeida
 
Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11Jorge Almeida
 

Mais de Jorge Almeida (20)

Guerra fria 1
Guerra fria 1Guerra fria 1
Guerra fria 1
 
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
Exposição especiarias e frutas tropiciais 8.º ano_2011-12
 
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
Exposição trabalhos alunos_7.º ano_2011-12
 
Salazar e o estado novo
Salazar e o estado novoSalazar e o estado novo
Salazar e o estado novo
 
Exposição visitai viseu
Exposição visitai viseuExposição visitai viseu
Exposição visitai viseu
 
Exposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abrilExposição trabalhos alunos_25 de abril
Exposição trabalhos alunos_25 de abril
 
Tertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abrilTertúlia 25 de abril
Tertúlia 25 de abril
 
25 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 225 de abril de 1974 2
25 de abril de 1974 2
 
O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]O 25 de_abril_de_1974[1]
O 25 de_abril_de_1974[1]
 
Iª república
Iª repúblicaIª república
Iª república
 
Guerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevistaGuerra colonial entrevista
Guerra colonial entrevista
 
Guerra colonial (1)
Guerra colonial (1)Guerra colonial (1)
Guerra colonial (1)
 
A guerra colonial
A guerra colonialA guerra colonial
A guerra colonial
 
A 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgpA 1ª guerra mundial hgp
A 1ª guerra mundial hgp
 
25 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 325 de abril de 1974 3
25 de abril de 1974 3
 
Trabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pcaTrabalhos alunos 7.º pca
Trabalhos alunos 7.º pca
 
Salamanca
SalamancaSalamanca
Salamanca
 
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
Folheto visionarium e castelo st.ª m.ª feira -2010-11
 
Visita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz CôaVisita de estudo a Foz Côa
Visita de estudo a Foz Côa
 
Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11Folheto Foz Côa -2010-11
Folheto Foz Côa -2010-11
 

Último

Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbyasminlarissa371
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsxGilbraz Aragão
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfceajajacu
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMHenrique Pontes
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfaulasgege
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonRosiniaGonalves
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturagomescostamma
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbv19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
v19n2s3a25.pdfgcbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb
 
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil  2023.ppsxA área de ciências da religião no brasil  2023.ppsx
A área de ciências da religião no brasil 2023.ppsx
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdfPARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
PARC 2024 Cadastro de estudante, turma e enturmação - BAHIA (2).pdf
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOMNOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
NOVA ORDEM MUNDIAL - Conceitos básicos na NOM
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdfAula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
Aula - 1º Ano - Ciência, Pesquisa e Sociologia.pdf
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita PhytonAlgumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
Algumas Curiosidades do uso da Matemática na escrita Phyton
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literaturaPizza_literaria.pdf projeto de literatura
Pizza_literaria.pdf projeto de literatura
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 

