SlideShare uma empresa Scribd logo
Imagine um carro deslocando-se em uma estrada,
mantendo o ponteiro do velocímetro sempre na
mesma marca, por exemplo, a 60 km/h. Isso quer
dizer que se o carro mantiver sempre essa
velocidade, ele irá percorrer 60 km a cada 1 hora.
Essa situação descrita acima é uma
exemplificação do que chamamos de movimento
uniforme. Definimos movimento uniforme como
sendo aquele movimento que tem velocidade
escalar constante em qualquer instante ou
intervalo de tempo. Podemos dizer ainda que o
móvel percorre distâncias iguais em intervalos de
tempos iguais.
INTRODUÇÃO
A FUNÇÃO HORÁRIA DO
MOVIMENTO UNIFORME
No movimento uniforme temos que a velocidade escalar é constante e
coincide com a velocidade escalar média em qualquer instante ou
intervalo de tempo. Matematicamente, a velocidade escalar média
pode ser expressa da seguinte forma:
Onde:
• ΔS é a variação de posição do móvel, ΔS = S – So;
• Δt é a variação do tempo, Δt = t – to.
Substituído ΔS e Δt na equação da velocidade descrita acima, temos:
Fazendo tempo inicial igual a zero, to= 0, temos a função horária do
movimento uniforme.
S = So + Vt
Essa é uma função do primeiro grau e é chamada de função
horária da posição. Através dela podemos determinar a posição
de um móvel num determinado instante.
ENCONTRO ENTRE UM MÓVEL A
E UM MÓVEL B
Considere dois móveis A e B se movimentando em uma mesma
trajetória simultaneamente em sentido opostos ou em mesmo sentido.
O encontro entre o móvel A e o móvel B ocorrerá quando eles
estiverem na mesma posição. Ou seja: Sa = Sb
CARACTERÍSTICAS DO
MOVIMENTO UNIFORME
Como vimos inicialmente, o movimento uniforme é o movimento que
possui velocidade constante, ou seja, ela não varia com o passar do
tempo. Entretanto, essa velocidade, apesar de ser constante, é
diferente de zero, ou seja, ela pode assumir qualquer outro valor que
não seja o zero.
Sendo a aceleração definida da seguinte forma:
E sabendo que no movimento uniforme a variação da velocidade é
igual a zero, pois a velocidade final é igual à velocidade inicial,
concluímos que a aceleração é constante e igual a zero.
Ao observarmos atentamente os movimentos dos móveis no cotidiano
vamos perceber que o movimento uniforme na realidade não existe,
pois sempre é necessário aumentar ou diminuir a velocidade durante
o trajeto até determinado local. Todos os móveis e até nós, os seres
humanos, fazemos quando, por exemplo, corremos para não chegar
atrasado ao serviço. O movimento que retrata de forma clara os
movimentos que ocorrem no cotidiano é o movimento uniformemente
variado, o qual possui velocidade variável e aceleração constante.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Movimento - Física
Movimento - FísicaMovimento - Física
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUVMovimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
O mundo da FÍSICA
 
Cinemática Vetorial
Cinemática VetorialCinemática Vetorial
Cinemática Vetorial
Marco Antonio Sanches
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
Daniela F Almenara
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
Rildo Borges
 
Aula 1 velocidade média
Aula 1  velocidade médiaAula 1  velocidade média
Aula 1 velocidade média
Montenegro Física
 
Hidrostática
HidrostáticaHidrostática
Hidrostática
Vlamir Gama Rocha
 
Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
Vlamir Gama Rocha
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
luam1969
 
Energia mecânica
Energia mecânicaEnergia mecânica
Energia mecânica
Kamila Joyce
 
Velocidade Escalar Média
Velocidade Escalar MédiaVelocidade Escalar Média
Velocidade Escalar Média
Miky Mine
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
cristbarb
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
O mundo da FÍSICA
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
Adrianne Mendonça
 
