SlideShare uma empresa Scribd logo
A REDEMOCRATIZAÇÃO
 A posse de José Sarney na Presidência marca o início desse período, conhecido como "Nova República"

Desde 1985, O Brasil vive num momento de sua história que muitos chamam de NOVA REPÚBLICA. Com a
redemocratização, as liberdades, direitos e garantias individuais foram restabelecidas, e uma nova Constituição
assegurou várias conquistas sociais.


CONSTITUIÇÃO DE 1988

É a Constituição em vigor. Elaborada por uma Assembléia Constituinte, legalmente convocada e eleita, é
promulgada no governo José Sarney. A Constituição é conhecida como a “Carta Cidadã”.

Principais medidas
        Mantém a tradição republicana brasileira do regime representativo, presidencialista e federativo.
        Amplia e fortalece os direitos individuais e as liberdades públicas - que haviam sofrido restrições com a
           legislação do Regime Militar -, garantindo a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à
           segurança e à propriedade.
        Conserva o Poder Executivo forte permitindo a edição de medidas provisórias com força de lei - vigoram
           por um mês e são reeditadas enquanto não forem aprovadas ou rejeitadas pelo Congresso.
        Estende o direito do voto facultativo a analfabetos e maiores de 16 anos.
        Estabelece a educação fundamental como obrigatória, universal e gratuita. Enfatiza a defesa do meio
           ambiente, transformando o combate à poluição e a preservação da fauna, flora e paisagens naturais em
           obrigação da União, estados e municípios.
        Reconhece também o direito de todos ao meio ambiente equilibrado e a uma boa qualidade de vida.
           Determina que o poder público tem o dever de preservar documentos, obras e outros bens de valor
           histórico, artístico e cultural, bem como os sítios arqueológicos.
        Na política, ocorre a regulamentação de questões eleitorais, o mandato do presidente da República é
           reduzido de cinco para quatro anos e, em 1997, é aprovada a reeleição do presidente da República, de
           governadores e prefeitos.
        Candidatos processados por crime comum não podem ser eleitos, e os parlamentares submetidos a
           processo que possa levar à perda de mandato e à inelegibilidade não podem renunciar para impedir a
           punição.
        A Constituição também passa a admitir a dupla nacionalidade para brasileiros em dois casos: quando
           estes têm direito a outra nacionalidade por ascendência consangüínea ou quando a legislação de um
           país obriga o cidadão brasileiro residente a pedir sua naturalização.




GOVERNO SARNEY (1985-1990)
Com a morte de Tancredo Neves (21/4/1985) José Sarney tornou-se o presidente efetivo. Em seu governo teve
início a Transição Democrática. Foi marcado por vários PLANOS ECONÔMICOS que buscavam uma solução
para a crise econômica que assolava o país.


A partir de 1986 o Brasil passou por diversos planos de estabilização econômica. Todos com o mesmo objetivo:
eliminar a inflação e criar condições para um desenvolvimento auto-sustentado.


                                              PLANOS ECONÔMICOS
                          Foi implantado em 1986. Mudou a moeda de cruzeiro para cruzado, congelou preços e
    Plano Cruzado         salários, extinguiu a correção monetária e criou o seguro-desemprego e o gatilho
                          salarial (reajuste automático dos salários toda vez que a inflação atingisse certo nível).
                          Foi lançado em 1987. Congelou preços e salários, aumentou as tarifas públicas e
    Plano Bresser
                          extinguiu o gatilho salarial.
                          Foi implantado em 1989. Mudou a moeda para Cruzado Novo. Ocorreu nova mudança
     Plano Verão          através do, que buscou segurar a inflação pelo controle do déficit público, privatizando
                          as empresas estatais e demitindo funcionários.


