SlideShare uma empresa Scribd logo
O Amor
O Amor em Família, a Amizade, o Namoro, a Curtição e o Casamento
Trabalho realizado por:
• Inês Lopes nº8, 8ºC
O que é o amor?
 Muitas pessoas perguntam o que é o amor. Essa é uma pergunta difícil de
responder, porque cada pessoa tem a sua própria definição do que é o
amor.
 O amor não é igual para todas as pessoas, porque pode ser o amor com
amigos(as), o amor com os familiares mais chegados, o amor com os
familiares mais afastados, o amor com namorados(as), o amor com
esposos(as), entre outros tipos de amor.
 A definição de amor é algo como o conjunto de várias emoções,
sentimentos e sem dúvida, e como já dito antes, o amor é diferente de
pessoa para pessoa, porque os sentimentos também variam de pessoa para
pessoa, por isso, cada amor é vivido, sentido e experienciado de forma
diferente.
O que é a família?
 Família é uma palavra que nos transmite algo inexplicavelmente bom e
carinhoso, mas também nos pode transmitir algo menos bom, dependendo
da família.
 Família, tal como amor, não tem uma definição comum a todas as pessoas,
porque, como já dito, todas as famílias são diferentes, por isso, é que cada
pessoa tem a sua opinião em relação à sua própria família seja a opinião
boa ou má.
O que é o amor em família?
 A definição de amor e de família já foi dada individualmente, por isso,
agora temos que juntar as duas definições e transforma-las numa só.
 O amor em família é um amor especial e muito diferente de outro qualquer
tipo de amor, porque é um amor que por muitos desentendimentos que
existam, por muitos outros tipos de situações que aconteçam e por mais
voltas que a vida dê, a nossa família é onde irão estar sempre as pessoas de
quem nós mais gostamos, que mais nos compreendem e as pessoas em
quem nós vamos ter sempre esperança que nos ajudem, seja em que
circunstâncias da vida for. Elas vão estar sempre lá para nos ajudarem
mesmo que isso por vezes seja muito difícil de acontecer, é claro que não
são todas as pessoas da família, mas vai haver sempre aquela com quem
nós podemos contar, porque infelizmente não podemos esperar que toda a
família nos ajude, nos apoie e nos compreenda.
O que é o amor em família?
 Para além da opinião individual de cada um, a família é um bem precioso
que nós temos. Para esse amor se manter também é preciso que nós o
ajudemos a crescer tendo nós próprios um certo tipo de atitudes. Essas
atitudes podem passar por ser, por exemplo, estabelecer um tipo de diálogo
agradável uns com os outros, é importante que existam refeições em que
possam dialogar de forma aberta com todos os membros da família mais
próxima, deveria de existir um dia na semana que fosse dedicado
exclusivamente à família para que possamos perceber que a família
também nos pode ajudar bastante, porque apesar de às vezes ela estar tão
perto de nós, não significa que saiba tudo o que se passa à nossa volta, não
devem de existir muitos segredos dentro de uma família, deve de existir o
máximo de compreensão possível, deve de haver bastante espírito de
entreajuda, não devem de existir problemas que perturbem o ambiente
familiar, quando algum membro da família está com algum problema ele
deve de se queixar à família para que o seu problema seja resolvido o mais
depressa possível e tudo volte a tranquilizar.
O que é o amor em família?
 Este assunto, é um assunto que tem muito haver com a maneira de pensar e
de ser de cada pessoa, por isso, é que todas as opiniões dadas sobre este
assunto estão corretas e são aceites, porque, tal como já foi dito antes
várias vezes, cada pessoa vai construindo ao longo da vida a sua própria
opinião e definição para o amor em família.
O que é a amizade?
 A amizade, quando verdadeira, é muito bom, porque nos faz sentir bem,
confortáveis e sentimos que alguém gosta de nós.
 A amizade tal como o amor é um conjunto de sentimos bons e felizes, esta
é uma palavra que nos dá um certo tipo de conforto e segurança. Cada
amizade é diferente dependendo das pessoas, e da maneira como elas vêem
a amizade. A definição de amizade também parte muito das experiências
que cada pessoa tem ou teve numa amizade ao longo da vida. Como já foi
