SlideShare uma empresa Scribd logo
A CÉLULA
Unidade básica da vida
Biodiversidade
A biodiversidade corresponde à enorme quantidade e variabilidade de formas vivas
no nosso planeta.
Justamente por esta
diversidade, há uma
necessidade humana de
agrupar os seres vivos em
conjuntos mais facilmente
identificáveis que
permitam dinamizar o seu
estudo.
Atualmente, o modelo de
classificação dos seres
vivos de Whittaker (1969),
em cinco reinos, é o mais
aceite.
Classificação de Whittaker
Theodor Schawnn (1810-1882) Mathias Schleiden (1804-1881)
TEORIA CELULAR
A Teoria Celular engloba os seguintes princípios fundamentais:
• A célula é a unidade mais pequena dos seres vivos que
realiza os processos vitais.
• A célula é a unidade morfológica e fisiológica do ser vivo.
• A célula é a unidade genética do ser vivo, isto é, cada célula
resulta da divisão de outras pré-existentes.
TEORIA CELULAR
As células, de acordo com a sua organização básica, classificam-se em
procarióticas e eucarióticas.
Organização celular
• Constituição muito
simples.
• Sem núcleo (com
nucleoide).
• As bactérias são os
únicos seres vivos
com este tipo de
células.
Células eucarióticas
• Mais complexas e de
maiores dimensões.
• Com núcleo (bem
definido e organizado).
• Os animais, as plantas,
fungos e protistas são
seres vivos com este
tipo de células.
Células procarióticas
Células
eucarióticas
Células
eucarióticas
Células
eucarióticas
Células
eucarióticas
Células procarióticas
Célula eucariótica animal
Células eucarióticas
Célula eucariótica vegetal
Animal Vegetal
Parede celular X
Cloroplastos X
Membrana celular X X
Núcleo X X
Citoplasma X X
Células animais e células vegetais
Semelhanças e diferenças
O quadro seguinte permite comparar as células eucarióticas animais
e vegetais:
 Citoplasma – conteúdo celular delimitado pela membrana plasmática.
 Núcleo – estrutura que contém a maioria do DNA da célula e que coordena as atividades celulares.
 Membrana celular ou plasmática – estrutura que separa o meio intracelular do meio extracelular. Regula a passagem de materiais.
 Parede celular – estrutura de suporte e proteção da célula.
 Cloroplasto – estrutura onde ocorre a fotossíntese.
Seres unicelulares e pluricelulares
Seres unicelulares - seres vivos
constituídos por uma única célula.
Seres pluricelulares - seres vivos
constituídos por várias células.
As células possuem formas muito variadas. Esta variedade de formas está
relacionada com a função que as células desempenham nos organismos a que
pertencem e ao contacto que existe entre elas.
Células de organismos pluricelulares
Células ósseas
Células vegetais
Células musculares
Células nervosas
Apesar de a maioria das células só ser visível ao microscópio, as células apresentam
também dimensões muito variáveis.
Existem certos níveis de hierarquia para o estudo dos seres
vivos. Assim, iniciando pelo nível mais simples até chegar ao
nível mais complexo, temos:
Níveis de organização biológica
FIM

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
Catir
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
Tânia Reis
 
I. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vidaI. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vida
Rebeca Vale
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
Rebeca Vale
 
Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humano
Lilia Nascimento
 
A estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o anoA estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o ano
Nahya Paola Souza
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
Pibid Física
 
I.1 Os seres vivos e o ambiente
I.1 Os seres vivos e o ambienteI.1 Os seres vivos e o ambiente
I.1 Os seres vivos e o ambiente
Rebeca Vale
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Gabriela Bruno
 
Reprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º anoReprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º ano
Governo do Estado do Rio Grande do Sul
 
V.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologiaV.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologia
Rebeca Vale
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
FURG
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Leonardo Kaplan
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimento
Rebeca Vale
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
crisbassanimedeiros
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
Liliane Morgado
 
IV.3 Previsão do tempo
IV.3 Previsão do tempoIV.3 Previsão do tempo
IV.3 Previsão do tempo
Rebeca Vale
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
Patrícia Silva
 
