SlideShare uma empresa Scribd logo
8º- ano - Unidade II
Capítulo 5 – A
Urbanização
ELIAN ALABI LUCCI
ANSELMO LAZARO BRANCO
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Geografia Homem &
Espaço
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Vista parcial dos bairros da Água Branca e da Pompéia, situados próximos ao centro da
cidade de São Paulo (SP), em 2002. As chaminés e as construções antigas são o que restou
das Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo, que ocupavam também a área onde foram
construídos quatro grandes edifícios de escritórios e consultórios.
Fotodoautor
Conversa
 Considerando as informações da legenda da
fotografia e os setores da economia, o que aconteceu
com o trecho do espaço urbano que abrigava as
Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo?
 No sistema capitalista, o terreno é considerado uma
mercadoria. Em vista disso, por que há proprietários
que deixam terrenos sem nenhum tipo de ocupação
em áreas centrais das cidades, como o mostrado na
foto?
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
 Quais fatores podem ter contribuído para a saída das
indústrias das áreas relativamente próximas aos
centros das grandes cidades ?
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
CEDOC
Vista parcial da cidade de São Paulo (SP).
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
O processo de urbanização
Caracterizado pelo crescimento da população
urbana em um ritmo mais acelerado que a
rural.
Decorrência sobretudo da migração do campo para a cidade.
O processo de urbanização
não pode ser entendido
simplesmente como resultado
do crescimento maior da
população urbana em relação
à rural. Essa é sua
característica em termos
demográficos, populacionais.
Ele é também caracterizado por
fatores socioeconômicos e espaciais,
como o aumento do número de
cidades e a expansão das áreas
ocupadas por elas.
Essa expansão pode originar áreas
conurbadas.
Junção de espaços urbanos
de municípios vizinhos.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Do processo de urbanização decorre também uma transformação
do papel das cidades na economia do país, uma vez que elas
passam, gradativamente, a concentrar um número maior de
atividades econômicas.
Que passa a ser condicionado
por diversos fatores, como os
deslocamentos diários para ir
ao trabalho e à escola.
Também promove:
Alteração no ritmo de vida
das pessoas.
-alimentos;
- roupas;
- medicamentos;
- eletrodomésticos;
- serviços como: escolas, hospitais,
transporte, clubes, videolocadoras,
cabeleireiro, entre outros.
No espaço urbano
Maior a facilidade em
relação à disponibilidade de
bens como:
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
DelfimMartins/PulsarImagens
Universidade Federal do Paraná.
As cidades, particularmente as
que concentram universidades e
centros de pesquisa, editoras,
sedes de jornais, televisão e
rádio, são grandes produtoras e
difusoras de informações.
Com a urbanização
Aumentam os fluxos de
mercadorias, de pessoas, de
capitais e de informações,
tanto no espaço de uma
cidade como entre diversas
cidades.
A interligação entre as cidades,
que se dá por meio do
estabelecimento de diversos
fluxos, origina uma rede urbana.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Universidade Federal do Rio de Janeiro.
Rua comercial em Cuiabá
(MT), em 2001.
Junior/AE
Delfim Martins/ Pulsar
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Fonte: Atlas nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000. p. 162 (adaptado).
MárioYoshida
Brasil – Hierarquia urbana – início dos anos 2000Brasil – Hierarquia urbana – início dos anos 2000
Conversa
 Quais cidades indicadas no mapa fazem parte
do estado onde você mora? Informe o papel
ocupado por elas na hierarquia urbana.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Na formação de uma rede urbana, acaba sendo estruturada também
uma hierarquia urbana, que se estabelece de acordo com os
diferentes papéis ocupados pelas cidades na organização
socioeconômica e espacial do país.
As metrópoles concentram muitas
atividades econômicas:
- sedes de empresas nacionais;
- filiais de empresas estrangeiras;
- universidades;
- centros de pesquisa;
- aeroportos;
- portos;
- equipamentos de telefonia;
- redes de energia;
- grande fluxo de pessoas,
mercadorias, capitais,
informações e serviços.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Rio de Janeiro.
São Paulo.
PauloFridman/SambaPhoto
AraquémAlcântara/SambaPhoto
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Rio de Janeiro e São Paulo
são metrópoles de projeção
internacional, pois abrigam
sedes de grandes empresas
nacionais, filiais de
empresas estrangeiras,
sedes de bancos e as
principais universidades e
centros de pesquisa do país.
Para essas cidades convergem
grandes fluxos de turistas
internacionais.
Trata-se de cidades que de fato
participam, de forma mais
intensa, da economia
informacional e global,
comparativamente a outros
lugares do território brasileiro.
No entanto, o papel desempenhado
por essas cidades na economia
globalizada é bem inferior aos papéis
de várias metrópoles de países
desenvolvidos, como Nova York,
Londres, Paris, Tóquio.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
População urbana ultrapassou a rural
Em 23 de maio de 2007.
Até as últimas décadas do século XVIII,
morar no campo era a regra.
A Revolução Industrial
inglesa desencadeou o
processo de mudança.
Os pobres rurais mudam para
as cidades porque melhoram
de vida.
No mundo, existe
hoje 1.2 bilhão de
pessoas abaixo da
linha de miséria.
Três quartos
moram no campo.
Paradoxo: O campo sobrevive sem a cidade, mas a
cidade não sobrevive sem ele.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
O que é cidade?
O IBGE inclui na população urbana no Brasil os habitantes de
cidades e vilas, sendo cidade definida como a sede do
município, independente do seu número de habitantes. A noção
de cidade varia de país para país. Em alguns deles, esse termo
só é empregado para aglomerações com população superior a
20 mil pessoas – trata-se de um critério estatístico. Em outros,
basta haver uma aglomeração com infraestrutura urbana e
algumas centenas de pessoas que se dediquem a atividades
secundárias e terciárias.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
A urbanização – Além dos limites
territoriais das cidades
Processo de urbanização mais intenso
Nos países desenvolvidos e em vários
subdesenvolvidos industrializados.
Os efeitos ultrapassam os
limites territoriais das cidades.
Assim
Muitos aspectos do
espaço urbano se
estendem para o rural.
Em algumas fazendas, os
agricultores acompanham
a cotação das mercadorias
agropecuárias pela
internet.
Atividades próprias do setor terciário
no espaço rural:
• hotéis-fazenda;
• flats rurais;
• pesque-pague;
• atividades relacionadas ao ecoturismo.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Diante disso
É possível perceber que a urbanização e a
modernização da economia acabam
determinando o surgimento de formas
complexas de organização socioespacial
dos países.
As características dessa
organização vão
depender do grau de
desenvolvimento
tecnológico e
socioeconômico de
cada país.
Atualmente é quase impossível imaginar a
vida fora da cidade ou fugir da influência
urbana, que atinge o próprio campo.
A cidade é considerada a mais dinâmica
forma de transformação do espaço geográfico
realizada pela sociedade.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Complexo agroindustrial
em espaço rural.
Antena parabólica em espaço
rural.
Flat rural em Bananal (SP).
EdsonSato/Pulsar
DelfimMartins/Pulsar
IvaniaSant’Anna/Kino.com.br
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Êxodo rural e urbanização
Movimento migratório
do campo para as
cidades em um ritmo
bastante acelerado e
num período
relativamente curto.
Fenômeno que ocorreu
primeiro nos países que se
industrializaram durante as
duas primeiras Revoluções
Industriais.
Nesses países
desenvolvidos o
fenômeno da
urbanização é
também mais
antigo.
A urbanização é um processo mais recente
nos países subdesenvolvidos. Ela apresenta
características diferenciadas em relação
à urbanização dos desenvolvidos.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
População urbana no Mundo (2005)
Fonte: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2007. p.69.
CarlosTadeudeCarvalhoGamba
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Segundo o geógrafo Milton Santos, alguns
fatores determinantes do êxodo rural são:
• situação de guerras ou revoluções;
