SlideShare uma empresa Scribd logo
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.
TEXTO ÁUREO
"Mas estes, como
animais irracionais,
que seguem a
natureza, feitos
para serem presos e
mortos, blasfeman
do que não
entendem,
perecerão na sua
corrupção." (2 Pe
2.12)
VERDADE PRÁTICA
O ensino da
Palavra de
Deus, de modo
cuidadoso,
pode evitar que a
Corrupção domine
os corações dos
salvos.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE
2 Timóteo 3.1-4, 14-16
1 - Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos
trabalhosos;
2 - porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos,
presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães,
ingratos, profanos,
3 - sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes,
cruéis, sem amor para com os bons,
4 - traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do
que amigos de Deus,
14 - Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste
inteirado, sabendo de quem o tens aprendido.
15 - E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que
podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo
Jesus.
16 - Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar,
para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça.
INTRODUÇÃO
Deus criou o homem bom e
perfeito, mas ele pecou. Como
resultado da Queda veio à
morte e toda a sorte de
corrupção. Na lição de hoje
estudaremos a respeito dos
pecados dos últimos dias.
Sabemos que, infelizmente, a
humanidade afastada de Deus,
vem a cada dia se tornando
mais e mais corrupta.
I - OS TEMPOS TRABALHOSOS
Paulo inicia o capítulo três falando a
respeito da extrema corrupção dos
últimos dias. O termo "últimos dias"
não se refere somente ao fim dos
tempos escatológicos, mas faz
referência ao ataque gnóstico sobre
a Igreja. O apóstolo mostra a
Timóteo o grande desafio que é
permanecer fiel ao Senhor em
tempos difíceis, quando os falsos
mestres parecem se multiplicar. Ele
faz uma lista com as características
dos falsos mestres, homens sem
Deus. Vejamos algumas:
1. Nos últimos dias (v. 1).
• a) Amantes de si mesmos. São homens que buscam os seus interesses em
primeiro lugar, antes de valorizarem os outros e a obra do Senhor. Eles
não têm amor, pois o verdadeiro amor "não busca seus interesses" (1 Co
13.5).
• b) Avarentos. São amantes do dinheiro, fruto do seu egoísmo. Hoje, há
falsos obreiros, que só pregam ou fazem a obra de Deus esperando
receber bens materiais (1 Tm 6.10).
• c) Presunçosos, soberbos. São homens cheios de orgulho, de arrogância,
que se julgam superiores aos outros. Sabemos que Deus abomina a altivez
e que a "soberba precede a ruína" (Pv 6.16,17).
• d) Blasfemos. Blasfêmia é ofensa verbal a Deus, porém, ela não se limita
às palavras. Jesus ensinou que para a blasfêmia contra o Espírito Santo
não haverá perdão (Mt 12.31).
• e) Desobedientes a pais e mães e ingratos. São péssimos exemplos na
família, pois não honram seus pais e mães (cf. Êx 20.12). São ingratos com
Deus, os pais, os amigos, à igreja e todo ministério.
• d) Profanos e sem afeto natural. São homens que não sabem amar, por
isso não respeitam as coisas sagradas (Lv 19.8, 12).
• e) Irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes e cruéis. Nunca estão
dispostos a perdoar e se reconciliarem. Cometem o crime de calúnia. Nas
igrejas, esse crime é ignorado. Raramente se pune um caluniador. Não
sabem conter-se, não tem autocontrole, nem domínio próprio. São
pessoas impiedosas, desumanas.
I - OS TEMPOS TRABALHOSOS
Muitos vão à igreja, tem o linguajar
de crente, se vestem como crentes,
porém suas atitudes não condizem
com a Palavra de Deus. Paulo
adverte quanto a estes que querem
viver apenas de aparência,
enganando e sendo enganados.
Porém, haverá um dia em que eles
terão que prestar contas ao Senhor.
Estes podem enganar a liderança e
os crentes, mas jamais enganam a
Deus. O Senhor conhece aqueles
que são seus.
2. Falsa aparência (v. 5).
II - PAULO, UM EXEMPLO DE OBREIRO
EM TEMPOS DIFÍCEIS
Paulo exorta Timóteo a fim de
que ele perseverasse na sã
doutrina e sempre procurasse
pregar a Palavra de Deus em
todas as ocasiões. Como líder,
Paulo era um exemplo a ser
seguido pelos demais pastores e
por toda a igreja. Ele era um
seguidor autêntico de Jesus, na
proclamação do evangelho e da
doutrina de Cristo.
1. Um obreiro exemplar (v. 10).
II - PAULO, UM EXEMPLO DE OBREIRO
EM TEMPOS DIFÍCEIS
Muitos exortam, ensinam e pregam
com muita desenvoltura, todavia,
na prática não vivem aquilo que