(5) 2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade
(5)   2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade(5)   2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade
(5) 2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade
Hugo Martins
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
Karol Maia
 

Mais procurados (20)

Sistema Solar
Sistema SolarSistema Solar
Sistema Solar
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
I. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vidaI. 2 Origem da vida
I. 2 Origem da vida
 
II. 1 As células
II. 1 As célulasII. 1 As células
II. 1 As células
 
Tecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humanoTecidos do corpo humano
Tecidos do corpo humano
 
A estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o anoA estrutura da terra 6o ano
A estrutura da terra 6o ano
 
Tipos de Energia
Tipos de EnergiaTipos de Energia
Tipos de Energia
 
I.1 Os seres vivos e o ambiente
I.1 Os seres vivos e o ambienteI.1 Os seres vivos e o ambiente
I.1 Os seres vivos e o ambiente
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Reprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º anoReprodução humana - 8º ano
Reprodução humana - 8º ano
 
V.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologiaV.1 Introdução a ecologia
V.1 Introdução a ecologia
 
O universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema SolarO universo e o Sistema Solar
O universo e o Sistema Solar
 
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solosAula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
Aula 6º ano - Estrutura do planeta Terra, rochas e solos
 
III.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimentoIII.2 Da concepção ao nascimento
III.2 Da concepção ao nascimento
 
7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos7 ano classificação dos seres vivos
7 ano classificação dos seres vivos
 
Aula 21 composição sistema solar
Aula 21   composição sistema solarAula 21   composição sistema solar
Aula 21 composição sistema solar
 
IV.3 Previsão do tempo
IV.3 Previsão do tempoIV.3 Previsão do tempo
IV.3 Previsão do tempo
 
Ecossistemas
EcossistemasEcossistemas
Ecossistemas
 
(5) 2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade
(5)   2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade(5)   2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade
(5) 2008-2009 - 9º ano - noções básicas de hereditariedade
 
Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)Modelos atômicos ( 9 ano)
Modelos atômicos ( 9 ano)
 

Destaque

I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICAI - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
sandranascimento
 
III - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS IIIII - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS II
sandranascimento
 
II - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS III - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS I
sandranascimento
 
II - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMAII - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMA
sandranascimento
 
I - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRAI - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRA
sandranascimento
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Catir
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
cn2012
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
hugo dias
 
A célula
A célulaA célula
A célula
catiacsantos
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
Catir
 
4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
Catir
 
Factores Abióticos - Temperatura
Factores Abióticos - TemperaturaFactores Abióticos - Temperatura
Factores Abióticos - Temperatura
Catir
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
mariacarmoteixeira
 
Factores Abióticos - Luz
Factores Abióticos - LuzFactores Abióticos - Luz
Factores Abióticos - Luz
Catir
 
Factores Abióticos - Água
Factores Abióticos - ÁguaFactores Abióticos - Água
Factores Abióticos - Água
Catir
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
nelsonesim
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
Catir
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochas
Catir
 
Terra - um planeta com vida
Terra - um planeta com vidaTerra - um planeta com vida
Terra - um planeta com vida
Catir
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
Catir
 

Destaque (20)

I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICAI - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
I - NÍVEIS DE ORGANIZAÇÃO BIOLÓGICA
 
III - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS IIIII - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS II
 
II - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS III - FATORES ABIÓTICOS I
II - FATORES ABIÓTICOS I
 
II - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMAII - A TERRA COMO SISTEMA
II - A TERRA COMO SISTEMA
 
I - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRAI - CONDIÇÕES DA TERRA
I - CONDIÇÕES DA TERRA
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
 
4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
 
Factores Abióticos - Temperatura
Factores Abióticos - TemperaturaFactores Abióticos - Temperatura
Factores Abióticos - Temperatura
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
 
Factores Abióticos - Luz
Factores Abióticos - LuzFactores Abióticos - Luz
Factores Abióticos - Luz
 
Factores Abióticos - Água
Factores Abióticos - ÁguaFactores Abióticos - Água
Factores Abióticos - Água
 
Sistema terra
Sistema terraSistema terra
Sistema terra
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
 
