SlideShare uma empresa Scribd logo
Dubai, 16/11/2014 
Estudo de O Livro dos Espíritos 
e do Evangelho Segundo o Espiritismo 
L.E. – Parte 2ª. Cap. VI - As relações no além-túmulo 
Questão 274 
ESE – CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS
Livro dos Espiritos Q.274 ESE cap 21 item 10e11
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
274. Da existência de diferentes ordens de Espíritos, resulta 
para estes alguma hierarquia de poderes? Há entre eles 
subordinação e autoridade? 
“Muito grande. Os Espíritos têm uns sobre os outros a autoridade 
correspondente ao grau de superioridade que hajam alcançado, 
autoridade que eles exercem por um ascendente moral 
irresistível.” 
a) - Podem os Espíritos inferiores subtrair-se à autoridade dos 
que lhes são superiores? 
“Eu disse: irresistível.”
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
A ESCALA ESPIRITA
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
Como há diferentes ordens de Espíritos, essa escala é obedecida, 
considerando-se a autoridade MORAL dos Espíritos Superiores 
sobre aqueles que se encontram na retaguarda. 
• Espírito inferior respeita sempre o 
superior, mesmo em se tratando de 
almas encarnadas. 
• O inferior usa de violência, por lhe 
faltar a força moral. 
• O futuro irá nos mostrar essa 
verdade, pelos homens que 
governaram as nações. Eles vão ser 
escolhidos pela força moral (Miramez)
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
OS MINISTÉRIOS – As cidades do plano espiritual têm suas 
particularidades e estão em degraus diferentes na grande 
ascensão. Umas inspiram as outras. Os ministérios de Nosso 
Lar foram criados com base nos departamentos de Alvorada 
Nova, colônia circunvizinha das mais importantes. 
Ordem, disciplina e hierarquia são observadas com rigor. Em Nosso Lar, se os 
recém-chegados do Umbral estiverem aptos a receberem cooperação fraterna, 
são encaminhados ao Ministério do Auxílio; se forem refratários, são enviados ao 
Ministério da Regeneração; se revelarem proveito com o decorrer do tempo, são 
destacados para tarefas nos Ministérios do Auxílio, Comunicação e 
Esclarecimento. 
Alguns poucos conseguem atividades prolongadas no Ministério da Elevação 
Divina e raríssimos, a cada dez anos, conseguem trabalho no Ministério da 
União Divina.
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
“A morte do corpo não conduz o homem a situações 
miraculosas, dizia. Todo processo evolutivo implica gradação. 
Há regiões múltiplas para os desencarnados, como existem 
planos inúmeros e surpreendentes para as criaturas envolvidas 
de carne terrestre. Almas e sentimentos, formas e coisas, 
obedecem a princípios de desenvolvimento natural e hierarquia 
Justa”. (Lísias Cap 7) 
- E onde está minha mãe? - exclamei, por fim. Se me é permitido, 
quero vê-la, abraçá-la, ajoelhar-me a seus pés! 
- Não vive em "Nosso Lar" - esclareceu Lísias -, habita esferas mais 
altas, onde trabalha não somente por você.
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
Exceto o governador, ministra Veneranda 
foi o único espírito da colônia que já viu Jesus 
nas Esferas Resplandecentes. [...] É a entidade 
com maior número de horas de serviço na 
colônia. Permanece em tarefa ativa, nesta 
cidade, há mais de duzentos anos. [...] 
Os onze Ministros, que com ela atuam na 