GOVERNO COLLOR (1990-1992)

Em 15 de março de 1990, Fernando Collor de Mello, ex-governador de Alagoas, tomou posse como o primeiro
presidente eleito pelo voto direto, depois de 25 anos. Iniciou imediatamente a luta contra a crise econômica, por
meio do PLANO BRASIL NOVO.
                                           Mais conhecido como Plano Collor extinguiu o Cruzado
                                           Novo e voltou ao padrão Cruzeiro. Congelou salários e
                                           preços. Bloqueou a maior parte do dinheiro das contas
                                           bancárias, poupança e aplicações financeiras como
                                           estratégia para controlar a hiperinflação. Nos meses
                                           seguintes o governo demitiu milhares de funcionários
                                           públicos. Reduziu os impostos de importação de vários
                                           produtos com o objetivo de abrir a economia brasileira ao
                                           mercado internacional já em fase de globalização.


Denúncias de corrupção, envolvendo altos escalões do governo, assessores, amigos e familiares do presidente,
levaram o Congresso a formar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), a qual constatou a existência de um
esquema de corrupção. Uma campanha nacional liderada pela mídia e tendo como símbolo estudantes “os caras
pintadas” tomou as ruas exigindo o Impeachment do presidente. Em 29 de setembro de 1992 foi instaurado um
processo de impeachment contra o presidente Fernando Collor de Mello, que renunciou horas antes do julgamento
em 29/12/1992.




GOVERNO ITAMAR FRANCO (1992-1994)
Após a renúncia de Collor o vice-presidente Itamar Franco assumiu oficialmente a presidência em 29 de dezembro
de 1992, procurando ajustar o ministério às forças políticas do Congresso Nacional. Seu governo foi marcado pelo
PLEBISCITO e pela implantação do PLANO REAL em 1994 criado pela equipe econômica do ministro da fazenda,
Fernando Henrique Cardoso. A popularidade do plano que conseguiu diminuir a inflação e estabilizar a economia
após anos de descontrole e hiperinflação, deu a Fernando Henrique a vitória nas eleições de 1994 no primeiro turno.

                                                         O último dos planos, o Real, chegou, em 1994, se
O período da redemocratização é marcado pelo
                                                         destacando dos anteriores por buscar a estabilização
avanço das fórmulas neoliberais, que estimulam a
                                                         sem medidas tradicionais, como o congelamento de
abertura do mercado nacional, a privatização de
                                                         preços e salários. A proposta básica era conter os
estatais e um recuo nos programas sociais do
                                                         gastos públicos, acelerar o processo de privatização
governo. A inflação é controlada, porém a economia
                                                         das estatais, controlar a demanda por meio da
cresce pouco, e a dívida externa e o desemprego
                                                         elevação dos juros e pressionar diretamente os preços
aumentam.
                                                         pela facilitação das importações.
Após a reeleição de Fernando Henrique Cardoso, em 1998, o real sofre uma maxidesvalorização decorrente de uma
série de ataques especulativos à moeda do País. As desvalorizações vêm prosseguindo em virtude do crescente
endividamento externo e da perspectiva de uma moratória da Argentina – país que é um importante mercado para
os produtos brasileiros.

No plano social, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) transforma-se em uma das principais forças a
contestar o programa agrário e econômico do atual governo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Governo FHC
Governo FHCGoverno FHC
Governo FHC
Pedro Klein Garcia
 
O governo sarney slide
O governo sarney  slideO governo sarney  slide
O governo sarney slide
daianespereira
 
Fernando Henrique Cardoso
Fernando Henrique CardosoFernando Henrique Cardoso
Fernando Henrique Cardoso
Kamila Joyce
 
Implementação do plano real
Implementação do plano realImplementação do plano real
Implementação do plano real
Daiane Silva
 
O governo de FHC
O governo de FHCO governo de FHC
O governo de FHC
Lucas Forlin
 
Nova republica
Nova republicaNova republica
Nova republica
mundica broda
 
A economia brasileira a partir de 1985
A economia brasileira a partir de 1985A economia brasileira a partir de 1985
A economia brasileira a partir de 1985
Josenilson S'ilva
 
