SlideShare uma empresa Scribd logo
DeacordocomMetasCurriculares
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS | CIÊNCIAS NATURAIS – 5.O
ANO
Dulce Franco
Guia do professor CN_ ASA
Apresentação do projeto ........................................................................................................................ 3
Metas Curriculares do Ensino Básico – Ciências Naturais ................................................. 4
Proposta de planificação anual ........................................................................................................... 9
Proposta de planificação a médio prazo ........................................................................................ 13
Guião de exploração das transparências ....................................................................................... 17
Fichas formativas ...................................................................................................................................... 25
Soluções .......................................................................................................................................................... 30
Anexos .............................................................................................................................................................. 31
ÍNDICE
O Meu Livro de Ciências tem por objetivo apresentar uma abordagem às Ciências Naturais motivadora, simples, funcional,
tendo em conta o essencial das aprendizagens previstas para o 5.o
ano de escolaridade. Foi reformulado em 2014, de modo a
garantir o cumprimento das Metas Curriculares homologadas a 16 de abril de 2013.
O projeto engloba, para o aluno:
– Manual
– Caderno de Atividades
– Manual Multimédia (CD-ROM e online)
– http://www.livrodeciencias5.asa.pt
Para o Professor:
– Manual – Versão Exclusiva do Professor
– Guia do Professor
– (CD-ROM e online)
– http://www.livrodeciencias5.asa.pt
Manual
• Apresenta um aspeto gráfico inovador, extremamente motivador, pois tem em conta a forma de captação do conhecimento
por parte dos alunos deste ciclo e ano de ensino, cujo nível etário está, ainda, muito associado à necessidade de repre-
sentação visual dos conceitos.
• Integra uma estrutura organizativa prática e intuitiva.
• Apresenta informação numa estrutura atómica, bem segmentada, dispondo de destaques nas aprendizagens relevantes.
Desta forma, o aluno tem plena autonomia na compreensão dos conteúdos e na sua utilização.
• Contém, para cada aula, propostas de atividades de tipologia diversa e orientadas para a prática do questionamento gra-
dativo, do mais simples para o mais complexo.
• Desenvolve um saber prático, experimentado, através da proposta de um conjunto de experiências ao longo do ma-
nual e, ainda, da rubrica Métodos de cientista, na qual são disponibilizadas atividades que levam os alunos a planear/rea-
lizar/experienciar pequenas investigações, a fazer previsões e a formular hipóteses.
• Integra a rubrica Trabalho de Projeto, de sensibilização para temáticas da área das ciências que podem ser trabalhadas
transversalmente nas várias disciplinas, nas áreas curriculares não disciplinares e em aulas de substituição.
• Apresenta uma ficha de avaliação por unidade, fundamental no âmbito da avaliação formativa, autorreguladora.
• Em Cidadania em ação é apresentada uma contextualização/sensibilização/alerta para uma questão de cidadania, seguida de
uma proposta de recursos e tarefas no sentido de desenvolver em cada aluno o espírito de cidadão ativo.
• As soluções das atividades propostas no manual, assim como sugestões metodológicas, propostas de novos projetos e
outros recursos úteis à atividade docente, são dadas ao Professor em .
• Contempla uma forte componente multimédia, inovadora e funcional, em suporte CD-ROM e online.
APRESENTAÇÃO DO PROJETO
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 3
METAS CURRICULARES DO ENSINO BÁSICO – CIÊNCIAS NATURAIS
Os objetivos gerais, completados por descritores mais precisos, encontram-se organizados em cada ano de escolaridade
por domínios e subdomínios, segundo a seguinte estrutura:
Identifica(m)-se em seguida, à frente de cada descritor, a(s) página(s) do manual onde ele é tratado.
5.o ANO
A ÁGUA, O AR, AS ROCHAS E O SOLO – MATERIAIS TERRESTRES
A importância das rochas e do solo na manutenção da vida
1. Compreender a Terra como um planeta especial
1.1. Indicar três fatores que permitam considerar a Terra um planeta com vida.
1.2. Distinguir ambientes terrestres de ambientes aquáticos, com base na exploração de documentos diversificados.
1.3. Enumerar as subdivisões da Biosfera.
1.4. Caracterizar três habitats existentes na região onde a escola se localiza.
DOMÍNIO
Subdomínio
1. Objetivo geral
1.1. Descritor
1.2. Descritor
Págs. 20, 22
Págs. 20-23
Pág. 23
Págs. 30, 31
Caderno de Atividades
Constituído por 21 fichas formativas e 3 fichas de avaliação global, é um auxiliar precioso para a consolidação e sistemati-
zação das aprendizagens.
Possibilita o trabalho autónomo dos alunos.
Engloba alguns exercícios lúdicos, como crucigramas e sopas de letras, e outros para sistematização de conteúdos, como
mapas de conceitos e esquemas para preencher. Inclui exercícios de resposta livre, para produção escrita, que visam de-
senvolver a capacidade de comunicação dos alunos e a correta utilização da Língua Portuguesa para estruturar o pensamento.
Guia do Professor
O Guia do Professor surge suportado pelas Metas Curriculares do Ensino Básico – Ciências Naturais. É apresentada a arti-
culação entre os descritores das Metas Curriculares e as páginas do manual. Incluímos ainda uma proposta de planificação
anual com sugestões metodológicas para cada unidade, uma proposta de planificação a médio prazo, a indicação de alguns
materiais a utilizar, fichas formativas e guiões de exploração de transparências.
4 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
5O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
1.5. Relacionar os impactes da destruição de habitats com as ameaças à continuidade dos seres vivos.
1.6. Sugerir medidas que contribuam para promover a conservação da Natureza.
2. Compreender que o solo é um material terrestre de suporte de vida
2.1. Apresentar a definição de solo.
2.2. Indicar três funções do solo.
2.3. Identificar os componentes e as propriedades do solo, com base em atividades práticas laboratoriais.
2.4. Descrever o papel dos agentes biológicos e dos agentes atmosféricos na génese dos solos.
2.5. Relacionar a conservação do solo com a sustentabilidade da agricultura.
2.6. Associar alguns métodos e instrumentos usados na agricultura ao avanço científico e tecnológico.
3. Compreender a importância das rochas e dos minerais
3.1. Apresentar uma definição de rocha e de mineral.
3.2. Distinguir diferentes grupos de rochas, com base em algumas propriedades, utilizando chaves dicotómicas
simples.
3.3. Reconhecer a existência de minerais na constituição das rochas, com base na observação de amostras de mão.
3.4. Referir aplicações das rochas e dos minerais em diversas atividades humanas, com base numa atividade
prática de campo na região onde a escola se localiza.
A importância da água para os seres vivos
4. Compreender a importância da água para os seres vivos
4.1. Representar a distribuição da água no planeta (reservatórios e fluxos), com recurso ao ciclo hidrológico.
4.2. Referir a disponibilidade de água doce (à superfície e subterrânea) na Terra, a partir de informação sobre
o volume total de água existente.
4.3. Identificar propriedades da água, com base em atividades práticas laboratoriais.
4.4. Apresentar exemplos que evidenciem a existência de água em todos os seres vivos, através da consulta
de documentos diversificados.
4.5. Descrever duas funções da água nos seres vivos.
4.6. Explicar a importância da composição da água para a saúde do ser humano, a partir da leitura de rotulagem.
4.7. Referir o papel do flúor na saúde oral.
5. Compreender a importância da qualidade da água para a atividade humana
5.1. Classificar os tipos de água própria para consumo (água potável e água mineral) e os tipos de água imprópria
para consumo (água salobra e água inquinada).
Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157
Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157
Pág. 48
Pág. 48
Págs. 48-51
Págs. 46-49
Págs. 54-57
Págs. 55-57
Págs. 38, 63
Págs. 41-43
Págs. 41-43
Págs. 44-45, 62
Págs. 66-67, 72-73
Pág. 72
Págs. 70-71
Págs. 68-69
Pág. 69
Pág. 70
Págs. 70, 78
Pág. 70
6 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
5.2. Descrever a evolução do consumo de água em Portugal, com base em informação expressa em gráficos
ou tabelas.
5.3. Propor medidas que visem garantir a sustentabilidade da água própria para consumo.
5.4. Indicar três fontes de poluição e de contaminação da água.
5.5. Explicar as consequências da poluição e da contaminação da água.
5.6. Distinguir a função da Estação de Tratamento de Águas da função da Estação de Tratamento de Águas Residuais.
A importância do ar para os seres vivos
6. Compreender a importância da atmosfera para os seres vivos
6.1. Referir as funções da atmosfera terrestre.
6.2. Identificar as propriedades do ar e de alguns dos seus constituintes, com base em atividades práticas.
6.3. Nomear os principais gases constituintes do ar.
6.4. Referir três atividades antrópicas que contribuem para a poluição do ar.
6.5. Determinar a evolução da qualidade do ar, incluindo o Índice de Qualidade do Ar, com base em dados
da Agência Portuguesa do Ambiente.
6.6. Sugerir cinco medidas que contribuem para a preservação de um índice elevado de qualidade do ar.
DIVERSIDADE DE SERES VIVOS E SUAS INTERAÇÕES COM O MEIO
Diversidade nos animais
7. Interpretar as características dos organismos em função dos ambientes onde vivem
7.1. Apresentar exemplos de meios onde vivem os animais, com base em documentos diversificados.
7.2. Descrever a importância do meio na vida dos animais.
7.3. Apresentar um exemplo de animal para cada tipologia de forma corporal.
7.4. Categorizar os diferentes tipos de revestimentos dos animais, com exemplos.
7.5. Referir as funções genéricas do revestimento dos animais.
7.6. Identificar os órgãos de locomoção dos animais, tendo em conta o meio onde vivem.
8. Compreender a diversidade de regimes alimentares dos animais tendo em conta o respetivo habitat
8.1. Apresentar exemplos de animais que possuam distintos regimes alimentares.
8.2. Descrever adaptações morfológicas das aves e dos mamíferos à procura e à captação de alimento, com base
em documentos diversificados.
8.3. Comparar os comportamentos dos animais na obtenção de alimento com as características morfológicas que
possuem.
9. Compreender a diversidade de processos reprodutivos dos animais
9.1. Resumir as etapas do ciclo de vida de um animal.
9.2. Associar a reprodução dos seres vivos com a continuidade dos mesmos.
Pág. 81
Págs. 74-79
Pág. 74
Págs. 74, 88
Págs. 74, 78-79, 86
Pág. 92
Págs. 93-97
Pág. 94
Págs. 100-103
Págs. 103, 104
Págs. 101, 104-105
Págs. 20-23, 25
Págs. 20, 22-24
Págs. 112-115
Págs. 116-118
Págs. 116-119
Págs. 120-127
Págs. 128-131
Págs. 129-131
Págs. 132-133
Págs. 138, 142, 144-147
Pág. 138
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 7
9.3. Categorizar os tipos de reprodução existentes nos animais.
9.4. Exemplificar rituais de acasalamento, com base em documentos diversificados.
9.5. Nomear as células que intervêm na fecundação.
9.6. Distinguir animais ovíparos, de ovovivíparos e de vivíparos.
9.7. Indicar dois exemplos de animais que passem por metamorfoses completas durante o seu desenvolvimento.
10.Conhecer a influência dos fatores abióticos nas adaptações morfológicas e comportamentais dos animais
10.1. Descrever a influência da água, da luz e da temperatura no comportamento dos animais, através do controlo
de variáveis em laboratório.
10.2.Apresentar três exemplos de adaptações morfológicas e comportamentais dos animais à variação de três
fatores abióticos (água, luz e temperatura).
11. Compreender a importância da proteção da biodiversidade animal
11.1. Apresentar uma definição de biodiversidade.
11.2. Indicar exemplos da biodiversidade animal existente na Terra, com base em documentos diversificados.
11.3. Descrever três habitats que evidenciem a biodiversidade animal existente na região onde a escola se localiza.
11.4. Exemplificar ações do ser humano que podem afetar a biodiversidade animal.
11.5. Discutir algumas medidas que visem promover a biodiversidade animal.
11.6. Concluir acerca da importância da proteção da biodiversidade animal.
Diversidade nas plantas
12.Conhecer a influência dos fatores abióticos nas adaptações morfológicas das plantas
12.1. Descrever a influência da água, da luz e da temperatura no desenvolvimento das plantas.
12.2.Testar a influência da água e da luz no crescimento das plantas, através do controlo de variáveis,
em laboratório.
12.3.Associar a diversidade de adaptações das plantas aos fatores abióticos (água, luz e temperatura) dos vários
habitats do planeta, apresentando exemplos.
13. Compreender a importância da proteção da diversidade vegetal
13.1. Indicar exemplos de biodiversidade vegetal existente na Terra, com base em documentos diversos.
13.2.Descrever três habitats que evidenciem a biodiversidade vegetal existente na região onde a escola se localiza.
13.3. Exemplificar ações antrópicas que podem afetar a biodiversidade vegetal.
13.4.Propor medidas que visem promover a biodiversidade vegetal.
13.5.Concluir acerca da importância da proteção da biodiversidade vegetal.
Pág. 138
Págs. 140-141
Pág. 142
Págs. 142, 144
Págs. 146-147
Págs. 148-149
Pág. 148
Pág. 22
Págs. 22-23
Págs. 30-31
Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157
Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157
Págs. 24-25, 32, 56-57, 102, 157
Págs. 160-162
Págs. 163, 164
Págs. 160-162
Págs. 18-25
Págs. 30-31
Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157
Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157
Págs. 24, 32, 55-57, 65, 102
8 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
UNIDADE NA DIVERSIDADE DE SERES VIVOS
Célula – unidade básica de vida
14. Aplicar a microscopia na descoberta do mundo “invisível”
14.1. Descrever o contributo de dois cientistas para a evolução do microscópio ótico, destacando a importância
da tecnologia no avanço do conhecimento científico.
14.2. Identificar os constituintes do microscópio ótico composto.
14.3. Realizar observações diversas usando o microscópio ótico, de acordo com as regras de utilização estabelecidas.
14.4. Esquematizaras observações microscópicas realizadas, através deversões simplificadas de relatórios.
14.5. Interpretar as características da imagem observada ao microscópio ótico composto.
14.6. Discutir a importância do microscópio eletrónico, com base em imagens e poderes de resolução.
15. Compreender que a célula é a unidade básica da vida
15.1. Apresentar uma definição de célula.
15.2. Distinguir diferentes tipos de células, relativamente à morfologia e ao tamanho, com base na observação
microscópica de material biológico.
15.3. Identificar os principais constituintes da célula, com base na observação microscópica de material biológico.
15.4. Comparar células animais com células vegetais.
15.5. Apresentar dois exemplos de seres unicelulares e dois exemplos de seres pluricelulares.
15.6. Descrever os níveis de organização biológica.
Diversidade a partir da unidade – níveis de organização hierárquica
16. Compreender a importância da classificação dos seres vivos
16.1. Apresentar uma definição de espécie.
16.2. Distinguir classificações práticas de classificações racionais dos seres vivos.
16.3. Indicar as principais categorias taxonómicas.
16.4. Identificar animais e plantas, até ao Filo, recorrendo a chaves dicotómicas simples.
Págs. 174, 176
Pág. 175
Pág. 175
Pág. 176
Págs. 175, 177, 179
Págs. 177, 179
Págs. 180-181
Págs. 176, 178-179
Págs. 176-177, 179
Pág. 178
Págs. 176-177, 179
Pág. 178
Pág. 186
Pág. 186
Págs. 184-189
Págs. 190-191
9O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
PROPOSTA DE PLANIFICAÇÃO ANUAL
Conteúdos/TemasObjetivos
Termos/
Conceitos
Observações/
Sugestõesmetodológicas
Processode
avaliação
N.o
deaulas
previstas
Introdução–aTerra,
umPlanetaEspecial
•Ondeexistevida?
•OqueéaBiosfera?
•ABiosferaestá
emperigo?
•Reconheceraexistênciadevida
emdiversosambientes.
•CompreenderaTerranosseus
aspetoscomplementaresdebiosfera,
litosfera,hidrosferaeatmosfera.
•ExplicaradinâmicadaTerra
combaseemfenómenos
etransformaçõesqueocorrem.
Biosfera
Biodiversidade
Habitat
População
Comunidade
Ecossistema
•ConstruçãodocartazSafarinaEscola.
•Construçãodeumaquáriodeáguadoce.
•Trabalhossobreáreasprotegidas.
Avaliação
dediagnóstico.
Observação
eregistoda
participação
dosalunos.
5
Aimportânciadas
rochasedosolona
manutençãodavida
•Comosãoconstituídas
asrochas?
•Quaissãoas
propriedadesdas
rochas?
•Comoidentificar
asrochas?
•Rochas,minerais
eatividadeshumanas
•Quealterações
sofremasrochas?
•Comoseformam
ossolos?Qualé
asuaconstituição?
•Comoseclassificam
ossolos?
•Quaissãoascausas
dapoluiçãoeda
erosãodosolo?
•Comopodemos
conservaretratar
ossolos?
•Compreendercomoaalteração
dasrochascontribuipara
aformaçãodosolo.
•Compreenderaimportânciade
relacionaraspropriedadesdosolo
deumadadaregiãocomanatureza
dosseusconstituintes.
•Compreendercomoaintervenção
humananaTerrapodeafetar
aqualidadedaágua,dosolo
edoar,comimplicaçõespara
avidadaspessoas.
•Compreenderanecessidade
deutilizaçãodosrecursoshídricos
egeológicosdeumaforma
sustentável.
•Planificaraçõesvisandoaproteção
doambiente,apreservaçãodo
patrimónioeoequilíbrioentre
aNaturezaeasociedade.
•Identificarmedidasatomar
paraaexploraçãosustentável
dosrecursos.
RochaMineral
Granito
Basalto
Calcário,Argila
Areia,Arenito
Xisto,Erosão
Solo,Subsolo
Solojovem
Solomaduro
Húmus
Permeabilidade
Soloarenoso
Soloargiloso
Solocalcário
Solofranco
Drenagem
Adubação
Irrigação
Lavra
•Pesquisarsobreaexistênciade
pedreirasoudeminasnaregião.
•Saídadecampoparaacolheita
deamostras.
•Identificaçãoderochasfrequentes
naregiãorecorrendoachaves
dicotómicas.
•Relaçãodosmateriaisutilizados
naconstruçãodecasasouindústrias
artesanaiscomomateriallitológico
maisfrequentenaregião.
•Observaçãodeumvídeosobre
autilidadedasrochasedosminerais.
•Observaçãoeanálisedefotografias
queevidenciamoefeitodaerosão
nasrochas.
•Verificarexperimentalmenteograu
depermeabilidadedossolos.
•Construçãodeummapalitológico
dePortugal.
•Debatedetemasrelacionados
comoimpactodaintervenção
doserhumanosobreoambiente.
Observação
eregisto
daparticipação
dosalunos.
Fichas
deavaliação.
Relatórios
deatividades
experimentais.
Autoavaliação
eheteroavaliação.
16
Aimportânciadaágua
paraosseresvivos
•Qualéaimportância
daáguaparaosseres
vivos?
•Reconhecerqueaintervenção
humananaTerraéfundamental
paraaobtençãodosalimentos
edaenergianecessáriaàvida.
Ciclodaágua
Solução
Solvente
•Pesquisasobreaexistênciadeágua
nosseresvivos.
•Exploraçãodociclodaágua.
Observação
eregisto
daparticipação
dosalunos.
15
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor10
Conteúdos/TemasObjetivos
Termos/
Conceitos
Observações/
Sugestõesmetodológicas
Processode
avaliação
N.o
deaulas
previstas
•Quaissãoas
propriedadesdaágua?
•Ondeseencontra
aáguanaNatureza?
•Comopodemos
conservaretratar
aágua?
•Comousa
aHumanidadeaágua?
