SlideShare uma empresa Scribd logo
Rm 12.6-8
- Didaskalia -- Didaskalia - significo Domsignifico Dom
de Ensino ou instrução; aquilo que é ensinado.de Ensino ou instrução; aquilo que é ensinado.
A mesma raiz é usada em 2Co 12.28 paraA mesma raiz é usada em 2Co 12.28 para
descrever o “mestre” (didaskalos).descrever o “mestre” (didaskalos).
““o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7
O povo ficava admirado de suaO povo ficava admirado de sua
autoridade quando explicava aautoridade quando explicava a
Escritura (Mt 7.29).Escritura (Mt 7.29).
Jesus ministrou curso intensivoJesus ministrou curso intensivo
a doze homens por pouco mais dea doze homens por pouco mais de
três anos.três anos.
““o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7
a)Aprender, pesquisar, comunicar e ilustrar aa)Aprender, pesquisar, comunicar e ilustrar a
verdade são qualidades que um indivíduoverdade são qualidades que um indivíduo
manifestará ao exercitar o dom de ensino.manifestará ao exercitar o dom de ensino.
Gostam de estudar e aprender.Gostam de estudar e aprender.
Tem grande alegria compartilhando isto comTem grande alegria compartilhando isto com
outros.outros.
b)Tem gosto pelo estudo demorado eb)Tem gosto pelo estudo demorado e
detalhado das coisas de Deus. Tem prazer emdetalhado das coisas de Deus. Tem prazer em
pesquisar para aprofundar-se nas coisas quepesquisar para aprofundar-se nas coisas que
ensina.ensina.
Preocupa-se em conhecer muito bem aPreocupa-se em conhecer muito bem a
Escritura. Tem gosto pelo estudo da Bíblia eEscritura. Tem gosto pelo estudo da Bíblia e
deseja conhecer tudo que puder sobredeseja conhecer tudo que puder sobre
determinado tema bíblico.determinado tema bíblico.
c)É instrumento de Deus para explicar suac)É instrumento de Deus para explicar sua
Palavra de maneira a ensinar as verdadesPalavra de maneira a ensinar as verdades
bíblicas, indicando sua aplicação atual.bíblicas, indicando sua aplicação atual.
Sua “matéria-prima” é a Bíblia.Sua “matéria-prima” é a Bíblia.
Pode ter maior prazer em estudar quePode ter maior prazer em estudar que
propriamente em apresentar determinados temas parapropriamente em apresentar determinados temas para
outros. O exercício deste dom implica em árduas e longasoutros. O exercício deste dom implica em árduas e longas
horas de estudo, mesmo que não haja a transmissão dohoras de estudo, mesmo que não haja a transmissão do
conhecimento logo em seguida.conhecimento logo em seguida.
d)Questiona e verifica aquilo que lhe éd)Questiona e verifica aquilo que lhe é
ensinado por outros sobre a Escritura e sobreensinado por outros sobre a Escritura e sobre
Deus para transmitir com segurança ou refutarDeus para transmitir com segurança ou refutar
o falso ensino.o falso ensino.
Frequentemente pode desenvolverFrequentemente pode desenvolver
um ministério apologético.um ministério apologético.
Frequentemente pode desenvolverFrequentemente pode desenvolver
um ministério apologético.um ministério apologético.
e)Tem prazer no detalhe e na exatidão doe)Tem prazer no detalhe e na exatidão do
significado das palavras. Geralmente ésignificado das palavras. Geralmente é
detalhista e minucioso tanto no estudo pessoaldetalhista e minucioso tanto no estudo pessoal
como na sua explicação.como na sua explicação.
Frequentemente interrompe um momento deFrequentemente interrompe um momento de
estudo de preparação e assume o papel deestudo de preparação e assume o papel de
detetive para encontrar explicação paradetetive para encontrar explicação para
detalhes do texto bíblico.detalhes do texto bíblico.
f)Gosta do ensino público ou particular. Tem of)Gosta do ensino público ou particular. Tem o
mesmo entusiasmo para instruir um grupomesmo entusiasmo para instruir um grupo
grande como uma única pessoa em umagrande como uma única pessoa em uma
conversa particular.conversa particular.
O formato do ensino pode variar de umO formato do ensino pode variar de um
discipulado um a um até classes formais,discipulado um a um até classes formais,
estudos bíblicos informais, grandes grupos, eestudos bíblicos informais, grandes grupos, e
