SlideShare uma empresa Scribd logo
MODELO PARA ELABORAÇÃO E FORMATAÇÃO DE
ARTIGOS CIENTÍFICOS
Nome(s) do(s) autor(es)
E-mail(s)
Disciplina – Professor(a)
Resumo
Este documento apresenta o modelo de formatação a ser utilizado nos artigos submetidos às
Atividades Complementares dos módulo III e IV. Para este resumo não se deve ultrapassar
250 palavras sintetizando o tema em questão, objetivo do estudo, a metodologia e as
considerações finais a que se chegou. Deve-se evitar frases longas e não se recorre a citações
ou uso de qualquer tipo de ilustração (gráfico, tabela, fórmulas).
Palavras-chave: Artigo Científico. Metodologia. Normas.
Introdução
Este documento está escrito de acordo com o modelo indicado para o artigo, assim,
serve de referência, ao mesmo tempo em que comenta os diversos aspectos da formatação.
Observe as instruções e formate seu artigo de acordo com este padrão.
O artigo completo não deve exceder 8 (oito) páginas, podendo conter no mínimo 5
(cinco) páginas. As margens devem ter: superior 3cm, inferior 2cm, lateral esquerda 3cm, e
lateral direita 2cm. O tamanho de página deve ser A4. O tipo de fonte deve ser Times New
Roman, tamanho 12. Título: deve estar centralizado, em negrito, com letras maiúsculas e não
deve ultrapassar duas linhas. A Introdução inicia-se a três espaços após o Resumo.
Nomes dos autores: centralizados, com letra Times New Roman tamanho 10, com
primeira letra de cada nome em maiúscula e o restante em minúsculo, em itálico, seguido do
e-mail do autor (entre parênteses). Nas linhas seguintes, deve-se repetir o mesmo
procedimento para o outro autor. Portanto, pode ser de autoria de um ou de dois autores.
Títulos das sessões: os títulos das sessões do trabalho devem ser posicionados à
esquerda, em negrito, numerados com algarismos arábicos (1, 2, 3, etc.). Deve-se utilizar
texto com fonte Times New Roman, tamanho 12, em negrito. Não coloque ponto final nos
títulos.
Observe-se o cabeçalho na primeira página e a inserção da numeração a partir da
segunda página, no alto à direita.
1 Formatação geral
Um artigo deve conter partes pré-textuais (título, autoria, resumo, palavras-chaves),
partes textuais (introdução, desenvolvimento desdobrado em subitens, e considerações finais
apresentando a conclusão do estudo) e as partes pós-textuais, que neste formato restringe-se
às referências bibliográficas (de obras citadas durante o texto) e à bibliografia consultada
(obras lidas, mas não citadas). Na seqüência este modelo apresenta cada uma dessas partes.
Na introdução, deve-se apresentar o tema do artigo e a problemática em que se insere.
Também se deve apresentar como a pesquisa foi realizada para discussão do tema-problema.
No desenvolvimento e em seus subitens, discorre-se sobre a questão envolvida no
tema, recorrendo às referências teóricas levantadas durante a pesquisa.
As considerações finais tratam do fechamento do tema, ainda que reconhecendo os
limites do próprio artigo para apontar soluções, podendo-se pontuar a necessidade de novas
investigações.
Quanto à formatação do corpo do texto: deve-se iniciar o texto imediatamente abaixo
do título das seções. O corpo de texto utiliza fonte tipo Times New Roman, tamanho 12,
justificado na direita e esquerda, com espaçamento entre linhas simples.
2 Formatação de tabelas e figuras
Figuras e tabelas não devem possuir títulos (cabeçalhos), mas sim legendas. Para
melhor visualização dos objetos, deve ser previsto um espaço simples entre texto-objeto e
entre legenda-texto. As legendas devem ser posicionadas abaixo das Figuras e Tabelas. Esses