Regeneração, ouvem-na antes de tomar 
qualquer providência de vulto. 
O governador já estava em seu 114º ano de 
administração. 
_E ele vai me receber? Aqui os dirigentes dão o 
exemplo
Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA 
As relações no além-túmulo 
“Se quer libertar-se dos males terrestres, 
escapar das encarnações dolorosas, 
grave em si essa lei moral e coloque a em pratica. 
Dê apenas o indispensável ao homem material, 
ser efêmero que desaparaecerá com a a morte; 
cultive, com cuidado, o ser espiritual que viverá para sempre. 
Desprenda-se das coisas perecíveis; 
honras riquezas, prazeres mundanos, 
tudo isso é apenas fumaça; 
somente o bem, o belo, 
o verdadeiro é que são eternos!” 
Léon Denis
O Evangelho Segundo o Espiritismo 
Dubai, 05/02/2013 
CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E 
FALSOS PROFETAS
CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS 
Jeremias e os falsos profetas 
11. Eis o que diz o Senhor dos Exércitos: Não escuteis as 
palavras dos profetas que vos profetizam e que vos enganam. 
Eles publicam as visões de seus corações e não o que aprenderam da boca do 
Senhor. - Dizem aos que de mim blasfemam: O Senhor o disse, tereis paz; e a 
todos os que andam na corrupção de seus corações: Nenhum mal vos 
acontecerá. 
Era pesquisador e historiador, além de profeta. Sua 
atividade profética se iniciou entre os anos de 626 
ou 627. As denúncias de Jeremias reivindicavam a 
atenção dos príncipes e do povo, para que fossem 
responsáveis pela Lei, a qual violavam 
constantemente. Suas críticas eram feitas em 
discursos acalorados em plena praça pública. Seus 
principais alvos eram os sacerdotes, profetas, 
governantes…
CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS 
Jeremias e os falsos profetas 
- Mas, qual dentre eles assistiu ao conselho de Deus? 
Qual o que o viu e escutou o que ele disse? 
- Eu não enviava esses profetas; eles corriam por si mesmos; eu 
absolutamente não lhes falava; eles profetizavam de suas cabeças. - Eu ouvi o 
que disseram esses profetas que profetizavam a mentira em meu nome, 
dizendo: Sonhei, sonhei. 
Até quando essa imaginação estará no coração dos que profetizam a mentira 
e cujas profecias não são senão as seduções do coração deles? Se, pois, este 
povo, ou um profeta, ou um sacerdote vos interrogar e disser: Qual o fardo do 
Senhor? dir-lhe-eis: vós mesmos sois o fardo e eu vos lançarei bem longe de 
mim, diz o Senhor. (JEREMIAS, cap. XXIII, vv. 16 a 18, 21, 25, 26 e 33.)
CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS 
“É dessa passagem do profeta Jeremias que quero tratar 
convosco, meus amigos. Falando pela sua boca, diz Deus: "É 
a visão do coração deles que os faz falar." Essas palavras 
claramente indicam que, já naquela época, os charlatães e os 
exaltados abusavam do dom de profecia e o exploravam”. 
MEDIUNIDADE 
"Não acrediteis em todo Espírito; experimentai se os Espíritos são de 
Deus", porque, entre os invisíveis, também há os que se comprazem em 
iludir, se se lhes depara ocasião. 
Os iludidos são, está-se a ver, os médiuns que se não precatam 
bastante. (…) Aprendei, pois, antes de tudo, a distinguir os bons e os 
maus Espíritos, para, por vossa vez, não vos tornardes falsos profetas. - 
Luoz, Espírito Protetor. (Carlsruhe, 1861.) 
https://www.youtube.com/watch?v=cJj84iVK5uk