pregação que é uma forma de ensino.pregação que é uma forma de ensino.
g)Gosta e tem prazer de explicar ag)Gosta e tem prazer de explicar a
Escritura “pela Escritura”. Por isso, resisteEscritura “pela Escritura”. Por isso, resiste
ao uso de ilustrações ou exemplos fora doao uso de ilustrações ou exemplos fora do
contexto. (ou os usa de modo limitado)contexto. (ou os usa de modo limitado)
h)Não gosta de ficar preso ao ensinoh)Não gosta de ficar preso ao ensino
preparado por outros. Prefere expor umpreparado por outros. Prefere expor um
assunto do seu jeito. Gasta o tempoassunto do seu jeito. Gasta o tempo
necessário de preparação.necessário de preparação.
i)Sente-se pouco à vontade quando não sei)Sente-se pouco à vontade quando não se
prepara adequadamente.prepara adequadamente.
j)Prefere conversar sobre ideias, doutrina,j)Prefere conversar sobre ideias, doutrina,
Bíblia ou interpretação de textos Bíblicos.Bíblia ou interpretação de textos Bíblicos.
Facilmente se desinteressa por conversasFacilmente se desinteressa por conversas
com outros temas.com outros temas.
a)Ser demasiadamente crítico ao ensino dea)Ser demasiadamente crítico ao ensino de
outros que não tenham este dom.outros que não tenham este dom.
b)Omitir a prática que coloca o ensino bíblicob)Omitir a prática que coloca o ensino bíblico
ao alcance do dia-a-dia. Por dar prioridade àao alcance do dia-a-dia. Por dar prioridade à
explicação pode não reservar tempoexplicação pode não reservar tempo
necessário à aplicação.necessário à aplicação.
c)Pode tornar-se enfadonho a deter-se demaisc)Pode tornar-se enfadonho a deter-se demais
em detalhes e minúcias.em detalhes e minúcias.
d)Exercer o dom de ensinar confiando em suad)Exercer o dom de ensinar confiando em sua
própria habilidade, descuidando do coração,própria habilidade, descuidando do coração,
da intimidade com Deus e da integridade doda intimidade com Deus e da integridade do
caráter.caráter.
Tiago 3.1 –Tiago 3.1 –“Meus irmãos, não vos torneis,“Meus irmãos, não vos torneis,
muitos de vós, mestres, sabendo que havemosmuitos de vós, mestres, sabendo que havemos
de receber maior juízo...”de receber maior juízo...”
e)Cair em orgulho intelectual, religioso oue)Cair em orgulho intelectual, religioso ou
mesmo espiritual, ignorando que suamesmo espiritual, ignorando que sua
habilidade e capacidade de ensinar vem dehabilidade e capacidade de ensinar vem de
Deus.Deus.
““Um homem só tem o direito de olharUm homem só tem o direito de olhar
um outro de cima para baixo se forum outro de cima para baixo se for
ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)
““Um homem só tem o direito de olharUm homem só tem o direito de olhar
um outro de cima para baixo se forum outro de cima para baixo se for
ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)
f)Ensinar e não viver o que ensina,f)Ensinar e não viver o que ensina,
perdendo sua autoridade.perdendo sua autoridade.
““A fim de aprendermos acerca deA fim de aprendermos acerca de
Deus, devemos primeiro obedecerDeus, devemos primeiro obedecer
a Deus” (Barclay)a Deus” (Barclay)
““A fim de aprendermos acerca deA fim de aprendermos acerca de
Deus, devemos primeiro obedecerDeus, devemos primeiro obedecer
a Deus” (Barclay)a Deus” (Barclay)
“o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7)
a)Aquele que possui o dom de ensino (mestre)a)Aquele que possui o dom de ensino (mestre)
deve preocupar-se com o crescimento espiritualdeve preocupar-se com o crescimento espiritual
dos irmãos na fé. Deve ter um profundo desejodos irmãos na fé. Deve ter um profundo desejo
crescer junto com eles em obediência ao Senhor.crescer junto com eles em obediência ao Senhor.
b)Deverá buscar o desenvolvimento e ob)Deverá buscar o desenvolvimento e o
aperfeiçoamento de seu dom, buscandoaperfeiçoamento de seu dom, buscando
compreender melhor os mecanismos decompreender melhor os mecanismos de
aprendizado (didática).aprendizado (didática).
“o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7)
c)Deverá manter-se sempre consciente dec)Deverá manter-se sempre consciente de
