SlideShare uma empresa Scribd logo
HINOS SUGERIDOS: 145, 432,434 DA HARPA CRISTÃ
Texto Áureo
"[...] que andeis
como é digno da
vocação com que
fostes chamados,
com toda a
humildade e
mansidão, com
longanimidade
suportando-vos
uns aos outros em
amor." (Ef 4.1,2)
Verdade Prática
A mansidão,
como fruto do
Espírito, torna o
crente apto para
evitar
contendas,
pelejas e
dissensões.
INTRODUÇÃO
Na lição de hoje, estudaremos mais
um aspecto do fruto do Espírito, a
mansidão. Veremos também as
peleja como obra da carne e como a
o posição à brandura. Para ser
manso, o crente precisa ter outra
virtude que é a humildade.
A arrogância, assim como as
pelejas, são obras da carne e quem
as pratica não pode agradar a Deus,
pois Ele abomina o altivo de
coração (Pv 16.5). Na Palavra de
Deus, os crentes são comparados
às ovelhas. Por que tal
alegoria? Porque as ovelhas são
animais dóceis, mansos e
submissos ao pastor (Jo 10.14,15).
Se você é ovelha de Jesus, então
aprenda a ser manso e humildade.
Ouça a voz do Bom Pastor.
I - MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA
1. Mansidão não é covardia.
Ser manso é ser humilde, amável e cortez. A
mansidão, como fruto do Espírito, é uma
atitude interior que nos leva a agir com graça
e amor, mesmo diante de situações difíceis.
Paulo, ao escrever a Segunda Epístola aos
Coríntios, estava enfrentando uma situação
muito difícil. Alguns falsos apóstolos estavam
difamando-o, distorcendo suas mensagens,
enfraquecendo sua autoridade e seu
apostolado (2 Co 10—13). Contudo, o
apóstolo agiu com mansidão e bondade para
com os irmãos. Ele inicia a epístola falando a
respeito do consolo que recebera de Deus e
dos irmãos (2 Co 1.1-6). Muitos podem
pensar que Paulo era um tanto rígido com os
irmãos, mas ele era muito equilibrado.
Quando era preciso usava de firmeza para
com aqueles que, não querendo andar na
verdade, desafiavam sua autoridade
apostólica (1Co 4.21), mas, no trato com os
crentes, era como uma paciente e amorosa
ama (1Ts 2.7).
I - MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA
2. Ser manso é ser corajoso.
A mansidão não faz do
crente um covarde ou
tímido, mas permite que
se oponha ao espírito da
arrogância e viva de
maneira que o nome do
Senhor seja exaltado.
Moisés era manso, mas, ao
mesmo tempo,
demonstrou força e
coragem (Nm 11.15; 12.3).
Jeremias era um forte
proclamador das verdades
divinas, mas disse que não
passava de um manso
cordeiro (Jr 11.19).
I - MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA
3. A mansidão, fruto do Espírito.
Como fruto do Espírito, a mansidão faz
parte das qualidades que devem estar
presentes na vida dos súditos do Reino
de Deus (Mt 5.11). Jesus ensinou a
mansidão e ofereceu o seu fardo a todos
aqueles que estavam sofrendo com as
cargas impostas pelo judaísmo, pelos
romanos e por Satanás (Mt 11.29,30).
Jesus era simples, humilde e dócil (Mt
11.29). As pessoas tinham prazer em
estar ao seu lado. É muito difícil estar ao
lado de pessoas altivas. Em geral, os
altivos gostam de pelejas, pois acreditam
que estão sempre com a razão e que são
os donos da verdade. Você conhece
alguém assim? Então, ore por ele (a) para
que venha a se arrepender, ser cheio do
Espírito Santo e desenvolver o fruto do
Espírito.
II - EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS
1. Pelejas e discórdias.
Na língua portuguesa, tais
palavras possuem quase o
mesmo significado, porém no
grego a palavra utilizada para
discórdia é eritheiai que
significa desavença e
desarmonia. Esta palavra
também é utilizada para
descrever um mercenário,
pessoa que luta por posição e
glória. Paulo exortou os
crentes da Galácia mostrando
que as Inimizades, porfias,
emulações, pelejas e
dissensões são obra da carne
(Gl 5.20).
II - EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS
2. Ações do homem carnal.
Atualmente, muitos não estão
lutando mais pela causa de Cristo,
porém apenas por cargos e posições.
Um dos sinais de que uma pessoa
não está preparada para exercer o
