SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
ORÇAMENTO FAMILIAR
Silvia Helena Carvalho Ramos Valladão de Camargo
Doutora em Administração FEARP-USP
O que será que ele está pensando?
O QUE É ORÇAMENTO FAMILIAR?
• É a soma da receita (salário, pensões, etc.) e
dos gastos mensais.
• É importante saber se a renda é regular
(quando se recebe mensalmente na data
certa) e irregular (quando não há certeza da
quantia recebida).
• Deve-se ter uma idéia da receita do mês e
daquilo que se pretende gastar.
DESPESAS
Alimentação: Supermercado, padaria, açougue.
Habitação: Aluguel, condomínio, água, luz, etc.
Vestuário: Roupas, sapatos, acessórios.
Educação: mensalidades, material escolar.
Saúde: Médico, dentista, remédios.
Higiene: Higiene pessoal, produtos de limpeza.
Transporte: Ônibus, combustível, gasolina.
Como é gasto o salário ?
As pessoas têm necessidades ilimitadas e os produtos
são escassos.
É preciso escolher em que gastar.
Primeiramente, atendem-se as necessidades
fisiológicas (comer, vestir, dormir, etc.).
Depois, tendo renda, busca-se segurança, viver em um
grupo social, investir em auto-estima, entre outros.
DINHEIRO?
O QUE LEVA AS PESSOAS A
EXAGERAR NOS GASTOS ?
A mídia promove muito os produtos e as pessoas se
deixam levar (agregam tecnologia, tipo celular, TV a
cabo e gastamos mais). Também o "status" é
perigoso (é comum querermos imitar os outros).
Muitos consomem por fuga (problemas psicológicos),
outros por compensação. Outros ainda querem
oferecer aos filhos tudo que não tiveram na infância.
Nesses casos, sem disciplina, não há renda que
suporte.
Quando o gasto é exagerado, o que as
pessoas normalmente fazem?
• Começam a se endividar.
• Estouram o limite do cheque especial e do
cartão de crédito, por exemplo.
• Os juros estão muito salgados.
• Variam entre 8% e 12%.
• Não há renda que agüente, afinal os salários
não estão tendo reajuste.
OS CREDIÁRIOS E CHEQUES
PRÉ-DATADOS?
Armadilhas.
As pessoas normalmente olham somente o valor
da prestação, se esquecendo dos juros ali
colocados.
Chegam a pagar de 1,5 a 2 vezes o valor do
bem.
Também a facilidade de pagar com cheque pré-
datado acaba levando o consumidor ao
descontrole.
Sem disciplina, o endividamento é irreversível.
PLANEJAR E CONTROLAR
• Essas são as palavras chaves.
• Monte um fluxo de caixa.
• Coloque em uma coluna as receitas (renda-salários) e
na outra as despesas.
• Aluguel, empregada doméstica, combustível, TV a
Cabo, mensalidade escolar, IPVA, IPTU, energia,
água, etc.).
• Estabeleça metas de redução.
• Veja o peso de cada uma das despesas e ataque as
mais significativas.
O QUE MAIS POSSO FAZER ?
Elimine o supérfluo, corte o status, devolva o
cartão de crédito (ou só use o tempo sem
financiamento).
Evite cheque pré-datado e crediário (guarde
dinheiro e compre à vista).
Depois do planejamento
• Anote os valores dos gastos.
• Some tudo e subtraia do valor da receita.
• Por precaução, deve-se deixar uma reserva
financeira para situações inesperadas.
• Esses gastos estão distribuídos no quadro de
indicadores de despesas.
• Use-o, ele será seu grande aliado na administração
do orçamento familiar.
E A FAMÍLIA ?
Abra o jogo com todos.
Democratize o orçamento familiar.
Crie cumplicidade com a esposa/marido e filhos.
A tendência é que todos ajudem a economizar e se
isso acontecer rapidamente, os problemas financeiros
serão resolvidos. [
DEVO VENDER ALGUM
BEM ?
• Se for necessário, sim.
• É melhor eliminar a dívida que cresce com
juros de 10% ao mês do que ficar com bens
que não se valorizam.
• Depois você os compra novamente.
DE PREFERÊNCIA
• Verificar o que está quebrado;
• Reformar;
