SlideShare uma empresa Scribd logo
IDADE MODERNA
                       O ABSOLUTISMO

 • DEFINIÇÃO: Regime político em que os reis possuem o poder
   absoluto sobre suas nações (concentração de poderes nas mãos
   dos reis.
    – Transição entre o feudalismo e o capitalismo.
    – Nova adequação do poder, conciliando parcialmente os
      interesses da tradicional nobreza e da nascente burguesia.
        NOBREZA: burocracia administrativa (cargos) e
          privilégios (pensões e isenção de impostos).
        BURGUESIA: dinamização das atividades comerciais
          (unificação de moedas, leis, sistemas de pesos e medidas,
          conquista de mercados e eliminação de barreiras internas
          prejudiciais ao comércio).

iair@pop.com.br                                             Prof. Iair
IDADE MODERNA
                      O ABSOLUTISMO

 • QUANDO: aproximadamente entre os séculos XV e XVIII.
 • ONDE: sobretudo na FRA, ING, POR e ESP.
 • TEÓRICOS ABSOLUTISTAS:
    – JEAN BODIN (A República).             TEORIA DO
    – JACQUES BOSSUET                       DIREITO
     (Política Segundo a Sagrada Escritura) DIVINO
                  JEAN BODIN




                        JACQUES BOSSUET


iair@pop.com.br                                      Prof. Iair
IDADE MODERNA
                      O ABSOLUTISMO

           – NICOLAU MAQUIAVEL (O Príncipe).
              Ética = política.
              “razão de Estado” acima de tudo.
              “os fins justificam os meios”.
           – THOMAS HOBBES (Leviatã).
  HOBBES      Poder do Estado acima de tudo. MAQUIAVEL
              Estado serve para livrar a humanidade do caos e da
               anarquia.
              “o homem é o lobo do homem”.
           – HUGO GROTIUS (Do Direito da Paz e da Guerra).
HUGO GROTIUS Poder ilimitado do Estado para manter a ordem.


iair@pop.com.br                                          Prof. Iair
IDADE MODERNA
                     O ABSOLUTISMO

                  O ABSOLUTISMO FRANCÊS:
 A) Dinastia Valois:
 • Carlos IX (1560 – 1574):
    – Católicos       X      Huguenotes
    – Família GUISE          X      Família BOURBON
    – Apoio de Catarina de Médicis (mãe do rei) aos católicos.
    – Noite de São Bartolomeu (1572): massacre de huguenotes.
 • Henrique III (1574 – 1589):
    – Rei + Henrique de Navarra Bourbon* X Henrique de Guise
    – Guerra dos 3 Henriques



iair@pop.com.br                                        Prof. Iair
IDADE MODERNA
                       O ABSOLUTISMO
 B) Dinastia Bourbon
 • Henrique IV (1589 – 1610):
    – “Paris bem vale uma missa”.
    – 1598: Édito de Nantes – liberdade de culto aos protestantes.
                                          LUÍS XIII
 • Luís XIII (1610 – 1643):
    – Cardeal Richelieu (1624 – 1642)
    – Perseguição interna aos protestantes.
    – Apoio externo aos protestantes.
    – Guerra dos Trinta Anos (1618 – 1648):
        BOURBON (FRA)* X            HABSBURGOS (AUS + ESP)
        Paz de Vestfália: conquistas territoriais para a FRA
         (Alsácia-Lorena)

iair@pop.com.br                                            Prof. Iair
IDADE MODERNA
                      O ABSOLUTISMO

 • Luís XIV (1643 – 1715) – auge:
    – “Rei Sol”.
    – Cardeal Mazzarino – eliminação das Frondas (associações de
      nobres e burgueses).
    – Colbert – incentivo às manufaturas de luxo, navegações,
      conquistas na América, criação de Cias. de Comércio.
    – Construção do Palácio de Versalhes.
    – Aumento constante de impostos.
    – 1685: Revogação do Édito de Nantes – perseguições e
      emigração de burgueses.



iair@pop.com.br                                         Prof. Iair
IDADE MODERNA
                   O ABSOLUTISMO
                  “O ESTADO SOU EU”
                                    “É exclusivamente
                                  na minha pessoa
                                  que reside o poder
                                  soberano... É só de
                                  mim que os meus
                                  tribunais recebem a COLBERT
                       LUÍS XIV sua existência e a sua autoridade;
                   (...) a ordem pública inteira emana de mim, e os
                   direitos e interesses da Nação (...) estão
                   necessariamente unidos com os meus e
                   repousam unicamente nas minhas mãos.”