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetasPalestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Tiburcio Santos
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
Leonardo Araújo
 
Allan Kardec
Allan KardecAllan Kardec
Allan Kardec
Power Point
 
Escândalos
EscândalosEscândalos
Escândalos
igmateus
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espirita
carlos freire
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
Semente de Esperança
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
jcevadro
 
A fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 eseA fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 ese
ctollin
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
Sergio Menezes
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
Eduardo Ottonelli Pithan
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
Lisete B.
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
KATIA MARIA FARAH V DA SILVA
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Divulgador do Espiritismo
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
marjoriestavismeyer
 
A fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 eseA fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 ese
ctollin
 
Terra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritosTerra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritos
bonattinho
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
Jorge Luiz dos Santos
 
Mundos regeneradores
Mundos regeneradoresMundos regeneradores
Mundos regeneradores
Andreia Quesada
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
sndteixeira
 
Aula 06 o cristo consolador - evangelho
Aula 06   o cristo consolador - evangelhoAula 06   o cristo consolador - evangelho
Aula 06 o cristo consolador - evangelho
carlos freire
 

Mais procurados (20)

Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetasPalestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
Palestra ESE 21 Falsos cristos e profetas
 
Mundos de Regeneração
Mundos de RegeneraçãoMundos de Regeneração
Mundos de Regeneração
 
Allan Kardec
Allan KardecAllan Kardec
Allan Kardec
 
Escândalos
EscândalosEscândalos
Escândalos
 
A importância da palestra espirita
A importância da palestra espiritaA importância da palestra espirita
A importância da palestra espirita
 
Dia De Finados
Dia De FinadosDia De Finados
Dia De Finados
 
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucuraO processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
O processo obsessivo - obsessor e obsidiado - obsessão e loucura
 
A fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 eseA fe transporta montanhas cap 19 ese
A fe transporta montanhas cap 19 ese
 
Cristo Consolador
Cristo ConsoladorCristo Consolador
Cristo Consolador
 
Meu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundoMeu reino não é deste mundo
Meu reino não é deste mundo
 
Ajuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudaráAjuda te que o céu te ajudará
Ajuda te que o céu te ajudará
 
Reencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familiaReencarnação e os laços de familia
Reencarnação e os laços de familia
 
Palestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetasPalestra Espírita - Os falsos profetas
Palestra Espírita - Os falsos profetas
 
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan KardecEscala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
Escala espírita - Livro dos Espíritos - Allan Kardec
 
A fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 eseA fé transporta montanhas cap 19 ese
A fé transporta montanhas cap 19 ese
 
Terra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritosTerra escola dos espíritos
Terra escola dos espíritos
 
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DORO CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
O CARÁTER EDUCATIVO DA DOR
 
Mundos regeneradores
Mundos regeneradoresMundos regeneradores
Mundos regeneradores
 
Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2Finalidades da reencarnação.pptx2
Finalidades da reencarnação.pptx2
 
Aula 06 o cristo consolador - evangelho
Aula 06   o cristo consolador - evangelhoAula 06   o cristo consolador - evangelho
Aula 06 o cristo consolador - evangelho
 

Destaque

Livro dos Espiritos questao 222
Livro dos Espiritos questao 222 Livro dos Espiritos questao 222
Livro dos Espiritos questao 222
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9
Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9
Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9
Patricia Farias
 
Falsos cristos falsos profetas
Falsos cristos   falsos profetasFalsos cristos   falsos profetas
Falsos cristos falsos profetas
Clea Alves
 
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existenciasPrimeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
CeiClarencio
 
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma BadanFalsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Instituto Espírita de Educação
 
Falsos cristos
Falsos cristosFalsos cristos
Falsos cristos
Marcelo Santos
 
Falsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasFalsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetas
Vanda Machado
 
Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6
Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6
Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6
Patricia Farias
 
Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5
Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5
Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28 Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Patricia Farias
 
Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1
Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1
Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1
Patricia Farias
 
Relações de além tumulo
Relações de além tumuloRelações de além tumulo
Relações de além tumulo
Marcos Antônio Alves
 
03 pbde - pluralidade das existências
03   pbde - pluralidade das existências03   pbde - pluralidade das existências
03 pbde - pluralidade das existências
Cláudio Luciano
 
Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6
Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6
Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6
contatodoutrina2013
 
Gestação e Espiritismo
Gestação e EspiritismoGestação e Espiritismo
Gestação e Espiritismo
Ponte de Luz ASEC
 
Lei de justiça
Lei de justiça Lei de justiça
Lei de justiça
grupodepaisceb
 
O que deus pensa (bruno brum)
O que deus pensa (bruno brum) O que deus pensa (bruno brum)
O que deus pensa (bruno brum)
Igreja Batista Memorial em Silva Jardim
 
P. mundo filosofico
P. mundo filosoficoP. mundo filosofico
P. mundo filosofico
dalery-igua
 
Livro dos espiritos capitulo 6
Livro dos espiritos capitulo 6Livro dos espiritos capitulo 6
Livro dos espiritos capitulo 6
hannahxa
 
41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese
41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese
41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese
Ping Ponga
 

Destaque (20)

Livro dos Espiritos questao 222
Livro dos Espiritos questao 222 Livro dos Espiritos questao 222
Livro dos Espiritos questao 222
 
Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9
Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9
Livro dos Espiritos questao 222 Evangelho cap16, 9
 