dito, cada pessoa tem a sua própria definição e opinião do que é ser e ter
um amigo, o que também faz com que às vezes sejam desfeitas algumas
amizades.
 A palavra sentimentos faz parte da amizade, essa palavra vem, obviamente,
da palavra sentir, logo, cada pessoa sente diferentes sentimentos, e cada
uma sente-os à sua maneira.
O que é a amizade?
 Ao contrário do que várias pessoas pensam a amizade não é só estarmos do
lado do nosso amigo, mas é também saber fazer vê-lo a realidade tal como
ela é, mas de forma em que exista um certo tipo de carinho quando isso é
feito, porque se assim não for parece que estamos contra o nosso amigo e
assim vamos fazer com que ele se sinta ainda pior e mais sozinho.
 A amizade tem sem dúvida coisas muito boas e agradáveis, mas por vezes
também tem coisas muito más e menos agradáveis.
O que é a amizade?
 As coisas muito boas podem passar por ser os bons momentos vividos com
um grande amigo, as histórias que ficam desses bons momentos e das quais
normalmente nos rimos passado algum tempo delas acontecerem, podem
ser o facto dos amigos se entreajudarem, de serem pessoas que se
conhecem bem e daí também o espirito de entreajuda, porque sabemos no
que é que havemos de ajudar, o facto de existir um tipo de relação
completamente diferente do que com outras pessoas, os amigos também
são pessoas que nos compreendem o que faz com que confiemos neles,
são pessoas com quem nós podemos e devemos de contar quando
precisamos de alguém que nos ajude, compreenda e nos dê carinho, que é
aquilo de que nós muitas vezes precisamos.
O que é a amizade?
 As coisas menos agradáveis podem passar por ser os desentendimentos que
podem surgir, o facto de existir às vezes alguma falta de sinceridade, os
“mal-entendidos” que podem ser provocados por outra pessoa que o pode
fazer propositadamente ou sem qualquer tipo de maldade, quando um
amigo se começa a aproveitar de outro para atingir um fim, quando começa
a ser misturada a amizade com qualquer outro tipo de assunto, entre muitas
outras coisas menos agradáveis que podem acontecer numa amizade.
O que é o namoro?
 O namoro é um amor, mais forte, que se sente por uma pessoa nossa
amiga, que passa a ser nosso(a) namorado(a) se esse(a) amigo(a) gostar de
nós da mesma forma que nós gostamos dele(a).
 A pessoa que é nosso(a) namorado(a) é uma pessoa que nos faz sentir
amados, aumenta a nossa autoestima, faz-nos sentir, de algum modo,
protegidos, compreende-nos bem, aceita-nos tal como nós somos, trata-
-nos bem, conforta-nos, ajuda-nos e para além de namorado(a) é um (a)
grande nosso(a) amigo(a).
 O namoro é algo que nos pode ajudar em vários aspetos para além de
elevar a nossa autoestima, também serve para aprendermos a amar alguém,
aprendemos a respeitar, começamos a dar mais valor ao amor, aprendemos
a compreender melhor as pessoas e sabemos que temos alguém com quem
nós podemos contar, que neste caso é o(a) nosso(a) namorado(a).
O que é o namoro?
 O namoro também serve para nós decidirmos com quem queremos casar,
porque se nós casássemos sem namorar primeiro, poderíamos arrepender-
nos bastante, ao namorarmos evitamos esse risco, porque no namoro
conseguimos conhecer melhor a nossa cara-metade, iremos conhecer os
seus defeitos, as suas qualidades, entre muitas outras coisas que com o
tempo nós vimos a conhecer e conseguimos perceber também se é uma
pessoa com quem nós nos vamos dar bem e vamos ser felizes ao dividir a
nossa vida com essa pessoa que amamos, porque por vezes esse amor
pode ser momentâneo e não para vida inteira.
O que é a curtição?
 A curtição é uma “espécie” de um namoro mais curto, ou seja, a curtição
pode ter uma duração máxima de uma semana. A curtição pode servir para
várias coisas.
 Essas coisas podem ser por exemplo para esquecer um(a) ex-
namorado(a), para ter uma pequena nução do que é amor entre duas
pessoas que namoram, entre muitas outras coisas que podem variar
bastante dependendo de pessoa para pessoa.
 Na curtição não dá tempo para conhecermos bem a pessoa com quem nós
estamos a “curtir”, mas há uma coisa da qual temos quase máxima certeza
