SlideShare uma empresa Scribd logo
ESQUEMAS DE METADADOS UTILIZADOS POR 
REPOSITÓRIOS DIGITAIS CIENTÍFICOS E DE OBJETOS 
EDUCACIONAIS: ESTUDO PRELIMINAR 
Morgana Carneiro Andrade 
Doutoranda em Tecnologias e 
Sistemas de Informação 
Universidade do Minho 
Guimarães, Portugal 
Decio Wey Berti Junior 
Doutorando em Ciência da Informação 
Universidade Federal de Minas Gerais 
Belo Horizonte, Brasil 
Gleice Pereira 
Departamento de Biblioteconomia da 
Universidade Federal do Espírito Santo 
Vitória, Espírito Santo 
Ana Alice Baptista 
Centro de Investigação ALGORITMI / 
Dep. de Sistemas de Informação 
Universidade do Minho 
Guimarães, Portugal
ESQUEMAS DE METADADOS UTILIZADOS POR 
REPOSITÓRIOS DIGITAIS CIENTÍFICOS E DE OBJETOS 
EDUCACIONAIS: ESTUDO PRELIMINAR 
CONTEÚDO 
• INTRODUÇÃO 
• OBJETIVO 
• PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS 
• RESULTADOS 
• CONCLUSÃO 
• FUTUROS TRABALHOS 
• REFERÊNCIAS
INTRODUÇÃO 
Repositórios digitais 
podem armazenar diferentes tipos de 
materiais para finalidades e usuários 
distintos e têm como função o apoio à 
pesquisa, ao ensino e aos processos 
administrativos (JOINT 
INFORMATION SYSTEMS 
COMMITTEE, 2005) 
Esquemas de Metadados 
estrutura de metadados desenvolvida 
para descrever determinados recursos 
em contextos específicos (CHAN; 
ZENG, 2006). 
Metadados 
são informações estruturadas que 
descrevem, explicam, localizam e, 
ainda, facilitam a recuperação, o uso 
ou o gerenciamento de recursos de 
informação (NISO, 2004, p. 1) 
Interoperabilidade Semântica 
funcionalidade que “[...] permite a 
agentes, serviços e aplicações trocar 
informação, dados e conhecimento de 
forma significativa tanto na Web como 
fora dela” (USHOLD, 2005).
Objetos 
educacionais 
BOAS PRÁTICAS 
Institucionais 
Organizacionais 
Temáticos 
METADADOS 
ESQUEMAS DE 
METADADOS 
INTEROPERABILIDADE 
SEMÂNTICA 
PERFIL DE 
APLICAÇÃO
OBJETIVO 
• Identificar os esquemas de metadados 
utilizados para descrição de recursos 
em repositórios digitais científicos e de 
objetos de aprendizagem (RDCEs)
PROCEDIMENTOS 
METODOLÓGICOS 
Primeira etapa 
Amostra: 
• 40 europeus e 20 latino-americanos RDCs 
Coleta de dados: 
• sites, artigos, relatórios e descrições recuperadas via 
Google e OAI-PMH
PROCEDIMENTOS 
METODOLÓGICOS 
Segunda etapa 
Amostra: RD cadastrados no OpenDoar 
ENVIADOS RESPONDIDOS NÃO ENTREGUES OU 
REJEITADOS 
2.153 268 51 
Coleta de dados: questionário eletrônico SurveyMonkey
RESULTADOS 
Tipos de repositórios 
250 
200 
150 
100 
50 
0 
What type of Repository is it? 
Institutional Thematic Organizational Learning object E-theses
Tipo de material armazenados 
nos repositórios 
What kind of material is stored on repository? 
0 50 100 150 200 250 
Softwares 
Audiovisual materials 
Historic documents 
Documents for discussion and work 
Research data 
Reports 
Patents 
Learning objects 
Graduation projects 
Dissertation or thesis 
Journal articles submitted (pre-print) 
Journal articles 
Papers presented at conferences 
Reviews of books 
Books / book chapters
Esquemas de metadados 
0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 200 
