SlideShare uma empresa Scribd logo
TEXTO ÁUREO
"Qualquer que
aborrece a seu
irmão é homicida.
E vós sabeis que
nenhum homicida
tem permanente
nele a vida
eterna."(1Jo 3.15)
VERDADE PRÁTICA
A vida é um dom
de Deus e
ninguém tem o
direito de tirá-la
a não ser o
próprio Deus.
LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Mateus 5.20 - 26
20 Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e
fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.
21 Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que
matar será réu de juízo.
22 Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar
contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão:
Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do
fogo do inferno.
23 Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu
irmão tem alguma coisa contra ti,
24 Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com
teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta.
25 Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho
com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o
juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão.
26 Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não
pagares o último ceitil.
INTRODUÇÃO
Você já teve o coração
transformado e regenerado
pelo Senhor Jesus? Então,
não há mais espaço, em sua
vida, para sentimentos e
desejos que faziam parte da
sua velha natureza. Na lição
de hoje, veremos que os
maus pensamentos, mortes,
adultérios, prostituição, falso
testemuno e blasfémias
procedem do interior do
homem, ou seja, da velha
natureza adâmica (Mt
15.18,19).
I - BONDADE: O FIRME COMPROMISSO PARA O
BENEFÍCIO DOS OUTROS
1. A bondade como fruto do Espírito.
Podemos afirmar que a bondade e a
benignidade são frutos gémeos. A
palavra grega para bondade
é agathosüne, e esta palavra pode
ser aplicada em relação a Deus como
um ser perfeito e completo (Mc
10.18), e em relação à benevolência
de alguém (Mt 12.35; At 11.24; l Pé
2.18). Como um dos aspectos do
fruto do Espírito, podemos dizer que
a bondade é uma qualidade nobre,
gerada por Deus, nos corações
daqueles que experimentaram o
novo nascimento (Jo 3.3). Quem já
experimentou a regeneração, em
Jesus Cristo, é nova criatura e
naturalmente inclinado a fazer o bem
(2 Co 5.17).
I - BONDADE: O FIRME COMPROMISSO PARA O
BENEFÍCIO DOS OUTROS
2. A bondade de Deus.
A bondade de Deus é singular. Ele é
bom para todos os homens,
independentemente da condição
destes (SI 145.9). A bondade do Pai
pode ser revelada na sua provisão, pois
Ele faz com que o sol e a chuva se
levante sobre os justos e injustos (Mt
5.45). Contudo, a maior prova da
bondade de Deus está no fato de Ele
ter enviado seu Filho unigénito para
morrer por nós, homens pecadores e
maus por natureza (Jo 3.16; Rm 5.8).
Em geral costumamos agir
bondosamente somente com aqueles
que nos tratam com benevolência, mas
o Criador é bom para com todos; e,
como filhos seus, precisamos seguir o
seu exemplo.
I - BONDADE: O FIRME COMPROMISSO PARA O
BENEFÍCIO DOS OUTROS
3. Um homem bondoso e uma mulher bondosa.
Na Bíblia, encontramos vívidos exemplos de
homens bondosos, e Jó é um desses homens.
Ele não era somente justo e paciente, mas
também bondoso para com os outros (Jó
29.15-17; 31.32) e para com seus filhos,
oferecendo a Deus holocaustos por eles (Jó
1.5). Dorcas era uma discípula que usava do
ofício de costureira para abençoar os pobres
(At 9.36,39). O texto bíblico afirma que "ela
estava cheia de boas obras e esmolas" (At
9.36). Suas ações em favor dos necessitados
demonstravam a sua bondade e o seu amor e
devoção a Deus. Quem ama ao Senhor ama
também o próximo, mas esse amor precisa ser
manifesto em ações. Não basta dizer que
amamos; é preciso mostrar esse amor por
meio de ações. O que você tem feito para
demonstrar a sua bondade pelo próximo?
II - HOMICÍDIO, A DESTRUIÇÃO DO PRÓXIMO
1. Não matarás
Em Êxodo 20.13, temos uma ordem de Deus
em favor da preservação da vida. A
ordenança divina é bem clara, de forma que
até uma criança pode compreender: "Não
matarás" (Êx 20.13; Dt 5.17). Encontramos,
em todo o Pentateuco, várias advertências a
respeito da violência contra a vida. Deus é
bom. Por isso. Ele estabeleceu leis para os
homicídios dolosos, ou seja, quando uma
pessoa mata a outra intencionalmente (Dt
27.24,25) e culposos, quando não há Intenção
de matar (Dt 19.4-6). O Senhor Jesus, nosso
maior exemplo de bondade e amor, reforçou a