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestreFundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
Daniele Rubim
 
ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002
ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002
ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002
Marden Rodrigues
 
Redemocratização brasileira 1985 2002
Redemocratização brasileira 1985 2002Redemocratização brasileira 1985 2002
Redemocratização brasileira 1985 2002
Ócio do Ofício
 
O governo Fernando Henrique Cardoso
O governo Fernando Henrique CardosoO governo Fernando Henrique Cardoso
O governo Fernando Henrique Cardoso
Edenilson Morais
 
Período democrático (1985-2010)
Período democrático (1985-2010)Período democrático (1985-2010)
Período democrático (1985-2010)
Laércio Góes
 
De sarney a lula
De sarney a lulaDe sarney a lula
De sarney a lula
Valeria Kosicki
 
PPT - O Brasil Redemocratizado
PPT - O Brasil RedemocratizadoPPT - O Brasil Redemocratizado
PPT - O Brasil Redemocratizado
josafaslima
 
Conteúdo recuperação história Eduardo
Conteúdo recuperação história   EduardoConteúdo recuperação história   Eduardo
Conteúdo recuperação história Eduardo
rafaelcef3
 
Resumo de história
Resumo de históriaResumo de história
Resumo de história
Caio Sousa
 
Fernando Henrique Cardoso - Prof.Altair Aguilar
Fernando Henrique Cardoso - Prof.Altair AguilarFernando Henrique Cardoso - Prof.Altair Aguilar
Fernando Henrique Cardoso - Prof.Altair Aguilar
Altair Moisés Aguilar
 
A crise, o paeg e o
A crise, o paeg e oA crise, o paeg e o
A crise, o paeg e o
Saulo Schmidt
 
O Governo Sarney (1885 1990)
O Governo Sarney (1885 1990)O Governo Sarney (1885 1990)
O Governo Sarney (1885 1990)
kinhalukas
 
Legado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussef
Legado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussefLegado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussef
Legado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussef
Fernando Alcoforado
 

Mais procurados (20)

Governo FHC
Governo FHCGoverno FHC
Governo FHC
 
O governo sarney slide
O governo sarney  slideO governo sarney  slide
O governo sarney slide
 
Fernando Henrique Cardoso
Fernando Henrique CardosoFernando Henrique Cardoso
Fernando Henrique Cardoso
 
Implementação do plano real
Implementação do plano realImplementação do plano real
Implementação do plano real
 
O governo de FHC
O governo de FHCO governo de FHC
O governo de FHC
 
Nova republica
Nova republicaNova republica
Nova republica
 
A economia brasileira a partir de 1985
A economia brasileira a partir de 1985A economia brasileira a partir de 1985
A economia brasileira a partir de 1985
 
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestreFundamentos serviço social   lula e neo - 1 º semestre
Fundamentos serviço social lula e neo - 1 º semestre
 
ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002
ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002
ECONOMIA: presidência brasileira 1995-2002
 
Redemocratização brasileira 1985 2002
Redemocratização brasileira 1985 2002Redemocratização brasileira 1985 2002
Redemocratização brasileira 1985 2002
 
O governo Fernando Henrique Cardoso
O governo Fernando Henrique CardosoO governo Fernando Henrique Cardoso
O governo Fernando Henrique Cardoso
 
Período democrático (1985-2010)
Período democrático (1985-2010)Período democrático (1985-2010)
Período democrático (1985-2010)
 
De sarney a lula
De sarney a lulaDe sarney a lula
De sarney a lula
 
PPT - O Brasil Redemocratizado
PPT - O Brasil RedemocratizadoPPT - O Brasil Redemocratizado
PPT - O Brasil Redemocratizado
 
Conteúdo recuperação história Eduardo
Conteúdo recuperação história   EduardoConteúdo recuperação história   Eduardo
Conteúdo recuperação história Eduardo
 