que sua capacidade vem de Deus.que sua capacidade vem de Deus.
1Coríntios 4.7 –1Coríntios 4.7 –“Pois quem é que te faz“Pois quem é que te faz
sobressair? E que tens tu que não tenhassobressair? E que tens tu que não tenhas
recebido? E, se o recebeste, por que terecebido? E, se o recebeste, por que te
vanglorias, como se o não tiveras recebido?”vanglorias, como se o não tiveras recebido?”
1Coríntios 4.7 –1Coríntios 4.7 –“Pois quem é que te faz“Pois quem é que te faz
sobressair? E que tens tu que não tenhassobressair? E que tens tu que não tenhas
recebido? E, se o recebeste, por que terecebido? E, se o recebeste, por que te
vanglorias, como se o não tiveras recebido?”vanglorias, como se o não tiveras recebido?”
“o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7)
d)Não deverá achar-se possuidor de todas asd)Não deverá achar-se possuidor de todas as
respostas para não cair no erro de ensinarrespostas para não cair no erro de ensinar
algo errado. Quando for o caso, deveráalgo errado. Quando for o caso, deverá
humildemente aprender a dizer “eu não seihumildemente aprender a dizer “eu não sei
responder” e depois pesquisar a resposta.responder” e depois pesquisar a resposta.
Todo o crente precisa crescer:Todo o crente precisa crescer:
O verdadeiro crente é aquele queO verdadeiro crente é aquele que
cresce para tornar-se semelhante a Jesus.cresce para tornar-se semelhante a Jesus.
Não aprender, não mudar ou nãoNão aprender, não mudar ou não
aperfeiçoar nada no conhecimento, noaperfeiçoar nada no conhecimento, no
caráter e nos relacionamentos é sinal de quecaráter e nos relacionamentos é sinal de que
o crente estagnou em sua vida.o crente estagnou em sua vida.
““O melhor e mais eficaz ensino não seO melhor e mais eficaz ensino não se
caracteriza por falar, mas por ser. Nossocaracteriza por falar, mas por ser. Nosso
dever máximo não é falar com os homensdever máximo não é falar com os homens
sobre Cristo, mas mostrar Cristo a eles.sobre Cristo, mas mostrar Cristo a eles.
Mesmo a pessoa sem o talento de falar podeMesmo a pessoa sem o talento de falar pode
ensinar pelo seu viver, de tal modo que osensinar pelo seu viver, de tal modo que os
outros vejam o Mestre refletido nele”outros vejam o Mestre refletido nele”
(Barclay).(Barclay).
Colossenses 3.16–Colossenses 3.16–“Habite, ricamente,“Habite, ricamente,
em vós a palavra de Cristo; instruí-vos eem vós a palavra de Cristo; instruí-vos e
aconselhai-vos mutuamente em toda aaconselhai-vos mutuamente em toda a
sabedoria, louvando a Deus, comsabedoria, louvando a Deus, com
salmos, e hinos, e cânticos espirituais,salmos, e hinos, e cânticos espirituais,
com gratidão, em vosso coração”com gratidão, em vosso coração”..
Responsabilidade do ensino da EscrituraResponsabilidade do ensino da Escritura
dos pais sobre os filhos (Dt6.6-7).dos pais sobre os filhos (Dt6.6-7).
Dom mais comum na mesma pessoa:Dom mais comum na mesma pessoa:
Dom de ExortaçãoDom de Exortação
Dom de LiderançaDom de Liderança
a)Você gosta de estudar e pesquisar?a)Você gosta de estudar e pesquisar?
b)Você gosta de transmitir a verdade bíblica a outros?b)Você gosta de transmitir a verdade bíblica a outros?
c)Outras pessoas vêm até você em busca da suac)Outras pessoas vêm até você em busca da sua
perspectiva nas Escrituras?perspectiva nas Escrituras?
d)Quando você ensina, as pessoas "captam"?d)Quando você ensina, as pessoas "captam"?
e)Quando você vê pessoas confusas no entendimento dae)Quando você vê pessoas confusas no entendimento da
Bíblia você sente uma responsabilidade de falar a elasBíblia você sente uma responsabilidade de falar a elas
sobre o assunto?sobre o assunto?
f)Você gosta de falar a grupos de vários tamanhos acercaf)Você gosta de falar a grupos de vários tamanhos acerca
de questões bíblicas sobre as quais você tem fortesde questões bíblicas sobre as quais você tem fortes
convicções?convicções?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apostila preparacao obreiros
Apostila preparacao obreirosApostila preparacao obreiros
Apostila preparacao obreiros
mgno42
 