legislação divina ao ensinar que podemos
atentar contra a vida do nosso próximo até
mesmo por palavras (Mt 5.21,22). O apóstolo
João também deixa claro que quem aborrece
p seu irmão é homicida (1Jo 3.15). Que
venhamos a amar o próximo, cuidar dele e
preservar a sua vida, pois esta é a vontade de
Deus para nós.
II - HOMICÍDIO, A DESTRUIÇÃO DO PRÓXIMO
2. Aborto, a morte de um inocente indefeso.
Quando falamos em homicídio,
estamos também nos referindo no
aborto. Este ato perverso está Inserido
no sexto mandamento, pois é um
atentado contra a vida de um Indefeso,
além de ser um ato contra Deus, que é
o doador da vida (Is 45.12; Mt 10.28). O
aborto, segundo o Código Penal
Brasileiro, é também um crime.
Embora faça parte do Código Penal,
alguns, erroneamente, acreditam que o
aborto deve ser uma escolha da
mulher. Mas o Criador não permite que
nós, seres criados, venhamos a decidir
quem deve ou não viver. Deus nos
criou, nos conhece e nos ama desde
quando nosso corpo ainda estava
sendo formado no ventre de nossa
mãe (SI 139.16).
II - HOMICÍDIO, A DESTRUIÇÃO DO PRÓXIMO
3. O primeiro homicídio.
Logo no primeiro livro da
Bíblia, Génesis,
encentramos o triste relato
do primeiro homicídio
depois da Queda (Gn 4.8-
11). Caim matou seu irmão
porque deixou seu coração
ser dominado pela inveja e o
ciúme. O texto bíblico diz
que o próprio Deus
amaldiçoou Caim numa
forma de punição pelo seu
ato (Gn 4.15). Homem algum
pode zombar de Deus,
porque todo o pecado tem a
sua recompensa (Gl 6.7).
Ill - SEJAMOS BONDOSOS E MISERICORDIOSOS
1. Servindo ao outro com amor.
Jesus deve ser o nosso exemplo de
serviço e amor. Ele declarou que não
veio ao mundo para ser servido, mas
para servir e dar a sua vida por nós (Mt
20.28). Vivemos em um mundo egoísta,
onde as pessoas só querem ser servidas.
Por isso, precisamos, como sal e luz
desse mundo, mostrar-lhes o nosso
serviço e compaixão (Mt 5.13,14). Paulo
exortou os crentes da Galada para que
levassem as cargas uns dos outros (Gl
6.2). Para realizamos tal ato precisamos
amar, pois levar a carga do outro
significa ajudar o irmão que está
enfermo, enfrentando tribulação ou
enfrentando necessidade financeira.
Você tem ajudado seus irmãos a
carregarem suas cargas ou você tem
ainda acrescentado mais peso a elas?
Ill - SEJAMOS BONDOSOS E MISERICORDIOSOS
2. Ajudando o ferido.
Vivemos dias difíceis, nos
quais o egoísmo tem
imperado em nossa
sociedade (2 Tm 3.1).
Precisamos demonstrar ao
mundo o amor de Deus
mediante as nossas ações
enquanto ainda temos
tempo, pois sabemos que, em
breve, Jesus virá. Que não
venhamos a agir como o
sacerdote e o levita da
parábola do Bom Samaritano,
mas que sejamos como
aquele que acolhe e ajuda ao
ferido (Lc 10.25-37).
Ill - SEJAMOS BONDOSOS E MISERICORDIOSOS
3. Ajudando os irmãos.
Paulo ensinou aos gálatas a
fazerem o bem a todos, mas
principalmente aos domésticos da
fé (Gl 6.10). Quantos irmãos, em
nossas igrejas, estão carecendo de
uma ajuda financeira, de uma
oração ou de uma palavra de
consolo. Mas, às vezes, nos
tornamos indiferentes à dor do
outro e nos esquecemos de ajudar
aqueles que estão perto de nós.
Não espere que seu irmão peça a
sua ajuda se você sabe que ele está
enfrentando alguma dificuldade e
pode ajudá-lo, ajude-o. Também não
espere receber recompensa: faça
por amor e bondade. A recompensa
virá do Senhor quando então
recebemos os nossos galardões (Mt
10.41,42).
CONCLUSÃO
Que possamos
demonstrar ao mundo
e aos nossos irmãos
a bondade de Deus
que um dia foi
derramada em nossos
corações. Que jamais
venhamos aceitar
qualquer forma de
homicídio, pois
somos novas
criaturas e sabemos
que Deus abomina tal
prática.
De acordo com a lição, defina bondade.
Bondade é uma qualidade nobre, gerada por Deus, nos corações
daqueles que experimentaram o novo nascimento (Jo 3.3).
Como a bondade de Deus é revelada a nós?
A bondade do Pai pode ser revelada na sua provisão, pois Ele faz com
que o sol e a chuva se levante sobre os justos e injustos (Mt 5.45).
Cite um exemplo bíblico de bondade.
Jó e Dorcas.
Qual a ordenança de Deus a respeito do homicídio?
A ordenança divina é bem clara, de forma que até uma criança pode
compreender: "Não matarás" (Êx 20.13; Dt 5.17).
Qual o primeiro homicídio registrado nas Escrituras Sagradas depois da
Queda?
Caim matou seu irmão Abel.
Ebd  1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha NaturezaAlegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Márcio Martins
 