é de que não existe amor verdadeiro, nem duradouro na curtição.
O que é a curtição?
 A curtição, como tudo na vida, pode-nos deixar boas ou más recordações,
porque como é óbvio naquela pequena relação não existiram muitos
sentimos verdadeiros e se existiram quase de certeza que rapidamente
deixam de existir, porque foi uma relação de dias ou de horas, o que faz
com que na maioria das vezes os poucos sentimentos verdadeiros que
existiram naqueles momentos desaparecessem rapidamente.
 As boas recordações podem ser por exemplo de nós termo-nos sentido bem
naquele momento, o facto de se calhar até sentir-mos alguma coisa com a
pessoa com quem nós “curtimos”, pode-nos ter ajudado em alguma das
coisas referidas anteriormente, como por exemplo, esquecer um(a) ex-
namorado(a), entre outras coisas que vão dependendo de pessoa para
pessoa como já dito anteriormente.
O que é a curtição?
 As más recordações podem ser por exemplo, devido ao facto de nos termos
arrependido de nos termos relacionado com alguém que nós não
queríamos, mas que naquela altura nem pensámos duas vezes antes de
fazer o que quer que fosse, a pessoa com quem nos relacionámos pode não
ter compreendido bem aquilo que se passou e querer mais do que “curtir” e
pode-nos pressionar, por exemplo, psicologicamente, essa pessoa pode
divulgar o que aconteceu a alguém que nós não queremos, porque naquela
pequena relação não existiu, nem houve tempo para criar respeito, que é
uma das coisas fundamentais para uma relação, é claro que existem muito
mais coisas que nos podem trazer más recordações, mas isso também
depende bastante de pessoa para pessoa, tal como nas boas recordações.
O que é o casamento?
 O casamento é algo muito mais sério do que o namoro, porque apesar do
namoro ter uma certa importância na nossa vida, o casamento tem muito
mais importância.
 O casamento é o passo seguinte ao namoro. O casamento só existe após
existir um namoro em que nós conseguimos perceber que a pessoa com
quem namoramos é a pessoa com quem nós queremos viver, se tudo correr
como esperado, para o resto da nossa vida.
 Casar é aquilo com que a maioria das pessoas sonha, mas devido a isso,
pensam mais em concretizar o seu sonho do que propriamente se vão ser
felizes com a pessoa com quem casam, por isso, é que às vezes esses
casais acabam por se separarem, porque perceberam que “deram um passo
maior do que a perna”, ou seja pensaram muito em concretizar o seu sonho
e pouco de como seria a sua vida depois de casados, pois não tiveram a
nução de que ião perder grande parte da sua privacidade e não teriam tanto
tempo disponível para si próprios.
O que é o casamento?
 Quando casamos devemos de ter bem em mente que não vamos voltar a ser
aquilo que eramos, porque casar é dar um grande passo para o futuro, ou
seja, enquanto casados não vamos ter o espaço nem a privacidade que
tínhamos em solteiros mesmo que namorássemos. Por isso, hoje em dia
muitos casais antes de casarem, para além, de namorarem vivem juntos
durante um certo tempo, existem mesmo casais que apesar de viverem
como se casados dão-se melhor se forem namorados que vivem juntos do
que se fossem casados.
O que é o casamento?
 Para o casamento se manter por muitos anos devem de existir sempre
presentes na relação vários aspetos. Alguns dos aspetos são o respeito que
deve de existir em qualquer tipo de relação, a compreensão, o apoio seja
em que fase for, não deve de existir agressão verbal, física, entre outros
tipos de agressões, deve de existir diálogo para ambos perceberem o que
estão a fazer de correto e também de errado, deve de existir entreajuda, se
o casal tiver um ou mais filhos devem de tentar os dois darem uma
educação na qual os dois concordem, ou seja quando um diz que não o
outro não deve dizer que sim, porque isso pode causar grandes conflitos
entre o casal que também podem afetar o(s) filho(s), os sentimentos de um
devem de ser partilhados com o outro e deve de existir o máximo de
sinceridade possível entre o casal, até porque não deve de existir mentiras
entre um casal.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
Autoestima
AutoestimaAutoestima
O amor
O amorO amor
O amor
guest2816a
 