•Compreendercomoaintervenção
humananaTerrapodeafetara
qualidadedaágua,dosoloedoar,
comimplicaçõesparaavidadas
pessoas.
•Compreenderanecessidade
dautilizaçãodosrecursoshídricos
egeológicosdeumaformasustentável.
•Planificaraçõesvisandoaproteçãodo
ambiente,apreservaçãodopatrimónio
eoequilíbrioentreaNatureza
easociedade.
•Identificarmedidasatomarpara
aexploraçãosustentáveldosrecursos.
•Reconhecerqueoorganismohumano
estásujeitoafatoresnocivosque
podemcolocaremriscoasuasaúde
físicaemental.
Soluto
Insolúvel
Águapotável
Águasalobra
Águamineral
Águainquinada
Poluição
Decantação
Filtração
Fervura
Processos
químicos
•Análisedenotíciasdejornaisimpressos
empapeleemversãoeletrónicasobre
oimpactodapoluiçãodaáguana
qualidadedevidadoseresvivos.
•Evidenciaraimportânciaparaasaúde
decertassubstânciasquesedissolvem
naágua.
•Realizaçãodeexperiênciaspara
verificaraspropriedadesdaágua.
•RecordaraexistênciadeáguanaNatureza
eaimportânciadoslençóisdeágua.
•Realizaçãodedecantaçõesefiltrações.
•LeituraeanálisedaCartaEuropeia
daÁgua.
•Evidenciaraimportânciadoserhumano
nagestãodosmeiosnaturaisenasua
conservaçãoeutilização.
Fichas
deavaliação.
Relatórios
deatividades
experimentais.
Autoavaliação
eheteroavaliação.
Aimportânciadoarpara
osseresvivos
•Quaissãoas
propriedadesdoar?
•Qualéaconstituição
doar?
•Quaissãoas
propriedadesdos
constituintesdoar?
•Qualéaimportância
dosgases
atmosféricos?
•Oqueéaqualidade
doar?
•Quaissãoas
consequências
dapoluiçãodoar?
•Comopodemos
conservaretratar
oar?
•Compreendercomoaintervenção
humananaTerrapodeafetar
aqualidadedaágua,dosolo
edoar,comimplicaçõespara
avidadaspessoas.
•Discussãodanecessidadedeutilização
dosrecursoshídricosegeológicos
deumaformasustentável.
•Planificaraçõesvisandoaproteção
doambiente,apreservaçãodo
patrimónioeoequilíbrioentre
aNaturezaeasociedade.
•Identificarmedidasatomarparauma
exploraçãosustentáveldosrecursos.
•Planificarpequenasinvestigações
querelacionemosconstituintesda
atmosferacomaspetosdavidanaTerra.
•Reconhecerqueoorganismohumano
estásujeitoafatoresnocivosque
podemcolocaremriscoasuasaúde
físicaemental.
•Compreenderainfluênciada
publicidadeedacomunicaçãosocial
noshábitosdeconsumoenatomada
dedecisõesquetenhamemcontaa
defesadasaúdeeaqualidadedevida.
Comburente
Combustível
Combustão
Qualidadedoar
Camadado
ozono
Efeitodeestufa
Chuvasácidas
•Verificar,experimentalmente,
aspropriedadesdoar.
•Verificar,experimentalmente,
aspropriedadesdosprincipais
constituintesdoar.
•Salientaraimportânciadosgases
atmosféricosnavidadosseresvivos,
namedicinaenaindústria.
•Pesquisadarelaçãoentreograude
poluiçãoeoaparecimentodelíquenes.
•Organizar,aníveldaturma,umpainel
comdocumentaçãodiversa(notícias,
fotografias,etc.)sobrecasosde
poluiçãoeposteriordebatepara
apresentaçãodesoluções.
Observação
eregisto
daparticipação
dosalunos.
Fichas
deavaliação.
Relatórios
deatividades
experimentais.
Autoavaliação
eheteroavaliação.
12
11O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
Conteúdos/TemasObjetivos
Termos/
Conceitos
Observações/
Sugestõesmetodológicas
Processode
avaliação
N.o
deaulas
previstas
Diversidadenosanimais
•Queformastêm
osanimais?
•Querevestimento
têmoscorpos
dosanimais?
•Comosedeslocam
osanimais?
•Dequesealimentam
osanimais?
•Comosereproduzem
osanimais?
•Quaissãoos
fatoresdomeio
queinfluenciam
osanimais?
•Identificarrelaçõesentre
adiversidadedeseresvivos,
seuscomportamentos
eadiversidadeambiental.
•Relacionarosregimesalimentares
dosanimaiscomavariedadede
comportamentosqueapresentam.
•Conheceradiversidade
decomportamentosrelacionados
comareprodução.
•Identificarasmudançasde
comportamentosdosanimais
resultantesdealteraçõesdomeio.
Pelecompelo
Pelecompenas
Pelenua
Pelecom
escamas
Quitina
Revestimento
calcário
Pelenua
Articulações
Marcha
Reptação
Salto
Corrida
Natação
Membrana
interdigital
Voo
Membranaalar
Carnívoro
Insetívoro
Herbívoro
Omnívoro
Dentição
Vivíparos
Ovíparos
Ovovivíparos
Metamorfoses
Luz
Temperatura
Humidade
Migrações
Hibernações
Estivações
•Saídadecampopluridisciplinar
paraaabordagemsistémicados
problemaserecolhadedados
comvistaaatividadesfuturas.
•Visionamentodeumfilmepara
sensibilizaçãoàdiversidadenos
animais(revestimento,locomoção,
alimentação,dentição…)
•Observaçãodosváriostipos
derevestimentodosanimais.
•Organizaçãodecoleçõesdeconchas,
penas,etc.
•Atividadeexperimentalparaobservação
daspropriedadesdaspenas.
•Atividadespráticassobrealocomoção.
Referênciaaoesqueletoeaosmúsculos
esuaaçãonomovimento.
•Relacionamentodostiposdelocomoção
comascaracterísticasdosórgãos
locomotores.
•Relacionamentoentreosbicoseasgarras
dasaveseoseuregimealimentar.
•Descriçãodaparadanupcialdediferentes
animais.
•Investigaçãoexperimentaldesituações
queevidenciemainteraçãoanimais-meio.
•Elaboraçãodeumtrabalhosobre
abiodiversidadeanimalexistente
naregiãoondeselocalizaaescola.
•Trabalhosdepesquisasobremigrações
dasandorinhas,hibernação,estivação,etc.
Observação
eregisto
daparticipação
dosalunos.
Fichas
deavaliação.
Relatórios
deatividades
experimentais.
Autoavaliação
eheteroavaliação.
20
12 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
Conteúdos/TemasObjetivos
Termos/
Conceitos
Observações/
Sugestõesmetodológicas
Processode
avaliação
N.o
deaulas
previstas
Diversidadenasplantas
•Quaissão
osfatoresdomeio
queinfluenciam
asplantas?
•Compreenderainfluênciadomeio
nocomportamentoedistribuição
dasplantas.
Plantasdefolha
persistente
Plantasdefolha
caduca
Plantasxerófitas
Fototropismo
•Elaboraçãodeumherbárioeaquisiçãode
regrasbásicasparaasuaorganização.
•Discussãosobreespéciesameaçadase
sensibilizaçãorelativamenteaovalordo
contributopessoalparaaproteçãodos
seresvivos.
•Realizaçãodeexperiênciasparainvestigar
ainfluênciadosfatoresdomeio(luz,
temperatura,humidade)nasvariaçõesdas
característicasedocomportamentodas
plantas.
•Elaboraçãodeumtrabalhosobrea
biodiversidadevegetalexistentenaregião
ondeselocalizaaescola.
•Elaboraçãodeumtrabalhodeinvestigação
sobreocarvalho-cerquinho.
Observação
eregisto
daparticipação
dosalunos.
Fichas
deavaliação.
Relatórios
deatividades
experimentais.
Autoavaliação
eheteroavaliação.
4
Unidadenadiversidade
deseresvivos
•Acélula–unidade
naconstituiçãodos
seresvivos.
•Oqueéum
microscópio?
Comoseutiliza?
•Comosão
constituídososseres
vivos?
•Queformastêmas
células?
Quedimensões
apresentam?
•Classificaçãodos
seresvivos.
•Paraquêclassificar
osseresvivos?
•Comoclassificaros
seresvivos?
•Comoidentificaros
seresvivos?
•Compreenderqueobomfuncionamento
doorganismodecorredainteração
dediferentessistemasdeórgãos
queasseguramarealização
dasfunçõesessenciaisàvida.
•Compreenderaimportância
derevelarumaatituderesponsável
faceàproteçãodosseresvivos.
•Compreenderaimportância
daclassificaçãobiológicacomo
mododeorganizaresistematizar
adiversidadedosseresvivos.
•Reconheceranecessidade
dousodecritériosnossistemas
declassificação.
Célula
Tecido
Órgão
Sistema
Organismo
Núcleo
Citoplasma
Membrana
celular
Paredecelular
Reino,Filo,
Classe,Ordem,
Família,Género,
Espécie
Protistas
Monera
Fungos
Plantas
Animais
Espermatófitas
Pteridófitas
Briófitas
•Referênciaànecessidadedomicroscópio
paraavisualizaçãodagrandemaioriadas
células.
•Observaçãodeummicroscópio.
Identificaçãodaspartesqueoconstituem.
•Observaçãodecélulas.Identificação
dosseusconstituintes.
•Observaçãomicroscópicadeinfusões.
•Referênciaadiferentestipos
declassificaçãodeseresvivos.
•Classificaçãodosseresvivosemcinco
reinos.
•Recursoachavesdicotómicaspara
classificarosseresvivos.
•Atividadespráticasdeaplicaçãoparauso
daschavesdicotómicasnaclassificação
dosseresvivos.
Observação
eregisto
daparticipação
dosalunos.
Fichas
deavaliação.
Relatórios
deatividades
experimentais.
Autoavaliação
eheteroavaliação.
13
13O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
PROPOSTA DE PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO
Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver
Aulas
previstas
Introdução – a Terra, um Planeta
Especial
• Onde existe vida?
• O que é a Biosfera?
• A Biosfera está em perigo?
• Reconhecer a existência de vida em
diversos ambientes.
• Compreender globalmente a Terra:
biosfera, atmosfera, geosfera e
hidrosfera.
• Compreender a diversidade de seres
vivos e de ambientes na biosfera.
• Relacionar os diferentes seres vivos
com o respetivo habitat.
• Manifestar atitudes responsáveis face
à proteção da Natureza.
• Compreender a importância das
zonas protegidas.
• Exploração das imagens das págs. 18 e 19.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 19.
• Reflexão sobre as condições necessárias para a
existência de vida e de diferentes ambientes na Terra.
• Exploração das imagens das págs. 22 e 23, para
identificar as subdivisões da Biosfera e diferentes
habitats.
• Realização da Atividade da pág. 23.
• Leitura e interpretação dos textos e imagens das págs.
24 e 25 para constatação da necessidade da
preservação dos habitats.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 27.
• Realização da Ficha Formativa das págs. 28 e 29,
assim como dos projetos das págs. 30 e 31.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 1 e 2.
5
A importância das rochas e do
solo na manutenção da vida.
• Rochas, minerais e atividade
humana.
• Alteração das rochas.
• Génese dos solos.
• Tipos dos solos e suas
propriedades.
• Importância dos solos.
• Conservação/degradação dos
solos.
• Compreender que os materiais
terrestres são o suporte de vida.
• Identificar as rochas mais frequentes
em Portugal, localizando-as.
• Compreender o conceito de rocha e
de mineral.
• Identificar rochas através das suas
propriedades e/ou chaves
dicotómicas.
• Referir aplicações das rochas e
minerais.
• Identificar locais de exploração de
rochas e minerais.
• Compreender a formação do solo.
• Indicar as funções do solo.
• Conhecer a constituição do solo.
• Relacionar as propriedades do solo
com a natureza dos seus
constituintes.
• Distinguir tipos de solo.
• Reconhecer os efeitos que a atividade
humana provoca no solo.
• Relacionar a conservação do solo
com a sustentabilidade da agricultura.
• Manifestar atitudes responsáveis face
à conservação do solo.
• Exploração das imagens das págs. 36 e 37.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 37.
• Exploração das imagens e textos, das págs. 38 e 39,
para apreensão da noção de rocha e mineral.
• Realização da Atividade da pág. 39.
• Exploração do quadro da pág. 41 para identificação
das propriedades das rochas.
• Observação de várias rochas, classificando-as com
recurso à chave dicotómica da pág. 43.
• Realização da Atividade Prática da pág. 45.
• Exploração do mapa da pág. 45 e resolução da
Atividade.
• Debate sobre as diversas utilizações dadas aos
diferentes minerais/rochas.
• Realização da Atividade Experimental da pág. 46 para
compreender a influência dos agentes erosivos nas
rochas e as alterações que lhes provocam.
• Interpretação da imagem da pág. 48 para
compreensão da formação do solo.
• Realização das Atividades Práticas das págs. 48, 49,
50 e 52 – constituição do solo.
• Exploração de imagens de diferentes tipos de solo.
• Realização da Atividade Prática da pág. 53.
• Leitura e interpretação dos textos e imagens e
resolução das Atividade das págs. 45-57.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 59.
• Realização da Ficha Formativa das págs. 60 e 61,
assim como dos projetos das págs. 62-65.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 3, 4 e 5.
16
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor14
Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver
Aulas
previstas
A importância da água para os
seres vivos
• A água como solvente.
• A qualidade da água.
• Distribuição da água na
Natureza.
• A água e as atividades
humanas.
• Compreender a importância da água
para os seres vivos.
• Reconhecer a água como um bom
solvente.
• Identificar substâncias solúveis e
insolúveis na água.
• Identificar os constituintes de uma
dissolução: soluto, solvente e
solução.
• Identificar as propriedades da água.
• Compreender a circulação da água na
Natureza.
• Classificar os tipos de água: potável,
mineral, salobra e inquinada.
• Indicar fontes de poluição da água.
• Compreender os vários processos de
tratamento de água assim como a sua
importância.
• Compreender como a atividade
humana pode afetar a qualidade da
água.
• Reconhecer a importância das ETA e
ETAR.
• Identificar medidas que garantam a
sustentabilidade da água própria para
consumo.
• Compreender a evolução do consumo
de água em Portugal.
• Manifestar atitudes responsáveis face
à preservação da água.
• Exploração das imagens das págs. 66 e 67.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 67.
• Análise das imagens das págs. 68 e 69 e debate sobre
a importância da água para os seres vivos.
• Realização da Atividade da pág. 69.
• Realização da Atividade Prática da pág. 71.
• Leitura e análise dos textos e imagens das págs. 72 e
73.
• Realização da Atividade da pág. 73.
• Debate sobre formas de tratamento da água e sua
importância.
• Interpretação da Carta Europeia da Água e resolução
da Atividade da pág. 75.
• Realização da Atividade Prática da pág. 76.
• Diálogo sobre a importância da ETA e ETAR –
exploração das imagens das págs. 78 e 79 e realização
da Atividade.
• Debate sobre o uso da água.
• Realização da Atividade da pág. 81.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 83.
• Realização da Ficha Formativa das págs. 84 e 85,
assim como dos projetos das págs. 86-89.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 6 e 7.
15
A importância do ar para os
seres vivos
• Constituintes do ar e suas
propriedades.
• Importância dos gases
atmosféricos.
• Fatores que alteram a
qualidade do ar.
• Compreender a importância do ar
para os seres vivos.
• Referir as funções da atmosfera
terrestre.
• Identificar os principais constituintes
do ar.
• Identificar as propriedades do ar e
dos seus principais constituintes.
• Indicar algumas aplicações dos gases
atmosféricos.
• Compreender os efeitos da atividade
humana na qualidade do ar.
• Determinar a evolução da qualidade
do ar – índice da qualidade do ar.
• Manifestar atitudes responsáveis face
à preservação do ar
• Exploração das imagens das págs. 90 e 91.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 91.
• Leitura e análise dos textos e imagens da págs. 92 e
93.
• Realização da Atividade da pág. 93.
• Realização das Atividades Práticas das págs. 95-97 –
constituição do ar e propriedades dos seus
constituintes.
• Debate sobre a importância dos gases atmosféricos.
• Realização da Atividade da pág. 99.
• Diálogo sobre a qualidade do ar, índice de qualidade
de ar e sua importância e consequências da poluição
do ar – leitura e análise das notícias das págs. 100 e
101.
• Realização das Atividades das págs. 101, 103 e 105.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 107.
• Realização da Ficha Formativa da pág. 108, assim
como dos projetos das págs. 109-111.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 8 e 9.
• Realização da Ficha Global 1, do Caderno de
Atividades.
12
15O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver
Aulas
previstas
Diversidade nos animais
• Variedade de formas e
revestimento do corpo.
• Locomoção no ar, na água e
no solo.
• Variedade de regimes
alimentares.
• Comportamento dos animais
quando procuram e captam o
alimento.
• Comportamento doa animais
na época de reprodução.
• Metamorfoses.
• Variação dos fatores do meio –
sua influência no
comportamento dos animais.
• Conhecer a diversidade de formas e
revestimento do corpo dos animais.
• Relacionar essa diversidade com o
habitat natural dos animais.
• Nomear exemplos de animais
correspondentes a cada tipo de forma
e revestimento.
• Identificar as funções do
revestimento do corpo dos animais.
• Reconhecer diferentes tipos de
locomoção nos animais.
• Compreender a função dos músculos
e ossos na locomoção.
• Relacionar as diferentes adaptações
dos órgãos locomotores dos animais
ao ambiente onde vivem.
• Reconhecer diferentes regimes
alimentares .
• Relacionar as diferentes adaptações
morfológicas dos animais aos
diferentes regimes alimentares.
• Nomear exemplos de animais
correspondentes a cada regime
alimentar.
• Relacionar os diferentes
comportamentos apresentados com
os respetivos regimes alimentares.
• Compreender a importância da
reprodução.
• Identificar reprodução sexuada e
assexuada.
• Identificar as células intervenientes
na reprodução.
• Identificar diferentes tipos de
reprodução.
• Compreender os diversos
comportamentos dos animais durante
a época de reprodução,
exemplificando.
• Reconhecer que alguns animais
passam por metamorfoses.
• Compreender a influência dos fatores
do meio no comportamento dos
animais.
• Identificar adaptações dos animais às
alterações dos fatores do meio no
ambiente onde vivem.
• Manifestar atitudes responsáveis face
à conservação da Natureza.
• Exploração das imagens das págs. 112 e 113.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 113.
• Leitura e análise da informação das págs. 114 e 115.
• Realização da Atividade da pág. 115.
• Observação de vários animais, ou das suas imagens,
para verificação da existência de vários tipos de
revestimento, formas de locomoção e regimes
alimentares.
• Debate sobre a função do revestimento.
• Realização da Atividade Prática da pág. 119 –
Propriedades das penas.
• Realização da Atividade da pág. 119.
• Referência ao papel dos músculos e ossos na
locomoção.
• Debate sobre as diferentes formas de locomoção no
solo, ar e água e respetivas adaptações.
• Realização da Experiência da pág. 127.
• Realização das Atividades das págs. 121, 123, 125 e
127.
• Referência à importância dos dentes, bicos e garras
na alimentação dos animais, relacionando-os com os
respetivos regimes alimentares.
• Realização das Atividades das págs. 129, 131 e 133.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 135.
• Realização da Ficha Formativa das págs. 136 e 137.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 10, 11, 12, 13, 14 e 15.
• Diálogo sobre a importância da reprodução nos seres
vivos.
• Observação de imagens da pág. 139 para apreensão
das diferenças existentes entre machos e fêmeas em
algumas espécies animais.
• Realização da Atividade da pág. 139.
• Interpretação de textos e imagens das págs. 140 e 141
– importância da parada nupcial – e realização da
Atividade.
• Debate sobre a forma como se desenvolvem os novos
seres – animais ovíparos, vivíparos e ovovivíparos.
• Realização da Atividade Prática da pág. 143.
• Realização das Atividades das págs. 139, 141, 143 e
145.
• Interpretação dos esquemas representativos das
metamorfoses, completa e incompleta, nas págs. 146 e
147.
• Realização da Atividade da pág. 147.
• Debate sobre as alterações nos comportamentos dos
animais, causados pelos fatores do meio.
• Realização das Atividades Práticas da pág. 149.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 151.
• Realização da Ficha Formativa das págs. 152 e 153,
assim como dos projetos das págs. 154-157.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 16 e 17.
• Realização da Ficha Global 2, do Caderno de
Atividades.
20
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor16
Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver
Aulas
previstas
Diversidade nas plantas
• Variação dos fatores do meio –
sua influência no
comportamento das plantas.
• Compreender a influência dos fatores
do meio no comportamento das
plantas.
• Identificar adaptações das plantas às