Física - Lançamento Vertical
Física - Lançamento VerticalFísica - Lançamento Vertical
Física - Lançamento Vertical
Yahn Amaral
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
jorgehenriqueangelim
 
TERMOLOGIA
TERMOLOGIATERMOLOGIA
Vetores
VetoresVetores
1ª lei de newton
1ª lei de newton1ª lei de newton
1ª lei de newton
Isadora Girio
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
Adrianne Mendonça
 

Mais procurados (20)

Movimento - Física
Movimento - FísicaMovimento - Física
Movimento - Física
 
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUVMovimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
Movimento retilíeno uniformemente variado - MRUV
 
Cinemática Vetorial
Cinemática VetorialCinemática Vetorial
Cinemática Vetorial
 
Dilatação térmica
Dilatação térmicaDilatação térmica
Dilatação térmica
 
Ondulatoria
OndulatoriaOndulatoria
Ondulatoria
 
Aula 1 velocidade média
Aula 1  velocidade médiaAula 1  velocidade média
Aula 1 velocidade média
 
Hidrostática
HidrostáticaHidrostática
Hidrostática
 
Trabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia SlideTrabalho e Energia Slide
Trabalho e Energia Slide
 
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
Aula de física  movimento, repouso, velocidade médiaAula de física  movimento, repouso, velocidade média
Aula de física movimento, repouso, velocidade média
 
Energia mecânica
Energia mecânicaEnergia mecânica
Energia mecânica
 
Velocidade Escalar Média
Velocidade Escalar MédiaVelocidade Escalar Média
Velocidade Escalar Média
 
Aula05 forças
Aula05 forçasAula05 forças
Aula05 forças
 
Cinemática introdução
Cinemática introduçãoCinemática introdução
Cinemática introdução
 
Física (calorimetria)
Física (calorimetria)Física (calorimetria)
Física (calorimetria)
 
Física - Lançamento Vertical
Física - Lançamento VerticalFísica - Lançamento Vertical
Física - Lançamento Vertical
 
Lançamento oblíquo
Lançamento oblíquoLançamento oblíquo
Lançamento oblíquo
 
TERMOLOGIA
TERMOLOGIATERMOLOGIA
TERMOLOGIA
 
Vetores
VetoresVetores
Vetores
 
1ª lei de newton
1ª lei de newton1ª lei de newton
1ª lei de newton
 
Termologia
TermologiaTermologia
Termologia
 

Destaque

Gases Perfeitos
Gases PerfeitosGases Perfeitos
Gases Perfeitos
Wagner Moreira da Silva
 
Gases perfeitos
Gases  perfeitosGases  perfeitos
Gases perfeitos
Adrianne Mendonça
 
Movimento Uniforme (MU)
Movimento Uniforme (MU)Movimento Uniforme (MU)
Movimento Uniforme (MU)
Catarina Lopes
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
Aryleudo De Oliveira
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
marlenebertolini
 
Dinâmica 1
Dinâmica 1Dinâmica 1
Dinâmica 1
clickfisica
 
1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme
rositafelix
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
GGE Colégio e Curso
 
Gases perfeitos 2011
Gases perfeitos 2011Gases perfeitos 2011
Gases perfeitos 2011
Rildo Borges
 
Movimento uniformemente variado ademar
Movimento uniformemente variado   ademarMovimento uniformemente variado   ademar
Movimento uniformemente variado ademar
Ademar Saints
 
Gases perfeitos
Gases perfeitosGases perfeitos
Gases perfeitos
Claudio Barrozo
 
Gases perfeitos e termodinâmica
Gases perfeitos e termodinâmicaGases perfeitos e termodinâmica
Gases perfeitos e termodinâmica
Dayanne Sousa
 
Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011
Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011
Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011
Elisabeth Dudziak
 
Revisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidos
Revisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidosRevisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidos
Revisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidos
Cleiton Rosa
 
Dilatação
DilataçãoDilatação
Dilatação
João Cassimiro
 
Aula sobre som
Aula sobre somAula sobre som
Aula sobre som
LJerias
 
Temperatura
TemperaturaTemperatura
Temperatura
panelada
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
Angélica Brasil
 
