SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 30
Baixar para ler offline
No ano de 1946,
   um grupo de jovens se
diverte na montanha-russa.
Somos feitos de amizades,
bilhetes, flores, saudades,
   desejos, lembranças,
     risos, silêncios,
  entardeceres, alegrias.
Somos feitos de repouso
   e de movimento,
  de sonhos, desejos,
      memórias.
O que significa estar no mundo?
  O que significa tomar parte
     da aventura da vida?
Aproximadamente 70 anos se
passaram desde o dia em que
risos e gritos cortavam o ar.
Passados 70 anos,
       onde estarão
estes jovens de outrora?
Como se chamavam?
Que rumos suas vidas tomaram?
Quantas vezes se apaixonaram?
E nós,
– que hoje passeamos pelo teatro do
  mundo, pelos palcos da vida –,
onde estaremos dentro de 70 anos?
Quão bela, quão fugaz,
esta experiência terrena...
Somos feitos
de flores, nuvens,
  risos, poemas.



           Quão bela, quão fugaz,
          esta experiência terrena...
O azul do céu,    ...as nossas
  o colorido      pequeninas
 das flores,...     alegrias.
A suave luz matinal,
  acariciando-nos,
anuncia o novo dia
    que se inicia.

Mais um dia de laços,
  compromissos,
  afetos, silêncios
     e palavras.
      Quão bela e quão fugaz,
     esta experiência terrena...
A suave luz
    nos convoca
 para a experiência
misteriosa do existir.

  Teremos olhos
 para a beleza que
o novo dia desvela?
“Cada poema
é como uma garrafa
   jogada ao mar
   que com sorte
   chega à praia
de algumas almas.”
         Juan Gelman,
         poeta argentino
“Cada poema                 Diante
é como uma garrafa            do mar da
   jogada ao mar             existência,
   que com sorte            o que somos?
   chega à praia            Frente a frente
de algumas almas.”          com o infinito,
         Juan Gelman,      o que possuímos?
         poeta argentino
Setenta anos
 ligeiro passam,
feito a fina branca
   espuma que
 recobre as ondas.
Diante da vastidão do mar e do insondável
infinito, não passamos de pequeninos peixes
    confinados em minúsculos aquários.
Refletir sobre como podemos aproveitar as
oportunidades que a vida terrena nos oferece...
...para desenvolver as potencialidades humanas,
        afetivas e espirituais com as quais
            fomos agraciados pela Vida.
Quais os nossos interesses genuínos?
    Qual a nossa sensibilidade?
Qual a nossa missão no mundo?
(certamente não estamos aqui a passeio...)
Como podemos nos aproximar da presença de
todas as horas, da frescura de todas as sedes?
Somos feitos
                               de ondas,
                                do luar,
                           de grãos de areia.




Como podemos nos aproximar da presença de
todas as horas, da frescura de todas as sedes?
Somos feitos
de água e de barro,
 e também do céu
      mais alto
     e profundo.
“Persiga a sua
bem-aventurança.”
“Persiga a sua
bem-aventurança
e não tenha medo,
 que as portas se
 abrirão, lá onde
você não sabia que
  havia portas.”
     Joseph Campbell
“O mistério da vida
 está além de toda
     concepção
     humana.”
      Joseph Campbell
“O herói é aquele
 que participa
   corajosa e
 decentemente
   da vida.”
     Joseph Campbell
Tema musical:
 ‘Ária de Amor’, da ópera Tosca.
  Royal Philarmonic of London,
sob regência do maestro espanhol
         José Luis Cobos.

         Formatação:
   um_peregrino@hotmail.com
Refletindo sobre a passagem do tempo e o significado da vida

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (16)

Êxtase
ÊxtaseÊxtase
Êxtase
 
Jorge luiz borges poema dos dons
Jorge luiz borges    poema dos donsJorge luiz borges    poema dos dons
Jorge luiz borges poema dos dons
 
Baú das Boas lembranças dos 6ºs anos
Baú das Boas lembranças dos 6ºs anosBaú das Boas lembranças dos 6ºs anos
Baú das Boas lembranças dos 6ºs anos
 
Amanhecer magico
Amanhecer magicoAmanhecer magico
Amanhecer magico
 
Poema dos dons
Poema dos donsPoema dos dons
Poema dos dons
 
Nascer do sol
Nascer do solNascer do sol
Nascer do sol
 
Um navegar
Um navegarUm navegar
Um navegar
 
Ler o mar
Ler o marLer o mar
Ler o mar
 
A paixao e como o mar
A paixao e como o marA paixao e como o mar
A paixao e como o mar
 
