SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 7
Baixar para ler offline
Bolsa de Empreendedorismo Lisboa
Definir Necessidades e Estratégias de Financiamento
Luís Jerónimo
Lisboa, 9 maio 2016
INVESTIMENTO SOCIAL
FILANTROPIA
TRADICIONAL
INVESTIMENTO
TRADICIONAL
INVESTIMENTO
SOCIAL
• Utilização do impacto como critério de
investimento
• Expectativa de reembolso do
investimento e algum retorno a médio ou
longo prazo
• Apoio à inovação social e capacitação de
organizações
• Foco no máximo retorno
financeiro dado o perfil de risco
do investidor
• Donativos para apoiar actividades
com impacto social e/ou apoio aos
segmentos mais desfavorecidos
da população
A existência de filantropia tradicional e donativos é fundamental para o setor social. O
investimento social é um mecanismo para melhorar o acesso do setor a novas fontes de
financiamento.
FOCO NO DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS
INVESTIMENTO SOCIAL
PARA as organizações sociais NAS organizações sociais
• Financiamento de um projeto ou
iniciativa específica
• Apoio no desempenho da
prestação de serviços específicos
• Financiamento na estrutura das
organizações sociais
• Apoio ao crescimento das
atividades de forma a aumentar a
escala, expandir a esfera de
alcance ou diversificar o leque de
atividades
Exemplo: Financiamento de um
projeto piloto que promove a
integração de pessoas sem-abrigo.
Exemplo: Financiamento de recursos
humanos e sistemas informáticos para
apoiar a expansão e melhoria de
eficiência de uma organização.
BENEFÍCIOS PARA INVESTIDORES
DIVERSIFICAÇÃO DE PORTFOLIO
CRIAÇÃO DEVALORA MÉDIO E
LONGO PRAZO
ENVOLVIMENTOCOM A
COMUNIDADE
MEDIÇÃO DE RESULTADOS
Combinações e oportunidades de retorno financeiro e impacto ainda
pouco exploradas, pouco correlacionadas com outros ativos.
Sinalizar a orientação para um horizonte temporal mais alargado.
Reciclagem do investimento feito no setor social.
Reforço do papel social dos principais agentes económicos.
A medição dos resultados leva a que as oportunidades de
investimento se validem, renovem e multipliquem.
Além dos benefícios tangíveis, acreditamos que existe uma outra variável fundamental
para os investidores sociais: maximizar o impacto das suas decisões de investimento.
FINANCIAMENTO COM SUCESSO = NECESSIDADES DIFERENTES +
ESTRATÉGIASADEQUADAS
Modelo de
negócio
Family, friends and fools
Filantropia estratégica
Donativos
Crowdfunding
Instrumentos
tradicionais adaptados:
- Quasi equity (partilha
de receitas)
- Crédito sem garantia
- Equity crowdfunding
Títulos de Impacto
Social
Sem modelo de negócio
(ainda)
Utilizador = Pagador
(B2C e B2B)
Utilizador não é
pagador (B2G)
Mecanismos de
financiamento
Necessidades Definição do modelo de
intervenção e teoria da
mudança / teste da
solução
Alinhamento entre
desempenho financeiro
e desempenho social
Gestão de desempenho,
foco nos resultados,
colaboração inter-
sectorial
Denominador comum:
Capacitação e apoio não financeiro para melhorar a aptidão para receber investimento social
TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL
INVESTIDOR
FCG
ACADEMIA DE CÓDIGO
65 Alunos do Ensino Básico (3º ano)
Escola Aida
Vieira
Escola do
Armador
AVALIADOR
INDEPENDENTE
NOVA SBE
Câmara Municipal
de Lisboa
Melhoria da capacidade
cognitiva (10%)
Melhoria do desempenho
escolar nas Provas Globais de
Matemática e Português (10%)
Escola S. João de
Deus
Pagamento com base
em resultados, apenas
se resultados são
atingidos
(transferência de risco)
Implementação no terreno
TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL – ACADEMIA CÓDIGO JÚNIOR
93.198,13 €
110.000,00 €
0 €
30.000 €
60.000 €
90.000 €
120.000 €
150.000 €
180.000 €
Custo CML Pagamento
resultados
Item Montante Tipo
CTO 0.5 FTE Investimento
Project manager 0.5 FTE Investimento
Formadores 1 FTE Investimento
Administrativo 0.2 FTE Investimento
Sub total 93,198 € Investimento
Set up costs 11,000€ Donativo
Overheads 20% Donativo
Sub total 29,639€ Donativo
Total 122,837€
24% donativo/76%
investimento
InvestimentoDonativo
Modelo de intervenção Estrutura de custos
Perfil de custos e receitas Estrutura de financiamento
99.000,00 €
11.000,00 €
0 €
20.000 €
40.000 €
60.000 €
80.000 €
100.000 €
120.000 €
Donativo (custo) Investimento (custo) Receitas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Bolsa do empreendedorismo oportunidades para empresas - gppq
Bolsa do empreendedorismo   oportunidades para empresas - gppqBolsa do empreendedorismo   oportunidades para empresas - gppq
Bolsa do empreendedorismo oportunidades para empresas - gppq
 