• o crescimento demográfico elevado;
• a concentração da propriedade rural e a
mecanização das atividades agropecuárias,
que acarretam uma diminuição nas
oportunidades de trabalho no campo;
• o desejo, por parte da população do
campo, de ter acesso aos serviços e bens
disponíveis e concentrados em maior
número nas cidades.
Outro fator que podemos citar é a maior variedade e a
maior quantidade de atividades econômicas na cidade.
Nos países subdesenvolvidos
que se industrializaram a partir
dos anos 1940, o êxodo rural
passou a ocorrer de forma
intensa. No entanto,
principalmente a partir dos
anos 1970, esse fenômeno tem
sido intenso, mesmo em países
que apresentam um setor
secundário fraco.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Pessoas fugindo da guerra civil na Libéria, África, no início dos anos
1990. Muitas acabaram se dirigindo às cidades de países vizinhos.
CEDOC
Observe o gráfico.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
O que os dados do gráfico revelam? Que nome
se dá ao processo evidenciado?
Fonte: ONU, 2001.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
A urbanização nos
países desenvolvidos
Grande crescimento da atividade
industrial.
Aumento da oferta de empregos
nesse setor e nas atividades
ligadas ao terciário, que foram
se multiplicando em razão do
desenvolvimento da indústria.
Foi um processo gradativo,
caracterizado por uma
transferência da população
economicamente ativa do setor
primário para o secundário e,
posteriormente, para o terciário.
Na maior parte desses países, as taxas de urbanização estão
praticamente estabilizadas na faixa de 75% a 85%, não havendo
mais aumento significativo da população urbana em relação à rural.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Problemas urbanos gerados pela
intensificação do processo de
urbanização:
• falta de moradia;
• falta de via e meios de transportes;
• falta de áreas de lazer e parques;
•Falta de saneamento básico.
Esses problemas aliados às
longas jornadas de trabalho e
aos baixos salários da mão-
de-obra operária, acarretaram
grande insatisfação popular,
a partir de meados do século
XIX.
Nos países desenvolvidos, houve
também um processo de
suburbanização, com a estruturação de
áreas suburbanas afastadas do centro,
caracterizada por bairros de classe
média e média alta. Essas classes
buscavam um distanciamento da grande
concentração populacional e dos
problemas decorrentes da poluição
sonora, atmosférica e visual.
Bairro no subúrbio de Nova
York, Estado Unidos.
Alan Schein Ohotography/ Corbis
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
O que é megalópole?
Imenso aglomerado urbano praticamente
contínuo, com algumas poucas áreas rurais,
formado com a associação do processo de
suburbanização à própria expansão das cidades.
Entre as megalópoles
do mundo,
destacam-se a
megalópole Bos-
Wash, que
compreende a área
entre Boston e
Washington, no
nordeste dos Estados
Unidos, e a
megalópole Tóquio-
Yokohama, no
Japão.
Fonte: La Geographie du Monde. Paris, Nathan, 2000. p.85 (adaptado).
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Nos países desenvolvidos, de modo geral, as
pessoas que vivem em piores condições de
moradia, em espaços deteriorados, com
dificuldades de acesso a transporte, saúde,
educação, cultura e lazer, são principalmente
os habitantes dos bairros que abrigam
contingentes de imigrantes.
Bairro de imigrantes em
Marselha, França.
DavidTurnley/Corbis
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Tóquio, no Japão (2007).
Fonte: ONU/ Banco Mundial.
TravelPixCollection/JAI/Corbis/LatinStock
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
A urbanização nos
países subdesenvolvidos
O processo de urbanização vem ocorrendo de forma intensa.
Como Brasil, México e Argentina.
Crescimento significativo e quase imediato das
atividades do setor terciário.
Caracterizado por
Mesmo em países
industrializados
A transferência de PEA do setor
primário para o setor secundário
ocorreu em menor escala do que
nos países desenvolvidos.
Além da mecanização, a
concentração da propriedade rural é
um dos principais fatores da
expulsão dos trabalhadores do
campo.
Nos países desenvolvidos
Foi decorrência, em boa parte,
do aumento da oferta de
empregos nas cidades e da
mecanização das atividades
primárias.
A saída de trabalhadores do campo
Nos subdesenvolvidos
Nesses países, parcela considerável das pessoas que migram
para as cidades não encontra emprego e passa a realizar
atividades de subemprego.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Fonte: L’état du monde, 2007.
Nos países citados na tabela é
considerável a parcela da população
concentrada em poucas cidades. Esse
fenômeno ocorre em boa parte dos países
subdesenvolvidos, onde as metrópoles
abrigam grandes contingentes
populacionais e a geração da maioria de
bens e serviços.
Espaço geográfico das cidades
Marcado por contrastes Má distribuição de renda
e de recursos.
É comum observarmos nesses espaços
miséria em meio a bolsões de riqueza.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Ocasionando problemas de transporte e
de infraestrutura, como:
• Áreas de mananciais foram
irregularmente ocupadas e
contaminadas,
• matas foram destruídas
• grande quantidade de construções e
vias de transportes impermeabilizou o
solo, provocando constantes problemas
de enchentes.
Os bairros mais pobres, além de abrigarem os maiores índices de violência,
são em geral excluídos dos serviços públicos básicos. E é intenso o processo
de favelização, tanto nas áreas centrais como nas periferias, principalmente
nas cidades grandes e médias.
As cidades se expandiram em direção às suas periferias.
Sem planejamento
• rede de abastecimento de
água;
• esgoto;
• eletrificação;
• construção de ruas e avenidas,
pavimentação, etc.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Comércio ambulante em país
subdesenvolvido.
E.TavaradosSantos/StockBrazil
Favelas e modernos edifícios em
Caracas, Venezuela.
YannArthus-Bertrand/Corbis
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
As cidades globais
Característica importante do
processo de globalização
Constituição de uma rede de
cidades globais ou mundiais.
São responsáveis por grande
parte do fluxo de pessoas,
mercadorias, informações e
capitais em âmbito mundial.
Concentram as principais bolsas de
valores do sistema financeiro
internacional, as sedes de grandes
empresas, além dos principais
centros universitários e de pesquisa
do planeta.
Diferenciam-se das demais metrópoles
porque estabelecem a conexão do
território do país com as finanças e a
economia mundiais
Por meio de complexas redes
de transportes e de
telecomunicações que para elas
convergem.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Principalmente a partir dos anos 1970/1980, as cidades globais vêm conhecendo
um processo de relativo esvaziamento industrial, especialmente das atividades
industriais mais tradicionais. Nas cidades mundiais, o setor secundário passou a
concentrar, sobretudo, indústrias de tecnologia avançada.
Nessa rede de cidades
globais, o papel que cada
metrópole ocupa varia de
acordo com o volume de
fluxos que envolve o nível de
concentração de sedes de
grandes empresas. Desses
fatores depende a capacidade
de influência dessas
metrópoles em nível
planetário.
Uma classificação rigorosa levará a
incluir entre as metrópoles globais
apenas algumas poucas (Nova York, Los
Angeles, Tóquio, Londres, Paris)
capazes de exercer um papel de comando
efetivo e de regulação sobre o que se faz
nas outras cidades e no resto do mundo.
Pode-se incluir também nesse rol, ainda
que num segundo nível, localidades
como São Paulo, Cidade do México,
Johannesburgo, cujo papel reitor apenas
impõe a áreas menores e mais
delimitadas do planeta.
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Observe a charge.
Glauco
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Conversa
 A charge retrata problemas urbanos presentes
principalmente nas grandes metrópoles dos
países subdesenvolvidos. Quais são esses
problemas?
Exercitar conhecimentos
 No município onde você mora é possível
identificar características do processo de
urbanização? Quais?
 Quais as principais características do processo
de urbanização nos países desenvolvidos? E
nos países subdesenvolvidos?
 Quando uma cidade é considerada uma
megalópole?
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
8º ano - Unidade II
Capítulo 5 – A
Urbanização
ELIAN ALABI LUCCI
ANSELMO LAZARO BRANCO
ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
Geografia Homem &
Espaço