alterações dos fatores do meio no
ambiente onde vivem.
• Manifestar atitudes responsáveis face
à conservação da Natureza.
• Exploração das imagens das págs. 158 e 159.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 159.
• Exploração de várias imagens elucidativas das
alterações que algumas plantas sofrem, devido aos
fatores do meio.
• Realização das Atividades Práticas das págs. 163 e
164.
• Realização da Atividade da pág. 165.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 166.
• Realização da Ficha Formativa da pág. 167, assim
como dos projetos das págs. 168-171.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Ficha 18.
4
Unidade na diversidade de
seres vivos
• A célula – unidade na
constituição dos seres vivos.
• Classificação dos seres vivos.
• Reconhecer a importância do
microscópio e dos trabalhos dos
cientistas no estudo da célula.
• Compreender a célula como unidade
básica dos seres vivos.
• Identificar os constituintes da célula.
• Distinguir seres unicelulares de
pluricelulares, animais e vegetais.
• Descrever os níveis de organização
biológica.
• Compreender a importância da
classificação de seres vivos.
• Classificar seres vivos, utilizando
grupos de classificação/chave
dicotómica (até ao Filo).
• Indicar os diferentes grupos
taxonómicos.
• Exploração das imagens das págs. 172 e 173.
• Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 173.
• Debate sobre a importância da descoberta do
microscópio.
• Interpretação do Friso Cronológico da pág. 174.
• Observação do microscópio ótico e indicação das
várias partes que o constituem.
• Realização da Atividade Prática da pág. 177.
• Observação das imagens da pág. 176 e identificação
das células animais e vegetais.
• Diálogo sobre a existência de seres unicelulares e
pluricelulares.
• Análise dos níveis de organização de um ser
pluricelular, através da imagem da pág. 178.
• Realização da Atividade Prática das págs. 179-181.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 183.
• Exploração das imagens e textos das págs. 184 e 185 –
importância da classificação dos seres vivos.
• Interpretação do Friso Cronológico da pág. 186.
• Observação de imagens de seres vivos e formação de
vários grupos atendendo a determinadas
características.
• Identificação das principais categorias taxonómicas.
• Identificação do reino e filo de animais e plantas,
recorrendo a chaves dicotómicas, págs. 190 e 191,
quando necessário.
• Realização das Atividades das págs. 185, 187, 189 e
191.
• Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 193.
• Realização da Ficha Formativa das págs. 194 e 195,
assim como dos projetos das págs. 196-197.
• Realização das Atividades propostas no Caderno de
Atividades, Fichas 19, 20 e 21.
• Realização da Ficha Global 3, do Caderno de
Atividades.
13
GUIÃO DE EXPLORAÇÃO DAS TRANSPARÊNCIAS
17O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
Em Portugal Continental e nos arquipélagos dos Açores e da Madeira
existem vários tipos de áreas protegidas.
TRANSPARÊNCIA 1 ÁREAS PROTEGIDAS
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Transparência 1
Metas
• Compreender a importância das áreas protegidas na conservação da Natureza.
• Compreender a contribuição das áreas protegidas para a conservação das condições de vida da Terra.
• Localizar as áreas protegidas existentes em Portugal.
Propostas de exploração
1. Pedir aos alunos que observem o mapa e que indiquem quantas áreas protegidas existem.
2. Pedir aos alunos para localizar no mapa a zona onde vivem e indicar como se caracteriza.
3. Pedir aos alunos que localizem um parque nacional, um parque natural, uma reserva natural, uma paisagem protegida e um monumento natural.
4. Em grande grupo, pedir a um aluno para indicar duas regras para a conservação das áreas protegidas.
5. Debater a importância da preservação e conservação destas áreas.
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor18
Erosão provocada pelo vento Erosão provocada por seres vivos Erosão provocada por mudanças
de temperatura
Erosão provocada pela água
litréfoloSlirétseoloS
TRANSPARÊNCIA 2 ROCHAS / EROSÃO
EROSÃO
CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Transparência 2
Metas
• Compreender o significado de erosão e o papel dos agentes erosivos.
• Compreender que os solos se originaram a partir das rochas por erosão.
Propostas de exploração
1. Solicitar aos alunos que observem as fotografias onde se apresenta o efeito da erosão e que identifiquem os agentes erosivos.
2. Questionar sobre o destino das partículas formadas após a erosão.
3. Explicar que um solo estéril não é adequado para a agricultura devido à falta de nutrientes e água.
19O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
65%
78%
70%
95%
87%
TRANSPARÊNCIA 3 ÁGUA
CICLO DA ÁGUA
QUANTIDADE DE ÁGUA PRESENTE EM DIFERENTES SERES VIVOS
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Metas
• Explicar o ciclo da água. Identificar os diferentes estados físicos da água.
• Compreender a importância dos lençóis de água.
• Compreender a importância dos materiais terrestres como suportes de vida na Terra.
• Compreender a importância da água para a sobrevivência dos seres vivos.
• Compreender a importância dos efeitos que os seres humanos provocam na Terra.
Propostas de exploração
1. Pedir aos alunos para explicarem o ciclo da água e a importância dos lençóis de água.
2. Exemplificar a localização na Natureza de água nos diferentes estados físicos.
3. Questionar os alunos sobre a importância da água na manutenção da vida na Terra.
Transparência 3
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor20
TRANSPARÊNCIA 4 SERES VIVOS / AMBIENTES
Estrela-do-mar
forma de estrela
Búzio
forma cónica
Peixe
forma fusiforme
Cobra
animal vertebrado
Minhoca
animal invertebrado
Borboleta
animal invertebrado
Cão
animal vertebrado
laivuflocitáuqaetneibmAohniramocitáuqaetneibmA
Ambientes terrestres
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
FORMAS DO CORPO DOS ANIMAIS
ANIMAIS INVERTEBRADOS E ANIMAIS VERTEBRADOS
AMBIENTES NATURAIS
Metas
• Compreender as características dos seres vivos e dos ambientes onde vivem.
• Distinguir animais invertebrados de animais vertebrados.
• Relacionar a forma e o revestimento com o ambiente onde vivem os seres vivos.
Propostas de exploração
1. Solicitar aos alunos que identifiquem a forma dos seres vivos representados e que deem outros exemplos.
2. Distinguir a simetria radiada de simetria bilateral.
3. Distinguir animais invertebrados de animais vertebrados.
4. Pedir aos alunos para indicarem outros animais que possam existir nos ambientes apresentados.
Transparência 4
21O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
ãRotaPexieP
TRANSPARÊNCIA 5 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS
Lagarto Urso Canguru Gato
LOCOMOÇÃO NO SOLO
LATIGIDRETNIANARBMEMSANATABRAB
LOCOMOÇÃO NA ÁGUA
ogecroMrofl-ajieB
LOCOMOÇÃO NO AR
REPTAÇÃO MARCHA SALTO CORRIDA
MEMBROS ANTERIORES TRANSFORMADOS EM ASAS MEMBRANA ALAR
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Metas
• Reconhecer diferentes modos de locomoção.
• Reconhecer que os músculos, o esqueleto e as articulações permitem a locomoção.
• Distinguir os diferentes modos de locomoção no solo: reptação, marcha, salto e corrida.
• Reconhecer diferentes modos de locomoção na água e no ar.
Propostas de exploração
1. Pedir aos alunos para explicarem as adaptações dos membros dos animais ao tipo de locomoção no solo.
2. Questionar os alunos sobre as adaptações do morcego na sua locomoção no ar.
Transparência 5
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor22
TRANSPARÊNCIA 6 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS
ALIMENTAÇÃO
HERBÍVORO
Dentição incompleta
CARNÍVORO
Dentição completa
OMNÍVORO
Dentição completa
A forma do bico, das patas e das garras das aves está relacionada com o seu regime alimentar.
uaP-aciPaiugÁoiagapaP
onamuhreSoãeLolavaC
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Metas
• Conhecer os diferentes regimes alimentares dos animais.
• Relacionar os regimes alimentares com as características de alguns órgãos.
Propostas de exploração
1. Solicitar aos alunos que relacionem o tipo de dentição com o regime alimentar dos animais.
2. Pedir aos alunos que identifiquem a ave cujo bico está adaptado a:
• abrir sementes;
• apanhar insetos em pequenas fendas;
• despedaçar as presas.
3. Questionar sobre a importância das patas e das garras no regime alimentar das aves.
Transparência 6
23O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
CÉLULA ANIMAL CÉLULA VEGETAL CONSTITUIÇÃO DA CÉLULA
Célula observada ao microscópio:
1 – Núcleo; 2 – Citoplasma;
3 – Membrana celular
TRANSPARÊNCIA 7 A CÉLULA
DA CÉLULA AO ORGANISMO
DIVERSIDADE DAS CÉLULAS
eugnasodsaluléCasovrenaluléC
Célula Tecido Órgão Sistema Organismo
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Propostas de exploração
1. Distinguir os diferentes tipos de organização dos seres vivos.
2. Identificar os constituintes das células animais e vegetais e reconhecer que nem todas as células têm os mesmos constituintes.
3. Distinguir um ser unicelular de um ser pluricelular.
Metas
• Reconhecer a unidade na constituição dos seres vivos.
• Reconhecer a existência de diversidade de formas e dimensões nas células.
• Identificar os constituintes de uma célula animal e de uma célula vegetal.
• Compreender o significado de seres unicelulares e pluricelulares.
Transparência 7
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor24
Metas
• Reconhecer a importância da classificação dos seres vivos.
• Identificar os seres vivos através da classificação de Whittaker.
Propostas de exploração
1. Questionar sobre a importância da classificação dos seres vivos.
2. Pedir aos alunos que classifiquem os seres vivos da figura de acordo com a classificação em cinco reinos de Whittaker.
TRANSPARÊNCIA 8 CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS
CLASSIFICAÇÃO DE WHITTAKER
Caranguejo
Sardinha
Mocho
Paramécia
Rã
Formiga
Polvo
Amiba
Bactéria
Leveduras
Pinheiro
Cobra
Girafa
REINO
DOS FUNGOS
REINO
PROTISTA
REINO
DAS PLANTAS
REINO
MONERA
REINO
DOS ANIMAIS
Cogumelo
O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano
Transparência 8
25O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
FICHAS FORMATIVAS
Fig. 5 Leão e leoa.
Fig. 6 Pererecas – macho e fêmea.
Fig. 2 Galo e galinha.
Fig. 4 Zebras – macho e fêmea.
Ficha 1 – Diversidade nos animais
A época de reprodução é a época em que os machos e as fêmeas acasalam. Em algumas espécies é difícil distinguir o
macho da fêmea, mas noutras há diferenças óbvias.
1. Observa as figuras que representam machos e fêmeas de diferentes animais.
Fig. 3 Antílopes – macho e fêmea.
Fig. 1 Guppies – Macho e fêmea.
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor26
1. ____________________________________
2. ____________________________________
3. Casca
4. ____________________________________
1.1. Em cada par de animais, identifica o macho e a fêmea.
_____________________________________________________________________________________________________
1.2. Para cada par, indica as diferenças entre machos e fêmeas.
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
2. Indica os animais que apresentam dimorfismo sexual.
_____________________________________________________________________________________________________
3. Indica, de entre os animais representados, os que sofrem metamorfoses.
_____________________________________________________________________________________________________
4. Indica o que são animais ovíparos.
_____________________________________________________________________________________________________
5. A figura representa, em corte, um ovo de uma galinha. Faz a sua legenda, de acordo com o exemplo apresentado.
6. Explica o que entendes por parada nupcial, indicando exemplos do comportamento dos animais durante a época de
reprodução.
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________________
1
2
3
4
27O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
1. Lê o texto e responde às questões.
O carvalho-português ou carvalho-cerquinho é uma árvore que
dominou grande parte dos bosques lusos, principalmente na Es-
tremadura, mas hoje em dia subsistem apenas alguns povoa-
mentos bastante fragmentados.
A Área de Distribuição Natural
O carvalho-português, também conhecido como carvalho-
-cerquinho, é uma espécie do género Quercus. Estes carvalhos
são árvores de folha caduca ou, mais concretamente, árvores
de folha marcescente (folha que seca sem se desprender do
eixo, caindo tardiamente), com porte mediano, muito ramifi-
cado, com copa ampla, folhas dentadas na margem e mais cla-
ras na parte inferior e com a glande (bolota) sem pedúnculo.
Vários nomes científicos têm sido atribuídos ao carvalho-português em diversos estudos botânicos, mas o mais con-
sagrado designa-o como uma subespécie de Quercus faginea, de entre as três subespécies consideradas na Península
Ibérica (…)
O distrito de Leiria é o que apresenta maior área ainda ocupada pelo carvalho-português. (…)
Os concelhos onde ainda se podem observar povoamentos (que ocupam mais de 2 hetares) de carvalho-português
são:
– distrito de Coimbra: Condeixa, Montemor, Penela, Soure;
– distrito de Leiria: Alcobaça, Alvaiázere, Ancião, Batalha, Pombal, Porto de Mós;
– distrito de Lisboa: Alenquer, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço;
– distrito de Santarém: Tomar, Santarém.
In Naturlink (adaptado; acedido a 31/01/2010)
1.1.Caracteriza o carvalho-cerquinho.
_____________________________________________________________________________________________________
1.2. Qual é o nome científico desta espécie?
_____________________________________________________________________________________________________
1.3. Em que zonas do país é possível encontrar o carvalho-cerquinho?
_____________________________________________________________________________________________________
1.4. O carvalho-cerquinho é uma espécie ameaçada. A sua área de implementação em Portugal tem diminuído devido a
vários fatores.
1.4.1. És capaz de indicar duas causas possíveis desta situação?
___________________________________________________________________________________________________
Ficha 2 – Diversidade nas plantas
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor28
1. Para uma observação ao microscópio utilizou-se uma objetiva de 50x e uma ocular de 15x. Calcula o valor da ampliação
total da observação efetuada.
_________________________________________________________________________________________________
2. Observa as figuras. Utiliza os termos da tabela para construíres a sua legenda.
Célula Tecido Órgão Sistema Organismo
Ficha 3 – A célula e a classificação dos seres vivos
1. _____________ 2. _____________ 3. _____________ 4. _____________ 5. _____________
3. A figura mostra alguns seres vivos.
Paramécia Leão Amiba Pinheiro Roseira
3.1. Indica os seres vivos pluricelulares. Justifica.
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________________________
29O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
4. Para agrupar os seres vivos, os cientistas utilizam critérios de classificação.
4.1. Como se designam os grupos criados pelos cientistas baseados em critérios de classificação?
_________________________________________________________________________________________________
4.2.Refere os grupos taxonómicos em que se divide a ordem.
_________________________________________________________________________________________________
4.3.Observa a tabela seguinte:
4.3.1. Indica a espécie do lobo. _____________________________________________________________________
4.3.2. Identifica o género do cavalo. _________________________________________________________________
5. Seleciona as opções que completam a frase de forma correta:
O reino é…
1. … o grupo taxonómico com menor número de indivíduos.
2. … o grupo taxonómico com maior número de indivíduos.
3. … o grupo taxonómico que está hierarquicamente acima do filo.
6. Consulta as chaves dicotómicas das páginas 190 e 191 do manual.
6.1. Identifica a divisão a que pertence cada um dos seres vivos indicados. Regista os números que seguiste na chave.
a) Musgo b) Malmequer
6.2.Identifica o filo a que pertence o caracol. Regista os números que seguiste na chave.
6.3.Identifica a classe a que pertence o macaco.
Nome vulgar Nome científico
Lobo Canis lupus
Cavalo Equus caballus
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor30
Ficha 3 – A célula e a classificação dos seres vivos
1. 750 x
2. 1 – Órgão; 2 – Célula; 3 – Sistema; 4 – Tecido; 5 – Organismo.
3.1. Seres pluricelulares: leão, pinheiro, roseira. São seres constituídos por várias células.
4.1. Grupos taxonómicos.
4.2. Família, género, espécie.
4.3.1. Canis lupus.
4.3.2.Equus.
5. Opções 2 e 3.
6.1 a) Musgo: 1 – briófitas.
b) Malmequer: 2 – espermatófitas.
6.2. Caracol: 2 – 3 – 5 – 6 – 8 – moluscos.
6.3. Macaco: 1 – 3 – 4 – mamífero.
Ficha 2 – Diversidade nas plantas
SOLUÇÕES
1.1. Carvalho-cerquinho – árvore de folha caduca, com porte médio, muito ramificado, com copa ampla, folhas dentadas na margem e mais
claras na parte inferior e com a bolota sem pedúnculo.
1.2. Quercus faginea.
1.3. Em alguns concelhos dos distritos de Coimbra, Leiria, Lisboa e Santarém.
1.4.1. Devido à sua substituição por pinheiros e à destruição pelos incêndios.
1.1. Em cada par, o macho é representado pela figura da esquerda e a fêmea pela figura da direita.
1.2. Fig. 1 – barbatana caudal do macho;
Fig. 2 – crista e esporão saliente do galo;
Fig. 3 – armação na cabeça do antílope macho;
Fig. 4 – não se consegue distinguir;
Fig. 5 – juba do leão;
Fig. 6 – cor e tamanho.
2. Todos com exceção da zebra.
3. Perereca.
4. Animais ovíparos são animais que se desenvolvem dentro de um ovo, fora do corpo da mãe.
5. 1. clara; 2. gema; 3. casca; 4. câmara de ar.
6. Parada nupcial é o conjunto de comportamentos que os animais apresentam durante a época da reprodução. Uma das etapas da pa-
rada nupcial é a comunicação que pode ser feita através de sons, sinais luminosos, odores, gestos, etc. O pirilampo, por exemplo,
emite sinais luminosos; as mariposas libertam odores; os ursos lutam.
Ficha 1 – Diversidade nos animais
31O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
Data Trabalhos Fiz Não fiz Observações
Sugere-se a distribuição das grelhas seguintes aos alunos, fomentando assim a sua reflexão sobre as
suas atitudes.
Os meus trabalhos de casa
Esta ficha de registo pode ser partilhada com outras disciplinas.
ANEXOS
O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor32
No final de cada período, por
exemplo, sugere-se que os alunos
se autoavaliem quanto à resolução
de fichas, ao comportamento na
aula e à realização de trabalhos de
casa e outros propostos pelo pro-
fessor.
Sobre a árvore, deverão inserir
a sua autoavaliação.
Fichas
Comportamento
Trabalhos
Comportamento
Fichas Trabalhos
Trabalho de Grupo
À frente do nome de cada aluno, o capitão do grupo deverá assinalar se ele fez, fez parcialmente, ou não fez o trabalho de
que estava incumbido.
Nome da equipa: _____________________________________________________________________________________
Data Nome do aluno Nome do aluno Nome do aluno Nome do aluno
Assinatura do
Capitão do Grupo*
* Cargo rotativo com a duração de 1 mês.
Fez Fez parcialmente Não fez
A minha árvore
As minhas fichas

