Qvcc 02 - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada um

1.754 visualizações

Publicada em

Quem é Você no Corpo de Cristo - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada um

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.061
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
32
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Qvcc 02 - O Que São Dons Espirituais - A Vontade de Deus para Cada um

  1. 1. Ora, vós sois corpo de Cristo; e, individualmente, membros desse corpo. 1Co 12.27
  2. 2. 1 A respeito dos dons espirituais, não quero, irmãos, que sejais ignorantes. 2 Sabeis que, outrora, quando éreis gentios, deixáveis conduzir-vos aos ídolos mudos, segundo éreis guiados. 3 Por isso, vos faço compreender que ninguém que fala pelo Espírito de Deus afirma: Anátema, Jesus! Por outro lado, ninguém pode dizer: Senhor Jesus!, senão pelo Espírito Santo. 1Coríntios 12.1-11
  3. 3. 4 Ora, os dons são diversos, mas o Espírito é o mesmo. 5 E também há diversidade nos serviços, mas o Senhor é o mesmo. 6 E há diversidade nas realizações, mas o mesmo Deus é quem opera tudo em todos. 7 A manifestação do Espírito é concedida a cada um visando a um fim proveitoso. 8 Porque a um é dada, mediante o Espírito, a palavra da sabedoria; e a outro, segundo o mesmo Espírito, a palavra do conhecimento;
  4. 4. 9 a outro, no mesmo Espírito, a fé; e a outro, no mesmo Espírito, dons de curar; 10 a outro, operações de milagres; a outro, profecia; a outro, discernimento de espíritos; a um, variedade de línguas; e a outro, capacidade para interpretá-las. 11 Mas um só e o mesmo Espírito realiza todas estas coisas, distribuindo-as, como lhe apraz, a cada um, individualmente. 1Coríntios 12.1-11
  5. 5. O que é um dom espiritual? O que significa a palavra “dom”? A ideia básica é de gratuidade e imerecimento. Está, portanto, relacionada a alguma coisa dada ao homem sem seu merecimento e que não poderia ser possuído pelo seu próprio esforço. A palavra era sempre usada nesse sentido de se ganhar um presente. Não um prêmio pelo qual se podia esforçar-se ou obter pela sorte, como numa loteria.
  6. 6. É difícil definir “dom espiritual” sem falar no seu exercício e, portanto, em sua finalidade
  7. 7. E ele mesmo concedeu uns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas e outros para pastores e mestres, com vistas ao aperfeiçoamento dos santos para o desempenho do seu serviço, para a edificação do corpo de Cristo, Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro. Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em
  8. 8. Os dons espirituais são portanto um instrumento dado ao cristão pelo Espírito Santo, para que o Espírito, ministre a todo o Corpo. Isoladamente, um dom não tem sentido. Um dom espiritual não tem fim em si mesmo. Ele existe no corpo e para o corpo. Os dons espirituais só fazem sentido no contexto da comunhão. Eles existem para edificação do corpo. “Ser membro é não ter vida, nem ser, nem movimento, a não ser através do espírito do corpo e para o corpo”. (Pascal)
  9. 9. O que é a edificação do corpo? Ef 4.13, Até que todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo,  Ef 4.15-16, Mas, seguindo a verdade em amor, cresçamos em tudo naquele que é a cabeça, Cristo, de quem todo o corpo, bem ajustado e consolidado pelo auxílio de toda junta, segundo a justa cooperação de cada parte, efetua o seu próprio aumento para a edificação de si mesmo em amor. Todos os crentes em ajuda mútua tornando-se semelhantes a Jesus em seu caráter transformado “à medida estatura da sua plenitude” para serem luzeiros no
  10. 10. A finalidade dos dons está ligada à missão da Igreja Os dons espirituais são o chamado de Deus ao trabalho (não ao privilégio ou engrandecimento pessoal). Existem para unir o Corpo de Cristo e para o seu crescimento integral por meio dos crentes que cooperam para o testemunho do evangelho. “Os dons não são acessórios para enfeitar o trabalho de Deus, são instrumentos para realizá-lo” (Hubbard)
  11. 11. Somente o crente possui um dom espiritual. Não há exceção. Tão somente aquele que é nascido de novo recebe dons espirituais