• Prefira consertar do que comprar;
• Prefira empréstimos de roupas e acessórios entre
familiares (casamentos, festas);
• Roupas - crianças;
• Prefira pegar empréstimos – dinheiro – com os mais
próximos.
DICAS PARA O SEU DINHEIRO VALER MAIS
Avalie se a mercadoria vale o preço cobrado;
Compare os preços.
Sempre há lugares mais baratos;
Pechinchar sempre é uma boa idéia;
Prefira compras à vista.
Se você não tem o dinheiro, junte e deixe para comprar no mês
seguinte;
Caso seja necessário fazer compras à prazo, leve sempre em
conta os juros.
DICAS PARA O SEU DINHEIRO VALER MAIS
Pode parecer pouco 10% ao mês, mas não é se
comparado à inflação mensal que está entre 4% e 5%
ao ano;
Deixe para comprar supérfluos em períodos de baixa de
preços.
Roupas, calçados e eletrodomésticos ficam mais
baratos entre agosto e outubro.
Ao contratar serviços, exija sempre orçamento prévio e
também garantia do serviço realizado.
Na dúvida quanto ao preço, não compre.
QUAL A DICA ?
Planeje seus gastos.
Aperfeiçoe-se para aumentar a renda.
Se tem dívida, renegocie dentro de suas possibilidades.
Democratize o orçamento familiar e crie controles e
metas.
Lembre-se: o que vale não é o status e sim a qualidade
de vida.
BEM ESTAR
• Pólo, corrida, esqui, motonáutica, futebol,
tênis, ciclismo, automobilismo, ioga, squash...
• Natação, futebol, caminhadas, cerveja com
amigos, familiares, clube, sauna, baile...
• Idoso...
TANTAS PERGUNTAS E
TANTAS RESPOSTAS?
• O que é dor?
• Fluxo de lidar com as idéias – Você não é o
único que passa por isso.
• Sorria e pense no que gosta.
• Palavras de influência correta. Falar bem e na
hora certa.
• Enxergar a vida com equilíbrio e lidar com
várias situações – micro cirurgião.
TANTAS PERGUNTAS E
TANTAS RESPOSTAS?
• Sua ansiedade – maligna ou benigna – desajuste de sua
motivação;
• Observar assiduamente, como você lida com idéias
positivas – tensão, dor e tanta tristeza – tudo está
desmoronando – construa sua forma de ver o mundo;
• Avivar boas lembranças – lembranças agradáveis –
situações desagradáveis;
• Paixões internas;
• Manter distancia das pessoas erradas;
• Ter a certeza de que irá tentar e não fracassará com tanta
freqüência.
MOTIVAÇÃO
• É irmã gêmea da ação.
• Faltou forças? Troque a pilha!!!
• Sua atitude é que determina se você é um
vencedor ou não.
• Portanto aja!
• Nunca tenha pena de si mesmo.
PARA SE ANIMAR
• Ouça uma boa música, numa altura
considerável com seu coração de alguma
maneira – se no meio da música – começar
a cantar já é um bom começo.
FELICIDADE
Onde encontrar?
• A noção dos seus limites está em você;
• Crie o hábito de se motivar;
• Disciplina é necessário criar;
• Ninguém é mais feliz do que ninguém;
• A felicidade é um conceito motivacional;
• Tentativa e erro: não deu certo? Tente de
novo!
CAMPO CLÍNICO
• Depressão e o Transtorno Afetivo Bipolar (oscilação
entre a depressão e a euforia);
• Drogas;
• Tabagismo;
• Alcoolismo;
• Síndrome do Pânico;
• Na vida religiosa – o que motiva alguém a ter fé numa
determinada crença;
• Organizações: maior rendimento dos profissionais.
ALTERNATIVAS
• Descubra o que gosta de fazer e faça;
• Pinte uma tela;
• Jogue Futebol;
• Sorria;
• Abrace e beije quando der vontade as pessoas que você
ama.
• Seja sincero.
• Lembre-se que todos somos iguais e que não temos hora
nem dia para morrermos e que não levaremos nada daqui.
• O que ficará: O que aproveitamos e desfrutamos com as
pessoas que convivemos e amamos.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)
Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)
Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)
Kelly Queiroz
 