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as PorfiasBenegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Márcio Martins
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.
Márcio Martins
 
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha naturezaLba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Natalino das Neves Neves
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
Pr. Andre Luiz
 
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfiasLBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
Natalino das Neves Neves
 
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos OliveiraA Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
Luis Carlos Oliveira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Pré revisão
Pré revisãoPré revisão
Pré revisão
Anderson Gonçalves
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Erberson Pinheiro
 
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Erberson Pinheiro
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
Pastor Natalino Das Neves
 
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
Pr. Andre Luiz
 
O bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoO bom testemunho cristão
O bom testemunho cristão
Quenia Damata
 
O Fruto do Espírito
O Fruto do EspíritoO Fruto do Espírito
O Fruto do Espírito
fsouza40
 
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
Natalino das Neves Neves
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
Márcio Martins
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
Natalino das Neves Neves
 

Mais procurados (20)

Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha NaturezaAlegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
Alegria Fruto do Espirito, Inveja Habito da Velha Natureza
 
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as PorfiasBenegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
Benegnidade: um Escudo Protetor Contra as Porfias
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...Ebd 1° trimestre 2017 lição 4  Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
Ebd 1° trimestre 2017 lição 4 Alegria, fruto do espírito; inveja hábito da v...
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espíritoEbd 1 trimestre 2017 lição 1  as obras da carne e o fruto do espírito
Ebd 1 trimestre 2017 lição 1 as obras da carne e o fruto do espírito
 
Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.Paciência: Evitando as Dissenções.
Paciência: Evitando as Dissenções.
 