DC 
OAI-DC 
METS 
MODS 
ETDMS 
MARC 
LOM 
DIM 
MPEG-21 
AMF 
ODRL 
vCard 
What kind of Metadata Schemas is used by 
repositories?
Esquemas de metadados 
x 
Tipo de repositório 
160 
140 
120 
100 
80 
60 
40 
20 
0 
Institutional Thematic Learning Object Organizational E-theses 
AMF 
DC 
DIM 
ETDMS 
LOM 
MARC 
METS 
MODS 
MPEG-21 
OAI-DC 
ODRL 
vCard 
Other (please specify)
Repositórios 
Institucional Temático 
Objetos de Aprendizagem 
Organizacional E-theses
UTILIZAÇÃO DE PERFIS DE APLICAÇÃO POR 
REPOSITÓRIOS 
Um Perfil de Aplicação é uma declaração que 
especifica quais termos de metadados uma 
organização, recurso de informação, ou 
comunidade de usuários utilizam em seus 
metadados. (Baker 2003).
O Repositório adota um Perfil 
de Aplicação específica? 
Does your Repository adopt a specific application profile? 
Yes No 
84% 
16%
CONCLUSÃO 
• RDCES utilizam mais de um esquema de metadados 
para descrever os diferentes tipos de recursos que 
armazenam 
• Dublin Core simples é o esquema é o mais utilizado 
• Perfil de aplicação utilizado: links não informados ou 
informação insuficiente.
SUGESTÃO 
Sites como OpenDoar e OpenRoar deveriam 
possibilitar a disponibilização de links para os 
perfis de aplicação existentes; e os 
repositórios deveriam indicar os links dos seus 
perfis de aplicação nestes sites.
Application Profile: URI apontando para o application profile utilizado pelo repositório.
Futuros trabalhos 
a) Análise dos elementos de metadados utilizados 
pelos repositórios pesquisados com o objetivo de 
propor perfil de aplicação para repositórios 
digitais; 
b) Estudo dos perfis de aplicação existentes como 
futura base para proposição de perfil de aplicação 
direcionado para repositórios digitais científicos; 
c) Coleta de dados necessários é necessário utilizar 
outras técnicas de recolha de dados além da 
análise do site, OAI-PMH e questionário, para 
efeitos de triangulação.
REFERÊNCIAS 
BAKER, T. DCMI Usage Board Review of Application Profiles. DCMI, 2003. 
Disponível em: < 
http://dublincore.org/usage/documents/profiles/index.shtml>. Acesso em: 
20 mar. 2014. 
CHAN, L. M.; ZENG, M. L. Metadata interoperability and standardization: a 
study of methodology Part I. Achieving interoperability at the schema 
level. D-Lib Magazine, v. 12, n. 6, June 2006. Disponível em: 
<http://www.dlib.org/dlib/june06/zeng/ 06zeng.html>. Acesso em: 12 maio 
2014. 
CROW, R. Sparc. Institutional repository checklist & resource guide. 
Washington: SPARC, 2002. 
JOINT INFORMATION SYSTEMS COMMITTEE. Digital repositories: helping 
universities and colleges. Briefing paper: higher education sector. Bristol: 
JISC, 2005. 
NATIONAL INFORMATION STANDARDS ORGANIZATION. Understanding 
metadata. Bethesda: NISO, 2004. 
USHOLD, M. et al. Semantic integration & interoperability using RDF and 
OWF. W3C Editor’s Draft 3 November 2005. [Consult. 20 Maio 2014] 
Disponível na internet: 
<http://www.w3.org/2001/sw/BestPractices/OEP/SemInt/>. Acesso em: 20 
maio 2014.
Contatos 
morgana@dsi.uminho.br 
deciowbj@gmail.com 
gleiceufes@gmail.com 
analice@dsi.uminho.pt