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

América central
América centralAmérica central
América central
TI Medianeira
 
Megalópole
MegalópoleMegalópole
IECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileira
IECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileiraIECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileira
IECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileira
profrodrigoribeiro
 
Estados unidos sociedade e economia
Estados unidos sociedade e economiaEstados unidos sociedade e economia
Estados unidos sociedade e economia
TI Medianeira
 
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_editGeo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
rdbtava
 
Geo h e_7_ano_cap3_site_edit
Geo h e_7_ano_cap3_site_editGeo h e_7_ano_cap3_site_edit
Geo h e_7_ano_cap3_site_edit
rdbtava
 
Urbanização (2)
Urbanização (2)Urbanização (2)
Urbanização (2)
Débora Sales
 
atividade de geografia
atividade de geografiaatividade de geografia
atividade de geografia
Broma Spazi
 
Geo he 8ano_cap3_site
Geo he 8ano_cap3_siteGeo he 8ano_cap3_site
Geo he 8ano_cap3_site
rdbtava
 
Brasil rural x urbano
Brasil   rural x urbanoBrasil   rural x urbano
Brasil rural x urbano
Rafael Marques
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
Almir
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
Paulo Magalhães
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
Carolina Corrêa
 
Geo30
Geo30Geo30
LISTÃO ENEM COMENTADO
LISTÃO ENEM COMENTADOLISTÃO ENEM COMENTADO
LISTÃO ENEM COMENTADO
CADUCOC1
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
Michele Lima
 