Resumo de história
Resumo de históriaResumo de história
Resumo de história
 
Fernando Henrique Cardoso - Prof.Altair Aguilar
Fernando Henrique Cardoso - Prof.Altair AguilarFernando Henrique Cardoso - Prof.Altair Aguilar
Fernando Henrique Cardoso - Prof.Altair Aguilar
 
A crise, o paeg e o
A crise, o paeg e oA crise, o paeg e o
A crise, o paeg e o
 
O Governo Sarney (1885 1990)
O Governo Sarney (1885 1990)O Governo Sarney (1885 1990)
O Governo Sarney (1885 1990)
 
Legado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussef
Legado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussefLegado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussef
Legado econômico dos governos neoliberais de fhc, lula e dilma roussef
 

Destaque

Pink floyd
Pink floydPink floyd
Pink floyd
Jorge Miklos
 
Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
Sacralização da Mídia; Midiatização do SagradoSacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
Jorge Miklos
 
O imaginário e a hipostasia da comunicação
O imaginário e a hipostasia da comunicaçãoO imaginário e a hipostasia da comunicação
O imaginário e a hipostasia da comunicação
Jorge Miklos
 
Castells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._i
Castells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._iCastells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._i
Castells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._i
Jorge Miklos
 
Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo brasiliense, 1982
Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo  brasiliense, 1982Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo  brasiliense, 1982
Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo brasiliense, 1982
Jorge Miklos
 
DE JK A LULA-LÁ
DE JK A LULA-LÁDE JK A LULA-LÁ
DE JK A LULA-LÁ
Jorge Miklos
 
Mídias harry pross
Mídias harry prossMídias harry pross
Mídias harry pross
Ronaldo Henn
 
A RELIGIÃO NO BRASIL
A RELIGIÃO NO BRASIL A RELIGIÃO NO BRASIL
A RELIGIÃO NO BRASIL
Jorge Miklos
 
História do Brasil
História do BrasilHistória do Brasil
História do Brasil
Jorge Miklos
 

Destaque (9)

Pink floyd
Pink floydPink floyd
Pink floyd
 
Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
Sacralização da Mídia; Midiatização do SagradoSacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
Sacralização da Mídia; Midiatização do Sagrado
 
O imaginário e a hipostasia da comunicação
O imaginário e a hipostasia da comunicaçãoO imaginário e a hipostasia da comunicação
O imaginário e a hipostasia da comunicação
 
Castells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._i
Castells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._iCastells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._i
Castells, manuel. a_sociedade_em_rede_-_vol._i
 
Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo brasiliense, 1982
Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo  brasiliense, 1982Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo  brasiliense, 1982
Gagnebin, jeanne marie. walter benjamin. são paulo brasiliense, 1982
 
DE JK A LULA-LÁ
DE JK A LULA-LÁDE JK A LULA-LÁ
DE JK A LULA-LÁ
 
Mídias harry pross
Mídias harry prossMídias harry pross
Mídias harry pross
 
A RELIGIÃO NO BRASIL
A RELIGIÃO NO BRASIL A RELIGIÃO NO BRASIL
A RELIGIÃO NO BRASIL
 
História do Brasil
História do BrasilHistória do Brasil
História do Brasil
 

Semelhante a Redemocratização

Resumo e atividades sobre nova república
Resumo e atividades sobre  nova repúblicaResumo e atividades sobre  nova república
Resumo e atividades sobre nova república
Atividades Diversas Cláudia
 
O Governo Collor e Itamar Franco
O Governo Collor e Itamar FrancoO Governo Collor e Itamar Franco
O Governo Collor e Itamar Franco
Renzo-3M4
 
A economia brasileira 1985 geografia
A economia brasileira  1985 geografiaA economia brasileira  1985 geografia
A economia brasileira 1985 geografia
Delmira Pereira Muniz
 
Revisão de prova de história 3º
Revisão de prova de história 3ºRevisão de prova de história 3º
Revisão de prova de história 3º
eunamahcado
 