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Testes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapasTestes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapas
Maria José Silva
 
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivoFicha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Agrupamento de Escolas de Mortágua
 
Ficha UE
Ficha UEFicha UE
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoGeografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Maria Da Guia Fonseca
 
Ficha n.º 1
Ficha n.º 1Ficha n.º 1
Ficha n.º 1
f982
 
Teste hgp 4 república
Teste hgp 4 repúblicaTeste hgp 4 república
Teste hgp 4 república
Ana Pereira
 
Ulisses: Ficha de Avaliação
Ulisses: Ficha de AvaliaçãoUlisses: Ficha de Avaliação
Ulisses: Ficha de Avaliação
A. Simoes
 
Teste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 brunoTeste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 bruno
Delfina Sousa
 
1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx
1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx
1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx
CarlaLaurencio
 
Hgp 5 ano 1º
Hgp 5 ano 1ºHgp 5 ano 1º
Hgp 5 ano 1º
Ana Tapadinhas
 
128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)
128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)
128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)
anabela explicaexplica
 
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º períodoResumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Acima da Média
 
100% música livro de testes
100% música   livro de testes100% música   livro de testes
100% música livro de testes
Teresa Rosário
 
Teste romanos
Teste romanosTeste romanos
Teste romanos
Nathalie Ramires
 
Teste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto EditoraTeste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto Editora
Zé Mário
 
Fichas Ciências Naturais_6ano.pdf
Fichas Ciências Naturais_6ano.pdfFichas Ciências Naturais_6ano.pdf
Fichas Ciências Naturais_6ano.pdf
SandraNunes802096
 
Fichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º Ano
Fichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º AnoFichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º Ano
Fichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º Ano
Sónia Pereira
 
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
Lídia Maria Relvão Miranda
 
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕESFicha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
ensinovirtual3ciclo
 
Fichas de avaliação 8º ano
Fichas de avaliação 8º anoFichas de avaliação 8º ano
Fichas de avaliação 8º ano
Pirâmide Dos Tecidos
 

Mais procurados (20)

Testes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapasTestes 6º ano etapas
Testes 6º ano etapas
 
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivoFicha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
Ficha de avaliação CN6 - alimentação e s. digestivo
 
Ficha UE
Ficha UEFicha UE
Ficha UE
 
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoGeografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliação
 
Ficha n.º 1
Ficha n.º 1Ficha n.º 1
Ficha n.º 1
 
Teste hgp 4 república
Teste hgp 4 repúblicaTeste hgp 4 república
Teste hgp 4 república
 
Ulisses: Ficha de Avaliação
Ulisses: Ficha de AvaliaçãoUlisses: Ficha de Avaliação
Ulisses: Ficha de Avaliação
 
Teste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 brunoTeste sumativo 2 bruno
Teste sumativo 2 bruno
 
1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx
1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx
1ª Ficha avaliação CN- 5º ano - 2021-22.docx
 
Hgp 5 ano 1º
Hgp 5 ano 1ºHgp 5 ano 1º
Hgp 5 ano 1º
 
128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)
128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)
128969094 ficha-de-avaliacao-cn5-biosfera-revestimento-locomocao-pdf (1)
 
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º períodoResumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
Resumos de ciências 5º ano 1º teste 1º período
 
100% música livro de testes
100% música   livro de testes100% música   livro de testes
100% música livro de testes
 
Teste romanos
Teste romanosTeste romanos
Teste romanos
 
Teste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto EditoraTeste de História 8º ano- Porto Editora
Teste de História 8º ano- Porto Editora
 
Fichas Ciências Naturais_6ano.pdf
Fichas Ciências Naturais_6ano.pdfFichas Ciências Naturais_6ano.pdf
Fichas Ciências Naturais_6ano.pdf
 
Fichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º Ano
Fichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º AnoFichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º Ano
Fichas de Avaliação: A Grande Aventura_Estudo do Meio 3.º Ano
 
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
48666509 4-ficha-em-4-º-ano-1-º-periodo (1)
 
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕESFicha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
 
Fichas de avaliação 8º ano
Fichas de avaliação 8º anoFichas de avaliação 8º ano
Fichas de avaliação 8º ano
 

Destaque

Manual do professor editora do brasil 2012
Manual do professor editora do brasil 2012Manual do professor editora do brasil 2012
Manual do professor editora do brasil 2012
citacoesdosprojetosdeotavioluizmachado
 
Ciências
CiênciasCiências
Ciências
Anderson Ramos
 
Ciencias 6 consolidação
Ciencias 6 consolidaçãoCiencias 6 consolidação
Ciencias 6 consolidação
Mónica Cruz
 
Rochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres VivosRochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres Vivos
Agrupamento de Escolas de Mortágua
 
Ética da informação, plágio e referências bibliográficas
Ética da informação, plágio e referências bibliográficasÉtica da informação, plágio e referências bibliográficas
Ética da informação, plágio e referências bibliográficas
Biblioteca FCT/UNL
 