Carlos Medeiros - Competir sem Fronteiras
Carlos Medeiros - Competir sem FronteirasCarlos Medeiros - Competir sem Fronteiras
Carlos Medeiros - Competir sem Fronteiras
 
Teresa Rebelo - Microcredito e Crowdfunding
Teresa Rebelo - Microcredito e CrowdfundingTeresa Rebelo - Microcredito e Crowdfunding
Teresa Rebelo - Microcredito e Crowdfunding
 
Miguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
Miguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em PortugalMiguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
Miguel Matos - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
 
Jorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Jorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarialJorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Jorge Faria - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
 
Rosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Rosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo socialRosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Rosário Fidalgo - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
 
Diana Costa - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Diana Costa - Testar o Mercado com Protótipos e PilotosDiana Costa - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Diana Costa - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
 
Ana Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Ana Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo socialAna Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
Ana Sampaio - Empreendedorismo feminino; Empreendedorismo social
 
Rui Coelho - Competir sem Fronteiras
Rui Coelho - Competir sem FronteirasRui Coelho - Competir sem Fronteiras
Rui Coelho - Competir sem Fronteiras
 
Luís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Luís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarialLuís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
Luís Duarte - Apoio ao Empreendedorismo e promoção do espírito empresarial
 
Yoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Yoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e PilotosYoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Yoann Nesme - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
 
Carlos Azevedo - Partilha de Valor
Carlos Azevedo - Partilha de Valor Carlos Azevedo - Partilha de Valor
Carlos Azevedo - Partilha de Valor
 
Matilde Carvalho - Criar a Empresa
Matilde Carvalho - Criar a Empresa Matilde Carvalho - Criar a Empresa
Matilde Carvalho - Criar a Empresa
 
Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa ...
Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa ...Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa ...
Conferência Nacional Investimento e Empreendedorismo - Associação Portuguesa ...
 
António Andrade - Marcas e Patentes
António Andrade - Marcas e PatentesAntónio Andrade - Marcas e Patentes
António Andrade - Marcas e Patentes
 
"Crowdfunding - Financiamento alternativo para apoiar startups" - Sandra Corr...
"Crowdfunding - Financiamento alternativo para apoiar startups" - Sandra Corr..."Crowdfunding - Financiamento alternativo para apoiar startups" - Sandra Corr...
"Crowdfunding - Financiamento alternativo para apoiar startups" - Sandra Corr...
 