Respeito
RespeitoRespeito
Respeito
DeaaSouza
 
Bullying
 Bullying Bullying
Bullying
AnaGomes40
 
Violência contra a mulher
Violência contra a mulherViolência contra a mulher
Violência contra a mulher
Mônica Alves Silva
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Alinebrauna Brauna
 
Violência infantil
Violência infantilViolência infantil
Violência infantil
Beatriz Miranda
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Antonino Silva
 
Bullying na escola
Bullying na escolaBullying na escola
Bullying na escola
Isabella Paiva Pereira
 
Dependência emocional
Dependência emocional Dependência emocional
Dependência emocional
juliacaciano
 
Trabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - AmorTrabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - Amor
Isabel Cabral
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
Alinebrauna Brauna
 
Familia na atualidade
Familia na atualidadeFamilia na atualidade
Familia na atualidade
Portal do Vestibulando
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
Mari Anny Souza
 
Toxicodependencia
ToxicodependenciaToxicodependencia
Toxicodependencia
TAS2012
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
Antonino Silva
 
18 de maio
18 de maio18 de maio
18 de maio
Ivanílson Santos
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
WAGNER OLIVEIRA
 
Emoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e AfectosEmoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e Afectos
guested634f
 

Mais procurados (20)

AS EMOÇÕES
AS EMOÇÕESAS EMOÇÕES
AS EMOÇÕES
 
Autoestima
AutoestimaAutoestima
Autoestima
 
O amor
O amorO amor
O amor
 
Respeito
RespeitoRespeito
Respeito
 
Bullying
 Bullying Bullying
Bullying
 
Violência contra a mulher
Violência contra a mulherViolência contra a mulher
Violência contra a mulher
 
Violência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentesViolência sexual contra crianças e adolescentes
Violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Violência infantil
Violência infantilViolência infantil
Violência infantil
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Bullying na escola
Bullying na escolaBullying na escola
Bullying na escola
 
Dependência emocional
Dependência emocional Dependência emocional
Dependência emocional
 
Trabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - AmorTrabalho de filosofia - Amor
Trabalho de filosofia - Amor
 
O que é violência sexual
O que é violência sexualO que é violência sexual
O que é violência sexual
 
Familia na atualidade
Familia na atualidadeFamilia na atualidade
Familia na atualidade
 
Violência Doméstica
Violência DomésticaViolência Doméstica
Violência Doméstica
 
Toxicodependencia
ToxicodependenciaToxicodependencia
Toxicodependencia
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
18 de maio
18 de maio18 de maio
18 de maio
 
Adolescencia
AdolescenciaAdolescencia
Adolescencia
 
Emoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e AfectosEmoções, Sentimentos e Afectos
Emoções, Sentimentos e Afectos
 

Semelhante a O amor

A descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidadeA descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidade
guest61f4512
 
Nem tudo e perdoavel
Nem tudo e perdoavelNem tudo e perdoavel
Nem tudo e perdoavel
Mensagens Virtuais
 
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
Como se libertar das relacoes t   lucy beresfordComo se libertar das relacoes t   lucy beresford
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
Samuel Alves dos Santos Lima
 
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdfComo se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
SandraLima324724
 
Sexualidade Relacao
Sexualidade RelacaoSexualidade Relacao
Sexualidade Relacao
martim de freitas
 
Tem09
Tem09Tem09
Tem09
Tem09Tem09
Amizade
AmizadeAmizade
O Termometro do Amor - Revisado.doc
O Termometro do Amor - Revisado.docO Termometro do Amor - Revisado.doc
O Termometro do Amor - Revisado.doc
Roosevelt F. Abrantes
 
Os tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucesso
Os tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucessoOs tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucesso
Os tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucesso
Academia do Casamento
 
Como manter a chama do amor
Como manter a chama do amorComo manter a chama do amor
Como manter a chama do amor
Carlinda Sousa
 
Garfield
GarfieldGarfield
Garfield
ceinha
 
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
orismagus
 
Seu relacionamento como você gostaria !!
Seu relacionamento como você gostaria !!Seu relacionamento como você gostaria !!
Seu relacionamento como você gostaria !!
Ingrid aparecida Faustino
 
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Elenice Santos
 
Beijar, transar e largar
Beijar, transar e largarBeijar, transar e largar
Beijar, transar e largar
Jean Francesco
 
A amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amorA amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amor
pietra bravo
 
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De DeusLicao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
guest06a00c
 
Namoro a distancia realmente dá certo?
Namoro a distancia realmente dá certo?Namoro a distancia realmente dá certo?
Namoro a distancia realmente dá certo?
canalconquistar
 
357 an 08_novembro_2011.ok
357 an 08_novembro_2011.ok357 an 08_novembro_2011.ok
357 an 08_novembro_2011.ok
Roberto Rabat Chame
 

Semelhante a O amor (20)

A descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidadeA descoberta da sexualidade
A descoberta da sexualidade
 
Nem tudo e perdoavel
Nem tudo e perdoavelNem tudo e perdoavel
Nem tudo e perdoavel
 
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
Como se libertar das relacoes t   lucy beresfordComo se libertar das relacoes t   lucy beresford
Como se libertar das relacoes t lucy beresford
 
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdfComo se libertar das relacoes tóxicas.pdf
Como se libertar das relacoes tóxicas.pdf
 