Cpm 3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana
Cpm   3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana Cpm   3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana
Cpm 3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana
Jakson Raphael Pereira Barbosa
 
Espaço urbano
Espaço urbano  Espaço urbano
Espaço urbano
Salageo Cristina
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
Carolina Corrêa
 
Geo22
Geo22Geo22

Mais procurados (20)

América central
América centralAmérica central
América central
 
Megalópole
MegalópoleMegalópole
Megalópole
 
IECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileira
IECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileiraIECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileira
IECJ - Cap. 7 - A urbanização brasileira
 
Estados unidos sociedade e economia
Estados unidos sociedade e economiaEstados unidos sociedade e economia
Estados unidos sociedade e economia
 
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_editGeo h e_9_ano_cap3_site_edit
Geo h e_9_ano_cap3_site_edit
 
Geo h e_7_ano_cap3_site_edit
Geo h e_7_ano_cap3_site_editGeo h e_7_ano_cap3_site_edit
Geo h e_7_ano_cap3_site_edit
 
Urbanização (2)
Urbanização (2)Urbanização (2)
Urbanização (2)
 
atividade de geografia
atividade de geografiaatividade de geografia
atividade de geografia
 
Geo he 8ano_cap3_site
Geo he 8ano_cap3_siteGeo he 8ano_cap3_site
Geo he 8ano_cap3_site
 
Brasil rural x urbano
Brasil   rural x urbanoBrasil   rural x urbano
Brasil rural x urbano
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Geo30
Geo30Geo30
Geo30
 
LISTÃO ENEM COMENTADO
LISTÃO ENEM COMENTADOLISTÃO ENEM COMENTADO
LISTÃO ENEM COMENTADO
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
 
Cpm 3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana
Cpm   3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana Cpm   3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana
Cpm 3 ano - geo - urbanização brasileira e rede urbana
 
Espaço urbano
Espaço urbano  Espaço urbano
Espaço urbano
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Geo22
Geo22Geo22
Geo22
 

Semelhante a Geo h e_8ano_cap5_site_finalizado

PRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º emPRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º em
profrodrigoribeiro
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
Marcia Labres
 
áReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoáReas de fixação da população
áReas de fixação da população
Paula Tomaz
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
Mari Luci Fonseca
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Professor
 
Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05
Leandro Solis
 
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
ericaalmeida78
 
Aula nº1
Aula nº1Aula nº1
Aula nº1
Idalina Leite
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
Blendon Mendonça
 
Geografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicar
Geografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicarGeografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicar
Geografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicar
Eloy Souza
 
Aspectos Do Brasil 1º Ma
Aspectos Do Brasil 1º MaAspectos Do Brasil 1º Ma
Aspectos Do Brasil 1º Ma
ProfMario De Mori
 
2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
viniciusmadruga4
 
2012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-4
2012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-42012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-4
2012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-4
Edjania dos Anjos
 
Aula 2 urbanização
Aula 2   urbanizaçãoAula 2   urbanização
Urbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).ppt
Urbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).pptUrbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).ppt
Urbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).ppt
ADRIANOTEDESKI
 
Urbanização no Brasil Gaby.pptx
Urbanização no Brasil Gaby.pptxUrbanização no Brasil Gaby.pptx
Urbanização no Brasil Gaby.pptx
GabriellyReis7
 
2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx
2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx
2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx
edjadcborges
 
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASILO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
Anderson Silva
 
O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...
O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...
O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...
VitorinoSousa2
 

Semelhante a Geo h e_8ano_cap5_site_finalizado (20)

PRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º emPRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º em
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
 
áReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoáReas de fixação da população
áReas de fixação da população
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópoles
 
Slide romina
Slide   rominaSlide   romina
Slide romina
 
Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05
 
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
_3. Urbanizacao Processos e dinamicas.pptx
 
Aula nº1
Aula nº1Aula nº1
Aula nº1
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Geografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicar
Geografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicarGeografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicar
Geografia7 brasil utilizacao_do_espaco- publicar
 
Aspectos Do Brasil 1º Ma
Aspectos Do Brasil 1º MaAspectos Do Brasil 1º Ma
Aspectos Do Brasil 1º Ma
 
2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
2ª SÉRIE LIVRO 6 CAP 7 URBANIZAÇÃO BRASILEIRA.pptx
 
2012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-4
2012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-42012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-4
2012 07 20_17_20_14_eja_7_ce_geografia_unidades_3-4
 
Aula 2 urbanização
Aula 2   urbanizaçãoAula 2   urbanização
Aula 2 urbanização
 
Urbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).ppt
Urbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).pptUrbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).ppt
Urbanização,_Cidades,_Dinâmica_Demográfica,_População_Brasileira (1).ppt
 
Urbanização no Brasil Gaby.pptx
Urbanização no Brasil Gaby.pptxUrbanização no Brasil Gaby.pptx
Urbanização no Brasil Gaby.pptx
 
2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx
2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx
2º anodo EM- 1ª aula 2021-URBANIZAÇAO.pptx
 
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASILO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
 
O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...
O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...
O Que é Espaço Urbano.docx - temas para aula de sociologia sobre meio ambient...
 