ministério cristão é quando
manifesta um desejo incontrolável
de, passando por cima de todos,
alcançar postos e mandatos. O crente
que é sábio, e tem dons ministeriais,
espera com paciência e mansidão o
momento de Deus. Ele não promove
pelejas e nem faz politicagem para
alcançar aquilo que é divino, pois
tem consciência de que tais atitudes
pertencem à velha natureza.
II - EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS
3. Um espírito aguerrido.
Ao crente não convém qualquer tipo de
peleja ou porfia (2 Tm 2.24). Deus exige
santidade do seu povo. Precisamos nos
manter incorruptíveis, santos, sinceros e
justos em um mundo de trevas (Fp 2.15).
Aqueles que estão no mundo têm
mentalidade e valores mundanos. Em
geral, as pessoas incentivam os outros a
brigarem, a contenderem por seus
direitos, mas o cristão que tem a vida
pautada nos ensinos de Jesus é diferente,
pois o Mestre nos manda seguir a segunda
milha e amar aqueles que nos perseguem
(Mt 5.39-44). A única forma para combater
a peleja é ser cheio do Espírito Santo (Ef
5.18). O Consolador nos ajuda a seguir os
passos de Jesus Cristo. Ele jamais procurou
ser famoso, mas era humilde e amoroso
(Fp 2.5-8). A única forma para combater a
III - BEM-AVENTURADOS OS MANSOS
1. O Sermão da Montanha.
Encontramos nos capítulos 5 a 7 do
Evangelho de Mateus os princípios
estabelecidos por Jesus para todos os
que querem fazer parte do Reino dos
Céus. Um dos princípios do Mestre é a
mansidão (Mt 5.5). Os judeus estavam
sob o jugo dos romanos, por isso,
ansiavam por um messias que viesse
fazer uma revolução e os libertasse da
opressão política. Mas Jesus mostrou que
seu reino não era desse mundo, e felizes
não eram os que se envolviam em
pelejas e motins, mas os mansos e os
pacificadores. O que significa ser manso?
Ser manso significa ser humilde e
submisso a Deus. Significa que
entregamos tudo ao Pai. No Sermão do
Monte, há uma recompensa para os
mansos: "[...] eles herdarão a terra" (Mt
III - BEM-AVENTURADOS OS MANSOS
2. Estêvão um homem manso.
Estêvão era cheio de fé e do
Espirito Santo. Diante dos seus
algozes, ele se colocou de
joelhos e clamou ao Senhor por
eles dizendo:"[...] não lhes
imputes este pecado [...]" (At
7.60). Se Estêvão fosse um
homem carnal, com certeza
desejaria vingança e agiria com
ira diante daqueles que o
apedrejavam. Somente cheios
do Espírito podemos
permanecer mansos e
tranquilos diante daqueles que
desejam e executam o mal
contra nós.
III - BEM-AVENTURADOS OS MANSOS
3. A mansidão de Cristo.
O Senhor Jesus sofreu as piores dores
que um homem pode experimentar.
Suas dores foram físicas e emocionais,
mas em momento algum Ele abriu a
boca para reclamar ou murmurar
contra o Pai e contra aqueles que o
maltratavam. O texto de Isaías afirma
que "Ele foi oprimido, mas não abriu a
boca; como um cordeiro, foi levado ao
matadouro e, como a ovelha muda
perante os seus tosquiadores, ele não
abriu a boca" (Is 53.7). Como você age
diante daqueles que o maltratam e
querem o seu mal? Que venhamos a
pedir ao Senhor mansidão.
CONCLUSÃO
Evitemos todo tipo de
peleja, pois já somos
novas criaturas (Jo
3.3). Sejamos mansos
e humildes de coração,
sempre seguindo o
exemplo de nosso
Salvador, procurando
em tudo glorificar o
seu nome.
De acordo com a lição, o que é ser manso?
Ser manso é ser humilde, amável e cortez.
Cite exemplos bíblicos de mansidão.
Jesus, Estêvão, Moisés.
Segundo a lição, qual a única forma para combater a peleja?
Sendo cheio do Espírito Santo.
Qual a palavra utilizada no grego para discórdia? Qual o seu
significado?
Na grego a palavra utilizada para discórdia é eritheiai que significa
desavença e desarmonia.
Qual a recompensa para os mansos segundo o Sermão da Montanha?
Eles herdarão o Reino dos Céus.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Fruto do espirito
Fruto do espiritoFruto do espirito
Fruto do espirito
Pr. Gerson Eller
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
Joselito Machado
 
