SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 18
Serviço Nacional de Registo
de Identificadores DOI
Carla Marques; José Carvalho; Paulo Lopes; Natacha Mesquita
doi@rcaap.pt
1
O que é o DOI?
DOI (Digital Object Identifier) é :
• um identificador persistente de objetos digitais,
• um link que direciona permanentemente para o local onde se
encontra o recurso,
• consiste num conjunto de caracteres alfanuméricos atribuídos por
uma Agência de Registo.
2
3
Objetivos do Serviço DOI
● Ajudar a tornar mais visível e referenciável a produção
científica nacional;
● Disponibilizar à comunidade académica e científica um
serviço de identificadores digitais aceite pela comunidade
científica mundial, para os resultados de investigação dignos
de citação, através da associação de links persistentes aos
documentos digitais;
4
● Promover o uso de metadados de qualidade nos sistemas de
informação nacionais e internacionais, permitindo a
interoperabilidade entre sistemas (ex.: Ciência Vitae, ORCID,
repositórios institucionais, Portal RCAAP, etc.).
5
Objetivos do Serviço DOI
Contrapartidas do serviço
• Assinar o contrato do serviço;
• Cumprir com as Condições de Agregação do Portal RCAAP;
• Cumprir a Política de Atribuição de DOI;
• Registar corretamente os DOIs;
• Garantir a persistência dos objetos digitais;
6
• Garantir a qualidade dos metadados;
• Promover junto dos investigadores a utilização de DOIs;
• Alocar um ou mais responsáveis locais pelo serviço e apoio;
• Produzir um relatório anual.
7
Contrapartidas do serviço
Política de atribuição DOIs
• Atribuir DOI a objetos dignos de citação e que cumpram padrões de
qualidade científica;
• Atribuir DOI apenas a documentos a que a instituição/revista possua
autoridade para o fazer;
• Atribuir DOI a páginas com informação sobre o documento/registo e não ao
documento em si. Ex: página do artigo no OJS/página do documento num
repositório;
• Inserir nos DOI, sem erros, os metadados obrigatórios e fazer o melhor
esforço por seguir as boas práticas na inserção dos metadados
recomendados (lista de metadados da DataCite);
8
• Incluir identificadores únicos reconhecidos internacionalmente nos
registos de metadados (ex: ORCID, ISSN, etc.);
• Associar informação de financiamento dos trabalhos;
• Não divulgar o DOI antes de o atribuir ou reservar;
• Garantir o arquivo dos objetos digitais a longo prazo;
• Atualizar os metadados do DOI sempre que houver alteração de
localização ou de informação descritiva, assegurando a persistência
do identificador e a atualização dos metadados.
9
Política de atribuição DOIs
Tipologia de Candidaturas
Instituições
• Para atribuição de
identificadores a revistas,
repositórios de dados,
outros.
10
Revistas / Sociedades
Científicas
• Para atribuição de
identificadores a artigos
publicados em revistas
científicas.
Resultados das Candidaturas
Revistas científicas:
• 10 vagas
• 9 candidaturas de
revistas externas
• 7 revistas aceites
• 2 revistas recusadas
• (5 revistas SARC
automaticamente
integradas no serviço)
11
Instituições:
• 3 vagas
• 21 candidaturas
• 3 instituições
selecionadas
• em fase de comunicação
de resultados
12
Integração SARC
e-Learning RCAAP
13
Tutoriais práticos
Indicadores de serviço
• 10 contas de clientes criadas;
• 3607 DOIs atribuídos desde Junho 2018;
• 7 revistas SARC com o plugin DataCite configurado e
todos os artigos publicados com DOIs atribuídos.
14
15
Tabela 1 - Número de DOIs atribuídos por mês desde o início do Serviço Nacional de Atribuição de Identificadores DOI
DOIs atribuídos
Serviços integrados
a) formação às instituições e apoio de helpdesk de 2ª linha;
b) atualização da plataforma de eLearning com conteúdos de auto-
aprendizagem e um conjunto de FAQs sobre todo o processo de
subscrição e utilização do serviço;
c) intermediação entre as entidades aderentes e a Datacite;
d) atualizações do serviço de acordo com os desenvolvimentos
disponibilizados pela Datacite.
16
Próximos passos
• Continuação do piloto com INESC TEC;
• Colaboração com a DGEEC para atribuição de DOIs a teses e
dissertações (RENATES);
• Acompanhamento das instituições da candidatura
• Migração de prefixos DOI já existentes
• Novas candidaturas
17
projeto.rcaap.pt
@rcaap
facebook.com/rcaap
blog.rcaap.pt
Obrigado!
doi@rcaap.pt
18