Mais de rdbtava

Geo h e_7ano_cap6_site_pronto
Geo h e_7ano_cap6_site_prontoGeo h e_7ano_cap6_site_pronto
Geo h e_7ano_cap6_site_pronto
rdbtava
 
Geo 7o homem_espa_o_cap1_site
Geo 7o homem_espa_o_cap1_siteGeo 7o homem_espa_o_cap1_site
Geo 7o homem_espa_o_cap1_site
rdbtava
 
Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02
Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02
Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02
rdbtava
 
Cobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasilCobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasil
rdbtava
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
rdbtava
 
Geografia e o mundo
Geografia e o mundoGeografia e o mundo
Geografia e o mundo
rdbtava
 
Geo he 8o_ano_cap2_site
Geo he 8o_ano_cap2_siteGeo he 8o_ano_cap2_site
Geo he 8o_ano_cap2_site
rdbtava
 
Geo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_okGeo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_ok
rdbtava
 
Geo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_okGeo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_ok
rdbtava
 
Geo h e_8o_cap11_site_ok
Geo h e_8o_cap11_site_okGeo h e_8o_cap11_site_ok
Geo h e_8o_cap11_site_ok
rdbtava
 
Geo h e_8o_cap10_site_ok
Geo h e_8o_cap10_site_okGeo h e_8o_cap10_site_ok
Geo h e_8o_cap10_site_ok
rdbtava
 
Geo h e_8o_cap9_site_ok
Geo h e_8o_cap9_site_okGeo h e_8o_cap9_site_ok
Geo h e_8o_cap9_site_ok
rdbtava
 
Geo h e_8o_cap8_site_ok
Geo h e_8o_cap8_site_okGeo h e_8o_cap8_site_ok
Geo h e_8o_cap8_site_ok
rdbtava
 
Geo h e_8ano_cap17_site
Geo h e_8ano_cap17_siteGeo h e_8ano_cap17_site
Geo h e_8ano_cap17_site
rdbtava
 
Geo h e_8ano_cap16_site_final
Geo h e_8ano_cap16_site_finalGeo h e_8ano_cap16_site_final
Geo h e_8ano_cap16_site_final
rdbtava
 
Geo h e_8ano_cap14_site
Geo h e_8ano_cap14_siteGeo h e_8ano_cap14_site
Geo h e_8ano_cap14_site
rdbtava
 
Geo h e_8ano_cap13_site
Geo h e_8ano_cap13_siteGeo h e_8ano_cap13_site
Geo h e_8ano_cap13_site
rdbtava
 
Geo h e_8ano_cap7_pronto
Geo h e_8ano_cap7_prontoGeo h e_8ano_cap7_pronto
Geo h e_8ano_cap7_pronto
rdbtava
 
Geo 8o homem_espaco_cap1_site
Geo 8o homem_espaco_cap1_siteGeo 8o homem_espaco_cap1_site
Geo 8o homem_espaco_cap1_site
rdbtava
 
Geo he 9o_ano_cap2_site
Geo he 9o_ano_cap2_siteGeo he 9o_ano_cap2_site
Geo he 9o_ano_cap2_site
rdbtava
 

Mais de rdbtava (20)

Geo h e_7ano_cap6_site_pronto
Geo h e_7ano_cap6_site_prontoGeo h e_7ano_cap6_site_pronto
Geo h e_7ano_cap6_site_pronto
 
Geo 7o homem_espa_o_cap1_site
Geo 7o homem_espa_o_cap1_siteGeo 7o homem_espa_o_cap1_site
Geo 7o homem_espa_o_cap1_site
 
Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02
Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02
Geo7ohomemespaocap1site 110301175245-phpapp02
 
Cobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasilCobertura vegetalbrasil
Cobertura vegetalbrasil
 
Biomas brasileiros
Biomas brasileirosBiomas brasileiros
Biomas brasileiros
 
Geografia e o mundo
Geografia e o mundoGeografia e o mundo
Geografia e o mundo
 
Geo he 8o_ano_cap2_site
Geo he 8o_ano_cap2_siteGeo he 8o_ano_cap2_site
Geo he 8o_ano_cap2_site
 
Geo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_okGeo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_ok
 
Geo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_okGeo h e_8o_cap12_site_ok
Geo h e_8o_cap12_site_ok
 
Geo h e_8o_cap11_site_ok
Geo h e_8o_cap11_site_okGeo h e_8o_cap11_site_ok
Geo h e_8o_cap11_site_ok
 
Geo h e_8o_cap10_site_ok
Geo h e_8o_cap10_site_okGeo h e_8o_cap10_site_ok
Geo h e_8o_cap10_site_ok
 
Geo h e_8o_cap9_site_ok
Geo h e_8o_cap9_site_okGeo h e_8o_cap9_site_ok
Geo h e_8o_cap9_site_ok
 
Geo h e_8o_cap8_site_ok
Geo h e_8o_cap8_site_okGeo h e_8o_cap8_site_ok
Geo h e_8o_cap8_site_ok
 
Geo h e_8ano_cap17_site
Geo h e_8ano_cap17_siteGeo h e_8ano_cap17_site
Geo h e_8ano_cap17_site
 
Geo h e_8ano_cap16_site_final
Geo h e_8ano_cap16_site_finalGeo h e_8ano_cap16_site_final
Geo h e_8ano_cap16_site_final
 
Geo h e_8ano_cap14_site
Geo h e_8ano_cap14_siteGeo h e_8ano_cap14_site
Geo h e_8ano_cap14_site
 
Geo h e_8ano_cap13_site
Geo h e_8ano_cap13_siteGeo h e_8ano_cap13_site
Geo h e_8ano_cap13_site
 
Geo h e_8ano_cap7_pronto
Geo h e_8ano_cap7_prontoGeo h e_8ano_cap7_pronto
Geo h e_8ano_cap7_pronto
 
Geo 8o homem_espaco_cap1_site
Geo 8o homem_espaco_cap1_siteGeo 8o homem_espaco_cap1_site
Geo 8o homem_espaco_cap1_site
 
Geo he 9o_ano_cap2_site
Geo he 9o_ano_cap2_siteGeo he 9o_ano_cap2_site
Geo he 9o_ano_cap2_site
 

Último

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
SupervisoEMAC
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
Mary Alvarenga
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
jetroescola
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
shirleisousa9166
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
shirleisousa9166
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
beathrizalves131
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
pattyhsilva271204
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
marcos oliveira
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Falcão Brasil
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Luzia Gabriele
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Centro Jacques Delors
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Mary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Colaborar Educacional
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptxSlides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Slides Lição 3, CPAD, Rute e Noemi, Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdfCaderno 1 -  Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
Caderno 1 - Módulo Água JMS 2024 (1).pdf
 
Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!Acróstico - Bullying é crime!
Acróstico - Bullying é crime!
 
