A verdadeira Pureza mãos não lavadas .

2.190 visualizações

Publicada em

Palestra Espírita A Verdadeira Pureza mãos não lavadas .

Publicada em: Espiritual
4 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.190
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
16
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
104
Comentários
4
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A verdadeira Pureza mãos não lavadas .

  1. 1. Evangelho Segundo Espiritismo Capítulo VIII - Itens 8 a 10 Tema: Verdadeira pureza - mãos não lavadas
  2. 2. Então chegaram a ele uns escribas e fariseus de Jerusalém, dizendo: Por que violam os teus discípulos a tradição dos antigos? Pois não lavam as mãos quando comem o pão.
  3. 3. E ele, respondendo, lhes disse: E vós também, por que transgredis o mandamento de Deus, pela vossa tradição? Porque Deus disse: Honra a teu pai e a tua mãe. Vós outros, porém, dizeis: Qualquer que disser a seu pai ou a sua mãe: Toda a oferta que faço a Deus te aproveitará a ti, está cumprindo a lei. Pois é certo que o tal não honrará a seu pai ou a sua mãe.
  4. 4. Assim é que vós tendes feito vão os mandamentos de Deus, pela vossa tradição. Hipócritas, bem profetizou de vós outros Isaías, quando diz: Este povo honra-me com os lábios, mas o seu coração está longe de mim. Em vão, pois, me honram, ensinando doutrinas e mandamentos que vêm dos homens.
  5. 5. Falando à multidão, disse lhes : Ouvi e entendei. Não é o que entra pela boca o que faz o homem imundo, mas o que sai da boca, isso é o que faz imundo o homem.
  6. 6.  Na citação de Jesus, em relação ao mandamento : “Honrai a teu pai e a tua mãe”, fazia parte da lei, o amparo material aos pais. Mas eles burlavam a lei, alegando que o dinheiro que davam ao Senhor, nos templos, já era o cumprimento da lei, uma vez que, então, o Senhor cuidaria deles. Jesus os desmascara com suas palavras.  Dificuldades em seguir os Mandamentos – criaram atalhos baseados em práticas exteriores – mais visíveis – mais fáceis de serem cumpridas
  7. 7.  Assim, no exercício dos atos exteriores, julgavam estar cumprindo a s leis de Deus. Nisso , até hoje, não houve muita mudança, nos religiosos, de maneira geral.  Lavar as mãos antes das refeições era um preceito mais fácil de ser cumprido do que limpar o coração, escreve Kardec, esclarecendo porque Isaias dissera: “ Este povo me honra com os lábios, ensinando máximas e mandamentos dos homens.”
  8. 8. Mas e com a Doutrina moral do Cristo não ocorreu o mesmo? Verificou-se o mesmo com a doutrina moral do Cristo, que acabou por ser atirada para segundo plano, donde resulta que muitos cristãos, a exemplo dos antigos judeus, consideram mais garantida a salvação por meio das práticas exteriores, do que pelas da moral. E a essas adições, feitas pelos homens à lei de Deus, que Jesus alude, quando diz: Arrancada será toda planta que meu Pai celestial não plantou.
  9. 9. Qual é o objetivo da religião? Conduzir o homem à Deus. Só se chega à Deus quando perfeito.Logo, toda religião que não torna melhor o homem, não alcança o seu objetivo. Toda religião em que o homem julgue poder apoiar-se para fazer o mal, ou é falsa, ou está falseada em seu principio. Nula é a crença na eficácia dos sinais exteriores, se não obsta a que se cometam assassínios, adultérios, espoliações, que se levantem calúnias, que se causem danos ao próximo, seja no que for. Semelhantes religiões fazem supersticiosos, hipócritas, fanáticos; não, porém, homens de bem.
  10. 10. Manifestações exteriores cumpre formalidades – mas e o aperfeiçoamento íntimo? Fazer jejum – se abstêm do alimento – mas e os pensamentos e as maledicências ? Quanto mal podem fazer palavras que ferem.. Ajoelha para rezar – dobra os joelhos..houve tentativas de dobrar o próprio orgulho? Testemunha público , fé em Deus nas dores alheia – mas quando esta passando suas próprias provações ?
  11. 11. Repete muitas vezes a mesma oração, MAS acha difícil perdoar de novo. Faz sacrifícios físicos -mas não se preocupa em eliminar o egoísmo Paga promessa – mas não lembra de agradecer o que tem Participa romarias – não visita doente solitário, nem bom dia Acende velas – mas não se ilumina; Religião é a escola para a Evolução do Espírito
  12. 12. ...E na doutrina dos Espíritos Reconhece-se o verdadeiro espírita pela sua transformação moral, e pelos esforços que faz para domar as suas más inclinações Allan Kardec
  13. 13.  Religião é a escola para a Evolução do Espírito Cuide, pois, da transformação moral , a fim de que a sua atitude religiosa não seja como a bolha de sabão, reluzente por fora, mas vazia de conteúdo é de existência fugaz. Não confunda ato exterior com atitude íntima . Não se pode amar de verdade com o coração impregnado de egoísmo. Melhore seu mundo interior seguindo os ensinamentos de Jesus . O fruto amadurece de dentro para fora. Andre Luiz – Vivendo o Evangelho Vol. I
  14. 14. Não basta se tenham as aparências da pureza; acima de tudo, é preciso ter a do coração. “Assim sendo, sede vós perfeitos como perfeito é o vosso Pai que está nos céus.
  15. 15. Quero paz na minha vida Quero luz no meu caminho Quero viver Entender que tudo passa Que a terra é uma escola Quero aprender O amor é a estrada Que devemos caminhar Quem tiver vontade firme Tem felicidade Vem viver a emoção Dê a mão vamos seguir Quem quiser um tempo novo Tem que ter bondade Eu quero amor... Eu vou te amar Fazendo assim A nossa vida vai mudar. Nando Cordel
  16. 16. Bibliografia Evangelho segundo Espiritismo Emmanuel Divaldo Vanda Machado

×