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha naturezaLba lição 4   alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
Lba lição 4 alegria, fruto do espírito; inveja, hábito da velha natureza
 
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
O perigo das obras da carne - Lição 3 - 1ºTrimestre 2017
 
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfiasLBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
LBA Lição 7 - Benignidade, um escudo protetor contra as porfias
 
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos OliveiraA Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
A Maravilhosa Graça de Deus | Luis Carlos Oliveira
 
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.Ebd 1 trimestre 2017 lição 3  O perigo das obras da carne.
Ebd 1 trimestre 2017 lição 3 O perigo das obras da carne.
 
Pré revisão
Pré revisãoPré revisão
Pré revisão
 
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma ModeradaLição 11 - Vivendo de Forma Moderada
Lição 11 - Vivendo de Forma Moderada
 
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfiasLição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
Lição 7 - Benignidade: Um escudo protetor contra as porfias
 
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTOPRELEÇÃO_LIÇÃO 10 -  SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
PRELEÇÃO_LIÇÃO 10 - SEU CORPO É MEMBRO DE CRISTO
 
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
O Evangelho da Graça - Lição 02 - 3º Trimestre de 2015
 
O bom testemunho cristão
O bom testemunho cristãoO bom testemunho cristão
O bom testemunho cristão
 
O Fruto do Espírito
O Fruto do EspíritoO Fruto do Espírito
O Fruto do Espírito
 
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissençõesLBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
LBA Lição 6 - Paciência, evitando as dissenções
 
Os Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da CarneOs Perigos das Obras da Carne
Os Perigos das Obras da Carne
 
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejasLBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
LBA Lição 10 - Mansidão, torna o crente apto para evitar pelejas
 

Semelhante a Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.

LIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDA
LIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDALIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDA
LIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDA
Lourinaldo Serafim
 
Lição 08° a bondade que confere a vida
Lição 08°   a bondade que confere a vida Lição 08°   a bondade que confere a vida
Lição 08° a bondade que confere a vida
antonio vieira
 
A Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o PecadoA Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o Pecado
JUERP
 
Primeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFPrimeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDF
Lucas Martins
 
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
JayronSilvaPinto
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Erberson Pinheiro
 
A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...
A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...
A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...
Samuel A. Nunes
 
Lição 2 - Eu me Importo
Lição 2 - Eu me ImportoLição 2 - Eu me Importo
Lição 2 - Eu me Importo
Éder Tomé
 
LIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS
LIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUSLIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS
LIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS
Lourinaldo Serafim
 
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
Joel Silva
 
Ministração para libertação interior e perdão
Ministração para libertação interior e perdãoMinistração para libertação interior e perdão
Ministração para libertação interior e perdão
Anésio Lopes Júnior
 
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusLBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
Natalino das Neves Neves
 
EncontroPenielLixo.pdf
EncontroPenielLixo.pdfEncontroPenielLixo.pdf
EncontroPenielLixo.pdf
ComunidadeEstoril
 
Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014
Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014
Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014
Pr. Andre Luiz
 
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Márcio Martins
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Éder Tomé
 
Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013
Silas Roberto Nogueira
 
Lição 04 - A justificação pela fé.pptx
Lição 04 - A justificação pela fé.pptxLição 04 - A justificação pela fé.pptx
Lição 04 - A justificação pela fé.pptx
Joel Silva
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Erberson Pinheiro
 
Salvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGRSalvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGR
Gerson G. Ramos
 

Semelhante a Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida. (20)

LIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDA
LIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDALIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDA
LIÇÃO 08 - A BONDADE QUE CONFERE VIDA
 
Lição 08° a bondade que confere a vida
Lição 08°   a bondade que confere a vida Lição 08°   a bondade que confere a vida
Lição 08° a bondade que confere a vida
 
A Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o PecadoA Luta Contra o Pecado
A Luta Contra o Pecado
 
Primeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDFPrimeira apostila dos jovens - PDF
Primeira apostila dos jovens - PDF
 
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdfALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
ALUNO-Licao-05-Quem-segue-a-Cristo-Anda-na-Pratica-do-Perdao-e-do-Amor.pdf
 
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deusLição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
Lição 4 - Salvação - o amor e a misericórdia de deus
 
A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...
A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...
A Necessidade da Morte de Cristo - Substituto de pecadores - lições 12 e 13...
 