iair@pop.com.br                                         Prof. Iair
IDADE MODERNA
                    O ABSOLUTISMO

                  PALÁCIO DE VERSALHES:




iair@pop.com.br                           Prof. Iair
IDADE MODERNA
                      O ABSOLUTISMO

 • Luís XV (1715 – 1774):
    – Derrota na Guerra dos Sete     LUÍS XV
      Anos (1756 – 63).
    – Perda do Canadá e Índia.
                                   DECADÊNCIA DO
                                   ABSOLUTISMO
 • Luís XVI (1774 – 1792):         FRANCÊS
    – Guerra de Independência
      dos EUA (1776 – 1783).         LUÍS XVI
    – Aumento de gastos.



iair@pop.com.br                                    Prof. Iair
IDADE MODERNA
                        O ABSOLUTISMO

           O ABSOLUTISMO INGLÊS:                           HENRIQUE VII

 •   Após a Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453)
     e a Guerra das Duas Rosas (1455 – 1485).
 •   Dinastia TUDOR (1485 – 1603)
 •   Henrique VII (1485 – 1509) – Pacificação
     interna.
 •   Henrique VIII (1509 – 1547):             HENRIQUE VIII
      – Reforma protestante.
      – 1534: Ato de Supremacia – criação da
         Igreja Anglicana.
 •   Eduardo VI (1547 – 1553) – prosseguimento
     da política de seu pai.
                                                             EDUARDO VI



iair@pop.com.br                                              Prof. Iair
IDADE MODERNA
                      O ABSOLUTISMO
                                                       MARIA I
 • Maria I (1553 – 1558) – restabelecimento do
   catolicismo e perseguições (apelidada de Bloody
   Mary).
 • Elizabeth I (1558 – 1603) - auge:
    – Retomada do anglicanismo.
    – Colonização da América (Virgínia).
    – Atividade corsária contra ESP e POR (Francis   ELIZABETH I
      Drake).
    – Vitória sobre a “Invencível Armada” (ESP).
    – Dinamização do comércio.
    – Intensa atividade burguesa.
    – Início da supremacia naval inglesa.


iair@pop.com.br                                           Prof. Iair

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
Edenilson Morais
 
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Edenilson Morais
 
Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
Isaquel Silva
 
Era napoleonica
Era napoleonicaEra napoleonica
Era napoleonica
luizmourao23
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
Claudenilson da Silva
 
Independencia dos EUA
Independencia dos EUAIndependencia dos EUA
Independencia dos EUA
Carlos Zaranza
 
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismoPeríodo entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Portal do Vestibulando
 
Redemocratização brasil
Redemocratização brasilRedemocratização brasil
Redemocratização brasil
Fabiana Tonsis
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
luizmourao23
 
Mercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoesMercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoes
luizmourao23
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
Edenilson Morais
 
INDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUAINDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUA
Marcos Mororó
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
Daniel Alves Bronstrup
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
eiprofessor
 
Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)
Janaína Tavares
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
dmflores21
 
Revolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasilRevolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasil
Fatima Freitas
 
Primavera dos Povos
Primavera dos PovosPrimavera dos Povos
Primavera dos Povos
Raphaelly Fernandes
 
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era VargasH.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
Edvaldo Lopes
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
Paulo Alexandre
 

Mais procurados (20)

Renascimento Cultural
Renascimento CulturalRenascimento Cultural
Renascimento Cultural
 
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)Idade média:   Alta Idade Média (séc. v- x)
Idade média: Alta Idade Média (séc. v- x)
 
Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)Brasil Império  - Período Regencial (1831-1840)
Brasil Império - Período Regencial (1831-1840)
 
Era napoleonica
Era napoleonicaEra napoleonica
Era napoleonica
 
Primeiro Reinado
Primeiro ReinadoPrimeiro Reinado
Primeiro Reinado
 
Independencia dos EUA
Independencia dos EUAIndependencia dos EUA
Independencia dos EUA
 
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismoPeríodo entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
Período entre guerras - crise de 1929 - nazifascismo
 
Redemocratização brasil
Redemocratização brasilRedemocratização brasil
Redemocratização brasil
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Mercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoesMercantilismo navegacoes
Mercantilismo navegacoes
 
Revoltas na República Velha
Revoltas na República VelhaRevoltas na República Velha
Revoltas na República Velha
 
INDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUAINDEPENDÊNCIA DO EUA
INDEPENDÊNCIA DO EUA
 
3º ano primeira guerra mundial
3º ano   primeira guerra mundial3º ano   primeira guerra mundial
3º ano primeira guerra mundial
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)
 
Brasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistasBrasil colônia4 revoltas nativistas
Brasil colônia4 revoltas nativistas
 
Revolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasilRevolução pernambucana e independência do brasil
Revolução pernambucana e independência do brasil
 
Primavera dos Povos
Primavera dos PovosPrimavera dos Povos
Primavera dos Povos
 
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era VargasH.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
H.Brasil: Revolução 1930 e Era Vargas
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
 

Semelhante a Idade Moderna - Absolutismo

Absolutismo 6
Absolutismo 6Absolutismo 6
Absolutismo 6
Jorge Basílio
 
4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx
4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx
4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx
AndresBandeira
 
10. aula de história geral - absolutismo
10. aula de história geral - absolutismo10. aula de história geral - absolutismo
10. aula de história geral - absolutismo
Darlan Campos
 
ABSOLUTISMO - BB.ppt
ABSOLUTISMO - BB.pptABSOLUTISMO - BB.ppt
ABSOLUTISMO - BB.ppt
bernardoborges
 
Absolutismo 3
Absolutismo 3Absolutismo 3
Absolutismo 3
Jorge Basílio
 
Antigo regime cap. 19
Antigo regime   cap. 19Antigo regime   cap. 19
Antigo regime cap. 19
Auxiliadora
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
harlissoncarvalho
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
mundica broda
 
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismoApogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
Kerol Brombal
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
cecilianoclaro
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
cecilianoclaro
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
Professor Marcelo
 
Absolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterraAbsolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterra
Auxiliadora
 
Absolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterraAbsolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterra
Auxiliadora
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
dmflores21
 
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_iiModerna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Julia Selistre
 
Aula 10
Aula 10Aula 10
Idade media3
Idade media3Idade media3
Idade media3
luizmourao23
 
Absolutismo 4
Absolutismo 4Absolutismo 4
Absolutismo 4
Jorge Basílio
 
Absolutismo 5
Absolutismo 5Absolutismo 5
Absolutismo 5
Jorge Basílio
 

Semelhante a Idade Moderna - Absolutismo (20)

Absolutismo 6
Absolutismo 6Absolutismo 6
Absolutismo 6
 
4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx
4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx
4. Absolutismo ou Estados Nacionais.pptx
 
10. aula de história geral - absolutismo
10. aula de história geral - absolutismo10. aula de história geral - absolutismo
10. aula de história geral - absolutismo
 
ABSOLUTISMO - BB.ppt
ABSOLUTISMO - BB.pptABSOLUTISMO - BB.ppt
ABSOLUTISMO - BB.ppt
 
Absolutismo 3
Absolutismo 3Absolutismo 3
Absolutismo 3
 
Antigo regime cap. 19
Antigo regime   cap. 19Antigo regime   cap. 19
Antigo regime cap. 19
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Apogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismoApogeu do absolutismo
Apogeu do absolutismo
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
Absolutismo
AbsolutismoAbsolutismo
Absolutismo
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
 
Absolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterraAbsolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterra
 
Absolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterraAbsolutismo na frança e na inglaterra
Absolutismo na frança e na inglaterra
 
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadasCrise feudalismo, monarquias, cruzadas
Crise feudalismo, monarquias, cruzadas
 
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_iiModerna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
Moderna ii, contemporânea i,brasil_império_i,américa_ii
 
Aula 10
Aula 10Aula 10
Aula 10
 
Idade media3
Idade media3Idade media3
Idade media3
 
Absolutismo 4
Absolutismo 4Absolutismo 4
Absolutismo 4
 
Absolutismo 5
Absolutismo 5Absolutismo 5
Absolutismo 5
 

Mais de Edenilson Morais

Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do MaranhãoSimulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
Edenilson Morais
 
Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem
Edenilson Morais
 
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
Edenilson Morais
 
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade culturalHistória do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
Edenilson Morais
 
História de mato grosso período colonial
História de mato grosso   período colonialHistória de mato grosso   período colonial
História de mato grosso período colonial
Edenilson Morais
 
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Edenilson Morais
 
Sociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel FoucaltSociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel Foucalt
Edenilson Morais
 
A nova historia cultural
A nova historia culturalA nova historia cultural
A nova historia cultural
Edenilson Morais
 
Guerraspunicas
GuerraspunicasGuerraspunicas
Guerraspunicas
Edenilson Morais
 
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Edenilson Morais
 
As origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendtAs origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendt
Edenilson Morais
 