Palavra De Conhecimento
Palavra De ConhecimentoPalavra De Conhecimento
Palavra De Conhecimento
Guimizinha
 

Mais procurados (20)

O diaconato
O diaconatoO diaconato
O diaconato
 
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
2019 - 1° trim. - Aula 1 - BATALHA ESPIRITUAL - pdf
 
Armadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do FimArmadura Celestial no Tempo do Fim
Armadura Celestial no Tempo do Fim
 
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUSA NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
A NATUREZA DA IGREJA DE JESUS
 
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
Evangelismo   conteúdo, método e motivação.Evangelismo   conteúdo, método e motivação.
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
 
Apostila preparacao obreiros
Apostila preparacao obreirosApostila preparacao obreiros
Apostila preparacao obreiros
 
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
Estudo biblico 24  dons espirituais - part2Estudo biblico 24  dons espirituais - part2
Estudo biblico 24 dons espirituais - part2
 
Historia da igreja i aula 1
Historia da igreja i  aula 1Historia da igreja i  aula 1
Historia da igreja i aula 1
 
O propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituaisO propósito dos dons espirituais
O propósito dos dons espirituais
 
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de FéLição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
Lição 11 - A Importância da Bíblia como única regra de Fé
 
QVCC12 o dom espiritual de administração ou governo
QVCC12   o dom espiritual de administração ou governoQVCC12   o dom espiritual de administração ou governo
QVCC12 o dom espiritual de administração ou governo
 
Teologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - CristologiaTeologia sistematica - Cristologia
Teologia sistematica - Cristologia
 
Palavra De Conhecimento
Palavra De ConhecimentoPalavra De Conhecimento
Palavra De Conhecimento
 
A armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completaA armadura de_deus_completa
A armadura de_deus_completa
 
Lição 09 - A Fé que nos une a Deus e nos torna produtivos
Lição 09 - A Fé que nos une a Deus e nos torna produtivosLição 09 - A Fé que nos une a Deus e nos torna produtivos
Lição 09 - A Fé que nos une a Deus e nos torna produtivos
 
Espírito santo (parte 1)
Espírito santo (parte 1)Espírito santo (parte 1)
Espírito santo (parte 1)
 
Homilética arte de pregar
Homilética   arte de pregar Homilética   arte de pregar
Homilética arte de pregar
 
Seitas e heresias
Seitas e heresiasSeitas e heresias
Seitas e heresias
 
Missiologia - Estudo teológico de missões
Missiologia - Estudo teológico de missões Missiologia - Estudo teológico de missões
Missiologia - Estudo teológico de missões
 
Os desafios do jovem cristão na sociedade atual
Os desafios do jovem cristão na sociedade atualOs desafios do jovem cristão na sociedade atual
Os desafios do jovem cristão na sociedade atual
 

Destaque

Destaque (9)

QVCC 06 - o dom espiritual de misericórdia
QVCC   06 - o dom espiritual de misericórdiaQVCC   06 - o dom espiritual de misericórdia
QVCC 06 - o dom espiritual de misericórdia
 
Qvcc 01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Qvcc   01 - introducao - a vontade de deus para cada umQvcc   01 - introducao - a vontade de deus para cada um
Qvcc 01 - introducao - a vontade de deus para cada um
 
Qvcc 04 o dom espiritual do serviço ou ministério
Qvcc 04   o dom espiritual do serviço ou ministérioQvcc 04   o dom espiritual do serviço ou ministério
Qvcc 04 o dom espiritual do serviço ou ministério
 
Qvcc 02 - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada um
Qvcc   02 - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada umQvcc   02 - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada um
Qvcc 02 - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada um
 
Qvcc 03 - quais os resultados do exercício dos dons espirituais
Qvcc   03 - quais os resultados do exercício dos dons espirituaisQvcc   03 - quais os resultados do exercício dos dons espirituais
Qvcc 03 - quais os resultados do exercício dos dons espirituais
 
Qvcc 05 O dom espiritual de ajuda ou socorro
Qvcc 05   O dom espiritual de ajuda ou socorroQvcc 05   O dom espiritual de ajuda ou socorro
Qvcc 05 O dom espiritual de ajuda ou socorro
 
QVCC - 08 Dom espiritual de profeta
QVCC - 08   Dom espiritual de profetaQVCC - 08   Dom espiritual de profeta
QVCC - 08 Dom espiritual de profeta
 
QVCC - 07 O dom espiritual de contribuir repartir
QVCC - 07   O dom espiritual de contribuir   repartirQVCC - 07   O dom espiritual de contribuir   repartir
QVCC - 07 O dom espiritual de contribuir repartir
 
Igreja Projeto de Deus
Igreja Projeto de DeusIgreja Projeto de Deus
Igreja Projeto de Deus
 

Semelhante a QVCC - 10 o dom espiritual de ensino

10694 059 ap_book_mag_red.pdf
10694 059 ap_book_mag_red.pdf10694 059 ap_book_mag_red.pdf
10694 059 ap_book_mag_red.pdf
Célio Melo
 