Nova República
Nova RepúblicaNova República
Nova República
Bruno E Geyse Ornelas
 
Governos militares
Governos militaresGovernos militares
Governos militares
Flor Martha S. Ferreira
 
A Nova República - 1985 aos dias atuais
A Nova República - 1985 aos dias atuaisA Nova República - 1985 aos dias atuais
A Nova República - 1985 aos dias atuais
Adna Myrella
 
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Fernanda Caprio
 
Resumão Nova República - Parte 1
Resumão Nova República - Parte 1Resumão Nova República - Parte 1
Resumão Nova República - Parte 1
Valéria Shoujofan
 
Governo collor
Governo collorGoverno collor
Governo collor
wgenilene
 
Governo collor
Governo collorGoverno collor
Governo collor
wgenilene
 
Aula 11 [3-2022] - Nova República
Aula 11 [3-2022] - Nova RepúblicaAula 11 [3-2022] - Nova República
Aula 11 [3-2022] - Nova República
Gerson Coppes
 
Slides -aula_dmeb_pdf_
Slides  -aula_dmeb_pdf_Slides  -aula_dmeb_pdf_
Slides -aula_dmeb_pdf_
Diego Leonel
 
Plano real
Plano realPlano real
Plano real
gabrielmoura89
 
9º ano - PÓS DITADURA
9º ano - PÓS DITADURA9º ano - PÓS DITADURA
9º ano - PÓS DITADURA
Janaína Bindá
 
A Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do BrasilA Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do Brasil
Alex Ferreira dos Santos
 
Introdução ao Estudo da Economia Brasileira
Introdução ao Estudo da Economia BrasileiraIntrodução ao Estudo da Economia Brasileira
Introdução ao Estudo da Economia Brasileira
PROFIGESTÃO - Profissionais em Gestão de Empresas e Pessoas
 
O Brasil na nova ordem mundial
O Brasil na nova ordem mundialO Brasil na nova ordem mundial
O Brasil na nova ordem mundial
Jeovanny Costa
 
O brasil pós vargas
O brasil pós vargasO brasil pós vargas
O brasil pós vargas
Hernane Freitas
 
SLIDES República Militar.pptx
SLIDES República Militar.pptxSLIDES República Militar.pptx
SLIDES República Militar.pptx
VanessaRibeiro228
 

Semelhante a Redemocratização (20)

Resumo e atividades sobre nova república
Resumo e atividades sobre  nova repúblicaResumo e atividades sobre  nova república
Resumo e atividades sobre nova república
 
O Governo Collor e Itamar Franco
O Governo Collor e Itamar FrancoO Governo Collor e Itamar Franco
O Governo Collor e Itamar Franco
 
A economia brasileira 1985 geografia
A economia brasileira  1985 geografiaA economia brasileira  1985 geografia
A economia brasileira 1985 geografia
 
Revisão de prova de história 3º
Revisão de prova de história 3ºRevisão de prova de história 3º
Revisão de prova de história 3º
 
Nova República
Nova RepúblicaNova República
Nova República
 
Governos militares
Governos militaresGovernos militares
Governos militares
 
A Nova República - 1985 aos dias atuais
A Nova República - 1985 aos dias atuaisA Nova República - 1985 aos dias atuais
A Nova República - 1985 aos dias atuais
 
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
Artigo "Da reforma do Estado à crise Temer" (Fernanda Caprio) Revista Conceit...
 