objetos, bem como suas respectivas legendas, devem ser centralizados na página (ver, por
exemplo, a Figura 1). Use, para isso, os estilos pré-definidos “Figura” ou “Tabela”. Para as
legendas, deve-se utilizar fonte Times New Roman, tamanho 10, centralizada (ou,
alternativamente, o estilo “Legenda”). Legendas não levam ponto final.
0,00
100.000,00
200.000,00
300.000,00
400.000,00
0,00 0,20 0,40 0,60 0,80 1,00 1,20
Qualificação da equipe
Custosoperacionais
Figura 1 – Exemplo de figura
Fonte: ENEGEP, 2005
Nas tabelas deve ser usada, preferencialmente, a fonte Times New Roman, tamanho
10. Os estilos utilizados no interior de Tabelas devem ser “Tabela Cabeçalho” e “Tabela
Corpo”, os quais podem ser editados (alinhamento, espaçamento, tipo de fonte) conforme as
necessidades (como, por exemplo, a fim de centralizar o conteúdo de uma coluna).
A Tabela 1 apresenta o formato indicado para as tabelas. É importante lembrar que as
tabelas devem estar separadas do corpo do texto por uma linha em branco (12 pontos). Para
tanto, pode-se usar uma linha do estilo “Tabela Espaçamento” entre o corpo de texto anterior
à tabela e a mesma, conforme exemplificado a seguir.
Item Quantidade Percentual
Teoria social 22 7,9%
Método 34 12,3%
Questão 54 19,5%
Raciocínio 124 44,8%
Método de amostragem 33 11,9%
Força 10 3,6%
Tabela 1 – Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa
Fonte: Adaptado de Mays (apud GREENHALG, 1997.
3 Citações
Segundo as normas da ABNT “o recurso das citações contribui para explicitação das
referências teóricas adotadas na construção do trabalho, as quais introduzem os autores com
que o texto manterá seu diálogo. A chamada de autores deverá ser feita pelo sistema AUTOR-
data”.
Reparem que a citação de autores ao longo do texto é feita em letras minúsculas,
enquanto que a citação de autores entre parênteses, ao final do parágrafo, deve ser feita em
letra maiúscula, conforme indicado no próximo parágrafo. Deve-se recorrer às Normas da
ABNT para esclarecer demais detalhes sobre a apresentação e formatação.
Na verdade, citar trechos de trabalhos de outros autores, sem referenciar
adequadamente, pode ser enquadrado como plágio (CEZAR, 2007)
No caso de citações com mais de 4 linhas, estas devem vir destacadas do texto do
artigo, com recuo de 4cm da margem esquerda, com texto justificado e em corpo menor (neste
caso fonte 11).
Considerações Finais
Para as referências, deve-se utilizar texto com fonte Times New Roman, tamanho 12,
espaçamento simples, e para organização das informações que devem constar nas referências
deve-se consultar o Manual de Normas da ABNT. As referências devem aparecer em ordem
alfabética e não devem ser numeradas. Todas as referências citadas no texto, e apenas estas,
devem ser incluídas ao final, na seção Referências. No caso de obras consultadas, porém não
referenciadas deve-se indicar na Bibliografia Consultada. Seguem os exemplos logo abaixo.
Referências
IENH. Manual de normas de ABNT. Disponível em www.ienh.com.br
Bibliografia Consultada
FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS. Normas para apresentação de monografia. 3. ed.
Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Biblioteca Karl A. Boedecker. São
Paulo: FGV-EAESP, 2003. 95 p. (normasbib.pdf, 462kb). Disponível em:
<www.fgvsp.br/biblioteca>. Acesso em: 23 set. 2004.
OLIVEIRA, N. M.; ESPINDOLA, C. R. Trabalhos acadêmicos: recomendações práticas.
São Paulo: CEETPS, 2003.
PÁDUA, E. M. M. de. Metodologia científica: abordagem teórico-prática. 10 ed. ver. atual.
Campinas, SP: Papirus, 2004.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
Cursos Profissionalizantes
 
