SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 26
 
 
Alguns factos que mostram como se deu a evolução tecnológica dos portáteis: Máquina de Babbage
1882: o inglês  Charles Babbage  constrói um dispositivo mecânico que fazia cálculos numéricos; o dispositivo tornou-se conhecido como " Máquina de Babbage " e é considerado o primeiro computador da História. Babbage projectou e construiu a máquina para substituir os trabalhadores humanos (então chamados 'computers', ou computadores) que construíam item a item tabelas numéricas, como por exemplo de logaritmos e funções trigonométricas. A primeira máquina de Babbage, chamada 'difference engine' (ou máquina diferencial), calculava valores de funções polinomiais (diversas funções, como as logarítmicas e trigonométricas, podem ser aproximadas por funções polinomiais). A máquina diferencial aplicava conceitos de elementos finitos, o que permitiria implementar aproximações das operações de divisão e multiplicação. Devido à complexidade (o dispositivo compunha-se de dezenas de milhares de peças), não conseguiu concluir a máquina; Babbage projetou ainda outras duas máquinas (a segunda também uma máquina diferencial, e a terceira uma mais complexa, chamada 'analytical machine', ou máquina analítica). Entretanto, já no século 20, cientistas construíram máquinas de acordo com os planos de Babbage, e elas funcionaram a contento; tais máquinas encontram-se expostas no Museu de Ciência de Londres .
Foto do ENIAC, em 1946
1944: Pesquisadores da  IBM  e da  Universidade de Harvard  apresentam o  Mark I  (esse nome foi dado por Harvard; a IBM havia batizado a máquina como Automatic Sequence Controlled Calculator). O Mark I é considerado o marco da moderna História dos computadores. O Mark I foi o primeiro dispositivo a funcionar de forma automatizada, ou seja, uma vez iniciada a computação, não se requeria intervenção humana. Utilizava 765.000 componentes (válvulas, diodos, capacitores, relés) e centenas de kilômetros de cabos; pesava 4500 kg; tinha 16 metros de comprimento, 2.4 metros de altura e 1 metro de profundidade. Segundo o site da IBM, o Mark I podia fazer adições em menos de um segundo, mas multiplicações levavam seis segundos, e divisões, doze segundos. Estas máquinas pioneiras viram um relativamente rápido progresso nas décadas seguintes, graças principalmente à Guerra Fria, que levava o Governo Americano a incentivar investimentos em tecnologia. Em 1946, a Universidade da Pensilvânia apresentou o  ENIAC ; a própria Harvard desenvolveria os Mark II, III e IV, agregando cada vez mais tecnologia. A IBM (que foi fundada para fazer o processamento dos dados do Censo de 1890 nos EUA, e depois dedicou-se por bom tempo a rodar folhas de pagamento de outras empresas) era parceira de ambos os projectos, o que lhe permitiu consolidar-se como líder absoluta no campo da computação por várias décadas.
1952: lançamento do  IBM 701 . Enquanto as máquinas anteriores eram protótipos experimentais, o IBM 701 foi a primeira máquina construída em série (dezanove máquinas da série foram entregues). O IBM 701 foi a primeira máquina a utilizar o conceito de memória, dispositivo que armazena internamente os dados processados; até então, todas as máquinas utilizavam cartões perfurados. Essa foi a primeira máquina da linha IBM 700, que incluiu a 702, 704, 705 e 709.
1964: a IBM apresenta o  IBM/System360 , o primeiro business mainframe do mercado (ou seja, o 360 foi o primeiro computador destinado a finalidades comerciais; os anteriores eram destinados a finalidades científicas). O 360 foi o primeiro a apresentar o conceito de modularidade, ou seja, o comprador poderia comprar diferentes módulos, de acordo com suas necessidades computacionais (o modelo mais barato vinha com 8 K bytes de memória). Essa flexibilidade permitiu a diversas empresas comprarem seu primeiro computador. Esse modelo consolidou definitivamente a liderança da IBM no mercado de mainframes. Outras empresas de porte como a  General Electric  e a  RCA  lançaram também alguns modelos, mas não puderam competir com a Big Blue. A família 360 foi provavelmente a que mais deu lucros à IBM; os 360 foram vendidos até 1977. Em 1971, a IBM lançou a família 370, que tinha retro-compatibilidade dom os 360, e que prolongou a supremacia da IBM por outros quase 20 anos.
1975: a IBM lança o  IBM 51000 , o primeiro personal computer (computador pessoal); até então, não existia a idéia de que cada usuário tivesse seu próprio computador (as máquinas eram caras, e seu uso era compartilhado entre todos os usuários).  Foi o primeiro modelo a contar com monitor e teclado. A máquina podia ter 16, 32, 48 ou 64 k de memória. O processador de 16 bits era um PALM (Put All Logic in Microcode). A IBM, entretanto, não tinha interesse em difundir o modelo, visto que ela dominava folgadamente o mercado de mainframes, e não lhe era comercialmente interessante a difusão do uso de máquinas pessoais.
1976:  Steve Jobs  e  Steve Wozniak  fundam a  Apple . O primeiro computador vendido pelo empresa, o Apple I, era pouco mais do que uma placa-mãe, sem teclado e sem monitor. Em 16 de abril de 1977, a empresa apresenta o  Apple II , que se tornou um grande sucesso e marcou o início da era da popularização da computação pessoal. O Apple II vinha com teclado e monitor colorido; os primeiros modelos utilizam fitas cassete para armazenar dados, mas foram logo substituídos por controladores de disco de 1/4".  Practicamente à mesma época, dois outros fabricantes, pressentindo o interesse do mercado por modelos de computadores pessoais, anunciaram produtos que também se tornariam ícones.
PET Commodore  TRS 80  Apple 2
Em agosto de 1977, a  Radio Shack , uma cadeia de vendas de eletrodomésticos, lançou o  TRS-80 , Tandy Radio Shack, que vinha com teclado, monitor preto-e-branco e 4 kB de memória. O modelo alcançou grande sucesso, pois a Radio Shack tinha muitas lojas;O primeiro lote tinha 3000 máquinas, porque, caso não fossem vendidas, seriam utilizadas nas 3000 lojas da rede; as vendas, entretanto, chegaram a 10.000 no primeiro mês, 55.000 no primeiro ano e 250.000 até 1981, quando saíram de linha. Em setembro de 1977, a empresa canadense  Commodore  anunciou o lançamento do  PET Commodore . No ano anterior, a Commodore tinha adquirido a empresa MOS Tecnologies, desenvolvedora do chip 6502, utilizado no PET (e também no Apple II). Isso permitiu-lhe baixar os preços.
 