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Esquemas de metadados utilizados por repositórios digitais científicos latino–americanos e europeus: estudo preliminar

Recursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogar
Recursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogarRecursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogar
Recursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogar
Bianca Santana
 
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...
Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...
Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...
Projeto RCAAP
 
MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...
MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...
MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...
Pedro Príncipe
 
Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...
Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...
Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...
SciELO - Scientific Electronic Library Online
 
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Pedro Príncipe
 
Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?
Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?
Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliaçãoRepositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Roberto C. S. Pacheco
 
Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...
Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...
Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...
Projeto RCAAP
 
23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...
23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...
23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...
Pedro Príncipe
 
Slide pim 3 redess
Slide pim 3 redessSlide pim 3 redess
Slide pim 3 redess
Claudia Patricia
 
7 AULA_SRI.ppt
7 AULA_SRI.ppt7 AULA_SRI.ppt
7 AULA_SRI.ppt
OdeteMyraMesquita
 
Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...
Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...
Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...
SciELO - Scientific Electronic Library Online
 
Master Degree Presentation - PPGTIC UFSC
Master Degree Presentation - PPGTIC UFSCMaster Degree Presentation - PPGTIC UFSC
Master Degree Presentation - PPGTIC UFSC
Lucas Mellos Carlos, MSc
 
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisandoAi congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
Zayr Silva
 
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisandoAi congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
Zayr Silva
 
RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...
RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...
RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...
Adelton Ribeiro
 
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portuguesesAvaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Filtragem e recuperação da informação
Filtragem e recuperação da informaçãoFiltragem e recuperação da informação
Filtragem e recuperação da informação
Vanessa Biff
 
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte II
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte IIJornadas 2016: PTCRIS_Parte II
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte II
PTCRIS FCT
 

Semelhante a Esquemas de metadados utilizados por repositórios digitais científicos latino–americanos e europeus: estudo preliminar (20)

Recursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogar
Recursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogarRecursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogar
Recursos didáticos: produzir, encontrar, remixar, organizar, catalogar
 
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...Oficina 5   confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
Oficina 5 confoa 2013 - Boas práticas para a construção de repositórios ins...
 
Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...
Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...
Indexação de dados científicos: uma análise a partir das políticas da Rede de...
 
MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...
MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...
MOOC “O Essencial da Gestão de Dados de Investigação”: curso disponível na pl...
 
Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...
Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...
Abel L Packer - SciELO 2019-2023: Políticas e critérios de indexação das cole...
 
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
 
Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?
Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?
Gestão de Dados: Sobreposições ou Convergências entre Infraestruturas?
 
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliaçãoRepositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
Repositórios de produção científica e seu potencial nos sistemas de avaliação
 
Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...
Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...
Integrar a rede de repósitorios RCAAP no ecossistema de gestão de ciência - P...
 
23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...
23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...
23 coisas: Bibliotecas para a Gestão de Dados de Investigação (Webinar BAD do...
 
Slide pim 3 redess
Slide pim 3 redessSlide pim 3 redess
Slide pim 3 redess
 
7 AULA_SRI.ppt
7 AULA_SRI.ppt7 AULA_SRI.ppt
7 AULA_SRI.ppt
 
Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...
Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...
Abel L Packer - Políticas editoriais que instrumentam a transição dos periódi...
 
Master Degree Presentation - PPGTIC UFSC
Master Degree Presentation - PPGTIC UFSCMaster Degree Presentation - PPGTIC UFSC
Master Degree Presentation - PPGTIC UFSC
 
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisandoAi congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
 
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisandoAi congresso academico-ufal-2010 revisando
Ai congresso academico-ufal-2010 revisando
 
RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...
RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...
RECOMENDAÇÃO DE DOCUMENTOS PARA OS USUÁRIOS DO AVA MOODLE A PARTIR DAS HASHTA...
 