Educação financeira ao alcance de todos
Educação financeira ao alcance de todosEducação financeira ao alcance de todos
Educação financeira ao alcance de todos
Ronaldo Andrade
 

Mais procurados (20)

2017: Tópicos em Educação Financeira
2017: Tópicos em Educação Financeira2017: Tópicos em Educação Financeira
2017: Tópicos em Educação Financeira
 
Economia doméstica
Economia domésticaEconomia doméstica
Economia doméstica
 
A ImportâNcia Do Orçamento Familiar
A ImportâNcia Do Orçamento FamiliarA ImportâNcia Do Orçamento Familiar
A ImportâNcia Do Orçamento Familiar
 
Orçamento familiar
Orçamento familiarOrçamento familiar
Orçamento familiar
 
Educação Financeira - 6 pontos para o sucesso
Educação Financeira - 6 pontos para o sucessoEducação Financeira - 6 pontos para o sucesso
Educação Financeira - 6 pontos para o sucesso
 
Planejamento Financeiro na Prática
Planejamento Financeiro na PráticaPlanejamento Financeiro na Prática
Planejamento Financeiro na Prática
 
Educação Financeira
Educação FinanceiraEducação Financeira
Educação Financeira
 
Educação Financeira
Educação FinanceiraEducação Financeira
Educação Financeira
 
Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)
Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)
Atividade Complementar (Planejamento Financeiro)
 
Educação Financeira para Jovens
Educação Financeira para JovensEducação Financeira para Jovens
Educação Financeira para Jovens
 
Planejamento financeiro
Planejamento financeiroPlanejamento financeiro
Planejamento financeiro
 
educação financeira
educação financeiraeducação financeira
educação financeira
 
Educação financeira adolescentes
Educação financeira adolescentesEducação financeira adolescentes
Educação financeira adolescentes
 
Educação Financeira: O caminho para a Independência Financeira
 Educação Financeira: O caminho para a Independência Financeira Educação Financeira: O caminho para a Independência Financeira
Educação Financeira: O caminho para a Independência Financeira
 
Educação Financeira para Jovens
Educação Financeira para JovensEducação Financeira para Jovens
Educação Financeira para Jovens
 
Aula 5 - Tributação e Folha de pagamento
Aula 5 - Tributação e Folha de pagamento Aula 5 - Tributação e Folha de pagamento
Aula 5 - Tributação e Folha de pagamento
 
Educacao financeira
Educacao financeiraEducacao financeira
Educacao financeira
 
Palestra de Educação Financeira
Palestra de Educação Financeira   Palestra de Educação Financeira
Palestra de Educação Financeira
 
METODOLOGIA I.O.S.S.E. DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA
METODOLOGIA I.O.S.S.E. DE EDUCAÇÃO FINANCEIRAMETODOLOGIA I.O.S.S.E. DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA
METODOLOGIA I.O.S.S.E. DE EDUCAÇÃO FINANCEIRA
 
Educação financeira ao alcance de todos
Educação financeira ao alcance de todosEducação financeira ao alcance de todos
Educação financeira ao alcance de todos
 

Destaque

2010 memòria d'activitat càritas sant cugat
2010 memòria d'activitat càritas sant cugat2010 memòria d'activitat càritas sant cugat
2010 memòria d'activitat càritas sant cugat
Premsa Sant Cugat
 
クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」
クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」
クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」
Tatsuya (達也) Katsuhara (勝原)
 

Destaque (17)

Bo document transparencia
Bo document transparenciaBo document transparencia
Bo document transparencia
 
Visit card2 e
Visit card2 eVisit card2 e
Visit card2 e
 
Power
PowerPower
Power
 
Evento camera ip d-link
Evento camera ip   d-linkEvento camera ip   d-link
Evento camera ip d-link
 
Conselho Regional de Administração
Conselho Regional de AdministraçãoConselho Regional de Administração
Conselho Regional de Administração
 
2010 memòria d'activitat càritas sant cugat
2010 memòria d'activitat càritas sant cugat2010 memòria d'activitat càritas sant cugat
2010 memòria d'activitat càritas sant cugat
 