Lição 2 - Eu me Importo
Lição 2 - Eu me ImportoLição 2 - Eu me Importo
Lição 2 - Eu me Importo
 
LIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS
LIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUSLIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS
LIÇÃO 11 – O JULGAMENTO E A SOBERANIA PERTENCEM A DEUS
 
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
2022 2º Trimestre Adulto Lição 07.pptx
 
Ministração para libertação interior e perdão
Ministração para libertação interior e perdãoMinistração para libertação interior e perdão
Ministração para libertação interior e perdão
 
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deusLBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
LBA LIÇÃO 4 - Salvação, o amor e a misericórdia de deus
 
EncontroPenielLixo.pdf
EncontroPenielLixo.pdfEncontroPenielLixo.pdf
EncontroPenielLixo.pdf
 
Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014
Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014
Lição 11 - O julgamento e a soberania pertencem a Deus - 3ºTri.2014
 
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
Salvação – O Amor e a Misericórdia de Deus.
 
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de DeusLição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
Lição 04 - Salvação - O Amor e a Misericórdia de Deus
 
Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013Boletim CBG_18 ago-2013
Boletim CBG_18 ago-2013
 
Lição 04 - A justificação pela fé.pptx
Lição 04 - A justificação pela fé.pptxLição 04 - A justificação pela fé.pptx
Lição 04 - A justificação pela fé.pptx
 
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutíferoLição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
Lição 4 - Conhecendo o arrependimento bíblico e frutífero
 
Salvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGRSalvação_432014_GGR
Salvação_432014_GGR
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira

EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
GIDEONE Moura Santos Ferreira
 

Mais de GIDEONE Moura Santos Ferreira (20)

EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 10 Mansidão:Torna o crente apto para evitar pelejas.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.Ebd 1° trimestre 2017 lição 9  fidelidade, firmes na fé.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 9 fidelidade, firmes na fé.
 
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
EBD 1°TRIMESTRE 2017 Lição 6 Paciência: Evitando as dissensões.
 
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
Ebd 1° trimestre 2017 lição 5 paz de deus ,antídoto contra ás inimizades.
 
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2  O propósito do fruto do espí...
Lições bíblicas do 1° trimestre de 2017 lição 2 O propósito do fruto do espí...
 
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.Ebd aula 13  4°trimestre  2016 A fidelidade de Deus.
Ebd aula 13 4°trimestre 2016 A fidelidade de Deus.
 
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .Ebd aula 12   4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
Ebd aula 12 4° trimestre 2016 Sabedoria divina para tomada de decisões .
 
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povoEbd aula 11   4°trimestre 2016  O socorro de deus para livrar o seu povo
Ebd aula 11 4°trimestre 2016 O socorro de deus para livrar o seu povo
 
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.Ebd aula 10   4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
Ebd aula 10 4°trim 2016 Adorando a Deus em meio a calamidade.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casaEbd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
Ebd 4°trimestre 2016 aula 9 O milagre está em sua casa
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 8 Rute,Deus trabalha pela família.
 
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
Ebd aula 7 4°trimestre 2016 José,fé em meio as injustiças.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 6 Deus: o nosso provedor.
 
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
Ebd 4°trimestre 2016 aula 5 As consequências das escolhas precipitadas.
 
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.Ebd 4°trimestre 2016  Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
Ebd 4°trimestre 2016 Lição 4 A provisão de Deus no monte do sacrifício.
 
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.Ebd aula 3  4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
Ebd aula 3 4°trimestre 2016 Abraão,a esperança do Pai da fé.
 