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientificoRegras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Fernanda Pimenta
 
Tcc exemplo - Esqueleto
Tcc   exemplo - EsqueletoTcc   exemplo - Esqueleto
Tcc exemplo - Esqueleto
Kátia Silva da Costa
 
Modelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorioModelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorio
Camila Neitzke
 
Slide relatório (estrutura)
Slide relatório (estrutura)Slide relatório (estrutura)
Slide relatório (estrutura)
Jerfson Abreu Brito
 
Normas Para O Resumo Simples
Normas Para O Resumo SimplesNormas Para O Resumo Simples
Normas Para O Resumo Simples
Simposio de Cooperacao Binacional
 
Modelo relatorio
Modelo relatorioModelo relatorio
Modelo relatorio
rsaloes
 
Fichamento de Texto
Fichamento de TextoFichamento de Texto
Fichamento de Texto
Portal do Vestibulando
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntese
denisecgomes
 
Modelo do paper uniasselvi
Modelo do paper uniasselviModelo do paper uniasselvi
Modelo do paper uniasselvi
Elisabete Oliveira
 
3 pré-projeto como fazer
3   pré-projeto como fazer3   pré-projeto como fazer
3 pré-projeto como fazer
Janaína Sousa
 
Artigos cientificos
Artigos cientificosArtigos cientificos
Artigos cientificos
Paulo Guilherme Jr
 
Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)
Simone Freitas
 
52150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau1
52150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau152150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau1
52150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau1
Péricles Oliveira
 
Modelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo CientíficoModelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo Científico
Instituto Consciência GO
 
Resenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantesResenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantes
Jose Roberto Batista da Silva
 
Modelo resumo simplificado - III Encontro
Modelo resumo simplificado - III EncontroModelo resumo simplificado - III Encontro
Modelo resumo simplificado - III Encontro
Monique Carvalho
 
Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
taise_paz
 
Estrutura trabalho academico
Estrutura trabalho academicoEstrutura trabalho academico
Estrutura trabalho academico
marceloedf
 
Apresentação abnt citações
Apresentação abnt citaçõesApresentação abnt citações
Apresentação abnt citações
Diogo Maxwell
 

Mais procurados (20)

Aula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tccAula de metodologia, monografia e tcc
Aula de metodologia, monografia e tcc
 
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientificoRegras da abnt_para_o_artigo_cientifico
Regras da abnt_para_o_artigo_cientifico
 
Tcc exemplo - Esqueleto
Tcc   exemplo - EsqueletoTcc   exemplo - Esqueleto
Tcc exemplo - Esqueleto
 
Modelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorioModelo padrao relatorio
Modelo padrao relatorio
 
Slide relatório (estrutura)
Slide relatório (estrutura)Slide relatório (estrutura)
Slide relatório (estrutura)
 
Normas Para O Resumo Simples
Normas Para O Resumo SimplesNormas Para O Resumo Simples
Normas Para O Resumo Simples
 
Modelo relatorio
Modelo relatorioModelo relatorio
Modelo relatorio
 
Fichamento de Texto
Fichamento de TextoFichamento de Texto
Fichamento de Texto
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntese
 
Modelo do paper uniasselvi
Modelo do paper uniasselviModelo do paper uniasselvi
Modelo do paper uniasselvi
 
3 pré-projeto como fazer
3   pré-projeto como fazer3   pré-projeto como fazer
3 pré-projeto como fazer
 
Artigos cientificos
Artigos cientificosArtigos cientificos
Artigos cientificos
 
Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)Modelo tcc 1_2 (5)
Modelo tcc 1_2 (5)
 
52150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau1
52150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau152150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau1
52150697 resenha-critica-abnt-o-trabalho-thau1
 
Modelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo CientíficoModelo de Artigo Científico
Modelo de Artigo Científico
 
Resenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantesResenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantes
 
Modelo resumo simplificado - III Encontro
Modelo resumo simplificado - III EncontroModelo resumo simplificado - III Encontro
Modelo resumo simplificado - III Encontro
 
Resenha crítica modelo
Resenha crítica   modeloResenha crítica   modelo
Resenha crítica modelo
 
Estrutura trabalho academico
Estrutura trabalho academicoEstrutura trabalho academico
Estrutura trabalho academico
 
Apresentação abnt citações
Apresentação abnt citaçõesApresentação abnt citações
Apresentação abnt citações
 

Destaque

Arquivo modelo para tcc 2013
Arquivo modelo para tcc 2013Arquivo modelo para tcc 2013
Arquivo modelo para tcc 2013
lucianogaldino
 
Artigo científico tcc educação do campo (júnior)
Artigo científico   tcc educação do campo (júnior)Artigo científico   tcc educação do campo (júnior)
Artigo científico tcc educação do campo (júnior)
Junior Lima
 
Ciencias da natureza e artigo
Ciencias da natureza e artigoCiencias da natureza e artigo
Ciencias da natureza e artigo
Rosineia Oliveira dos Santos
 
Artigo Científico: Direitos Fundamentais x Acessibilidade
Artigo Científico: Direitos Fundamentais x AcessibilidadeArtigo Científico: Direitos Fundamentais x Acessibilidade
Artigo Científico: Direitos Fundamentais x Acessibilidade
Karine Souza
 
