SlideShare uma empresa Scribd logo
SINTAXE – PARTE I
CONSTRUINDO CONCEITOS ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],? Estudar a sintaxe de um língua significa identificar e compreender as maneiras como se associam as palavras para formar frases. Isso ocorre porque os enunciados da língua constituem unidades lingüísticas que possuem estrutura.
CONSTRUINDO CONCEITOS comeu um  doce de goiaba Eduardo Sujeito Objeto direto Adj. adn. Adj. adn. VTD As  relações sintáticas  que se estabelecem entre as palavras definem as  estruturas  possíveis na sintaxe de uma língua. Só há relações sintáticas porque, dentro de uma estrutura, cada elemento desempenha uma  função sintática .
FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO ,[object Object],ORAÇÃO  – Enunciado que caracterizado pela presença obrigatória de um predicado, função preenchida por um elemento da classe morfológica dos verbos. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO ,[object Object],[object Object],SIMPLES  – Quando encerra apenas uma oração. ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
FRASE, ORAÇÃO E PERÍODO ,[object Object],COMPOSTO  – Quando encerra mais de uma oração. ,[object Object],[object Object]
PREDICAÇÃO VERBAL ,[object Object],viajou Eduardo comeu Eduardo assistiu Eduardo informou Eduardo é Eduardo preguiçoso maçãs o filme a o problema a o diretor intransitivo Verbo de ligação transitivo direto transitivo indireto transitivo direto e indireto
PREDICAÇÃO VERBAL ,[object Object],TRANSITIVO  – verbo de conteúdo significativo que, por não apresentar sentido completo, necessita de complemento. Subdivide-se em  transitivo direto ,  transitivo indireto  e  transitivo direto e indireto  (ao mesmo tempo) . dorme. A criança Cheguei. VI VI sujeito
PREDICAÇÃO VERBAL ,[object Object],comprou o apartamento Pedro TRANSITIVO INDIRETO  – necessita de complemento (objeto indireto),  com preposição obrigatória . obedece o regulamento Pedro a Suj. VTD Suj. VTI Objeto direto Objeto indireto
PREDICAÇÃO VERBAL ,[object Object],ofereceu flores Pedro Fernanda. a Suj. VTDI O. dir. O. Ind.
PREDICAÇÃO VERBAL ,[object Object],está triste. Pedro Suj. VL Predicativo do sujeito
TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO ,[object Object],[object Object],estava  tranqüilo Marcelo Ficaram  velhas todas as notícias Sujeito Predicado Sujeito Predicado
TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO MÉTODO PRÁTICO Para se descobrir o sujeito de uma oração pergunta-se  “quem?”  ou  “o que?”  antes do verbo. Ex.:  Ernesto quebrou o vaso . Quem quebrou o vaso?   Ernesto  (sujeito) Ex.:  O vaso foi quebrado por Ernesto .  O que foi quebrado?  O vaso  (sujeito)
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO ,[object Object],Continua imunda a casa da praia. Predicado COMPOSTO  – É o que apresenta mais de um núcleo.  casaram-se em Paris. Eduardo  e  Mônica Predicado Sujeito simples Sujeito composto
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO ,[object Object],Confiamos  muito no novo diretor. (Nós) Predicado Sujeito oculto
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO ,[object Object],Furtaram  meu carro. Predicado 1ª  - Com o verbo na  3ª pessoa do plural , quando não houver referência a substantivo anterior ou posterior .  Falaram  de você na reunião. Predicado Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Casa -se  cedo por aqui. Predicado 2ª  - Com o verbo (intransitivo, transitivo indireto ou de ligação) na  3ª pessoa do singular , acompanhado de  “se” .  Precisa -se  de digitadores. Predicado Estava -se  feliz antigamente. Predicado VI VTI VL Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO É importante não confundir sujeito indeterminado com sujeito simples com verbo na voz passiva sintética, observe:   vendia apartamentos Pedro Sujeito Objeto direto Voz ativa Apartamentos por Pedro eram vendidos  Voz passiva analítica apartamentos Vendiam-se Voz passiva sintética Sujeito Agente da passiva Sujeito NÃO ESQUEÇA!
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO bolo de milho Come-se Neste caso, o  “ se ”  é  pronome apassivador  ou  partícula apassivadora . no São João. Sujeito Dança-se Aqui temos um verbo intransitivo na 3ª pessoa do singular, acompanhado do  “ se ” , que, neste caso, é  índice de indeterminação do sujeito . muito no São João. VI passiva sintética Adj. adv. Adj. adv.
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Há, entretanto, situações em que a oração  não apresenta sujeito . Isso ocorre quando o enunciado do predicado não se refere a nenhum ser, pois seu  verbo é impessoal .  1ª  - verbo que exprime  fenômenos naturais :  chover ,  ventar ,   nevar ,  anoitecer ,  amanhecer , etc. 2ª  - verbo  “ser” , na 3ª pessoa do singular, designando  modo ,  tempo  ou  lugar , ou mesmo, no  começo de narrações . Ainda está  chovendo ? Era  sábado. Era  à sobremesa. Era  uma vez...
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO 3ª  - verbo  fazer ,  ser ,   estar , indicando  tempo  ou  clima . 4ª  - verbo  “haver” , na  sentido de existir  ou  indicando tempo decorrido . Faz  dois anos que ele saiu.  É   uma hora. Está   frio. Havia  cinco alunos na biblioteca. Há  dois meses não vejo TV.
CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Muitos gramáticos afirmam que quando a área do sujeito é representada por um  pronome indefinido  (não anafórico), o sujeito deve ser classificado como  indeterminado . respondeu a prova. Ninguém Sujeito excederam-se na bebida. Alguns Sujeito NÃO ESQUEÇA!
CLASSIFICAÇÃO DO PREDICADO ,[object Object],Dependendo de seu núcleo, o predicado poderá ser  verbal ,  nominal  ou  verbo-nominal . O trem chegou  à estação. Sujeito VI NOMINAL   – aquele cujo núcleo é um  predicativo do sujeito , ou seja, um termo do predicado que se refere ao sujeito, atribuindo-lhe uma característica, um estado ou um modo de ser. O trem está   atrasado . Sujeito VL Predicativo  do sujeito Predicado verbal Predicado nominal
CLASSIFICAÇÃO DO PREDICADO ,[object Object],O trem chegou   atrasado  à estação. Sujeito VI Predicativo  do sujeito O padre achou  agradável   a surpresa . Sujeito VTD Predicativo  do objeto OD Predicado  verbo-nominal Predicado  verbo-nominal
CLASSIFICAÇÃO DO PREDICADO ,[object Object],O padre achou Sujeito VTD Objeto direto O padre achou Sujeito VTD o terço branco Objeto direto o terço feio Adjunto adnominal NÃO ESQUEÇA! Predicativo do objeto
TERMOS INTEGRANTES DA ORAÇÃO ,[object Object],vendia livros. Carlos Suj. VTD vendia os Carlos Suj. VTD Objeto direto Objeto direto Os pronomes  o, a, os, as , funcionam como  objeto direto  e os pronomes  lhe, lhes , como  objeto indireto .  Já os pronomes  me, te, se nos, vos  podem assumir a função de  objeto direto  ou  objeto indireto .
OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO ,[object Object],matou o leão. O tigre VTD 1  – Para evitar  ambigüidade   . matou o leão. A o tigre matou a o leão. O tigre Objeto direto preposicionado Objeto direto preposicionado
OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO comeu a carne. O tigre VTD 2  – Quando a preposição tiver caráter de artigo  partitivo   . comeu da  carne. O tigre OD vendeu Cristo. Judas VTD 3  – Quando o objeto direto for nome de  pessoa . vendeu a  Cristo. Judas OD Objeto direto preposicionado Objeto direto preposicionado
OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO roube homem pobre. Ninguém VTD 4  – Quando o objeto direto vier  antecipado . OD roube A  homem pobre ninguém Objeto direto preposicionado
OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO odeia Roberto. Paula VTD 5  – Quando o objeto direto vier expresso por um  pronome oblíquo tônico . OD odeia a  ti. Paula odeia Roberto. Paula VTD 6  – Quando o objeto direto for o pronome  “ quem ” . OD odeia a  quem? Paula Objeto direto preposicionado Objeto direto preposicionado
OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO sacou da  espada. O cavaleiro VTD 7  – Quando a preposição tem caráter  expletivo . Objeto direto preposicionado
COMPLEMENTO NOMINAL era prejudicial A medida VL COMPLEMENTO NOMINAL -  É o termo da oração que se liga a um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio),  sempre através de preposição , com a função de completar o sentido desse nome. aos  alunos. morava longe Ana VL da  faculdade. Apresentaram uma crítica VTD ao  professor. Complemento nominal Complemento nominal Complemento nominal
TERMOS ACESSÓRIOS menino chegou. O Adj. Adn. ADJUNTO ADNOMINAL -  Termo da oração que se refere a um  substantivo  para determiná-lo ou caracterizá-lo.  Pode ser representado por:  um artigo, um numeral, um pronome adjetivo, um adjetivo, uma locução adjetiva ou  equivalente. (artigo) meninos chegaram. Dois Adj. Adn. (numeral) meninos chegaram. Aqueles Adj. Adn. (pronome) Meninos chegaram. tristes Adj. Adn. (pronome)
ADJUNTO ADNOMINAL Meninos chegaram. do interior Adj. Adn. (locução adjetiva) os documentos - me Adj. Adn. (pronome pessoal oblíquo – com valor de possessivo) Trouxeram
TERMOS ACESSÓRIOS O inverno chegou ADJUNTO ADVERBIAL -  É o termo da oração que se liga a  um verbo   de sentido completo, com ou sem preposição, ou  a  adjetivos  e  a  advérbios , a fim de indicar uma circunstância ou intensificar-lhes o sentido. Adjunto adverbial de tempo cedo. A prova foi Adjunto adverbial de intensidade muito fácil. Chegamos Adjunto adverbial de intensidade demais. cedo
TERMOS ACESSÓRIOS Ricardo, APOSTO -  É o termo da oração que se liga a  um nome   com a função de  explicá-lo ,  ampliar-lhe ,  resumir-lhe  ou  desenvolver-lhe  o significado. meu sócio na empresa , viajou para Miami. virtudes: coragem, fé e paciência . São necessárias três Aposto explicativo Aposto enumerativo
APOSTO A inflação, monstro devorador de salários , é uma ameaça. Coragem, determinação e fé, tudo isso era necessário. Aposto comparativo Aposto recapitulativo
TERMOS ACESSÓRIOS Ricardo, VOCATIVO -  É um termo isolado dentro da oração (não pertence nem ao sujeito nem ao predicado), que serve para  invocar ,  chamar ,  interpelar  um ouvinte real ou não. meu amigo , não discuta com Marcos! companheiro ? O que é isso, vocativo vocativo