1981: percebendo o crescimento do mercado de máquinas pesoais, a IBM lançou o IBM 5150; apesar de ser da mesma família do IBM 5100, lançado em 1975, o 5150 tinha profundas diferenças, como a utilização de um microprocessador comercial, o Intel 8088, e um sistema operacional novo, o DOS (ler mais abaixo). Graças à grande campanha de marketing da IBM, o modelo tornou-se conhecido como IBM PC (Personal Computer); a partir do sucesso do modelo, o termo PC passou a designar todos os computadores de uso pessoal. Pressionada pelo sucesso da Apple, TRS e Commodore, e percebendo que o modelo 5100 não poderia atingir preços competitivos, a IBM usou uma estratégia diferente para o projeto do PC; em vez de desenvolver o projeto internamente, a empresa resolveu montar a máquina utilizando produtos comercialmente disponíveis de diferentes fabricantes.
A IBM cometeu dois enormes erros de avaliação. Àquela altura, a IBM era uma das maiores empresas do mundo, e não temia concorrência; a empresa disponibizou a arquitectura da máquina, para que os fabricantes de periféricos projectassem dispositivos compatíveis. A IBM entendia também que não havia motivos para despender esforços no desenvolvimento de um sistema operacional próprio; a companhia apenas se preocupou em desenvolver e patentear o BIOS (Basic Input-Output Software), um software básico que controla o carregamento posterior do sistema operacional. Utilizando o prestígio da marca IBM associado a grandes distribuidores como a  Sears  e a  Computerland , logo o IBM tornou-se um sucesso. Isso logo atraiu outras empresas que, se não podiam competir com a IBM no ramo de mainframes, podiam competir no ramo de máquinas pessoais. O BIOS da IBM passou por engenharia reversa, e logo outras versões, que não infringiam a patente da IBM, estavam no mercado. Já em 1982, a  Columbia Data Products  (CDP) lançava sua versão do PC; em 1993, seria a vez da Compaq (na década de 1990, a Compaq tornou-se a maior vendedora de PCs no mundo; posteriormente, a Compaq foi comprada pela  HP ).
Por achar que não valia a pena desenvolver um sistema operacional para o PC, a IBM resolveu contratar a tarefa junto a uma então pequena empresa, chamada  Microsoft . A Microsoft, por sua vez, também terceirizou a tarefa: contactou uma empresa chamada Seattle Computer Products e comprou, por 75.000 US$ , os direitos sobre um sistema operacional chamado QDOs (o autor do QDOs foi um programador chamado  Tim Paterson ); o QDOs foi licenciado à IBM, que o renomeou para PC-DOS. Logo a seguir, quando a CDP começou a produzir clones do IBM PC, a Microsoft vendeu-lhe a licença, que ela já rebatizara de MS-DOS. A partir daí, com a explosão dos PCs, a Microsoft (e suas versões de MS-DOS e Windows) tornou-se a maior empresa de tecnologia do mundo.
  Osborne 1, o primeiro portátil.   Cabia debaixo de um banco de avião.   O teclado ficava na   parte interna da tampa.
1981: Adam Osborne, que comandava uma  editora de livros técnicos , lançou o que hoje se considera o primeiro computador portátil da História: o  Osborne Portable Computer , ou Osborne 1. Pesava 12 kg, tinha uma tela de 5 polegadas, e custava 1795 US$. O objetivo de Osborne (que ele atingiu) era construir uma máquina que coubesse debaixo do assento de um avião. A máquina de Osborne teve boas vendas (aproximadamente 10 mil unidades por mês) enquanto foi monopolista. Com a entrada de competidores no mercado, a Osborne computadores foi à falência em 1983.
1982: A Compaq apresentou o primeiro computador portátil compatível com o IBM PC. O próprio nome da empresa deriva do inglês Compact, compacto em português, uma referência ao pequeno tamanho das máquinas. O Compaq Portable tinha um clock de CPU de 4.77 MHz, memória RAM de 128 K, floppy disk de 320 k, e um monitor CRT de 9 polegadas. Pesava 12.5 kg, e tal como o Osborne 1, era construído na forma de uma maleta, com o teclado adaptado na parte interna da tampa. Apesar do alto custo (US$ 3.590), sua maior capacidade e, principalmente, sua total compatibilidade com o PC (a Compaq investiu US$ 1 milhão para fazer engenharia reversa do BM BIOS e pagou licença à Microsoft pelo MS-DOS) tornaram o modelo um grande sucesso. Também graças à compatibilidade, a Compaq tornou-se a maior produtora de clones do IBM PC, e em alguns anos tornou-se a maior produtora de desktops no mundo; há alguns anos, quando a concorrência já havia minado a liderança da Compaq, ela foi adquirida pela HP.
Epson HX-20 O primeiro com as dimensões de um caderno.
1982: a empresa japonesa  Epson  lançou o modelo Epson HX-20, que foi o primeiro modelo com dimensões de um portátil . O HX-20 tinha, aproximadamente, as dimensões de uma folha A4 (30 cm x 21 cm) e pesava ao redor de 1.6 kg. Tinha 16 kB de RAM (expandíveis), um monitor LCD de 120 x 32 pixels (menor do que os visores dos telemóveis actuais), uma pequena impressora e um drive de fitas mini-cassete. O revolucionário HX-20 marcou a entrada das empresas japonesas no mercado de portáteis. Além da própria Epson, logo outras empresas lançaram modelos, como a  Kyocera , a  Fujitsu , a  Sony , a  NEC  e a  Toshiba , entre outras. Em 1983, a Kyocera apresenta uma evolução do HX-20: o  TRS-80 Modelo 100 ; a Kyocera vendeu o projecto para a Radio Shack, que o distribuiu com grande sucesso nos Estados Unidos. O Modelo 100 tinha aproximadamente as mesmas dimensões do HX-20, mas a impressora e o drive de fita foram removidos para dar espaço a uma tela de LCD maior (260 por 64 pixels).
A   partir daí, a concorrência entre americanos, japoneses e europeus levou a um rápido desenvolvimento dos portáteis. Em 1984, a IBM lança seu primeiro portátil, o  IBM 5155 ; as dimensões eram similares às do Osborne 1, mas o 5155 tinha impressionantes (para a época) 256 kB de RAM. TRS-80 Model 200 O primeiro 'dobrável '
Em 1985, a Radio Shack lança o modelo  TRS-80 Modelo 200 ; esse foi o primeiro portátil dobrável como um caderno, com o monitor a ocupar uma das metades. Em 1988, a NEC lançou o modelo  Nec Ultralite . A NEC estava na verdade a desenvolver um portátil que provesse mobilidade aos seus engenheiros que trabalhavam nas linhas de montagem de PABX; quando os engenheiros de computação perceberam que podiam colocar MS-DOS aos portáteis, estava criado o Ultralite. A NEC fez uma grande campanha de lançamento, pouco antes da COMDEX 1988; pela primeira vez, utilizou-se o termo portátil ( notebook ) para designar essas pequenas máquinas portáteis (até então, o termo era laptop).
Em 1989, a  Apple  lança o  Macintosh Portable , seu primeiro modelo portátil. Em 1990, a Compaq lança o modelo  SLT/286 . Além de evoluir do microprocessador 8086 para o 286, esse modelo foi a primeiro a contar com tela VGA (até então, todas as telas eram monocromáticas, fossem verde, laranja ou azul). Em 1992, a IBM lança sua linha  Thinkpad , com os modelos 700 e 700C. Essas máquinas já vinham com Windows 3.1, processador 486 de 50 MHz, disco rígido de 120 MB, 4 MB de RAM (expansíveis até 16 MB). O modelo 700C foi a primeira máquina a apresentar tela com tecnologia TFT. Outra inovação desses modelos foi apresentar um pequeno ponteiro (trackpoint) no meio do teclado, em substituição ao mouse. Em 1994, o ThinkPad 755CD foi o primeiro portátil a vir com drive de CD-ROM; em 1997, o ThinkPad 770 seria o primeiro a vir com drive de DVD-ROM. Em 2005, toda a linha de PCs da IBM, inclusive a série Thinkpad, foi adquirida pela  Lenovo .
De 1990 para cá, a evolução dos portáteis passou a acompanhar de perto a evolução dos desktops. Os crescentes ganhos em desempenho de CPU e o preço declinante das memórias (incluindo as de vídeo) são rapidamente repassados para os portáteis. Periféricos (gravadores de CD/DVD, dispositivos USB, etc) e aplicativos (especialmente para conexão em rede e à internet) para portáteis são tão comuns como para desktops. Nos dias actuais, com o aumento do desempenho e da conectividade, diversos portáteis se propõem a substituírem completamente a estação de trabalho.
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Vantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redesVantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redesMarco Martins
 