Boletin feb2015
Boletin  feb2015Boletin  feb2015
Boletin feb2015
 
Ohsas 18001
Ohsas 18001Ohsas 18001
Ohsas 18001
 
Apresentação do Conselho Regional de Administração
Apresentação do Conselho Regional de AdministraçãoApresentação do Conselho Regional de Administração
Apresentação do Conselho Regional de Administração
 
Forense memoria windows_sandro_suffert_2009_2010
Forense memoria windows_sandro_suffert_2009_2010Forense memoria windows_sandro_suffert_2009_2010
Forense memoria windows_sandro_suffert_2009_2010
 
クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」
クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」
クラウド時代の「ID管理」と「認証セキュリティ」
 
4 - segurança - mecanismos
4 - segurança - mecanismos4 - segurança - mecanismos
4 - segurança - mecanismos
 
21 aa
21 aa21 aa
21 aa
 
重大投资签证 风险投资/私募股权投资金 结算资金池
重大投资签证 风险投资/私募股权投资金 结算资金池重大投资签证 风险投资/私募股权投资金 结算资金池
重大投资签证 风险投资/私募股权投资金 结算资金池
 
20 aa
20 aa20 aa
20 aa
 
pembahasan proses transfer pada aliran laminer dll
pembahasan proses transfer pada aliran laminer dllpembahasan proses transfer pada aliran laminer dll
pembahasan proses transfer pada aliran laminer dll
 
Fin de curso
Fin de cursoFin de curso
Fin de curso
 

Semelhante a Orçamento doméstico

Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
PBNP_
 
Palestra finanças pessoais Ideia Consultoria
Palestra finanças pessoais Ideia ConsultoriaPalestra finanças pessoais Ideia Consultoria
Palestra finanças pessoais Ideia Consultoria
Ideia Consultoria
 
Finanças pessoais-e-negociação-de-dívidas
Finanças pessoais-e-negociação-de-dívidasFinanças pessoais-e-negociação-de-dívidas
Finanças pessoais-e-negociação-de-dívidas
EDIVAN SOUZA
 
UC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptx
UC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptxUC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptx
UC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptx
FabioCampos90
 
Palestra una finanças pessoais
Palestra una finanças pessoaisPalestra una finanças pessoais
Palestra una finanças pessoais
Renato Matozinhos
 

Semelhante a Orçamento doméstico (20)

01 como economizar 1
01 como economizar 101 como economizar 1
01 como economizar 1
 
PLANEJAMENTOFINANCEIRO domiciliar 2017.ppt
PLANEJAMENTOFINANCEIRO  domiciliar 2017.pptPLANEJAMENTOFINANCEIRO  domiciliar 2017.ppt
PLANEJAMENTOFINANCEIRO domiciliar 2017.ppt
 
FACIG NEWS
FACIG NEWSFACIG NEWS
FACIG NEWS
 
Cartilha boa vista
Cartilha boa vistaCartilha boa vista
Cartilha boa vista
 
Planilha aula 6
Planilha aula 6Planilha aula 6
Planilha aula 6
 
Gestão Financeira
Gestão FinanceiraGestão Financeira
Gestão Financeira
 
Palestra finanças pessoais Ideia Consultoria
Palestra finanças pessoais Ideia ConsultoriaPalestra finanças pessoais Ideia Consultoria
Palestra finanças pessoais Ideia Consultoria
 
Como me organizar financeiramente?
Como me organizar financeiramente?Como me organizar financeiramente?
Como me organizar financeiramente?
 