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__o
Aula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__oAula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__o
Aula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__o
Neilane Viana
 
Sintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdf
Sintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdfSintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdf
Sintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdf
RobertaArago2
 
Português Básico - funções de "que" e "se"
Português Básico - funções de "que" e "se"Português Básico - funções de "que" e "se"
Português Básico - funções de "que" e "se"
Nélson Bittencourt
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
ma.no.el.ne.ves
 
O Gênero Lírico
O Gênero LíricoO Gênero Lírico
O Gênero Lírico
Karin Cristine
 
Sujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividadesSujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividades
Sandra Paula
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
Angela Santos
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
Blog Estudo
 
Adjuntoadnominal
AdjuntoadnominalAdjuntoadnominal
Adjuntoadnominal
Flávio Ferreira
 
Apresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominalApresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominal
laboratório de informática cef15
 
Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015
Christiane Queiroz
 
Vozes verbais ppt
Vozes verbais pptVozes verbais ppt
Vozes verbais ppt
blogdoalunocefa
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
Fábio Guimarães
 
Predicado
PredicadoPredicado
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e AdjetivasOrações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
DealdyPony
 
Transitividade Verbal
Transitividade VerbalTransitividade Verbal
Transitividade Verbal
Angela Santos
 
Análise sintática
Análise sintáticaAnálise sintática
Análise sintática
Lidiane Rodrigues
 
A palavra se
A   palavra  seA   palavra  se
A palavra se
sandra
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
Elaine Teixeira
 
Regência verbal e nominal
Regência verbal e nominalRegência verbal e nominal
Regência verbal e nominal
Simone Peixoto
 

Mais procurados (20)

Aula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__o
Aula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__oAula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__o
Aula 17 __transitividade_verbal_e_verbo_de_liga__o
 
Sintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdf
Sintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdfSintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdf
Sintaxe da Oração e do Período - Frase, Oração, Período e Termos da Oração.pdf
 
Português Básico - funções de "que" e "se"
Português Básico - funções de "que" e "se"Português Básico - funções de "que" e "se"
Português Básico - funções de "que" e "se"
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
 
O Gênero Lírico
O Gênero LíricoO Gênero Lírico
O Gênero Lírico
 
Sujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividadesSujeito e predicado completo e atividades
Sujeito e predicado completo e atividades
 
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVASORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS
 
Orações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas SubstantivasOrações Subordinadas Substantivas
Orações Subordinadas Substantivas
 
Adjuntoadnominal
AdjuntoadnominalAdjuntoadnominal
Adjuntoadnominal
 
Apresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominalApresentação de colocação pronominal
Apresentação de colocação pronominal
 
Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015Oracao subordinada substantivablog2015
Oracao subordinada substantivablog2015
 
Vozes verbais ppt
Vozes verbais pptVozes verbais ppt
Vozes verbais ppt
 
Orações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivasOrações subordinadas adjetivas
Orações subordinadas adjetivas
 
Predicado
PredicadoPredicado
Predicado
 
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e AdjetivasOrações subordinadas Substantivas e Adjetivas
Orações subordinadas Substantivas e Adjetivas
 
Transitividade Verbal
Transitividade VerbalTransitividade Verbal
Transitividade Verbal
 
Análise sintática
Análise sintáticaAnálise sintática
Análise sintática
 
A palavra se
A   palavra  seA   palavra  se
A palavra se
 
Vozes verbais
Vozes verbaisVozes verbais
Vozes verbais
 
Regência verbal e nominal
Regência verbal e nominalRegência verbal e nominal
Regência verbal e nominal
 

Destaque

Lei nº 8 é o ECA
Lei nº 8 é o ECALei nº 8 é o ECA
Lei nº 8 é o ECA
William Foresti
 
Histologia animal
Histologia animalHistologia animal
Histologia animal
Gisele A. Barbosa
 
Apostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micas
Apostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micasApostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micas
Apostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micas
Susana Godinho
 
Evidência_1º período_2011.12
Evidência_1º período_2011.12Evidência_1º período_2011.12
Evidência_1º período_2011.12
INAbiblioteca
 
Aula 03
Aula 03Aula 03
Trabalho escolar biblioteca_2_0
Trabalho escolar biblioteca_2_0Trabalho escolar biblioteca_2_0
Trabalho escolar biblioteca_2_0
Rafael Gonçalves Dias
 
Atividade de vivência
Atividade de vivênciaAtividade de vivência
Atividade de vivência
elienabetete
 
Líneas de tiempo
Líneas de tiempoLíneas de tiempo
Líneas de tiempo
m0n04598
 

Destaque (9)

Lei nº 8 é o ECA
Lei nº 8 é o ECALei nº 8 é o ECA
Lei nº 8 é o ECA
 
Histologia animal
Histologia animalHistologia animal
Histologia animal
 
Célula eucariota
Célula eucariotaCélula eucariota
Célula eucariota
 
Apostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micas
Apostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micasApostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micas
Apostila%20de%20 dinamicas%2097%20din%e2micas
 
Evidência_1º período_2011.12
Evidência_1º período_2011.12Evidência_1º período_2011.12
Evidência_1º período_2011.12
 
Aula 03
Aula 03Aula 03
Aula 03
 
Trabalho escolar biblioteca_2_0
Trabalho escolar biblioteca_2_0Trabalho escolar biblioteca_2_0
Trabalho escolar biblioteca_2_0
 
Atividade de vivência
Atividade de vivênciaAtividade de vivência
Atividade de vivência
 
Líneas de tiempo
Líneas de tiempoLíneas de tiempo
Líneas de tiempo
 

Semelhante a Período Simples

Periodo simples
Periodo simplesPeriodo simples
Periodo simples
nayara775
 
Análise sintática
Análise sintáticaAnálise sintática
Análise sintática
Edson Alves
 
Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.
Carolina Loçasso Pereira
 
Termos essenciais da oração
Termos essenciais da oraçãoTermos essenciais da oração
Termos essenciais da oração
João Mendonça
 