Apostila controladores ladder
Apostila controladores ladderApostila controladores ladder
Apostila controladores ladderCarlos Melo
 
Programação de Microprocessadores
Programação de MicroprocessadoresProgramação de Microprocessadores
Programação de MicroprocessadoresDiogo Silva
 
Evolução do Computadores
Evolução do ComputadoresEvolução do Computadores
Evolução do ComputadoresSandra120593
 
Aula 01 introdução a computação
Aula 01 introdução a computaçãoAula 01 introdução a computação
Aula 01 introdução a computaçãoMatheus Brito
 
Módulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo BásicoMódulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo Básicorichard_romancini
 
Aula 10 microcomputadores
Aula 10   microcomputadoresAula 10   microcomputadores
Aula 10 microcomputadoresRenaldo Adriano
 
Endereçamento IP
Endereçamento IPEndereçamento IP
Endereçamento IPPjpilin
 
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1Bruno Raínni
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosCrishna Irion
 
Tipologias lógicas
Tipologias lógicas Tipologias lógicas
Tipologias lógicas Bananazul
 
Seminários G5 - 5ª geração
Seminários G5 - 5ª geraçãoSeminários G5 - 5ª geração
Seminários G5 - 5ª geraçãoAnderson Andrade
 
Introdução a internet
Introdução a internetIntrodução a internet
Introdução a internetBernardo Cruz
 
Geração dos Computadores
Geração dos ComputadoresGeração dos Computadores
Geração dos ComputadoresJanielson Lima
 
Física experimental - Aula 1.pptx
Física experimental - Aula 1.pptxFísica experimental - Aula 1.pptx
Física experimental - Aula 1.pptxssuser3d1cd51
 

Mais procurados (20)

Aula 8 - EE - Capacitores
Aula 8 - EE - CapacitoresAula 8 - EE - Capacitores
Aula 8 - EE - Capacitores
 
Vantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redesVantagens e desvantagens em topologias de redes
Vantagens e desvantagens em topologias de redes
 
Apostila controladores ladder
Apostila controladores ladderApostila controladores ladder
Apostila controladores ladder
 
Programação de Microprocessadores
Programação de MicroprocessadoresProgramação de Microprocessadores
Programação de Microprocessadores
 
Elétrica predial
Elétrica predialElétrica predial
Elétrica predial
 
Evolução do Computadores
Evolução do ComputadoresEvolução do Computadores
Evolução do Computadores
 
Aula 01 introdução a computação
Aula 01 introdução a computaçãoAula 01 introdução a computação
Aula 01 introdução a computação
 
Módulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo BásicoMódulo Informática - Ciclo Básico
Módulo Informática - Ciclo Básico
 
Aula 10 microcomputadores
Aula 10   microcomputadoresAula 10   microcomputadores
Aula 10 microcomputadores
 
Endereçamento IP
Endereçamento IPEndereçamento IP
Endereçamento IP
 
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1Curso básico de informática   aprendinfor - parte 1 da aula 1
Curso básico de informática aprendinfor - parte 1 da aula 1
 
Lista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidosLista de exercícios resolvidos
Lista de exercícios resolvidos
 
Tipologias lógicas
Tipologias lógicas Tipologias lógicas
Tipologias lógicas
 
Seminários G5 - 5ª geração
Seminários G5 - 5ª geraçãoSeminários G5 - 5ª geração
Seminários G5 - 5ª geração
 
Evolução da informática
Evolução da informáticaEvolução da informática
Evolução da informática
 
Introdução a internet
Introdução a internetIntrodução a internet
Introdução a internet
 
Geração dos Computadores
Geração dos ComputadoresGeração dos Computadores
Geração dos Computadores
 
Física experimental - Aula 1.pptx
Física experimental - Aula 1.pptxFísica experimental - Aula 1.pptx
Física experimental - Aula 1.pptx
 
História do Computador
História do ComputadorHistória do Computador
História do Computador
 
Informática na ótica do utilizador
Informática na ótica do utilizadorInformática na ótica do utilizador
Informática na ótica do utilizador
 

Destaque

Evolução do computador pessoal e portátil
Evolução do computador pessoal e portátilEvolução do computador pessoal e portátil
Evolução do computador pessoal e portátilSandra Ari
 
Vantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do ComputadorVantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do Computadordjscon
 
Evolução dos portáteis
Evolução dos portáteisEvolução dos portáteis
Evolução dos portáteisHeitor2304
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos Computadoresricardowww
 
Sistema Numericos
Sistema NumericosSistema Numericos
Sistema NumericosJose Ramos
 
Histórico de linguagens e definições (foco em classes)
Histórico de linguagens e definições (foco em classes)Histórico de linguagens e definições (foco em classes)
Histórico de linguagens e definições (foco em classes)Vinicius Buffolo
 
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas NumericosUnidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas NumericosArthur Emanuel
 
Unidades de linguagem
Unidades de linguagemUnidades de linguagem
Unidades de linguagemMarianaReis95
 
Quem foi Ada Byron King?
Quem foi Ada Byron King?Quem foi Ada Byron King?
Quem foi Ada Byron King?Elciana Goedert
 
Vantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaVantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaumburaconaparede
 
Sistema Numérico Decimal - Edson
Sistema Numérico Decimal - EdsonSistema Numérico Decimal - Edson
Sistema Numérico Decimal - EdsonEdsonRobertino
 
História da computação
História da computaçãoHistória da computação
História da computaçãogutka3
 
Abaco uma Tecnologia
Abaco uma TecnologiaAbaco uma Tecnologia
Abaco uma Tecnologiajosioliveira
 
A Evolução Da InformáTica
A Evolução Da InformáTicaA Evolução Da InformáTica
A Evolução Da InformáTicaFuzeta
 
Vantagens e Desvantagens do Computador Portátil
Vantagens e Desvantagens do Computador PortátilVantagens e Desvantagens do Computador Portátil
Vantagens e Desvantagens do Computador Portátilkalaukias
 

Destaque (20)

Evolução do computador pessoal e portátil
Evolução do computador pessoal e portátilEvolução do computador pessoal e portátil
Evolução do computador pessoal e portátil
 
Computadores portáteis
Computadores portáteisComputadores portáteis
Computadores portáteis
 
Vantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do ComputadorVantagens E Desvantagens Do Computador
Vantagens E Desvantagens Do Computador
 
Evolução dos portáteis
Evolução dos portáteisEvolução dos portáteis
Evolução dos portáteis
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos Computadores
 
Sistema Numericos
Sistema NumericosSistema Numericos
Sistema Numericos
 
Histórico de linguagens e definições (foco em classes)
Histórico de linguagens e definições (foco em classes)Histórico de linguagens e definições (foco em classes)
Histórico de linguagens e definições (foco em classes)
 
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas NumericosUnidades de Informacao, Sistemas Numericos
Unidades de Informacao, Sistemas Numericos
 
Unidades de linguagem
Unidades de linguagemUnidades de linguagem
Unidades de linguagem
 
Quem foi Ada Byron King?
Quem foi Ada Byron King?Quem foi Ada Byron King?
Quem foi Ada Byron King?
 
Trabalho Final
Trabalho FinalTrabalho Final
Trabalho Final
 
Vantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informáticaVantagens e desvantagens do uso da informática
Vantagens e desvantagens do uso da informática
 
Sistema Numérico Decimal - Edson
Sistema Numérico Decimal - EdsonSistema Numérico Decimal - Edson
Sistema Numérico Decimal - Edson
 
História da computação
História da computaçãoHistória da computação
História da computação
 
Abaco uma Tecnologia
Abaco uma TecnologiaAbaco uma Tecnologia
Abaco uma Tecnologia
 
Charles babbage
Charles babbageCharles babbage
Charles babbage
 
A Evolução Da InformáTica
A Evolução Da InformáTicaA Evolução Da InformáTica
A Evolução Da InformáTica
 
Sistemas numéricos
Sistemas numéricosSistemas numéricos
Sistemas numéricos
 
Unidades
UnidadesUnidades
Unidades
 
Vantagens e Desvantagens do Computador Portátil
Vantagens e Desvantagens do Computador PortátilVantagens e Desvantagens do Computador Portátil
Vantagens e Desvantagens do Computador Portátil
 

Semelhante a Historia dos portáteis

Evolução da Tecnologia - By Alberto Danin
Evolução da Tecnologia - By Alberto DaninEvolução da Tecnologia - By Alberto Danin
Evolução da Tecnologia - By Alberto DaninAlberto Danin
 