O ciclo das rochas
O ciclo das rochasO ciclo das rochas
O ciclo das rochas
 
Terra - um planeta com vida
Terra - um planeta com vidaTerra - um planeta com vida
Terra - um planeta com vida
 
Rochas metamórficas
Rochas metamórficasRochas metamórficas
Rochas metamórficas
 

Semelhante a A célula - unidade básica da vida

3_celula.pptx
3_celula.pptx3_celula.pptx
3_celula.pptx
TniaMarie
 
Teoria celular-
Teoria celular-Teoria celular-
Teoria celular-
stique
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
Pelo Siro
 
Teoria Celular
Teoria CelularTeoria Celular
Teoria Celular
Jorgelgl
 
Citologia 2 Revisada
Citologia 2 RevisadaCitologia 2 Revisada
Citologia 2 Revisada
ressurreicaorecreio
 
Citologia 2 Revisada
Citologia 2 RevisadaCitologia 2 Revisada
Citologia 2 Revisada
ressurreicaorecreio
 
Aula Introdução a Citologia.pdf
Aula Introdução a Citologia.pdfAula Introdução a Citologia.pdf
Aula Introdução a Citologia.pdf
ROSANAREZENDEDEOLIVE
 
Célula
CélulaCélula
Célula
marco :)
 
aq8_ppt_u2.pptx
aq8_ppt_u2.pptxaq8_ppt_u2.pptx
aq8_ppt_u2.pptx
mariagrave
 
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 anoNiveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Katia Valeria
 
Teoria celular
Teoria celularTeoria celular
Teoria celular
Nuno Correia
 
A Célula
A CélulaA Célula
Aulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino MédioAulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino Médio
Clécio Bubela
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
naymarques
 
Introduçao a Citologia.ppt..............
Introduçao a Citologia.ppt..............Introduçao a Citologia.ppt..............
Introduçao a Citologia.ppt..............
Daniela Cristina
 
Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)
Paloma Torrent Puglia
 
Introdução a citologia - Alberts
Introdução a citologia - AlbertsIntrodução a citologia - Alberts
Introdução a citologia - Alberts
emanuel
 
Teoria celular-101114160821-phpapp01
Teoria celular-101114160821-phpapp01Teoria celular-101114160821-phpapp01
Teoria celular-101114160821-phpapp01
Pelo Siro
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
Ashe Sampaio
 
FunçõEs Celulares[1]
FunçõEs Celulares[1]FunçõEs Celulares[1]
FunçõEs Celulares[1]
guestdb5b7a
 

Semelhante a A célula - unidade básica da vida (20)

3_celula.pptx
3_celula.pptx3_celula.pptx
3_celula.pptx
 
Teoria celular-
Teoria celular-Teoria celular-
Teoria celular-
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
 
Teoria Celular
Teoria CelularTeoria Celular
Teoria Celular
 
Citologia 2 Revisada
Citologia 2 RevisadaCitologia 2 Revisada
Citologia 2 Revisada
 
Citologia 2 Revisada
Citologia 2 RevisadaCitologia 2 Revisada
Citologia 2 Revisada
 
Aula Introdução a Citologia.pdf
Aula Introdução a Citologia.pdfAula Introdução a Citologia.pdf
Aula Introdução a Citologia.pdf
 
Célula
CélulaCélula
Célula
 
aq8_ppt_u2.pptx
aq8_ppt_u2.pptxaq8_ppt_u2.pptx
aq8_ppt_u2.pptx
 
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 anoNiveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
Niveis de organização dos seres vivos Bio 1 ano
 
Teoria celular
Teoria celularTeoria celular
Teoria celular
 
A Célula
A CélulaA Célula
A Célula
 
Aulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino MédioAulão 2° ano - Ensino Médio
Aulão 2° ano - Ensino Médio
 
A descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºaA descoberta da célula 1ºa
A descoberta da célula 1ºa
 
Introduçao a Citologia.ppt..............
Introduçao a Citologia.ppt..............Introduçao a Citologia.ppt..............
Introduçao a Citologia.ppt..............
 
Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)Plano de aula 1ano eja(2)
Plano de aula 1ano eja(2)
 
Introdução a citologia - Alberts
Introdução a citologia - AlbertsIntrodução a citologia - Alberts
Introdução a citologia - Alberts
 
Teoria celular-101114160821-phpapp01
Teoria celular-101114160821-phpapp01Teoria celular-101114160821-phpapp01
Teoria celular-101114160821-phpapp01
 
Resumo teoria-celular
Resumo   teoria-celularResumo   teoria-celular
Resumo teoria-celular
 
FunçõEs Celulares[1]
FunçõEs Celulares[1]FunçõEs Celulares[1]
FunçõEs Celulares[1]
 

Mais de Leonardo Alves

Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasNíveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Leonardo Alves
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Leonardo Alves
 
Gestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da águaGestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da água
Leonardo Alves
 
Escala do tempo geológico
Escala do tempo geológicoEscala do tempo geológico
Escala do tempo geológico
Leonardo Alves
 
A Terra conta a sua historia
A Terra conta a sua historiaA Terra conta a sua historia
A Terra conta a sua historia
Leonardo Alves
 
A Terra como um sistema
A Terra como um sistemaA Terra como um sistema
A Terra como um sistema
Leonardo Alves
 
Tg 7ºb gr4
Tg 7ºb gr4Tg 7ºb gr4
Tg 7ºb gr4
Leonardo Alves
 
Tg 7ºb gr3
Tg 7ºb gr3Tg 7ºb gr3
Tg 7ºb gr3
Leonardo Alves
 
Tg 7ºb gr2
Tg 7ºb gr2Tg 7ºb gr2
Tg 7ºb gr2
Leonardo Alves
 
Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1
Leonardo Alves
 
Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1
Leonardo Alves
 
Tg 7ºb gr1 (1)
Tg 7ºb gr1 (1)Tg 7ºb gr1 (1)
Tg 7ºb gr1 (1)
Leonardo Alves
 
Ordenamento e Gestão do Território
Ordenamento e Gestão do TerritórioOrdenamento e Gestão do Território
Ordenamento e Gestão do Território
Leonardo Alves
 
Argentina
ArgentinaArgentina
Argentina
Leonardo Alves
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
Leonardo Alves
 
Riscos e catástrofes naturais
Riscos e catástrofes naturaisRiscos e catástrofes naturais
Riscos e catástrofes naturais
Leonardo Alves
 
Minerais
MineraisMinerais
Minerais
Leonardo Alves
 
Tutorial Hotpotatoes
Tutorial HotpotatoesTutorial Hotpotatoes
Tutorial Hotpotatoes
Leonardo Alves
 
Eras Geológicas
Eras GeológicasEras Geológicas
Eras Geológicas
Leonardo Alves
 
Tempo geológico
Tempo geológicoTempo geológico
Tempo geológico
Leonardo Alves
 

Mais de Leonardo Alves (20)

Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasNíveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Gestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da águaGestão de resíduos e da água
Gestão de resíduos e da água
 
Escala do tempo geológico
Escala do tempo geológicoEscala do tempo geológico
Escala do tempo geológico
 
A Terra conta a sua historia
A Terra conta a sua historiaA Terra conta a sua historia
A Terra conta a sua historia
 
A Terra como um sistema
A Terra como um sistemaA Terra como um sistema
A Terra como um sistema
 
Tg 7ºb gr4
Tg 7ºb gr4Tg 7ºb gr4
Tg 7ºb gr4
 
Tg 7ºb gr3
Tg 7ºb gr3Tg 7ºb gr3
Tg 7ºb gr3
 
Tg 7ºb gr2
Tg 7ºb gr2Tg 7ºb gr2
Tg 7ºb gr2
 
Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1
 
Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1Tg 7ºb gr1
Tg 7ºb gr1
 
Tg 7ºb gr1 (1)
Tg 7ºb gr1 (1)Tg 7ºb gr1 (1)
Tg 7ºb gr1 (1)
 
Ordenamento e Gestão do Território
Ordenamento e Gestão do TerritórioOrdenamento e Gestão do Território
Ordenamento e Gestão do Território
 
Argentina
ArgentinaArgentina
Argentina
 
Atividade vulcânica
Atividade vulcânicaAtividade vulcânica
Atividade vulcânica
 
Riscos e catástrofes naturais
Riscos e catástrofes naturaisRiscos e catástrofes naturais
Riscos e catástrofes naturais
 