Falsos cristos falsos profetas
Falsos cristos   falsos profetasFalsos cristos   falsos profetas
Falsos cristos falsos profetas
 
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existenciasPrimeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
Primeiro Módulo - Aula 12 - Pluralidade das existencias
 
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma BadanFalsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
Falsos Cristos e Falsos Profetas - Wilma Badan
 
Falsos cristos
Falsos cristosFalsos cristos
Falsos cristos
 
Falsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetasFalsos Cristos Falsos profetas
Falsos Cristos Falsos profetas
 
Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6
Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6
Livro dos Espiritos 219 Evangelho cap16 item 6
 
Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5
Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5
Livro dos Espiritos q218 Evangelho cap 16 item 5
 
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28 Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
Livro dos Espíritos Questao 341, 342 e 343 ESE cap 28
 
Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1
Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1
Livro dos Espíritos 481 e ESE cap 4 item1
 
Relações de além tumulo
Relações de além tumuloRelações de além tumulo
Relações de além tumulo
 
03 pbde - pluralidade das existências
03   pbde - pluralidade das existências03   pbde - pluralidade das existências
03 pbde - pluralidade das existências
 
Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6
Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6
Visa Espírita - Livro dos Espíritos - Cap. 6
 
Gestação e Espiritismo
Gestação e EspiritismoGestação e Espiritismo
Gestação e Espiritismo
 
Lei de justiça
Lei de justiça Lei de justiça
Lei de justiça
 
O que deus pensa (bruno brum)
O que deus pensa (bruno brum) O que deus pensa (bruno brum)
O que deus pensa (bruno brum)
 
P. mundo filosofico
P. mundo filosoficoP. mundo filosofico
P. mundo filosofico
 
Livro dos espiritos capitulo 6
Livro dos espiritos capitulo 6Livro dos espiritos capitulo 6
Livro dos espiritos capitulo 6
 
41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese
41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese
41 Um líder do templo visita Jesus / 41 a temple leader visits jesus portuguese
 

Semelhante a Livro dos Espiritos Q.274 ESE cap 21 item 10e11

422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf
422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf
422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf
PauloVicenteSilva1
 
Comunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos EspíritosComunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos Espíritos
igmateus
 
109513320 apostila-de-libertacao-office-2003
109513320 apostila-de-libertacao-office-2003109513320 apostila-de-libertacao-office-2003
109513320 apostila-de-libertacao-office-2003
George Átila Moreira
 
Possessao demoniaca e autoridade no nome de jesus slide
Possessao demoniaca e autoridade no nome de jesus   slidePossessao demoniaca e autoridade no nome de jesus   slide
Possessao demoniaca e autoridade no nome de jesus slide
Vilma Longuini
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
Alfredo Lopes
 
Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18
Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18
Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18
Patricia Farias
 
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoIntroducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
CEVP - Divulgação
 
Introdução ao ESE.pptx
Introdução ao ESE.pptxIntrodução ao ESE.pptx
Introdução ao ESE.pptx
LuizHenriqueTDias
 
Olm 101020-identidade dos espíritos-das evocações
Olm 101020-identidade dos espíritos-das evocaçõesOlm 101020-identidade dos espíritos-das evocações
Olm 101020-identidade dos espíritos-das evocações
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Ag 110209-caracteres da revelação espírita
Ag 110209-caracteres da revelação espíritaAg 110209-caracteres da revelação espírita
Ag 110209-caracteres da revelação espírita
Carlos Alberto Freire De Souza
 
Sintomas comuns da existência de maldição parte II
Sintomas comuns da existência de maldição parte IISintomas comuns da existência de maldição parte II
Sintomas comuns da existência de maldição parte II
mredil
 
Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10
Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10
Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10
mredil
 
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Clea Alves
 
Boletim 270413
Boletim   270413Boletim   270413
Boletim 270413
Marcio Lira
 
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Patricia Farias
 
Ser Espirita
Ser EspiritaSer Espirita
Ser Espirita
Ricardo Azevedo
 
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0hMediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
home
 
Mediunidade aula 01
Mediunidade   aula 01Mediunidade   aula 01
Mediunidade aula 01
Augusto Luvisotto
 
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Patricia Farias
 
Parábola do festim de núpcias!
Parábola do festim de núpcias!Parábola do festim de núpcias!
Parábola do festim de núpcias!
Leonardo Pereira
 