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Márcio Martins
 
Lição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoLição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificação
Ailton da Silva
 
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito SantoLição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Ailton da Silva
 
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha naturezaLba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Natalino das Neves Neves
 
Confronto histórico
Confronto históricoConfronto histórico
Confronto histórico
Tiago Vieira
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
Joel Silva
 
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vidaLBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
Natalino das Neves Neves
 
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Márcio Martins
 
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
Joel Silva
 
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Erberson Pinheiro
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
Pr. Andre Luiz
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha NaturezaAlegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Márcio Martins
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfiasLBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
Natalino das Neves Neves
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
Joel Silva
 
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
Lourinaldo Serafim
 

Mais procurados (20)

Fruto do espirito
Fruto do espiritoFruto do espirito
Fruto do espirito
 
As obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do EspíritoAs obras da carne e do Espírito
As obras da carne e do Espírito
 
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
Mansidão:Torna o Crente Apto Para Evitar Pelejas.
 
Lição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificaçãoLição 4 - os benefícios da justificação
Lição 4 - os benefícios da justificação
 
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito SantoLição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
Lição 1 - As obras da carne e o fruto do Espírito Santo
 
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha naturezaLba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
 
Confronto histórico
Confronto históricoConfronto histórico
Confronto histórico
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 02
 
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vidaLBA Lição 8 - A bondade que confere vida
LBA Lição 8 - A bondade que confere vida
 
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
Paz de Deus: Antídoto Contra as Inimizades.
 
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderadaEbd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
Ebd 1° trim 2017 aula 11 Vivendo de forma moderada
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 01
 
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...Ebd  1° trimestre 2017 lição 7  Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 7 Benignidade: um Escudo Protetor contra as Por...
 
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha NaturezaAlegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
 
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfiasLBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
 
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03E.b.d   adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
E.b.d adultos 1ºtrimestre 2017 lição 03
 
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITOLIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
LIÇÃO 1 - AS OBRAS DA CARNE E O FRUTO DO ESPÍRITO
 

Destaque

LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJASLIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderdaLBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
Natalino das Neves Neves
 
Lição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejasLição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Ailton da Silva
 
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardoApresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Prof. Robson Santos
 
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINALIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divinaLBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
Natalino das Neves Neves
 
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
Polícia Militar do Estado do Tocantins
 
Lição 10 - A Missão Social da Igreja
Lição 10 - A Missão Social da IgrejaLição 10 - A Missão Social da Igreja
Lição 10 - A Missão Social da Igreja
Erberson Pinheiro
 
02
0202
05
0505
03
0303
04
0404
12
1212
11
1111
13
1313
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitasAs leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
Ailton da Silva
 