transmitem nos púlpitos. Paulo não
somente ensinava, mas sua vida era
um testemunho vivo do poder
transformador do Senhor Jesus
Cristo. Com toda autoridade, ele
podia afirmar: "Sede também meus
imitadores, irmãos, e tende
cuidado, segundo o exemplo que
tendes em nós, pelos que assim
andam" (Fp 3.17).
2. Modo de viver.
II - PAULO, UM EXEMPLO DE OBREIRO
EM TEMPOS DIFÍCEIS
A intenção de Paulo não era se promover,
mas promover o Evangelho de Cristo. Seu
desejo era ganhar almas para Cristo. Ele
era um homem de fé, por isso, pôde
suportar todos os embates, combates e
sofrimentos por que passou durante o seu
ministério. A fé nos faz vencer os embates
do ministério.
Ser longânimo é ter paciência para
suportar os fracos, os defeituosos, os
problemáticos (Gl 5.22). O líder precisa
cultivar esse dom, especialmente o amor.
Paulo não só falou e ensinou, mas deu
exemplo do que é ter amor. Na sua
epístola de 1 Coríntios, ele dedica o
capítulo 13 inteiro para falar a respeito da
suprema excelência do amor.
3. Intenção, fé longanimidade e amor.
III - O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS
EM TEMPOS DIFÍCEIS
Na atualidade é imprescindível que
os líderes invistam recursos e
tempo no ensino da Palavra de
Deus. Somente o ensino bíblico
ortodoxo conduz o homem à
santidade e à santificação (Sl
119.105; Rm 15.4; 1 Co 4.17). O
ensino da Palavra de Deus é
instrução que leva o homem a viver
de modo justo e digno. Nesses
tempos difíceis em que estamos
vivendo necessitamos de líderes
dedicados ao estudo e ensino das
Escrituras Sagradas.
1. O valor do ensino bíblico.
III - O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS
EM TEMPOS DIFÍCEIS
Vivemos tempos difíceis, porém, sabemos que o Anticristo ainda
não está no mundo, mas muito de seus seguidores já se encontram
em plena atividade, inclusive realizando sua obra satânica de
oposição a Cristo e a sua Igreja. Assevera-nos a Bíblia: "Filhinhos, é
já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também
agora muitos se têm feito anticristos [...]" (1 Jo 2.18). Observe
alguns dos "instrumentos" utilizados por Satanás nesses últimos
dias contra o rebanho do Senhor:
a) O relativismo. O relativismo moral domina o pensamento na
atualidade. Em nome de um falso pluralismo, e do "respeito às
diferenças", o Diabo vem convencendo as pessoas de que nada é
errado, tudo é relativo.
b) Leis infames. Leis que criminalizam e preveem a prisão daqueles
que usam textos da Bíblia para falar contra o homossexualismo. Leis
que querem legalizar o uso de drogas e a prática do aborto.
2. Combatendo o "espírito do Anticristo" com a Palavra de Deus.
III - O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS
EM TEMPOS DIFÍCEIS
As leis de muitos países favorecem a
imoralidade e a falta de ética na
sociedade. Muitas delas são
estabelecidas sob a égide de filosofias
materialistas, relativistas e pluralistas.
A Palavra de Deus, todavia, trás em
seu âmago referenciais éticos e morais
para a plena felicidade das famílias em
qualquer civilização. Os que rejeitam
esses referenciais ficarão perdidos,
inseguros, sem rumo e orientação. O
resultado disso é a tragédia moral que
vem se abatendo, especialmente
sobre a família, e a sociedade como
um todo.
3. A Palavra de Deus e seus referencias éticos.
CONCLUSÃO
Vivemos tempos difíceis, por
isso, precisamos nos voltar
para a Palavra de Deus. Ela é
um guia seguro para conduzir
o crente neste mundo de
trevas morais e espirituais. A
Igreja do Senhor Jesus é
formada de pessoas que são
"sal da terra" e "luz do
mundo". Portanto, sejamos
exemplo para esta sociedade
pós-moderna.
PARA REFLETIR
A respeito das Cartas Pastorais:
1)Paulo inicia o capítulo três falando a respeito de qual assunto?
R:Paulo inicia falando a respeito da extrema corrupção dos últimos dias.
2)O termo "últimos dias" se refere somente aos tempos escatológicos?
R:O termo "últimos dias" não se refere somente ao fim dos tempos
escatológicos, mas faz referência ao ataque gnóstico sobre a Igreja.
3)Quais as características principais dos falsos mestres?
R:Amantes de si mesmos; avarentos; presunçosos, soberbos; blasfemos, etc.
4)Segundo a lição, qual era o verdadeiro propósito de Paulo?
5)Quais são os "instrumentos" utilizados por Satanás
nesses últimos dias?
R:O relativismo e Leis infames.
R:Promover o Evangelho de Cristo.
EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintios
Joel Silva
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristã
Joel Silva
 