Resumão Nova República - Parte 1
Resumão Nova República - Parte 1Resumão Nova República - Parte 1
Resumão Nova República - Parte 1
 
Governo collor
Governo collorGoverno collor
Governo collor
 
Governo collor
Governo collorGoverno collor
Governo collor
 
Aula 11 [3-2022] - Nova República
Aula 11 [3-2022] - Nova RepúblicaAula 11 [3-2022] - Nova República
Aula 11 [3-2022] - Nova República
 
Slides -aula_dmeb_pdf_
Slides  -aula_dmeb_pdf_Slides  -aula_dmeb_pdf_
Slides -aula_dmeb_pdf_
 
Plano real
Plano realPlano real
Plano real
 
9º ano - PÓS DITADURA
9º ano - PÓS DITADURA9º ano - PÓS DITADURA
9º ano - PÓS DITADURA
 
A Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do BrasilA Redemocratização do Brasil
A Redemocratização do Brasil
 
Introdução ao Estudo da Economia Brasileira
Introdução ao Estudo da Economia BrasileiraIntrodução ao Estudo da Economia Brasileira
Introdução ao Estudo da Economia Brasileira
 
O Brasil na nova ordem mundial
O Brasil na nova ordem mundialO Brasil na nova ordem mundial
O Brasil na nova ordem mundial
 
O brasil pós vargas
O brasil pós vargasO brasil pós vargas
O brasil pós vargas
 
SLIDES República Militar.pptx
SLIDES República Militar.pptxSLIDES República Militar.pptx
SLIDES República Militar.pptx
 

Mais de Jorge Miklos

A Ditadura Militar (1964-1985)
A Ditadura Militar (1964-1985)A Ditadura Militar (1964-1985)
A Ditadura Militar (1964-1985)
Jorge Miklos
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
Jorge Miklos
 
A Era Vargas (1930-1945)
A Era Vargas (1930-1945)A Era Vargas (1930-1945)
A Era Vargas (1930-1945)
Jorge Miklos
 
República Velha (1889-1930)
República Velha (1889-1930)República Velha (1889-1930)
República Velha (1889-1930)
Jorge Miklos
 
O mal estar na civilização
O mal estar na civilizaçãoO mal estar na civilização
O mal estar na civilização
Jorge Miklos
 
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismoA organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismoJorge Miklos
 
Absolutismo francês e a Revolução francesa
Absolutismo francês e a Revolução francesaAbsolutismo francês e a Revolução francesa
Absolutismo francês e a Revolução francesa
Jorge Miklos
 
Absolutismo inglês e revoluções inglesas
Absolutismo inglês e revoluções inglesasAbsolutismo inglês e revoluções inglesas
Absolutismo inglês e revoluções inglesas
Jorge Miklos
 
A aurora do homem
A aurora do homemA aurora do homem
A aurora do homem
Jorge Miklos
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
Jorge Miklos
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
Jorge Miklos
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
Jorge Miklos
 
O islã
O islãO islã
O islã
Jorge Miklos
 
Apresentação transição feudo capitalista
Apresentação transição feudo capitalistaApresentação transição feudo capitalista
Apresentação transição feudo capitalista
Jorge Miklos
 
A importância da rev neolítica
A importância da rev neolíticaA importância da rev neolítica
A importância da rev neolítica
Jorge Miklos
 
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOGRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
Jorge Miklos
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
Jorge Miklos
 
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARISA UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
Jorge Miklos
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
Jorge Miklos
 
Violência
ViolênciaViolência
Violência
Jorge Miklos
 

Mais de Jorge Miklos (20)

A Ditadura Militar (1964-1985)
A Ditadura Militar (1964-1985)A Ditadura Militar (1964-1985)
A Ditadura Militar (1964-1985)
 
República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)República Populista (1946-1964)
República Populista (1946-1964)
 
A Era Vargas (1930-1945)
A Era Vargas (1930-1945)A Era Vargas (1930-1945)
A Era Vargas (1930-1945)
 
República Velha (1889-1930)
República Velha (1889-1930)República Velha (1889-1930)
República Velha (1889-1930)
 
O mal estar na civilização
O mal estar na civilizaçãoO mal estar na civilização
O mal estar na civilização
 
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismoA organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
A organização do trabalho no século 20 taylorismo, fordismo e toyotismo
 