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portuguesesAvaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
 
Filtragem e recuperação da informação
Filtragem e recuperação da informaçãoFiltragem e recuperação da informação
Filtragem e recuperação da informação
 
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte II
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte IIJornadas 2016: PTCRIS_Parte II
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte II
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta (20)

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA
 
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
 
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOIServiço Nacional de Registo de Identificadores DOI
Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
 

Último

Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Gabriel de Mattos Faustino
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
TomasSousa7
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
Momento da Informática
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Danilo Pinotti
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
Faga1939
 
Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!
Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!
Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!
Jonathas Muniz
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Momento da Informática
 

Último (7)

Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdfEscola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
Escola Virtual - Fundação Bradesco - ITIL - Gabriel Faustino.pdf
 
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptxHistória da Rádio- 1936-1970 século XIX   .2.pptx
História da Rádio- 1936-1970 século XIX .2.pptx
 
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdfTOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
TOO - TÉCNICAS DE ORIENTAÇÃO A OBJETOS aula 1.pdf
 
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas PráticasSegurança Digital Pessoal e Boas Práticas
Segurança Digital Pessoal e Boas Práticas
 
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
PRODUÇÃO E CONSUMO DE ENERGIA DA PRÉ-HISTÓRIA À ERA CONTEMPORÂNEA E SUA EVOLU...
 
Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!
Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!
Guardioes Digitais em ação: Como criar senhas seguras!
 
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptxLogica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
Logica de Progamacao - Aula (1) (1).pptx
 

Esquemas de metadados utilizados por repositórios digitais científicos latino–americanos e europeus: estudo preliminar