Estupidez das religiões
Estupidez das religiõesEstupidez das religiões
Estupidez das religiões
Pastor Robson Colaço
 
Sexualidade e reformissão mark driscoll
Sexualidade e reformissão   mark driscollSexualidade e reformissão   mark driscoll
Sexualidade e reformissão mark driscoll
www.osEXgays.com
 
Os parasitas no reino de deus
Os parasitas no reino de deusOs parasitas no reino de deus
Os parasitas no reino de deus
Pastor Robson Colaço
 
Lição 05
Lição 05Lição 05
O Evangelho Segundo Lucas
O Evangelho Segundo LucasO Evangelho Segundo Lucas
O Evangelho Segundo Lucas
ebddenice
 
A fé se manifesta em obras
A fé se manifesta em obrasA fé se manifesta em obras
A fé se manifesta em obras
Adenísio dos Reis
 
LBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃO
LBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃOLBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃO
LBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃO
Natalino das Neves Neves
 
LBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicenses
LBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicensesLBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicenses
LBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicenses
Natalino das Neves Neves
 
Paulo, a mulher e o homem em cristo
Paulo, a mulher e o homem em cristoPaulo, a mulher e o homem em cristo
Paulo, a mulher e o homem em cristo
Cláudio Fajardo
 
EBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIAEBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIA
Jessé Lopes
 
Conversando 1
Conversando 1Conversando 1
Conversando 1
ValSony
 
Mito 4 o esposo é o sacerdote do lar
Mito 4 o esposo é o sacerdote do larMito 4 o esposo é o sacerdote do lar
Mito 4 o esposo é o sacerdote do lar
Térbia Leal
 
10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb
10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb
10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb
INOVAR CLUB
 
Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido
Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido
Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido
Assembleia De Deus Da Cacimba Do Povo
 
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões InterpessoaisLição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Erberson Pinheiro
 
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Gerson G. Ramos
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
Joel Silva
 
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
Joel Silva
 

Mais procurados (20)

Doutrina i corintios
Doutrina  i corintiosDoutrina  i corintios
Doutrina i corintios
 
Doutrina multiformidade cristã
Doutrina  multiformidade cristãDoutrina  multiformidade cristã
Doutrina multiformidade cristã
 
Estupidez das religiões
Estupidez das religiõesEstupidez das religiões
Estupidez das religiões
 
Sexualidade e reformissão mark driscoll
Sexualidade e reformissão   mark driscollSexualidade e reformissão   mark driscoll
Sexualidade e reformissão mark driscoll
 
Os parasitas no reino de deus
Os parasitas no reino de deusOs parasitas no reino de deus
Os parasitas no reino de deus
 
Lição 05
Lição 05Lição 05
Lição 05
 
O Evangelho Segundo Lucas
O Evangelho Segundo LucasO Evangelho Segundo Lucas
O Evangelho Segundo Lucas
 