Absolutismo francês e a Revolução francesa
Absolutismo francês e a Revolução francesaAbsolutismo francês e a Revolução francesa
Absolutismo francês e a Revolução francesa
 
Absolutismo inglês e revoluções inglesas
Absolutismo inglês e revoluções inglesasAbsolutismo inglês e revoluções inglesas
Absolutismo inglês e revoluções inglesas
 
A aurora do homem
A aurora do homemA aurora do homem
A aurora do homem
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Reformas religiosas
Reformas religiosasReformas religiosas
Reformas religiosas
 
A Civilização Romana
A Civilização RomanaA Civilização Romana
A Civilização Romana
 
O islã
O islãO islã
O islã
 
Apresentação transição feudo capitalista
Apresentação transição feudo capitalistaApresentação transição feudo capitalista
Apresentação transição feudo capitalista
 
A importância da rev neolítica
A importância da rev neolíticaA importância da rev neolítica
A importância da rev neolítica
 
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICOGRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
GRÉCIA DEMOCRACIA ATENIENSE E PERÍODO CLÁSSICO
 
O IMPERIALISMO
O IMPERIALISMOO IMPERIALISMO
O IMPERIALISMO
 
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARISA UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
A UNIFICAÇÃO ALEMÃ E A COMUNA DE PARIS
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
Violência
ViolênciaViolência
Violência
 

