SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
Alunos: Amanda, Ana Beatriz,
Prof: Marinete
Disciplina: Geografia
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO DO BRASIL.
O processo de
urbanização
brasileira teve início
de fato na
segunda metade do
Século XIX.
1808
Curiosidade!!!
Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das
cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de
esgoto, ruas, avenidas, escolas, hospitais, rede elétrica, shoppings, etc. A
urbanização do século XX, foi marcada por importantes características, a
começar pelo ritmo bastante acelerado de crescimento das cidades e pela sua
abrangência, agora mundial.
O QUE É URBANIZAÇÃO ?
O processo de urbanização se define como o aumento da população
urbana em relação a população rural, o êxodo rural , onde pessoas do
meio rural vão para o meio urbano , em busca de melhores condições de
vida, pois na cidade se encontram atividades secundária ( indústria) e
terciária( serviços).O mesmo ocorre para obtenção de maiores lucros.
Apesar da urbanização ter aspectos positivos, apresenta aspectos
negativos como: Com o aumento da urbanização a desigualdade social
também aumenta, pois ao mesmo tempo que a mesma gera empregos,
gera desemprego, mendicância, favelas, criminalidades e etc.
A urbanização deve ocorre, mas de uma maneira que atenda as
necessidades de boa parte da população, tentando amenizar a
desigualdade social consequentemente diminuindo a violência e o
surgimento de favelas
COMO OCORREU O PROCESSO DE
URBANIZAÇÃO NO BRASIL.
O processo de urbanização brasileiro está relacionado com o
êxodo rural.
FATORES REPULSIVOS FATORES ATRATIVOS
Concentração de terra,
Mecanização
Surgimento do trabalho
informal e submoradias
EXÔDO
RURAL
URBANIZAÇÃO
O QUE É INDUSTRIALIZAÇÃO?
Industrialização é um tipo de processo histórico e social através do qual a
indústria se torna o setor dominante de uma economia, mediante a substituição
de instrumentos, técnicas e processos de produção, resultante em aumento da
produtividade dos fatores e geração de riqueza.
Assim, a economia, antes de base agrária, artesanal e comercial, passa a ter
uma base urbana e industrial . O que gera transformações profundas sobre os
modos de vida e o padrão de relações sociais anterior. O sistema de produção
serial, mecânica, espacialmente concentrada, padronizada, isto é, capaz de
gerar produtos de qualidades homogênea. Toda economia e toda a sociedade
se reorganizam em função do desenvolvimento da indústria.
A industrialização pode ser parte de um processo mas amplo de modernização,
em que a inovação tecnológica, desenvolvimento econômico e mudança social
estão estreitamente relacionados. Há um processo de crescente
racionalização. Introduzindo mudanças de atitudes dos indivíduos e da
sociedade também com relação à natureza, que passa a ser vista
principalmente como recurso produtivo.
PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROCESSO DE
INDUSTRIALIZAÇÃO
 Aprofundamento na divisão do trabalho e da especialização;
 Concentração da renda e da riqueza;
 Intensificação da formação bruta de capital de fixo;
 Aumento da produtividade industrial e agrícola;
 Aumento do consumo;
 Generalização do trabalho assalariado;
 Incremento da Urbanização e desenvolvimento do setor de
serviços.
Entretanto, a industrialização não ocorre em todos os países e, quando ocorre pode
não ser na mesma época ou da mesma forma.
AS CIDADES NO BRASIL
🞭 Século XVI (ciclo da cana):
pequenos núcleos urbanos
no litoral (principalmente no
Nordeste)
🞭 Séculos XVII e XVIII (ciclo da
mineração): surgimento de
várias vilas no interior
🞭 Século XIX (ciclo do café):
várias cidades,
principalmente na região
Sudeste
🞭 Século XX (industrialização):
migração do campo para as
cidades (êxodo rural) e o
crescimento das cidades
BRASIL: UM PAÍS URBANO
🞭 A maioria da população
brasileira é urbana. De cada 10
brasileiros, 8 moram na cidade.
Porém, nem sempre foi assim,
na década de 1940 a população
rural superava a população
urbana.
Brasil
Isso significa que o
se urbanizou muito
rapidamente, principalmente a
partir da década de 1960.
🞭 A urbanização acelerada da
população brasileira ocorreu
junto com a industrialização do
país. Ocorreu o mesmo em
países ricos e em países pobres
que receberam muitas indústrias.
🞭 O crescimento das
cidades e a urbanização
favoreceram a expansão
do comércio e dos
serviços.
🞭 Surgiram as metrópoles:
cidades muito populosas,
que concentram as
principais indústrias,
comércios e prestações
de serviço.
🞭 A população passou a se
concentrar mais em
algumas cidades do que
em outras, produzindo a
hierarquia urbana.
HIERARQUIA DAS CIDADES BRASILEIRAS
🞭 Metrópoles mundiais: influenciam
todo o país (ex: São Paulo e Rio de
Janeiro);
🞭 Metrópoles nacionais: influenciam os
estados onde estão localizadas (ex:
Salvador, Porto Alegre...);
🞭 Metrópoles regionais: cidades com
mais de 1 milhão de habitantes que
abrigam atividades diversificadas (ex:
Campinas, Goiânia...);
🞭 Capitais regionais: cidades de médio
e grande porte que influenciam um
vasto número de municípios à sua
volta (ex: Florianópolis, Cuiabá...);
🞭 Centros regionais: influenciam
algumas cidades em seu entorno (ex:
Ilhéus, Sorocaba...);
🞭 Centros locais: influenciam apenas a
Urbanização do Brasil
População urbana por região
Região Sudeste
Apesar destes quatro Estados ocuparem
somente 10% de nosso território, neles se encontram
cerca de 40% da população nacional: são
aproximadamente 72 milhões de habitantes, 90% dos
quais vivem em cidades.
É também no Sudeste que se encontram três
das cidades brasileiras com mais de 1 milhão de
habitantes (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte),
bem como 50% das cidades com população entre 500
mil e 1 milhão de habitantes.
Urbanização do Brasil
A segunda região de maior população
urbana no país é a Centro-Oeste, onde
89% dos habitantes vivem em cidades.
A urbanização dessa região é
ainda mais recente e se explica pela
criação de Brasília, bem como de uma
explosão do agronegócio.
A agropecuária impulsionou a
do Centro-Oeste, cujas
atividades
urbanização
cidades
econômicas
apresentam
essencialmente de caráter
agro-industrial.
Região Centro-Oeste
Urbanização do Brasil
A região Sul, apesar de contar com o terceiro
maior contingente populacional do país -
cerca de 25 milhões de habitantes - e uma
economia vigorosa, também baseada na
agropecuária - apresenta um índice mais
baixo de urbanização. Isso se explica devido
ao modo como as atividades econômicas se
desenvolveram na região.
A pequena propriedade e o trabalho
familiar foram as características essenciais do
modo de produção agrícola na região, o que
ajudou a fixar as populações no campo. Esse
modelo, entretanto, está passando por
mudanças e o êxodo rural já se tornou uma
realidade também nessa região.
Região Sul
Urbanização do Brasil
A região Norte tem o
menor número de municípios do
país e cerca de 15 milhões de
habitantes. No entanto, é a
região com o menor percentual
de população urbana no país
(62%).
Além de ter-se inserido
tardiamente
econômica
na dinâmica
nacional, a região
tem sua peculiaridade
geográfica - a floresta
Amazônica - que representa um
obstáculo ao êxodo rural. Ainda
assim, Manaus (AM) e Belém
(PA) têm populações elevadas.
Região Norte
Urbanização do Brasil
Com cerca de 50 milhões de
habitantes e peculiaridades
geográficas como as secas, nunca
efetivamente combatidas desde os
tempos do Império, o Nordeste é a
região brasileira com o maior
número de municípios (1.792), mas
somente 65% de sua população é
Só recentemente as
de Recife, Salvador e
urbana.
cidades
Fortaleza se tornaram pólos
industriais.
Região Nordeste
BRASIL – EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO RURAL-
URBANA ENTRE 1940 E 2010.
Fonte: IBGE. Anuário estatístico do Brasil, 1986, 1990, 1993 e 1997; Censo demográfico, 2000; Síntese
🞭 A urbanização na segunda metade do século
XX foi comum nos países subdesenvolvidos.
Como ocorreu em função de um acelerado
processo de industrialização, a falta de
planejamento foi marcante. A consequência
disso foi o crescimento desordenado nas
cidades. O êxodo rural gerou um excedente
populacional e a falta de investimentos, o
afastamento do Estado.
CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
Urbanização do Brasil
A questão da Moradia
Historicamente, a ocupação do solo urbano empurrou a população
mais pobre para periferia ou para áreas centrais deterioradas.
Urbanização do Brasil
CRESCIMENTO DESORDENADO DAS
CIDADES
CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
• 🞭 Na maioria das cidades, há
favelas, cortiços e moradores sem
teto que habitam terrenos
públicos.
🞭 O preço da terra urbana é
muito alto para grande parte
da população, que não tem
dinheiro sequer para pagar
um aluguel e acaba
morando em condições
extremamente precárias.
CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
🞭 Além de contar com pouco verde, as cidades
brasileiras, principalmente as grandes e as
metrópoles, apresentam graves problemas de
poluição do ar e dos cursos de água. Esgotos
domésticos e industriais são, muitas vezes,
lançados diretamente nos rios urbanos.
CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
🞭 A falta de oferta de transporte
coletivo é um sério problema
urbano brasileiro. Com populações
concentradas em grandes centros
e necessidade de locomoção
diária, os sistemas de transporte
não conseguem atender à
demanda
CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
🞭 Outro problema muito comum em grandes centros é a produção
de lixo. O destino final dos resíduos sólidos é um dos maiores
problemas das cidades brasileiras. São raras as que dão um
tratamento adequado às sobras descartadas por seus habitantes.
Na maior parte das vezes, o lixo é depositado a céu aberto, nos
chamados lixões, sem nenhum outro cuidado.
CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
🞭 A realidade do desemprego e o
abandono do Estado força
comunidades inteiras à
clandestinidade, criando um
modelo de vida à parte das
normas da sociedade. Assim,
práticas ilegais e criminosas
como jogos de azar,
contrabando, tráfico de drogas
e milícias armadas passam a
fazer parte de seu cotidiano.
Muitas vezes, recorrem de
instrumentos violentos para
intimidar o poder público e
garantir seus territórios.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Cidades
CidadesCidades
Cidades
 
Capitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evoluçãoCapitalismo e sua evolução
Capitalismo e sua evolução
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Urbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e BrasileiraUrbanização Mundial e Brasileira
Urbanização Mundial e Brasileira
 
Região nordeste 7º ano
Região nordeste  7º anoRegião nordeste  7º ano
Região nordeste 7º ano
 
Capítulo 2 o mundo urbano
Capítulo 2   o mundo urbanoCapítulo 2   o mundo urbano
Capítulo 2 o mundo urbano
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópoles
 
Urbanização conceitos
Urbanização conceitosUrbanização conceitos
Urbanização conceitos
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Espaço urbano
Espaço urbano  Espaço urbano
Espaço urbano
 
Populaçao brasileira
Populaçao brasileiraPopulaçao brasileira
Populaçao brasileira
 
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
A Formação do Território Brasileiro - 7º Ano (2017)
 
PROCESSO DE URBANIZAÇÃO
PROCESSO DE URBANIZAÇÃOPROCESSO DE URBANIZAÇÃO
PROCESSO DE URBANIZAÇÃO
 
Problemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanosProblemas ambientais urbanos
Problemas ambientais urbanos
 
Cap. 5 - A urbanização brasileira
Cap. 5 - A urbanização brasileiraCap. 5 - A urbanização brasileira
Cap. 5 - A urbanização brasileira
 
População Brasileira
População BrasileiraPopulação Brasileira
População Brasileira
 
Geografia Urbana
Geografia UrbanaGeografia Urbana
Geografia Urbana
 
Espaço urbano
Espaço urbanoEspaço urbano
Espaço urbano
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
Pirâmide etária
Pirâmide etáriaPirâmide etária
Pirâmide etária
 

Semelhante a O processo de urbanização no Brasil

Semelhante a O processo de urbanização no Brasil (20)

Urbanização do Rio de Janeiro
Urbanização do Rio de JaneiroUrbanização do Rio de Janeiro
Urbanização do Rio de Janeiro
 
Trabalho Sobre Urbanização
Trabalho Sobre UrbanizaçãoTrabalho Sobre Urbanização
Trabalho Sobre Urbanização
 
Espaço urbano
Espaço urbanoEspaço urbano
Espaço urbano
 
Urbanização do Brasil
Urbanização do BrasilUrbanização do Brasil
Urbanização do Brasil
 