A fé se manifesta em obras
A fé se manifesta em obrasA fé se manifesta em obras
A fé se manifesta em obras
 
LBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃO
LBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃOLBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃO
LBA LIÇÃO 2 - A NECESSIDADE UNIVERSAL DE SALVAÇÃO
 
LBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicenses
LBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicensesLBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicenses
LBJ LIÇÃO 1 - Introdução às cartas aos tessalonicenses
 
Paulo, a mulher e o homem em cristo
Paulo, a mulher e o homem em cristoPaulo, a mulher e o homem em cristo
Paulo, a mulher e o homem em cristo
 
EBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIAEBD e sua IMPORTÂNCIA
EBD e sua IMPORTÂNCIA
 
Conversando 1
Conversando 1Conversando 1
Conversando 1
 
Mito 4 o esposo é o sacerdote do lar
Mito 4 o esposo é o sacerdote do larMito 4 o esposo é o sacerdote do lar
Mito 4 o esposo é o sacerdote do lar
 
10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb
10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb
10 biblia do_discipulado_-_1_tm_-_hb
 
Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido
Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido
Licao 03 - Efeso, A Igreja do Amor Esquecido
 
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões InterpessoaisLição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
Lição 13 - O Cultivo das Relacões Interpessoais
 
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
Cristo e a tradição religiosa_Respostas_322014
 
Romanos 16
Romanos   16Romanos   16
Romanos 16
 
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
3° Trimestre 2015 Lição 05 Adultos
 

Destaque

CLOUDMAGIC Presentation 1.1
CLOUDMAGIC  Presentation 1.1CLOUDMAGIC  Presentation 1.1
CLOUDMAGIC Presentation 1.1
Anil Ji Garg
 
O que é permanecer na palavra de Deus?
O que é permanecer na palavra de Deus?O que é permanecer na palavra de Deus?
O que é permanecer na palavra de Deus?
Jezer Ferris
 
Rec mat aluno_ii
Rec mat aluno_iiRec mat aluno_ii
Rec mat aluno_ii
Dionisio Ussaca
 
Teologia de números
Teologia de númerosTeologia de números
Teologia de números
José Santos
 
COMBATE À OBSESSÃO
COMBATE À OBSESSÃOCOMBATE À OBSESSÃO
COMBATE À OBSESSÃO
Jorge Luiz dos Santos
 
Unidade na diversidade
Unidade na diversidadeUnidade na diversidade
Unidade na diversidade
Nilto Rodrigues
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.
Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.
Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Sinais da vinda de cristo
Sinais da vinda de cristoSinais da vinda de cristo
Sinais da vinda de cristo
Saraiva Júnior
 
Projeto No Deserto
Projeto No  DesertoProjeto No  Deserto
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
Respirando Deus
 
1 historia da ebd
1 historia da ebd1 historia da ebd
1 historia da ebd
ebdrenovada
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Sindrome de Burnout - Aula Escola Biblica
Sindrome de Burnout - Aula Escola BiblicaSindrome de Burnout - Aula Escola Biblica
Sindrome de Burnout - Aula Escola Biblica
Daniel de Carvalho Luz
 
DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...
DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...
DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...
Natalino das Neves Neves
 
O Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de JoãoO Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de João
JUERP
 
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Destaque (20)

CLOUDMAGIC Presentation 1.1
CLOUDMAGIC  Presentation 1.1CLOUDMAGIC  Presentation 1.1
CLOUDMAGIC Presentation 1.1
 
O que é permanecer na palavra de Deus?
O que é permanecer na palavra de Deus?O que é permanecer na palavra de Deus?
O que é permanecer na palavra de Deus?
 
Rec mat aluno_ii
Rec mat aluno_iiRec mat aluno_ii
Rec mat aluno_ii
 
Teologia de números
Teologia de númerosTeologia de números
Teologia de números
 
COMBATE À OBSESSÃO
COMBATE À OBSESSÃOCOMBATE À OBSESSÃO
COMBATE À OBSESSÃO
 
Unidade na diversidade
Unidade na diversidadeUnidade na diversidade
Unidade na diversidade
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 6 O impiedoso mundo de Lameque.
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 8 o início do governo humano.
 
Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.
Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.
Ebd Lições bíblicas 2° trimestre 2016 lição 4 Os benefícios da Justificação.
 
Sinais da vinda de cristo
Sinais da vinda de cristoSinais da vinda de cristo
Sinais da vinda de cristo
 
Projeto No Deserto
Projeto No  DesertoProjeto No  Deserto
Projeto No Deserto
 
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
EBD CPAD Lições bíblicas 4° trimestre 2015 lição 5 Caim era do maligno.
 
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
EBD CPAD Lições bíblicas 3°trimestre2015 aula5 apostasia,fidelidade e diligên...
 
Panorama do AT - Números
Panorama do AT - NúmerosPanorama do AT - Números
Panorama do AT - Números
 
1 historia da ebd
1 historia da ebd1 historia da ebd
1 historia da ebd
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
 
Sindrome de Burnout - Aula Escola Biblica
Sindrome de Burnout - Aula Escola BiblicaSindrome de Burnout - Aula Escola Biblica
Sindrome de Burnout - Aula Escola Biblica
 
DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...
DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...
DISCIPULADO - CONHECENDO O AMOR DE DEUS - LIÇÃO 3 - O substituto de nossos pe...
 
O Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de JoãoO Discipulado Cristão nas Cartas de João
O Discipulado Cristão nas Cartas de João
 
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.
EBD CPAD LIÇÕES BÍBLICAS Lição 12 Novos céus e nova Terra.
 

Semelhante a EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.

Vivendo os últimos dias
Vivendo os últimos diasVivendo os últimos dias
Vivendo os últimos dias
Antonio Rodrigues
 
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
Natalino das Neves Neves
 
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
Pr. Andre Luiz
 
3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos
Joel Silva
 
A corrupção dos últimos dias
A corrupção dos últimos diasA corrupção dos últimos dias
A corrupção dos últimos dias
Ailton da Silva
 
Lição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Lição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉLição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Lição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Daniel Felipe Kroth
 
3º trimestre 2015 lição 09 adultos
3º trimestre 2015 lição 09 adultos3º trimestre 2015 lição 09 adultos
3º trimestre 2015 lição 09 adultos
Joel Silva
 
2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx
Joel Silva
 
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Andrew Guimarães
 
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaUma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Pr. Gerson Eller
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
Elson Juvenal Pinto Loureiro
 
Tempo de Apostasia
Tempo de ApostasiaTempo de Apostasia
Tempo de Apostasia
Pastor Robson Colaço
 
LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA
LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA
LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA
Lourinaldo Serafim
 
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
Joel Silva
 
Doutrinas existentes
Doutrinas existentesDoutrinas existentes
Doutrinas existentes
Pastor Robson Colaço
 
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
Joel Silva
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Jeronimo Nunes
 
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Lourinaldo Serafim
 
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
Joel Silva
 
1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx
1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx
1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx
RaphaelSanches9
 

Semelhante a EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias. (20)

Vivendo os últimos dias
Vivendo os últimos diasVivendo os últimos dias
Vivendo os últimos dias
 
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
2015 3 TRI LIÇÃO 5 - APOSTASIA, FIDELIDADE E DILIGÊNCIA NO MINISTÉRIO
 
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
A Corrupção dos Últimos Dias - Lição 9 - 3º Trimestre de 2015
 
3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos
3º Trimestre 2015 Lição 09 Adultos
 
A corrupção dos últimos dias
A corrupção dos últimos diasA corrupção dos últimos dias
A corrupção dos últimos dias
 
Lição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Lição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉLição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
Lição 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
 
3º trimestre 2015 lição 09 adultos
3º trimestre 2015 lição 09 adultos3º trimestre 2015 lição 09 adultos
3º trimestre 2015 lição 09 adultos
 
2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 09.pptx
 
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
Lição 5 apostasia, fidelidade e diligência no ministério 3º trimestre de 2015
 
Uma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderançaUma mensagem à igreja local e à liderança
Uma mensagem à igreja local e à liderança
 
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇAINSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
INSTRUÇOES A IGREJA LOCAL E A LIDERANÇA
 
Tempo de Apostasia
Tempo de ApostasiaTempo de Apostasia
Tempo de Apostasia
 
LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA
LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA
LIÇÃO 01 - UMA MENSAGEM À IGREJA LOCAL E À LIDERANÇA
 