Semelhante a Livro dos Espiritos Q.274 ESE cap 21 item 10e11 (20)

422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf
422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf
422044763-Libertacao-apostila-manual.pdf
 
Comunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos EspíritosComunicabilidade dos Espíritos
Comunicabilidade dos Espíritos
 
109513320 apostila-de-libertacao-office-2003
109513320 apostila-de-libertacao-office-2003109513320 apostila-de-libertacao-office-2003
109513320 apostila-de-libertacao-office-2003
 
Possessao demoniaca e autoridade no nome de jesus slide
Possessao demoniaca e autoridade no nome de jesus   slidePossessao demoniaca e autoridade no nome de jesus   slide
Possessao demoniaca e autoridade no nome de jesus slide
 
Mediunidade
MediunidadeMediunidade
Mediunidade
 
Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18
Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18
Livro dos Espiritos Q241 ESE - Cap18
 
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o EspiritismoIntroducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
Introducao ao Estudo do Evangelho Segundo o Espiritismo
 
Introdução ao ESE.pptx
Introdução ao ESE.pptxIntrodução ao ESE.pptx
Introdução ao ESE.pptx
 
Olm 101020-identidade dos espíritos-das evocações
Olm 101020-identidade dos espíritos-das evocaçõesOlm 101020-identidade dos espíritos-das evocações
Olm 101020-identidade dos espíritos-das evocações
 
Ag 110209-caracteres da revelação espírita
Ag 110209-caracteres da revelação espíritaAg 110209-caracteres da revelação espírita
Ag 110209-caracteres da revelação espírita
 
Sintomas comuns da existência de maldição parte II
Sintomas comuns da existência de maldição parte IISintomas comuns da existência de maldição parte II
Sintomas comuns da existência de maldição parte II
 
Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10
Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10
Sintomascomunsdaexistenciademaldicoes10
 
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019Falsos Cristos   Falsos REFEITO 2019
Falsos Cristos Falsos REFEITO 2019
 
Boletim 270413
Boletim   270413Boletim   270413
Boletim 270413
 
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
Livro dos Espiritos 271 ESE cap21 item6
 
Ser Espirita
Ser EspiritaSer Espirita
Ser Espirita
 
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0hMediunidade através dos tempos, A-2,0h
Mediunidade através dos tempos, A-2,0h
 
Mediunidade aula 01
Mediunidade   aula 01Mediunidade   aula 01
Mediunidade aula 01
 
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
Livro dos Espíritos cap 21 ESE cap1- item10
 
Parábola do festim de núpcias!
Parábola do festim de núpcias!Parábola do festim de núpcias!
Parábola do festim de núpcias!
 

Mais de Patricia Farias

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxevangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxevangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxevangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptx
Patricia Farias
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptx
Patricia Farias
 
Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1
Patricia Farias
 
Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7
Patricia Farias
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
Patricia Farias
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
Patricia Farias
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
Patricia Farias
 
Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1
Patricia Farias
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
Patricia Farias
 
Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11
Patricia Farias
 

Mais de Patricia Farias (20)

evangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptxevangelho_cap16_item8.pptx
evangelho_cap16_item8.pptx
 
evangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptxevangelho_cap16_item7.pptx
evangelho_cap16_item7.pptx
 
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptxevangelho_cap16_item4_parte3.pptx
evangelho_cap16_item4_parte3.pptx
 
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptxevangelho_cap16_item4_parte2.pptx
evangelho_cap16_item4_parte2.pptx
 
evangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptxevangelho_cap16_item4.pptx
evangelho_cap16_item4.pptx
 
evangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptxevangelho_cap16_item1.pptx
evangelho_cap16_item1.pptx
 
evangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptxevangelho_cap15_item4.pptx
evangelho_cap15_item4.pptx
 
evangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptxevangelho_cap15_item1.pptx
evangelho_cap15_item1.pptx
 
Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1Evangelho cap14 item1
Evangelho cap14 item1
 
Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7Evangelho cap14 item7
Evangelho cap14 item7
 
Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9 Evangelho Cap14 item9
Evangelho Cap14 item9
 