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptxLicao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
Licao de adultos Topico 1 CPAD edit.pptx
 
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdfCaderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
Caderno_de_referencias_Ocupacaohumana_IV_FlaviaCoelho_compressed.pdf
 
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2016 CENSIPAM.pdf
 
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2021/2022 CENSIPAM.pdf
 
escrita criativa utilizada na arteterapia
escrita criativa   utilizada na arteterapiaescrita criativa   utilizada na arteterapia
escrita criativa utilizada na arteterapia
 
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdfOficina de bases de dados - Dimensions.pdf
Oficina de bases de dados - Dimensions.pdf
 
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdfApostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
Apostila em LIBRAS - Curso Básico ENAP 2019.pdf
 
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2019 CENSIPAM.pdf
 
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdfoficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
oficia de construção de recursos para aluno DI.pdf
 
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
Relatório de Atividades 2009 CENSIPAM
 
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsxOceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
Oceano, Fonte de Vida e Beleza Maria Inês Aroeira Braga.ppsx
 
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
Slide | Eurodeputados Portugueses (2024-2029) - Parlamento Europeu (atualiz. ...
 
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
Slides Lição 2, Betel, A Igreja e a relevância, para a adoração verdadeira no...
 
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.Texto e atividade -  O que fazemos com a água que usamos.
Texto e atividade - O que fazemos com a água que usamos.
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores LocaisTemática – Projeto para Empreendedores Locais
Temática – Projeto para Empreendedores Locais
 
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdfRelatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
Relatório de Atividades 2011 CENSIPAM.pdf
 