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
Angélica Manenti
 
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
SandraPedra71
 
Ficha av. cn n.º3 5ºano (1)
Ficha av. cn n.º3   5ºano (1)Ficha av. cn n.º3   5ºano (1)
Ficha av. cn n.º3 5ºano (1)
MINEDU
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
Isabel Couto
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
Catarina Pereira
 

Destaque (10)

Manual do professor editora do brasil 2012
Manual do professor editora do brasil 2012Manual do professor editora do brasil 2012
Manual do professor editora do brasil 2012
 
Ciências
CiênciasCiências
Ciências
 
Ciencias 6 consolidação
Ciencias 6 consolidaçãoCiencias 6 consolidação
Ciencias 6 consolidação
 
Rochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres VivosRochas - Solo - Seres Vivos
Rochas - Solo - Seres Vivos
 
Ética da informação, plágio e referências bibliográficas
Ética da informação, plágio e referências bibliográficasÉtica da informação, plágio e referências bibliográficas
Ética da informação, plágio e referências bibliográficas
 
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
6º ano E. F. II - O Gênero Entrevista
 
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)246014340 tf-tests (para o 8º ano)
246014340 tf-tests (para o 8º ano)
 
Ficha av. cn n.º3 5ºano (1)
Ficha av. cn n.º3   5ºano (1)Ficha av. cn n.º3   5ºano (1)
Ficha av. cn n.º3 5ºano (1)
 
A entrevista
A entrevistaA entrevista
A entrevista
 
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochasciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
ciencias-naturais-teste-sobre-minerais-e-rochas
 

Semelhante a Guia do professor CN_ ASA

Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...
Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...
Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...
CludiaDeSena
 
GEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdf
GEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdfGEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdf
GEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdf
Aida Cunha
 
Livro professor cn 7o ano
Livro professor cn 7o anoLivro professor cn 7o ano
Livro professor cn 7o ano
Maria Valadas
 
Ecologia 10
Ecologia 10Ecologia 10
Ecologia 10
aqmedeiros
 
Caderno de resumos i seminário de biologia
Caderno de resumos   i seminário de biologiaCaderno de resumos   i seminário de biologia
Caderno de resumos i seminário de biologia
Grace Gonçalves
 
Aula 1 ecologia site
Aula 1 ecologia siteAula 1 ecologia site
Aula 1 ecologia site
Izabela Badaró
 
MAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdf
MAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdfMAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdf
MAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdf
juliaMCFernandes
 
livro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdflivro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdf
InesVieiraAluno
 
Biologia geologia 10
Biologia geologia 10Biologia geologia 10
Biologia geologia 10
Paulo Ventura
 
Metod ciencias biologicas_biologia
Metod ciencias biologicas_biologiaMetod ciencias biologicas_biologia
Metod ciencias biologicas_biologia
MURILO SANTANA
 
_Plano6.lixo.docx.pdf
_Plano6.lixo.docx.pdf_Plano6.lixo.docx.pdf
_Plano6.lixo.docx.pdf
DirceGrein
 
FORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptx
FORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptxFORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptx
FORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptx
ErlissonPinheiro
 
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
UyaraPortugal
 
Plano7. classificação.docx (2).pdf
Plano7. classificação.docx (2).pdfPlano7. classificação.docx (2).pdf
Plano7. classificação.docx (2).pdf
DirceGrein
 
6º a.edinaldo geo-pdf
6º a.edinaldo geo-pdf6º a.edinaldo geo-pdf
6º a.edinaldo geo-pdf
Fatima Moraes
 
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Maria José Ramalho
 
ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...
ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...
ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...
CianeSilva4
 
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdfciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
Sandra Semedo
 
1⺠ano 1⺠b.
1⺠ano  1⺠b.1⺠ano  1⺠b.
1⺠ano 1⺠b.
Jacqueline Alexandrino
 
_Plano6.solo.docx (1).pdf
_Plano6.solo.docx (1).pdf_Plano6.solo.docx (1).pdf
_Plano6.solo.docx (1).pdf
DirceGrein
 

Semelhante a Guia do professor CN_ ASA (20)

Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...
Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...
Guia do professor. geo. portugal antónio matos fernando santos francisco lope...
 
GEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdf
GEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdfGEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdf
GEOPORTUGAL 10 ANO - TESTES (1).pdf
 
Livro professor cn 7o ano
Livro professor cn 7o anoLivro professor cn 7o ano
Livro professor cn 7o ano
 
Ecologia 10
Ecologia 10Ecologia 10
Ecologia 10
 
Caderno de resumos i seminário de biologia
Caderno de resumos   i seminário de biologiaCaderno de resumos   i seminário de biologia
Caderno de resumos i seminário de biologia
 
Aula 1 ecologia site
Aula 1 ecologia siteAula 1 ecologia site
Aula 1 ecologia site
 
MAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdf
MAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdfMAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdf
MAPA_EF2_7ano_V4_Matematica_PF.pdf
 
livro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdflivro filosofia soluções.pdf
livro filosofia soluções.pdf
 
Biologia geologia 10
Biologia geologia 10Biologia geologia 10
Biologia geologia 10
 
Metod ciencias biologicas_biologia
Metod ciencias biologicas_biologiaMetod ciencias biologicas_biologia
Metod ciencias biologicas_biologia
 
_Plano6.lixo.docx.pdf
_Plano6.lixo.docx.pdf_Plano6.lixo.docx.pdf
_Plano6.lixo.docx.pdf
 
FORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptx
FORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptxFORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptx
FORMAÇÃO ROTAS DE APROFUNDAMENTO 2023 - MUNICÍPIOS.pptx
 
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)Atividade ciencias natureza  etapa ii (1)
Atividade ciencias natureza etapa ii (1)
 
Plano7. classificação.docx (2).pdf
Plano7. classificação.docx (2).pdfPlano7. classificação.docx (2).pdf
Plano7. classificação.docx (2).pdf
 
6º a.edinaldo geo-pdf
6º a.edinaldo geo-pdf6º a.edinaldo geo-pdf
6º a.edinaldo geo-pdf
 
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
Ciências experimentais no 1º ciclo 2012 2013
 
ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...
ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...
ROTA CHS 720 - A HUMANIDADE E A NATUREZA RELAÇÕES E PERSPECTIVAS DE UM FUTURO...
 
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdfciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
ciencias_naturais_3c_9a_AE.pdf
 
1⺠ano 1⺠b.
1⺠ano  1⺠b.1⺠ano  1⺠b.
1⺠ano 1⺠b.
 
_Plano6.solo.docx (1).pdf
_Plano6.solo.docx (1).pdf_Plano6.solo.docx (1).pdf
_Plano6.solo.docx (1).pdf
 

Último

Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
Marcelo Botura
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Falcão Brasil
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
ArapiracaNoticiasFat
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Falcão Brasil
 

Último (20)

Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?O que é  o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
O que é o programa nacional de alimentação escolar (PNAE)?
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdfSistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras - SISFRON.pdf
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIALA GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
A GEOPOLÍTICA ATUAL E A INTEGRAÇÃO ECONÔMICA E SOCIAL
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, O Encontro de Rute com Boaz, 3Tr24.pptx
 
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
Endereços — Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia - ...
 