Historia informatica
Historia informaticaHistoria informatica
Historia informaticathatá Vaz
 
Conhecimento Basico de Informatica - Parte I
Conhecimento Basico de Informatica - Parte IConhecimento Basico de Informatica - Parte I
Conhecimento Basico de Informatica - Parte IABCursos OnLine
 
Evolução dos processadores
Evolução dos processadoresEvolução dos processadores
Evolução dos processadoresCelso Mauricio
 
D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...
D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...
D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...Jordano Santos Cerqueira
 
A história da computação
A história da computaçãoA história da computação
A história da computaçãoDiego Antônio
 
Evolucao Do Hardware Fotos
Evolucao Do Hardware FotosEvolucao Do Hardware Fotos
Evolucao Do Hardware FotosUnipinhal
 
Da VáLvula Até 1990
Da VáLvula Até 1990Da VáLvula Até 1990
Da VáLvula Até 1990SOL RIBEIRO
 
História e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos ComputadoresHistória e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos ComputadoresAna Sêco
 
Evoluçao tecnologica
Evoluçao tecnologicaEvoluçao tecnologica
Evoluçao tecnologicadsca1011
 
história da computação
história da computaçãohistória da computação
história da computaçãoAdir Kuhn
 
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01Augusto Nogueira
 
Desenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os Games
Desenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os GamesDesenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os Games
Desenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os GamesErick L. F.
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresLucky Fox
 
STC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- Marco
STC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- MarcoSTC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- Marco
STC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- Marcomega
 
Ti aplicada à logística
Ti aplicada à logísticaTi aplicada à logística
Ti aplicada à logísticaWilian Gatti Jr
 

Semelhante a Historia dos portáteis (20)

Evolução da Tecnologia - By Alberto Danin
Evolução da Tecnologia - By Alberto DaninEvolução da Tecnologia - By Alberto Danin
Evolução da Tecnologia - By Alberto Danin
 
Historia informatica
Historia informaticaHistoria informatica
Historia informatica
 
Conhecimento Basico de Informatica - Parte I
Conhecimento Basico de Informatica - Parte IConhecimento Basico de Informatica - Parte I
Conhecimento Basico de Informatica - Parte I
 
Evolução dos processadores
Evolução dos processadoresEvolução dos processadores
Evolução dos processadores
 
D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...
D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...
D1 - Marcos Rodrigues Saúde - Informática Aplicada a Administração - Aula 01 ...
 
A história da computação
A história da computaçãoA história da computação
A história da computação
 
Evolucao Do Hardware Fotos
Evolucao Do Hardware FotosEvolucao Do Hardware Fotos
Evolucao Do Hardware Fotos
 
Aula de revisão
Aula de revisãoAula de revisão
Aula de revisão
 
Da VáLvula Até 1990
Da VáLvula Até 1990Da VáLvula Até 1990
Da VáLvula Até 1990
 
História e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos ComputadoresHistória e Evolução dos Computadores
História e Evolução dos Computadores
 
Evoluçao tecnologica
Evoluçao tecnologicaEvoluçao tecnologica
Evoluçao tecnologica
 
história da computação
história da computaçãohistória da computação
história da computação
 
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
A EVOLUÇÃO DO COMPUTADOR #01
 
História do computador
História do computadorHistória do computador
História do computador
 
Informática Aplicada
Informática AplicadaInformática Aplicada
Informática Aplicada
 
Desenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os Games
Desenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os GamesDesenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os Games
Desenvolvimento de Jogos - #Aula 15 - IBM e os Games
 
Evolução dos computadores
Evolução dos computadoresEvolução dos computadores
Evolução dos computadores
 
Evolução dos Computadores
Evolução dos ComputadoresEvolução dos Computadores
Evolução dos Computadores
 
STC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- Marco
STC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- MarcoSTC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- Marco
STC-TIC-DR2Evolucao Do Pc- Marco
 
Ti aplicada à logística
Ti aplicada à logísticaTi aplicada à logística
Ti aplicada à logística
 

Mais de Susana Cardoso

Unidade 14 primeiros socorros powerpoint
Unidade 14 primeiros socorros powerpointUnidade 14 primeiros socorros powerpoint
Unidade 14 primeiros socorros powerpointSusana Cardoso
 
Avc – acidente vascular cerebral
Avc – acidente vascular cerebralAvc – acidente vascular cerebral
Avc – acidente vascular cerebralSusana Cardoso
 
Contraceção e métodos contracetivos
Contraceção e métodos contracetivosContraceção e métodos contracetivos
Contraceção e métodos contracetivosSusana Cardoso
 
"As confissoes de Caim"
 "As confissoes de Caim"  "As confissoes de Caim"
"As confissoes de Caim" Susana Cardoso
 
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeTrabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeSusana Cardoso
 
Moral etica e bioetica
Moral etica e bioeticaMoral etica e bioetica
Moral etica e bioeticaSusana Cardoso
 
Elementos da comunicacão
Elementos da comunicacãoElementos da comunicacão
Elementos da comunicacãoSusana Cardoso
 
Guião filme mar adentro
Guião filme mar adentroGuião filme mar adentro
Guião filme mar adentroSusana Cardoso
 
Guião filme mar adentro2.doc
Guião filme mar adentro2.docGuião filme mar adentro2.doc
Guião filme mar adentro2.docSusana Cardoso
 
Love of my life ( poema )
Love of my life ( poema )Love of my life ( poema )
Love of my life ( poema )Susana Cardoso
 
Reflexão sobre o filme "rede social"
Reflexão sobre o filme "rede social"Reflexão sobre o filme "rede social"
Reflexão sobre o filme "rede social"Susana Cardoso
 
Era uma vez 25 de abril!
Era uma vez 25 de abril!Era uma vez 25 de abril!
Era uma vez 25 de abril!Susana Cardoso
 
campanha , descontos num supermercado
campanha , descontos num supermercadocampanha , descontos num supermercado
campanha , descontos num supermercadoSusana Cardoso
 