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 05.pptx
 
Doutrinas existentes
Doutrinas existentesDoutrinas existentes
Doutrinas existentes
 
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos3º trimestre 2015 lição 05 adultos
3º trimestre 2015 lição 05 adultos
 
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jinApostasia, fidelidade e diligência no ministério   lição 05 final irmão jin
Apostasia, fidelidade e diligência no ministério lição 05 final irmão jin
 
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
LIÇÃO 09 - FIDELIDADE, FIRMES NA FÉ
 
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
2015 3º trimestre adultos lição 08.pptx
 
1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx
1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx
1 TIMÓTEO 3 - PRECISAMOS DE - BOA - DIACONIA.docx
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira

Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira (20)

Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
 

Último

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
mfixa3824
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
PIB Penha
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
PIB Penha
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
PIB Penha
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Ricardo Azevedo
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
Marta Gomes
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
luartfelt
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
EdimarEdigesso
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
PIB Penha
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
Rogério Augusto Ayres de Araujo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
PIB Penha
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
PIB Penha
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
nadeclarice
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
AntonioMugiba
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
FranciscoAudisio2
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
EzeirAlvesdaSilva
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
OBrasilParaCristoRad
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
AlexandreCarvalho858758
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
tintcha62
 

Último (20)

Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.pptAngelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
Angelologia - Estudo sobre a Doutrina dos Anjos.ppt
 
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
3 - O Caráter do Cristão 2. Lição 3: O CARÁTER DO CRISTÃO (2)
 
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
1 - Jesus - O Mestre por Excelência. Mt 1,2 "Ao ver as multidões, Jesus subiu...
 
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são  pe...
2 - O Caráter do Cristão 1."Bem-aventurado aquele cujas transgressões são pe...
 
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.128 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
8 - A Palavra de Honra do Cristão.Versículo-Chave: Tiago 5.12
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - RevidesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 142 - Revides
 
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
1.3 - Criação. Considerações e concordâncias bíblicas no tocante à criação.
 
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃOgrabovoi apostila.pdf  FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
grabovoi apostila.pdf FORMA CORRETA DE UTILIZAÇÃO
 
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
Marie Louise Von Franz - Alquimia.pdf001
 
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
7 - O Casamento Cristão. Mateus 19.6 Assim, eles já não são dois, mas sim uma...
 
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújoquem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
quem e essa pessoa. Rogerio Augusto Ayres de Araújo
 
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
6 - O ato de Reconciliação do cristão Versículo-Chave: Mateus 5.22.
 
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
5 - A justiça do cristão. Mateus 5.20 Pois eu digo que, se a justiça de vocês...
 
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptxBatismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
Batismo CELEBRANDO A NOSSA FÉ BATISMAL.pptx
 
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyugcontrole-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
controle-unidade.pptxvvvvggffgfftrddfyug
 
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.pptA VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
A VIVÊNCIA DO SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO slides.ppt
 
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdfauxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
auxiliar- juvenis-1trimestre de 2024.pdf
 
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
7 - Cristo Cura, Sim!.ppt HINO DDA HARPA
 
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptxApresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
Apresentação Transformando-Membros-e-Líderes.pptx
 
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdfCAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
CAPACITAÇÃO MINISTÉRIO INFANTIL.pptx_20240413_005855_0000.pdf
 

EBD CPAD Lições bíblica 3°trimestre 2015 aula 9 A corrupção dos últimos dias.