Artigo pronto! desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...
Artigo pronto!   desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...Artigo pronto!   desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...
Artigo pronto! desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...
José Demontier Vieira de Souza Filho
 
Artigo cientifico anhanguera
Artigo cientifico anhangueraArtigo cientifico anhanguera
Artigo cientifico anhanguera
mkbariotto
 
Exemplo paper 2012
Exemplo paper 2012Exemplo paper 2012
Exemplo paper 2012
Gabriel de Oliveira
 
Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)
Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)
Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)
Cleidilene Lima
 
Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014
Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014
Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014
Andre Silva
 
Agil - artigo cientifico
Agil - artigo cientificoAgil - artigo cientifico
Agil - artigo cientifico
Klaus Fischer Gomes Santana
 
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
mkbariotto
 
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciaisMetodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
cefaprodematupa
 
Paper TRABALHO DE GRADUAÇÃO
Paper TRABALHO DE GRADUAÇÃOPaper TRABALHO DE GRADUAÇÃO
Paper TRABALHO DE GRADUAÇÃO
Polliane Almeida
 

Destaque (13)

Arquivo modelo para tcc 2013
Arquivo modelo para tcc 2013Arquivo modelo para tcc 2013
Arquivo modelo para tcc 2013
 
Artigo científico tcc educação do campo (júnior)
Artigo científico   tcc educação do campo (júnior)Artigo científico   tcc educação do campo (júnior)
Artigo científico tcc educação do campo (júnior)
 
Ciencias da natureza e artigo
Ciencias da natureza e artigoCiencias da natureza e artigo
Ciencias da natureza e artigo
 
Artigo Científico: Direitos Fundamentais x Acessibilidade
Artigo Científico: Direitos Fundamentais x AcessibilidadeArtigo Científico: Direitos Fundamentais x Acessibilidade
Artigo Científico: Direitos Fundamentais x Acessibilidade
 
Artigo pronto! desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...
Artigo pronto!   desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...Artigo pronto!   desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...
Artigo pronto! desinfecção de efluentes primário municipal de águas residua...
 
Artigo cientifico anhanguera
Artigo cientifico anhangueraArtigo cientifico anhanguera
Artigo cientifico anhanguera
 
Exemplo paper 2012
Exemplo paper 2012Exemplo paper 2012
Exemplo paper 2012
 
Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)
Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)
Exemplo de um artigo cientifico ( modelo paper)
 
Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014
Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014
Projeto tcc-faculdade de pedagogia-2014
 
Agil - artigo cientifico
Agil - artigo cientificoAgil - artigo cientifico
Agil - artigo cientifico
 
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educaçãoTcc anhanguera   a dificuldade no ensino de leitura na educação
Tcc anhanguera a dificuldade no ensino de leitura na educação
 
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciaisMetodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
Metodologia e processo da alfabetizacão das séries iniciais
 
Paper TRABALHO DE GRADUAÇÃO
Paper TRABALHO DE GRADUAÇÃOPaper TRABALHO DE GRADUAÇÃO
Paper TRABALHO DE GRADUAÇÃO
 

Semelhante a Modelo formatação artigo científico

Modelo mod 3_4
Modelo mod 3_4Modelo mod 3_4
Modelo mod 3_4
Victor Sousa
 
Artigo modelo congresso
Artigo modelo congresso Artigo modelo congresso
Artigo modelo congresso
Elmo Dutra Filho
 
Normas da ABNT
Normas da ABNTNormas da ABNT
Normas da ABNT
Marcelo Moretti
 
Modelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campo
Modelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campoModelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campo
Normas da abnt
Normas da abntNormas da abnt
Normas da abnt
Thiago91515572
 
Revista de engenharia agrícola normas para enviar artigo
Revista de engenharia agrícola   normas para enviar artigoRevista de engenharia agrícola   normas para enviar artigo
Revista de engenharia agrícola normas para enviar artigo
Emlur
 
Dicas monografia
Dicas monografiaDicas monografia
Dicas monografia
Talita Cristina
 
Manualedit
ManualeditManualedit
Manualedit
Adriano Trajano
 
Como redigir e preparar um artigo científico.pptx
Como redigir e preparar um artigo científico.pptxComo redigir e preparar um artigo científico.pptx
Como redigir e preparar um artigo científico.pptx
conselhosade2
 
guiatcc
guiatccguiatcc
modelo-artigo-cet.docx
modelo-artigo-cet.docxmodelo-artigo-cet.docx
modelo-artigo-cet.docx
ArturGomes41
 