Como pregar-a-palavra-sermao-seminario
Como pregar-a-palavra-sermao-seminarioComo pregar-a-palavra-sermao-seminario
Como pregar-a-palavra-sermao-seminario
Jose Vertiz
 
Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)
Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)
Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)
Marcos Gomes
 
Orientações para se obter vitórias em concursos
Orientações para se obter vitórias em concursosOrientações para se obter vitórias em concursos
Orientações para se obter vitórias em concursos
rrubensteixeira
 
Vinde a mim, moças
Vinde a mim, moçasVinde a mim, moças
Vinde a mim, moças
Livia Morais
 
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxestudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
Tiago Silva
 

Semelhante a QVCC - 10 o dom espiritual de ensino (20)

PedagogiaIntegral-Introducao.pdf
PedagogiaIntegral-Introducao.pdfPedagogiaIntegral-Introducao.pdf
PedagogiaIntegral-Introducao.pdf
 
Ensino 03 o ministro da formação – o me stre
Ensino 03   o ministro da formação – o me streEnsino 03   o ministro da formação – o me stre
Ensino 03 o ministro da formação – o me stre
 
Ensino 03 o ministro da formação – o me stre
Ensino 03   o ministro da formação – o me streEnsino 03   o ministro da formação – o me stre
Ensino 03 o ministro da formação – o me stre
 
Qual a religiao de deus
Qual a religiao de deusQual a religiao de deus
Qual a religiao de deus
 
1 dons espirituais testes
1 dons espirituais testes1 dons espirituais testes
1 dons espirituais testes
 
10694 059 ap_book_mag_red.pdf
10694 059 ap_book_mag_red.pdf10694 059 ap_book_mag_red.pdf
10694 059 ap_book_mag_red.pdf
 
Como pregar-a-palavra-sermao-seminario
Como pregar-a-palavra-sermao-seminarioComo pregar-a-palavra-sermao-seminario
Como pregar-a-palavra-sermao-seminario
 
Curso basico e pratico de homiletica ronaldo gomes da silva
Curso basico e pratico de homiletica   ronaldo gomes da silvaCurso basico e pratico de homiletica   ronaldo gomes da silva
Curso basico e pratico de homiletica ronaldo gomes da silva
 
Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)
Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)
Cursobasicoepraticodehomiletica 130211091526-phpapp01 (1)
 
4º trimestre 2015 juvenis lição 02
4º trimestre 2015 juvenis lição 024º trimestre 2015 juvenis lição 02
4º trimestre 2015 juvenis lição 02
 
4º trimestre 2015 juvenis lição 02
4º trimestre 2015 juvenis lição 024º trimestre 2015 juvenis lição 02
4º trimestre 2015 juvenis lição 02
 
Uma visão cristã dos quatro pilares da educação
Uma visão cristã dos quatro pilares da educaçãoUma visão cristã dos quatro pilares da educação
Uma visão cristã dos quatro pilares da educação
 
Orientações para se obter vitórias em concursos
Orientações para se obter vitórias em concursosOrientações para se obter vitórias em concursos
Orientações para se obter vitórias em concursos
 
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdfCURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
CURSO TÓPICOS TIA GÊ KIDSs.pdf
 
Aula 1
Aula 1Aula 1
Aula 1
 
5 beneficios que a teologia traz sobre sua vida, surpreendente ok - postado
5 beneficios que a teologia traz sobre sua vida, surpreendente   ok - postado5 beneficios que a teologia traz sobre sua vida, surpreendente   ok - postado
5 beneficios que a teologia traz sobre sua vida, surpreendente ok - postado
 
Vinde a mim, moças
Vinde a mim, moçasVinde a mim, moças
Vinde a mim, moças
 
Dez princípios da verdadeira Educação Cristã
Dez princípios da verdadeira Educação CristãDez princípios da verdadeira Educação Cristã
Dez princípios da verdadeira Educação Cristã
 
Ensino religioso vinculo amizade, familia escola
Ensino religioso vinculo amizade, familia escolaEnsino religioso vinculo amizade, familia escola
Ensino religioso vinculo amizade, familia escola
 
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptxestudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
estudos-vocaoeministrio-160302141634 (1).pptx
 

Último

Último (10)

1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
1- Chuvas de Graça - Hino da Harpa Cristã.ppt
 
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
João Calvino e o Cânticos dos Salmos: uma introdução ao pensamento de Calvino...
 