GASES PERFEITOS
GASES PERFEITOSGASES PERFEITOS
GASES PERFEITOS
Ana Dias
 
Física óptica
Física   ópticaFísica   óptica
Física óptica
WALTER ALENCAR DE SOUSA
 

Destaque (20)

Gases Perfeitos
Gases PerfeitosGases Perfeitos
Gases Perfeitos
 
Gases perfeitos
Gases  perfeitosGases  perfeitos
Gases perfeitos
 
Movimento Uniforme (MU)
Movimento Uniforme (MU)Movimento Uniforme (MU)
Movimento Uniforme (MU)
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
 
Dinâmica 1
Dinâmica 1Dinâmica 1
Dinâmica 1
 
1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme1 ano movimento uniforme
1 ano movimento uniforme
 
Leis de kepler
Leis de keplerLeis de kepler
Leis de kepler
 
Gases perfeitos 2011
Gases perfeitos 2011Gases perfeitos 2011
Gases perfeitos 2011
 
Movimento uniformemente variado ademar
Movimento uniformemente variado   ademarMovimento uniformemente variado   ademar
Movimento uniformemente variado ademar
 
Gases perfeitos
Gases perfeitosGases perfeitos
Gases perfeitos
 
Gases perfeitos e termodinâmica
Gases perfeitos e termodinâmicaGases perfeitos e termodinâmica
Gases perfeitos e termodinâmica
 
Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011
Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011
Biblioteca Escolar e a Competência em informação 2011
 
Revisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidos
Revisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidosRevisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidos
Revisão de dilatação térmica dos sólidos e líquidos
 
Dilatação
DilataçãoDilatação
Dilatação
 
Aula sobre som
Aula sobre somAula sobre som
Aula sobre som
 
Temperatura
TemperaturaTemperatura
Temperatura
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
GASES PERFEITOS
GASES PERFEITOSGASES PERFEITOS
GASES PERFEITOS
 
Física óptica
Física   ópticaFísica   óptica
Física óptica
 

Semelhante a Movimento uniforme

Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
Ranieli Gonçalves
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.
Adalgisa Barreto
 
Aula 2 cinemática
Aula 2   cinemáticaAula 2   cinemática
Aula 2 cinemática
Gessyeli Ferreto
 
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
P Valter De Almeida Gomes
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
Josenilson S'ilva
 
Cinematica blog
Cinematica blogCinematica blog
Cinematica blog
rafaelcef3
 
Que movimento e esse
Que movimento e esse Que movimento e esse
Que movimento e esse
Marisa Cavalcante
 
Física cinemática - aula - 11
Física   cinemática - aula - 11Física   cinemática - aula - 11
Física cinemática - aula - 11
Bruce Colombi
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
fisicaatual
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
fisicaatual
 
Trabalho Individual
Trabalho IndividualTrabalho Individual
Trabalho Individual
Keyla Bruck
 
Que movimento e esse revisado
Que movimento e esse revisadoQue movimento e esse revisado
Que movimento e esse revisado
sanfrapuc
 
Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202
Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202
Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202
belinharieper
 
Trabalho Individual
Trabalho IndividualTrabalho Individual
Trabalho Individual
Keyla Bruck
 
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - CinemáticaTarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
xtganderson
 
Aula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniformeAula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniforme
Daniela F Almenara
 
Trabalho_Individual
Trabalho_IndividualTrabalho_Individual
Trabalho_Individual
Keyla Bruck
 
Apresentacao sobre movimentos
Apresentacao sobre movimentosApresentacao sobre movimentos
Apresentacao sobre movimentos
Roger Azevedo
 
Apostila fisica1
Apostila fisica1Apostila fisica1
Apostila fisica1
resolvidos
 

Semelhante a Movimento uniforme (20)

Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.MRU / MRUV - Slide de física.
MRU / MRUV - Slide de física.
 