Modelo resumo expandido
Modelo resumo expandidoModelo resumo expandido
Modelo resumo expandido
Marcélia Amorim Cardoso
 
Normas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografia
Normas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografiaNormas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografia
Normas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografia
Diana Silva
 
Normas abnt
Normas abntNormas abnt
Formatação Pim
Formatação PimFormatação Pim
Formatação Pim
Abraão Gabriel da Silva
 
Modelos para publicar artigo - área do Direito
Modelos para publicar artigo - área do DireitoModelos para publicar artigo - área do Direito
Modelos para publicar artigo - área do Direito
Rosineia Oliveira dos Santos
 
Modelodeartigo
ModelodeartigoModelodeartigo
Modelodeartigo
Jeff Sousa
 
Normas da abnt
Normas da abntNormas da abnt
Normas da abnt
luis phillip
 
Estrutura monografia
Estrutura monografiaEstrutura monografia
Estrutura monografia
Dan Arlleson
 
Como formatar uma monografia pelas normas da ABNT
Como formatar uma monografia pelas normas da ABNTComo formatar uma monografia pelas normas da ABNT
Como formatar uma monografia pelas normas da ABNT
Polliana Araújo
 

Semelhante a Modelo formatação artigo científico (20)

Modelo mod 3_4
Modelo mod 3_4Modelo mod 3_4
Modelo mod 3_4
 
Artigo modelo congresso
Artigo modelo congresso Artigo modelo congresso
Artigo modelo congresso
 
Normas da ABNT
Normas da ABNTNormas da ABNT
Normas da ABNT
 
Modelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campo
Modelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campoModelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campo
Modelo de artigo de aula pratica, laboratorial ou de campo
 
Normas da abnt
Normas da abntNormas da abnt
Normas da abnt
 
Revista de engenharia agrícola normas para enviar artigo
Revista de engenharia agrícola   normas para enviar artigoRevista de engenharia agrícola   normas para enviar artigo
Revista de engenharia agrícola normas para enviar artigo
 
Dicas monografia
Dicas monografiaDicas monografia
Dicas monografia
 
Manualedit
ManualeditManualedit
Manualedit
 
Como redigir e preparar um artigo científico.pptx
Como redigir e preparar um artigo científico.pptxComo redigir e preparar um artigo científico.pptx
Como redigir e preparar um artigo científico.pptx
 
guiatcc
guiatccguiatcc
guiatcc
 
modelo-artigo-cet.docx
modelo-artigo-cet.docxmodelo-artigo-cet.docx
modelo-artigo-cet.docx
 
Modelo resumo expandido
Modelo resumo expandidoModelo resumo expandido
Modelo resumo expandido
 
Normas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografia
Normas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografiaNormas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografia
Normas abnt para trabalhos acadêmicos 2013 para ajuda-lo no TCC ou monografia
 
Normas abnt
Normas abntNormas abnt
Normas abnt
 
Formatação Pim
Formatação PimFormatação Pim
Formatação Pim
 
Modelos para publicar artigo - área do Direito
Modelos para publicar artigo - área do DireitoModelos para publicar artigo - área do Direito
Modelos para publicar artigo - área do Direito
 
Modelodeartigo
ModelodeartigoModelodeartigo
Modelodeartigo
 
Normas da abnt
Normas da abntNormas da abnt
Normas da abnt
 
Estrutura monografia
Estrutura monografiaEstrutura monografia
Estrutura monografia
 
Como formatar uma monografia pelas normas da ABNT
Como formatar uma monografia pelas normas da ABNTComo formatar uma monografia pelas normas da ABNT
Como formatar uma monografia pelas normas da ABNT
 

Mais de Marcos Azevedo

Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade
Transtorno Déficit de Atenção e HiperatividadeTranstorno Déficit de Atenção e Hiperatividade
Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade
Marcos Azevedo
 
Psicomotricidade e o brincar
Psicomotricidade e o brincar   Psicomotricidade e o brincar
Psicomotricidade e o brincar
Marcos Azevedo
 
Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016
Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016
Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016
Marcos Azevedo
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
Marcos Azevedo
 
Resolução Prova de Geometria Analítica
Resolução Prova de Geometria AnalíticaResolução Prova de Geometria Analítica
Resolução Prova de Geometria AnalíticaMarcos Azevedo
 