Durkheim suicidio
Durkheim suicidioDurkheim suicidio
Durkheim suicidio
Edenilson Morais
 
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernosA crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
Edenilson Morais
 
Sociologia globalização
Sociologia globalizaçãoSociologia globalização
Sociologia globalização
Edenilson Morais
 
A visão da afro
A visão da afroA visão da afro
A visão da afro
Edenilson Morais
 
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociaisSociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Edenilson Morais
 
Cartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerraCartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerra
Edenilson Morais
 
Sociologia resumo
Sociologia resumoSociologia resumo
Sociologia resumo
Edenilson Morais
 
Artigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidadeArtigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidade
Edenilson Morais
 
Weber e o capitalismo
Weber e o capitalismoWeber e o capitalismo
Weber e o capitalismo
Edenilson Morais
 

Mais de Edenilson Morais (20)

Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do MaranhãoSimulado História do Brasil e do História do Maranhão
Simulado História do Brasil e do História do Maranhão
 
Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem Soluções para otimização de resultados no enem
Soluções para otimização de resultados no enem
 
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
HISTÓRIA DE MATO GROSSO PERÍODO IMPERIAL (DETRAN-MT 2015)
 
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade culturalHistória do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
História do brasil enem cultura, patrimônio e diversidade cultural
 
História de mato grosso período colonial
História de mato grosso   período colonialHistória de mato grosso   período colonial
História de mato grosso período colonial
 
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
Período colonial de Mato Grosso (Atividades)
 
Sociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel FoucaltSociologia - Michel Foucalt
Sociologia - Michel Foucalt
 
A nova historia cultural
A nova historia culturalA nova historia cultural
A nova historia cultural
 
Guerraspunicas
GuerraspunicasGuerraspunicas
Guerraspunicas
 
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014Aulão de história regional - UNEMAT 2014
Aulão de história regional - UNEMAT 2014
 
As origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendtAs origens do totalitarismo de hannah arendt
As origens do totalitarismo de hannah arendt
 
Durkheim suicidio
Durkheim suicidioDurkheim suicidio
Durkheim suicidio
 
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernosA crise feudal e a ascensão dos estados modernos
A crise feudal e a ascensão dos estados modernos
 
Sociologia globalização
Sociologia globalizaçãoSociologia globalização
Sociologia globalização
 
A visão da afro
A visão da afroA visão da afro
A visão da afro
 
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociaisSociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
Sociologia aula16 os novos_movimentos_sociais
 
Cartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerraCartazes da 1ª guerra
Cartazes da 1ª guerra
 
Sociologia resumo
Sociologia resumoSociologia resumo
Sociologia resumo
 
Artigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidadeArtigos de história da sexualidade
Artigos de história da sexualidade
 
Weber e o capitalismo
Weber e o capitalismoWeber e o capitalismo
Weber e o capitalismo
 

Último

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
antonio carlos
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Luzia Gabriele
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
mozalgebrista
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
DirceuSilva26
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
FLAVIOROBERTOGOUVEA
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 

Último (20)

escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptxSlides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
Slides Lição 2, CPAD, O Livro de Rute, 3Tr24.pptx
 
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1)  educação infantil fu...
1°ao5°ano_HISTÓRIA_ORGANIZADOR CURRICULAR BIMESTRAL (1) educação infantil fu...
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsxSe A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
Se A Música É O Alimento do Amor Não Parem de Tocar Luzia Gabriele.ppsx
 
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
Resolução do Exame de Biologia UEM - 2008.
 
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
Auxiliar Adolescente 2024 3 trimestre 24
 
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO                .
FOTOS_AS CIÊNCIAS EM AÇÃO .
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
Folha de Atividades (Virei Super-Herói! Projeto de Edição de Fotos) com Grade...
 
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2015 CENSIPAM.pdf
 
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdfGuia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
Guia referencial de Apoio - Planejamento Escolar 2024.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 