Aula 2 cinemática
Aula 2   cinemáticaAula 2   cinemática
Aula 2 cinemática
 
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
CINEMÁTICA CONCEITOS INICIAIS - AULA PARA 26-02-2015
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Cinematica blog
Cinematica blogCinematica blog
Cinematica blog
 
Que movimento e esse
Que movimento e esse Que movimento e esse
Que movimento e esse
 
Física cinemática - aula - 11
Física   cinemática - aula - 11Física   cinemática - aula - 11
Física cinemática - aula - 11
 
Movimento Uniforme
Movimento UniformeMovimento Uniforme
Movimento Uniforme
 
Movimento uniforme
Movimento uniformeMovimento uniforme
Movimento uniforme
 
Trabalho Individual
Trabalho IndividualTrabalho Individual
Trabalho Individual
 
Que movimento e esse revisado
Que movimento e esse revisadoQue movimento e esse revisado
Que movimento e esse revisado
 
Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202
Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202
Movimento e Leis de Newton - 9 ano EM202
 
Trabalho Individual
Trabalho IndividualTrabalho Individual
Trabalho Individual
 
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - CinemáticaTarefa de Final de Curso - Cinemática
Tarefa de Final de Curso - Cinemática
 
Aula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniformeAula 3 movimento retilíneo uniforme
Aula 3 movimento retilíneo uniforme
 
Trabalho_Individual
Trabalho_IndividualTrabalho_Individual
Trabalho_Individual
 
Apresentacao sobre movimentos
Apresentacao sobre movimentosApresentacao sobre movimentos
Apresentacao sobre movimentos
 
Apostila fisica1
Apostila fisica1Apostila fisica1
Apostila fisica1
 

Mais de Rodolfo Ferreira de Oliveira

Preconceito Linguístico
Preconceito LinguísticoPreconceito Linguístico
Preconceito Linguístico
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
O olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da ÁfricaO olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da África
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Marie Curie
Marie CurieMarie Curie
Estrelas
EstrelasEstrelas
Fungos
FungosFungos
Café
CaféCafé
Origem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humanoOrigem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humano
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Cabo Verde
Cabo VerdeCabo Verde
Conhecimento Empírico
Conhecimento EmpíricoConhecimento Empírico
Conhecimento Empírico
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Globalização Política
Globalização PolíticaGlobalização Política
Globalização Política
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Feitorias
FeitoriasFeitorias
O trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasilO trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasil
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
As Leis de Newton
As Leis de NewtonAs Leis de Newton
As Leis de Newton
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
A linguagem visual
A linguagem visualA linguagem visual
A linguagem visual
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Gametogênese
GametogêneseGametogênese
Células tronco embrionárias
Células tronco embrionáriasCélulas tronco embrionárias
Células tronco embrionárias
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Tecido Conjuntivo
Tecido ConjuntivoTecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo
Rodolfo Ferreira de Oliveira
 
Unidade
UnidadeUnidade

Mais de Rodolfo Ferreira de Oliveira (20)

Preconceito Linguístico
Preconceito LinguísticoPreconceito Linguístico
Preconceito Linguístico
 
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
Um Tubarão Gigantesco do Cretáceo Inferior na Formação do Duck Creek do Texas.
 
O olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da ÁfricaO olhar imperial e a invenção da África
O olhar imperial e a invenção da África
 
Marie Curie
Marie CurieMarie Curie
Marie Curie
 
Estrelas
EstrelasEstrelas
Estrelas
 
Fungos
FungosFungos
Fungos
 
Café
CaféCafé
Café
 
Origem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humanoOrigem e evolução do ser humano
Origem e evolução do ser humano
 
Cabo Verde
Cabo VerdeCabo Verde
Cabo Verde
 
Conhecimento Empírico
Conhecimento EmpíricoConhecimento Empírico
Conhecimento Empírico
 
Globalização Política
Globalização PolíticaGlobalização Política
Globalização Política
 
Feitorias
FeitoriasFeitorias
Feitorias
 
O trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasilO trabalho escravo no brasil
O trabalho escravo no brasil
 