09 treinamento tour do bem-estar - administração financeira
09    treinamento tour do bem-estar - administração financeira09    treinamento tour do bem-estar - administração financeira
09 treinamento tour do bem-estar - administração financeira
 
Finanas pessoais apresentao[1]
Finanas pessoais   apresentao[1]Finanas pessoais   apresentao[1]
Finanas pessoais apresentao[1]
 
Licao 04 As FinançAs DoméSticas
Licao 04 As FinançAs DoméSticasLicao 04 As FinançAs DoméSticas
Licao 04 As FinançAs DoméSticas
 
Case starminas planejamento financeiro
Case starminas   planejamento financeiroCase starminas   planejamento financeiro
Case starminas planejamento financeiro
 
Projeto financeiro
Projeto financeiroProjeto financeiro
Projeto financeiro
 
Prof. Fernando Scoth.pptx
Prof. Fernando Scoth.pptxProf. Fernando Scoth.pptx
Prof. Fernando Scoth.pptx
 
finanças o melhor remedio parasuas dividas
finanças o melhor remedio parasuas dividasfinanças o melhor remedio parasuas dividas
finanças o melhor remedio parasuas dividas
 
Finanças pessoais-e-negociação-de-dívidas
Finanças pessoais-e-negociação-de-dívidasFinanças pessoais-e-negociação-de-dívidas
Finanças pessoais-e-negociação-de-dívidas
 
UC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptx
UC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptxUC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptx
UC5 - I2 - Aula 6 e 7 - Educação Financeira - 30 e 03-10.pptx
 
Finanças da Família
Finanças da FamíliaFinanças da Família
Finanças da Família
 
Qualidade de Vida 2017 4ºs anos
Qualidade de Vida 2017 4ºs anosQualidade de Vida 2017 4ºs anos
Qualidade de Vida 2017 4ºs anos
 
Palestra una finanças pessoais
Palestra una finanças pessoaisPalestra una finanças pessoais
Palestra una finanças pessoais
 

Mais de Silvia Helena Carvalho Ramos Valladao de CAMARGO

Mais de Silvia Helena Carvalho Ramos Valladao de CAMARGO (9)

Negociação Empresarial e Ética
Negociação Empresarial e ÉticaNegociação Empresarial e Ética
Negociação Empresarial e Ética
 
Ética e Responsabilidade Social
Ética e Responsabilidade SocialÉtica e Responsabilidade Social
Ética e Responsabilidade Social
 
A Contabilidade e o Capital Intelectual
A Contabilidade e o Capital IntelectualA Contabilidade e o Capital Intelectual
A Contabilidade e o Capital Intelectual
 
Estrutura Conceitual e a Contabilidade Internacional
Estrutura Conceitual e a Contabilidade InternacionalEstrutura Conceitual e a Contabilidade Internacional
Estrutura Conceitual e a Contabilidade Internacional
 
Perito administrador - Conselho Regional de Administração
Perito administrador - Conselho Regional de AdministraçãoPerito administrador - Conselho Regional de Administração
Perito administrador - Conselho Regional de Administração
 
ENADE - Exame Nacional de Desempenho de Estudantes
ENADE - Exame Nacional de Desempenho de EstudantesENADE - Exame Nacional de Desempenho de Estudantes
ENADE - Exame Nacional de Desempenho de Estudantes
 
Os impactos da tecnologia da Informação na inovação dos modelos de gestão emp...
Os impactos da tecnologia da Informação na inovação dos modelos de gestão emp...Os impactos da tecnologia da Informação na inovação dos modelos de gestão emp...
Os impactos da tecnologia da Informação na inovação dos modelos de gestão emp...
 
Encoad 2015 Empresas Familiares: Crise X Perpetuação
Encoad 2015 Empresas Familiares: Crise X PerpetuaçãoEncoad 2015 Empresas Familiares: Crise X Perpetuação
Encoad 2015 Empresas Familiares: Crise X Perpetuação
 
Empresas familiares dentro da nova ordem econômica mundial (2)
Empresas familiares dentro da nova ordem econômica mundial (2)Empresas familiares dentro da nova ordem econômica mundial (2)
Empresas familiares dentro da nova ordem econômica mundial (2)
 

Último

Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Teatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundarioTeatro como estrategias de ensino secundario
Teatro como estrategias de ensino secundario
 
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São PauloCurrículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
Currículo Professor Pablo Ortellado - Universidade de São Paulo
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco LeiteReligiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
Religiosidade de Assaré - Prof. Francisco Leite
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptxSão Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
São Damião, missionário entre os leprosos de Molokai, Havaí.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdfTema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
Tema de redação - A prática do catfish e seus perigos.pdf
 