Minerais
MineraisMinerais
Minerais
 
Tutorial Hotpotatoes
Tutorial HotpotatoesTutorial Hotpotatoes
Tutorial Hotpotatoes
 
Eras Geológicas
Eras GeológicasEras Geológicas
Eras Geológicas
 
Tempo geológico
Tempo geológicoTempo geológico
Tempo geológico
 

Último

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
YeniferGarcia36
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
PatriciaZanoli
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Érika Rufo
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
eaiprofpolly
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
WelberMerlinCardoso
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
PatriciaZanoli
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
livrosjovert
 

Último (20)

UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
000. Para rezar o terço - Junho - mês do Sagrado Coração de Jesús.pdf
 
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.pptLeis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
Leis de Mendel - as ervilhas e a maneira simples de entender.ppt
 
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sonsAula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
Aula 1 do livro de Ciências do aluno - sons
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua PortuguesaD20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
D20 - Descritores SAEB de Língua Portuguesa
 
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert EinsteinA Evolução da história da Física - Albert Einstein
A Evolução da história da Física - Albert Einstein
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
2020_09_17 - Biomas Mundiais [Salvo automaticamente].pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.pptEstrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
Estrutura Pedagógica - Laboratório de Educação a Distância.ppt
 

A célula - unidade básica da vida

  • 2. Biodiversidade A biodiversidade corresponde à enorme quantidade e variabilidade de formas vivas no nosso planeta. Justamente por esta diversidade, há uma necessidade humana de agrupar os seres vivos em conjuntos mais facilmente identificáveis que permitam dinamizar o seu estudo. Atualmente, o modelo de classificação dos seres vivos de Whittaker (1969), em cinco reinos, é o mais aceite. Classificação de Whittaker
  • 3. Theodor Schawnn (1810-1882) Mathias Schleiden (1804-1881) TEORIA CELULAR A Teoria Celular engloba os seguintes princípios fundamentais: • A célula é a unidade mais pequena dos seres vivos que realiza os processos vitais. • A célula é a unidade morfológica e fisiológica do ser vivo. • A célula é a unidade genética do ser vivo, isto é, cada célula resulta da divisão de outras pré-existentes. TEORIA CELULAR
  • 4. As células, de acordo com a sua organização básica, classificam-se em procarióticas e eucarióticas. Organização celular • Constituição muito simples. • Sem núcleo (com nucleoide). • As bactérias são os únicos seres vivos com este tipo de células. Células eucarióticas • Mais complexas e de maiores dimensões. • Com núcleo (bem definido e organizado). • Os animais, as plantas, fungos e protistas são seres vivos com este tipo de células. Células procarióticas
  • 9. Animal Vegetal Parede celular X Cloroplastos X Membrana celular X X Núcleo X X Citoplasma X X Células animais e células vegetais Semelhanças e diferenças O quadro seguinte permite comparar as células eucarióticas animais e vegetais:  Citoplasma – conteúdo celular delimitado pela membrana plasmática.  Núcleo – estrutura que contém a maioria do DNA da célula e que coordena as atividades celulares.  Membrana celular ou plasmática – estrutura que separa o meio intracelular do meio extracelular. Regula a passagem de materiais.  Parede celular – estrutura de suporte e proteção da célula.  Cloroplasto – estrutura onde ocorre a fotossíntese.
  • 10. Seres unicelulares e pluricelulares Seres unicelulares - seres vivos constituídos por uma única célula. Seres pluricelulares - seres vivos constituídos por várias células.
  • 11. As células possuem formas muito variadas. Esta variedade de formas está relacionada com a função que as células desempenham nos organismos a que pertencem e ao contacto que existe entre elas. Células de organismos pluricelulares Células ósseas Células vegetais Células musculares Células nervosas Apesar de a maioria das células só ser visível ao microscópio, as células apresentam também dimensões muito variáveis.
  • 12. Existem certos níveis de hierarquia para o estudo dos seres vivos. Assim, iniciando pelo nível mais simples até chegar ao nível mais complexo, temos: Níveis de organização biológica FIM