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.Ebd aula 2  4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
Ebd aula 2 4°trimestre 2016 A proviisão de Deus em tempos difíceis.
 
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.Ebd 4°trimestre 2016 lição 1  A Sobrevivência em tempos de crise.
Ebd 4°trimestre 2016 lição 1 A Sobrevivência em tempos de crise.
 
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
Ebd lições bíblicas lição 4 3° trim 2016 O trabalho e atributos do ganhador d...
 
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
EBD lições bíblicas 2°trimestre 2016 Lição 13 O cultivo das relações interpes...
 

Último

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
silvamelosilva300
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
AdrianoMontagna1
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
sjcelsorocha
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Nertan Dias
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
WELTONROBERTOFREITAS
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
TathyLopes1
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
vitorreissouzasilva
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 

Último (20)

O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdfO Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
O Mito da Caverna de Platão_ Uma Jornada em Busca da Verdade.pdf
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptxSlides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
Slides Lição 12, Central Gospel, O Milênio, 1Tr24, Pr Henrique.pptx
 
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
3ª série HIS - PROVA PAULISTA DIA 1 - 1º BIM-24.pdf
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
Gênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9ºGênero Textual sobre Crônicas,  8º e  9º
Gênero Textual sobre Crônicas, 8º e 9º
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologiaPedagogia universitária em ciência e tecnologia
Pedagogia universitária em ciência e tecnologia
 
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de GeografiaAula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
Aula 1 - Ordem Mundial Aula de Geografia
 
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdfConcurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
Concurso FEMAR Resultado Final Etapa1-EmpregoscomEtapaII.pdf
 
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.Loteria - Adição,  subtração,  multiplicação e divisão.
Loteria - Adição, subtração, multiplicação e divisão.
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 02.pptx
 
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdfAula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
Aula04A-Potencia em CA eletricidade USP.pdf
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 

Ebd 1° trimestre 2017 lição 8 a bondade que confere a vida.