  12. 12. Alguns Dons Espirituais Profeta (profecia), Exortação Evangelista Mestre (ensino) Serviço, Repartir Misericórdia, Ajuda Hospitalidade, pastoreio Administração Intercessão Espirituais e particulares acompanha apenas aqueles que nasceram de novo. Alguns talentos e tendências naturais Habilidades manuais: desenho, pintura, trabalhar com madeira e materiais, etc. Música: cantar, tocar, compor, etc. Idiomas: aprender, falar, traduzir, etc. Facilidade em trabalhar com crianças. Facilidade com ciências exatas. Comunicação: verbal, escrita, oratória, etc. Liderança, Administração, Vendas, etc. Naturais e universais
  13. 13. O Espírito Santo repousa sobre uma capacidade natural de modo que a transforma a tal ponto que se torna o potencial para significativa contribuição para o Corpo. Quando isso acontece, Deus usa um talento nato como matéria-prima. Isso não significa que todos os talentos são assim transformados. Mas os que são passam a existir lado a lado com um dom espiritual correspondente. Ex.:Talento para vendas ao lado do dom de evangelizar.
  14. 14. Dons espirituais definem aquilo que o crente faz(serviço); o fruto do Espírito ajuda a definir aquilo que o crente é(caráter). Isso é importante para não haver confusão entre dons espirituais com virtudes espirituais que todos os cristãos devem desenvolver à semelhança de Jesus. Por exemplo, todos os discípulos devem ser misericordiosos (Mateus 5.7). Ao mesmo tempo existe o dom da misericórdia.
  15. 15. Dons Espirituais Deus fornece os dos espirituais e requer que sejam exercidos. Ele quer trabalhar através de nós Fruto do Espírito Pelo Espírito Santo, Deus produz o fruto do Espírito e requer que este amadureça. Ele quer trabalhar em nós
  16. 16. A presença ou ausência do fruto do Espírito afeta diretamente os resultados do exercício dos dons espirituais. O fruto do Espírito é um pré-requisito para o exercício efetivo de dons espirituais. Dons sem fruto são sem nenhum valor. A igreja de corinto estava ativamente exercendo os dons espirituais, mas ao mesmo tempo era espiritualmente um desastre. O fruto do Espírito é uma evidência confiável da verdadeira espiritualidade.
  17. 17. No exercício de um cargo espera-se que o crente tenha oportunidade de utilizar um ou mais de seus dons espirituais. Cargos são importantes para estruturação do trabalho e dão apenas uma identidade temporária. Dons espirituais são exercidos naturalmente (com ou sem cargos) e definem sua identidade definitiva e permanente no corpo de Cristo.
  18. 18. Por que é importante conhecer esta diferença? Por que se, por exemplo, alguém que tenha o dom espiritual de administração não compreender a diferença entre o dom de administração e o cargo administrativo de alguém, ele poderá cobrar do outro uma certa capacidade ou determinada maneira de agir semelhantes às dele. E o resultado será insatisfação e crítica. Mas se ele entender essa diferença, poderá auxiliar o outro com seu dom de administrar, cooperando com o outro irmão.
  19. 19. Cada pessoa nascida de novo recebe dons espirituais como equipamento básico para o desempenho do serviço no corpo de Cristo.
  20. 20. Alguém pode exercer um dom sem saber? O cristão pode exercer um dom espiritual sem identificá-lo e compreendê-lo. Isso acontece constantemente porque o exercício de um dom não está condicionado a sua correta identificação. Entretanto, conhecê-los e desenvolvê-los levará ao melhor crescimento pessoal, ao desenvolvimento pleno da vontade de Deus em sua vida e a uma maior profundidade no relacionamento com o Pai e com a sua Igreja.
  21. 21. Dons espirituais são uma mensagem pessoal de Deus. É como se dissesse: “Eu lhe dei esta capacidade para fazer este bem em meu Reino. É isto que eu quero que faça para mim”. Assim, para respondermos a pergunta “o que Deus quer que eu faça da minha vida?” Precisamos conhecer e desenvolver nossos dons espirituais.
  22. 22. Os dons são presentes graciosos de Deus para nós, a fim de nos equipar para servirmos uns aos outros e para glorificarmos a Deus, fazendo seu nome conhecido.
  23. 23. Os dons não podem ser confundidos com talentos naturais, embora muitas vezes Deus os utilize na concessão dos dons espirituais. Também não podem ser confundidos com o fruto do Espírito, com uma responsabilidade que corresponde a todo cristão, nem com cargos institucionais.
  24. 24. 1.Você conhece os seus dons? Quais são? 2.Você é capaz de distinguir em você mesmo os seus dons espirituais e os seus talentos naturais? 3.Você tem desenvolvido seus dons, colocando-os em prática? 4.Como você tem feito isso?

×