SlideShare uma empresa Scribd logo
Capítulo 8 - Para entender a Terra - Frank Press • Raymond
Siever • John Grotzinger • Thomas H. Jordan
Copyright © 2004 by W. H. Freeman & Company
Rochas
Sedimentares
Geologiarochassedimentares
Rochas Sedimentares
• uma rocha resultante da
consolidação de fragmentos soltos
provenientes de rochas
previamente existentes e
acumuladas em camadas. (clástica,
detrítica, ou terrígena)
• uma rocha formada pela
precipitação de minerais a partir de
solução tanto por processos
orgânicos como inorgânicos
(químico)
Estágios Sedimentares do
Ciclo das Rochas
Intemperismo
Erosão
Transporte
Deposição (sedimentação)
Enterramento
Diagênese
Fig. 8.1
Geleira
Deserto
Lago do deserto
Rochas
Sedimentares
Transporte e Deposição
de Sedimentos Clásticos
• Movimento de sedimentos pelo
vento, gelo ou água
• O modo de transporte produzirá
depósitos distintos
Transporte afetará o
sedimento de diversas formas
Seleção: uma medida da variação no conjunto
de tamanhos de grão na rocha ou sedimento
• Sedimentos bem selecionados foram sujeitos
à ação prolongada da água ou do vento.
• Sedimentos mal selecionados são tanto
aqueles que não foram removidos à distância
de sua áreas-fonte como aqueles depositados
por geleiras.
Seleção
Fig 8.2
Areia bem selecionada Areia mal selecionada
Efeitos Físicos do Transporte afetará o
sedimento de diversas formas
Arredondamento: medida da angulosidade
das partículas; diz-se que a menos angular
possui maior arredondamento.
Esfericidade: quão circular e arredonda é uma
partícula.
seleção, arredondamento e esfericidade, todos
aumentam com a quantidade de transporte.
Fig. 8.3
Distância de transporte
Pequeno Moderado Longo
Maior,
Mais angular
Menor,
Mais arredondada
Do Sedimento a Rocha Sedimentar
(litificação)
Compactação: reduz espaço poroso.
argilas e lamas têm até 60 % de água; 10%
depois da compactação.
Cimentação: precipitação química de
material mineral entre os grãos (SiO2,
CaCO3, Fe2O3) une os sedimentos em uma
rocha dura.
Recristalização: Pressão e Temperatura
aumenta com o soterramento (30°C/km ou
1°C/33 m).
2
Litificação
Fig. 8.11
Compactação Cimentação
50 - 60% de água
10 - 20% de água
Litificação
Fina Grossa
Argila Areia Cascalho
Pressão Pressão Pressão Pressão
Calor de
90– 120° C
Calor de
90– 120° C
Matéria orgânica
Silte e siltito, lamito
e folhelho argila e
argilito
Folhelho Conglomerado Carvão
Arenito Óleo e Gás
Fig. 8.11
Compactação Cimentação
10 - 20% de água
Litificação
10 - 20% de água
50 - 60% de água
Fig. 8.11
Fina Grossa
Argila Areia Cascalho
Pressão Pressão Pressão Pressão
Calor de
90– 120° C
Calor de
90– 120° C
Matéria orgânica
Silte e siltito,
lamito e folhelho
argila e argilito
Folhelho Conglomerado Carvão
Arenito Óleo e Gás
Fig. 8.12
Grãos de
Quartzo
Cimentação
com calcita
Geologiarochassedimentares
Quadro 8.1 - Principais classes de Sedimentos Clásticos e Rochas
Sedimentares
Tamanho da Partícula Sedimento Rocha
GROSSA
maior do que 256 mm
256 – 64 mm
64 – 2 mm
MÉDIA
2 – 0,062 mm
FINA
0,062 – 0,0039 mm
mais fino do que 0,0039 mm
CASCALHO
Matacão
Calhau
Seixo
AREIA
LAMA
Silte
Argila
Conglomerado
Arenito
Siltito
Lamito (fratura em bloco)
Folhelho (quebra ao
longo do plano de
acamamento)
Argilito
Estruturas Sedimentares
Estratificação = Acamamento
Esse acamamento que produz
estruturas sedimentares é devido ao:
• Tamanho da partícula
• Tipo(s) de partículas
Acamamento Sedimentar
Geologiarochassedimentares
Outros Exemplos de Estruturas Sedimentares
• Estratificação cruzada
• Marcas de ondas
• Gretas de contração
• Marcas de pingos de chuva
• Fósseis (alguns podem ter sido
preservados na posição de crescimento).
Estratificação cruzadaem
Arenitos
Fig. 8.5
Geologiarochassedimentares
Geologiarochassedimentares
Fig. 8.6
Desertos Praias
Vento ou
corrente de água
Lado de onde vem a
corrente (barlavento)
Lado para onde vai a
corrente (sotavento)
Estratificações
cruzadas
Geologiarochassedimentares
Geologiarochassedimentares
Marcas de onda na praia
Fig. 8.7
Marcas de Onda Preservadas no Arenito
Fig. 8.7
Geologiarochassedimentares
Fig. 8.9
Diversas marcas de organismos
Tipos de Rochas Detrítica
Classificação é primariamente baseada
no tamanho das constituintes
partículas
conglomerado
brecha
arenito (quartzo, arcósio, grauvaca)
siltito
argilito
folhelho
Fig. 8.14
Rochas Sedimentares Clásticas:
Conglomerado
Fig. 8.14
Rochas Sedimentares Clásticas:
Arenito
Rochas Sedimentares Clásticas:
Folhelho
Fig. 8.14
Composição das
Rochas Sedimentares
calcário CaCO3
sílex SiO2
sal NaCl, KCl, K2SO4
gipsita CaSO4 • 2H2O
carvão restos orgânicos
alterados
Rochas Sedimentares Químicas :
Calcário
Fig. 8.17a
Fig. 8.17b
Rochas Sedimentares Químicas :
Gipsita
Rochas Sedimentares Químicas:
Halita
Fig. 8.17c
Recife de Calcário
Fig. 8.18
Ambientes Sedimentares
Fig. Story 8.4
Geleira
Lago
Delta
Deserto
Praia
Rios
Lago do deserto
Recife orgânico
Correntes de
turbiditos
Margem
continental
Localização
geográfica e
posicionamento
na placa
tectônica
Meio e
agente de
transporte
Processos
orgânicos e
organismos
que modificam
os sedimentos
Clima
Ambiente sedimentar
Sedimentos depositados
Planície
de maré