Empreendedorismo em saúde
Empreendedorismo em saúdeEmpreendedorismo em saúde
Empreendedorismo em saúde
 
Fórum Re:pensar SJM 2020 | Inovação Empresarial: Oportunidades de Financiamen...
Fórum Re:pensar SJM 2020 | Inovação Empresarial: Oportunidades de Financiamen...Fórum Re:pensar SJM 2020 | Inovação Empresarial: Oportunidades de Financiamen...
Fórum Re:pensar SJM 2020 | Inovação Empresarial: Oportunidades de Financiamen...
 
Prazo de candidatura à 4.ª edição da BGI foi adiado
Prazo de candidatura à 4.ª edição da BGI foi adiadoPrazo de candidatura à 4.ª edição da BGI foi adiado
Prazo de candidatura à 4.ª edição da BGI foi adiado
 
4C1E4A6B-C1350_1
4C1E4A6B-C1350_14C1E4A6B-C1350_1
4C1E4A6B-C1350_1
 

Destaque

Destaque (11)

Ana Santiago - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
Ana Santiago - Incubadoras e Aceleradoras em PortugalAna Santiago - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
Ana Santiago - Incubadoras e Aceleradoras em Portugal
 
Hélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Hélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e PilotosHélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
Hélder Sampaio - Testar o Mercado com Protótipos e Pilotos
 
Ricardo Lopes - Criar a Empresa
Ricardo Lopes - Criar a Empresa Ricardo Lopes - Criar a Empresa
Ricardo Lopes - Criar a Empresa
 
Tiago Ferreira - Metodologias de ideação e criação de projetos
Tiago Ferreira  - Metodologias de ideação e criação de projetos Tiago Ferreira  - Metodologias de ideação e criação de projetos
Tiago Ferreira - Metodologias de ideação e criação de projetos
 
Suzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
Suzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de FinanciamentoSuzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
Suzana Alipio - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento
 
Jorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidores
Jorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidoresJorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidores
Jorge Pimenta - Como apresentar projectos a investidores
 
Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos
Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos
Paulo Dias - Metodologias de ideação e criação de projetos
 
Lazaro Raposo - Modelos de Negócio
Lazaro Raposo - Modelos de NegócioLazaro Raposo - Modelos de Negócio
Lazaro Raposo - Modelos de Negócio
 
Bolsa do Empreendedorismo - Teresa Mendes
Bolsa do Empreendedorismo - Teresa MendesBolsa do Empreendedorismo - Teresa Mendes
Bolsa do Empreendedorismo - Teresa Mendes
 
Paulo Martins - Negociar
Paulo Martins - NegociarPaulo Martins - Negociar
Paulo Martins - Negociar
 
José Viana - Marcas e Patentes
José Viana - Marcas e PatentesJosé Viana - Marcas e Patentes
José Viana - Marcas e Patentes
 

Semelhante a Luís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento

Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)
Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)
Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)
Dianova
 
Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)
Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)
Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)
Dianova
 
Incentivos Fiscais e Financeiros para Empresas Sustentáveis
Incentivos Fiscais e Financeiros para Empresas SustentáveisIncentivos Fiscais e Financeiros para Empresas Sustentáveis
Incentivos Fiscais e Financeiros para Empresas Sustentáveis
Dialogus Consultoria
 
Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder | Exit 28_2012 (pt)
Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder  | Exit 28_2012 (pt)Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder  | Exit 28_2012 (pt)
Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder | Exit 28_2012 (pt)
Dianova
 

Semelhante a Luís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento (20)

Exit magazine 28 jan_dec2012_dianova
Exit magazine 28 jan_dec2012_dianovaExit magazine 28 jan_dec2012_dianova
Exit magazine 28 jan_dec2012_dianova
 
Curs captaçao, apostila p&b
Curs captaçao, apostila p&bCurs captaçao, apostila p&b
Curs captaçao, apostila p&b
 
Investimento social privado
Investimento social privadoInvestimento social privado
Investimento social privado
 
Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)
Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)
Artigo/ Novos Canais Comunicação: Gabriella Blumberg | Exit_28_2012 (pt)
 
Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)
Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)
Entrevista: Jonathan Jenkins | Exit 28_2012 (pt)
 