Geo h e_8ano_cap5_site_finalizado

  • 1. 8º- ano - Unidade II Capítulo 5 – A Urbanização ELIAN ALABI LUCCI ANSELMO LAZARO BRANCO ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Geografia Homem & Espaço
  • 2. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Vista parcial dos bairros da Água Branca e da Pompéia, situados próximos ao centro da cidade de São Paulo (SP), em 2002. As chaminés e as construções antigas são o que restou das Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo, que ocupavam também a área onde foram construídos quatro grandes edifícios de escritórios e consultórios. Fotodoautor
  • 3. Conversa  Considerando as informações da legenda da fotografia e os setores da economia, o que aconteceu com o trecho do espaço urbano que abrigava as Indústrias Reunidas Francisco Matarazzo?  No sistema capitalista, o terreno é considerado uma mercadoria. Em vista disso, por que há proprietários que deixam terrenos sem nenhum tipo de ocupação em áreas centrais das cidades, como o mostrado na foto? ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  • 4.  Quais fatores podem ter contribuído para a saída das indústrias das áreas relativamente próximas aos centros das grandes cidades ? ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva CEDOC Vista parcial da cidade de São Paulo (SP).
  • 5. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva O processo de urbanização Caracterizado pelo crescimento da população urbana em um ritmo mais acelerado que a rural. Decorrência sobretudo da migração do campo para a cidade. O processo de urbanização não pode ser entendido simplesmente como resultado do crescimento maior da população urbana em relação à rural. Essa é sua característica em termos demográficos, populacionais. Ele é também caracterizado por fatores socioeconômicos e espaciais, como o aumento do número de cidades e a expansão das áreas ocupadas por elas. Essa expansão pode originar áreas conurbadas. Junção de espaços urbanos de municípios vizinhos.
  • 6. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Do processo de urbanização decorre também uma transformação do papel das cidades na economia do país, uma vez que elas passam, gradativamente, a concentrar um número maior de atividades econômicas. Que passa a ser condicionado por diversos fatores, como os deslocamentos diários para ir ao trabalho e à escola. Também promove: Alteração no ritmo de vida das pessoas. -alimentos; - roupas; - medicamentos; - eletrodomésticos; - serviços como: escolas, hospitais, transporte, clubes, videolocadoras, cabeleireiro, entre outros. No espaço urbano Maior a facilidade em relação à disponibilidade de bens como:
  • 7. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva DelfimMartins/PulsarImagens Universidade Federal do Paraná. As cidades, particularmente as que concentram universidades e centros de pesquisa, editoras, sedes de jornais, televisão e rádio, são grandes produtoras e difusoras de informações. Com a urbanização Aumentam os fluxos de mercadorias, de pessoas, de capitais e de informações, tanto no espaço de uma cidade como entre diversas cidades. A interligação entre as cidades, que se dá por meio do estabelecimento de diversos fluxos, origina uma rede urbana.
  • 8. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Universidade Federal do Rio de Janeiro. Rua comercial em Cuiabá (MT), em 2001. Junior/AE Delfim Martins/ Pulsar
  • 9. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Fonte: Atlas nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000. p. 162 (adaptado). MárioYoshida Brasil – Hierarquia urbana – início dos anos 2000Brasil – Hierarquia urbana – início dos anos 2000
  • 10. Conversa  Quais cidades indicadas no mapa fazem parte do estado onde você mora? Informe o papel ocupado por elas na hierarquia urbana. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  • 11. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Na formação de uma rede urbana, acaba sendo estruturada também uma hierarquia urbana, que se estabelece de acordo com os diferentes papéis ocupados pelas cidades na organização socioeconômica e espacial do país. As metrópoles concentram muitas atividades econômicas: - sedes de empresas nacionais; - filiais de empresas estrangeiras; - universidades; - centros de pesquisa; - aeroportos; - portos; - equipamentos de telefonia; - redes de energia; - grande fluxo de pessoas, mercadorias, capitais, informações e serviços.
  • 12. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Rio de Janeiro. São Paulo. PauloFridman/SambaPhoto AraquémAlcântara/SambaPhoto
  • 13. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Rio de Janeiro e São Paulo são metrópoles de projeção internacional, pois abrigam sedes de grandes empresas nacionais, filiais de empresas estrangeiras, sedes de bancos e as principais universidades e centros de pesquisa do país. Para essas cidades convergem grandes fluxos de turistas internacionais. Trata-se de cidades que de fato participam, de forma mais intensa, da economia informacional e global, comparativamente a outros lugares do território brasileiro. No entanto, o papel desempenhado por essas cidades na economia globalizada é bem inferior aos papéis de várias metrópoles de países desenvolvidos, como Nova York, Londres, Paris, Tóquio.
  • 14. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva População urbana ultrapassou a rural Em 23 de maio de 2007. Até as últimas décadas do século XVIII, morar no campo era a regra. A Revolução Industrial inglesa desencadeou o processo de mudança. Os pobres rurais mudam para as cidades porque melhoram de vida. No mundo, existe hoje 1.2 bilhão de pessoas abaixo da linha de miséria. Três quartos moram no campo. Paradoxo: O campo sobrevive sem a cidade, mas a cidade não sobrevive sem ele.
  • 15. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva O que é cidade? O IBGE inclui na população urbana no Brasil os habitantes de cidades e vilas, sendo cidade definida como a sede do município, independente do seu número de habitantes. A noção de cidade varia de país para país. Em alguns deles, esse termo só é empregado para aglomerações com população superior a 20 mil pessoas – trata-se de um critério estatístico. Em outros, basta haver uma aglomeração com infraestrutura urbana e algumas centenas de pessoas que se dediquem a atividades secundárias e terciárias.
  • 16. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva A urbanização – Além dos limites territoriais das cidades Processo de urbanização mais intenso Nos países desenvolvidos e em vários subdesenvolvidos industrializados. Os efeitos ultrapassam os limites territoriais das cidades. Assim Muitos aspectos do espaço urbano se estendem para o rural. Em algumas fazendas, os agricultores acompanham a cotação das mercadorias agropecuárias pela internet. Atividades próprias do setor terciário no espaço rural: • hotéis-fazenda; • flats rurais; • pesque-pague; • atividades relacionadas ao ecoturismo.
  • 17. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Diante disso É possível perceber que a urbanização e a modernização da economia acabam determinando o surgimento de formas complexas de organização socioespacial dos países. As características dessa organização vão depender do grau de desenvolvimento tecnológico e socioeconômico de cada país. Atualmente é quase impossível imaginar a vida fora da cidade ou fugir da influência urbana, que atinge o próprio campo. A cidade é considerada a mais dinâmica forma de transformação do espaço geográfico realizada pela sociedade.
  • 18. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Complexo agroindustrial em espaço rural. Antena parabólica em espaço rural. Flat rural em Bananal (SP). EdsonSato/Pulsar DelfimMartins/Pulsar IvaniaSant’Anna/Kino.com.br
  • 19. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Êxodo rural e urbanização Movimento migratório do campo para as cidades em um ritmo bastante acelerado e num período relativamente curto. Fenômeno que ocorreu primeiro nos países que se industrializaram durante as duas primeiras Revoluções Industriais. Nesses países desenvolvidos o fenômeno da urbanização é também mais antigo. A urbanização é um processo mais recente nos países subdesenvolvidos. Ela apresenta características diferenciadas em relação à urbanização dos desenvolvidos.
  • 20. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva População urbana no Mundo (2005) Fonte: Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2007. p.69. CarlosTadeudeCarvalhoGamba