Sexualidade Relacao
Sexualidade RelacaoSexualidade Relacao
Sexualidade Relacao
 
Tem09
Tem09Tem09
Tem09
 
Tem09
Tem09Tem09
Tem09
 
Amizade
AmizadeAmizade
Amizade
 
O Termometro do Amor - Revisado.doc
O Termometro do Amor - Revisado.docO Termometro do Amor - Revisado.doc
O Termometro do Amor - Revisado.doc
 
Os tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucesso
Os tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucessoOs tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucesso
Os tres-pilares-para-construir-uma-relacao-a-dois-de-sucesso
 
Como manter a chama do amor
Como manter a chama do amorComo manter a chama do amor
Como manter a chama do amor
 
Garfield
GarfieldGarfield
Garfield
 
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
Taro Das Bruxa (Alessandro Lobo)
 
Seu relacionamento como você gostaria !!
Seu relacionamento como você gostaria !!Seu relacionamento como você gostaria !!
Seu relacionamento como você gostaria !!
 
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
Captulo1beijartransarelargar 120701220733-phpapp01
 
Beijar, transar e largar
Beijar, transar e largarBeijar, transar e largar
Beijar, transar e largar
 
A amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amorA amizade e mais que o amor
A amizade e mais que o amor
 
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De DeusLicao 01 O Amor, Um Dom De Deus
Licao 01 O Amor, Um Dom De Deus
 
Namoro a distancia realmente dá certo?
Namoro a distancia realmente dá certo?Namoro a distancia realmente dá certo?
Namoro a distancia realmente dá certo?
 
357 an 08_novembro_2011.ok
357 an 08_novembro_2011.ok357 an 08_novembro_2011.ok
357 an 08_novembro_2011.ok
 

Mais de emrcja

A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
emrcja
 
O meu projeto de vida barbara
O meu projeto de vida barbaraO meu projeto de vida barbara
O meu projeto de vida barbara
emrcja
 
O meu projeto para a vida
O meu projeto para a vidaO meu projeto para a vida
O meu projeto para a vida
emrcja
 
Crianças.2
Crianças.2Crianças.2
Crianças.2
emrcja
 
Judaísmo - Tomás Gonçalves
Judaísmo - Tomás GonçalvesJudaísmo - Tomás Gonçalves
Judaísmo - Tomás Gonçalves
emrcja
 
A família EMRC Carolina Canastra
A família  EMRC Carolina CanastraA família  EMRC Carolina Canastra
A família EMRC Carolina Canastra
emrcja
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
emrcja
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
emrcja
 
Amor barbara sabino
Amor barbara sabinoAmor barbara sabino
Amor barbara sabino
emrcja
 
A família - Joana Castro
A  família  - Joana Castro A  família  - Joana Castro
A família - Joana Castro
emrcja
 
Combate à fome emrc
Combate à fome   emrcCombate à fome   emrc
Combate à fome emrc
emrcja
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
emrcja
 
Crianças.2
Crianças.2Crianças.2
Crianças.2
emrcja
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
emrcja
 
Madre Teresa de Calcutá
Madre Teresa de CalcutáMadre Teresa de Calcutá
Madre Teresa de Calcutá
emrcja
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
emrcja
 
O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
emrcja
 
Judaísmo
JudaísmoJudaísmo
Judaísmo
emrcja
 
A paz jessica 8_a
A paz jessica 8_aA paz jessica 8_a
A paz jessica 8_a
emrcja
 
A minha tartaruga
A minha tartarugaA minha tartaruga
A minha tartaruga
emrcja
 

Mais de emrcja (20)

A origem do universo
A origem do universoA origem do universo
A origem do universo
 
O meu projeto de vida barbara
O meu projeto de vida barbaraO meu projeto de vida barbara
O meu projeto de vida barbara
 
O meu projeto para a vida
O meu projeto para a vidaO meu projeto para a vida
O meu projeto para a vida
 
Crianças.2
Crianças.2Crianças.2
Crianças.2
 
Judaísmo - Tomás Gonçalves
Judaísmo - Tomás GonçalvesJudaísmo - Tomás Gonçalves
Judaísmo - Tomás Gonçalves
 
A família EMRC Carolina Canastra
A família  EMRC Carolina CanastraA família  EMRC Carolina Canastra
A família EMRC Carolina Canastra
 
Métodos contracetivos
Métodos contracetivosMétodos contracetivos
Métodos contracetivos
 
Racismo
RacismoRacismo
Racismo
 
Amor barbara sabino
Amor barbara sabinoAmor barbara sabino
Amor barbara sabino
 
A família - Joana Castro
A  família  - Joana Castro A  família  - Joana Castro
A família - Joana Castro
 