Moisés - sua liderança e seus auxiliares
Moisés - sua liderança e seus auxiliaresMoisés - sua liderança e seus auxiliares
Moisés - sua liderança e seus auxiliares
Ailton da Silva
 
O perigo da busca pela autorrealização humana
O perigo da busca pela autorrealização humanaO perigo da busca pela autorrealização humana
O perigo da busca pela autorrealização humana
Ailton da Silva
 

Destaque (20)

LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJASLIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
 
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADALIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
LIÇÃO 11 - VIVENDO DE FORMA MODERADA
 
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderdaLBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
LBA Lição 11 - Vivendo de forma moderda
 
Lição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejasLição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10 - Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
 
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade - um escudo protetor contra as porfias
 
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardoApresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
Apresentação seminário de ebd. robson santos & roney ricardo
 
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINALIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
LIÇÃO 12 - QUEM AMA CUMPRE PLENAMENTE A LEI DIVINA
 
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divinaLBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
LBA Lição 12 - Quem ama cumpre plenamente a lei divina
 
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNELIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
LIÇÃO 03 - O PERIGO DAS OBRAS DA CARNE
 
Lição 10 - A Missão Social da Igreja
Lição 10 - A Missão Social da IgrejaLição 10 - A Missão Social da Igreja
Lição 10 - A Missão Social da Igreja
 
02
0202
02
 
05
0505
05
 
03
0303
03
 
04
0404
04
 
12
1212
12
 
11
1111
11
 
13
1313
13
 
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitasAs leis civis entregue por Moisés aos israelitas
As leis civis entregue por Moisés aos israelitas
 
Moisés - sua liderança e seus auxiliares
Moisés - sua liderança e seus auxiliaresMoisés - sua liderança e seus auxiliares
Moisés - sua liderança e seus auxiliares
 
O perigo da busca pela autorrealização humana
O perigo da busca pela autorrealização humanaO perigo da busca pela autorrealização humana
O perigo da busca pela autorrealização humana
 

Semelhante a EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.

aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasaula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
antonio vieira
 
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJASLIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
Lourinaldo Serafim
 
Lição 10 Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10   Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejasLição 10   Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10 Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejas
Rogério Silva
 
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as InimizadesLição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Daniel Felipe Kroth
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Slides apologética o que é e qual suas funções
Slides   apologética o que é e qual suas funçõesSlides   apologética o que é e qual suas funções
Slides apologética o que é e qual suas funções
Abdias Barreto
 
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejasMansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
ABGF - Agência Brasileira Gestora de Fundos Garantidores e Garantias LTDA
 
LIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕES
LIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕESLIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕES
LIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕES
Lourinaldo Serafim
 
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
antonio vieira
 
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIASLIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
Lourinaldo Serafim
 
Lição 07 - Eu sei em quem tenho crido
Lição 07 - Eu sei em quem tenho cridoLição 07 - Eu sei em quem tenho crido
Lição 07 - Eu sei em quem tenho crido
Regio Davis
 
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa EsperançaLição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Éder Tomé
 
Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Antonio Fernandes
 
Aula 6 - Paciência: Evitando as Dissensões
Aula 6 - Paciência: Evitando as DissensõesAula 6 - Paciência: Evitando as Dissensões
As sete igrejas da asia
As sete igrejas da asiaAs sete igrejas da asia
As sete igrejas da asia
Carlos Nazareth
 
015 timoteo 2º
015 timoteo 2º015 timoteo 2º
015 timoteo 2º
Diógenes Gimenes
 
Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.
Márcio Martins
 
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
Natalino das Neves Neves
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
guilhermino ribas
 
Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2  Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2
Cassio Felipe
 

Semelhante a EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas. (20)

aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejasaula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
aula 10 mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
 
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJASLIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
LIÇÃO 10 - MANSIDÃO: TORNA O CRENTE APTO PARA EVITAR PELEJAS
 
Lição 10 Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10   Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejasLição 10   Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejas
Lição 10 Mansidão-torna o crente apto para evitar pelejas
 
