SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA
LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA – UNILAB
PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À
DOCÊNCIA – PIBID
ESCOLA DE ENSINO MÉDIO DR. BRUNILO JACÓ
SUPERVISORES: KELMA, EDVAN E EDILBERTO
BOLSISTAS: RODOLFO E WELLINGTON
MARIE CURIE
1
2
Quem foi Marie Curie?
• Marie Curie (1867-1934) foi uma cientista
polonesa que desenvolveu diversas
pesquisas sobre radioatividade no campo
da Física e da Química, ganhando o Prêmio
Nobel nessas duas áreas (1903 e 1935)
• Primeira mulher vencedora do prêmio
Nobel
• Primeira pessoa a ganhar mais de um
Prêmio Nobel
• Única pessoa a ganhar mais de um Prêmio
Nobel, sendo cada um numa área científica
3
Figura 1 – Marie Curie
Infância e juventude
• Nasceu em Varsóvia em 07 de Novembro de
1867, nessa época a Polônia fazia parte do
Império Russo
• Educou-se em pequenas escolas e recebeu
formação complementar de seu pai, famoso
professor da cidade
• Era Agnóstica, abandonou o catolicismo após
ver sua mãe e sua irmã, ambas católicas,
morrerem quase que, simultaneamente
4
Figura 2 - Władysław
Skłodowski e suas
filhas (a partir da
esquerda) Maria,
Bronisława, Helena,
1890
5
Família
Figura 3 – Pierre
Curie, esposo e
companheiro de
pesquisa de Marie
Curie.
Figura 5 – Ève Curie,
filha de Marie Curie.
Não venceu o prêmio
Nobel
Figura 4 – Irène Curie, filha de
Marie Curie e seu esposo Frédéric
Joliot, ambos laureados pelo Nobel
de Química em 1935
6
Antoine Henri Becquerel – O instrutor
• Físico Francês
• Descobriu a Radioatividade
• Nobel de Física em 1903
• Filho do inventor da fosforoscopia
• Neto de um dos fundadores da
Eletroquímica
Figura 6 – Henri
Becquerel, instrutor e
colega do Casal Curie
7
O que é Radioatividade?
8
Alguns elementos radioativos
Figura 7 – Alguns elementos radioativos, os dois primeiros foram descobertos por
Marie Curie
9
Estudos
• Estudou juntamente com Henri Becquerel e seu
marido, Pierre Curie
• 1896  Sais de Urânio
• 1898  Pechblenda > Urânio
• Descoberta do Polônio e Rádio
• Nunca patentearam o processo que
desenvolveram
Figura 8 –
Pechblenda, minério
que consegue emitir
mais radiação que o
Urânio
10
Carreira Científica
• Doutorou-se em ciências em 1903
• Em 1906 assume a cadeira de Física Geral na Faculdade de Ciências
da Sorbonne
• Diretora do Laboratório Curie do Instituto do Radium,
da Universidade de Paris, fundado em 1914
• Participou da 1ª à 7ª Conferência de Solvay
11
Reconhecimento – Os Prêmios Nobel
• Nobel de Física em 1903 "em
reconhecimento aos
extraordinários resultados obtidos
por suas investigações conjuntas
sobre os fenômenos da radiação,
descoberta por Henri Becquerel“
• Nobel de Química em 1911 “em
reconhecimento pelos seus serviços
para o avanço da química, com o
descobrimento dos elementos rádio e
polônio, o isolamento do rádio e o
estudo da natureza dos compostos
deste elemento”
Figura 9 –
Diploma do
Nobel de
Física, obtido
por Marie
Curie em 1903
12
Nobel de Física - 1903
13
Nobel de Química - 1911
14
Conferências de Solvay
Figura 11 – Primeira Conferência de Solvay, realizada em 1911,
com o tema: Teoria da radiação e dos quanta
15
Conferências de Solvay
Figura 12 – Segunda Conferência de Solvay, realizada
em 1913, com o tema: A estrutura da Matéria
16
Conferências de Solvay
Figura 13 – Terceira Conferência de Solvay, realizada em
1921, com o tema: Átomos e Elétrons
17
Conferências de Solvay
Figura 14 – Quarta Conferência de Solvay, realizada em
1924, com o tema: Condutibilidade elétrica dos metais e
problemas correlatos
18
Conferências de Solvay
Figura 15 – Quinta Conferência de Solvay, realizada
em 1927, com o tema: Elétrons e Fótons
19
Conferências de Solvay
Figura 16 – Sexta Conferência de Solvay, realizada em
1930, com o tema: O magnetismo
20
Conferências de Solvay
Figura 17 – Sétima Conferência de Solvay, realizada
em 1933, com o tema: Estrutura e propriedades do
núcleo atômico
21
Outros Prêmios
• Medalha Davy – 1903
• Medalha Mateucii – 1904
• Medalha Elliott Cresson - 1909
22
Para ler e assistir
Figura 18 – Livro
“Marie Curie” de
Gabriel Pugliese
Figura 19 – Filme
“Madame Curie”,
dirigido por Mervyn
LeRoy, feito com
base na biografia de
Marie, feita por sua
filha Ève
23
24
Referências Bibliográficas
• MARTINS, Roberto de Andrade. As primeiras investigações de
Marie Curie sobre elementos radioativos. In: Revista da Sociedade
Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, v. 1, n.1, p. 29-41,
2003.
• Wikipédia – A enciclopédia Livre (Online). Disponível em:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Marie_Curie. Acesso por último em
18/05/2015 às 05h06min