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Prova classificação de rochas e minerais
Prova classificação de rochas e mineraisProva classificação de rochas e minerais
Prova classificação de rochas e minerais
Camila Brito
 
Aula minerais
Aula mineraisAula minerais
Aula minerais
Carolina Corrêa
 
ORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO A
ORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO AORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO A
ORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO A
Astrid Siachoque
 
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc091001 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
Teresa Monteiro
 
Apresentação mineralogia
Apresentação mineralogiaApresentação mineralogia
Apresentação mineralogia
Leonardo De Miranda
 
Rochas minerais intemperismo_solos
Rochas minerais intemperismo_solosRochas minerais intemperismo_solos
Rochas minerais intemperismo_solos
André Luiz Marques
 
Propriedade dos Minerais
Propriedade dos MineraisPropriedade dos Minerais
Propriedade dos Minerais
Ana Paula Vieira Silva
 
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação  e Tempo GeológicoAmbientes de Sedimentação  e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
Yago Matos
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
ceama
 
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e MetamórficasTipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Linguagem Geográfica
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
Catir
 
Fósseis....
Fósseis....Fósseis....
Fósseis....
Gabriela Bruno
 
1.1 paisagens
1.1 paisagens1.1 paisagens
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
Sabina Tique
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficas
margaridabt
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
Clara Silva
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
Ana Castro
 
II - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTALII - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTAL
sandranascimento
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
Sandra Nascimento
 
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 ggAula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
Mauriceia Santana
 

Mais procurados (20)

Prova classificação de rochas e minerais
Prova classificação de rochas e mineraisProva classificação de rochas e minerais
Prova classificação de rochas e minerais
 
Aula minerais
Aula mineraisAula minerais
Aula minerais
 
ORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO A
ORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO AORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO A
ORIGENS E AMBIENTES TECTÔNICOS DE GRANITOS TIPO A
 
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc091001 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
01 FormaçãO De SequêNcias De Estratos Tc0910
 
Apresentação mineralogia
Apresentação mineralogiaApresentação mineralogia
Apresentação mineralogia
 
Rochas minerais intemperismo_solos
Rochas minerais intemperismo_solosRochas minerais intemperismo_solos
Rochas minerais intemperismo_solos
 