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as InimizadesLição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
Lição 05- Paz de Deus: Antidoto Contra as Inimizades
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
 
Slides apologética o que é e qual suas funções
Slides   apologética o que é e qual suas funçõesSlides   apologética o que é e qual suas funções
Slides apologética o que é e qual suas funções
 
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejasMansidão torna o crente apto para evitar pelejas
Mansidão torna o crente apto para evitar pelejas
 
LIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕES
LIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕESLIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕES
LIÇÃO 06 - PACIÊNCIA: EVITANDO AS DISSENSÕES
 
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
Lição 07 - Benignidade Um escudo Protetor contra as Porfias tangua
 
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIASLIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
LIÇÃO 07 - BENIGNIDADE: UM ESCUDO PROTETOR CONTRA AS PORFIAS
 
Lição 07 - Eu sei em quem tenho crido
Lição 07 - Eu sei em quem tenho cridoLição 07 - Eu sei em quem tenho crido
Lição 07 - Eu sei em quem tenho crido
 
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa EsperançaLição 6 - A Razão da Nossa Esperança
Lição 6 - A Razão da Nossa Esperança
 
Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.Eu Sei em Quem Tenho Crido.
Eu Sei em Quem Tenho Crido.
 
Aula 6 - Paciência: Evitando as Dissensões
Aula 6 - Paciência: Evitando as DissensõesAula 6 - Paciência: Evitando as Dissensões
Aula 6 - Paciência: Evitando as Dissensões
 
As sete igrejas da asia
As sete igrejas da asiaAs sete igrejas da asia
As sete igrejas da asia
 
015 timoteo 2º
015 timoteo 2º015 timoteo 2º
015 timoteo 2º
 
Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.
 
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
 
Batalha espiritual
Batalha espiritualBatalha espiritual
Batalha espiritual
 
Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2  Módulo serviço – apostila 2
Módulo serviço – apostila 2
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira

Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira (20)

Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
 
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
 
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
 
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
 
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
 
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
Ebd lições bíblicas 2°trimestre 2016 aula 12 Cosmovisão missionária.
 

Último

Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
MARCELARUBIAGAVA
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
Deiciane Chaves
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
AlineOliveira625820
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
AlessandraRibas7
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
Crisnaiara
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Militao Ricardo
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Maurício Bratz
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
MarcoAurlioResende
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Centro Jacques Delors
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 

Último (20)

Atividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docxAtividade Bio evolução e especiação .docx
Atividade Bio evolução e especiação .docx
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptxCLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
CLASSIFICAÇÃO DAS ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS 9º ANO.pptx
 
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdfComo montar o mapa conceitual editado.pdf
Como montar o mapa conceitual editado.pdf
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidadeAula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
Aula de filosofia sobre Sexo, Gênero e sexualidade
 
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junhoATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
ATIVIDADES de alfabetização do mês de junho
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
Podcast: como preparar e produzir um programa radiofônico e distribuir na int...
 
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdfPrimeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
Primeira fase do modernismo Mapa Mental.pdf
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
A Formação da Moral Cristã na Infância - CESB - DIJ - DIEF - G. de PAIS - 16....
 
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
Infografia | Resultados das Eleições Europeias 2024-2029
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 

EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.