  • 2. TEXTO ÁUREO "Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfeman do que não entendem, perecerão na sua corrupção." (2 Pe 2.12)
  • 3. VERDADE PRÁTICA O ensino da Palavra de Deus, de modo cuidadoso, pode evitar que a Corrupção domine os corações dos salvos.
  • 4. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE 2 Timóteo 3.1-4, 14-16 1 - Sabe, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos; 2 - porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, 3 - sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, 4 - traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, 14 - Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido. 15 - E que, desde a tua meninice, sabes as sagradas letras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. 16 - Toda Escritura divinamente inspirada é proveitosa para ensinar, para redarguir, para corrigir, para instruir em justiça.
  • 5. INTRODUÇÃO Deus criou o homem bom e perfeito, mas ele pecou. Como resultado da Queda veio à morte e toda a sorte de corrupção. Na lição de hoje estudaremos a respeito dos pecados dos últimos dias. Sabemos que, infelizmente, a humanidade afastada de Deus, vem a cada dia se tornando mais e mais corrupta.
  • 6. I - OS TEMPOS TRABALHOSOS Paulo inicia o capítulo três falando a respeito da extrema corrupção dos últimos dias. O termo "últimos dias" não se refere somente ao fim dos tempos escatológicos, mas faz referência ao ataque gnóstico sobre a Igreja. O apóstolo mostra a Timóteo o grande desafio que é permanecer fiel ao Senhor em tempos difíceis, quando os falsos mestres parecem se multiplicar. Ele faz uma lista com as características dos falsos mestres, homens sem Deus. Vejamos algumas: 1. Nos últimos dias (v. 1).
  • 7. • a) Amantes de si mesmos. São homens que buscam os seus interesses em primeiro lugar, antes de valorizarem os outros e a obra do Senhor. Eles não têm amor, pois o verdadeiro amor "não busca seus interesses" (1 Co 13.5). • b) Avarentos. São amantes do dinheiro, fruto do seu egoísmo. Hoje, há falsos obreiros, que só pregam ou fazem a obra de Deus esperando receber bens materiais (1 Tm 6.10). • c) Presunçosos, soberbos. São homens cheios de orgulho, de arrogância, que se julgam superiores aos outros. Sabemos que Deus abomina a altivez e que a "soberba precede a ruína" (Pv 6.16,17). • d) Blasfemos. Blasfêmia é ofensa verbal a Deus, porém, ela não se limita às palavras. Jesus ensinou que para a blasfêmia contra o Espírito Santo não haverá perdão (Mt 12.31). • e) Desobedientes a pais e mães e ingratos. São péssimos exemplos na família, pois não honram seus pais e mães (cf. Êx 20.12). São ingratos com Deus, os pais, os amigos, à igreja e todo ministério. • d) Profanos e sem afeto natural. São homens que não sabem amar, por isso não respeitam as coisas sagradas (Lv 19.8, 12). • e) Irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes e cruéis. Nunca estão dispostos a perdoar e se reconciliarem. Cometem o crime de calúnia. Nas igrejas, esse crime é ignorado. Raramente se pune um caluniador. Não sabem conter-se, não tem autocontrole, nem domínio próprio. São pessoas impiedosas, desumanas.
  • 8. I - OS TEMPOS TRABALHOSOS Muitos vão à igreja, tem o linguajar de crente, se vestem como crentes, porém suas atitudes não condizem com a Palavra de Deus. Paulo adverte quanto a estes que querem viver apenas de aparência, enganando e sendo enganados. Porém, haverá um dia em que eles terão que prestar contas ao Senhor. Estes podem enganar a liderança e os crentes, mas jamais enganam a Deus. O Senhor conhece aqueles que são seus. 2. Falsa aparência (v. 5).
  • 9. II - PAULO, UM EXEMPLO DE OBREIRO EM TEMPOS DIFÍCEIS Paulo exorta Timóteo a fim de que ele perseverasse na sã doutrina e sempre procurasse pregar a Palavra de Deus em todas as ocasiões. Como líder, Paulo era um exemplo a ser seguido pelos demais pastores e por toda a igreja. Ele era um seguidor autêntico de Jesus, na proclamação do evangelho e da doutrina de Cristo. 1. Um obreiro exemplar (v. 10).