Guia do professor CN_ ASA

  • 1. DeacordocomMetasCurriculares O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS | CIÊNCIAS NATURAIS – 5.O ANO Dulce Franco
  • 3. Apresentação do projeto ........................................................................................................................ 3 Metas Curriculares do Ensino Básico – Ciências Naturais ................................................. 4 Proposta de planificação anual ........................................................................................................... 9 Proposta de planificação a médio prazo ........................................................................................ 13 Guião de exploração das transparências ....................................................................................... 17 Fichas formativas ...................................................................................................................................... 25 Soluções .......................................................................................................................................................... 30 Anexos .............................................................................................................................................................. 31 ÍNDICE
  • 4. O Meu Livro de Ciências tem por objetivo apresentar uma abordagem às Ciências Naturais motivadora, simples, funcional, tendo em conta o essencial das aprendizagens previstas para o 5.o ano de escolaridade. Foi reformulado em 2014, de modo a garantir o cumprimento das Metas Curriculares homologadas a 16 de abril de 2013. O projeto engloba, para o aluno: – Manual – Caderno de Atividades – Manual Multimédia (CD-ROM e online) – http://www.livrodeciencias5.asa.pt Para o Professor: – Manual – Versão Exclusiva do Professor – Guia do Professor – (CD-ROM e online) – http://www.livrodeciencias5.asa.pt Manual • Apresenta um aspeto gráfico inovador, extremamente motivador, pois tem em conta a forma de captação do conhecimento por parte dos alunos deste ciclo e ano de ensino, cujo nível etário está, ainda, muito associado à necessidade de repre- sentação visual dos conceitos. • Integra uma estrutura organizativa prática e intuitiva. • Apresenta informação numa estrutura atómica, bem segmentada, dispondo de destaques nas aprendizagens relevantes. Desta forma, o aluno tem plena autonomia na compreensão dos conteúdos e na sua utilização. • Contém, para cada aula, propostas de atividades de tipologia diversa e orientadas para a prática do questionamento gra- dativo, do mais simples para o mais complexo. • Desenvolve um saber prático, experimentado, através da proposta de um conjunto de experiências ao longo do ma- nual e, ainda, da rubrica Métodos de cientista, na qual são disponibilizadas atividades que levam os alunos a planear/rea- lizar/experienciar pequenas investigações, a fazer previsões e a formular hipóteses. • Integra a rubrica Trabalho de Projeto, de sensibilização para temáticas da área das ciências que podem ser trabalhadas transversalmente nas várias disciplinas, nas áreas curriculares não disciplinares e em aulas de substituição. • Apresenta uma ficha de avaliação por unidade, fundamental no âmbito da avaliação formativa, autorreguladora. • Em Cidadania em ação é apresentada uma contextualização/sensibilização/alerta para uma questão de cidadania, seguida de uma proposta de recursos e tarefas no sentido de desenvolver em cada aluno o espírito de cidadão ativo. • As soluções das atividades propostas no manual, assim como sugestões metodológicas, propostas de novos projetos e outros recursos úteis à atividade docente, são dadas ao Professor em . • Contempla uma forte componente multimédia, inovadora e funcional, em suporte CD-ROM e online. APRESENTAÇÃO DO PROJETO O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 3
  • 5. METAS CURRICULARES DO ENSINO BÁSICO – CIÊNCIAS NATURAIS Os objetivos gerais, completados por descritores mais precisos, encontram-se organizados em cada ano de escolaridade por domínios e subdomínios, segundo a seguinte estrutura: Identifica(m)-se em seguida, à frente de cada descritor, a(s) página(s) do manual onde ele é tratado. 5.o ANO A ÁGUA, O AR, AS ROCHAS E O SOLO – MATERIAIS TERRESTRES A importância das rochas e do solo na manutenção da vida 1. Compreender a Terra como um planeta especial 1.1. Indicar três fatores que permitam considerar a Terra um planeta com vida. 1.2. Distinguir ambientes terrestres de ambientes aquáticos, com base na exploração de documentos diversificados. 1.3. Enumerar as subdivisões da Biosfera. 1.4. Caracterizar três habitats existentes na região onde a escola se localiza. DOMÍNIO Subdomínio 1. Objetivo geral 1.1. Descritor 1.2. Descritor Págs. 20, 22 Págs. 20-23 Pág. 23 Págs. 30, 31 Caderno de Atividades Constituído por 21 fichas formativas e 3 fichas de avaliação global, é um auxiliar precioso para a consolidação e sistemati- zação das aprendizagens. Possibilita o trabalho autónomo dos alunos. Engloba alguns exercícios lúdicos, como crucigramas e sopas de letras, e outros para sistematização de conteúdos, como mapas de conceitos e esquemas para preencher. Inclui exercícios de resposta livre, para produção escrita, que visam de- senvolver a capacidade de comunicação dos alunos e a correta utilização da Língua Portuguesa para estruturar o pensamento. Guia do Professor O Guia do Professor surge suportado pelas Metas Curriculares do Ensino Básico – Ciências Naturais. É apresentada a arti- culação entre os descritores das Metas Curriculares e as páginas do manual. Incluímos ainda uma proposta de planificação anual com sugestões metodológicas para cada unidade, uma proposta de planificação a médio prazo, a indicação de alguns materiais a utilizar, fichas formativas e guiões de exploração de transparências. 4 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor
  • 6. 5O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 1.5. Relacionar os impactes da destruição de habitats com as ameaças à continuidade dos seres vivos. 1.6. Sugerir medidas que contribuam para promover a conservação da Natureza. 2. Compreender que o solo é um material terrestre de suporte de vida 2.1. Apresentar a definição de solo. 2.2. Indicar três funções do solo. 2.3. Identificar os componentes e as propriedades do solo, com base em atividades práticas laboratoriais. 2.4. Descrever o papel dos agentes biológicos e dos agentes atmosféricos na génese dos solos. 2.5. Relacionar a conservação do solo com a sustentabilidade da agricultura. 2.6. Associar alguns métodos e instrumentos usados na agricultura ao avanço científico e tecnológico. 3. Compreender a importância das rochas e dos minerais 3.1. Apresentar uma definição de rocha e de mineral. 3.2. Distinguir diferentes grupos de rochas, com base em algumas propriedades, utilizando chaves dicotómicas simples. 3.3. Reconhecer a existência de minerais na constituição das rochas, com base na observação de amostras de mão. 3.4. Referir aplicações das rochas e dos minerais em diversas atividades humanas, com base numa atividade prática de campo na região onde a escola se localiza. A importância da água para os seres vivos 4. Compreender a importância da água para os seres vivos 4.1. Representar a distribuição da água no planeta (reservatórios e fluxos), com recurso ao ciclo hidrológico. 4.2. Referir a disponibilidade de água doce (à superfície e subterrânea) na Terra, a partir de informação sobre o volume total de água existente. 4.3. Identificar propriedades da água, com base em atividades práticas laboratoriais. 4.4. Apresentar exemplos que evidenciem a existência de água em todos os seres vivos, através da consulta de documentos diversificados. 4.5. Descrever duas funções da água nos seres vivos. 4.6. Explicar a importância da composição da água para a saúde do ser humano, a partir da leitura de rotulagem. 4.7. Referir o papel do flúor na saúde oral. 5. Compreender a importância da qualidade da água para a atividade humana 5.1. Classificar os tipos de água própria para consumo (água potável e água mineral) e os tipos de água imprópria para consumo (água salobra e água inquinada). Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157 Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157 Pág. 48 Pág. 48 Págs. 48-51 Págs. 46-49 Págs. 54-57 Págs. 55-57 Págs. 38, 63 Págs. 41-43 Págs. 41-43 Págs. 44-45, 62 Págs. 66-67, 72-73 Pág. 72 Págs. 70-71 Págs. 68-69 Pág. 69 Pág. 70 Págs. 70, 78 Pág. 70
  • 7. 6 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 5.2. Descrever a evolução do consumo de água em Portugal, com base em informação expressa em gráficos ou tabelas. 5.3. Propor medidas que visem garantir a sustentabilidade da água própria para consumo. 5.4. Indicar três fontes de poluição e de contaminação da água. 5.5. Explicar as consequências da poluição e da contaminação da água. 5.6. Distinguir a função da Estação de Tratamento de Águas da função da Estação de Tratamento de Águas Residuais. A importância do ar para os seres vivos 6. Compreender a importância da atmosfera para os seres vivos 6.1. Referir as funções da atmosfera terrestre. 6.2. Identificar as propriedades do ar e de alguns dos seus constituintes, com base em atividades práticas. 6.3. Nomear os principais gases constituintes do ar. 6.4. Referir três atividades antrópicas que contribuem para a poluição do ar. 6.5. Determinar a evolução da qualidade do ar, incluindo o Índice de Qualidade do Ar, com base em dados da Agência Portuguesa do Ambiente. 6.6. Sugerir cinco medidas que contribuem para a preservação de um índice elevado de qualidade do ar. DIVERSIDADE DE SERES VIVOS E SUAS INTERAÇÕES COM O MEIO Diversidade nos animais 7. Interpretar as características dos organismos em função dos ambientes onde vivem 7.1. Apresentar exemplos de meios onde vivem os animais, com base em documentos diversificados. 7.2. Descrever a importância do meio na vida dos animais. 7.3. Apresentar um exemplo de animal para cada tipologia de forma corporal. 7.4. Categorizar os diferentes tipos de revestimentos dos animais, com exemplos. 7.5. Referir as funções genéricas do revestimento dos animais. 7.6. Identificar os órgãos de locomoção dos animais, tendo em conta o meio onde vivem. 8. Compreender a diversidade de regimes alimentares dos animais tendo em conta o respetivo habitat 8.1. Apresentar exemplos de animais que possuam distintos regimes alimentares. 8.2. Descrever adaptações morfológicas das aves e dos mamíferos à procura e à captação de alimento, com base em documentos diversificados. 8.3. Comparar os comportamentos dos animais na obtenção de alimento com as características morfológicas que possuem. 9. Compreender a diversidade de processos reprodutivos dos animais 9.1. Resumir as etapas do ciclo de vida de um animal. 9.2. Associar a reprodução dos seres vivos com a continuidade dos mesmos. Pág. 81 Págs. 74-79 Pág. 74 Págs. 74, 88 Págs. 74, 78-79, 86 Pág. 92 Págs. 93-97 Pág. 94 Págs. 100-103 Págs. 103, 104 Págs. 101, 104-105 Págs. 20-23, 25 Págs. 20, 22-24 Págs. 112-115 Págs. 116-118 Págs. 116-119 Págs. 120-127 Págs. 128-131 Págs. 129-131 Págs. 132-133 Págs. 138, 142, 144-147 Pág. 138
  • 8. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 7 9.3. Categorizar os tipos de reprodução existentes nos animais. 9.4. Exemplificar rituais de acasalamento, com base em documentos diversificados. 9.5. Nomear as células que intervêm na fecundação. 9.6. Distinguir animais ovíparos, de ovovivíparos e de vivíparos. 9.7. Indicar dois exemplos de animais que passem por metamorfoses completas durante o seu desenvolvimento. 10.Conhecer a influência dos fatores abióticos nas adaptações morfológicas e comportamentais dos animais 10.1. Descrever a influência da água, da luz e da temperatura no comportamento dos animais, através do controlo de variáveis em laboratório. 10.2.Apresentar três exemplos de adaptações morfológicas e comportamentais dos animais à variação de três fatores abióticos (água, luz e temperatura). 11. Compreender a importância da proteção da biodiversidade animal 11.1. Apresentar uma definição de biodiversidade. 11.2. Indicar exemplos da biodiversidade animal existente na Terra, com base em documentos diversificados. 11.3. Descrever três habitats que evidenciem a biodiversidade animal existente na região onde a escola se localiza. 11.4. Exemplificar ações do ser humano que podem afetar a biodiversidade animal. 11.5. Discutir algumas medidas que visem promover a biodiversidade animal. 11.6. Concluir acerca da importância da proteção da biodiversidade animal. Diversidade nas plantas 12.Conhecer a influência dos fatores abióticos nas adaptações morfológicas das plantas 12.1. Descrever a influência da água, da luz e da temperatura no desenvolvimento das plantas. 12.2.Testar a influência da água e da luz no crescimento das plantas, através do controlo de variáveis, em laboratório. 12.3.Associar a diversidade de adaptações das plantas aos fatores abióticos (água, luz e temperatura) dos vários habitats do planeta, apresentando exemplos. 13. Compreender a importância da proteção da diversidade vegetal 13.1. Indicar exemplos de biodiversidade vegetal existente na Terra, com base em documentos diversos. 13.2.Descrever três habitats que evidenciem a biodiversidade vegetal existente na região onde a escola se localiza. 13.3. Exemplificar ações antrópicas que podem afetar a biodiversidade vegetal. 13.4.Propor medidas que visem promover a biodiversidade vegetal. 13.5.Concluir acerca da importância da proteção da biodiversidade vegetal. Pág. 138 Págs. 140-141 Pág. 142 Págs. 142, 144 Págs. 146-147 Págs. 148-149 Pág. 148 Pág. 22 Págs. 22-23 Págs. 30-31 Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157 Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157 Págs. 24-25, 32, 56-57, 102, 157 Págs. 160-162 Págs. 163, 164 Págs. 160-162 Págs. 18-25 Págs. 30-31 Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157 Págs. 24, 54-57, 74, 100-105, 157 Págs. 24, 32, 55-57, 65, 102
  • 9. 8 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor UNIDADE NA DIVERSIDADE DE SERES VIVOS Célula – unidade básica de vida 14. Aplicar a microscopia na descoberta do mundo “invisível” 14.1. Descrever o contributo de dois cientistas para a evolução do microscópio ótico, destacando a importância da tecnologia no avanço do conhecimento científico. 14.2. Identificar os constituintes do microscópio ótico composto. 14.3. Realizar observações diversas usando o microscópio ótico, de acordo com as regras de utilização estabelecidas. 14.4. Esquematizaras observações microscópicas realizadas, através deversões simplificadas de relatórios. 14.5. Interpretar as características da imagem observada ao microscópio ótico composto. 14.6. Discutir a importância do microscópio eletrónico, com base em imagens e poderes de resolução. 15. Compreender que a célula é a unidade básica da vida 15.1. Apresentar uma definição de célula. 15.2. Distinguir diferentes tipos de células, relativamente à morfologia e ao tamanho, com base na observação microscópica de material biológico. 15.3. Identificar os principais constituintes da célula, com base na observação microscópica de material biológico. 15.4. Comparar células animais com células vegetais. 15.5. Apresentar dois exemplos de seres unicelulares e dois exemplos de seres pluricelulares. 15.6. Descrever os níveis de organização biológica. Diversidade a partir da unidade – níveis de organização hierárquica 16. Compreender a importância da classificação dos seres vivos 16.1. Apresentar uma definição de espécie. 16.2. Distinguir classificações práticas de classificações racionais dos seres vivos. 16.3. Indicar as principais categorias taxonómicas. 16.4. Identificar animais e plantas, até ao Filo, recorrendo a chaves dicotómicas simples. Págs. 174, 176 Pág. 175 Pág. 175 Pág. 176 Págs. 175, 177, 179 Págs. 177, 179 Págs. 180-181 Págs. 176, 178-179 Págs. 176-177, 179 Pág. 178 Págs. 176-177, 179 Pág. 178 Pág. 186 Pág. 186 Págs. 184-189 Págs. 190-191
  • 10. 9O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor PROPOSTA DE PLANIFICAÇÃO ANUAL Conteúdos/TemasObjetivos Termos/ Conceitos Observações/ Sugestõesmetodológicas Processode avaliação N.o deaulas previstas Introdução–aTerra, umPlanetaEspecial •Ondeexistevida? •OqueéaBiosfera? •ABiosferaestá emperigo? •Reconheceraexistênciadevida emdiversosambientes. •CompreenderaTerranosseus aspetoscomplementaresdebiosfera, litosfera,hidrosferaeatmosfera. •ExplicaradinâmicadaTerra combaseemfenómenos etransformaçõesqueocorrem. Biosfera Biodiversidade Habitat População Comunidade Ecossistema •ConstruçãodocartazSafarinaEscola. •Construçãodeumaquáriodeáguadoce. •Trabalhossobreáreasprotegidas. Avaliação dediagnóstico. Observação eregistoda participação dosalunos. 5 Aimportânciadas rochasedosolona manutençãodavida •Comosãoconstituídas asrochas? •Quaissãoas propriedadesdas rochas? •Comoidentificar asrochas? •Rochas,minerais eatividadeshumanas •Quealterações sofremasrochas? •Comoseformam ossolos?Qualé asuaconstituição? •Comoseclassificam ossolos? •Quaissãoascausas dapoluiçãoeda erosãodosolo? •Comopodemos conservaretratar ossolos? •Compreendercomoaalteração dasrochascontribuipara aformaçãodosolo. •Compreenderaimportânciade relacionaraspropriedadesdosolo deumadadaregiãocomanatureza dosseusconstituintes. •Compreendercomoaintervenção humananaTerrapodeafetar aqualidadedaágua,dosolo edoar,comimplicaçõespara avidadaspessoas. •Compreenderanecessidade deutilizaçãodosrecursoshídricos egeológicosdeumaforma sustentável. •Planificaraçõesvisandoaproteção doambiente,apreservaçãodo patrimónioeoequilíbrioentre aNaturezaeasociedade. •Identificarmedidasatomar paraaexploraçãosustentável dosrecursos. RochaMineral Granito Basalto Calcário,Argila Areia,Arenito Xisto,Erosão Solo,Subsolo Solojovem Solomaduro Húmus Permeabilidade Soloarenoso Soloargiloso Solocalcário Solofranco Drenagem Adubação Irrigação Lavra •Pesquisarsobreaexistênciade pedreirasoudeminasnaregião. •Saídadecampoparaacolheita deamostras. •Identificaçãoderochasfrequentes naregiãorecorrendoachaves dicotómicas. •Relaçãodosmateriaisutilizados naconstruçãodecasasouindústrias artesanaiscomomateriallitológico maisfrequentenaregião. •Observaçãodeumvídeosobre autilidadedasrochasedosminerais. •Observaçãoeanálisedefotografias queevidenciamoefeitodaerosão nasrochas. •Verificarexperimentalmenteograu depermeabilidadedossolos. •Construçãodeummapalitológico dePortugal. •Debatedetemasrelacionados comoimpactodaintervenção doserhumanosobreoambiente. Observação eregisto daparticipação dosalunos. Fichas deavaliação. Relatórios deatividades experimentais. Autoavaliação eheteroavaliação. 16 Aimportânciadaágua paraosseresvivos •Qualéaimportância daáguaparaosseres vivos? •Reconhecerqueaintervenção humananaTerraéfundamental paraaobtençãodosalimentos edaenergianecessáriaàvida. Ciclodaágua Solução Solvente •Pesquisasobreaexistênciadeágua nosseresvivos. •Exploraçãodociclodaágua. Observação eregisto daparticipação dosalunos. 15