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros
Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros
Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros
Fábio Roque
 
Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?
becastanheiradepera
 
Albert Einstein
Albert EinsteinAlbert Einstein
Albert Einstein
Luisa Lamas
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Joanna de Paoli
 
Isaac Newton
Isaac NewtonIsaac Newton
Isaac Newton
edson
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
Kátia Elias
 
Mulheres cientistas
Mulheres cientistasMulheres cientistas
Mulheres cientistas
Joao Pedro
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
João Paulo Luna
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
7 de Setembro
 
História da radioatividade
História da radioatividadeHistória da radioatividade
História da radioatividade
Magno Cavalheiro
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
Herculys Douglas Clímaco Marques
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
Augusto Sérgio Costa Souza
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
fisicaatual
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
marinarruda
 
Chernobyl
ChernobylChernobyl
Chernobyl
Robson Oliveira
 
Leis De Kepler
Leis De KeplerLeis De Kepler
Leis De Kepler
ISJ
 
Evolução do átomo
Evolução do átomoEvolução do átomo
Evolução do átomo
Erlenmeyer
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
Atami Santos
 
Energia nuclear
Energia nuclearEnergia nuclear
Energia nuclear
Paulo Gomes
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
Nai Mariano
 

Mais procurados (20)

Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros
Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros
Albert Einstein - Biografia, Obras, Curiosidades e Outros
 
Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?Como fazer uma apresentação oral?
Como fazer uma apresentação oral?
 
Albert Einstein
Albert EinsteinAlbert Einstein
Albert Einstein
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Isaac Newton
Isaac NewtonIsaac Newton
Isaac Newton
 
Ligações Químicas
Ligações QuímicasLigações Químicas
Ligações Químicas
 
Mulheres cientistas
Mulheres cientistasMulheres cientistas
Mulheres cientistas
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Tabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º anoTabela Periódica - 9º ano
Tabela Periódica - 9º ano
 
História da radioatividade
História da radioatividadeHistória da radioatividade
História da radioatividade
 
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕESFÍSICA DAS RADIAÇÕES
FÍSICA DAS RADIAÇÕES
 
Aula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódicaAula sobre tabela periódica
Aula sobre tabela periódica
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Historia da eletricidade
Historia da eletricidadeHistoria da eletricidade
Historia da eletricidade
 
Chernobyl
ChernobylChernobyl
Chernobyl
 
Leis De Kepler
Leis De KeplerLeis De Kepler
Leis De Kepler
 
Evolução do átomo
Evolução do átomoEvolução do átomo
Evolução do átomo
 
O átomo
O átomoO átomo
O átomo
 
Energia nuclear
Energia nuclearEnergia nuclear
Energia nuclear
 
Aula radioatividade
Aula radioatividadeAula radioatividade
Aula radioatividade
 

Semelhante a Marie Curie

"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel
"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel
"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel
Vania Lima "Somos Físicos"
 
Descobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficialDescobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficial
Claudia Cinara Braga
 
Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2
Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2
Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2
Claudia Cinara Braga
 
Descobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficialDescobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficial
Leonardo Matheus Maia
 
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE
Fernanda Meijon
 
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE
Fernanda Meijon
 
História da radioatividade
História da radioatividadeHistória da radioatividade
História da radioatividade
Magno Cavalheiro
 
História da radioatividade Aula 3
História da radioatividade Aula 3História da radioatividade Aula 3
História da radioatividade Aula 3
Magno Cavalheiro Faria
 
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADEDESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
Fernanda Meijon
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
Fernanda Meijon
 
Descoberta da Radioatividade
Descoberta da RadioatividadeDescoberta da Radioatividade
Descoberta da Radioatividade
Fernanda Meijon
 
Resumo currier radioatidade c
Resumo currier radioatidade cResumo currier radioatidade c
Resumo currier radioatidade c
adalberto miran
 
História da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações ApresentaçãoHistória da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações Apresentação
Cristian Souza
 
Premio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIA
Premio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIAPremio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIA
Premio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIA
Escola Secundária Carlos Amarante - Braga - Portugal
 
BE Transversalidade Cultural - Físico-Química - Marie Curie
BE Transversalidade Cultural -  Físico-Química -  Marie CurieBE Transversalidade Cultural -  Físico-Química -  Marie Curie
BE Transversalidade Cultural - Físico-Química - Marie Curie
Paula Ferreiro
 
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADEDESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
Fernanda Meijon
 
Marie Curie, sua história e seus feitos a humanidade
Marie Curie, sua história e seus feitos a humanidadeMarie Curie, sua história e seus feitos a humanidade
Marie Curie, sua história e seus feitos a humanidade
eozackzin
 
Marie Curie - Biografia
Marie Curie - BiografiaMarie Curie - Biografia
Marie Curie - Biografia
Catarina Sousa
 
A revelação dos núcleos instáveis
A revelação dos núcleos instáveisA revelação dos núcleos instáveis
A revelação dos núcleos instáveis
Bia Errico
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
LAéCiO SaNtO´S
 

Semelhante a Marie Curie (20)

"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel
"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel
"Somos Físicos" Marie Curie e Becquerel
 
Descobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficialDescobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficial
 
Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2
Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2
Antonie henri becquerel descobriu a radioatividade em 1896 por acaso v2
 
Descobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficialDescobrindo a radioatividade oficial
Descobrindo a radioatividade oficial
 
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE
 
RADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADERADIOATIVIDADE
RADIOATIVIDADE
 
História da radioatividade
História da radioatividadeHistória da radioatividade
História da radioatividade
 
História da radioatividade Aula 3
História da radioatividade Aula 3História da radioatividade Aula 3
História da radioatividade Aula 3
 
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADEDESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 
Descoberta da Radioatividade
Descoberta da RadioatividadeDescoberta da Radioatividade
Descoberta da Radioatividade
 
Resumo currier radioatidade c
Resumo currier radioatidade cResumo currier radioatidade c
Resumo currier radioatidade c
 
História da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações ApresentaçãoHistória da Física das Radiações Apresentação
História da Física das Radiações Apresentação
 
Premio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIA
Premio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIAPremio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIA
Premio Nobel - Química (Aluna Manuela Pessoa Amorim) Escola EIA
 
BE Transversalidade Cultural - Físico-Química - Marie Curie
BE Transversalidade Cultural -  Físico-Química -  Marie CurieBE Transversalidade Cultural -  Físico-Química -  Marie Curie
BE Transversalidade Cultural - Físico-Química - Marie Curie
 
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADEDESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
DESCOBERTA DA RADIOATIVIDADE
 
Marie Curie, sua história e seus feitos a humanidade
Marie Curie, sua história e seus feitos a humanidadeMarie Curie, sua história e seus feitos a humanidade
Marie Curie, sua história e seus feitos a humanidade
 
Marie Curie - Biografia
Marie Curie - BiografiaMarie Curie - Biografia
Marie Curie - Biografia
 
A revelação dos núcleos instáveis
A revelação dos núcleos instáveisA revelação dos núcleos instáveis
A revelação dos núcleos instáveis
 