  • 1.
  • 2. TEXTO ÁUREO "Qualquer que aborrece a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem permanente nele a vida eterna."(1Jo 3.15)
  • 3. VERDADE PRÁTICA A vida é um dom de Deus e ninguém tem o direito de tirá-la a não ser o próprio Deus.
  • 4. LEITURA BÍBLICA EM CLASSE Mateus 5.20 - 26 20 Porque vos digo que, se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus. 21 Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; mas qualquer que matar será réu de juízo. 22 Eu, porém, vos digo que qualquer que, sem motivo, se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e qualquer que disser a seu irmão: Raca, será réu do sinédrio; e qualquer que lhe disser: Louco, será réu do fogo do inferno. 23 Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, 24 Deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta. 25 Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele, para que não aconteça que o adversário te entregue ao juiz, e o juiz te entregue ao oficial, e te encerrem na prisão. 26 Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.
  • 5. INTRODUÇÃO Você já teve o coração transformado e regenerado pelo Senhor Jesus? Então, não há mais espaço, em sua vida, para sentimentos e desejos que faziam parte da sua velha natureza. Na lição de hoje, veremos que os maus pensamentos, mortes, adultérios, prostituição, falso testemuno e blasfémias procedem do interior do homem, ou seja, da velha natureza adâmica (Mt 15.18,19).
  • 6. I - BONDADE: O FIRME COMPROMISSO PARA O BENEFÍCIO DOS OUTROS 1. A bondade como fruto do Espírito. Podemos afirmar que a bondade e a benignidade são frutos gémeos. A palavra grega para bondade é agathosüne, e esta palavra pode ser aplicada em relação a Deus como um ser perfeito e completo (Mc 10.18), e em relação à benevolência de alguém (Mt 12.35; At 11.24; l Pé 2.18). Como um dos aspectos do fruto do Espírito, podemos dizer que a bondade é uma qualidade nobre, gerada por Deus, nos corações daqueles que experimentaram o novo nascimento (Jo 3.3). Quem já experimentou a regeneração, em Jesus Cristo, é nova criatura e naturalmente inclinado a fazer o bem (2 Co 5.17).
  • 7. I - BONDADE: O FIRME COMPROMISSO PARA O BENEFÍCIO DOS OUTROS 2. A bondade de Deus. A bondade de Deus é singular. Ele é bom para todos os homens, independentemente da condição destes (SI 145.9). A bondade do Pai pode ser revelada na sua provisão, pois Ele faz com que o sol e a chuva se levante sobre os justos e injustos (Mt 5.45). Contudo, a maior prova da bondade de Deus está no fato de Ele ter enviado seu Filho unigénito para morrer por nós, homens pecadores e maus por natureza (Jo 3.16; Rm 5.8). Em geral costumamos agir bondosamente somente com aqueles que nos tratam com benevolência, mas o Criador é bom para com todos; e, como filhos seus, precisamos seguir o seu exemplo.
  • 8. I - BONDADE: O FIRME COMPROMISSO PARA O BENEFÍCIO DOS OUTROS 3. Um homem bondoso e uma mulher bondosa. Na Bíblia, encontramos vívidos exemplos de homens bondosos, e Jó é um desses homens. Ele não era somente justo e paciente, mas também bondoso para com os outros (Jó 29.15-17; 31.32) e para com seus filhos, oferecendo a Deus holocaustos por eles (Jó 1.5). Dorcas era uma discípula que usava do ofício de costureira para abençoar os pobres (At 9.36,39). O texto bíblico afirma que "ela estava cheia de boas obras e esmolas" (At 9.36). Suas ações em favor dos necessitados demonstravam a sua bondade e o seu amor e devoção a Deus. Quem ama ao Senhor ama também o próximo, mas esse amor precisa ser manifesto em ações. Não basta dizer que amamos; é preciso mostrar esse amor por meio de ações. O que você tem feito para demonstrar a sua bondade pelo próximo?
  • 9. II - HOMICÍDIO, A DESTRUIÇÃO DO PRÓXIMO 1. Não matarás Em Êxodo 20.13, temos uma ordem de Deus em favor da preservação da vida. A ordenança divina é bem clara, de forma que até uma criança pode compreender: "Não matarás" (Êx 20.13; Dt 5.17). Encontramos, em todo o Pentateuco, várias advertências a respeito da violência contra a vida. Deus é bom. Por isso. Ele estabeleceu leis para os homicídios dolosos, ou seja, quando uma pessoa mata a outra intencionalmente (Dt 27.24,25) e culposos, quando não há Intenção de matar (Dt 19.4-6). O Senhor Jesus, nosso maior exemplo de bondade e amor, reforçou a legislação divina ao ensinar que podemos atentar contra a vida do nosso próximo até mesmo por palavras (Mt 5.21,22). O apóstolo João também deixa claro que quem aborrece p seu irmão é homicida (1Jo 3.15). Que venhamos a amar o próximo, cuidar dele e preservar a sua vida, pois esta é a vontade de Deus para nós.