Propriedade dos Minerais
Propriedade dos MineraisPropriedade dos Minerais
Propriedade dos Minerais
 
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação  e Tempo GeológicoAmbientes de Sedimentação  e Tempo Geológico
Ambientes de Sedimentação e Tempo Geológico
 
Minerais E Rochas
Minerais E RochasMinerais E Rochas
Minerais E Rochas
 
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e MetamórficasTipos de Rochas  -  Magmática, Sedimentares e Metamórficas
Tipos de Rochas - Magmática, Sedimentares e Metamórficas
 
Os fósseis
Os fósseisOs fósseis
Os fósseis
 
Fósseis....
Fósseis....Fósseis....
Fósseis....
 
1.1 paisagens
1.1 paisagens1.1 paisagens
1.1 paisagens
 
Fosseis
FosseisFosseis
Fosseis
 
7 rochas metamórficas
7   rochas metamórficas7   rochas metamórficas
7 rochas metamórficas
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
II - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTALII - DERIVA CONTINENTAL
II - DERIVA CONTINENTAL
 
X - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARESX - ROCHAS SEDIMENTARES
X - ROCHAS SEDIMENTARES
 
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 ggAula rochas ígneas 2012.2 gg
Aula rochas ígneas 2012.2 gg
 

Semelhante a Geologiarochassedimentares

Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
Cidinhoveronese
 
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos SedimentosAula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
Yago Matos
 
Génese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentaresGénese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentares
BeatrizMarques25
 
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagensAmbiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Catir
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Catir
 
Formação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas SedimentaresFormação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas Sedimentares
Anabela César
 
Descrição das principais matérias primas cerâmicas
Descrição das principais matérias primas cerâmicasDescrição das principais matérias primas cerâmicas
Descrição das principais matérias primas cerâmicas
Frankie Duck
 
Rochas sedimentares (1)
Rochas sedimentares (1)Rochas sedimentares (1)
Rochas sedimentares (1)
francisogam
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Catir
 
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
karolpoa
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
Ana Conceição
 
1 a idade da terra
1   a idade da terra1   a idade da terra
1 a idade da terra
margaridabt
 
1 a idade da terra
1   a idade da terra1   a idade da terra
1 a idade da terra
margaridabt
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
margaridabt
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
margaridabt
 
Rochas
RochasRochas
Processos supergênicos
Processos supergênicosProcessos supergênicos
Processos supergênicos
Jonathas Santos
 
Resumo geologia (1)
Resumo geologia (1)Resumo geologia (1)
Resumo geologia (1)
Mateus Ferraz
 
Rochas
RochasRochas
Aula 5 51 ed003n ubst
Aula 5  51 ed003n ubstAula 5  51 ed003n ubst
Aula 5 51 ed003n ubst
Lívia Éfeta
 

Semelhante a Geologiarochassedimentares (20)

Rochas Sedimentares
Rochas SedimentaresRochas Sedimentares
Rochas Sedimentares
 
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos SedimentosAula Prática - Granulometria  e Morfoscópia dos Sedimentos
Aula Prática - Granulometria e Morfoscópia dos Sedimentos
 
Génese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentaresGénese e classificação rochas sedimentares
Génese e classificação rochas sedimentares
 
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagensAmbiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
Ambiente sedimentar: formação, tipos de rochas e paisagens
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Formação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas SedimentaresFormação das Rochas Sedimentares
Formação das Rochas Sedimentares
 
Descrição das principais matérias primas cerâmicas
Descrição das principais matérias primas cerâmicasDescrição das principais matérias primas cerâmicas
Descrição das principais matérias primas cerâmicas
 
Rochas sedimentares (1)
Rochas sedimentares (1)Rochas sedimentares (1)
Rochas sedimentares (1)
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
Sedimentos e rochas sedimentares 2014-2
 
Rochas sedimentares
Rochas sedimentaresRochas sedimentares
Rochas sedimentares
 
1 a idade da terra
1   a idade da terra1   a idade da terra
1 a idade da terra
 
1 a idade da terra
1   a idade da terra1   a idade da terra
1 a idade da terra
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
 
3 b classificaçãorochassedimentares
3 b   classificaçãorochassedimentares3 b   classificaçãorochassedimentares
3 b classificaçãorochassedimentares
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Processos supergênicos
Processos supergênicosProcessos supergênicos
Processos supergênicos
 