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da ViuvaEvangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
Evangelho Cap13 item 5 - O Obulo da Viuva
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...CAPÍTULO XIII   NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
CAPÍTULO XIII NÃO SAIBA A VOSSA MÃO ESQUERDA O QUE DÊ A VOSSA MÃO DIREITA -...
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 9
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 7
 
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
CAPÍTULO XII – AMAI AOS VOSSOS INIMIGOS - item 5
 
Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1Evangelho cap12 item1
Evangelho cap12 item1
 
Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13Evangelho cap11 item13
Evangelho cap11 item13
 
Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11Evangelho cap11 item11
Evangelho cap11 item11
 

Último

quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
AlailzaSoares1
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
AndreyCamarini
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
PIB Penha
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
AlexandreJr7
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
OBrasilParaCristoRad
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
tintcha62
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Celso Napoleon
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
valneirocha
 

Último (20)

quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
21 Dias - Jejum de Daniel Copyright ©️ de Joel Engel.pdf
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdfBiblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
Biblia em ordem cronologica-Edward Reese e Frank Klassen-NVI-pdf.pdf
 
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
4 - A Influência do Cristão. Mateus 5.16 Da mesma forma, brilhe a luz de você...
 
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
Especialidade  Arqueologia  Bíblica.pptxEspecialidade  Arqueologia  Bíblica.pptx
Especialidade Arqueologia Bíblica.pptx
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
3 - Plena Paz.ppt Harpa cristã assembleia
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptxLição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
Lição 2 O Livro de Rute - CPAD Adultos.pptx
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptxO MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
O MÉTODO DE CRISTO - A DINÂMICA DO TESTEMUNHO.pptx
 