Combate à fome emrc
Combate à fome   emrcCombate à fome   emrc
Combate à fome emrc
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Crianças.2
Crianças.2Crianças.2
Crianças.2
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Madre Teresa de Calcutá
Madre Teresa de CalcutáMadre Teresa de Calcutá
Madre Teresa de Calcutá
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
 
Judaísmo
JudaísmoJudaísmo
Judaísmo
 
A paz jessica 8_a
A paz jessica 8_aA paz jessica 8_a
A paz jessica 8_a
 
A minha tartaruga
A minha tartarugaA minha tartaruga
A minha tartaruga
 

Último

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
CarinaSantos916505
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 

Último (20)

OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptxReino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
Reino-Vegetal plantas e demais conceitos .pptx
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 

O amor

  • 1. O Amor O Amor em Família, a Amizade, o Namoro, a Curtição e o Casamento Trabalho realizado por: • Inês Lopes nº8, 8ºC
  • 2. O que é o amor?  Muitas pessoas perguntam o que é o amor. Essa é uma pergunta difícil de responder, porque cada pessoa tem a sua própria definição do que é o amor.  O amor não é igual para todas as pessoas, porque pode ser o amor com amigos(as), o amor com os familiares mais chegados, o amor com os familiares mais afastados, o amor com namorados(as), o amor com esposos(as), entre outros tipos de amor.  A definição de amor é algo como o conjunto de várias emoções, sentimentos e sem dúvida, e como já dito antes, o amor é diferente de pessoa para pessoa, porque os sentimentos também variam de pessoa para pessoa, por isso, cada amor é vivido, sentido e experienciado de forma diferente.
  • 3. O que é a família?  Família é uma palavra que nos transmite algo inexplicavelmente bom e carinhoso, mas também nos pode transmitir algo menos bom, dependendo da família.  Família, tal como amor, não tem uma definição comum a todas as pessoas, porque, como já dito, todas as famílias são diferentes, por isso, é que cada pessoa tem a sua opinião em relação à sua própria família seja a opinião boa ou má.
  • 4. O que é o amor em família?  A definição de amor e de família já foi dada individualmente, por isso, agora temos que juntar as duas definições e transforma-las numa só.  O amor em família é um amor especial e muito diferente de outro qualquer tipo de amor, porque é um amor que por muitos desentendimentos que existam, por muitos outros tipos de situações que aconteçam e por mais voltas que a vida dê, a nossa família é onde irão estar sempre as pessoas de quem nós mais gostamos, que mais nos compreendem e as pessoas em quem nós vamos ter sempre esperança que nos ajudem, seja em que circunstâncias da vida for. Elas vão estar sempre lá para nos ajudarem mesmo que isso por vezes seja muito difícil de acontecer, é claro que não são todas as pessoas da família, mas vai haver sempre aquela com quem nós podemos contar, porque infelizmente não podemos esperar que toda a família nos ajude, nos apoie e nos compreenda.
  • 5. O que é o amor em família?  Para além da opinião individual de cada um, a família é um bem precioso que nós temos. Para esse amor se manter também é preciso que nós o ajudemos a crescer tendo nós próprios um certo tipo de atitudes. Essas atitudes podem passar por ser, por exemplo, estabelecer um tipo de diálogo agradável uns com os outros, é importante que existam refeições em que possam dialogar de forma aberta com todos os membros da família mais próxima, deveria de existir um dia na semana que fosse dedicado exclusivamente à família para que possamos perceber que a família também nos pode ajudar bastante, porque apesar de às vezes ela estar tão perto de nós, não significa que saiba tudo o que se passa à nossa volta, não devem de existir muitos segredos dentro de uma família, deve de existir o máximo de compreensão possível, deve de haver bastante espírito de entreajuda, não devem de existir problemas que perturbem o ambiente familiar, quando algum membro da família está com algum problema ele deve de se queixar à família para que o seu problema seja resolvido o mais depressa possível e tudo volte a tranquilizar.
  • 6. O que é o amor em família?  Este assunto, é um assunto que tem muito haver com a maneira de pensar e de ser de cada pessoa, por isso, é que todas as opiniões dadas sobre este assunto estão corretas e são aceites, porque, tal como já foi dito antes várias vezes, cada pessoa vai construindo ao longo da vida a sua própria opinião e definição para o amor em família.