  • 11. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor10 Conteúdos/TemasObjetivos Termos/ Conceitos Observações/ Sugestõesmetodológicas Processode avaliação N.o deaulas previstas •Quaissãoas propriedadesdaágua? •Ondeseencontra aáguanaNatureza? •Comopodemos conservaretratar aágua? •Comousa aHumanidadeaágua? •Compreendercomoaintervenção humananaTerrapodeafetara qualidadedaágua,dosoloedoar, comimplicaçõesparaavidadas pessoas. •Compreenderanecessidade dautilizaçãodosrecursoshídricos egeológicosdeumaformasustentável. •Planificaraçõesvisandoaproteçãodo ambiente,apreservaçãodopatrimónio eoequilíbrioentreaNatureza easociedade. •Identificarmedidasatomarpara aexploraçãosustentáveldosrecursos. •Reconhecerqueoorganismohumano estásujeitoafatoresnocivosque podemcolocaremriscoasuasaúde físicaemental. Soluto Insolúvel Águapotável Águasalobra Águamineral Águainquinada Poluição Decantação Filtração Fervura Processos químicos •Análisedenotíciasdejornaisimpressos empapeleemversãoeletrónicasobre oimpactodapoluiçãodaáguana qualidadedevidadoseresvivos. •Evidenciaraimportânciaparaasaúde decertassubstânciasquesedissolvem naágua. •Realizaçãodeexperiênciaspara verificaraspropriedadesdaágua. •RecordaraexistênciadeáguanaNatureza eaimportânciadoslençóisdeágua. •Realizaçãodedecantaçõesefiltrações. •LeituraeanálisedaCartaEuropeia daÁgua. •Evidenciaraimportânciadoserhumano nagestãodosmeiosnaturaisenasua conservaçãoeutilização. Fichas deavaliação. Relatórios deatividades experimentais. Autoavaliação eheteroavaliação. Aimportânciadoarpara osseresvivos •Quaissãoas propriedadesdoar? •Qualéaconstituição doar? •Quaissãoas propriedadesdos constituintesdoar? •Qualéaimportância dosgases atmosféricos? •Oqueéaqualidade doar? •Quaissãoas consequências dapoluiçãodoar? •Comopodemos conservaretratar oar? •Compreendercomoaintervenção humananaTerrapodeafetar aqualidadedaágua,dosolo edoar,comimplicaçõespara avidadaspessoas. •Discussãodanecessidadedeutilização dosrecursoshídricosegeológicos deumaformasustentável. •Planificaraçõesvisandoaproteção doambiente,apreservaçãodo patrimónioeoequilíbrioentre aNaturezaeasociedade. •Identificarmedidasatomarparauma exploraçãosustentáveldosrecursos. •Planificarpequenasinvestigações querelacionemosconstituintesda atmosferacomaspetosdavidanaTerra. •Reconhecerqueoorganismohumano estásujeitoafatoresnocivosque podemcolocaremriscoasuasaúde físicaemental. •Compreenderainfluênciada publicidadeedacomunicaçãosocial noshábitosdeconsumoenatomada dedecisõesquetenhamemcontaa defesadasaúdeeaqualidadedevida. Comburente Combustível Combustão Qualidadedoar Camadado ozono Efeitodeestufa Chuvasácidas •Verificar,experimentalmente, aspropriedadesdoar. •Verificar,experimentalmente, aspropriedadesdosprincipais constituintesdoar. •Salientaraimportânciadosgases atmosféricosnavidadosseresvivos, namedicinaenaindústria. •Pesquisadarelaçãoentreograude poluiçãoeoaparecimentodelíquenes. •Organizar,aníveldaturma,umpainel comdocumentaçãodiversa(notícias, fotografias,etc.)sobrecasosde poluiçãoeposteriordebatepara apresentaçãodesoluções. Observação eregisto daparticipação dosalunos. Fichas deavaliação. Relatórios deatividades experimentais. Autoavaliação eheteroavaliação. 12
  • 12. 11O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor Conteúdos/TemasObjetivos Termos/ Conceitos Observações/ Sugestõesmetodológicas Processode avaliação N.o deaulas previstas Diversidadenosanimais •Queformastêm osanimais? •Querevestimento têmoscorpos dosanimais? •Comosedeslocam osanimais? •Dequesealimentam osanimais? •Comosereproduzem osanimais? •Quaissãoos fatoresdomeio queinfluenciam osanimais? •Identificarrelaçõesentre adiversidadedeseresvivos, seuscomportamentos eadiversidadeambiental. •Relacionarosregimesalimentares dosanimaiscomavariedadede comportamentosqueapresentam. •Conheceradiversidade decomportamentosrelacionados comareprodução. •Identificarasmudançasde comportamentosdosanimais resultantesdealteraçõesdomeio. Pelecompelo Pelecompenas Pelenua Pelecom escamas Quitina Revestimento calcário Pelenua Articulações Marcha Reptação Salto Corrida Natação Membrana interdigital Voo Membranaalar Carnívoro Insetívoro Herbívoro Omnívoro Dentição Vivíparos Ovíparos Ovovivíparos Metamorfoses Luz Temperatura Humidade Migrações Hibernações Estivações •Saídadecampopluridisciplinar paraaabordagemsistémicados problemaserecolhadedados comvistaaatividadesfuturas. •Visionamentodeumfilmepara sensibilizaçãoàdiversidadenos animais(revestimento,locomoção, alimentação,dentição…) •Observaçãodosváriostipos derevestimentodosanimais. •Organizaçãodecoleçõesdeconchas, penas,etc. •Atividadeexperimentalparaobservação daspropriedadesdaspenas. •Atividadespráticassobrealocomoção. Referênciaaoesqueletoeaosmúsculos esuaaçãonomovimento. •Relacionamentodostiposdelocomoção comascaracterísticasdosórgãos locomotores. •Relacionamentoentreosbicoseasgarras dasaveseoseuregimealimentar. •Descriçãodaparadanupcialdediferentes animais. •Investigaçãoexperimentaldesituações queevidenciemainteraçãoanimais-meio. •Elaboraçãodeumtrabalhosobre abiodiversidadeanimalexistente naregiãoondeselocalizaaescola. •Trabalhosdepesquisasobremigrações dasandorinhas,hibernação,estivação,etc. Observação eregisto daparticipação dosalunos. Fichas deavaliação. Relatórios deatividades experimentais. Autoavaliação eheteroavaliação. 20
  • 13. 12 O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor Conteúdos/TemasObjetivos Termos/ Conceitos Observações/ Sugestõesmetodológicas Processode avaliação N.o deaulas previstas Diversidadenasplantas •Quaissão osfatoresdomeio queinfluenciam asplantas? •Compreenderainfluênciadomeio nocomportamentoedistribuição dasplantas. Plantasdefolha persistente Plantasdefolha caduca Plantasxerófitas Fototropismo •Elaboraçãodeumherbárioeaquisiçãode regrasbásicasparaasuaorganização. •Discussãosobreespéciesameaçadase sensibilizaçãorelativamenteaovalordo contributopessoalparaaproteçãodos seresvivos. •Realizaçãodeexperiênciasparainvestigar ainfluênciadosfatoresdomeio(luz, temperatura,humidade)nasvariaçõesdas característicasedocomportamentodas plantas. •Elaboraçãodeumtrabalhosobrea biodiversidadevegetalexistentenaregião ondeselocalizaaescola. •Elaboraçãodeumtrabalhodeinvestigação sobreocarvalho-cerquinho. Observação eregisto daparticipação dosalunos. Fichas deavaliação. Relatórios deatividades experimentais. Autoavaliação eheteroavaliação. 4 Unidadenadiversidade deseresvivos •Acélula–unidade naconstituiçãodos seresvivos. •Oqueéum microscópio? Comoseutiliza? •Comosão constituídososseres vivos? •Queformastêmas células? Quedimensões apresentam? •Classificaçãodos seresvivos. •Paraquêclassificar osseresvivos? •Comoclassificaros seresvivos? •Comoidentificaros seresvivos? •Compreenderqueobomfuncionamento doorganismodecorredainteração dediferentessistemasdeórgãos queasseguramarealização dasfunçõesessenciaisàvida. •Compreenderaimportância derevelarumaatituderesponsável faceàproteçãodosseresvivos. •Compreenderaimportância daclassificaçãobiológicacomo mododeorganizaresistematizar adiversidadedosseresvivos. •Reconheceranecessidade dousodecritériosnossistemas declassificação. Célula Tecido Órgão Sistema Organismo Núcleo Citoplasma Membrana celular Paredecelular Reino,Filo, Classe,Ordem, Família,Género, Espécie Protistas Monera Fungos Plantas Animais Espermatófitas Pteridófitas Briófitas •Referênciaànecessidadedomicroscópio paraavisualizaçãodagrandemaioriadas células. •Observaçãodeummicroscópio. Identificaçãodaspartesqueoconstituem. •Observaçãodecélulas.Identificação dosseusconstituintes. •Observaçãomicroscópicadeinfusões. •Referênciaadiferentestipos declassificaçãodeseresvivos. •Classificaçãodosseresvivosemcinco reinos. •Recursoachavesdicotómicaspara classificarosseresvivos. •Atividadespráticasdeaplicaçãoparauso daschavesdicotómicasnaclassificação dosseresvivos. Observação eregisto daparticipação dosalunos. Fichas deavaliação. Relatórios deatividades experimentais. Autoavaliação eheteroavaliação. 13
  • 14. 13O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor PROPOSTA DE PLANIFICAÇÃO A MÉDIO PRAZO Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver Aulas previstas Introdução – a Terra, um Planeta Especial • Onde existe vida? • O que é a Biosfera? • A Biosfera está em perigo? • Reconhecer a existência de vida em diversos ambientes. • Compreender globalmente a Terra: biosfera, atmosfera, geosfera e hidrosfera. • Compreender a diversidade de seres vivos e de ambientes na biosfera. • Relacionar os diferentes seres vivos com o respetivo habitat. • Manifestar atitudes responsáveis face à proteção da Natureza. • Compreender a importância das zonas protegidas. • Exploração das imagens das págs. 18 e 19. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 19. • Reflexão sobre as condições necessárias para a existência de vida e de diferentes ambientes na Terra. • Exploração das imagens das págs. 22 e 23, para identificar as subdivisões da Biosfera e diferentes habitats. • Realização da Atividade da pág. 23. • Leitura e interpretação dos textos e imagens das págs. 24 e 25 para constatação da necessidade da preservação dos habitats. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 27. • Realização da Ficha Formativa das págs. 28 e 29, assim como dos projetos das págs. 30 e 31. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 1 e 2. 5 A importância das rochas e do solo na manutenção da vida. • Rochas, minerais e atividade humana. • Alteração das rochas. • Génese dos solos. • Tipos dos solos e suas propriedades. • Importância dos solos. • Conservação/degradação dos solos. • Compreender que os materiais terrestres são o suporte de vida. • Identificar as rochas mais frequentes em Portugal, localizando-as. • Compreender o conceito de rocha e de mineral. • Identificar rochas através das suas propriedades e/ou chaves dicotómicas. • Referir aplicações das rochas e minerais. • Identificar locais de exploração de rochas e minerais. • Compreender a formação do solo. • Indicar as funções do solo. • Conhecer a constituição do solo. • Relacionar as propriedades do solo com a natureza dos seus constituintes. • Distinguir tipos de solo. • Reconhecer os efeitos que a atividade humana provoca no solo. • Relacionar a conservação do solo com a sustentabilidade da agricultura. • Manifestar atitudes responsáveis face à conservação do solo. • Exploração das imagens das págs. 36 e 37. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 37. • Exploração das imagens e textos, das págs. 38 e 39, para apreensão da noção de rocha e mineral. • Realização da Atividade da pág. 39. • Exploração do quadro da pág. 41 para identificação das propriedades das rochas. • Observação de várias rochas, classificando-as com recurso à chave dicotómica da pág. 43. • Realização da Atividade Prática da pág. 45. • Exploração do mapa da pág. 45 e resolução da Atividade. • Debate sobre as diversas utilizações dadas aos diferentes minerais/rochas. • Realização da Atividade Experimental da pág. 46 para compreender a influência dos agentes erosivos nas rochas e as alterações que lhes provocam. • Interpretação da imagem da pág. 48 para compreensão da formação do solo. • Realização das Atividades Práticas das págs. 48, 49, 50 e 52 – constituição do solo. • Exploração de imagens de diferentes tipos de solo. • Realização da Atividade Prática da pág. 53. • Leitura e interpretação dos textos e imagens e resolução das Atividade das págs. 45-57. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 59. • Realização da Ficha Formativa das págs. 60 e 61, assim como dos projetos das págs. 62-65. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 3, 4 e 5. 16
  • 15. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor14 Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver Aulas previstas A importância da água para os seres vivos • A água como solvente. • A qualidade da água. • Distribuição da água na Natureza. • A água e as atividades humanas. • Compreender a importância da água para os seres vivos. • Reconhecer a água como um bom solvente. • Identificar substâncias solúveis e insolúveis na água. • Identificar os constituintes de uma dissolução: soluto, solvente e solução. • Identificar as propriedades da água. • Compreender a circulação da água na Natureza. • Classificar os tipos de água: potável, mineral, salobra e inquinada. • Indicar fontes de poluição da água. • Compreender os vários processos de tratamento de água assim como a sua importância. • Compreender como a atividade humana pode afetar a qualidade da água. • Reconhecer a importância das ETA e ETAR. • Identificar medidas que garantam a sustentabilidade da água própria para consumo. • Compreender a evolução do consumo de água em Portugal. • Manifestar atitudes responsáveis face à preservação da água. • Exploração das imagens das págs. 66 e 67. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 67. • Análise das imagens das págs. 68 e 69 e debate sobre a importância da água para os seres vivos. • Realização da Atividade da pág. 69. • Realização da Atividade Prática da pág. 71. • Leitura e análise dos textos e imagens das págs. 72 e 73. • Realização da Atividade da pág. 73. • Debate sobre formas de tratamento da água e sua importância. • Interpretação da Carta Europeia da Água e resolução da Atividade da pág. 75. • Realização da Atividade Prática da pág. 76. • Diálogo sobre a importância da ETA e ETAR – exploração das imagens das págs. 78 e 79 e realização da Atividade. • Debate sobre o uso da água. • Realização da Atividade da pág. 81. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 83. • Realização da Ficha Formativa das págs. 84 e 85, assim como dos projetos das págs. 86-89. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 6 e 7. 15 A importância do ar para os seres vivos • Constituintes do ar e suas propriedades. • Importância dos gases atmosféricos. • Fatores que alteram a qualidade do ar. • Compreender a importância do ar para os seres vivos. • Referir as funções da atmosfera terrestre. • Identificar os principais constituintes do ar. • Identificar as propriedades do ar e dos seus principais constituintes. • Indicar algumas aplicações dos gases atmosféricos. • Compreender os efeitos da atividade humana na qualidade do ar. • Determinar a evolução da qualidade do ar – índice da qualidade do ar. • Manifestar atitudes responsáveis face à preservação do ar • Exploração das imagens das págs. 90 e 91. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 91. • Leitura e análise dos textos e imagens da págs. 92 e 93. • Realização da Atividade da pág. 93. • Realização das Atividades Práticas das págs. 95-97 – constituição do ar e propriedades dos seus constituintes. • Debate sobre a importância dos gases atmosféricos. • Realização da Atividade da pág. 99. • Diálogo sobre a qualidade do ar, índice de qualidade de ar e sua importância e consequências da poluição do ar – leitura e análise das notícias das págs. 100 e 101. • Realização das Atividades das págs. 101, 103 e 105. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 107. • Realização da Ficha Formativa da pág. 108, assim como dos projetos das págs. 109-111. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 8 e 9. • Realização da Ficha Global 1, do Caderno de Atividades. 12
  • 16. 15O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver Aulas previstas Diversidade nos animais • Variedade de formas e revestimento do corpo. • Locomoção no ar, na água e no solo. • Variedade de regimes alimentares. • Comportamento dos animais quando procuram e captam o alimento. • Comportamento doa animais na época de reprodução. • Metamorfoses. • Variação dos fatores do meio – sua influência no comportamento dos animais. • Conhecer a diversidade de formas e revestimento do corpo dos animais. • Relacionar essa diversidade com o habitat natural dos animais. • Nomear exemplos de animais correspondentes a cada tipo de forma e revestimento. • Identificar as funções do revestimento do corpo dos animais. • Reconhecer diferentes tipos de locomoção nos animais. • Compreender a função dos músculos e ossos na locomoção. • Relacionar as diferentes adaptações dos órgãos locomotores dos animais ao ambiente onde vivem. • Reconhecer diferentes regimes alimentares . • Relacionar as diferentes adaptações morfológicas dos animais aos diferentes regimes alimentares. • Nomear exemplos de animais correspondentes a cada regime alimentar. • Relacionar os diferentes comportamentos apresentados com os respetivos regimes alimentares. • Compreender a importância da reprodução. • Identificar reprodução sexuada e assexuada. • Identificar as células intervenientes na reprodução. • Identificar diferentes tipos de reprodução. • Compreender os diversos comportamentos dos animais durante a época de reprodução, exemplificando. • Reconhecer que alguns animais passam por metamorfoses. • Compreender a influência dos fatores do meio no comportamento dos animais. • Identificar adaptações dos animais às alterações dos fatores do meio no ambiente onde vivem. • Manifestar atitudes responsáveis face à conservação da Natureza. • Exploração das imagens das págs. 112 e 113. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 113. • Leitura e análise da informação das págs. 114 e 115. • Realização da Atividade da pág. 115. • Observação de vários animais, ou das suas imagens, para verificação da existência de vários tipos de revestimento, formas de locomoção e regimes alimentares. • Debate sobre a função do revestimento. • Realização da Atividade Prática da pág. 119 – Propriedades das penas. • Realização da Atividade da pág. 119. • Referência ao papel dos músculos e ossos na locomoção. • Debate sobre as diferentes formas de locomoção no solo, ar e água e respetivas adaptações. • Realização da Experiência da pág. 127. • Realização das Atividades das págs. 121, 123, 125 e 127. • Referência à importância dos dentes, bicos e garras na alimentação dos animais, relacionando-os com os respetivos regimes alimentares. • Realização das Atividades das págs. 129, 131 e 133. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 135. • Realização da Ficha Formativa das págs. 136 e 137. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 10, 11, 12, 13, 14 e 15. • Diálogo sobre a importância da reprodução nos seres vivos. • Observação de imagens da pág. 139 para apreensão das diferenças existentes entre machos e fêmeas em algumas espécies animais. • Realização da Atividade da pág. 139. • Interpretação de textos e imagens das págs. 140 e 141 – importância da parada nupcial – e realização da Atividade. • Debate sobre a forma como se desenvolvem os novos seres – animais ovíparos, vivíparos e ovovivíparos. • Realização da Atividade Prática da pág. 143. • Realização das Atividades das págs. 139, 141, 143 e 145. • Interpretação dos esquemas representativos das metamorfoses, completa e incompleta, nas págs. 146 e 147. • Realização da Atividade da pág. 147. • Debate sobre as alterações nos comportamentos dos animais, causados pelos fatores do meio. • Realização das Atividades Práticas da pág. 149. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 151. • Realização da Ficha Formativa das págs. 152 e 153, assim como dos projetos das págs. 154-157. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 16 e 17. • Realização da Ficha Global 2, do Caderno de Atividades. 20