  • 21. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Segundo o geógrafo Milton Santos, alguns fatores determinantes do êxodo rural são: • situação de guerras ou revoluções; • o crescimento demográfico elevado; • a concentração da propriedade rural e a mecanização das atividades agropecuárias, que acarretam uma diminuição nas oportunidades de trabalho no campo; • o desejo, por parte da população do campo, de ter acesso aos serviços e bens disponíveis e concentrados em maior número nas cidades. Outro fator que podemos citar é a maior variedade e a maior quantidade de atividades econômicas na cidade. Nos países subdesenvolvidos que se industrializaram a partir dos anos 1940, o êxodo rural passou a ocorrer de forma intensa. No entanto, principalmente a partir dos anos 1970, esse fenômeno tem sido intenso, mesmo em países que apresentam um setor secundário fraco.
  • 22. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Pessoas fugindo da guerra civil na Libéria, África, no início dos anos 1990. Muitas acabaram se dirigindo às cidades de países vizinhos. CEDOC
  • 23. Observe o gráfico. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva O que os dados do gráfico revelam? Que nome se dá ao processo evidenciado? Fonte: ONU, 2001.
  • 24. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva A urbanização nos países desenvolvidos Grande crescimento da atividade industrial. Aumento da oferta de empregos nesse setor e nas atividades ligadas ao terciário, que foram se multiplicando em razão do desenvolvimento da indústria. Foi um processo gradativo, caracterizado por uma transferência da população economicamente ativa do setor primário para o secundário e, posteriormente, para o terciário. Na maior parte desses países, as taxas de urbanização estão praticamente estabilizadas na faixa de 75% a 85%, não havendo mais aumento significativo da população urbana em relação à rural.
  • 25. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Problemas urbanos gerados pela intensificação do processo de urbanização: • falta de moradia; • falta de via e meios de transportes; • falta de áreas de lazer e parques; •Falta de saneamento básico. Esses problemas aliados às longas jornadas de trabalho e aos baixos salários da mão- de-obra operária, acarretaram grande insatisfação popular, a partir de meados do século XIX. Nos países desenvolvidos, houve também um processo de suburbanização, com a estruturação de áreas suburbanas afastadas do centro, caracterizada por bairros de classe média e média alta. Essas classes buscavam um distanciamento da grande concentração populacional e dos problemas decorrentes da poluição sonora, atmosférica e visual. Bairro no subúrbio de Nova York, Estado Unidos. Alan Schein Ohotography/ Corbis
  • 26. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva O que é megalópole? Imenso aglomerado urbano praticamente contínuo, com algumas poucas áreas rurais, formado com a associação do processo de suburbanização à própria expansão das cidades. Entre as megalópoles do mundo, destacam-se a megalópole Bos- Wash, que compreende a área entre Boston e Washington, no nordeste dos Estados Unidos, e a megalópole Tóquio- Yokohama, no Japão. Fonte: La Geographie du Monde. Paris, Nathan, 2000. p.85 (adaptado).
  • 27. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Nos países desenvolvidos, de modo geral, as pessoas que vivem em piores condições de moradia, em espaços deteriorados, com dificuldades de acesso a transporte, saúde, educação, cultura e lazer, são principalmente os habitantes dos bairros que abrigam contingentes de imigrantes. Bairro de imigrantes em Marselha, França. DavidTurnley/Corbis
  • 28. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Tóquio, no Japão (2007). Fonte: ONU/ Banco Mundial. TravelPixCollection/JAI/Corbis/LatinStock
  • 29. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva A urbanização nos países subdesenvolvidos O processo de urbanização vem ocorrendo de forma intensa. Como Brasil, México e Argentina. Crescimento significativo e quase imediato das atividades do setor terciário. Caracterizado por Mesmo em países industrializados A transferência de PEA do setor primário para o setor secundário ocorreu em menor escala do que nos países desenvolvidos.
  • 30. Além da mecanização, a concentração da propriedade rural é um dos principais fatores da expulsão dos trabalhadores do campo. Nos países desenvolvidos Foi decorrência, em boa parte, do aumento da oferta de empregos nas cidades e da mecanização das atividades primárias. A saída de trabalhadores do campo Nos subdesenvolvidos Nesses países, parcela considerável das pessoas que migram para as cidades não encontra emprego e passa a realizar atividades de subemprego. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  • 31. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Fonte: L’état du monde, 2007. Nos países citados na tabela é considerável a parcela da população concentrada em poucas cidades. Esse fenômeno ocorre em boa parte dos países subdesenvolvidos, onde as metrópoles abrigam grandes contingentes populacionais e a geração da maioria de bens e serviços. Espaço geográfico das cidades Marcado por contrastes Má distribuição de renda e de recursos. É comum observarmos nesses espaços miséria em meio a bolsões de riqueza.
  • 32. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Ocasionando problemas de transporte e de infraestrutura, como: • Áreas de mananciais foram irregularmente ocupadas e contaminadas, • matas foram destruídas • grande quantidade de construções e vias de transportes impermeabilizou o solo, provocando constantes problemas de enchentes. Os bairros mais pobres, além de abrigarem os maiores índices de violência, são em geral excluídos dos serviços públicos básicos. E é intenso o processo de favelização, tanto nas áreas centrais como nas periferias, principalmente nas cidades grandes e médias. As cidades se expandiram em direção às suas periferias. Sem planejamento • rede de abastecimento de água; • esgoto; • eletrificação; • construção de ruas e avenidas, pavimentação, etc.
  • 33. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Comércio ambulante em país subdesenvolvido. E.TavaradosSantos/StockBrazil Favelas e modernos edifícios em Caracas, Venezuela. YannArthus-Bertrand/Corbis
  • 34. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva As cidades globais Característica importante do processo de globalização Constituição de uma rede de cidades globais ou mundiais. São responsáveis por grande parte do fluxo de pessoas, mercadorias, informações e capitais em âmbito mundial. Concentram as principais bolsas de valores do sistema financeiro internacional, as sedes de grandes empresas, além dos principais centros universitários e de pesquisa do planeta. Diferenciam-se das demais metrópoles porque estabelecem a conexão do território do país com as finanças e a economia mundiais Por meio de complexas redes de transportes e de telecomunicações que para elas convergem.
  • 35. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Principalmente a partir dos anos 1970/1980, as cidades globais vêm conhecendo um processo de relativo esvaziamento industrial, especialmente das atividades industriais mais tradicionais. Nas cidades mundiais, o setor secundário passou a concentrar, sobretudo, indústrias de tecnologia avançada. Nessa rede de cidades globais, o papel que cada metrópole ocupa varia de acordo com o volume de fluxos que envolve o nível de concentração de sedes de grandes empresas. Desses fatores depende a capacidade de influência dessas metrópoles em nível planetário. Uma classificação rigorosa levará a incluir entre as metrópoles globais apenas algumas poucas (Nova York, Los Angeles, Tóquio, Londres, Paris) capazes de exercer um papel de comando efetivo e de regulação sobre o que se faz nas outras cidades e no resto do mundo. Pode-se incluir também nesse rol, ainda que num segundo nível, localidades como São Paulo, Cidade do México, Johannesburgo, cujo papel reitor apenas impõe a áreas menores e mais delimitadas do planeta.
  • 37. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Conversa  A charge retrata problemas urbanos presentes principalmente nas grandes metrópoles dos países subdesenvolvidos. Quais são esses problemas?
  • 38. Exercitar conhecimentos  No município onde você mora é possível identificar características do processo de urbanização? Quais?  Quais as principais características do processo de urbanização nos países desenvolvidos? E nos países subdesenvolvidos?  Quando uma cidade é considerada uma megalópole? ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  • 39. 8º ano - Unidade II Capítulo 5 – A Urbanização ELIAN ALABI LUCCI ANSELMO LAZARO BRANCO ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Geografia Homem & Espaço