Radioatividade
RadioatividadeRadioatividade
Radioatividade
 

Mais de Rodolfo Ferreira de Oliveira

Preconceito Linguístico
Preconceito LinguísticoPreconceito Linguístico
Preconceito Linguístico
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
O olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da ÁfricaO olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da África
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Estrelas
EstrelasEstrelas
Fungos
FungosFungos
Café
CaféCafé
Origem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humanoOrigem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humano
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Cabo Verde
Cabo VerdeCabo Verde
Conhecimento Empírico
Conhecimento EmpíricoConhecimento Empírico
Conhecimento Empírico
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Globalização Política
Globalização PolíticaGlobalização Política
Globalização Política
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Feitorias
FeitoriasFeitorias
O trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasilO trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasil
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
As Leis de Newton
As Leis de NewtonAs Leis de Newton
As Leis de Newton
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
A linguagem visual
A linguagem visualA linguagem visual
A linguagem visual
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Gametogênese
GametogêneseGametogênese
Células tronco embrionárias
Células tronco embrionáriasCélulas tronco embrionárias
Células tronco embrionárias
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Tecido Conjuntivo
Tecido ConjuntivoTecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Unidade
UnidadeUnidade
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 

Mais de Rodolfo Ferreira de Oliveira (20)

Preconceito Linguístico
Preconceito LinguísticoPreconceito Linguístico
Preconceito Linguístico
 
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
 
O olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da ÁfricaO olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da África
 
Estrelas
EstrelasEstrelas
Estrelas
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Café
CaféCafé
Café
 
Origem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humanoOrigem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humano
 
Cabo Verde
Cabo VerdeCabo Verde
Cabo Verde
 
Conhecimento Empírico
Conhecimento EmpíricoConhecimento Empírico
Conhecimento Empírico
 
Globalização Política
Globalização PolíticaGlobalização Política
Globalização Política
 
Feitorias
FeitoriasFeitorias
Feitorias
 
O trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasilO trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasil
 
As Leis de Newton
As Leis de NewtonAs Leis de Newton
As Leis de Newton
 
A linguagem visual
A linguagem visualA linguagem visual
A linguagem visual
 
Gametogênese
GametogêneseGametogênese
Gametogênese
 
Células tronco embrionárias
Células tronco embrionáriasCélulas tronco embrionárias
Células tronco embrionárias
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Raça e etnia
 
Tecido Conjuntivo
Tecido ConjuntivoTecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo
 
Unidade
UnidadeUnidade
Unidade
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 

Último

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
wagnermorais28
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
SILVIAREGINANAZARECA
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
fernandacosta37763
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
soaresdesouzaamanda8
 

Último (20)

D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números RacionaisPotenciação e Radiciação de Números Racionais
Potenciação e Radiciação de Números Racionais
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
1_10_06_2024_Criança e Cultura Escrita, Ana Maria de Oliveira Galvão.pdf
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Atividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º anoAtividade de reforço de matemática 2º ano
Atividade de reforço de matemática 2º ano
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdfCRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
CRONOGRAMA - PSC 2° ETAPA 2024.pptx (1).pdf
 