Mais de Susana Cardoso (19)

Unidade 14 primeiros socorros powerpoint
Unidade 14 primeiros socorros powerpointUnidade 14 primeiros socorros powerpoint
Unidade 14 primeiros socorros powerpoint
 
Avc – acidente vascular cerebral
Avc – acidente vascular cerebralAvc – acidente vascular cerebral
Avc – acidente vascular cerebral
 
Contraceção e métodos contracetivos
Contraceção e métodos contracetivosContraceção e métodos contracetivos
Contraceção e métodos contracetivos
 
"As confissoes de Caim"
 "As confissoes de Caim"  "As confissoes de Caim"
"As confissoes de Caim"
 
O computador
O computadorO computador
O computador
 
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúdeTrabalho em equipas multidisciplinares de saúde
Trabalho em equipas multidisciplinares de saúde
 
Moral etica e bioetica
Moral etica e bioeticaMoral etica e bioetica
Moral etica e bioetica
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Comunicação
ComunicaçãoComunicação
Comunicação
 
Pena de Morte
Pena de MortePena de Morte
Pena de Morte
 
Elementos da comunicacão
Elementos da comunicacãoElementos da comunicacão
Elementos da comunicacão
 
"Na presença da lua"
"Na presença da lua""Na presença da lua"
"Na presença da lua"
 
Guião filme mar adentro
Guião filme mar adentroGuião filme mar adentro
Guião filme mar adentro
 
Guião filme mar adentro2.doc
Guião filme mar adentro2.docGuião filme mar adentro2.doc
Guião filme mar adentro2.doc
 
Love of my life ( poema )
Love of my life ( poema )Love of my life ( poema )
Love of my life ( poema )
 
Reflexão sobre o filme "rede social"
Reflexão sobre o filme "rede social"Reflexão sobre o filme "rede social"
Reflexão sobre o filme "rede social"
 
Era uma vez 25 de abril!
Era uma vez 25 de abril!Era uma vez 25 de abril!
Era uma vez 25 de abril!
 
campanha , descontos num supermercado
campanha , descontos num supermercadocampanha , descontos num supermercado
campanha , descontos num supermercado
 
Descontos
DescontosDescontos
Descontos
 

Último

O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxThye Oliver
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 

Último (20)

O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptxDoutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
Doutrina Deus filho e Espírito Santo.pptx
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 