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptxLivro Atos dos apóstolos  estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
Livro Atos dos apóstolos estudo 12- Cap 25 e 26.pptx
 
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptxBíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
Bíblia Sagrada _ Oséias - slides powerpoint.pptx
 
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptxLição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
Lição 8 - Confessando e Abandonando o Pecado.pptx
 
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
Letra A reforma versão - atos 2 letra a reforma atos 2
 
Oração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De CássiaOração De Santa Rita De Cássia
Oração De Santa Rita De Cássia
 
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptxBíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
Bíblia sagrada - JOel - slides powerpoint.pptx
 
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdfEVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
EVOLUÇAO EM DOIS MUNDOS FRANCISCO (1).pdf
 
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
JUIZO FINAL [ DOUTRINA DA ESCATOLOGIA E FIM DOS TEMPOS]
 

QVCC - 10 o dom espiritual de ensino

  • 1.
  • 3. - Didaskalia -- Didaskalia - significo Domsignifico Dom de Ensino ou instrução; aquilo que é ensinado.de Ensino ou instrução; aquilo que é ensinado. A mesma raiz é usada em 2Co 12.28 paraA mesma raiz é usada em 2Co 12.28 para descrever o “mestre” (didaskalos).descrever o “mestre” (didaskalos).
  • 4. ““o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7 O povo ficava admirado de suaO povo ficava admirado de sua autoridade quando explicava aautoridade quando explicava a Escritura (Mt 7.29).Escritura (Mt 7.29). Jesus ministrou curso intensivoJesus ministrou curso intensivo a doze homens por pouco mais dea doze homens por pouco mais de três anos.três anos.
  • 5. ““o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7o que ensina esmere-se no fazê-lo” Rm 12.7
  • 6.
  • 7.
  • 8. a)Aprender, pesquisar, comunicar e ilustrar aa)Aprender, pesquisar, comunicar e ilustrar a verdade são qualidades que um indivíduoverdade são qualidades que um indivíduo manifestará ao exercitar o dom de ensino.manifestará ao exercitar o dom de ensino. Gostam de estudar e aprender.Gostam de estudar e aprender. Tem grande alegria compartilhando isto comTem grande alegria compartilhando isto com outros.outros.
  • 9. b)Tem gosto pelo estudo demorado eb)Tem gosto pelo estudo demorado e detalhado das coisas de Deus. Tem prazer emdetalhado das coisas de Deus. Tem prazer em pesquisar para aprofundar-se nas coisas quepesquisar para aprofundar-se nas coisas que ensina.ensina. Preocupa-se em conhecer muito bem aPreocupa-se em conhecer muito bem a Escritura. Tem gosto pelo estudo da Bíblia eEscritura. Tem gosto pelo estudo da Bíblia e deseja conhecer tudo que puder sobredeseja conhecer tudo que puder sobre determinado tema bíblico.determinado tema bíblico.
  • 10. c)É instrumento de Deus para explicar suac)É instrumento de Deus para explicar sua Palavra de maneira a ensinar as verdadesPalavra de maneira a ensinar as verdades bíblicas, indicando sua aplicação atual.bíblicas, indicando sua aplicação atual. Sua “matéria-prima” é a Bíblia.Sua “matéria-prima” é a Bíblia. Pode ter maior prazer em estudar quePode ter maior prazer em estudar que propriamente em apresentar determinados temas parapropriamente em apresentar determinados temas para outros. O exercício deste dom implica em árduas e longasoutros. O exercício deste dom implica em árduas e longas horas de estudo, mesmo que não haja a transmissão dohoras de estudo, mesmo que não haja a transmissão do conhecimento logo em seguida.conhecimento logo em seguida.
  • 11. d)Questiona e verifica aquilo que lhe éd)Questiona e verifica aquilo que lhe é ensinado por outros sobre a Escritura e sobreensinado por outros sobre a Escritura e sobre Deus para transmitir com segurança ou refutarDeus para transmitir com segurança ou refutar o falso ensino.o falso ensino. Frequentemente pode desenvolverFrequentemente pode desenvolver um ministério apologético.um ministério apologético. Frequentemente pode desenvolverFrequentemente pode desenvolver um ministério apologético.um ministério apologético.