Marie Curie

  • 1. UNIVERSIDADE DA INTEGRAÇÃO INTERNACIONAL DA LUSOFONIA AFRO-BRASILEIRA – UNILAB PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSAS DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA – PIBID ESCOLA DE ENSINO MÉDIO DR. BRUNILO JACÓ SUPERVISORES: KELMA, EDVAN E EDILBERTO BOLSISTAS: RODOLFO E WELLINGTON MARIE CURIE 1
  • 2. 2
  • 3. Quem foi Marie Curie? • Marie Curie (1867-1934) foi uma cientista polonesa que desenvolveu diversas pesquisas sobre radioatividade no campo da Física e da Química, ganhando o Prêmio Nobel nessas duas áreas (1903 e 1935) • Primeira mulher vencedora do prêmio Nobel • Primeira pessoa a ganhar mais de um Prêmio Nobel • Única pessoa a ganhar mais de um Prêmio Nobel, sendo cada um numa área científica 3 Figura 1 – Marie Curie
  • 4. Infância e juventude • Nasceu em Varsóvia em 07 de Novembro de 1867, nessa época a Polônia fazia parte do Império Russo • Educou-se em pequenas escolas e recebeu formação complementar de seu pai, famoso professor da cidade • Era Agnóstica, abandonou o catolicismo após ver sua mãe e sua irmã, ambas católicas, morrerem quase que, simultaneamente 4 Figura 2 - Władysław Skłodowski e suas filhas (a partir da esquerda) Maria, Bronisława, Helena, 1890
  • 5. 5 Família Figura 3 – Pierre Curie, esposo e companheiro de pesquisa de Marie Curie. Figura 5 – Ève Curie, filha de Marie Curie. Não venceu o prêmio Nobel Figura 4 – Irène Curie, filha de Marie Curie e seu esposo Frédéric Joliot, ambos laureados pelo Nobel de Química em 1935
  • 6. 6 Antoine Henri Becquerel – O instrutor • Físico Francês • Descobriu a Radioatividade • Nobel de Física em 1903 • Filho do inventor da fosforoscopia • Neto de um dos fundadores da Eletroquímica Figura 6 – Henri Becquerel, instrutor e colega do Casal Curie
  • 7. 7 O que é Radioatividade?
  • 8. 8 Alguns elementos radioativos Figura 7 – Alguns elementos radioativos, os dois primeiros foram descobertos por Marie Curie
  • 9. 9 Estudos • Estudou juntamente com Henri Becquerel e seu marido, Pierre Curie • 1896  Sais de Urânio • 1898  Pechblenda > Urânio • Descoberta do Polônio e Rádio • Nunca patentearam o processo que desenvolveram Figura 8 – Pechblenda, minério que consegue emitir mais radiação que o Urânio
  • 10. 10 Carreira Científica • Doutorou-se em ciências em 1903 • Em 1906 assume a cadeira de Física Geral na Faculdade de Ciências da Sorbonne • Diretora do Laboratório Curie do Instituto do Radium, da Universidade de Paris, fundado em 1914 • Participou da 1ª à 7ª Conferência de Solvay
  • 11. 11 Reconhecimento – Os Prêmios Nobel • Nobel de Física em 1903 "em reconhecimento aos extraordinários resultados obtidos por suas investigações conjuntas sobre os fenômenos da radiação, descoberta por Henri Becquerel“ • Nobel de Química em 1911 “em reconhecimento pelos seus serviços para o avanço da química, com o descobrimento dos elementos rádio e polônio, o isolamento do rádio e o estudo da natureza dos compostos deste elemento” Figura 9 – Diploma do Nobel de Física, obtido por Marie Curie em 1903
  • 14. 14 Conferências de Solvay Figura 11 – Primeira Conferência de Solvay, realizada em 1911, com o tema: Teoria da radiação e dos quanta
  • 15. 15 Conferências de Solvay Figura 12 – Segunda Conferência de Solvay, realizada em 1913, com o tema: A estrutura da Matéria
  • 16. 16 Conferências de Solvay Figura 13 – Terceira Conferência de Solvay, realizada em 1921, com o tema: Átomos e Elétrons
  • 17. 17 Conferências de Solvay Figura 14 – Quarta Conferência de Solvay, realizada em 1924, com o tema: Condutibilidade elétrica dos metais e problemas correlatos
  • 18. 18 Conferências de Solvay Figura 15 – Quinta Conferência de Solvay, realizada em 1927, com o tema: Elétrons e Fótons
  • 19. 19 Conferências de Solvay Figura 16 – Sexta Conferência de Solvay, realizada em 1930, com o tema: O magnetismo
  • 20. 20 Conferências de Solvay Figura 17 – Sétima Conferência de Solvay, realizada em 1933, com o tema: Estrutura e propriedades do núcleo atômico
  • 21. 21 Outros Prêmios • Medalha Davy – 1903 • Medalha Mateucii – 1904 • Medalha Elliott Cresson - 1909
  • 22. 22 Para ler e assistir Figura 18 – Livro “Marie Curie” de Gabriel Pugliese Figura 19 – Filme “Madame Curie”, dirigido por Mervyn LeRoy, feito com base na biografia de Marie, feita por sua filha Ève
  • 23. 23
  • 24. 24 Referências Bibliográficas • MARTINS, Roberto de Andrade. As primeiras investigações de Marie Curie sobre elementos radioativos. In: Revista da Sociedade Brasileira de História da Ciência, Rio de Janeiro, v. 1, n.1, p. 29-41, 2003. • Wikipédia – A enciclopédia Livre (Online). Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Marie_Curie. Acesso por último em 18/05/2015 às 05h06min