Salazar e o Estado Novo

  • 1. Escola Salazar e o Estado Novo Trabalho realizado por: António nº1 Daniel nº5 David nº6 Lionel nº11 Rafael nº14
  • 2. Neste trabalho vamos falar sobre Salazar, que foi um dos Portugueses mais importantes, pois conseguiu tirar o estado português da ruína. Também vamos falar sobre o Estado Novo, que foi implementado por Salazar.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8. 1889 : Nasce em Vimieiro, Santa Comba Dão. 1914 : Em Coimbra, conclui o curso de Direito. 1918 : Professor de Ciência Económica. 1926 : Após o golpe de 28 de Maio é convidado para Ministro das Finanças; ao fim de 13 dias renuncia ao cargo. 1928 : É novamente convidado para Ministro das Finanças; nunca mais abandonará o poder. 1930 : Nasce a União Nacional. 1932 : Presidente do Conselho de Ministros. 1933 : É plebiscitada uma nova Constituição que dá início ao Estado Novo. Fim da ditadura militar. 1936 : Na Guerra Civil de Espanha apoia Franco; cria a Legião Portuguesa e a Mocidade Portuguesa; abre as colónias penais do Tarrafal e de Peniche . 1937 : Escapa a um atentado dos comunistas. 1939 : Iniciada a Segunda Guerra Mundial, Salazar conseguirá manter a neutralidade do país. 1940 : Exposição do Mundo Português. 1943 : Cede aos Aliados uma base militar nos Açores. 1945 : A PIDE substitui a PVDE.
  • 9. 1949 : Contra Norton de Matos, Carmona é reeleito Presidente da República; Portugal é admitido como membro da NATO. 1951 : Contra Quintão Meireles, Craveiro Lopes é eleito Presidente da República. 1958 : Contra Humberto Delgado, Américo Tomás é eleito Presidente da República; o Bispo do Porto, António Ferreira Gomes critica a política salazarista . 1961 : 22/01 , Ataque ao navio Santa Maria por anti-salazaristas, que se exilam no Brasil logo após a posse de Janio Quadros; 04/02, assalto às prisões de Luanda; 11/03 , tentativa de golpe de Botelho Moniz; 21/04, resolução da ONU condenando a política africana de Portugal; 19/12, a União Indiana invade Goa, Damão e Diu; 31 de Dezembro de 1961 para 1 de Janeiro de 1962, revolta de Beja. 1963 : O PAIGC abre nova frente de batalha na Guiné. 1964 : A FRELIMO inicia a luta pela independência, em Moçambique. 1965 : Crise académica; a PIDE assassina Humberto Delgado. 1966 : Salazar inaugura a ponte sobre o Tejo. 1968 : Na sequência de um acidente (queda de uma cadeira), Salazar fica fisicamente incapacitado para governar. 1970 : Morte de Salazar. 2007 : Foi eleito o maior Português de todos os tempos, através de um concurso realizado na R.T.P.
  • 10.  
  • 11. O Estado Novo é o nome do regime político autoritário, este esteve presente em Portugal durante 41 anos, desde 1933 (aprovação de uma nova Constituição), até 1974 (revolução de 25 de Abril). António de Oliveira Salazar foi quem criou o Estado Novo.
  • 12. Salazar ao chegar ao cargo de Ministro das Finanças ficou com poder de supervisionar os orçamentos de todos os ministérios e de ter direito de veto sobre os respectivos aumentos de despesas. Assim impôs uma forte austeridade e um rigoroso controlo de contas, conseguindo assim um saldo orçamental positivo logo no primeiro ano de exercício.
  • 13. Após 1930 Salazar criou a União Nacional, que dava o apoio necessário à construção de um novo regime, feito completamente por Salazar. Em 1933 foi aprovada uma nova Constituição que fez então com que Salazar cria-se um novo regime, o Estado Novo.
  • 14. O estado Novo foi um regime autoritário, conservador, nacionalista, corporativo e era parcialmente católico e tradicionalista. Este regime era anti-parlamentarista, anti-comunista, e colonialista. Este regime tinha um aparelho repressivo a PIDE, também tinha organizações militares, como a Legião Portuguesa, organizações jovens como a Mocidade Portuguesa.
  • 15. “ Deus, Pátria e Família.” “ Tudo pela Nação, nada contra a Nação.”
  • 16. “ Persistentemente, teimosamente, não somos demais para continuar Portugal.” “ Enquanto houver um Português sem trabalho e sem pão a Revolução continua.” “ Temos uma doutrina . Somos uma força.” “ Orgulhosamente sós.”
  • 17. Após 41 anos de Estado Novo, este é derrubado no dia 25 de Abril de 1974 por um golpe militar efectuado pelo Movimento das Forças Armadas ,MFA. O golpe militar contou também com a ajuda da população que estava revoltada com tudo o que se estava a passar. Militares marcharam sobre Lisboa revoltados. Esta revolução ficou conhecida como a Revolução dos Cravos. Com este acontecimento Marcello Caetano rendeu-se no Quartel do Carmo. Foi uma revolução considerada “não-sangrenta”, só se presenciou-se 4 mortes, devido a disparos da polícia política.
  • 18. Com este trabalho ficámos a conhecer melhor o tempo em que Salazar esteve no poder. Ficámos a saber mais sobre como é que Salazar governava e como ele mandava em todo. Ninguém podia virar-se contra ele, pois ele era o chefe máximo.
  • 20.