  • 1. HINOS SUGERIDOS: 145, 432,434 DA HARPA CRISTÃ
  • 2. Texto Áureo "[...] que andeis como é digno da vocação com que fostes chamados, com toda a humildade e mansidão, com longanimidade suportando-vos uns aos outros em amor." (Ef 4.1,2)
  • 3. Verdade Prática A mansidão, como fruto do Espírito, torna o crente apto para evitar contendas, pelejas e dissensões.
  • 4. INTRODUÇÃO Na lição de hoje, estudaremos mais um aspecto do fruto do Espírito, a mansidão. Veremos também as peleja como obra da carne e como a o posição à brandura. Para ser manso, o crente precisa ter outra virtude que é a humildade. A arrogância, assim como as pelejas, são obras da carne e quem as pratica não pode agradar a Deus, pois Ele abomina o altivo de coração (Pv 16.5). Na Palavra de Deus, os crentes são comparados às ovelhas. Por que tal alegoria? Porque as ovelhas são animais dóceis, mansos e submissos ao pastor (Jo 10.14,15). Se você é ovelha de Jesus, então aprenda a ser manso e humildade. Ouça a voz do Bom Pastor.
  • 5. I - MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA 1. Mansidão não é covardia. Ser manso é ser humilde, amável e cortez. A mansidão, como fruto do Espírito, é uma atitude interior que nos leva a agir com graça e amor, mesmo diante de situações difíceis. Paulo, ao escrever a Segunda Epístola aos Coríntios, estava enfrentando uma situação muito difícil. Alguns falsos apóstolos estavam difamando-o, distorcendo suas mensagens, enfraquecendo sua autoridade e seu apostolado (2 Co 10—13). Contudo, o apóstolo agiu com mansidão e bondade para com os irmãos. Ele inicia a epístola falando a respeito do consolo que recebera de Deus e dos irmãos (2 Co 1.1-6). Muitos podem pensar que Paulo era um tanto rígido com os irmãos, mas ele era muito equilibrado. Quando era preciso usava de firmeza para com aqueles que, não querendo andar na verdade, desafiavam sua autoridade apostólica (1Co 4.21), mas, no trato com os crentes, era como uma paciente e amorosa ama (1Ts 2.7).
  • 6. I - MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA 2. Ser manso é ser corajoso. A mansidão não faz do crente um covarde ou tímido, mas permite que se oponha ao espírito da arrogância e viva de maneira que o nome do Senhor seja exaltado. Moisés era manso, mas, ao mesmo tempo, demonstrou força e coragem (Nm 11.15; 12.3). Jeremias era um forte proclamador das verdades divinas, mas disse que não passava de um manso cordeiro (Jr 11.19).
  • 7. I - MANSIDÃO, O OPOSTO DA ARROGÂNCIA 3. A mansidão, fruto do Espírito. Como fruto do Espírito, a mansidão faz parte das qualidades que devem estar presentes na vida dos súditos do Reino de Deus (Mt 5.11). Jesus ensinou a mansidão e ofereceu o seu fardo a todos aqueles que estavam sofrendo com as cargas impostas pelo judaísmo, pelos romanos e por Satanás (Mt 11.29,30). Jesus era simples, humilde e dócil (Mt 11.29). As pessoas tinham prazer em estar ao seu lado. É muito difícil estar ao lado de pessoas altivas. Em geral, os altivos gostam de pelejas, pois acreditam que estão sempre com a razão e que são os donos da verdade. Você conhece alguém assim? Então, ore por ele (a) para que venha a se arrepender, ser cheio do Espírito Santo e desenvolver o fruto do Espírito.
  • 8. II - EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS 1. Pelejas e discórdias. Na língua portuguesa, tais palavras possuem quase o mesmo significado, porém no grego a palavra utilizada para discórdia é eritheiai que significa desavença e desarmonia. Esta palavra também é utilizada para descrever um mercenário, pessoa que luta por posição e glória. Paulo exortou os crentes da Galácia mostrando que as Inimizades, porfias, emulações, pelejas e dissensões são obra da carne (Gl 5.20).