Livro dos Espiritos Q.274 ESE cap 21 item 10e11

  • 1. Dubai, 16/11/2014 Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Parte 2ª. Cap. VI - As relações no além-túmulo Questão 274 ESE – CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS
  • 3. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo 274. Da existência de diferentes ordens de Espíritos, resulta para estes alguma hierarquia de poderes? Há entre eles subordinação e autoridade? “Muito grande. Os Espíritos têm uns sobre os outros a autoridade correspondente ao grau de superioridade que hajam alcançado, autoridade que eles exercem por um ascendente moral irresistível.” a) - Podem os Espíritos inferiores subtrair-se à autoridade dos que lhes são superiores? “Eu disse: irresistível.”
  • 4. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo A ESCALA ESPIRITA
  • 5. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo Como há diferentes ordens de Espíritos, essa escala é obedecida, considerando-se a autoridade MORAL dos Espíritos Superiores sobre aqueles que se encontram na retaguarda. • Espírito inferior respeita sempre o superior, mesmo em se tratando de almas encarnadas. • O inferior usa de violência, por lhe faltar a força moral. • O futuro irá nos mostrar essa verdade, pelos homens que governaram as nações. Eles vão ser escolhidos pela força moral (Miramez)
  • 6. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo OS MINISTÉRIOS – As cidades do plano espiritual têm suas particularidades e estão em degraus diferentes na grande ascensão. Umas inspiram as outras. Os ministérios de Nosso Lar foram criados com base nos departamentos de Alvorada Nova, colônia circunvizinha das mais importantes. Ordem, disciplina e hierarquia são observadas com rigor. Em Nosso Lar, se os recém-chegados do Umbral estiverem aptos a receberem cooperação fraterna, são encaminhados ao Ministério do Auxílio; se forem refratários, são enviados ao Ministério da Regeneração; se revelarem proveito com o decorrer do tempo, são destacados para tarefas nos Ministérios do Auxílio, Comunicação e Esclarecimento. Alguns poucos conseguem atividades prolongadas no Ministério da Elevação Divina e raríssimos, a cada dez anos, conseguem trabalho no Ministério da União Divina.
  • 7. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo “A morte do corpo não conduz o homem a situações miraculosas, dizia. Todo processo evolutivo implica gradação. Há regiões múltiplas para os desencarnados, como existem planos inúmeros e surpreendentes para as criaturas envolvidas de carne terrestre. Almas e sentimentos, formas e coisas, obedecem a princípios de desenvolvimento natural e hierarquia Justa”. (Lísias Cap 7) - E onde está minha mãe? - exclamei, por fim. Se me é permitido, quero vê-la, abraçá-la, ajoelhar-me a seus pés! - Não vive em "Nosso Lar" - esclareceu Lísias -, habita esferas mais altas, onde trabalha não somente por você.
  • 8. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo
  • 9. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo Exceto o governador, ministra Veneranda foi o único espírito da colônia que já viu Jesus nas Esferas Resplandecentes. [...] É a entidade com maior número de horas de serviço na colônia. Permanece em tarefa ativa, nesta cidade, há mais de duzentos anos. [...] Os onze Ministros, que com ela atuam na Regeneração, ouvem-na antes de tomar qualquer providência de vulto. O governador já estava em seu 114º ano de administração. _E ele vai me receber? Aqui os dirigentes dão o exemplo
  • 10. Parte 2ª. - Cap. VI - DA VIDA ESPÍRITA As relações no além-túmulo “Se quer libertar-se dos males terrestres, escapar das encarnações dolorosas, grave em si essa lei moral e coloque a em pratica. Dê apenas o indispensável ao homem material, ser efêmero que desaparaecerá com a a morte; cultive, com cuidado, o ser espiritual que viverá para sempre. Desprenda-se das coisas perecíveis; honras riquezas, prazeres mundanos, tudo isso é apenas fumaça; somente o bem, o belo, o verdadeiro é que são eternos!” Léon Denis
  • 11. O Evangelho Segundo o Espiritismo Dubai, 05/02/2013 CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS
  • 12. CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS Jeremias e os falsos profetas 11. Eis o que diz o Senhor dos Exércitos: Não escuteis as palavras dos profetas que vos profetizam e que vos enganam. Eles publicam as visões de seus corações e não o que aprenderam da boca do Senhor. - Dizem aos que de mim blasfemam: O Senhor o disse, tereis paz; e a todos os que andam na corrupção de seus corações: Nenhum mal vos acontecerá. Era pesquisador e historiador, além de profeta. Sua atividade profética se iniciou entre os anos de 626 ou 627. As denúncias de Jeremias reivindicavam a atenção dos príncipes e do povo, para que fossem responsáveis pela Lei, a qual violavam constantemente. Suas críticas eram feitas em discursos acalorados em plena praça pública. Seus principais alvos eram os sacerdotes, profetas, governantes…
  • 13. CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS Jeremias e os falsos profetas - Mas, qual dentre eles assistiu ao conselho de Deus? Qual o que o viu e escutou o que ele disse? - Eu não enviava esses profetas; eles corriam por si mesmos; eu absolutamente não lhes falava; eles profetizavam de suas cabeças. - Eu ouvi o que disseram esses profetas que profetizavam a mentira em meu nome, dizendo: Sonhei, sonhei. Até quando essa imaginação estará no coração dos que profetizam a mentira e cujas profecias não são senão as seduções do coração deles? Se, pois, este povo, ou um profeta, ou um sacerdote vos interrogar e disser: Qual o fardo do Senhor? dir-lhe-eis: vós mesmos sois o fardo e eu vos lançarei bem longe de mim, diz o Senhor. (JEREMIAS, cap. XXIII, vv. 16 a 18, 21, 25, 26 e 33.)
  • 14. CAP. XXI HAVERÁ FALSOS CRISTOS E FALSOS PROFETAS “É dessa passagem do profeta Jeremias que quero tratar convosco, meus amigos. Falando pela sua boca, diz Deus: "É a visão do coração deles que os faz falar." Essas palavras claramente indicam que, já naquela época, os charlatães e os exaltados abusavam do dom de profecia e o exploravam”. MEDIUNIDADE "Não acrediteis em todo Espírito; experimentai se os Espíritos são de Deus", porque, entre os invisíveis, também há os que se comprazem em iludir, se se lhes depara ocasião. Os iludidos são, está-se a ver, os médiuns que se não precatam bastante. (…) Aprendei, pois, antes de tudo, a distinguir os bons e os maus Espíritos, para, por vossa vez, não vos tornardes falsos profetas. - Luoz, Espírito Protetor. (Carlsruhe, 1861.) https://www.youtube.com/watch?v=cJj84iVK5uk