Espaço urbano brasileiro
Espaço urbano brasileiroEspaço urbano brasileiro
Espaço urbano brasileiro
 
Urbanização2
Urbanização2Urbanização2
Urbanização2
 
Urbanização e industrialização no Brasil
Urbanização e industrialização no Brasil Urbanização e industrialização no Brasil
Urbanização e industrialização no Brasil
 
Aspectos Do Brasil 1º Mc
Aspectos Do Brasil 1º McAspectos Do Brasil 1º Mc
Aspectos Do Brasil 1º Mc
 
Aspectos Do Brasil 1º Va
Aspectos Do Brasil 1º VaAspectos Do Brasil 1º Va
Aspectos Do Brasil 1º Va
 
A URBANIZAÇÃO NO BRASIL
A URBANIZAÇÃO NO BRASILA URBANIZAÇÃO NO BRASIL
A URBANIZAÇÃO NO BRASIL
 
Geografia as cidades brasileiras
Geografia   as cidades brasileirasGeografia   as cidades brasileiras
Geografia as cidades brasileiras
 
Aspectos Do Brasil 1º Mb
Aspectos Do Brasil 1º MbAspectos Do Brasil 1º Mb
Aspectos Do Brasil 1º Mb
 
Aula 3 - A questão ambiental
Aula 3 - A questão ambientalAula 3 - A questão ambiental
Aula 3 - A questão ambiental
 
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoO Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
A ExpansãO Urbana
A ExpansãO UrbanaA ExpansãO Urbana
A ExpansãO Urbana
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Geografia Urbanização
Geografia UrbanizaçãoGeografia Urbanização
Geografia Urbanização
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
 
As Cidades Brasileiras
As Cidades BrasileirasAs Cidades Brasileiras
As Cidades Brasileiras
 

Último

LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOColégio Santa Teresinha
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfManuais Formação
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.keislayyovera123
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISVitor Vieira Vasconcelos
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃOLEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
LEMBRANDO A MORTE E CELEBRANDO A RESSUREIÇÃO
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdfUFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
UFCD_10392_Intervenção em populações de risco_índice .pdf
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.Época Realista y la obra de Madame Bovary.
Época Realista y la obra de Madame Bovary.
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGISPrática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
Prática de interpretação de imagens de satélite no QGIS
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, Betel, Ordenança quanto à contribuição financeira, 2Tr24.pptx
 

O processo de urbanização no Brasil

  • 1. Alunos: Amanda, Ana Beatriz, Prof: Marinete Disciplina: Geografia
  • 2. O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO DO BRASIL.
  • 3. O processo de urbanização brasileira teve início de fato na segunda metade do Século XIX. 1808
  • 5. Urbanização é um conceito geográfico que representa o desenvolvimento das cidades. Neste processo, ocorre a construção de casas, prédios, redes de esgoto, ruas, avenidas, escolas, hospitais, rede elétrica, shoppings, etc. A urbanização do século XX, foi marcada por importantes características, a começar pelo ritmo bastante acelerado de crescimento das cidades e pela sua abrangência, agora mundial.
  • 6. O QUE É URBANIZAÇÃO ? O processo de urbanização se define como o aumento da população urbana em relação a população rural, o êxodo rural , onde pessoas do meio rural vão para o meio urbano , em busca de melhores condições de vida, pois na cidade se encontram atividades secundária ( indústria) e terciária( serviços).O mesmo ocorre para obtenção de maiores lucros. Apesar da urbanização ter aspectos positivos, apresenta aspectos negativos como: Com o aumento da urbanização a desigualdade social também aumenta, pois ao mesmo tempo que a mesma gera empregos, gera desemprego, mendicância, favelas, criminalidades e etc. A urbanização deve ocorre, mas de uma maneira que atenda as necessidades de boa parte da população, tentando amenizar a desigualdade social consequentemente diminuindo a violência e o surgimento de favelas
  • 7. COMO OCORREU O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL. O processo de urbanização brasileiro está relacionado com o êxodo rural. FATORES REPULSIVOS FATORES ATRATIVOS Concentração de terra, Mecanização Surgimento do trabalho informal e submoradias EXÔDO RURAL URBANIZAÇÃO
  • 8. O QUE É INDUSTRIALIZAÇÃO? Industrialização é um tipo de processo histórico e social através do qual a indústria se torna o setor dominante de uma economia, mediante a substituição de instrumentos, técnicas e processos de produção, resultante em aumento da produtividade dos fatores e geração de riqueza. Assim, a economia, antes de base agrária, artesanal e comercial, passa a ter uma base urbana e industrial . O que gera transformações profundas sobre os modos de vida e o padrão de relações sociais anterior. O sistema de produção serial, mecânica, espacialmente concentrada, padronizada, isto é, capaz de gerar produtos de qualidades homogênea. Toda economia e toda a sociedade se reorganizam em função do desenvolvimento da indústria. A industrialização pode ser parte de um processo mas amplo de modernização, em que a inovação tecnológica, desenvolvimento econômico e mudança social estão estreitamente relacionados. Há um processo de crescente racionalização. Introduzindo mudanças de atitudes dos indivíduos e da sociedade também com relação à natureza, que passa a ser vista principalmente como recurso produtivo.
  • 9. PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS DO PROCESSO DE INDUSTRIALIZAÇÃO  Aprofundamento na divisão do trabalho e da especialização;  Concentração da renda e da riqueza;  Intensificação da formação bruta de capital de fixo;  Aumento da produtividade industrial e agrícola;  Aumento do consumo;  Generalização do trabalho assalariado;  Incremento da Urbanização e desenvolvimento do setor de serviços. Entretanto, a industrialização não ocorre em todos os países e, quando ocorre pode não ser na mesma época ou da mesma forma.
  • 10. AS CIDADES NO BRASIL 🞭 Século XVI (ciclo da cana): pequenos núcleos urbanos no litoral (principalmente no Nordeste) 🞭 Séculos XVII e XVIII (ciclo da mineração): surgimento de várias vilas no interior 🞭 Século XIX (ciclo do café): várias cidades, principalmente na região Sudeste 🞭 Século XX (industrialização): migração do campo para as cidades (êxodo rural) e o crescimento das cidades
  • 11. BRASIL: UM PAÍS URBANO 🞭 A maioria da população brasileira é urbana. De cada 10 brasileiros, 8 moram na cidade. Porém, nem sempre foi assim, na década de 1940 a população rural superava a população urbana. Brasil Isso significa que o se urbanizou muito rapidamente, principalmente a partir da década de 1960. 🞭 A urbanização acelerada da população brasileira ocorreu junto com a industrialização do país. Ocorreu o mesmo em países ricos e em países pobres que receberam muitas indústrias.
  • 12. 🞭 O crescimento das cidades e a urbanização favoreceram a expansão do comércio e dos serviços. 🞭 Surgiram as metrópoles: cidades muito populosas, que concentram as principais indústrias, comércios e prestações de serviço. 🞭 A população passou a se concentrar mais em algumas cidades do que em outras, produzindo a hierarquia urbana.
  • 13. HIERARQUIA DAS CIDADES BRASILEIRAS 🞭 Metrópoles mundiais: influenciam todo o país (ex: São Paulo e Rio de Janeiro); 🞭 Metrópoles nacionais: influenciam os estados onde estão localizadas (ex: Salvador, Porto Alegre...); 🞭 Metrópoles regionais: cidades com mais de 1 milhão de habitantes que abrigam atividades diversificadas (ex: Campinas, Goiânia...); 🞭 Capitais regionais: cidades de médio e grande porte que influenciam um vasto número de municípios à sua volta (ex: Florianópolis, Cuiabá...); 🞭 Centros regionais: influenciam algumas cidades em seu entorno (ex: Ilhéus, Sorocaba...); 🞭 Centros locais: influenciam apenas a