  • 9. II - EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS 2. Ações do homem carnal. Atualmente, muitos não estão lutando mais pela causa de Cristo, porém apenas por cargos e posições. Um dos sinais de que uma pessoa não está preparada para exercer o ministério cristão é quando manifesta um desejo incontrolável de, passando por cima de todos, alcançar postos e mandatos. O crente que é sábio, e tem dons ministeriais, espera com paciência e mansidão o momento de Deus. Ele não promove pelejas e nem faz politicagem para alcançar aquilo que é divino, pois tem consciência de que tais atitudes pertencem à velha natureza.
  • 10. II - EVITANDO AS PELEJAS E CONTENDAS 3. Um espírito aguerrido. Ao crente não convém qualquer tipo de peleja ou porfia (2 Tm 2.24). Deus exige santidade do seu povo. Precisamos nos manter incorruptíveis, santos, sinceros e justos em um mundo de trevas (Fp 2.15). Aqueles que estão no mundo têm mentalidade e valores mundanos. Em geral, as pessoas incentivam os outros a brigarem, a contenderem por seus direitos, mas o cristão que tem a vida pautada nos ensinos de Jesus é diferente, pois o Mestre nos manda seguir a segunda milha e amar aqueles que nos perseguem (Mt 5.39-44). A única forma para combater a peleja é ser cheio do Espírito Santo (Ef 5.18). O Consolador nos ajuda a seguir os passos de Jesus Cristo. Ele jamais procurou ser famoso, mas era humilde e amoroso (Fp 2.5-8). A única forma para combater a
  • 11. III - BEM-AVENTURADOS OS MANSOS 1. O Sermão da Montanha. Encontramos nos capítulos 5 a 7 do Evangelho de Mateus os princípios estabelecidos por Jesus para todos os que querem fazer parte do Reino dos Céus. Um dos princípios do Mestre é a mansidão (Mt 5.5). Os judeus estavam sob o jugo dos romanos, por isso, ansiavam por um messias que viesse fazer uma revolução e os libertasse da opressão política. Mas Jesus mostrou que seu reino não era desse mundo, e felizes não eram os que se envolviam em pelejas e motins, mas os mansos e os pacificadores. O que significa ser manso? Ser manso significa ser humilde e submisso a Deus. Significa que entregamos tudo ao Pai. No Sermão do Monte, há uma recompensa para os mansos: "[...] eles herdarão a terra" (Mt
  • 12. III - BEM-AVENTURADOS OS MANSOS 2. Estêvão um homem manso. Estêvão era cheio de fé e do Espirito Santo. Diante dos seus algozes, ele se colocou de joelhos e clamou ao Senhor por eles dizendo:"[...] não lhes imputes este pecado [...]" (At 7.60). Se Estêvão fosse um homem carnal, com certeza desejaria vingança e agiria com ira diante daqueles que o apedrejavam. Somente cheios do Espírito podemos permanecer mansos e tranquilos diante daqueles que desejam e executam o mal contra nós.
  • 13. III - BEM-AVENTURADOS OS MANSOS 3. A mansidão de Cristo. O Senhor Jesus sofreu as piores dores que um homem pode experimentar. Suas dores foram físicas e emocionais, mas em momento algum Ele abriu a boca para reclamar ou murmurar contra o Pai e contra aqueles que o maltratavam. O texto de Isaías afirma que "Ele foi oprimido, mas não abriu a boca; como um cordeiro, foi levado ao matadouro e, como a ovelha muda perante os seus tosquiadores, ele não abriu a boca" (Is 53.7). Como você age diante daqueles que o maltratam e querem o seu mal? Que venhamos a pedir ao Senhor mansidão.
  • 14. CONCLUSÃO Evitemos todo tipo de peleja, pois já somos novas criaturas (Jo 3.3). Sejamos mansos e humildes de coração, sempre seguindo o exemplo de nosso Salvador, procurando em tudo glorificar o seu nome.
  • 15. De acordo com a lição, o que é ser manso? Ser manso é ser humilde, amável e cortez. Cite exemplos bíblicos de mansidão. Jesus, Estêvão, Moisés. Segundo a lição, qual a única forma para combater a peleja? Sendo cheio do Espírito Santo. Qual a palavra utilizada no grego para discórdia? Qual o seu significado? Na grego a palavra utilizada para discórdia é eritheiai que significa desavença e desarmonia. Qual a recompensa para os mansos segundo o Sermão da Montanha? Eles herdarão o Reino dos Céus.