A PAIXAO E COMO O MAR
A PAIXAO E COMO O MARA PAIXAO E COMO O MAR
A PAIXAO E COMO O MAR
 
A Paixao E Como O Mar
A Paixao E Como O MarA Paixao E Como O Mar
A Paixao E Como O Mar
 
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner AndresenFundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
Fundo do mar de Sophia de Mello Breyner Andresen
 
Brasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Brasil Rio De Janeiro Ilha PaquetáBrasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
Brasil Rio De Janeiro Ilha Paquetá
 
A Janela E O Mar
A Janela E O MarA Janela E O Mar
A Janela E O Mar
 
Mensagem do dia internacional dos ciganos
Mensagem do dia internacional dos ciganosMensagem do dia internacional dos ciganos
Mensagem do dia internacional dos ciganos
 
Poemas votacao
Poemas votacaoPoemas votacao
Poemas votacao
 

Semelhante a Refletindo sobre a passagem do tempo e o significado da vida

A realidade é meramente uma ilusão
A realidade é meramente uma ilusãoA realidade é meramente uma ilusão
A realidade é meramente uma ilusãoAmadeu Wolff
 
Aria De Amor Hh
Aria De Amor HhAria De Amor Hh
Aria De Amor HhRosa Silva
 
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdfSimoneDrumondIschkan
 
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdfSimoneDrumondIschkan
 
Volta ao-mundo-em-80-livros
Volta ao-mundo-em-80-livrosVolta ao-mundo-em-80-livros
Volta ao-mundo-em-80-livrosfpgomas
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptMnicaOliveira567571
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptaldair55
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptEdilmaBrando1
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptWandersonBarros16
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptxslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptxGANHADODINHEIRO
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptsolsioli
 

Semelhante a Refletindo sobre a passagem do tempo e o significado da vida (20)

A realidade é meramente uma ilusão
A realidade é meramente uma ilusãoA realidade é meramente uma ilusão
A realidade é meramente uma ilusão
 
Memorias eternas
Memorias eternasMemorias eternas
Memorias eternas
 
Ouvir
OuvirOuvir
Ouvir
 
Existem os caminhos
Existem os caminhosExistem os caminhos
Existem os caminhos
 
Área de Amor
Área de AmorÁrea de Amor
Área de Amor
 
Existem os caminhos
Existem os caminhosExistem os caminhos
Existem os caminhos
 
Aria De Amor Hh
Aria De Amor HhAria De Amor Hh
Aria De Amor Hh
 
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
 
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
1 COLEÇÃO POEMAS DE SIMONE HELEN DRUMOND ISCHKANIAN.pdf
 
Volta ao-mundo-em-80-livros
Volta ao-mundo-em-80-livrosVolta ao-mundo-em-80-livros
Volta ao-mundo-em-80-livros
 
Mais elevadas
Mais elevadasMais elevadas
Mais elevadas
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptxslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptx
 
Antologia poética
Antologia poéticaAntologia poética
Antologia poética
 
Duetos julho 25
Duetos julho 25Duetos julho 25
Duetos julho 25
 
Geopoetica
GeopoeticaGeopoetica
Geopoetica
 
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.pptslides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
slides-aula-Romantismo-no-Brasil-poesia.ppt
 

Mais de Associação Espírita Allan Kardec

Mais de Associação Espírita Allan Kardec (20)

9° festival da pizza
9° festival da pizza9° festival da pizza
9° festival da pizza
 
Mensagem de Natal 2012.
Mensagem de Natal 2012.Mensagem de Natal 2012.
Mensagem de Natal 2012.
 
Natal 2012
Natal 2012Natal 2012
Natal 2012
 
Não Sei - Cora Coralina
Não Sei - Cora CoralinaNão Sei - Cora Coralina
Não Sei - Cora Coralina
 
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
Mensagem Reunião Pública 18/07/2012
 
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
Jornal Verdade e Vida Edição Junho/Julho 2012
 
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
Jornal do Espiritismo Edição Maio/Junho 2012
 
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
Mensagem Reunião Pública 27/06/2012
 
A cura do cego de Betsáida
A cura do cego de BetsáidaA cura do cego de Betsáida
A cura do cego de Betsáida
 
A fé transporta montanhas
A fé transporta montanhasA fé transporta montanhas
A fé transporta montanhas
 
As mães de todos nós
As mães de todos nósAs mães de todos nós
As mães de todos nós
 
Bazar de Artesanato na AEAK
Bazar de Artesanato na AEAKBazar de Artesanato na AEAK
Bazar de Artesanato na AEAK
 
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - MaioADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
ADDE: Jornal Verdade e Vida - Edição Abril - Maio
 
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/AbrilJornal do Espiritismo Edição Março/Abril
Jornal do Espiritismo Edição Março/Abril
 
8° Festival da Pizza da AEAK
8° Festival da Pizza da AEAK8° Festival da Pizza da AEAK
8° Festival da Pizza da AEAK
 
Sete mulheres e o Espiritismo
Sete mulheres e o EspiritismoSete mulheres e o Espiritismo
Sete mulheres e o Espiritismo
 
Tributo à Yvonne do Amaral Pereira
Tributo à Yvonne do Amaral PereiraTributo à Yvonne do Amaral Pereira
Tributo à Yvonne do Amaral Pereira
 
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
Mensagem Reunião Pública 28/03/2012
 
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
Jornal do Espiritismo Edição Fevereiro/2012
 
Mensagem AEAK 15/02/2012
Mensagem AEAK 15/02/2012Mensagem AEAK 15/02/2012
Mensagem AEAK 15/02/2012
 

Último

RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiamaysa997520
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoInsituto Propósitos de Ensino
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoInsituto Propósitos de Ensino
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 

Último (12)

RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familiaRESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
RESOLVENDO CONFLITOS NO CASAMENTOe na familia
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 01
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula ao vivo
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 03
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - IntroduçãoEbook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Introdução
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
Ebook - Mentoria Ministério com Jovens - Aula 02
 

Refletindo sobre a passagem do tempo e o significado da vida

  • 1. No ano de 1946, um grupo de jovens se diverte na montanha-russa.
  • 2. Somos feitos de amizades, bilhetes, flores, saudades, desejos, lembranças, risos, silêncios, entardeceres, alegrias.
  • 3. Somos feitos de repouso e de movimento, de sonhos, desejos, memórias.
  • 4. O que significa estar no mundo? O que significa tomar parte da aventura da vida?
  • 5. Aproximadamente 70 anos se passaram desde o dia em que risos e gritos cortavam o ar.
  • 6. Passados 70 anos, onde estarão estes jovens de outrora?
  • 7. Como se chamavam? Que rumos suas vidas tomaram? Quantas vezes se apaixonaram?
  • 8. E nós, – que hoje passeamos pelo teatro do mundo, pelos palcos da vida –, onde estaremos dentro de 70 anos?
  • 9. Quão bela, quão fugaz, esta experiência terrena...
  • 10. Somos feitos de flores, nuvens, risos, poemas. Quão bela, quão fugaz, esta experiência terrena...
  • 11. O azul do céu, ...as nossas o colorido pequeninas das flores,... alegrias.
  • 12. A suave luz matinal, acariciando-nos, anuncia o novo dia que se inicia. Mais um dia de laços, compromissos, afetos, silêncios e palavras. Quão bela e quão fugaz, esta experiência terrena...
  • 13. A suave luz nos convoca para a experiência misteriosa do existir. Teremos olhos para a beleza que o novo dia desvela?
  • 14. “Cada poema é como uma garrafa jogada ao mar que com sorte chega à praia de algumas almas.” Juan Gelman, poeta argentino
  • 15. “Cada poema Diante é como uma garrafa do mar da jogada ao mar existência, que com sorte o que somos? chega à praia Frente a frente de algumas almas.” com o infinito, Juan Gelman, o que possuímos? poeta argentino
  • 16. Setenta anos ligeiro passam, feito a fina branca espuma que recobre as ondas.
  • 17. Diante da vastidão do mar e do insondável infinito, não passamos de pequeninos peixes confinados em minúsculos aquários.
  • 18. Refletir sobre como podemos aproveitar as oportunidades que a vida terrena nos oferece...
  • 19. ...para desenvolver as potencialidades humanas, afetivas e espirituais com as quais fomos agraciados pela Vida.
  • 20. Quais os nossos interesses genuínos? Qual a nossa sensibilidade?
  • 21. Qual a nossa missão no mundo? (certamente não estamos aqui a passeio...)
  • 22. Como podemos nos aproximar da presença de todas as horas, da frescura de todas as sedes?
  • 23. Somos feitos de ondas, do luar, de grãos de areia. Como podemos nos aproximar da presença de todas as horas, da frescura de todas as sedes?
  • 24. Somos feitos de água e de barro, e também do céu mais alto e profundo.
  • 26. “Persiga a sua bem-aventurança e não tenha medo, que as portas se abrirão, lá onde você não sabia que havia portas.” Joseph Campbell
  • 27. “O mistério da vida está além de toda concepção humana.” Joseph Campbell
  • 28. “O herói é aquele que participa corajosa e decentemente da vida.” Joseph Campbell
  • 29. Tema musical: ‘Ária de Amor’, da ópera Tosca. Royal Philarmonic of London, sob regência do maestro espanhol José Luis Cobos. Formatação: um_peregrino@hotmail.com