  • 7. O que é a amizade?  A amizade, quando verdadeira, é muito bom, porque nos faz sentir bem, confortáveis e sentimos que alguém gosta de nós.  A amizade tal como o amor é um conjunto de sentimos bons e felizes, esta é uma palavra que nos dá um certo tipo de conforto e segurança. Cada amizade é diferente dependendo das pessoas, e da maneira como elas vêem a amizade. A definição de amizade também parte muito das experiências que cada pessoa tem ou teve numa amizade ao longo da vida. Como já foi dito, cada pessoa tem a sua própria definição e opinião do que é ser e ter um amigo, o que também faz com que às vezes sejam desfeitas algumas amizades.  A palavra sentimentos faz parte da amizade, essa palavra vem, obviamente, da palavra sentir, logo, cada pessoa sente diferentes sentimentos, e cada uma sente-os à sua maneira.
  • 8. O que é a amizade?  Ao contrário do que várias pessoas pensam a amizade não é só estarmos do lado do nosso amigo, mas é também saber fazer vê-lo a realidade tal como ela é, mas de forma em que exista um certo tipo de carinho quando isso é feito, porque se assim não for parece que estamos contra o nosso amigo e assim vamos fazer com que ele se sinta ainda pior e mais sozinho.  A amizade tem sem dúvida coisas muito boas e agradáveis, mas por vezes também tem coisas muito más e menos agradáveis.
  • 9. O que é a amizade?  As coisas muito boas podem passar por ser os bons momentos vividos com um grande amigo, as histórias que ficam desses bons momentos e das quais normalmente nos rimos passado algum tempo delas acontecerem, podem ser o facto dos amigos se entreajudarem, de serem pessoas que se conhecem bem e daí também o espirito de entreajuda, porque sabemos no que é que havemos de ajudar, o facto de existir um tipo de relação completamente diferente do que com outras pessoas, os amigos também são pessoas que nos compreendem o que faz com que confiemos neles, são pessoas com quem nós podemos e devemos de contar quando precisamos de alguém que nos ajude, compreenda e nos dê carinho, que é aquilo de que nós muitas vezes precisamos.
  • 10. O que é a amizade?  As coisas menos agradáveis podem passar por ser os desentendimentos que podem surgir, o facto de existir às vezes alguma falta de sinceridade, os “mal-entendidos” que podem ser provocados por outra pessoa que o pode fazer propositadamente ou sem qualquer tipo de maldade, quando um amigo se começa a aproveitar de outro para atingir um fim, quando começa a ser misturada a amizade com qualquer outro tipo de assunto, entre muitas outras coisas menos agradáveis que podem acontecer numa amizade.
  • 11. O que é o namoro?  O namoro é um amor, mais forte, que se sente por uma pessoa nossa amiga, que passa a ser nosso(a) namorado(a) se esse(a) amigo(a) gostar de nós da mesma forma que nós gostamos dele(a).  A pessoa que é nosso(a) namorado(a) é uma pessoa que nos faz sentir amados, aumenta a nossa autoestima, faz-nos sentir, de algum modo, protegidos, compreende-nos bem, aceita-nos tal como nós somos, trata- -nos bem, conforta-nos, ajuda-nos e para além de namorado(a) é um (a) grande nosso(a) amigo(a).  O namoro é algo que nos pode ajudar em vários aspetos para além de elevar a nossa autoestima, também serve para aprendermos a amar alguém, aprendemos a respeitar, começamos a dar mais valor ao amor, aprendemos a compreender melhor as pessoas e sabemos que temos alguém com quem nós podemos contar, que neste caso é o(a) nosso(a) namorado(a).
  • 12. O que é o namoro?  O namoro também serve para nós decidirmos com quem queremos casar, porque se nós casássemos sem namorar primeiro, poderíamos arrepender- nos bastante, ao namorarmos evitamos esse risco, porque no namoro conseguimos conhecer melhor a nossa cara-metade, iremos conhecer os seus defeitos, as suas qualidades, entre muitas outras coisas que com o tempo nós vimos a conhecer e conseguimos perceber também se é uma pessoa com quem nós nos vamos dar bem e vamos ser felizes ao dividir a nossa vida com essa pessoa que amamos, porque por vezes esse amor pode ser momentâneo e não para vida inteira.
  • 13. O que é a curtição?  A curtição é uma “espécie” de um namoro mais curto, ou seja, a curtição pode ter uma duração máxima de uma semana. A curtição pode servir para várias coisas.  Essas coisas podem ser por exemplo para esquecer um(a) ex- namorado(a), para ter uma pequena nução do que é amor entre duas pessoas que namoram, entre muitas outras coisas que podem variar bastante dependendo de pessoa para pessoa.  Na curtição não dá tempo para conhecermos bem a pessoa com quem nós estamos a “curtir”, mas há uma coisa da qual temos quase máxima certeza é de que não existe amor verdadeiro, nem duradouro na curtição.