  • 10. II - PAULO, UM EXEMPLO DE OBREIRO EM TEMPOS DIFÍCEIS Muitos exortam, ensinam e pregam com muita desenvoltura, todavia, na prática não vivem aquilo que transmitem nos púlpitos. Paulo não somente ensinava, mas sua vida era um testemunho vivo do poder transformador do Senhor Jesus Cristo. Com toda autoridade, ele podia afirmar: "Sede também meus imitadores, irmãos, e tende cuidado, segundo o exemplo que tendes em nós, pelos que assim andam" (Fp 3.17). 2. Modo de viver.
  • 11. II - PAULO, UM EXEMPLO DE OBREIRO EM TEMPOS DIFÍCEIS A intenção de Paulo não era se promover, mas promover o Evangelho de Cristo. Seu desejo era ganhar almas para Cristo. Ele era um homem de fé, por isso, pôde suportar todos os embates, combates e sofrimentos por que passou durante o seu ministério. A fé nos faz vencer os embates do ministério. Ser longânimo é ter paciência para suportar os fracos, os defeituosos, os problemáticos (Gl 5.22). O líder precisa cultivar esse dom, especialmente o amor. Paulo não só falou e ensinou, mas deu exemplo do que é ter amor. Na sua epístola de 1 Coríntios, ele dedica o capítulo 13 inteiro para falar a respeito da suprema excelência do amor. 3. Intenção, fé longanimidade e amor.
  • 12. III - O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS Na atualidade é imprescindível que os líderes invistam recursos e tempo no ensino da Palavra de Deus. Somente o ensino bíblico ortodoxo conduz o homem à santidade e à santificação (Sl 119.105; Rm 15.4; 1 Co 4.17). O ensino da Palavra de Deus é instrução que leva o homem a viver de modo justo e digno. Nesses tempos difíceis em que estamos vivendo necessitamos de líderes dedicados ao estudo e ensino das Escrituras Sagradas. 1. O valor do ensino bíblico.
  • 13. III - O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS Vivemos tempos difíceis, porém, sabemos que o Anticristo ainda não está no mundo, mas muito de seus seguidores já se encontram em plena atividade, inclusive realizando sua obra satânica de oposição a Cristo e a sua Igreja. Assevera-nos a Bíblia: "Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos [...]" (1 Jo 2.18). Observe alguns dos "instrumentos" utilizados por Satanás nesses últimos dias contra o rebanho do Senhor: a) O relativismo. O relativismo moral domina o pensamento na atualidade. Em nome de um falso pluralismo, e do "respeito às diferenças", o Diabo vem convencendo as pessoas de que nada é errado, tudo é relativo. b) Leis infames. Leis que criminalizam e preveem a prisão daqueles que usam textos da Bíblia para falar contra o homossexualismo. Leis que querem legalizar o uso de drogas e a prática do aborto. 2. Combatendo o "espírito do Anticristo" com a Palavra de Deus.
  • 14. III - O ENSINO DA PALAVRA DE DEUS EM TEMPOS DIFÍCEIS As leis de muitos países favorecem a imoralidade e a falta de ética na sociedade. Muitas delas são estabelecidas sob a égide de filosofias materialistas, relativistas e pluralistas. A Palavra de Deus, todavia, trás em seu âmago referenciais éticos e morais para a plena felicidade das famílias em qualquer civilização. Os que rejeitam esses referenciais ficarão perdidos, inseguros, sem rumo e orientação. O resultado disso é a tragédia moral que vem se abatendo, especialmente sobre a família, e a sociedade como um todo. 3. A Palavra de Deus e seus referencias éticos.
  • 15. CONCLUSÃO Vivemos tempos difíceis, por isso, precisamos nos voltar para a Palavra de Deus. Ela é um guia seguro para conduzir o crente neste mundo de trevas morais e espirituais. A Igreja do Senhor Jesus é formada de pessoas que são "sal da terra" e "luz do mundo". Portanto, sejamos exemplo para esta sociedade pós-moderna.
  • 16. PARA REFLETIR A respeito das Cartas Pastorais: 1)Paulo inicia o capítulo três falando a respeito de qual assunto? R:Paulo inicia falando a respeito da extrema corrupção dos últimos dias. 2)O termo "últimos dias" se refere somente aos tempos escatológicos? R:O termo "últimos dias" não se refere somente ao fim dos tempos escatológicos, mas faz referência ao ataque gnóstico sobre a Igreja. 3)Quais as características principais dos falsos mestres? R:Amantes de si mesmos; avarentos; presunçosos, soberbos; blasfemos, etc. 4)Segundo a lição, qual era o verdadeiro propósito de Paulo? 5)Quais são os "instrumentos" utilizados por Satanás nesses últimos dias? R:O relativismo e Leis infames. R:Promover o Evangelho de Cristo.