Cenário e tendências do Investimento Social Privado no Brasil
Cenário e tendências do Investimento Social Privado no BrasilCenário e tendências do Investimento Social Privado no Brasil
Cenário e tendências do Investimento Social Privado no Brasil
 
8ª Conseguro - Natanael Castro
8ª Conseguro - Natanael Castro8ª Conseguro - Natanael Castro
8ª Conseguro - Natanael Castro
 
AULA 3 Sustentabilidade económica e social
AULA 3 Sustentabilidade económica e socialAULA 3 Sustentabilidade económica e social
AULA 3 Sustentabilidade económica e social
 
Presentation Fund IT3 Capital
Presentation Fund IT3 CapitalPresentation Fund IT3 Capital
Presentation Fund IT3 Capital
 
Guia metodolígico para franchising social
Guia metodolígico para franchising socialGuia metodolígico para franchising social
Guia metodolígico para franchising social
 
3iAngels | Apresentação completa
3iAngels | Apresentação completa3iAngels | Apresentação completa
3iAngels | Apresentação completa
 
Centro de investimento de impacto plano
Centro de investimento de impacto planoCentro de investimento de impacto plano
Centro de investimento de impacto plano
 
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
Sebrae - Rodrigo Hisgail - Negócios de Impacto Social (Índia, EUA e Brasil)_2015
 
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
Estudo ‘Da Prosperidade ao Propósito’, sobre a filantropia entre famílias de ...
 
Incentivos Fiscais e Financeiros para Empresas Sustentáveis
Incentivos Fiscais e Financeiros para Empresas SustentáveisIncentivos Fiscais e Financeiros para Empresas Sustentáveis
Incentivos Fiscais e Financeiros para Empresas Sustentáveis
 
Introdução a Captação de Recursos
Introdução a Captação de RecursosIntrodução a Captação de Recursos
Introdução a Captação de Recursos
 
2011 - 17/11 - Fundo de Empreendedorismo Jovem (ICOM) - II Ciclo de Palestras...
2011 - 17/11 - Fundo de Empreendedorismo Jovem (ICOM) - II Ciclo de Palestras...2011 - 17/11 - Fundo de Empreendedorismo Jovem (ICOM) - II Ciclo de Palestras...
2011 - 17/11 - Fundo de Empreendedorismo Jovem (ICOM) - II Ciclo de Palestras...
 
Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder | Exit 28_2012 (pt)
Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder  | Exit 28_2012 (pt)Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder  | Exit 28_2012 (pt)
Artigo/ Tema Actualidade: Neil Reeder | Exit 28_2012 (pt)
 
Balanced scorecard como ferramenta de planejamento para Organizações da Socie...
Balanced scorecard como ferramenta de planejamento para Organizações da Socie...Balanced scorecard como ferramenta de planejamento para Organizações da Socie...
Balanced scorecard como ferramenta de planejamento para Organizações da Socie...
 