  • 14. O que é a curtição?  A curtição, como tudo na vida, pode-nos deixar boas ou más recordações, porque como é óbvio naquela pequena relação não existiram muitos sentimos verdadeiros e se existiram quase de certeza que rapidamente deixam de existir, porque foi uma relação de dias ou de horas, o que faz com que na maioria das vezes os poucos sentimentos verdadeiros que existiram naqueles momentos desaparecessem rapidamente.  As boas recordações podem ser por exemplo de nós termo-nos sentido bem naquele momento, o facto de se calhar até sentir-mos alguma coisa com a pessoa com quem nós “curtimos”, pode-nos ter ajudado em alguma das coisas referidas anteriormente, como por exemplo, esquecer um(a) ex- namorado(a), entre outras coisas que vão dependendo de pessoa para pessoa como já dito anteriormente.
  • 15. O que é a curtição?  As más recordações podem ser por exemplo, devido ao facto de nos termos arrependido de nos termos relacionado com alguém que nós não queríamos, mas que naquela altura nem pensámos duas vezes antes de fazer o que quer que fosse, a pessoa com quem nos relacionámos pode não ter compreendido bem aquilo que se passou e querer mais do que “curtir” e pode-nos pressionar, por exemplo, psicologicamente, essa pessoa pode divulgar o que aconteceu a alguém que nós não queremos, porque naquela pequena relação não existiu, nem houve tempo para criar respeito, que é uma das coisas fundamentais para uma relação, é claro que existem muito mais coisas que nos podem trazer más recordações, mas isso também depende bastante de pessoa para pessoa, tal como nas boas recordações.
  • 16. O que é o casamento?  O casamento é algo muito mais sério do que o namoro, porque apesar do namoro ter uma certa importância na nossa vida, o casamento tem muito mais importância.  O casamento é o passo seguinte ao namoro. O casamento só existe após existir um namoro em que nós conseguimos perceber que a pessoa com quem namoramos é a pessoa com quem nós queremos viver, se tudo correr como esperado, para o resto da nossa vida.  Casar é aquilo com que a maioria das pessoas sonha, mas devido a isso, pensam mais em concretizar o seu sonho do que propriamente se vão ser felizes com a pessoa com quem casam, por isso, é que às vezes esses casais acabam por se separarem, porque perceberam que “deram um passo maior do que a perna”, ou seja pensaram muito em concretizar o seu sonho e pouco de como seria a sua vida depois de casados, pois não tiveram a nução de que ião perder grande parte da sua privacidade e não teriam tanto tempo disponível para si próprios.
  • 17. O que é o casamento?  Quando casamos devemos de ter bem em mente que não vamos voltar a ser aquilo que eramos, porque casar é dar um grande passo para o futuro, ou seja, enquanto casados não vamos ter o espaço nem a privacidade que tínhamos em solteiros mesmo que namorássemos. Por isso, hoje em dia muitos casais antes de casarem, para além, de namorarem vivem juntos durante um certo tempo, existem mesmo casais que apesar de viverem como se casados dão-se melhor se forem namorados que vivem juntos do que se fossem casados.
  • 18. O que é o casamento?  Para o casamento se manter por muitos anos devem de existir sempre presentes na relação vários aspetos. Alguns dos aspetos são o respeito que deve de existir em qualquer tipo de relação, a compreensão, o apoio seja em que fase for, não deve de existir agressão verbal, física, entre outros tipos de agressões, deve de existir diálogo para ambos perceberem o que estão a fazer de correto e também de errado, deve de existir entreajuda, se o casal tiver um ou mais filhos devem de tentar os dois darem uma educação na qual os dois concordem, ou seja quando um diz que não o outro não deve dizer que sim, porque isso pode causar grandes conflitos entre o casal que também podem afetar o(s) filho(s), os sentimentos de um devem de ser partilhados com o outro e deve de existir o máximo de sinceridade possível entre o casal, até porque não deve de existir mentiras entre um casal.

Notas do Editor

  1. Rever o último parágrafo.
  2. Ver melhor as coisas desagradáveis.
  3. Ver muito melhor este parágrafo.
  4. Acrescentar mais coisas em “entre muitas outras coisas”.
  5. Ver melhor. Palavras vermelho
  6. Palavras em vermelho.
  7. Ver bem último parágrafo.