Exame Geometria Analítica 1° e 2° Semestres
Exame Geometria Analítica 1° e 2° SemestresExame Geometria Analítica 1° e 2° Semestres
Exame Geometria Analítica 1° e 2° Semestres
Marcos Azevedo
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Marcos Azevedo
 
Pratica 4 -_sistemas_de_equacoes_lineares
Pratica 4 -_sistemas_de_equacoes_linearesPratica 4 -_sistemas_de_equacoes_lineares
Pratica 4 -_sistemas_de_equacoes_lineares
Marcos Azevedo
 
Lista recup
Lista recupLista recup
Lista recup
Marcos Azevedo
 
1º lista 2013
1º lista 20131º lista 2013
1º lista 2013
Marcos Azevedo
 
061 relatorio modelo
061 relatorio modelo061 relatorio modelo
061 relatorio modelo
Marcos Azevedo
 
Manual monografia graduação e pós fpd
Manual monografia graduação e pós fpdManual monografia graduação e pós fpd
Manual monografia graduação e pós fpd
Marcos Azevedo
 
Os elementos euclides
Os elementos euclidesOs elementos euclides
Os elementos euclides
Marcos Azevedo
 
Limites parte1
Limites parte1Limites parte1
Limites parte1
Marcos Azevedo
 
Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01
Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01
Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01
Marcos Azevedo
 
Proposta gênios educação infantil
Proposta gênios educação infantil Proposta gênios educação infantil
Proposta gênios educação infantil
Marcos Azevedo
 
Abnt 2011 FPD
Abnt 2011 FPDAbnt 2011 FPD
Abnt 2011 FPD
Marcos Azevedo
 
Newsletter licinia de campos 54 carambola
Newsletter licinia de campos 54   carambolaNewsletter licinia de campos 54   carambola
Newsletter licinia de campos 54 carambola
Marcos Azevedo
 
Classicismo rev
Classicismo revClassicismo rev
Classicismo rev
Marcos Azevedo
 
Newsletter licinia de campos 50 metodos de preservacao
Newsletter licinia de campos 50   metodos de preservacaoNewsletter licinia de campos 50   metodos de preservacao
Newsletter licinia de campos 50 metodos de preservacao
Marcos Azevedo
 

Mais de Marcos Azevedo (20)

Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade
Transtorno Déficit de Atenção e HiperatividadeTranstorno Déficit de Atenção e Hiperatividade
Transtorno Déficit de Atenção e Hiperatividade
 
Psicomotricidade e o brincar
Psicomotricidade e o brincar   Psicomotricidade e o brincar
Psicomotricidade e o brincar
 
Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016
Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016
Filosofia e Sociologia - 2º bimestre 2016
 
Aula revolução industrial
Aula revolução industrialAula revolução industrial
Aula revolução industrial
 
Resolução Prova de Geometria Analítica
Resolução Prova de Geometria AnalíticaResolução Prova de Geometria Analítica
Resolução Prova de Geometria Analítica
 
Exame Geometria Analítica 1° e 2° Semestres
Exame Geometria Analítica 1° e 2° SemestresExame Geometria Analítica 1° e 2° Semestres
Exame Geometria Analítica 1° e 2° Semestres
 
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
Geometria analítica anotações de aula 1° semestre 2010
 
Pratica 4 -_sistemas_de_equacoes_lineares
Pratica 4 -_sistemas_de_equacoes_linearesPratica 4 -_sistemas_de_equacoes_lineares
Pratica 4 -_sistemas_de_equacoes_lineares
 
Lista recup
Lista recupLista recup
Lista recup
 
1º lista 2013
1º lista 20131º lista 2013
1º lista 2013
 
061 relatorio modelo
061 relatorio modelo061 relatorio modelo
061 relatorio modelo
 
Manual monografia graduação e pós fpd
Manual monografia graduação e pós fpdManual monografia graduação e pós fpd
Manual monografia graduação e pós fpd
 
Os elementos euclides
Os elementos euclidesOs elementos euclides
Os elementos euclides
 
Limites parte1
Limites parte1Limites parte1
Limites parte1
 
Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01
Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01
Colgiogniosdofuturo 120229074905-phpapp01
 
Proposta gênios educação infantil
Proposta gênios educação infantil Proposta gênios educação infantil
Proposta gênios educação infantil
 