Prof magarete aula_1
Prof magarete aula_1Prof magarete aula_1
Prof magarete aula_1
Bruno Oliveira
 
Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.
Carolina Loçasso Pereira
 
Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
Rosalina Simão Nunes
 
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos VerbaisGramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Carson Souza
 
Termos
TermosTermos
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
RORI21
 
Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas. Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas.
Aires Jones
 
Sintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simplesSintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simples
Aprova Saúde
 
Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2
Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2
Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2
gracielaloss
 
Sujeito
SujeitoSujeito
Sujeito
Gabriela1999
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
vitoria Figueiredo
 
Apresentação Grade 9 Revisão Prova.pdf
Apresentação Grade 9 Revisão Prova.pdfApresentação Grade 9 Revisão Prova.pdf
Apresentação Grade 9 Revisão Prova.pdf
AnaClaraFreitas21
 
Período simples.pptx
Período simples.pptxPeríodo simples.pptx
Período simples.pptx
GabrielVictor4010
 
7.5 verbos (estudo completo)
7.5   verbos (estudo completo)7.5   verbos (estudo completo)
7.5 verbos (estudo completo)
Ivana Mayrink
 
653
653653
Aula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°p
Aula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°pAula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°p
Aula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°p
Viviane Oliveira
 

Semelhante a Período Simples (20)

Periodo simples
Periodo simplesPeriodo simples
Periodo simples
 
Análise sintática
Análise sintáticaAnálise sintática
Análise sintática
 
Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.Revisão inicial 9º ano.
Revisão inicial 9º ano.
 
Termos essenciais da oração
Termos essenciais da oraçãoTermos essenciais da oração
Termos essenciais da oração
 
Prof magarete aula_1
Prof magarete aula_1Prof magarete aula_1
Prof magarete aula_1
 
Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.Revisão inicial 8º ano.
Revisão inicial 8º ano.
 
Sujeito. Predicado
Sujeito. PredicadoSujeito. Predicado
Sujeito. Predicado
 
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos VerbaisGramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
Gramática - Predicação Verbal e Complementos Verbais
 
Termos
TermosTermos
Termos
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
 
Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas. Or. sub. substantivas.
Or. sub. substantivas.
 
Sintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simplesSintaxe do períododo simples
Sintaxe do períododo simples
 
Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2
Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2
Predicativos, Predicados e Termos da Oracao2
 
Sujeito
SujeitoSujeito
Sujeito
 
Sujeito e predicado
Sujeito e predicadoSujeito e predicado
Sujeito e predicado
 
Apresentação Grade 9 Revisão Prova.pdf
Apresentação Grade 9 Revisão Prova.pdfApresentação Grade 9 Revisão Prova.pdf
Apresentação Grade 9 Revisão Prova.pdf
 
Período simples.pptx
Período simples.pptxPeríodo simples.pptx
Período simples.pptx
 
7.5 verbos (estudo completo)
7.5   verbos (estudo completo)7.5   verbos (estudo completo)
7.5 verbos (estudo completo)
 
653
653653
653
 
Aula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°p
Aula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°pAula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°p
Aula 2 sujeito e predicado 7°ano_1°p
 

Mais de Lidiane Rodrigues

Romantismo Brasil_ Poesia_2º ano
Romantismo Brasil_ Poesia_2º anoRomantismo Brasil_ Poesia_2º ano
Romantismo Brasil_ Poesia_2º ano
Lidiane Rodrigues
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
Lidiane Rodrigues
 
Trovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismoTrovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismo
Lidiane Rodrigues
 
Funções da linguagem 301
Funções da linguagem 301Funções da linguagem 301
Funções da linguagem 301
Lidiane Rodrigues
 
Jorge, um brasileiro
Jorge, um brasileiroJorge, um brasileiro
Jorge, um brasileiro
Lidiane Rodrigues
 
Orientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºanoOrientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºano
Lidiane Rodrigues
 
Orientações bula de leitura 9ºano
Orientações bula de leitura 9ºanoOrientações bula de leitura 9ºano
Orientações bula de leitura 9ºano
Lidiane Rodrigues
 
Música crase
Música craseMúsica crase
Música crase
Lidiane Rodrigues
 
Música crase
Música craseMúsica crase
Música crase
Lidiane Rodrigues
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Lidiane Rodrigues
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
Lidiane Rodrigues
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
Lidiane Rodrigues
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
Lidiane Rodrigues
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
Lidiane Rodrigues
 
Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º ano
Lidiane Rodrigues
 

Mais de Lidiane Rodrigues (15)

Romantismo Brasil_ Poesia_2º ano
Romantismo Brasil_ Poesia_2º anoRomantismo Brasil_ Poesia_2º ano
Romantismo Brasil_ Poesia_2º ano
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Trovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismoTrovadorismo classicismo
Trovadorismo classicismo
 
Funções da linguagem 301
Funções da linguagem 301Funções da linguagem 301
Funções da linguagem 301
 
Jorge, um brasileiro
Jorge, um brasileiroJorge, um brasileiro
Jorge, um brasileiro
 
Orientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºanoOrientações paródia 8ºano
Orientações paródia 8ºano
 
Orientações bula de leitura 9ºano
Orientações bula de leitura 9ºanoOrientações bula de leitura 9ºano
Orientações bula de leitura 9ºano
 
Música crase
Música craseMúsica crase
Música crase
 
Música crase
Música craseMúsica crase
Música crase
 
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; CraseConcordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
Concordância Verbal; Regência Verbal e Nominal; Crase
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
 
Figuras de Linguagem
Figuras de LinguagemFiguras de Linguagem
Figuras de Linguagem
 
Concordância Nominal
Concordância NominalConcordância Nominal
Concordância Nominal
 
Conjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativasConjunções coordenativas e subordinativas
Conjunções coordenativas e subordinativas
 
Concordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º anoConcordância nominal_9º ano
Concordância nominal_9º ano
 

Último

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
Manuais Formação
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
fagnerlopes11
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 

Último (20)

Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdfUFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
UFCD_10145_Enquadramento do setor farmacêutico_indice.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
-Rudolf-Laban-e-a-teoria-do-movimento.ppt
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 