Idade Moderna - Absolutismo

  • 1. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO • DEFINIÇÃO: Regime político em que os reis possuem o poder absoluto sobre suas nações (concentração de poderes nas mãos dos reis. – Transição entre o feudalismo e o capitalismo. – Nova adequação do poder, conciliando parcialmente os interesses da tradicional nobreza e da nascente burguesia. NOBREZA: burocracia administrativa (cargos) e privilégios (pensões e isenção de impostos). BURGUESIA: dinamização das atividades comerciais (unificação de moedas, leis, sistemas de pesos e medidas, conquista de mercados e eliminação de barreiras internas prejudiciais ao comércio). iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 2. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO • QUANDO: aproximadamente entre os séculos XV e XVIII. • ONDE: sobretudo na FRA, ING, POR e ESP. • TEÓRICOS ABSOLUTISTAS: – JEAN BODIN (A República). TEORIA DO – JACQUES BOSSUET DIREITO (Política Segundo a Sagrada Escritura) DIVINO JEAN BODIN JACQUES BOSSUET iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 3. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO – NICOLAU MAQUIAVEL (O Príncipe). Ética = política. “razão de Estado” acima de tudo. “os fins justificam os meios”. – THOMAS HOBBES (Leviatã). HOBBES Poder do Estado acima de tudo. MAQUIAVEL Estado serve para livrar a humanidade do caos e da anarquia. “o homem é o lobo do homem”. – HUGO GROTIUS (Do Direito da Paz e da Guerra). HUGO GROTIUS Poder ilimitado do Estado para manter a ordem. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 4. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO O ABSOLUTISMO FRANCÊS: A) Dinastia Valois: • Carlos IX (1560 – 1574): – Católicos X Huguenotes – Família GUISE X Família BOURBON – Apoio de Catarina de Médicis (mãe do rei) aos católicos. – Noite de São Bartolomeu (1572): massacre de huguenotes. • Henrique III (1574 – 1589): – Rei + Henrique de Navarra Bourbon* X Henrique de Guise – Guerra dos 3 Henriques iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 5. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO B) Dinastia Bourbon • Henrique IV (1589 – 1610): – “Paris bem vale uma missa”. – 1598: Édito de Nantes – liberdade de culto aos protestantes. LUÍS XIII • Luís XIII (1610 – 1643): – Cardeal Richelieu (1624 – 1642) – Perseguição interna aos protestantes. – Apoio externo aos protestantes. – Guerra dos Trinta Anos (1618 – 1648): BOURBON (FRA)* X HABSBURGOS (AUS + ESP) Paz de Vestfália: conquistas territoriais para a FRA (Alsácia-Lorena) iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 6. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO • Luís XIV (1643 – 1715) – auge: – “Rei Sol”. – Cardeal Mazzarino – eliminação das Frondas (associações de nobres e burgueses). – Colbert – incentivo às manufaturas de luxo, navegações, conquistas na América, criação de Cias. de Comércio. – Construção do Palácio de Versalhes. – Aumento constante de impostos. – 1685: Revogação do Édito de Nantes – perseguições e emigração de burgueses. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 7. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO “O ESTADO SOU EU” “É exclusivamente na minha pessoa que reside o poder soberano... É só de mim que os meus tribunais recebem a COLBERT LUÍS XIV sua existência e a sua autoridade; (...) a ordem pública inteira emana de mim, e os direitos e interesses da Nação (...) estão necessariamente unidos com os meus e repousam unicamente nas minhas mãos.” iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 8. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO PALÁCIO DE VERSALHES: iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 9. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO • Luís XV (1715 – 1774): – Derrota na Guerra dos Sete LUÍS XV Anos (1756 – 63). – Perda do Canadá e Índia. DECADÊNCIA DO ABSOLUTISMO • Luís XVI (1774 – 1792): FRANCÊS – Guerra de Independência dos EUA (1776 – 1783). LUÍS XVI – Aumento de gastos. iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 10. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO O ABSOLUTISMO INGLÊS: HENRIQUE VII • Após a Guerra dos Cem Anos (1337 – 1453) e a Guerra das Duas Rosas (1455 – 1485). • Dinastia TUDOR (1485 – 1603) • Henrique VII (1485 – 1509) – Pacificação interna. • Henrique VIII (1509 – 1547): HENRIQUE VIII – Reforma protestante. – 1534: Ato de Supremacia – criação da Igreja Anglicana. • Eduardo VI (1547 – 1553) – prosseguimento da política de seu pai. EDUARDO VI iair@pop.com.br Prof. Iair
  • 11. IDADE MODERNA O ABSOLUTISMO MARIA I • Maria I (1553 – 1558) – restabelecimento do catolicismo e perseguições (apelidada de Bloody Mary). • Elizabeth I (1558 – 1603) - auge: – Retomada do anglicanismo. – Colonização da América (Virgínia). – Atividade corsária contra ESP e POR (Francis ELIZABETH I Drake). – Vitória sobre a “Invencível Armada” (ESP). – Dinamização do comércio. – Intensa atividade burguesa. – Início da supremacia naval inglesa. iair@pop.com.br Prof. Iair