Abnt 2011 FPD
Abnt 2011 FPDAbnt 2011 FPD
Abnt 2011 FPD
 
Newsletter licinia de campos 54 carambola
Newsletter licinia de campos 54   carambolaNewsletter licinia de campos 54   carambola
Newsletter licinia de campos 54 carambola
 
Classicismo rev
Classicismo revClassicismo rev
Classicismo rev
 
Newsletter licinia de campos 50 metodos de preservacao
Newsletter licinia de campos 50   metodos de preservacaoNewsletter licinia de campos 50   metodos de preservacao
Newsletter licinia de campos 50 metodos de preservacao
 

Último

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
JoeteCarvalho
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AntonioVieira539017
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
LILIANPRESTESSCUDELE
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 

Último (20)

PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
slides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentarslides de Didática 2.pdf para apresentar
slides de Didática 2.pdf para apresentar
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptxAVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
AVALIAÇÃO DIAGNÓSTICA - 8º ANO 2024.pptx
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptxAula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
Aula 2 - Revisando o significado de fração - Parte 2.pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 

Modelo formatação artigo científico

  • 1. MODELO PARA ELABORAÇÃO E FORMATAÇÃO DE ARTIGOS CIENTÍFICOS Nome(s) do(s) autor(es) E-mail(s) Disciplina – Professor(a) Resumo Este documento apresenta o modelo de formatação a ser utilizado nos artigos submetidos às Atividades Complementares dos módulo III e IV. Para este resumo não se deve ultrapassar 250 palavras sintetizando o tema em questão, objetivo do estudo, a metodologia e as considerações finais a que se chegou. Deve-se evitar frases longas e não se recorre a citações ou uso de qualquer tipo de ilustração (gráfico, tabela, fórmulas). Palavras-chave: Artigo Científico. Metodologia. Normas. Introdução Este documento está escrito de acordo com o modelo indicado para o artigo, assim, serve de referência, ao mesmo tempo em que comenta os diversos aspectos da formatação. Observe as instruções e formate seu artigo de acordo com este padrão. O artigo completo não deve exceder 8 (oito) páginas, podendo conter no mínimo 5 (cinco) páginas. As margens devem ter: superior 3cm, inferior 2cm, lateral esquerda 3cm, e lateral direita 2cm. O tamanho de página deve ser A4. O tipo de fonte deve ser Times New Roman, tamanho 12. Título: deve estar centralizado, em negrito, com letras maiúsculas e não deve ultrapassar duas linhas. A Introdução inicia-se a três espaços após o Resumo. Nomes dos autores: centralizados, com letra Times New Roman tamanho 10, com primeira letra de cada nome em maiúscula e o restante em minúsculo, em itálico, seguido do e-mail do autor (entre parênteses). Nas linhas seguintes, deve-se repetir o mesmo procedimento para o outro autor. Portanto, pode ser de autoria de um ou de dois autores. Títulos das sessões: os títulos das sessões do trabalho devem ser posicionados à esquerda, em negrito, numerados com algarismos arábicos (1, 2, 3, etc.). Deve-se utilizar texto com fonte Times New Roman, tamanho 12, em negrito. Não coloque ponto final nos títulos. Observe-se o cabeçalho na primeira página e a inserção da numeração a partir da segunda página, no alto à direita. 1 Formatação geral Um artigo deve conter partes pré-textuais (título, autoria, resumo, palavras-chaves), partes textuais (introdução, desenvolvimento desdobrado em subitens, e considerações finais apresentando a conclusão do estudo) e as partes pós-textuais, que neste formato restringe-se às referências bibliográficas (de obras citadas durante o texto) e à bibliografia consultada (obras lidas, mas não citadas). Na seqüência este modelo apresenta cada uma dessas partes. Na introdução, deve-se apresentar o tema do artigo e a problemática em que se insere. Também se deve apresentar como a pesquisa foi realizada para discussão do tema-problema. No desenvolvimento e em seus subitens, discorre-se sobre a questão envolvida no tema, recorrendo às referências teóricas levantadas durante a pesquisa. As considerações finais tratam do fechamento do tema, ainda que reconhecendo os limites do próprio artigo para apontar soluções, podendo-se pontuar a necessidade de novas investigações.