  • 10. II - HOMICÍDIO, A DESTRUIÇÃO DO PRÓXIMO 2. Aborto, a morte de um inocente indefeso. Quando falamos em homicídio, estamos também nos referindo no aborto. Este ato perverso está Inserido no sexto mandamento, pois é um atentado contra a vida de um Indefeso, além de ser um ato contra Deus, que é o doador da vida (Is 45.12; Mt 10.28). O aborto, segundo o Código Penal Brasileiro, é também um crime. Embora faça parte do Código Penal, alguns, erroneamente, acreditam que o aborto deve ser uma escolha da mulher. Mas o Criador não permite que nós, seres criados, venhamos a decidir quem deve ou não viver. Deus nos criou, nos conhece e nos ama desde quando nosso corpo ainda estava sendo formado no ventre de nossa mãe (SI 139.16).
  • 11. II - HOMICÍDIO, A DESTRUIÇÃO DO PRÓXIMO 3. O primeiro homicídio. Logo no primeiro livro da Bíblia, Génesis, encentramos o triste relato do primeiro homicídio depois da Queda (Gn 4.8- 11). Caim matou seu irmão porque deixou seu coração ser dominado pela inveja e o ciúme. O texto bíblico diz que o próprio Deus amaldiçoou Caim numa forma de punição pelo seu ato (Gn 4.15). Homem algum pode zombar de Deus, porque todo o pecado tem a sua recompensa (Gl 6.7).
  • 12. Ill - SEJAMOS BONDOSOS E MISERICORDIOSOS 1. Servindo ao outro com amor. Jesus deve ser o nosso exemplo de serviço e amor. Ele declarou que não veio ao mundo para ser servido, mas para servir e dar a sua vida por nós (Mt 20.28). Vivemos em um mundo egoísta, onde as pessoas só querem ser servidas. Por isso, precisamos, como sal e luz desse mundo, mostrar-lhes o nosso serviço e compaixão (Mt 5.13,14). Paulo exortou os crentes da Galada para que levassem as cargas uns dos outros (Gl 6.2). Para realizamos tal ato precisamos amar, pois levar a carga do outro significa ajudar o irmão que está enfermo, enfrentando tribulação ou enfrentando necessidade financeira. Você tem ajudado seus irmãos a carregarem suas cargas ou você tem ainda acrescentado mais peso a elas?
  • 13. Ill - SEJAMOS BONDOSOS E MISERICORDIOSOS 2. Ajudando o ferido. Vivemos dias difíceis, nos quais o egoísmo tem imperado em nossa sociedade (2 Tm 3.1). Precisamos demonstrar ao mundo o amor de Deus mediante as nossas ações enquanto ainda temos tempo, pois sabemos que, em breve, Jesus virá. Que não venhamos a agir como o sacerdote e o levita da parábola do Bom Samaritano, mas que sejamos como aquele que acolhe e ajuda ao ferido (Lc 10.25-37).
  • 14. Ill - SEJAMOS BONDOSOS E MISERICORDIOSOS 3. Ajudando os irmãos. Paulo ensinou aos gálatas a fazerem o bem a todos, mas principalmente aos domésticos da fé (Gl 6.10). Quantos irmãos, em nossas igrejas, estão carecendo de uma ajuda financeira, de uma oração ou de uma palavra de consolo. Mas, às vezes, nos tornamos indiferentes à dor do outro e nos esquecemos de ajudar aqueles que estão perto de nós. Não espere que seu irmão peça a sua ajuda se você sabe que ele está enfrentando alguma dificuldade e pode ajudá-lo, ajude-o. Também não espere receber recompensa: faça por amor e bondade. A recompensa virá do Senhor quando então recebemos os nossos galardões (Mt 10.41,42).
  • 15. CONCLUSÃO Que possamos demonstrar ao mundo e aos nossos irmãos a bondade de Deus que um dia foi derramada em nossos corações. Que jamais venhamos aceitar qualquer forma de homicídio, pois somos novas criaturas e sabemos que Deus abomina tal prática.
  • 16. De acordo com a lição, defina bondade. Bondade é uma qualidade nobre, gerada por Deus, nos corações daqueles que experimentaram o novo nascimento (Jo 3.3). Como a bondade de Deus é revelada a nós? A bondade do Pai pode ser revelada na sua provisão, pois Ele faz com que o sol e a chuva se levante sobre os justos e injustos (Mt 5.45). Cite um exemplo bíblico de bondade. Jó e Dorcas. Qual a ordenança de Deus a respeito do homicídio? A ordenança divina é bem clara, de forma que até uma criança pode compreender: "Não matarás" (Êx 20.13; Dt 5.17). Qual o primeiro homicídio registrado nas Escrituras Sagradas depois da Queda? Caim matou seu irmão Abel.