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI

Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1
Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1
Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1
Crossref
 
Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21
silviaalves
 
Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21
silviaalves
 

Semelhante a Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI (20)

Autoridade e Validação em Comunicação Digital
Autoridade e Validação em Comunicação DigitalAutoridade e Validação em Comunicação Digital
Autoridade e Validação em Comunicação Digital
 
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte II
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte IIJornadas 2016: PTCRIS_Parte II
Jornadas 2016: PTCRIS_Parte II
 
Atribuição do doi em artigos na UFSC
Atribuição do doi em artigos na UFSCAtribuição do doi em artigos na UFSC
Atribuição do doi em artigos na UFSC
 
Estudo Prospectivo sobre a implementação do DOI em Portugal - Jornadas FCCN 2016
Estudo Prospectivo sobre a implementação do DOI em Portugal - Jornadas FCCN 2016Estudo Prospectivo sobre a implementação do DOI em Portugal - Jornadas FCCN 2016
Estudo Prospectivo sobre a implementação do DOI em Portugal - Jornadas FCCN 2016
 
Crossref Participation Reports webinar slides - in Brazilian Portuguese
Crossref Participation Reports webinar slides - in Brazilian PortugueseCrossref Participation Reports webinar slides - in Brazilian Portuguese
Crossref Participation Reports webinar slides - in Brazilian Portuguese
 
Atribuição de identificadores digitais para publicações científicas - IBICT
Atribuição de identificadores digitais para publicações científicas - IBICTAtribuição de identificadores digitais para publicações científicas - IBICT
Atribuição de identificadores digitais para publicações científicas - IBICT
 
Repositórios confiáveis
Repositórios confiáveisRepositórios confiáveis
Repositórios confiáveis
 
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
Data RepositóriUM: projeto de implementação do repositório de dados para a Un...
 
Curitiba edilson damasio DOI
Curitiba edilson damasio DOICuritiba edilson damasio DOI
Curitiba edilson damasio DOI
 
Diretrizes para atribuição do DOI nos periódicos hospedados no Portal de Peri...
Diretrizes para atribuição do DOI nos periódicos hospedados no Portal de Peri...Diretrizes para atribuição do DOI nos periódicos hospedados no Portal de Peri...
Diretrizes para atribuição do DOI nos periódicos hospedados no Portal de Peri...
 
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portuguesesAvaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
Avaliação de qualidade de repositórios institucionais brasileiros e portugueses
 
Situação e tendências da gestão de dados de investigação
Situação e tendências da gestão de dados de investigaçãoSituação e tendências da gestão de dados de investigação
Situação e tendências da gestão de dados de investigação
 
Gestão de dados para periódicos científicos
Gestão de dados para periódicos científicosGestão de dados para periódicos científicos
Gestão de dados para periódicos científicos
 
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
Sessão PTCRIS - Jornadas FCCN 2018
 
Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1
Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1
Crossref Content Registration in Brazilian Portuguese pt-1
 
DOI®: melhores práticas com base na experiência do Portal de Periódicos da UFSC
DOI®: melhores práticas com base na experiência do Portal de Periódicos da UFSCDOI®: melhores práticas com base na experiência do Portal de Periódicos da UFSC
DOI®: melhores práticas com base na experiência do Portal de Periódicos da UFSC
 