  • 12. e)Tem prazer no detalhe e na exatidão doe)Tem prazer no detalhe e na exatidão do significado das palavras. Geralmente ésignificado das palavras. Geralmente é detalhista e minucioso tanto no estudo pessoaldetalhista e minucioso tanto no estudo pessoal como na sua explicação.como na sua explicação. Frequentemente interrompe um momento deFrequentemente interrompe um momento de estudo de preparação e assume o papel deestudo de preparação e assume o papel de detetive para encontrar explicação paradetetive para encontrar explicação para detalhes do texto bíblico.detalhes do texto bíblico.
  • 13. f)Gosta do ensino público ou particular. Tem of)Gosta do ensino público ou particular. Tem o mesmo entusiasmo para instruir um grupomesmo entusiasmo para instruir um grupo grande como uma única pessoa em umagrande como uma única pessoa em uma conversa particular.conversa particular. O formato do ensino pode variar de umO formato do ensino pode variar de um discipulado um a um até classes formais,discipulado um a um até classes formais, estudos bíblicos informais, grandes grupos, eestudos bíblicos informais, grandes grupos, e pregação que é uma forma de ensino.pregação que é uma forma de ensino.
  • 14. g)Gosta e tem prazer de explicar ag)Gosta e tem prazer de explicar a Escritura “pela Escritura”. Por isso, resisteEscritura “pela Escritura”. Por isso, resiste ao uso de ilustrações ou exemplos fora doao uso de ilustrações ou exemplos fora do contexto. (ou os usa de modo limitado)contexto. (ou os usa de modo limitado) h)Não gosta de ficar preso ao ensinoh)Não gosta de ficar preso ao ensino preparado por outros. Prefere expor umpreparado por outros. Prefere expor um assunto do seu jeito. Gasta o tempoassunto do seu jeito. Gasta o tempo necessário de preparação.necessário de preparação.
  • 15. i)Sente-se pouco à vontade quando não sei)Sente-se pouco à vontade quando não se prepara adequadamente.prepara adequadamente. j)Prefere conversar sobre ideias, doutrina,j)Prefere conversar sobre ideias, doutrina, Bíblia ou interpretação de textos Bíblicos.Bíblia ou interpretação de textos Bíblicos. Facilmente se desinteressa por conversasFacilmente se desinteressa por conversas com outros temas.com outros temas.
  • 16. a)Ser demasiadamente crítico ao ensino dea)Ser demasiadamente crítico ao ensino de outros que não tenham este dom.outros que não tenham este dom. b)Omitir a prática que coloca o ensino bíblicob)Omitir a prática que coloca o ensino bíblico ao alcance do dia-a-dia. Por dar prioridade àao alcance do dia-a-dia. Por dar prioridade à explicação pode não reservar tempoexplicação pode não reservar tempo necessário à aplicação.necessário à aplicação. c)Pode tornar-se enfadonho a deter-se demaisc)Pode tornar-se enfadonho a deter-se demais em detalhes e minúcias.em detalhes e minúcias.
  • 17. d)Exercer o dom de ensinar confiando em suad)Exercer o dom de ensinar confiando em sua própria habilidade, descuidando do coração,própria habilidade, descuidando do coração, da intimidade com Deus e da integridade doda intimidade com Deus e da integridade do caráter.caráter. Tiago 3.1 –Tiago 3.1 –“Meus irmãos, não vos torneis,“Meus irmãos, não vos torneis, muitos de vós, mestres, sabendo que havemosmuitos de vós, mestres, sabendo que havemos de receber maior juízo...”de receber maior juízo...”
  • 18. e)Cair em orgulho intelectual, religioso oue)Cair em orgulho intelectual, religioso ou mesmo espiritual, ignorando que suamesmo espiritual, ignorando que sua habilidade e capacidade de ensinar vem dehabilidade e capacidade de ensinar vem de Deus.Deus. ““Um homem só tem o direito de olharUm homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo se forum outro de cima para baixo se for ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido) ““Um homem só tem o direito de olharUm homem só tem o direito de olhar um outro de cima para baixo se forum outro de cima para baixo se for ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)ajudá-lo a levantar-se” (desconhecido)
  • 19. f)Ensinar e não viver o que ensina,f)Ensinar e não viver o que ensina, perdendo sua autoridade.perdendo sua autoridade. ““A fim de aprendermos acerca deA fim de aprendermos acerca de Deus, devemos primeiro obedecerDeus, devemos primeiro obedecer a Deus” (Barclay)a Deus” (Barclay) ““A fim de aprendermos acerca deA fim de aprendermos acerca de Deus, devemos primeiro obedecerDeus, devemos primeiro obedecer a Deus” (Barclay)a Deus” (Barclay)