Resumo geologia (1)
Resumo geologia (1)Resumo geologia (1)
Resumo geologia (1)
 
Rochas
RochasRochas
Rochas
 
Aula 5 51 ed003n ubst
Aula 5  51 ed003n ubstAula 5  51 ed003n ubst
Aula 5 51 ed003n ubst
 

Mais de Federal University of Ceará

1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros
1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros
1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros
Federal University of Ceará
 
Geologiarochassedimentares
GeologiarochassedimentaresGeologiarochassedimentares
Geologiarochassedimentares
Federal University of Ceará
 
Caligrafia
CaligrafiaCaligrafia
3⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova2
3⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova23⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova2
3⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova2
Federal University of Ceará
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
Federal University of Ceará
 
00000 c8d
00000 c8d00000 c8d
009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...
009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...
009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...
Federal University of Ceará
 

Mais de Federal University of Ceará (8)

1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros
1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros
1 apostila pmt2305 neusa alonso falleiros
 
Geologiarochassedimentares
GeologiarochassedimentaresGeologiarochassedimentares
Geologiarochassedimentares
 
Caligrafia
CaligrafiaCaligrafia
Caligrafia
 
3⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova2
3⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova23⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova2
3⺠simulado -_2012_estilo_enem_-_prova2
 
Port
PortPort
Port
 
Classes gramaticais
Classes gramaticaisClasses gramaticais
Classes gramaticais
 
00000 c8d
00000 c8d00000 c8d
00000 c8d
 
009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...
009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...
009 processo erosivo e a retirada da vegeta+ç+âo na bacia hidrogr+üfica do a+...
 

Último

reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
felipescherner
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
edusegtrab
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Instituto Walter Alencar
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Falcão Brasil
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Luiz C. da Silva
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
LeilaVilasboas
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
Sandra Pratas
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
Manuais Formação
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Luzia Gabriele
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
Sandra Pratas
 

Último (20)

reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docxreconquista sobre a guerra de ibérica.docx
reconquista sobre a guerra de ibérica.docx
 
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamasConhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
Conhecimento sobre Vestimenta Anti chamas
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .TALENTOS DA NOSSA ESCOLA                .
TALENTOS DA NOSSA ESCOLA .
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos ConjuntosMatemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
Matemática para Concursos - Teoria dos Conjuntos
 
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdfMarinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
Marinha do Brasil (MB) Politíca Naval.pdf
 
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da TerraUma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
Uma Breve História da Origem, Formação e Evolução da Terra
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptxSlide para aplicação  da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
Slide para aplicação da AVAL. FLUÊNCIA.pptx
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_CARLA MORAIS_22_23
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdfUFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
UFCD_5673_Segurança nos transportes_índice.pdf
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsxNoite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
Noite Alva! José Ernesto Ferraresso.ppsx
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_RITA E CLÁUDIA_22_23
 