Historia dos portáteis

  • 1.  
  • 2.  
  • 3. Alguns factos que mostram como se deu a evolução tecnológica dos portáteis: Máquina de Babbage
  • 4. 1882: o inglês Charles Babbage constrói um dispositivo mecânico que fazia cálculos numéricos; o dispositivo tornou-se conhecido como " Máquina de Babbage " e é considerado o primeiro computador da História. Babbage projectou e construiu a máquina para substituir os trabalhadores humanos (então chamados 'computers', ou computadores) que construíam item a item tabelas numéricas, como por exemplo de logaritmos e funções trigonométricas. A primeira máquina de Babbage, chamada 'difference engine' (ou máquina diferencial), calculava valores de funções polinomiais (diversas funções, como as logarítmicas e trigonométricas, podem ser aproximadas por funções polinomiais). A máquina diferencial aplicava conceitos de elementos finitos, o que permitiria implementar aproximações das operações de divisão e multiplicação. Devido à complexidade (o dispositivo compunha-se de dezenas de milhares de peças), não conseguiu concluir a máquina; Babbage projetou ainda outras duas máquinas (a segunda também uma máquina diferencial, e a terceira uma mais complexa, chamada 'analytical machine', ou máquina analítica). Entretanto, já no século 20, cientistas construíram máquinas de acordo com os planos de Babbage, e elas funcionaram a contento; tais máquinas encontram-se expostas no Museu de Ciência de Londres .
  • 5. Foto do ENIAC, em 1946
  • 6. 1944: Pesquisadores da IBM e da Universidade de Harvard apresentam o Mark I (esse nome foi dado por Harvard; a IBM havia batizado a máquina como Automatic Sequence Controlled Calculator). O Mark I é considerado o marco da moderna História dos computadores. O Mark I foi o primeiro dispositivo a funcionar de forma automatizada, ou seja, uma vez iniciada a computação, não se requeria intervenção humana. Utilizava 765.000 componentes (válvulas, diodos, capacitores, relés) e centenas de kilômetros de cabos; pesava 4500 kg; tinha 16 metros de comprimento, 2.4 metros de altura e 1 metro de profundidade. Segundo o site da IBM, o Mark I podia fazer adições em menos de um segundo, mas multiplicações levavam seis segundos, e divisões, doze segundos. Estas máquinas pioneiras viram um relativamente rápido progresso nas décadas seguintes, graças principalmente à Guerra Fria, que levava o Governo Americano a incentivar investimentos em tecnologia. Em 1946, a Universidade da Pensilvânia apresentou o ENIAC ; a própria Harvard desenvolveria os Mark II, III e IV, agregando cada vez mais tecnologia. A IBM (que foi fundada para fazer o processamento dos dados do Censo de 1890 nos EUA, e depois dedicou-se por bom tempo a rodar folhas de pagamento de outras empresas) era parceira de ambos os projectos, o que lhe permitiu consolidar-se como líder absoluta no campo da computação por várias décadas.
  • 7. 1952: lançamento do IBM 701 . Enquanto as máquinas anteriores eram protótipos experimentais, o IBM 701 foi a primeira máquina construída em série (dezanove máquinas da série foram entregues). O IBM 701 foi a primeira máquina a utilizar o conceito de memória, dispositivo que armazena internamente os dados processados; até então, todas as máquinas utilizavam cartões perfurados. Essa foi a primeira máquina da linha IBM 700, que incluiu a 702, 704, 705 e 709.
  • 8. 1964: a IBM apresenta o IBM/System360 , o primeiro business mainframe do mercado (ou seja, o 360 foi o primeiro computador destinado a finalidades comerciais; os anteriores eram destinados a finalidades científicas). O 360 foi o primeiro a apresentar o conceito de modularidade, ou seja, o comprador poderia comprar diferentes módulos, de acordo com suas necessidades computacionais (o modelo mais barato vinha com 8 K bytes de memória). Essa flexibilidade permitiu a diversas empresas comprarem seu primeiro computador. Esse modelo consolidou definitivamente a liderança da IBM no mercado de mainframes. Outras empresas de porte como a General Electric e a RCA lançaram também alguns modelos, mas não puderam competir com a Big Blue. A família 360 foi provavelmente a que mais deu lucros à IBM; os 360 foram vendidos até 1977. Em 1971, a IBM lançou a família 370, que tinha retro-compatibilidade dom os 360, e que prolongou a supremacia da IBM por outros quase 20 anos.
  • 9. 1975: a IBM lança o IBM 51000 , o primeiro personal computer (computador pessoal); até então, não existia a idéia de que cada usuário tivesse seu próprio computador (as máquinas eram caras, e seu uso era compartilhado entre todos os usuários). Foi o primeiro modelo a contar com monitor e teclado. A máquina podia ter 16, 32, 48 ou 64 k de memória. O processador de 16 bits era um PALM (Put All Logic in Microcode). A IBM, entretanto, não tinha interesse em difundir o modelo, visto que ela dominava folgadamente o mercado de mainframes, e não lhe era comercialmente interessante a difusão do uso de máquinas pessoais.
  • 10. 1976: Steve Jobs e Steve Wozniak fundam a Apple . O primeiro computador vendido pelo empresa, o Apple I, era pouco mais do que uma placa-mãe, sem teclado e sem monitor. Em 16 de abril de 1977, a empresa apresenta o Apple II , que se tornou um grande sucesso e marcou o início da era da popularização da computação pessoal. O Apple II vinha com teclado e monitor colorido; os primeiros modelos utilizam fitas cassete para armazenar dados, mas foram logo substituídos por controladores de disco de 1/4". Practicamente à mesma época, dois outros fabricantes, pressentindo o interesse do mercado por modelos de computadores pessoais, anunciaram produtos que também se tornariam ícones.
  • 11. PET Commodore TRS 80 Apple 2
  • 12. Em agosto de 1977, a Radio Shack , uma cadeia de vendas de eletrodomésticos, lançou o TRS-80 , Tandy Radio Shack, que vinha com teclado, monitor preto-e-branco e 4 kB de memória. O modelo alcançou grande sucesso, pois a Radio Shack tinha muitas lojas;O primeiro lote tinha 3000 máquinas, porque, caso não fossem vendidas, seriam utilizadas nas 3000 lojas da rede; as vendas, entretanto, chegaram a 10.000 no primeiro mês, 55.000 no primeiro ano e 250.000 até 1981, quando saíram de linha. Em setembro de 1977, a empresa canadense Commodore anunciou o lançamento do PET Commodore . No ano anterior, a Commodore tinha adquirido a empresa MOS Tecnologies, desenvolvedora do chip 6502, utilizado no PET (e também no Apple II). Isso permitiu-lhe baixar os preços.
  • 13.  
  • 14. 1981: percebendo o crescimento do mercado de máquinas pesoais, a IBM lançou o IBM 5150; apesar de ser da mesma família do IBM 5100, lançado em 1975, o 5150 tinha profundas diferenças, como a utilização de um microprocessador comercial, o Intel 8088, e um sistema operacional novo, o DOS (ler mais abaixo). Graças à grande campanha de marketing da IBM, o modelo tornou-se conhecido como IBM PC (Personal Computer); a partir do sucesso do modelo, o termo PC passou a designar todos os computadores de uso pessoal. Pressionada pelo sucesso da Apple, TRS e Commodore, e percebendo que o modelo 5100 não poderia atingir preços competitivos, a IBM usou uma estratégia diferente para o projeto do PC; em vez de desenvolver o projeto internamente, a empresa resolveu montar a máquina utilizando produtos comercialmente disponíveis de diferentes fabricantes.