  • 17. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor16 Conteúdos Objetivos Atividades a desenvolver Aulas previstas Diversidade nas plantas • Variação dos fatores do meio – sua influência no comportamento das plantas. • Compreender a influência dos fatores do meio no comportamento das plantas. • Identificar adaptações das plantas às alterações dos fatores do meio no ambiente onde vivem. • Manifestar atitudes responsáveis face à conservação da Natureza. • Exploração das imagens das págs. 158 e 159. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 159. • Exploração de várias imagens elucidativas das alterações que algumas plantas sofrem, devido aos fatores do meio. • Realização das Atividades Práticas das págs. 163 e 164. • Realização da Atividade da pág. 165. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 166. • Realização da Ficha Formativa da pág. 167, assim como dos projetos das págs. 168-171. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Ficha 18. 4 Unidade na diversidade de seres vivos • A célula – unidade na constituição dos seres vivos. • Classificação dos seres vivos. • Reconhecer a importância do microscópio e dos trabalhos dos cientistas no estudo da célula. • Compreender a célula como unidade básica dos seres vivos. • Identificar os constituintes da célula. • Distinguir seres unicelulares de pluricelulares, animais e vegetais. • Descrever os níveis de organização biológica. • Compreender a importância da classificação de seres vivos. • Classificar seres vivos, utilizando grupos de classificação/chave dicotómica (até ao Filo). • Indicar os diferentes grupos taxonómicos. • Exploração das imagens das págs. 172 e 173. • Realização da Atividade de Diagnóstico da pág. 173. • Debate sobre a importância da descoberta do microscópio. • Interpretação do Friso Cronológico da pág. 174. • Observação do microscópio ótico e indicação das várias partes que o constituem. • Realização da Atividade Prática da pág. 177. • Observação das imagens da pág. 176 e identificação das células animais e vegetais. • Diálogo sobre a existência de seres unicelulares e pluricelulares. • Análise dos níveis de organização de um ser pluricelular, através da imagem da pág. 178. • Realização da Atividade Prática das págs. 179-181. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 183. • Exploração das imagens e textos das págs. 184 e 185 – importância da classificação dos seres vivos. • Interpretação do Friso Cronológico da pág. 186. • Observação de imagens de seres vivos e formação de vários grupos atendendo a determinadas características. • Identificação das principais categorias taxonómicas. • Identificação do reino e filo de animais e plantas, recorrendo a chaves dicotómicas, págs. 190 e 191, quando necessário. • Realização das Atividades das págs. 185, 187, 189 e 191. • Exploração do Mapa de Conceitos da pág. 193. • Realização da Ficha Formativa das págs. 194 e 195, assim como dos projetos das págs. 196-197. • Realização das Atividades propostas no Caderno de Atividades, Fichas 19, 20 e 21. • Realização da Ficha Global 3, do Caderno de Atividades. 13
  • 18. GUIÃO DE EXPLORAÇÃO DAS TRANSPARÊNCIAS 17O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor Em Portugal Continental e nos arquipélagos dos Açores e da Madeira existem vários tipos de áreas protegidas. TRANSPARÊNCIA 1 ÁREAS PROTEGIDAS O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Transparência 1 Metas • Compreender a importância das áreas protegidas na conservação da Natureza. • Compreender a contribuição das áreas protegidas para a conservação das condições de vida da Terra. • Localizar as áreas protegidas existentes em Portugal. Propostas de exploração 1. Pedir aos alunos que observem o mapa e que indiquem quantas áreas protegidas existem. 2. Pedir aos alunos para localizar no mapa a zona onde vivem e indicar como se caracteriza. 3. Pedir aos alunos que localizem um parque nacional, um parque natural, uma reserva natural, uma paisagem protegida e um monumento natural. 4. Em grande grupo, pedir a um aluno para indicar duas regras para a conservação das áreas protegidas. 5. Debater a importância da preservação e conservação destas áreas.
  • 19. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor18 Erosão provocada pelo vento Erosão provocada por seres vivos Erosão provocada por mudanças de temperatura Erosão provocada pela água litréfoloSlirétseoloS TRANSPARÊNCIA 2 ROCHAS / EROSÃO EROSÃO CLASSIFICAÇÃO DOS SOLOS O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Transparência 2 Metas • Compreender o significado de erosão e o papel dos agentes erosivos. • Compreender que os solos se originaram a partir das rochas por erosão. Propostas de exploração 1. Solicitar aos alunos que observem as fotografias onde se apresenta o efeito da erosão e que identifiquem os agentes erosivos. 2. Questionar sobre o destino das partículas formadas após a erosão. 3. Explicar que um solo estéril não é adequado para a agricultura devido à falta de nutrientes e água.
  • 20. 19O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 65% 78% 70% 95% 87% TRANSPARÊNCIA 3 ÁGUA CICLO DA ÁGUA QUANTIDADE DE ÁGUA PRESENTE EM DIFERENTES SERES VIVOS O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Metas • Explicar o ciclo da água. Identificar os diferentes estados físicos da água. • Compreender a importância dos lençóis de água. • Compreender a importância dos materiais terrestres como suportes de vida na Terra. • Compreender a importância da água para a sobrevivência dos seres vivos. • Compreender a importância dos efeitos que os seres humanos provocam na Terra. Propostas de exploração 1. Pedir aos alunos para explicarem o ciclo da água e a importância dos lençóis de água. 2. Exemplificar a localização na Natureza de água nos diferentes estados físicos. 3. Questionar os alunos sobre a importância da água na manutenção da vida na Terra. Transparência 3
  • 21. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor20 TRANSPARÊNCIA 4 SERES VIVOS / AMBIENTES Estrela-do-mar forma de estrela Búzio forma cónica Peixe forma fusiforme Cobra animal vertebrado Minhoca animal invertebrado Borboleta animal invertebrado Cão animal vertebrado laivuflocitáuqaetneibmAohniramocitáuqaetneibmA Ambientes terrestres O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano FORMAS DO CORPO DOS ANIMAIS ANIMAIS INVERTEBRADOS E ANIMAIS VERTEBRADOS AMBIENTES NATURAIS Metas • Compreender as características dos seres vivos e dos ambientes onde vivem. • Distinguir animais invertebrados de animais vertebrados. • Relacionar a forma e o revestimento com o ambiente onde vivem os seres vivos. Propostas de exploração 1. Solicitar aos alunos que identifiquem a forma dos seres vivos representados e que deem outros exemplos. 2. Distinguir a simetria radiada de simetria bilateral. 3. Distinguir animais invertebrados de animais vertebrados. 4. Pedir aos alunos para indicarem outros animais que possam existir nos ambientes apresentados. Transparência 4
  • 22. 21O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor ãRotaPexieP TRANSPARÊNCIA 5 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS Lagarto Urso Canguru Gato LOCOMOÇÃO NO SOLO LATIGIDRETNIANARBMEMSANATABRAB LOCOMOÇÃO NA ÁGUA ogecroMrofl-ajieB LOCOMOÇÃO NO AR REPTAÇÃO MARCHA SALTO CORRIDA MEMBROS ANTERIORES TRANSFORMADOS EM ASAS MEMBRANA ALAR O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Metas • Reconhecer diferentes modos de locomoção. • Reconhecer que os músculos, o esqueleto e as articulações permitem a locomoção. • Distinguir os diferentes modos de locomoção no solo: reptação, marcha, salto e corrida. • Reconhecer diferentes modos de locomoção na água e no ar. Propostas de exploração 1. Pedir aos alunos para explicarem as adaptações dos membros dos animais ao tipo de locomoção no solo. 2. Questionar os alunos sobre as adaptações do morcego na sua locomoção no ar. Transparência 5
  • 23. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor22 TRANSPARÊNCIA 6 DIVERSIDADE NOS ANIMAIS ALIMENTAÇÃO HERBÍVORO Dentição incompleta CARNÍVORO Dentição completa OMNÍVORO Dentição completa A forma do bico, das patas e das garras das aves está relacionada com o seu regime alimentar. uaP-aciPaiugÁoiagapaP onamuhreSoãeLolavaC O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Metas • Conhecer os diferentes regimes alimentares dos animais. • Relacionar os regimes alimentares com as características de alguns órgãos. Propostas de exploração 1. Solicitar aos alunos que relacionem o tipo de dentição com o regime alimentar dos animais. 2. Pedir aos alunos que identifiquem a ave cujo bico está adaptado a: • abrir sementes; • apanhar insetos em pequenas fendas; • despedaçar as presas. 3. Questionar sobre a importância das patas e das garras no regime alimentar das aves. Transparência 6
  • 24. 23O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor CÉLULA ANIMAL CÉLULA VEGETAL CONSTITUIÇÃO DA CÉLULA Célula observada ao microscópio: 1 – Núcleo; 2 – Citoplasma; 3 – Membrana celular TRANSPARÊNCIA 7 A CÉLULA DA CÉLULA AO ORGANISMO DIVERSIDADE DAS CÉLULAS eugnasodsaluléCasovrenaluléC Célula Tecido Órgão Sistema Organismo O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Propostas de exploração 1. Distinguir os diferentes tipos de organização dos seres vivos. 2. Identificar os constituintes das células animais e vegetais e reconhecer que nem todas as células têm os mesmos constituintes. 3. Distinguir um ser unicelular de um ser pluricelular. Metas • Reconhecer a unidade na constituição dos seres vivos. • Reconhecer a existência de diversidade de formas e dimensões nas células. • Identificar os constituintes de uma célula animal e de uma célula vegetal. • Compreender o significado de seres unicelulares e pluricelulares. Transparência 7
  • 25. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor24 Metas • Reconhecer a importância da classificação dos seres vivos. • Identificar os seres vivos através da classificação de Whittaker. Propostas de exploração 1. Questionar sobre a importância da classificação dos seres vivos. 2. Pedir aos alunos que classifiquem os seres vivos da figura de acordo com a classificação em cinco reinos de Whittaker. TRANSPARÊNCIA 8 CLASSIFICAÇÃO DOS SERES VIVOS CLASSIFICAÇÃO DE WHITTAKER Caranguejo Sardinha Mocho Paramécia Rã Formiga Polvo Amiba Bactéria Leveduras Pinheiro Cobra Girafa REINO DOS FUNGOS REINO PROTISTA REINO DAS PLANTAS REINO MONERA REINO DOS ANIMAIS Cogumelo O MEU LIVRO DE CIÊNCIAS – Ciências Naturais 5º Ano Transparência 8
  • 26. 25O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor FICHAS FORMATIVAS Fig. 5 Leão e leoa. Fig. 6 Pererecas – macho e fêmea. Fig. 2 Galo e galinha. Fig. 4 Zebras – macho e fêmea. Ficha 1 – Diversidade nos animais A época de reprodução é a época em que os machos e as fêmeas acasalam. Em algumas espécies é difícil distinguir o macho da fêmea, mas noutras há diferenças óbvias. 1. Observa as figuras que representam machos e fêmeas de diferentes animais. Fig. 3 Antílopes – macho e fêmea. Fig. 1 Guppies – Macho e fêmea.
  • 27. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor26 1. ____________________________________ 2. ____________________________________ 3. Casca 4. ____________________________________ 1.1. Em cada par de animais, identifica o macho e a fêmea. _____________________________________________________________________________________________________ 1.2. Para cada par, indica as diferenças entre machos e fêmeas. _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ 2. Indica os animais que apresentam dimorfismo sexual. _____________________________________________________________________________________________________ 3. Indica, de entre os animais representados, os que sofrem metamorfoses. _____________________________________________________________________________________________________ 4. Indica o que são animais ovíparos. _____________________________________________________________________________________________________ 5. A figura representa, em corte, um ovo de uma galinha. Faz a sua legenda, de acordo com o exemplo apresentado. 6. Explica o que entendes por parada nupcial, indicando exemplos do comportamento dos animais durante a época de reprodução. _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________________ 1 2 3 4
  • 28. 27O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 1. Lê o texto e responde às questões. O carvalho-português ou carvalho-cerquinho é uma árvore que dominou grande parte dos bosques lusos, principalmente na Es- tremadura, mas hoje em dia subsistem apenas alguns povoa- mentos bastante fragmentados. A Área de Distribuição Natural O carvalho-português, também conhecido como carvalho- -cerquinho, é uma espécie do género Quercus. Estes carvalhos são árvores de folha caduca ou, mais concretamente, árvores de folha marcescente (folha que seca sem se desprender do eixo, caindo tardiamente), com porte mediano, muito ramifi- cado, com copa ampla, folhas dentadas na margem e mais cla- ras na parte inferior e com a glande (bolota) sem pedúnculo. Vários nomes científicos têm sido atribuídos ao carvalho-português em diversos estudos botânicos, mas o mais con- sagrado designa-o como uma subespécie de Quercus faginea, de entre as três subespécies consideradas na Península Ibérica (…) O distrito de Leiria é o que apresenta maior área ainda ocupada pelo carvalho-português. (…) Os concelhos onde ainda se podem observar povoamentos (que ocupam mais de 2 hetares) de carvalho-português são: – distrito de Coimbra: Condeixa, Montemor, Penela, Soure; – distrito de Leiria: Alcobaça, Alvaiázere, Ancião, Batalha, Pombal, Porto de Mós; – distrito de Lisboa: Alenquer, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço; – distrito de Santarém: Tomar, Santarém. In Naturlink (adaptado; acedido a 31/01/2010) 1.1.Caracteriza o carvalho-cerquinho. _____________________________________________________________________________________________________ 1.2. Qual é o nome científico desta espécie? _____________________________________________________________________________________________________ 1.3. Em que zonas do país é possível encontrar o carvalho-cerquinho? _____________________________________________________________________________________________________ 1.4. O carvalho-cerquinho é uma espécie ameaçada. A sua área de implementação em Portugal tem diminuído devido a vários fatores. 1.4.1. És capaz de indicar duas causas possíveis desta situação? ___________________________________________________________________________________________________ Ficha 2 – Diversidade nas plantas
  • 29. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor28 1. Para uma observação ao microscópio utilizou-se uma objetiva de 50x e uma ocular de 15x. Calcula o valor da ampliação total da observação efetuada. _________________________________________________________________________________________________ 2. Observa as figuras. Utiliza os termos da tabela para construíres a sua legenda. Célula Tecido Órgão Sistema Organismo Ficha 3 – A célula e a classificação dos seres vivos 1. _____________ 2. _____________ 3. _____________ 4. _____________ 5. _____________ 3. A figura mostra alguns seres vivos. Paramécia Leão Amiba Pinheiro Roseira 3.1. Indica os seres vivos pluricelulares. Justifica. _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________________________
  • 30. 29O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor 4. Para agrupar os seres vivos, os cientistas utilizam critérios de classificação. 4.1. Como se designam os grupos criados pelos cientistas baseados em critérios de classificação? _________________________________________________________________________________________________ 4.2.Refere os grupos taxonómicos em que se divide a ordem. _________________________________________________________________________________________________ 4.3.Observa a tabela seguinte: 4.3.1. Indica a espécie do lobo. _____________________________________________________________________ 4.3.2. Identifica o género do cavalo. _________________________________________________________________ 5. Seleciona as opções que completam a frase de forma correta: O reino é… 1. … o grupo taxonómico com menor número de indivíduos. 2. … o grupo taxonómico com maior número de indivíduos. 3. … o grupo taxonómico que está hierarquicamente acima do filo. 6. Consulta as chaves dicotómicas das páginas 190 e 191 do manual. 6.1. Identifica a divisão a que pertence cada um dos seres vivos indicados. Regista os números que seguiste na chave. a) Musgo b) Malmequer 6.2.Identifica o filo a que pertence o caracol. Regista os números que seguiste na chave. 6.3.Identifica a classe a que pertence o macaco. Nome vulgar Nome científico Lobo Canis lupus Cavalo Equus caballus
  • 31. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor30 Ficha 3 – A célula e a classificação dos seres vivos 1. 750 x 2. 1 – Órgão; 2 – Célula; 3 – Sistema; 4 – Tecido; 5 – Organismo. 3.1. Seres pluricelulares: leão, pinheiro, roseira. São seres constituídos por várias células. 4.1. Grupos taxonómicos. 4.2. Família, género, espécie. 4.3.1. Canis lupus. 4.3.2.Equus. 5. Opções 2 e 3. 6.1 a) Musgo: 1 – briófitas. b) Malmequer: 2 – espermatófitas. 6.2. Caracol: 2 – 3 – 5 – 6 – 8 – moluscos. 6.3. Macaco: 1 – 3 – 4 – mamífero. Ficha 2 – Diversidade nas plantas SOLUÇÕES 1.1. Carvalho-cerquinho – árvore de folha caduca, com porte médio, muito ramificado, com copa ampla, folhas dentadas na margem e mais claras na parte inferior e com a bolota sem pedúnculo. 1.2. Quercus faginea. 1.3. Em alguns concelhos dos distritos de Coimbra, Leiria, Lisboa e Santarém. 1.4.1. Devido à sua substituição por pinheiros e à destruição pelos incêndios. 1.1. Em cada par, o macho é representado pela figura da esquerda e a fêmea pela figura da direita. 1.2. Fig. 1 – barbatana caudal do macho; Fig. 2 – crista e esporão saliente do galo; Fig. 3 – armação na cabeça do antílope macho; Fig. 4 – não se consegue distinguir; Fig. 5 – juba do leão; Fig. 6 – cor e tamanho. 2. Todos com exceção da zebra. 3. Perereca. 4. Animais ovíparos são animais que se desenvolvem dentro de um ovo, fora do corpo da mãe. 5. 1. clara; 2. gema; 3. casca; 4. câmara de ar. 6. Parada nupcial é o conjunto de comportamentos que os animais apresentam durante a época da reprodução. Uma das etapas da pa- rada nupcial é a comunicação que pode ser feita através de sons, sinais luminosos, odores, gestos, etc. O pirilampo, por exemplo, emite sinais luminosos; as mariposas libertam odores; os ursos lutam. Ficha 1 – Diversidade nos animais
  • 32. 31O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor Data Trabalhos Fiz Não fiz Observações Sugere-se a distribuição das grelhas seguintes aos alunos, fomentando assim a sua reflexão sobre as suas atitudes. Os meus trabalhos de casa Esta ficha de registo pode ser partilhada com outras disciplinas. ANEXOS
  • 33. O Meu Livro de Ciências 5.° Ano | Guia do Professor32 No final de cada período, por exemplo, sugere-se que os alunos se autoavaliem quanto à resolução de fichas, ao comportamento na aula e à realização de trabalhos de casa e outros propostos pelo pro- fessor. Sobre a árvore, deverão inserir a sua autoavaliação. Fichas Comportamento Trabalhos Comportamento Fichas Trabalhos Trabalho de Grupo À frente do nome de cada aluno, o capitão do grupo deverá assinalar se ele fez, fez parcialmente, ou não fez o trabalho de que estava incumbido. Nome da equipa: _____________________________________________________________________________________ Data Nome do aluno Nome do aluno Nome do aluno Nome do aluno Assinatura do Capitão do Grupo* * Cargo rotativo com a duração de 1 mês. Fez Fez parcialmente Não fez A minha árvore As minhas fichas