Redemocratização

  • 1. A REDEMOCRATIZAÇÃO A posse de José Sarney na Presidência marca o início desse período, conhecido como "Nova República" Desde 1985, O Brasil vive num momento de sua história que muitos chamam de NOVA REPÚBLICA. Com a redemocratização, as liberdades, direitos e garantias individuais foram restabelecidas, e uma nova Constituição assegurou várias conquistas sociais. CONSTITUIÇÃO DE 1988 É a Constituição em vigor. Elaborada por uma Assembléia Constituinte, legalmente convocada e eleita, é promulgada no governo José Sarney. A Constituição é conhecida como a “Carta Cidadã”. Principais medidas  Mantém a tradição republicana brasileira do regime representativo, presidencialista e federativo.  Amplia e fortalece os direitos individuais e as liberdades públicas - que haviam sofrido restrições com a legislação do Regime Militar -, garantindo a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.  Conserva o Poder Executivo forte permitindo a edição de medidas provisórias com força de lei - vigoram por um mês e são reeditadas enquanto não forem aprovadas ou rejeitadas pelo Congresso.  Estende o direito do voto facultativo a analfabetos e maiores de 16 anos.  Estabelece a educação fundamental como obrigatória, universal e gratuita. Enfatiza a defesa do meio ambiente, transformando o combate à poluição e a preservação da fauna, flora e paisagens naturais em obrigação da União, estados e municípios.  Reconhece também o direito de todos ao meio ambiente equilibrado e a uma boa qualidade de vida. Determina que o poder público tem o dever de preservar documentos, obras e outros bens de valor histórico, artístico e cultural, bem como os sítios arqueológicos.  Na política, ocorre a regulamentação de questões eleitorais, o mandato do presidente da República é reduzido de cinco para quatro anos e, em 1997, é aprovada a reeleição do presidente da República, de governadores e prefeitos.  Candidatos processados por crime comum não podem ser eleitos, e os parlamentares submetidos a processo que possa levar à perda de mandato e à inelegibilidade não podem renunciar para impedir a punição.  A Constituição também passa a admitir a dupla nacionalidade para brasileiros em dois casos: quando estes têm direito a outra nacionalidade por ascendência consangüínea ou quando a legislação de um país obriga o cidadão brasileiro residente a pedir sua naturalização. GOVERNO SARNEY (1985-1990)
  • 2. Com a morte de Tancredo Neves (21/4/1985) José Sarney tornou-se o presidente efetivo. Em seu governo teve início a Transição Democrática. Foi marcado por vários PLANOS ECONÔMICOS que buscavam uma solução para a crise econômica que assolava o país. A partir de 1986 o Brasil passou por diversos planos de estabilização econômica. Todos com o mesmo objetivo: eliminar a inflação e criar condições para um desenvolvimento auto-sustentado. PLANOS ECONÔMICOS Foi implantado em 1986. Mudou a moeda de cruzeiro para cruzado, congelou preços e Plano Cruzado salários, extinguiu a correção monetária e criou o seguro-desemprego e o gatilho salarial (reajuste automático dos salários toda vez que a inflação atingisse certo nível). Foi lançado em 1987. Congelou preços e salários, aumentou as tarifas públicas e Plano Bresser extinguiu o gatilho salarial. Foi implantado em 1989. Mudou a moeda para Cruzado Novo. Ocorreu nova mudança Plano Verão através do, que buscou segurar a inflação pelo controle do déficit público, privatizando as empresas estatais e demitindo funcionários. GOVERNO COLLOR (1990-1992) Em 15 de março de 1990, Fernando Collor de Mello, ex-governador de Alagoas, tomou posse como o primeiro presidente eleito pelo voto direto, depois de 25 anos. Iniciou imediatamente a luta contra a crise econômica, por meio do PLANO BRASIL NOVO. Mais conhecido como Plano Collor extinguiu o Cruzado Novo e voltou ao padrão Cruzeiro. Congelou salários e preços. Bloqueou a maior parte do dinheiro das contas bancárias, poupança e aplicações financeiras como estratégia para controlar a hiperinflação. Nos meses seguintes o governo demitiu milhares de funcionários públicos. Reduziu os impostos de importação de vários produtos com o objetivo de abrir a economia brasileira ao mercado internacional já em fase de globalização. Denúncias de corrupção, envolvendo altos escalões do governo, assessores, amigos e familiares do presidente, levaram o Congresso a formar uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito), a qual constatou a existência de um esquema de corrupção. Uma campanha nacional liderada pela mídia e tendo como símbolo estudantes “os caras pintadas” tomou as ruas exigindo o Impeachment do presidente. Em 29 de setembro de 1992 foi instaurado um processo de impeachment contra o presidente Fernando Collor de Mello, que renunciou horas antes do julgamento em 29/12/1992. GOVERNO ITAMAR FRANCO (1992-1994)
  • 3. Após a renúncia de Collor o vice-presidente Itamar Franco assumiu oficialmente a presidência em 29 de dezembro de 1992, procurando ajustar o ministério às forças políticas do Congresso Nacional. Seu governo foi marcado pelo PLEBISCITO e pela implantação do PLANO REAL em 1994 criado pela equipe econômica do ministro da fazenda, Fernando Henrique Cardoso. A popularidade do plano que conseguiu diminuir a inflação e estabilizar a economia após anos de descontrole e hiperinflação, deu a Fernando Henrique a vitória nas eleições de 1994 no primeiro turno. O último dos planos, o Real, chegou, em 1994, se O período da redemocratização é marcado pelo destacando dos anteriores por buscar a estabilização avanço das fórmulas neoliberais, que estimulam a sem medidas tradicionais, como o congelamento de abertura do mercado nacional, a privatização de preços e salários. A proposta básica era conter os estatais e um recuo nos programas sociais do gastos públicos, acelerar o processo de privatização governo. A inflação é controlada, porém a economia das estatais, controlar a demanda por meio da cresce pouco, e a dívida externa e o desemprego elevação dos juros e pressionar diretamente os preços aumentam. pela facilitação das importações. Após a reeleição de Fernando Henrique Cardoso, em 1998, o real sofre uma maxidesvalorização decorrente de uma série de ataques especulativos à moeda do País. As desvalorizações vêm prosseguindo em virtude do crescente endividamento externo e da perspectiva de uma moratória da Argentina – país que é um importante mercado para os produtos brasileiros. No plano social, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) transforma-se em uma das principais forças a contestar o programa agrário e econômico do atual governo.