  • 20. “o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7) a)Aquele que possui o dom de ensino (mestre)a)Aquele que possui o dom de ensino (mestre) deve preocupar-se com o crescimento espiritualdeve preocupar-se com o crescimento espiritual dos irmãos na fé. Deve ter um profundo desejodos irmãos na fé. Deve ter um profundo desejo crescer junto com eles em obediência ao Senhor.crescer junto com eles em obediência ao Senhor. b)Deverá buscar o desenvolvimento e ob)Deverá buscar o desenvolvimento e o aperfeiçoamento de seu dom, buscandoaperfeiçoamento de seu dom, buscando compreender melhor os mecanismos decompreender melhor os mecanismos de aprendizado (didática).aprendizado (didática).
  • 21. “o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7) c)Deverá manter-se sempre consciente dec)Deverá manter-se sempre consciente de que sua capacidade vem de Deus.que sua capacidade vem de Deus. 1Coríntios 4.7 –1Coríntios 4.7 –“Pois quem é que te faz“Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhassobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que terecebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido?”vanglorias, como se o não tiveras recebido?” 1Coríntios 4.7 –1Coríntios 4.7 –“Pois quem é que te faz“Pois quem é que te faz sobressair? E que tens tu que não tenhassobressair? E que tens tu que não tenhas recebido? E, se o recebeste, por que terecebido? E, se o recebeste, por que te vanglorias, como se o não tiveras recebido?”vanglorias, como se o não tiveras recebido?”
  • 22. “o que ensina, esmere-se no fazê-lo” (Rm 12.7) d)Não deverá achar-se possuidor de todas asd)Não deverá achar-se possuidor de todas as respostas para não cair no erro de ensinarrespostas para não cair no erro de ensinar algo errado. Quando for o caso, deveráalgo errado. Quando for o caso, deverá humildemente aprender a dizer “eu não seihumildemente aprender a dizer “eu não sei responder” e depois pesquisar a resposta.responder” e depois pesquisar a resposta.
  • 23. Todo o crente precisa crescer:Todo o crente precisa crescer: O verdadeiro crente é aquele queO verdadeiro crente é aquele que cresce para tornar-se semelhante a Jesus.cresce para tornar-se semelhante a Jesus. Não aprender, não mudar ou nãoNão aprender, não mudar ou não aperfeiçoar nada no conhecimento, noaperfeiçoar nada no conhecimento, no caráter e nos relacionamentos é sinal de quecaráter e nos relacionamentos é sinal de que o crente estagnou em sua vida.o crente estagnou em sua vida.
  • 24. ““O melhor e mais eficaz ensino não seO melhor e mais eficaz ensino não se caracteriza por falar, mas por ser. Nossocaracteriza por falar, mas por ser. Nosso dever máximo não é falar com os homensdever máximo não é falar com os homens sobre Cristo, mas mostrar Cristo a eles.sobre Cristo, mas mostrar Cristo a eles. Mesmo a pessoa sem o talento de falar podeMesmo a pessoa sem o talento de falar pode ensinar pelo seu viver, de tal modo que osensinar pelo seu viver, de tal modo que os outros vejam o Mestre refletido nele”outros vejam o Mestre refletido nele” (Barclay).(Barclay).
  • 25. Colossenses 3.16–Colossenses 3.16–“Habite, ricamente,“Habite, ricamente, em vós a palavra de Cristo; instruí-vos eem vós a palavra de Cristo; instruí-vos e aconselhai-vos mutuamente em toda aaconselhai-vos mutuamente em toda a sabedoria, louvando a Deus, comsabedoria, louvando a Deus, com salmos, e hinos, e cânticos espirituais,salmos, e hinos, e cânticos espirituais, com gratidão, em vosso coração”com gratidão, em vosso coração”.. Responsabilidade do ensino da EscrituraResponsabilidade do ensino da Escritura dos pais sobre os filhos (Dt6.6-7).dos pais sobre os filhos (Dt6.6-7).
  • 26. Dom mais comum na mesma pessoa:Dom mais comum na mesma pessoa: Dom de ExortaçãoDom de Exortação Dom de LiderançaDom de Liderança
  • 27.
  • 28. a)Você gosta de estudar e pesquisar?a)Você gosta de estudar e pesquisar? b)Você gosta de transmitir a verdade bíblica a outros?b)Você gosta de transmitir a verdade bíblica a outros? c)Outras pessoas vêm até você em busca da suac)Outras pessoas vêm até você em busca da sua perspectiva nas Escrituras?perspectiva nas Escrituras? d)Quando você ensina, as pessoas "captam"?d)Quando você ensina, as pessoas "captam"? e)Quando você vê pessoas confusas no entendimento dae)Quando você vê pessoas confusas no entendimento da Bíblia você sente uma responsabilidade de falar a elasBíblia você sente uma responsabilidade de falar a elas sobre o assunto?sobre o assunto? f)Você gosta de falar a grupos de vários tamanhos acercaf)Você gosta de falar a grupos de vários tamanhos acerca de questões bíblicas sobre as quais você tem fortesde questões bíblicas sobre as quais você tem fortes convicções?convicções?

Notas do Editor

  1. “Deus não procura melhores métodos. Deus procura melhores homens”. (Bounds)
  2. Todos que estão crescendo devem se fazer prontos a ensinar: