SlideShare uma empresa Scribd logo
[object Object]
Factores do ambiente que influenciam os seres vivos  (luz, humidade, solo, temperatura…)
Influencia:   Período de actividade   Comportamento   Distribuição geográfica Factor de grande importância para os seres vivos Factor abiótico luz Luz
Desenvolvimento e/ou movimento dos seres em resposta a um estímulo luminoso. Fototropismo Fototropismo positivo Fototropismo negativo Factor abiótico luz
Os animais e as plantas apresentam  fotoperiodismo , isto é, capacidade de reagir à duração da luminosidade diária a que estão submetidos. Fotoperíodo Hibernação Migração Exemplos de sensibilidade dos animais às variações do fotoperíodo Período de luz em cada 24 horas do dia Factor abiótico luz
[object Object],Fotossíntese Na ausência de luz as plantas não se desenvolvem. Factor abiótico luz
Plantas de sol ou heliófilas: Encontram-se em locais bem iluminados. Ex: girassóis, carvalhos… As plantas e a luz Plantas de sombra ou umbrófitas ou esquiáfilas: Encontram-se em locais sombrios. Ex: musgos, fetos… Factor abiótico luz
Plantas de dia curto: Florescem sempre que o fotoperíodo é menor que 12 horas. Influência na floração das plantas. Plantas de dia longo: Florescem quando o fotoperíodo é superior a 12 horas. Plantas indiferentes: Não dependem do fotoperíodo para florir. Factor abiótico luz
Plantas de dia longo: Ex.  centeio, ervilheira, milho Plantas de dia curto: Ex.macieira, crisântemos, morangueiro Plantas indiferentes: Ex. cravo, sardinheira, malmequeres Influência na floração das plantas. Factor abiótico luz
A desova da truta é influenciada pela duração do fotoperíodo. Influência na desova das trutas Factor abiótico luz
A pelagem de Inverno é mais clara que a pelagem de Verão. Ex. Arminho e Raposa do Árctico, Lebre do Árctico. Influência na mudança de pelagem Factor abiótico luz
Um aumento do fotoperíodo leva à migração das aves para Norte, enquanto que o movimento para sul é determinado pela diminuição do fotoperíodo. Influência na migração Factor abiótico luz
Devido à escuridão existente nas profundidades dos oceanos, alguns seres vivos capazes de emitir luz através de órgãos apropriados. Bioluminescência Factor abiótico luz
Diurnos animais que estão activos de dia.Ex. Galinha Actividade dos seres vivos Nocturnos animais que estão activo de noite.Ex. Coruja Factor abiótico luz
[object Object],[object Object],Quanto ao habitat ,[object Object],[object Object],Factor abiótico luz
Como ocorre a distribuição deste factor em Portugal? Insolação Factor abiótico luz
É um componente indispensável da biosfera como base de todos os processos vitais Factor Abiótico Água
Humidade atmosférica Pluviosidade Retenção de água nos solos Permite que a água exista nos diferentes ambientes Factor abiótico água Vivem permanentemente na agua  (peixes, nenúfar...) Vivem em locais húmidos (musgo…) Têm alguma independência, mas necessitam dela com regularidade (pinheiro, Homem…) Vivem em locais secos (cacto, camelo…)
[object Object],Temperatura: ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura
Existem seres vivos que: ,[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura euritérmicos estenotérmicos euritérmico estenotérmico
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Para cada espécie existe: FACTOR ABIÓTICO Temperatura
[object Object],De acordo com a temperatura corporal: ,[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura
[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações às temperaturas desfavoráveis:
[object Object],Hibernação Se ocorrer na estação fria Ex.: ouriço-cacheiro, esquilo, urso… Estivação Se ocorrer na estação quente Ex.: caracóis; crocodilo FACTOR ABIÓTICO Temperatura Abrigam-se durante parte do dia
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações morfológicas   que permitem aos animais resistir a temperaturas desfavoráveis: (frias ou quentes)
[object Object],[object Object],[object Object],Estas características fazem com que a perda de calor seja mínima, permitindo assim a sobrevivência. FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir às  temperaturas baixas :
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Estas características facilitam a perda de calor para o meio e evitam o sobreaquecimento. FACTOR ABIÓTICO Temperatura Raposa feneco Adaptações morfológicas que permitem aos animais resistir às  temperaturas altas :
[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura ,[object Object],[object Object],Adaptações morfológicas que permitem às plantas resistir às  temperaturas baixas : Adaptações morfológicas que permitem às plantas resistir às  temperaturas   altas :
[object Object],[object Object],[object Object],Adaptações das plantas às baixas temperaturas: ,[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura
[object Object],[object Object],Árvores com copa em Δ, folhas pequenas cobertas por uma cutícula Árvores que deixam cair as folhas e ficam em estado latente FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações das plantas às baixas temperaturas:
[object Object],[object Object],[object Object],FACTOR ABIÓTICO Temperatura Adaptações das plantas às altas temperaturas:

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
Franc Knap Junior
 
Fatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperaturaFatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperatura
Ana Castro
 
Fatores abióticos
Fatores abióticosFatores abióticos
Fatores abióticos
Sónia Vieira
 
Fatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e ventoFatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e vento
Luís Filipe Marinho
 
Factores Bióticos....
Factores Bióticos....Factores Bióticos....
Factores Bióticos....
Gabriela Bruno
 
Fatores abióticos - humidade
  Fatores abióticos - humidade  Fatores abióticos - humidade
Fatores abióticos - humidade
Ana Castro
 
III - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS IIIII - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS II
sandranascimento
 
Fatores abióticos luz
Fatores abióticos luzFatores abióticos luz
Fatores abióticos luz
Ana Castro
 
Factores AbióTicos
Factores AbióTicosFactores AbióTicos
Factores AbióTicos
catiacsantos
 
Bem estar animal
Bem estar animalBem estar animal
Bem estar animal
Ana Costa
 
Fatores abioticos
Fatores abioticosFatores abioticos
Fatores abioticos
Patrícia Silva
 
Relacoes Bioticas
Relacoes BioticasRelacoes Bioticas
Relacoes Bioticas
jornal puzzle
 
Classificação das Plantas
Classificação das PlantasClassificação das Plantas
Classificação das Plantas
Leandro A. Machado de Moura
 
Forma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E SimetriaForma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E Simetria
fernandesilvia
 
11 atmosfera primitiva e atual
11   atmosfera primitiva e atual11   atmosfera primitiva e atual
11 atmosfera primitiva e atual
daniela pinto
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
Ilda Bicacro
 
Reprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaReprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuada
Jocimar Araujo
 
Relatório extração dna
Relatório extração dnaRelatório extração dna
Relatório extração dna
margaridabt
 
Factores AbióTicos Luz
Factores AbióTicos LuzFactores AbióTicos Luz
Factores AbióTicos Luz
Teresa Monteiro
 
Influência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores AbióticosInfluência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores Abióticos
Clara Abegão
 

Mais procurados (20)

Resumos 8 ano
Resumos 8 anoResumos 8 ano
Resumos 8 ano
 
Fatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperaturaFatores abióticos: temperatura
Fatores abióticos: temperatura
 
Fatores abióticos
Fatores abióticosFatores abióticos
Fatores abióticos
 
Fatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e ventoFatores abióticos - solo e vento
Fatores abióticos - solo e vento
 
Factores Bióticos....
Factores Bióticos....Factores Bióticos....
Factores Bióticos....
 
Fatores abióticos - humidade
  Fatores abióticos - humidade  Fatores abióticos - humidade
Fatores abióticos - humidade
 
III - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS IIIII - FATORES ABIÓTICOS II
III - FATORES ABIÓTICOS II
 
Fatores abióticos luz
Fatores abióticos luzFatores abióticos luz
Fatores abióticos luz
 
Factores AbióTicos
Factores AbióTicosFactores AbióTicos
Factores AbióTicos
 
Bem estar animal
Bem estar animalBem estar animal
Bem estar animal
 
Fatores abioticos
Fatores abioticosFatores abioticos
Fatores abioticos
 
Relacoes Bioticas
Relacoes BioticasRelacoes Bioticas
Relacoes Bioticas
 
Classificação das Plantas
Classificação das PlantasClassificação das Plantas
Classificação das Plantas
 
Forma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E SimetriaForma Dos Animais E Simetria
Forma Dos Animais E Simetria
 
11 atmosfera primitiva e atual
11   atmosfera primitiva e atual11   atmosfera primitiva e atual
11 atmosfera primitiva e atual
 
Variabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solarVariabilidade da radiação solar
Variabilidade da radiação solar
 
Reprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuadaReprodução sexuada e assexuada
Reprodução sexuada e assexuada
 
Relatório extração dna
Relatório extração dnaRelatório extração dna
Relatório extração dna
 
Factores AbióTicos Luz
Factores AbióTicos LuzFactores AbióTicos Luz
Factores AbióTicos Luz
 
Influência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores AbióticosInfluência dos Factores Abióticos
Influência dos Factores Abióticos
 

Destaque

4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
Catir
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
mariacarmoteixeira
 
6 b caic prova 2 bimestre ano
6 b caic prova 2 bimestre ano6 b caic prova 2 bimestre ano
6 b caic prova 2 bimestre ano
Ana Catarina Castro
 
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
Margarida Cardoso
 
Niveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaNiveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologia
Diana Costa
 
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasNíveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Leonardo Alves
 
Desporto Escolar
Desporto EscolarDesporto Escolar
Desporto Escolar
lourde cruz
 
O sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativoO sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativo
castrohelena
 
Alterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horáriosAlterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horários
Carlos Ferreira
 
Sistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAnoSistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAno
mariapinto
 
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
Margarida Cardoso
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
Carlos Vieira
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
pedropereiraeu
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
Sérgio Luiz
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
Catir
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
Catir
 
A célula
A célulaA célula
A célula
Catir
 
A célula
A célulaA célula
A célula
catiacsantos
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
cn2012
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
hugo dias
 

Destaque (20)

4 ecossistemas
4 ecossistemas4 ecossistemas
4 ecossistemas
 
Ecossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticosEcossistemas - fatores abióticos
Ecossistemas - fatores abióticos
 
6 b caic prova 2 bimestre ano
6 b caic prova 2 bimestre ano6 b caic prova 2 bimestre ano
6 b caic prova 2 bimestre ano
 
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
4. perturbações no equilibrio dos ecossistemas
 
Niveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologiaNiveis de organização na biologia
Niveis de organização na biologia
 
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemasNíveis de organização biológica dos ecossistemas
Níveis de organização biológica dos ecossistemas
 
Desporto Escolar
Desporto EscolarDesporto Escolar
Desporto Escolar
 
O sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativoO sistema digestivo interativo
O sistema digestivo interativo
 
Alterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horáriosAlterações na grelha dos horários
Alterações na grelha dos horários
 
Sistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAnoSistema Digestivo - 9ºAno
Sistema Digestivo - 9ºAno
 
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria3. fluxo de energia e ciclos de matéria
3. fluxo de energia e ciclos de matéria
 
Mundo Bipolar
Mundo BipolarMundo Bipolar
Mundo Bipolar
 
Sistema Digestivo
Sistema DigestivoSistema Digestivo
Sistema Digestivo
 
Recursos Naturais
Recursos NaturaisRecursos Naturais
Recursos Naturais
 
Fluxo de energia
Fluxo de energiaFluxo de energia
Fluxo de energia
 
Factores Bióticos
Factores BióticosFactores Bióticos
Factores Bióticos
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
A célula
A célulaA célula
A célula
 
Condições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vidaCondições da terra que permitem a existência da vida
Condições da terra que permitem a existência da vida
 
A terra como um sistema
A terra como um sistemaA terra como um sistema
A terra como um sistema
 

Semelhante a Factores Abióticos

Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8anoDinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
Jean Dos Santos Souza
 
04.fatores abióticos
04.fatores abióticos04.fatores abióticos
04.fatores abióticos
ruiricardobg
 
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
mariagrave
 
Factores abióticos
Factores abióticosFactores abióticos
Factores abióticos
Tânia Reis
 
Dinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasDinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos Ecossistemas
Gabriela Bruno
 
Relacoes abioticas
Relacoes abioticasRelacoes abioticas
Relacoes abioticas
Flavio Mendes
 
Biosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosBiosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticos
Cristina Vitória
 
Fatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoriaFatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoria
João Rodrigues
 
Influencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do MeioInfluencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do Meio
Rute Guilherme
 
25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio
Pelo Siro
 
1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio
Pelo Siro
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
Ana Reis
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
Ana Reis
 
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos AnimaisInfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
Tânia Reis
 
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa   Ecossistemas E Factores AbioticosFicha Informativa   Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
Rui Jorge
 
Fatores_abioticos.pptx
Fatores_abioticos.pptxFatores_abioticos.pptx
Fatores_abioticos.pptx
Bruno Miguel Bordalo Lourenço
 
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - EcossistemasResumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
Inês Mota
 
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptxResumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
CarlaSilva639671
 
ecossistemas2.ppt
ecossistemas2.pptecossistemas2.ppt
ecossistemas2.ppt
fagnerlopes11
 
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abioResumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
Stéphanie Lima
 

Semelhante a Factores Abióticos (20)

Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8anoDinâmica dos ecossistemas   factores abióticos parte2-cn8ano
Dinâmica dos ecossistemas factores abióticos parte2-cn8ano
 
04.fatores abióticos
04.fatores abióticos04.fatores abióticos
04.fatores abióticos
 
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx391929950-7-fatores-abioticos.pptx
391929950-7-fatores-abioticos.pptx
 
Factores abióticos
Factores abióticosFactores abióticos
Factores abióticos
 
Dinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos EcossistemasDinâmica dos Ecossistemas
Dinâmica dos Ecossistemas
 
Relacoes abioticas
Relacoes abioticasRelacoes abioticas
Relacoes abioticas
 
Biosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticosBiosfera e factores abióticos
Biosfera e factores abióticos
 
Fatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoriaFatores abioticos teoria
Fatores abioticos teoria
 
Influencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do MeioInfluencia Factores Do Meio
Influencia Factores Do Meio
 
25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio25308997 1201271912-cia-fact-meio
25308997 1201271912-cia-fact-meio
 
1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio1201271912 influencia fact_meio
1201271912 influencia fact_meio
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(2003)
 
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
InfluêNcia Da Temperaturanosseresvivos(20039
 
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos AnimaisInfluêNcia Do Meio Nos Animais
InfluêNcia Do Meio Nos Animais
 
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa   Ecossistemas E Factores AbioticosFicha Informativa   Ecossistemas E Factores Abioticos
Ficha Informativa Ecossistemas E Factores Abioticos
 
Fatores_abioticos.pptx
Fatores_abioticos.pptxFatores_abioticos.pptx
Fatores_abioticos.pptx
 
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - EcossistemasResumo CN 8º ano - Ecossistemas
Resumo CN 8º ano - Ecossistemas
 
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptxResumos - power point  - Interacao entre os seres vivos.pptx
Resumos - power point - Interacao entre os seres vivos.pptx
 
ecossistemas2.ppt
ecossistemas2.pptecossistemas2.ppt
ecossistemas2.ppt
 
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abioResumo ecossistemas fatores bioticos abio
Resumo ecossistemas fatores bioticos abio
 

Mais de Sérgio Luiz

Clube receita
Clube receitaClube receita
Clube receita
Sérgio Luiz
 
Poster voc3
Poster voc3Poster voc3
Poster voc3
Sérgio Luiz
 
Poster9
Poster9Poster9
Poster9
Sérgio Luiz
 
Poster 8
Poster 8Poster 8
Poster 8
Sérgio Luiz
 
Poster9
Poster9Poster9
Poster9
Sérgio Luiz
 
Rochas Ciclo
Rochas  CicloRochas  Ciclo
Rochas Ciclo
Sérgio Luiz
 
Os Minerais
Os MineraisOs Minerais
Os Minerais
Sérgio Luiz
 
ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da NaturezaProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
Sérgio Luiz
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
Sérgio Luiz
 
Vulcanismo I
Vulcanismo IVulcanismo I
Vulcanismo I
Sérgio Luiz
 
Vulcanismo Ii
Vulcanismo IiVulcanismo Ii
Vulcanismo Ii
Sérgio Luiz
 
Seres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEsSeres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEs
Sérgio Luiz
 
Cartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao FinalCartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao Final
Sérgio Luiz
 
sistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonalsistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonal
Sérgio Luiz
 
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente Quioto
Mundo E Ambiente   Energia E Ambiente   QuiotoMundo E Ambiente   Energia E Ambiente   Quioto
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente QuiotoSérgio Luiz
 
Dobras E Falhas
Dobras E FalhasDobras E Falhas
Dobras E Falhas
Sérgio Luiz
 
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãOTectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Sérgio Luiz
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
Sérgio Luiz
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio Ambiente
Sérgio Luiz
 

Mais de Sérgio Luiz (20)

Clube receita
Clube receitaClube receita
Clube receita
 
Poster voc3
Poster voc3Poster voc3
Poster voc3
 
Poster9
Poster9Poster9
Poster9
 
Poster 8
Poster 8Poster 8
Poster 8
 
Poster9
Poster9Poster9
Poster9
 
Rochas Ciclo
Rochas  CicloRochas  Ciclo
Rochas Ciclo
 
Os Minerais
Os MineraisOs Minerais
Os Minerais
 
ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da NaturezaProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
ProtecçãO E ConservaçãO Da Natureza
 
Sismologia
SismologiaSismologia
Sismologia
 
Vulcanismo I
Vulcanismo IVulcanismo I
Vulcanismo I
 
Vulcanismo Ii
Vulcanismo IiVulcanismo Ii
Vulcanismo Ii
 
Vulcanismo Iii
Vulcanismo IiiVulcanismo Iii
Vulcanismo Iii
 
Seres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEsSeres Dos CartõEs
Seres Dos CartõEs
 
Cartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao FinalCartao De Cidadao Final
Cartao De Cidadao Final
 
sistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonalsistema neuro-hormonal
sistema neuro-hormonal
 
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente Quioto
Mundo E Ambiente   Energia E Ambiente   QuiotoMundo E Ambiente   Energia E Ambiente   Quioto
Mundo E Ambiente Energia E Ambiente Quioto
 
Dobras E Falhas
Dobras E FalhasDobras E Falhas
Dobras E Falhas
 
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãOTectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
Tectonica, Pontos Quentes, Triplos E HominizaçãO
 
Tectonica Placas
Tectonica PlacasTectonica Placas
Tectonica Placas
 
Desiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio AmbienteDesiquilibrio Ambiente
Desiquilibrio Ambiente
 

Último

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
GracinhaSantos6
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
samucajaime015
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
TiagoLouro8
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
ElinarioCosta
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
nunesly
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
ARIADNEMARTINSDACRUZ
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
erssstcontato
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
FernandaOliveira758273
 

Último (20)

MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdfMAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
MAPAS MENTAIS Conhecimentos Pedagógicos - ATUALIZADO 2024 PROF. Fernanda.pdf
 
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
Aula de fundamentos de Programação Orientada a Objeto na linguagem de program...
 
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptxPsicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
Psicologia e Sociologia - Módulo 2 – Sociedade e indivíduo.pptx
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, Betel, Ordenança para amar o próximo, 2Tr24.pptx
 
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica BasicaExercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
Exercicios de Word Básico para a aulas de informatica Basica
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
A importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino MédioA importância das conjunções- Ensino Médio
A importância das conjunções- Ensino Médio
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇOPALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
PALAVRA SECRETA - ALFABETIZAÇÃO- REFORÇO
 
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptxTREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
TREINAMENTO DE BRIGADA DE INCENDIO BRIGADA CCB 2023.pptx
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃOAUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
AUTISMO LEGAL - DIREITOS DOS AUTISTAS- LEGISLAÇÃO
 

Factores Abióticos

  • 1.
  • 2. Factores do ambiente que influenciam os seres vivos (luz, humidade, solo, temperatura…)
  • 3. Influencia: Período de actividade Comportamento Distribuição geográfica Factor de grande importância para os seres vivos Factor abiótico luz Luz
  • 4. Desenvolvimento e/ou movimento dos seres em resposta a um estímulo luminoso. Fototropismo Fototropismo positivo Fototropismo negativo Factor abiótico luz
  • 5. Os animais e as plantas apresentam fotoperiodismo , isto é, capacidade de reagir à duração da luminosidade diária a que estão submetidos. Fotoperíodo Hibernação Migração Exemplos de sensibilidade dos animais às variações do fotoperíodo Período de luz em cada 24 horas do dia Factor abiótico luz
  • 6.
  • 7. Plantas de sol ou heliófilas: Encontram-se em locais bem iluminados. Ex: girassóis, carvalhos… As plantas e a luz Plantas de sombra ou umbrófitas ou esquiáfilas: Encontram-se em locais sombrios. Ex: musgos, fetos… Factor abiótico luz
  • 8. Plantas de dia curto: Florescem sempre que o fotoperíodo é menor que 12 horas. Influência na floração das plantas. Plantas de dia longo: Florescem quando o fotoperíodo é superior a 12 horas. Plantas indiferentes: Não dependem do fotoperíodo para florir. Factor abiótico luz
  • 9. Plantas de dia longo: Ex. centeio, ervilheira, milho Plantas de dia curto: Ex.macieira, crisântemos, morangueiro Plantas indiferentes: Ex. cravo, sardinheira, malmequeres Influência na floração das plantas. Factor abiótico luz
  • 10. A desova da truta é influenciada pela duração do fotoperíodo. Influência na desova das trutas Factor abiótico luz
  • 11. A pelagem de Inverno é mais clara que a pelagem de Verão. Ex. Arminho e Raposa do Árctico, Lebre do Árctico. Influência na mudança de pelagem Factor abiótico luz
  • 12. Um aumento do fotoperíodo leva à migração das aves para Norte, enquanto que o movimento para sul é determinado pela diminuição do fotoperíodo. Influência na migração Factor abiótico luz
  • 13. Devido à escuridão existente nas profundidades dos oceanos, alguns seres vivos capazes de emitir luz através de órgãos apropriados. Bioluminescência Factor abiótico luz
  • 14. Diurnos animais que estão activos de dia.Ex. Galinha Actividade dos seres vivos Nocturnos animais que estão activo de noite.Ex. Coruja Factor abiótico luz
  • 15.
  • 16. Como ocorre a distribuição deste factor em Portugal? Insolação Factor abiótico luz
  • 17. É um componente indispensável da biosfera como base de todos os processos vitais Factor Abiótico Água
  • 18. Humidade atmosférica Pluviosidade Retenção de água nos solos Permite que a água exista nos diferentes ambientes Factor abiótico água Vivem permanentemente na agua (peixes, nenúfar...) Vivem em locais húmidos (musgo…) Têm alguma independência, mas necessitam dela com regularidade (pinheiro, Homem…) Vivem em locais secos (cacto, camelo…)
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.