  • 2. Quanto à formatação do corpo do texto: deve-se iniciar o texto imediatamente abaixo do título das seções. O corpo de texto utiliza fonte tipo Times New Roman, tamanho 12, justificado na direita e esquerda, com espaçamento entre linhas simples. 2 Formatação de tabelas e figuras Figuras e tabelas não devem possuir títulos (cabeçalhos), mas sim legendas. Para melhor visualização dos objetos, deve ser previsto um espaço simples entre texto-objeto e entre legenda-texto. As legendas devem ser posicionadas abaixo das Figuras e Tabelas. Esses objetos, bem como suas respectivas legendas, devem ser centralizados na página (ver, por exemplo, a Figura 1). Use, para isso, os estilos pré-definidos “Figura” ou “Tabela”. Para as legendas, deve-se utilizar fonte Times New Roman, tamanho 10, centralizada (ou, alternativamente, o estilo “Legenda”). Legendas não levam ponto final. 0,00 100.000,00 200.000,00 300.000,00 400.000,00 0,00 0,20 0,40 0,60 0,80 1,00 1,20 Qualificação da equipe Custosoperacionais Figura 1 – Exemplo de figura Fonte: ENEGEP, 2005 Nas tabelas deve ser usada, preferencialmente, a fonte Times New Roman, tamanho 10. Os estilos utilizados no interior de Tabelas devem ser “Tabela Cabeçalho” e “Tabela Corpo”, os quais podem ser editados (alinhamento, espaçamento, tipo de fonte) conforme as necessidades (como, por exemplo, a fim de centralizar o conteúdo de uma coluna). A Tabela 1 apresenta o formato indicado para as tabelas. É importante lembrar que as tabelas devem estar separadas do corpo do texto por uma linha em branco (12 pontos). Para tanto, pode-se usar uma linha do estilo “Tabela Espaçamento” entre o corpo de texto anterior à tabela e a mesma, conforme exemplificado a seguir. Item Quantidade Percentual Teoria social 22 7,9% Método 34 12,3% Questão 54 19,5% Raciocínio 124 44,8% Método de amostragem 33 11,9% Força 10 3,6% Tabela 1 – Pesquisa qualitativa versus pesquisa quantitativa Fonte: Adaptado de Mays (apud GREENHALG, 1997. 3 Citações
  • 3. Segundo as normas da ABNT “o recurso das citações contribui para explicitação das referências teóricas adotadas na construção do trabalho, as quais introduzem os autores com que o texto manterá seu diálogo. A chamada de autores deverá ser feita pelo sistema AUTOR- data”. Reparem que a citação de autores ao longo do texto é feita em letras minúsculas, enquanto que a citação de autores entre parênteses, ao final do parágrafo, deve ser feita em letra maiúscula, conforme indicado no próximo parágrafo. Deve-se recorrer às Normas da ABNT para esclarecer demais detalhes sobre a apresentação e formatação. Na verdade, citar trechos de trabalhos de outros autores, sem referenciar adequadamente, pode ser enquadrado como plágio (CEZAR, 2007) No caso de citações com mais de 4 linhas, estas devem vir destacadas do texto do artigo, com recuo de 4cm da margem esquerda, com texto justificado e em corpo menor (neste caso fonte 11). Considerações Finais Para as referências, deve-se utilizar texto com fonte Times New Roman, tamanho 12, espaçamento simples, e para organização das informações que devem constar nas referências deve-se consultar o Manual de Normas da ABNT. As referências devem aparecer em ordem alfabética e não devem ser numeradas. Todas as referências citadas no texto, e apenas estas, devem ser incluídas ao final, na seção Referências. No caso de obras consultadas, porém não referenciadas deve-se indicar na Bibliografia Consultada. Seguem os exemplos logo abaixo. Referências IENH. Manual de normas de ABNT. Disponível em www.ienh.com.br Bibliografia Consultada FUNDAÇÃO GETULIO VARGAS. Normas para apresentação de monografia. 3. ed. Escola de Administração de Empresas de São Paulo, Biblioteca Karl A. Boedecker. São Paulo: FGV-EAESP, 2003. 95 p. (normasbib.pdf, 462kb). Disponível em: <www.fgvsp.br/biblioteca>. Acesso em: 23 set. 2004. OLIVEIRA, N. M.; ESPINDOLA, C. R. Trabalhos acadêmicos: recomendações práticas. São Paulo: CEETPS, 2003. PÁDUA, E. M. M. de. Metodologia científica: abordagem teórico-prática. 10 ed. ver. atual. Campinas, SP: Papirus, 2004.