Geo h e_7ano_cap7_pronto

553 visualizações

Publicada em

Urbanização Brasileira

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
553
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
98
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
31
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Geo h e_7ano_cap7_pronto

  1. 1. Geografia Homem & Espaço 7º ano Unidade III – Brasil: Urbanização e Dinâmica Populacional Capítulo 7 – A urbanização Brasileira ELIAN ALABI LUCCI e ANSELMO LAZARO BRANCO ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  2. 2. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  3. 3. Observe os mapas e o gráfico. Cidades brasileiras conforme o número de habitantes (1950) Fonte: Atlas nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000. p.83 (adaptado). MárioYoshida ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  4. 4. Cidades brasileiras conforme o número de habitantes (2000) MárioYoshida Fonte: Atlas nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000. p.83 (adaptado). ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  5. 5. Brasil – Evolução da população rural-urbana entre 1940 e 2006. Fonte: IBGE. Anuário estatístico do Brasil, 1986, 1990, 1993 e 1997; Censo demográfico, 2000; Síntese de indicadores sociais, 2007. [sic]comunicação ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  6. 6. Conversa  Ao compararmos os mapas, quais informações podemos obter?  Em sua opinião, quais fatores podem ter contribuído para o aumento da população das cidades?  O que ocorreu com a população rural e a urbana em relação ao total da população brasileira, entre 1940 e 2006?  Em qual período ocorreu o aumento mais significativo da população urbana em relação à população rural? ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  7. 7. A urbanização Intenso crescimento populacional e conheceram uma ampliação de sua área, que passou a contar com mais construções, ruas, avenidas, redes de energia elétrica, de água encanada, de telefonia, de esgotos etc. Crescimento maior da população urbana em relação à população rural, em termos proporcionais. Decorrência do grande deslocamento da população do campo para as cidades – êxodo rural. Especialmente entre 1950 e 1990. Década de 1940 Aumento no número de cidades. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  8. 8. Assim, os: • filmes • noticiários • novelas • propagandas transmitidos pela TV são vistos tanto pelo habitante urbano como pelo rural. ATUALMENTE AS TELECOMUNICAÇÕES CONTRIBUEM PARA A FORTE INTEGRAÇÃO ENTRE O CAMPO E AS CIDADES. O ESPAÇO RURAL E O URBANO SE COMPLEMENTAM. RELAÇÃO DE INTERDEPENDÊNCIA. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  9. 9. DIFERENCIAÇÃO ENTRE AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CAMPO E NA CIDADE Espaço rural Atividades do setor terciário, como turismo e lazer, mas principalmente atividades primárias Espaço urbano Atividades do setor secundário e terciário. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  10. 10. Recursos modernos podem ser vistos até mesmo nos lugares mais distantes das grandes capitais. JoãoPrudente/PulsarImagens ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva Na fotografia, antena parabólica em casa no município de Carrancas, interior de Minas Gerais (2006).
  11. 11. Cidade Show musical no Parque da Cidade de Salvador, BA (2005). RenataCarvalho/Ag.ATarde/FuturaPress “A cidade é por excelência o lugar do poder administrativo, ele mesmo representativo do sistema econômico, social e político.” ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  12. 12. O êxodo rural e a urbanização Responsáveis pela expulsão do trabalhador do campo em direção à cidade. Intenso processo de deslocamento da população do campo para as cidades, num período muito curto de tempo. Mecanização agrícola Expansão das grandes propriedades rurais processo de urbanização no Brasil foi consequência da modernização. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  13. 13. Vista interna de um shopping center em Recife, Pernambuco, e barracas de camelôs. As características dos espaços de venda de mercadorias podem revelar as desigualdades socioeconômicas das cidades, principalmente em países subdesenvolvidos como o Brasil. RenatoSpencer/FCImagem/AE BernardoSoares/JCImagem/AE ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  14. 14. O crescimento das cidades e o planejamento urbano expansão das cidades no Brasil Não seguiu uma orientação ou planejamento. Um grande número de lotes de terrenos foi ocupado na periferia das cidades. Pela população mais carente, que vê nessas áreas, sem infra-estrutura, a única possibilidade de se estabelecer. A falta de moradia é um dos mais graves problemas das cidades brasileiras, mas também afeta a população que vive no campo. Está diretamente relacionada à baixa renda da maior parte da população e não propriamente à inexistência de moradias. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  15. 15. Bairro de São Mateus, na periferia da cidade de São Paulo, SP (2004). JucaMartins/OlharImagem Apesar de serem muito comum nas grandes cidades, as favelas também existem em municípios menores. A maioria se localiza em barrancos e áreas de risco, sem infraestrutura básica, deixando à mostra a desigualdade socioeconômica da qual é resultado. A favela precisa ser integrada à cidade. São necessários projetos para valorizar: • o esporte; a cultura; a educação; Além disso, é preciso qualificar profissionalmente os jovens e promover sua inserção no mercado de trabalho, e criar infra-estruturai. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  16. 16. Brasil – Déficit habitacional por unidades da federação (2005) CarlosTadeudeCarvalhoGamba Fonte: Centro de Estatísticas e Informações. Fundação João Pinheiro, abril de 2007, p. 9. Disponível em: [http://www.fjp.mg.gov.br/produtos/cei/info-cei_deficitbr2005.pdf]. Acesso em: 4 out. 2007. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  17. 17. Favela no Brasil Favela de Heliópolis, em São Paulo, SP (2004). A favela pode ser caracterizada por uma aglomeração de habitações, em sua maioria construídas precariamente, onde há carência de uma série de serviços básicos. EduardoKnapp/FolhaImagem O processo de favelização no Brasil é uma consequência do modelo de desenvolvimento do país, que concentrou riquezas, excluiu grande parcela da população de seus benefícios e contribuiu para o aumento do desemprego e a perda do poder de compra de boa parte dos trabalhadores. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  18. 18. Urbanização e Metropolização Formação de cidades enormes: essa é uma característica do processo de urbanização de praticamente todos os países subdesenvolvidos, onde a atividade econômica acaba se concentrando em espaços restritos. Marcada por um processo de formação de grandes cidades: as metrópoles Centros de comando da economia e da política, das atividades culturais e de pesquisa. Principal elo com o exterior, em razão de sua força econômica e de sua infra- estrutura diversificada. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  19. 19. Entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro e seus arredores, temos a área mais densamente urbanizada do Brasil, onde vivem aproximadamente 25% da população brasileira e estão concentrados cerca de 60% da produção industrial de todo o país. Eixo Rio-São Paulo e entorno Fonte: Leda Isola e Vera Caldini. Atlas geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2005. p. 32. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  20. 20. Violência - um dos problemas dos centros urbanos A formação de grandes cidades no Brasil foi acompanhada pelo surgimento de graves problemas sociais em razão, principalmente do caráter concentrador e excludente do processo de desenvolvimento do país. Grandes centros urbanos apresentam elevados índices de violência. As áreas mais violentas são as periféricas. Boa parte dos homicídios que ocorrem no país está relacionado ao tráfico de drogas. No eixo Rio-São Paulo e arredores, os índices de morte por homicídios são os mais elevados do país. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  21. 21. Fonte: Mapa da violência, 2006 – OEI. Taxas de homicídio por faixa etária no Brasil (1994 e 2004) ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  22. 22. Longe da escola A violência relaciona-se à falta de acesso à educação e à falta de trabalho. À medida que a idade avança, aumenta a evasão escolar e diminuem as chances no mercado de trabalho. Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2005 – IBGE. MárioYoshida ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  23. 23. Rede urbana Mantêm intenso contato com o exterior, sediando filiais de empresas multinacionais, matrizes de grandes bancos nacionais e de empresas brasileiras de grande porte. Sistema integrado de cidades, por meio de transporte e comunicação. Constituída por cidades de diversos tamanhos, as maiores correspondem às metrópoles. No Brasil, as duas grandes metrópoles que comandam a vida social, econômica e cultural do país são: São Paulo e Rio de Janeiro. Metrópoles globais. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  24. 24. A cidade de Teresina, no Piauí, é um exemplo de centro regional do Brasil. EdiVasconcelos/FuturaPress De acordo com a classificação do IBGE, a rede urbana é formada por cidades médias e pequenas. As cidades médias, conforme seu tamanho e os recursos de que dispõem, podem ser classificadas como centros regionais. As cidades menores constituem a base da rede urbana. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  25. 25. Ritmo de crescimento urbano Desestimulando as migrações para as metrópoles e estimulando-as para as cidades médias do interior. Nos anos 1990 Alteração no ritmo de crescimento das áreas urbanas brasileiras. Atualmente, as metrópoles estão “saturadas”. • Graves problemas sociais; • Elevado custo de vida. Não têm recebido tantos investimentos do Estado e de empresas privadas nacionais e estrangeiras. São canalizados para o interior dos estados. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  26. 26. As regiões metropolitanas e a conurbação Crescimento das metrópoles brasileiras Aumento das cidades situadas em seus arredores Junção de suas áreas urbanas Processo denominado conurbação. Formou-se, assim, uma imensa área urbana pertencente a municípios diferentes. Em virtude dessa integração, foram criadas as regiões ou áreas metropolitanas. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  27. 27. Fonte: Atlas Nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000; Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002; Metrópoles em dados – regiões metropolitanas do Brasil, 2006. Disponível em:www.emplasa.sp.gov.br. Acesso em: 5 out. 2007. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  28. 28. Observe o gráfico e depois responda.[sic]comunicação Fonte: Ministério do Turismo. Em: Folha de S.Paulo, 22 set. 2007. p.C-2. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  29. 29. Conversa  Quanto maior a cidade, maior é o percentual de pessoas que se deslocam de bicicleta? Explique.  Em sua opinião, por que o grupo de cidades como o citado na resposta anterior apresenta menor percentual de pessoas se deslocando de bicicleta?  Você costuma se deslocar de bicicleta? Por quê? Há facilidades para isso onde você mora? Explique. ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva
  30. 30. Geografia Homem & Espaço 7º ano Unidade III – Brasil: Urbanização e Dinâmica Populacional Capítulo 7 – A urbanização brasileira ELIAN ALABI LUCCI e ANSELMO LAZARO BRANCO ParteintegrantedaobraGeografiahomem&espaço,EditoraSaraiva

×