DataRepositóriUM - partilhar, publicar e gerir dados de investigação
DataRepositóriUM - partilhar, publicar e gerir dados de investigaçãoDataRepositóriUM - partilhar, publicar e gerir dados de investigação
DataRepositóriUM - partilhar, publicar e gerir dados de investigação
 
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela BraunerApresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
Apresentacao ForumRNP 2015 - Daniela Brauner
 
Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21
 
Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21Bibliotecas digitais21
Bibliotecas digitais21
 

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta

Mais de Conferência Luso-Brasileira de Ciência Aberta (20)

Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
Citações e métricas complementares: um estudo da sua correlação em artigos ci...
 
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição EletrónicaPré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
Pré-Workshop: Formação em Edição Eletrónica
 
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
Análise relacional entre princípios FAIR de gestão de dados de pesquisa e nor...
 
10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA10 anos RCAAP - ConfOA
10 anos RCAAP - ConfOA
 
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência AbertaPrograma de formação modular sobre Ciência Aberta
Programa de formação modular sobre Ciência Aberta
 
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso AbertoAnálise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
Análise da Produção Científica Brasileira em Periódicos de Acesso Aberto
 
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do pacienteAcesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
Acesso aberto como ferramenta para o empoderamento do paciente
 
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
Livros eletrônicos, políticas de licenciamento e acesso aberto - relações con...
 
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
Ciência aberta e revisão por pares aberta: aspectos e desafios da participaçã...
 
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
Melhorando a citabilidade de programas de computador para pesquisa com o Cita...
 
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
Técnicas de Search Engine Optimization (SEO) aplicadas no site da Biblioteca ...
 
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
Café com Ciência – divulgação das publicações técnico-científicas em acesso a...
 
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
Recursos educacionais abertos na Universidade Aberta. A rede como estratégia ...
 
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
Infraestrutura OpenAIRE: desenvolvimentos para o fortalecimento da Ciência Ab...
 
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidadePreservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
Preservação digital, gestão de dados de pesquisa e biodversidade
 
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
Dados governamentais na perspectiva da Ciência Aberta: potencialidades e desa...
 
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em PortugalDo acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
Do acesso à informação aos Dados Parlamentares Abertos em Portugal
 
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
Transparência e Dados Abertos do Recife: Uma Estratégia Bem Sucedida de Publi...
 
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
Revistas científicas brasileiras de acesso aberto: qualidade do ponto de vist...
 
Altmetria e a análise das condições de interação em torno de artigos sobre po...
Altmetria e a análise das condições de interação em torno de artigos sobre po...Altmetria e a análise das condições de interação em torno de artigos sobre po...
Altmetria e a análise das condições de interação em torno de artigos sobre po...
 

Último

Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptxSlides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Slides Lição 8, CPAD, Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
Slides Lição 8, Central Gospel, Os 144 Mil Que Não Se Curvarão Ao Anticristo....
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docxGeometria para 6 ano retas angulos .docx
Geometria para 6 ano retas angulos .docx
 
Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número Multiplicação - Caça-número
Multiplicação - Caça-número
 
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptxMovimento Negro Unificado , slide completo.pptx
Movimento Negro Unificado , slide completo.pptx
 

Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI

  • 1. Serviço Nacional de Registo de Identificadores DOI Carla Marques; José Carvalho; Paulo Lopes; Natacha Mesquita doi@rcaap.pt 1
  • 2. O que é o DOI? DOI (Digital Object Identifier) é : • um identificador persistente de objetos digitais, • um link que direciona permanentemente para o local onde se encontra o recurso, • consiste num conjunto de caracteres alfanuméricos atribuídos por uma Agência de Registo. 2
  • 3. 3
  • 4. Objetivos do Serviço DOI ● Ajudar a tornar mais visível e referenciável a produção científica nacional; ● Disponibilizar à comunidade académica e científica um serviço de identificadores digitais aceite pela comunidade científica mundial, para os resultados de investigação dignos de citação, através da associação de links persistentes aos documentos digitais; 4
  • 5. ● Promover o uso de metadados de qualidade nos sistemas de informação nacionais e internacionais, permitindo a interoperabilidade entre sistemas (ex.: Ciência Vitae, ORCID, repositórios institucionais, Portal RCAAP, etc.). 5 Objetivos do Serviço DOI
  • 6. Contrapartidas do serviço • Assinar o contrato do serviço; • Cumprir com as Condições de Agregação do Portal RCAAP; • Cumprir a Política de Atribuição de DOI; • Registar corretamente os DOIs; • Garantir a persistência dos objetos digitais; 6
  • 7. • Garantir a qualidade dos metadados; • Promover junto dos investigadores a utilização de DOIs; • Alocar um ou mais responsáveis locais pelo serviço e apoio; • Produzir um relatório anual. 7 Contrapartidas do serviço
  • 8. Política de atribuição DOIs • Atribuir DOI a objetos dignos de citação e que cumpram padrões de qualidade científica; • Atribuir DOI apenas a documentos a que a instituição/revista possua autoridade para o fazer; • Atribuir DOI a páginas com informação sobre o documento/registo e não ao documento em si. Ex: página do artigo no OJS/página do documento num repositório; • Inserir nos DOI, sem erros, os metadados obrigatórios e fazer o melhor esforço por seguir as boas práticas na inserção dos metadados recomendados (lista de metadados da DataCite); 8
  • 9. • Incluir identificadores únicos reconhecidos internacionalmente nos registos de metadados (ex: ORCID, ISSN, etc.); • Associar informação de financiamento dos trabalhos; • Não divulgar o DOI antes de o atribuir ou reservar; • Garantir o arquivo dos objetos digitais a longo prazo; • Atualizar os metadados do DOI sempre que houver alteração de localização ou de informação descritiva, assegurando a persistência do identificador e a atualização dos metadados. 9 Política de atribuição DOIs
  • 10. Tipologia de Candidaturas Instituições • Para atribuição de identificadores a revistas, repositórios de dados, outros. 10 Revistas / Sociedades Científicas • Para atribuição de identificadores a artigos publicados em revistas científicas.
  • 11. Resultados das Candidaturas Revistas científicas: • 10 vagas • 9 candidaturas de revistas externas • 7 revistas aceites • 2 revistas recusadas • (5 revistas SARC automaticamente integradas no serviço) 11 Instituições: • 3 vagas • 21 candidaturas • 3 instituições selecionadas • em fase de comunicação de resultados
  • 14. Indicadores de serviço • 10 contas de clientes criadas; • 3607 DOIs atribuídos desde Junho 2018; • 7 revistas SARC com o plugin DataCite configurado e todos os artigos publicados com DOIs atribuídos. 14
  • 15. 15 Tabela 1 - Número de DOIs atribuídos por mês desde o início do Serviço Nacional de Atribuição de Identificadores DOI DOIs atribuídos
  • 16. Serviços integrados a) formação às instituições e apoio de helpdesk de 2ª linha; b) atualização da plataforma de eLearning com conteúdos de auto- aprendizagem e um conjunto de FAQs sobre todo o processo de subscrição e utilização do serviço; c) intermediação entre as entidades aderentes e a Datacite; d) atualizações do serviço de acordo com os desenvolvimentos disponibilizados pela Datacite. 16
  • 17. Próximos passos • Continuação do piloto com INESC TEC; • Colaboração com a DGEEC para atribuição de DOIs a teses e dissertações (RENATES); • Acompanhamento das instituições da candidatura • Migração de prefixos DOI já existentes • Novas candidaturas 17