Geologiarochassedimentares

  • 1. Capítulo 8 - Para entender a Terra - Frank Press • Raymond Siever • John Grotzinger • Thomas H. Jordan Copyright © 2004 by W. H. Freeman & Company Rochas Sedimentares
  • 3. Rochas Sedimentares • uma rocha resultante da consolidação de fragmentos soltos provenientes de rochas previamente existentes e acumuladas em camadas. (clástica, detrítica, ou terrígena) • uma rocha formada pela precipitação de minerais a partir de solução tanto por processos orgânicos como inorgânicos (químico)
  • 4. Estágios Sedimentares do Ciclo das Rochas Intemperismo Erosão Transporte Deposição (sedimentação) Enterramento Diagênese
  • 5. Fig. 8.1 Geleira Deserto Lago do deserto Rochas Sedimentares
  • 6. Transporte e Deposição de Sedimentos Clásticos • Movimento de sedimentos pelo vento, gelo ou água • O modo de transporte produzirá depósitos distintos
  • 7. Transporte afetará o sedimento de diversas formas Seleção: uma medida da variação no conjunto de tamanhos de grão na rocha ou sedimento • Sedimentos bem selecionados foram sujeitos à ação prolongada da água ou do vento. • Sedimentos mal selecionados são tanto aqueles que não foram removidos à distância de sua áreas-fonte como aqueles depositados por geleiras.
  • 8. Seleção Fig 8.2 Areia bem selecionada Areia mal selecionada
  • 9. Efeitos Físicos do Transporte afetará o sedimento de diversas formas Arredondamento: medida da angulosidade das partículas; diz-se que a menos angular possui maior arredondamento. Esfericidade: quão circular e arredonda é uma partícula. seleção, arredondamento e esfericidade, todos aumentam com a quantidade de transporte.
  • 10. Fig. 8.3 Distância de transporte Pequeno Moderado Longo Maior, Mais angular Menor, Mais arredondada
  • 11. Do Sedimento a Rocha Sedimentar (litificação) Compactação: reduz espaço poroso. argilas e lamas têm até 60 % de água; 10% depois da compactação. Cimentação: precipitação química de material mineral entre os grãos (SiO2, CaCO3, Fe2O3) une os sedimentos em uma rocha dura. Recristalização: Pressão e Temperatura aumenta com o soterramento (30°C/km ou 1°C/33 m). 2
  • 12. Litificação Fig. 8.11 Compactação Cimentação 50 - 60% de água 10 - 20% de água Litificação Fina Grossa Argila Areia Cascalho Pressão Pressão Pressão Pressão Calor de 90– 120° C Calor de 90– 120° C Matéria orgânica Silte e siltito, lamito e folhelho argila e argilito Folhelho Conglomerado Carvão Arenito Óleo e Gás
  • 13. Fig. 8.11 Compactação Cimentação 10 - 20% de água Litificação 10 - 20% de água 50 - 60% de água
  • 14. Fig. 8.11 Fina Grossa Argila Areia Cascalho Pressão Pressão Pressão Pressão Calor de 90– 120° C Calor de 90– 120° C Matéria orgânica Silte e siltito, lamito e folhelho argila e argilito Folhelho Conglomerado Carvão Arenito Óleo e Gás
  • 17. Quadro 8.1 - Principais classes de Sedimentos Clásticos e Rochas Sedimentares Tamanho da Partícula Sedimento Rocha GROSSA maior do que 256 mm 256 – 64 mm 64 – 2 mm MÉDIA 2 – 0,062 mm FINA 0,062 – 0,0039 mm mais fino do que 0,0039 mm CASCALHO Matacão Calhau Seixo AREIA LAMA Silte Argila Conglomerado Arenito Siltito Lamito (fratura em bloco) Folhelho (quebra ao longo do plano de acamamento) Argilito
  • 18. Estruturas Sedimentares Estratificação = Acamamento Esse acamamento que produz estruturas sedimentares é devido ao: • Tamanho da partícula • Tipo(s) de partículas
  • 21. Outros Exemplos de Estruturas Sedimentares • Estratificação cruzada • Marcas de ondas • Gretas de contração • Marcas de pingos de chuva • Fósseis (alguns podem ter sido preservados na posição de crescimento).
  • 25. Fig. 8.6 Desertos Praias Vento ou corrente de água Lado de onde vem a corrente (barlavento) Lado para onde vai a corrente (sotavento) Estratificações cruzadas
  • 28. Marcas de onda na praia Fig. 8.7
  • 29. Marcas de Onda Preservadas no Arenito Fig. 8.7
  • 31. Fig. 8.9 Diversas marcas de organismos
  • 32. Tipos de Rochas Detrítica Classificação é primariamente baseada no tamanho das constituintes partículas conglomerado brecha arenito (quartzo, arcósio, grauvaca) siltito argilito folhelho
  • 33. Fig. 8.14 Rochas Sedimentares Clásticas: Conglomerado
  • 34. Fig. 8.14 Rochas Sedimentares Clásticas: Arenito
  • 36. Composição das Rochas Sedimentares calcário CaCO3 sílex SiO2 sal NaCl, KCl, K2SO4 gipsita CaSO4 • 2H2O carvão restos orgânicos alterados
  • 37. Rochas Sedimentares Químicas : Calcário Fig. 8.17a
  • 38. Fig. 8.17b Rochas Sedimentares Químicas : Gipsita
  • 41. Ambientes Sedimentares Fig. Story 8.4 Geleira Lago Delta Deserto Praia Rios Lago do deserto Recife orgânico Correntes de turbiditos Margem continental Localização geográfica e posicionamento na placa tectônica Meio e agente de transporte Processos orgânicos e organismos que modificam os sedimentos Clima Ambiente sedimentar Sedimentos depositados Planície de maré