As Leis de Newton
As Leis de NewtonAs Leis de Newton
As Leis de Newton
 
A linguagem visual
A linguagem visualA linguagem visual
A linguagem visual
 
Gametogênese
GametogêneseGametogênese
Gametogênese
 
Células tronco embrionárias
Células tronco embrionáriasCélulas tronco embrionárias
Células tronco embrionárias
 
Raça e etnia
Raça e etniaRaça e etnia
Raça e etnia
 
Tecido Conjuntivo
Tecido ConjuntivoTecido Conjuntivo
Tecido Conjuntivo
 
Unidade
UnidadeUnidade
Unidade
 

Último

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Marília Pacheco
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
Manuais Formação
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
Eró Cunha
 

Último (20)

Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdfAula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
Aula Aberta_Avaliação Digital no ensino basico e secundário.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdfUFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
UFCD_6580_Cuidados na saúde a populações mais vulneráveis_índice.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...REGULAMENTO  DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
REGULAMENTO DO CONCURSO DESENHOS AFRO/2024 - 14ª edição - CEIRI /UREI (ficha...
 

Movimento uniforme

  • 1.
  • 2. Imagine um carro deslocando-se em uma estrada, mantendo o ponteiro do velocímetro sempre na mesma marca, por exemplo, a 60 km/h. Isso quer dizer que se o carro mantiver sempre essa velocidade, ele irá percorrer 60 km a cada 1 hora. Essa situação descrita acima é uma exemplificação do que chamamos de movimento uniforme. Definimos movimento uniforme como sendo aquele movimento que tem velocidade escalar constante em qualquer instante ou intervalo de tempo. Podemos dizer ainda que o móvel percorre distâncias iguais em intervalos de tempos iguais. INTRODUÇÃO
  • 3. A FUNÇÃO HORÁRIA DO MOVIMENTO UNIFORME No movimento uniforme temos que a velocidade escalar é constante e coincide com a velocidade escalar média em qualquer instante ou intervalo de tempo. Matematicamente, a velocidade escalar média pode ser expressa da seguinte forma: Onde: • ΔS é a variação de posição do móvel, ΔS = S – So; • Δt é a variação do tempo, Δt = t – to.
  • 4. Substituído ΔS e Δt na equação da velocidade descrita acima, temos: Fazendo tempo inicial igual a zero, to= 0, temos a função horária do movimento uniforme. S = So + Vt Essa é uma função do primeiro grau e é chamada de função horária da posição. Através dela podemos determinar a posição de um móvel num determinado instante.
  • 5. ENCONTRO ENTRE UM MÓVEL A E UM MÓVEL B Considere dois móveis A e B se movimentando em uma mesma trajetória simultaneamente em sentido opostos ou em mesmo sentido. O encontro entre o móvel A e o móvel B ocorrerá quando eles estiverem na mesma posição. Ou seja: Sa = Sb
  • 6. CARACTERÍSTICAS DO MOVIMENTO UNIFORME Como vimos inicialmente, o movimento uniforme é o movimento que possui velocidade constante, ou seja, ela não varia com o passar do tempo. Entretanto, essa velocidade, apesar de ser constante, é diferente de zero, ou seja, ela pode assumir qualquer outro valor que não seja o zero. Sendo a aceleração definida da seguinte forma: E sabendo que no movimento uniforme a variação da velocidade é igual a zero, pois a velocidade final é igual à velocidade inicial, concluímos que a aceleração é constante e igual a zero.
  • 7. Ao observarmos atentamente os movimentos dos móveis no cotidiano vamos perceber que o movimento uniforme na realidade não existe, pois sempre é necessário aumentar ou diminuir a velocidade durante o trajeto até determinado local. Todos os móveis e até nós, os seres humanos, fazemos quando, por exemplo, corremos para não chegar atrasado ao serviço. O movimento que retrata de forma clara os movimentos que ocorrem no cotidiano é o movimento uniformemente variado, o qual possui velocidade variável e aceleração constante.