  • 1. ESQUEMAS DE METADADOS UTILIZADOS POR REPOSITÓRIOS DIGITAIS CIENTÍFICOS E DE OBJETOS EDUCACIONAIS: ESTUDO PRELIMINAR Morgana Carneiro Andrade Doutoranda em Tecnologias e Sistemas de Informação Universidade do Minho Guimarães, Portugal Decio Wey Berti Junior Doutorando em Ciência da Informação Universidade Federal de Minas Gerais Belo Horizonte, Brasil Gleice Pereira Departamento de Biblioteconomia da Universidade Federal do Espírito Santo Vitória, Espírito Santo Ana Alice Baptista Centro de Investigação ALGORITMI / Dep. de Sistemas de Informação Universidade do Minho Guimarães, Portugal
  • 2. ESQUEMAS DE METADADOS UTILIZADOS POR REPOSITÓRIOS DIGITAIS CIENTÍFICOS E DE OBJETOS EDUCACIONAIS: ESTUDO PRELIMINAR CONTEÚDO • INTRODUÇÃO • OBJETIVO • PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS • RESULTADOS • CONCLUSÃO • FUTUROS TRABALHOS • REFERÊNCIAS
  • 3. INTRODUÇÃO Repositórios digitais podem armazenar diferentes tipos de materiais para finalidades e usuários distintos e têm como função o apoio à pesquisa, ao ensino e aos processos administrativos (JOINT INFORMATION SYSTEMS COMMITTEE, 2005) Esquemas de Metadados estrutura de metadados desenvolvida para descrever determinados recursos em contextos específicos (CHAN; ZENG, 2006). Metadados são informações estruturadas que descrevem, explicam, localizam e, ainda, facilitam a recuperação, o uso ou o gerenciamento de recursos de informação (NISO, 2004, p. 1) Interoperabilidade Semântica funcionalidade que “[...] permite a agentes, serviços e aplicações trocar informação, dados e conhecimento de forma significativa tanto na Web como fora dela” (USHOLD, 2005).
  • 4. Objetos educacionais BOAS PRÁTICAS Institucionais Organizacionais Temáticos METADADOS ESQUEMAS DE METADADOS INTEROPERABILIDADE SEMÂNTICA PERFIL DE APLICAÇÃO
  • 5. OBJETIVO • Identificar os esquemas de metadados utilizados para descrição de recursos em repositórios digitais científicos e de objetos de aprendizagem (RDCEs)
  • 6. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Primeira etapa Amostra: • 40 europeus e 20 latino-americanos RDCs Coleta de dados: • sites, artigos, relatórios e descrições recuperadas via Google e OAI-PMH
  • 7. PROCEDIMENTOS METODOLÓGICOS Segunda etapa Amostra: RD cadastrados no OpenDoar ENVIADOS RESPONDIDOS NÃO ENTREGUES OU REJEITADOS 2.153 268 51 Coleta de dados: questionário eletrônico SurveyMonkey
  • 8. RESULTADOS Tipos de repositórios 250 200 150 100 50 0 What type of Repository is it? Institutional Thematic Organizational Learning object E-theses
  • 9. Tipo de material armazenados nos repositórios What kind of material is stored on repository? 0 50 100 150 200 250 Softwares Audiovisual materials Historic documents Documents for discussion and work Research data Reports Patents Learning objects Graduation projects Dissertation or thesis Journal articles submitted (pre-print) Journal articles Papers presented at conferences Reviews of books Books / book chapters
  • 10. Esquemas de metadados 0 20 40 60 80 100 120 140 160 180 200 DC OAI-DC METS MODS ETDMS MARC LOM DIM MPEG-21 AMF ODRL vCard What kind of Metadata Schemas is used by repositories?
  • 11. Esquemas de metadados x Tipo de repositório 160 140 120 100 80 60 40 20 0 Institutional Thematic Learning Object Organizational E-theses AMF DC DIM ETDMS LOM MARC METS MODS MPEG-21 OAI-DC ODRL vCard Other (please specify)
  • 12. Repositórios Institucional Temático Objetos de Aprendizagem Organizacional E-theses
  • 13. UTILIZAÇÃO DE PERFIS DE APLICAÇÃO POR REPOSITÓRIOS Um Perfil de Aplicação é uma declaração que especifica quais termos de metadados uma organização, recurso de informação, ou comunidade de usuários utilizam em seus metadados. (Baker 2003).
  • 14. O Repositório adota um Perfil de Aplicação específica? Does your Repository adopt a specific application profile? Yes No 84% 16%
  • 15. CONCLUSÃO • RDCES utilizam mais de um esquema de metadados para descrever os diferentes tipos de recursos que armazenam • Dublin Core simples é o esquema é o mais utilizado • Perfil de aplicação utilizado: links não informados ou informação insuficiente.
  • 16. SUGESTÃO Sites como OpenDoar e OpenRoar deveriam possibilitar a disponibilização de links para os perfis de aplicação existentes; e os repositórios deveriam indicar os links dos seus perfis de aplicação nestes sites.
  • 17. Application Profile: URI apontando para o application profile utilizado pelo repositório.
  • 18. Futuros trabalhos a) Análise dos elementos de metadados utilizados pelos repositórios pesquisados com o objetivo de propor perfil de aplicação para repositórios digitais; b) Estudo dos perfis de aplicação existentes como futura base para proposição de perfil de aplicação direcionado para repositórios digitais científicos; c) Coleta de dados necessários é necessário utilizar outras técnicas de recolha de dados além da análise do site, OAI-PMH e questionário, para efeitos de triangulação.
  • 19. REFERÊNCIAS BAKER, T. DCMI Usage Board Review of Application Profiles. DCMI, 2003. Disponível em: < http://dublincore.org/usage/documents/profiles/index.shtml>. Acesso em: 20 mar. 2014. CHAN, L. M.; ZENG, M. L. Metadata interoperability and standardization: a study of methodology Part I. Achieving interoperability at the schema level. D-Lib Magazine, v. 12, n. 6, June 2006. Disponível em: <http://www.dlib.org/dlib/june06/zeng/ 06zeng.html>. Acesso em: 12 maio 2014. CROW, R. Sparc. Institutional repository checklist & resource guide. Washington: SPARC, 2002. JOINT INFORMATION SYSTEMS COMMITTEE. Digital repositories: helping universities and colleges. Briefing paper: higher education sector. Bristol: JISC, 2005. NATIONAL INFORMATION STANDARDS ORGANIZATION. Understanding metadata. Bethesda: NISO, 2004. USHOLD, M. et al. Semantic integration & interoperability using RDF and OWF. W3C Editor’s Draft 3 November 2005. [Consult. 20 Maio 2014] Disponível na internet: <http://www.w3.org/2001/sw/BestPractices/OEP/SemInt/>. Acesso em: 20 maio 2014.
  • 20.
  • 21. Contatos morgana@dsi.uminho.br deciowbj@gmail.com gleiceufes@gmail.com analice@dsi.uminho.pt