  • 14. Urbanização do Brasil População urbana por região Região Sudeste Apesar destes quatro Estados ocuparem somente 10% de nosso território, neles se encontram cerca de 40% da população nacional: são aproximadamente 72 milhões de habitantes, 90% dos quais vivem em cidades. É também no Sudeste que se encontram três das cidades brasileiras com mais de 1 milhão de habitantes (São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte), bem como 50% das cidades com população entre 500 mil e 1 milhão de habitantes.
  • 15. Urbanização do Brasil A segunda região de maior população urbana no país é a Centro-Oeste, onde 89% dos habitantes vivem em cidades. A urbanização dessa região é ainda mais recente e se explica pela criação de Brasília, bem como de uma explosão do agronegócio. A agropecuária impulsionou a do Centro-Oeste, cujas atividades urbanização cidades econômicas apresentam essencialmente de caráter agro-industrial. Região Centro-Oeste
  • 16. Urbanização do Brasil A região Sul, apesar de contar com o terceiro maior contingente populacional do país - cerca de 25 milhões de habitantes - e uma economia vigorosa, também baseada na agropecuária - apresenta um índice mais baixo de urbanização. Isso se explica devido ao modo como as atividades econômicas se desenvolveram na região. A pequena propriedade e o trabalho familiar foram as características essenciais do modo de produção agrícola na região, o que ajudou a fixar as populações no campo. Esse modelo, entretanto, está passando por mudanças e o êxodo rural já se tornou uma realidade também nessa região. Região Sul
  • 17. Urbanização do Brasil A região Norte tem o menor número de municípios do país e cerca de 15 milhões de habitantes. No entanto, é a região com o menor percentual de população urbana no país (62%). Além de ter-se inserido tardiamente econômica na dinâmica nacional, a região tem sua peculiaridade geográfica - a floresta Amazônica - que representa um obstáculo ao êxodo rural. Ainda assim, Manaus (AM) e Belém (PA) têm populações elevadas. Região Norte
  • 18. Urbanização do Brasil Com cerca de 50 milhões de habitantes e peculiaridades geográficas como as secas, nunca efetivamente combatidas desde os tempos do Império, o Nordeste é a região brasileira com o maior número de municípios (1.792), mas somente 65% de sua população é Só recentemente as de Recife, Salvador e urbana. cidades Fortaleza se tornaram pólos industriais. Região Nordeste
  • 19. BRASIL – EVOLUÇÃO DA POPULAÇÃO RURAL- URBANA ENTRE 1940 E 2010. Fonte: IBGE. Anuário estatístico do Brasil, 1986, 1990, 1993 e 1997; Censo demográfico, 2000; Síntese
  • 20. 🞭 A urbanização na segunda metade do século XX foi comum nos países subdesenvolvidos. Como ocorreu em função de um acelerado processo de industrialização, a falta de planejamento foi marcante. A consequência disso foi o crescimento desordenado nas cidades. O êxodo rural gerou um excedente populacional e a falta de investimentos, o afastamento do Estado. CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO
  • 21. Urbanização do Brasil A questão da Moradia Historicamente, a ocupação do solo urbano empurrou a população mais pobre para periferia ou para áreas centrais deterioradas.
  • 22. Urbanização do Brasil CRESCIMENTO DESORDENADO DAS CIDADES
  • 23. CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO • 🞭 Na maioria das cidades, há favelas, cortiços e moradores sem teto que habitam terrenos públicos. 🞭 O preço da terra urbana é muito alto para grande parte da população, que não tem dinheiro sequer para pagar um aluguel e acaba morando em condições extremamente precárias.
  • 24. CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO 🞭 Além de contar com pouco verde, as cidades brasileiras, principalmente as grandes e as metrópoles, apresentam graves problemas de poluição do ar e dos cursos de água. Esgotos domésticos e industriais são, muitas vezes, lançados diretamente nos rios urbanos.
  • 25. CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO 🞭 A falta de oferta de transporte coletivo é um sério problema urbano brasileiro. Com populações concentradas em grandes centros e necessidade de locomoção diária, os sistemas de transporte não conseguem atender à demanda
  • 26. CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO 🞭 Outro problema muito comum em grandes centros é a produção de lixo. O destino final dos resíduos sólidos é um dos maiores problemas das cidades brasileiras. São raras as que dão um tratamento adequado às sobras descartadas por seus habitantes. Na maior parte das vezes, o lixo é depositado a céu aberto, nos chamados lixões, sem nenhum outro cuidado.
  • 27. CONSEQUÊNCIAS DA URBANIZAÇÃO 🞭 A realidade do desemprego e o abandono do Estado força comunidades inteiras à clandestinidade, criando um modelo de vida à parte das normas da sociedade. Assim, práticas ilegais e criminosas como jogos de azar, contrabando, tráfico de drogas e milícias armadas passam a fazer parte de seu cotidiano. Muitas vezes, recorrem de instrumentos violentos para intimidar o poder público e garantir seus territórios.