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdfMESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
MESTRES DA CULTURA DE ASSARÉ Prof. Francisco Leite.pdf
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
Sopa de letras | Dia da Europa 2024 (nível 2)
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 

Orçamento doméstico

  • 1. ORÇAMENTO FAMILIAR Silvia Helena Carvalho Ramos Valladão de Camargo Doutora em Administração FEARP-USP
  • 2. O que será que ele está pensando?
  • 3. O QUE É ORÇAMENTO FAMILIAR? • É a soma da receita (salário, pensões, etc.) e dos gastos mensais. • É importante saber se a renda é regular (quando se recebe mensalmente na data certa) e irregular (quando não há certeza da quantia recebida). • Deve-se ter uma idéia da receita do mês e daquilo que se pretende gastar.
  • 4. DESPESAS Alimentação: Supermercado, padaria, açougue. Habitação: Aluguel, condomínio, água, luz, etc. Vestuário: Roupas, sapatos, acessórios. Educação: mensalidades, material escolar. Saúde: Médico, dentista, remédios. Higiene: Higiene pessoal, produtos de limpeza. Transporte: Ônibus, combustível, gasolina.
  • 5. Como é gasto o salário ? As pessoas têm necessidades ilimitadas e os produtos são escassos. É preciso escolher em que gastar. Primeiramente, atendem-se as necessidades fisiológicas (comer, vestir, dormir, etc.). Depois, tendo renda, busca-se segurança, viver em um grupo social, investir em auto-estima, entre outros.
  • 7. O QUE LEVA AS PESSOAS A EXAGERAR NOS GASTOS ? A mídia promove muito os produtos e as pessoas se deixam levar (agregam tecnologia, tipo celular, TV a cabo e gastamos mais). Também o "status" é perigoso (é comum querermos imitar os outros). Muitos consomem por fuga (problemas psicológicos), outros por compensação. Outros ainda querem oferecer aos filhos tudo que não tiveram na infância. Nesses casos, sem disciplina, não há renda que suporte.
  • 8. Quando o gasto é exagerado, o que as pessoas normalmente fazem? • Começam a se endividar. • Estouram o limite do cheque especial e do cartão de crédito, por exemplo. • Os juros estão muito salgados. • Variam entre 8% e 12%. • Não há renda que agüente, afinal os salários não estão tendo reajuste.
  • 9. OS CREDIÁRIOS E CHEQUES PRÉ-DATADOS? Armadilhas. As pessoas normalmente olham somente o valor da prestação, se esquecendo dos juros ali colocados. Chegam a pagar de 1,5 a 2 vezes o valor do bem. Também a facilidade de pagar com cheque pré- datado acaba levando o consumidor ao descontrole. Sem disciplina, o endividamento é irreversível.
  • 10. PLANEJAR E CONTROLAR • Essas são as palavras chaves. • Monte um fluxo de caixa. • Coloque em uma coluna as receitas (renda-salários) e na outra as despesas. • Aluguel, empregada doméstica, combustível, TV a Cabo, mensalidade escolar, IPVA, IPTU, energia, água, etc.). • Estabeleça metas de redução. • Veja o peso de cada uma das despesas e ataque as mais significativas.
  • 11. O QUE MAIS POSSO FAZER ? Elimine o supérfluo, corte o status, devolva o cartão de crédito (ou só use o tempo sem financiamento). Evite cheque pré-datado e crediário (guarde dinheiro e compre à vista).
  • 12. Depois do planejamento • Anote os valores dos gastos. • Some tudo e subtraia do valor da receita. • Por precaução, deve-se deixar uma reserva financeira para situações inesperadas. • Esses gastos estão distribuídos no quadro de indicadores de despesas. • Use-o, ele será seu grande aliado na administração do orçamento familiar.
  • 13. E A FAMÍLIA ? Abra o jogo com todos. Democratize o orçamento familiar. Crie cumplicidade com a esposa/marido e filhos. A tendência é que todos ajudem a economizar e se isso acontecer rapidamente, os problemas financeiros serão resolvidos. [