  • 15. A IBM cometeu dois enormes erros de avaliação. Àquela altura, a IBM era uma das maiores empresas do mundo, e não temia concorrência; a empresa disponibizou a arquitectura da máquina, para que os fabricantes de periféricos projectassem dispositivos compatíveis. A IBM entendia também que não havia motivos para despender esforços no desenvolvimento de um sistema operacional próprio; a companhia apenas se preocupou em desenvolver e patentear o BIOS (Basic Input-Output Software), um software básico que controla o carregamento posterior do sistema operacional. Utilizando o prestígio da marca IBM associado a grandes distribuidores como a Sears e a Computerland , logo o IBM tornou-se um sucesso. Isso logo atraiu outras empresas que, se não podiam competir com a IBM no ramo de mainframes, podiam competir no ramo de máquinas pessoais. O BIOS da IBM passou por engenharia reversa, e logo outras versões, que não infringiam a patente da IBM, estavam no mercado. Já em 1982, a Columbia Data Products (CDP) lançava sua versão do PC; em 1993, seria a vez da Compaq (na década de 1990, a Compaq tornou-se a maior vendedora de PCs no mundo; posteriormente, a Compaq foi comprada pela HP ).
  • 16. Por achar que não valia a pena desenvolver um sistema operacional para o PC, a IBM resolveu contratar a tarefa junto a uma então pequena empresa, chamada Microsoft . A Microsoft, por sua vez, também terceirizou a tarefa: contactou uma empresa chamada Seattle Computer Products e comprou, por 75.000 US$ , os direitos sobre um sistema operacional chamado QDOs (o autor do QDOs foi um programador chamado Tim Paterson ); o QDOs foi licenciado à IBM, que o renomeou para PC-DOS. Logo a seguir, quando a CDP começou a produzir clones do IBM PC, a Microsoft vendeu-lhe a licença, que ela já rebatizara de MS-DOS. A partir daí, com a explosão dos PCs, a Microsoft (e suas versões de MS-DOS e Windows) tornou-se a maior empresa de tecnologia do mundo.
  • 17. Osborne 1, o primeiro portátil. Cabia debaixo de um banco de avião. O teclado ficava na parte interna da tampa.
  • 18. 1981: Adam Osborne, que comandava uma editora de livros técnicos , lançou o que hoje se considera o primeiro computador portátil da História: o Osborne Portable Computer , ou Osborne 1. Pesava 12 kg, tinha uma tela de 5 polegadas, e custava 1795 US$. O objetivo de Osborne (que ele atingiu) era construir uma máquina que coubesse debaixo do assento de um avião. A máquina de Osborne teve boas vendas (aproximadamente 10 mil unidades por mês) enquanto foi monopolista. Com a entrada de competidores no mercado, a Osborne computadores foi à falência em 1983.
  • 19. 1982: A Compaq apresentou o primeiro computador portátil compatível com o IBM PC. O próprio nome da empresa deriva do inglês Compact, compacto em português, uma referência ao pequeno tamanho das máquinas. O Compaq Portable tinha um clock de CPU de 4.77 MHz, memória RAM de 128 K, floppy disk de 320 k, e um monitor CRT de 9 polegadas. Pesava 12.5 kg, e tal como o Osborne 1, era construído na forma de uma maleta, com o teclado adaptado na parte interna da tampa. Apesar do alto custo (US$ 3.590), sua maior capacidade e, principalmente, sua total compatibilidade com o PC (a Compaq investiu US$ 1 milhão para fazer engenharia reversa do BM BIOS e pagou licença à Microsoft pelo MS-DOS) tornaram o modelo um grande sucesso. Também graças à compatibilidade, a Compaq tornou-se a maior produtora de clones do IBM PC, e em alguns anos tornou-se a maior produtora de desktops no mundo; há alguns anos, quando a concorrência já havia minado a liderança da Compaq, ela foi adquirida pela HP.
  • 20. Epson HX-20 O primeiro com as dimensões de um caderno.
  • 21. 1982: a empresa japonesa Epson lançou o modelo Epson HX-20, que foi o primeiro modelo com dimensões de um portátil . O HX-20 tinha, aproximadamente, as dimensões de uma folha A4 (30 cm x 21 cm) e pesava ao redor de 1.6 kg. Tinha 16 kB de RAM (expandíveis), um monitor LCD de 120 x 32 pixels (menor do que os visores dos telemóveis actuais), uma pequena impressora e um drive de fitas mini-cassete. O revolucionário HX-20 marcou a entrada das empresas japonesas no mercado de portáteis. Além da própria Epson, logo outras empresas lançaram modelos, como a Kyocera , a Fujitsu , a Sony , a NEC e a Toshiba , entre outras. Em 1983, a Kyocera apresenta uma evolução do HX-20: o TRS-80 Modelo 100 ; a Kyocera vendeu o projecto para a Radio Shack, que o distribuiu com grande sucesso nos Estados Unidos. O Modelo 100 tinha aproximadamente as mesmas dimensões do HX-20, mas a impressora e o drive de fita foram removidos para dar espaço a uma tela de LCD maior (260 por 64 pixels).
  • 22. A partir daí, a concorrência entre americanos, japoneses e europeus levou a um rápido desenvolvimento dos portáteis. Em 1984, a IBM lança seu primeiro portátil, o IBM 5155 ; as dimensões eram similares às do Osborne 1, mas o 5155 tinha impressionantes (para a época) 256 kB de RAM. TRS-80 Model 200 O primeiro 'dobrável '
  • 23. Em 1985, a Radio Shack lança o modelo TRS-80 Modelo 200 ; esse foi o primeiro portátil dobrável como um caderno, com o monitor a ocupar uma das metades. Em 1988, a NEC lançou o modelo Nec Ultralite . A NEC estava na verdade a desenvolver um portátil que provesse mobilidade aos seus engenheiros que trabalhavam nas linhas de montagem de PABX; quando os engenheiros de computação perceberam que podiam colocar MS-DOS aos portáteis, estava criado o Ultralite. A NEC fez uma grande campanha de lançamento, pouco antes da COMDEX 1988; pela primeira vez, utilizou-se o termo portátil ( notebook ) para designar essas pequenas máquinas portáteis (até então, o termo era laptop).
  • 24. Em 1989, a Apple lança o Macintosh Portable , seu primeiro modelo portátil. Em 1990, a Compaq lança o modelo SLT/286 . Além de evoluir do microprocessador 8086 para o 286, esse modelo foi a primeiro a contar com tela VGA (até então, todas as telas eram monocromáticas, fossem verde, laranja ou azul). Em 1992, a IBM lança sua linha Thinkpad , com os modelos 700 e 700C. Essas máquinas já vinham com Windows 3.1, processador 486 de 50 MHz, disco rígido de 120 MB, 4 MB de RAM (expansíveis até 16 MB). O modelo 700C foi a primeira máquina a apresentar tela com tecnologia TFT. Outra inovação desses modelos foi apresentar um pequeno ponteiro (trackpoint) no meio do teclado, em substituição ao mouse. Em 1994, o ThinkPad 755CD foi o primeiro portátil a vir com drive de CD-ROM; em 1997, o ThinkPad 770 seria o primeiro a vir com drive de DVD-ROM. Em 2005, toda a linha de PCs da IBM, inclusive a série Thinkpad, foi adquirida pela Lenovo .
  • 25. De 1990 para cá, a evolução dos portáteis passou a acompanhar de perto a evolução dos desktops. Os crescentes ganhos em desempenho de CPU e o preço declinante das memórias (incluindo as de vídeo) são rapidamente repassados para os portáteis. Periféricos (gravadores de CD/DVD, dispositivos USB, etc) e aplicativos (especialmente para conexão em rede e à internet) para portáteis são tão comuns como para desktops. Nos dias actuais, com o aumento do desempenho e da conectividade, diversos portáteis se propõem a substituírem completamente a estação de trabalho.
  • 26.