Período Simples

  • 2.
  • 3. CONSTRUINDO CONCEITOS comeu um doce de goiaba Eduardo Sujeito Objeto direto Adj. adn. Adj. adn. VTD As relações sintáticas que se estabelecem entre as palavras definem as estruturas possíveis na sintaxe de uma língua. Só há relações sintáticas porque, dentro de uma estrutura, cada elemento desempenha uma função sintática .
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. TERMOS ESSENCIAIS DA ORAÇÃO MÉTODO PRÁTICO Para se descobrir o sujeito de uma oração pergunta-se “quem?” ou “o que?” antes do verbo. Ex.: Ernesto quebrou o vaso . Quem quebrou o vaso? Ernesto (sujeito) Ex.: O vaso foi quebrado por Ernesto . O que foi quebrado? O vaso (sujeito)
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17. CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Casa -se cedo por aqui. Predicado 2ª - Com o verbo (intransitivo, transitivo indireto ou de ligação) na 3ª pessoa do singular , acompanhado de “se” . Precisa -se de digitadores. Predicado Estava -se feliz antigamente. Predicado VI VTI VL Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado Sujeito indeterminado
  • 18. CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO É importante não confundir sujeito indeterminado com sujeito simples com verbo na voz passiva sintética, observe: vendia apartamentos Pedro Sujeito Objeto direto Voz ativa Apartamentos por Pedro eram vendidos Voz passiva analítica apartamentos Vendiam-se Voz passiva sintética Sujeito Agente da passiva Sujeito NÃO ESQUEÇA!
  • 19. CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO bolo de milho Come-se Neste caso, o “ se ” é pronome apassivador ou partícula apassivadora . no São João. Sujeito Dança-se Aqui temos um verbo intransitivo na 3ª pessoa do singular, acompanhado do “ se ” , que, neste caso, é índice de indeterminação do sujeito . muito no São João. VI passiva sintética Adj. adv. Adj. adv.
  • 20. CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Há, entretanto, situações em que a oração não apresenta sujeito . Isso ocorre quando o enunciado do predicado não se refere a nenhum ser, pois seu verbo é impessoal . 1ª - verbo que exprime fenômenos naturais : chover , ventar , nevar , anoitecer , amanhecer , etc. 2ª - verbo “ser” , na 3ª pessoa do singular, designando modo , tempo ou lugar , ou mesmo, no começo de narrações . Ainda está chovendo ? Era sábado. Era à sobremesa. Era uma vez...
  • 21. CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO 3ª - verbo fazer , ser , estar , indicando tempo ou clima . 4ª - verbo “haver” , na sentido de existir ou indicando tempo decorrido . Faz dois anos que ele saiu. É uma hora. Está frio. Havia cinco alunos na biblioteca. Há dois meses não vejo TV.
  • 22. CLASSIFICAÇÃO DO SUJEITO Muitos gramáticos afirmam que quando a área do sujeito é representada por um pronome indefinido (não anafórico), o sujeito deve ser classificado como indeterminado . respondeu a prova. Ninguém Sujeito excederam-se na bebida. Alguns Sujeito NÃO ESQUEÇA!
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28. OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO comeu a carne. O tigre VTD 2 – Quando a preposição tiver caráter de artigo partitivo . comeu da carne. O tigre OD vendeu Cristo. Judas VTD 3 – Quando o objeto direto for nome de pessoa . vendeu a Cristo. Judas OD Objeto direto preposicionado Objeto direto preposicionado
  • 29. OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO roube homem pobre. Ninguém VTD 4 – Quando o objeto direto vier antecipado . OD roube A homem pobre ninguém Objeto direto preposicionado
  • 30. OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO odeia Roberto. Paula VTD 5 – Quando o objeto direto vier expresso por um pronome oblíquo tônico . OD odeia a ti. Paula odeia Roberto. Paula VTD 6 – Quando o objeto direto for o pronome “ quem ” . OD odeia a quem? Paula Objeto direto preposicionado Objeto direto preposicionado
  • 31. OBJETO DIRETO PREPOSICIONADO sacou da espada. O cavaleiro VTD 7 – Quando a preposição tem caráter expletivo . Objeto direto preposicionado
  • 32. COMPLEMENTO NOMINAL era prejudicial A medida VL COMPLEMENTO NOMINAL - É o termo da oração que se liga a um nome (substantivo, adjetivo ou advérbio), sempre através de preposição , com a função de completar o sentido desse nome. aos alunos. morava longe Ana VL da faculdade. Apresentaram uma crítica VTD ao professor. Complemento nominal Complemento nominal Complemento nominal
  • 33. TERMOS ACESSÓRIOS menino chegou. O Adj. Adn. ADJUNTO ADNOMINAL - Termo da oração que se refere a um substantivo para determiná-lo ou caracterizá-lo. Pode ser representado por: um artigo, um numeral, um pronome adjetivo, um adjetivo, uma locução adjetiva ou equivalente. (artigo) meninos chegaram. Dois Adj. Adn. (numeral) meninos chegaram. Aqueles Adj. Adn. (pronome) Meninos chegaram. tristes Adj. Adn. (pronome)
  • 34. ADJUNTO ADNOMINAL Meninos chegaram. do interior Adj. Adn. (locução adjetiva) os documentos - me Adj. Adn. (pronome pessoal oblíquo – com valor de possessivo) Trouxeram
  • 35. TERMOS ACESSÓRIOS O inverno chegou ADJUNTO ADVERBIAL - É o termo da oração que se liga a um verbo de sentido completo, com ou sem preposição, ou a adjetivos e a advérbios , a fim de indicar uma circunstância ou intensificar-lhes o sentido. Adjunto adverbial de tempo cedo. A prova foi Adjunto adverbial de intensidade muito fácil. Chegamos Adjunto adverbial de intensidade demais. cedo
  • 36. TERMOS ACESSÓRIOS Ricardo, APOSTO - É o termo da oração que se liga a um nome com a função de explicá-lo , ampliar-lhe , resumir-lhe ou desenvolver-lhe o significado. meu sócio na empresa , viajou para Miami. virtudes: coragem, fé e paciência . São necessárias três Aposto explicativo Aposto enumerativo
  • 37. APOSTO A inflação, monstro devorador de salários , é uma ameaça. Coragem, determinação e fé, tudo isso era necessário. Aposto comparativo Aposto recapitulativo
  • 38. TERMOS ACESSÓRIOS Ricardo, VOCATIVO - É um termo isolado dentro da oração (não pertence nem ao sujeito nem ao predicado), que serve para invocar , chamar , interpelar um ouvinte real ou não. meu amigo , não discuta com Marcos! companheiro ? O que é isso, vocativo vocativo