  • 14. DEVO VENDER ALGUM BEM ? • Se for necessário, sim. • É melhor eliminar a dívida que cresce com juros de 10% ao mês do que ficar com bens que não se valorizam. • Depois você os compra novamente.
  • 15. DE PREFERÊNCIA • Verificar o que está quebrado; • Reformar; • Prefira consertar do que comprar; • Prefira empréstimos de roupas e acessórios entre familiares (casamentos, festas); • Roupas - crianças; • Prefira pegar empréstimos – dinheiro – com os mais próximos.
  • 16. DICAS PARA O SEU DINHEIRO VALER MAIS Avalie se a mercadoria vale o preço cobrado; Compare os preços. Sempre há lugares mais baratos; Pechinchar sempre é uma boa idéia; Prefira compras à vista. Se você não tem o dinheiro, junte e deixe para comprar no mês seguinte; Caso seja necessário fazer compras à prazo, leve sempre em conta os juros.
  • 17. DICAS PARA O SEU DINHEIRO VALER MAIS Pode parecer pouco 10% ao mês, mas não é se comparado à inflação mensal que está entre 4% e 5% ao ano; Deixe para comprar supérfluos em períodos de baixa de preços. Roupas, calçados e eletrodomésticos ficam mais baratos entre agosto e outubro. Ao contratar serviços, exija sempre orçamento prévio e também garantia do serviço realizado. Na dúvida quanto ao preço, não compre.
  • 18. QUAL A DICA ? Planeje seus gastos. Aperfeiçoe-se para aumentar a renda. Se tem dívida, renegocie dentro de suas possibilidades. Democratize o orçamento familiar e crie controles e metas. Lembre-se: o que vale não é o status e sim a qualidade de vida.
  • 19. BEM ESTAR • Pólo, corrida, esqui, motonáutica, futebol, tênis, ciclismo, automobilismo, ioga, squash... • Natação, futebol, caminhadas, cerveja com amigos, familiares, clube, sauna, baile... • Idoso...
  • 20. TANTAS PERGUNTAS E TANTAS RESPOSTAS? • O que é dor? • Fluxo de lidar com as idéias – Você não é o único que passa por isso. • Sorria e pense no que gosta. • Palavras de influência correta. Falar bem e na hora certa. • Enxergar a vida com equilíbrio e lidar com várias situações – micro cirurgião.
  • 21. TANTAS PERGUNTAS E TANTAS RESPOSTAS? • Sua ansiedade – maligna ou benigna – desajuste de sua motivação; • Observar assiduamente, como você lida com idéias positivas – tensão, dor e tanta tristeza – tudo está desmoronando – construa sua forma de ver o mundo; • Avivar boas lembranças – lembranças agradáveis – situações desagradáveis; • Paixões internas; • Manter distancia das pessoas erradas; • Ter a certeza de que irá tentar e não fracassará com tanta freqüência.
  • 22. MOTIVAÇÃO • É irmã gêmea da ação. • Faltou forças? Troque a pilha!!! • Sua atitude é que determina se você é um vencedor ou não. • Portanto aja! • Nunca tenha pena de si mesmo.
  • 23. PARA SE ANIMAR • Ouça uma boa música, numa altura considerável com seu coração de alguma maneira – se no meio da música – começar a cantar já é um bom começo.
  • 24. FELICIDADE Onde encontrar? • A noção dos seus limites está em você; • Crie o hábito de se motivar; • Disciplina é necessário criar; • Ninguém é mais feliz do que ninguém; • A felicidade é um conceito motivacional; • Tentativa e erro: não deu certo? Tente de novo!
  • 25. CAMPO CLÍNICO • Depressão e o Transtorno Afetivo Bipolar (oscilação entre a depressão e a euforia); • Drogas; • Tabagismo; • Alcoolismo; • Síndrome do Pânico; • Na vida religiosa – o que motiva alguém a ter fé numa determinada crença; • Organizações: maior rendimento dos profissionais.
  • 26. ALTERNATIVAS • Descubra o que gosta de fazer e faça; • Pinte uma tela; • Jogue Futebol; • Sorria; • Abrace e beije quando der vontade as pessoas que você ama. • Seja sincero. • Lembre-se que todos somos iguais e que não temos hora nem dia para morrermos e que não levaremos nada daqui. • O que ficará: O que aproveitamos e desfrutamos com as pessoas que convivemos e amamos.