Balanced scorecard
Balanced scorecardBalanced scorecard
Balanced scorecard
 

Luís Jerónimo - Definir Necessidades e Estrategia de Financiamento

  • 1. Bolsa de Empreendedorismo Lisboa Definir Necessidades e Estratégias de Financiamento Luís Jerónimo Lisboa, 9 maio 2016
  • 2. INVESTIMENTO SOCIAL FILANTROPIA TRADICIONAL INVESTIMENTO TRADICIONAL INVESTIMENTO SOCIAL • Utilização do impacto como critério de investimento • Expectativa de reembolso do investimento e algum retorno a médio ou longo prazo • Apoio à inovação social e capacitação de organizações • Foco no máximo retorno financeiro dado o perfil de risco do investidor • Donativos para apoiar actividades com impacto social e/ou apoio aos segmentos mais desfavorecidos da população A existência de filantropia tradicional e donativos é fundamental para o setor social. O investimento social é um mecanismo para melhorar o acesso do setor a novas fontes de financiamento.
  • 3. FOCO NO DESENVOLVIMENTO DE COMPETÊNCIAS INVESTIMENTO SOCIAL PARA as organizações sociais NAS organizações sociais • Financiamento de um projeto ou iniciativa específica • Apoio no desempenho da prestação de serviços específicos • Financiamento na estrutura das organizações sociais • Apoio ao crescimento das atividades de forma a aumentar a escala, expandir a esfera de alcance ou diversificar o leque de atividades Exemplo: Financiamento de um projeto piloto que promove a integração de pessoas sem-abrigo. Exemplo: Financiamento de recursos humanos e sistemas informáticos para apoiar a expansão e melhoria de eficiência de uma organização.
  • 4. BENEFÍCIOS PARA INVESTIDORES DIVERSIFICAÇÃO DE PORTFOLIO CRIAÇÃO DEVALORA MÉDIO E LONGO PRAZO ENVOLVIMENTOCOM A COMUNIDADE MEDIÇÃO DE RESULTADOS Combinações e oportunidades de retorno financeiro e impacto ainda pouco exploradas, pouco correlacionadas com outros ativos. Sinalizar a orientação para um horizonte temporal mais alargado. Reciclagem do investimento feito no setor social. Reforço do papel social dos principais agentes económicos. A medição dos resultados leva a que as oportunidades de investimento se validem, renovem e multipliquem. Além dos benefícios tangíveis, acreditamos que existe uma outra variável fundamental para os investidores sociais: maximizar o impacto das suas decisões de investimento.
  • 5. FINANCIAMENTO COM SUCESSO = NECESSIDADES DIFERENTES + ESTRATÉGIASADEQUADAS Modelo de negócio Family, friends and fools Filantropia estratégica Donativos Crowdfunding Instrumentos tradicionais adaptados: - Quasi equity (partilha de receitas) - Crédito sem garantia - Equity crowdfunding Títulos de Impacto Social Sem modelo de negócio (ainda) Utilizador = Pagador (B2C e B2B) Utilizador não é pagador (B2G) Mecanismos de financiamento Necessidades Definição do modelo de intervenção e teoria da mudança / teste da solução Alinhamento entre desempenho financeiro e desempenho social Gestão de desempenho, foco nos resultados, colaboração inter- sectorial Denominador comum: Capacitação e apoio não financeiro para melhorar a aptidão para receber investimento social
  • 6. TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL INVESTIDOR FCG ACADEMIA DE CÓDIGO 65 Alunos do Ensino Básico (3º ano) Escola Aida Vieira Escola do Armador AVALIADOR INDEPENDENTE NOVA SBE Câmara Municipal de Lisboa Melhoria da capacidade cognitiva (10%) Melhoria do desempenho escolar nas Provas Globais de Matemática e Português (10%) Escola S. João de Deus Pagamento com base em resultados, apenas se resultados são atingidos (transferência de risco) Implementação no terreno
  • 7. TÍTULOS DE IMPACTO SOCIAL – ACADEMIA CÓDIGO JÚNIOR 93.198,13 € 110.000,00 € 0 € 30.000 € 60.000 € 90.000 € 120.000 € 150.000 € 180.000 € Custo CML Pagamento resultados Item Montante Tipo CTO 0.5 FTE Investimento Project manager 0.5 FTE Investimento Formadores 1 FTE Investimento Administrativo 0.2 FTE Investimento Sub total 93,198 € Investimento Set up costs 11,000€ Donativo Overheads 20% Donativo Sub total 29,639€ Donativo Total 122,837€ 24% donativo/76% investimento InvestimentoDonativo Modelo de intervenção Estrutura de custos Perfil de custos e receitas Estrutura de financiamento 99.000,00 € 11.000,00 € 0 € 20.000 € 40.000 € 60.000 € 80.000 € 100.000 € 120.000 € Donativo (custo) Investimento (custo) Receitas