SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Geografia

             7º ano

Capítulo 7 – A urbanização Brasileira
Brasil – Evolução da população rural-urbana entre
                                           1940 e 2006.
[sic] comunicação




                    Fonte: IBGE. Anuário estatístico do Brasil, 1986, 1990, 1993 e 1997; Censo demográfico, 2000;
                    Síntese de indicadores sociais, 2007.
A urbanização

      Crescimento maior da população urbana em relação à
      população rural, em termos proporcionais.


         Decorrência do grande deslocamento da população
      do campo para as cidades – êxodo rural.

               Especialmente entre 1950 e 1990.

Década de 1940            Aumento no número de cidades.



Intenso crescimento populacional e conheceram uma
ampliação de sua área, que passou a contar com mais
construções, ruas, avenidas, redes de energia elétrica, de
água encanada, de telefonia, de esgotos etc.
ATUALMENTE

 AS TELECOMUNICAÇÕES CONTRIBUEM PARA A FORTE
 INTEGRAÇÃO ENTRE O CAMPO E AS CIDADES.


      Assim, os:
      •   filmes
      •   noticiários
      •   novelas
      •   propagandas transmitidos pela TV
          são vistos tanto pelo habitante urbano como
              pelo rural.


O ESPAÇO RURAL E O URBANO SE COMPLEMENTAM.



      RELAÇÃO DE INTERDEPENDÊNCIA.
DIFERENCIAÇÃO ENTRE AS
   ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO
         CAMPO E NA CIDADE
                 Atividades do setor
  Espaço rural   terciário, como turismo e
                 lazer, mas principalmente
                 atividades primárias




Espaço urbano    Atividades do setor
                 secundário e terciário.
Recursos modernos podem ser vistos até mesmo nos
lugares mais distantes das grandes capitais.

      João Prudente / Pulsar Imagens




                                       Na fotografia, antena parabólica em casa no município de Carrancas,
                                       interior de Minas Gerais (2006).
Cidade
                                                                                “A cidade é por
Renata Carvalho / Ag. A Tarde / Futura Press




                                                                                excelência o lugar do
                                                                                poder administrativo,
                                                                                ele mesmo
                                                                                representativo do
                                                                                sistema econômico,
                                                                                social e político.”




                                                  Show musical no Parque da
                                               Cidade de Salvador, BA (2005).
O êxodo rural e a urbanização

                                 processo de urbanização
Intenso processo de              no Brasil foi consequência
deslocamento da população        da modernização.
do campo para as cidades,
num período muito curto
de tempo.

  Expansão das grandes
  propriedades rurais       Mecanização agrícola




      Responsáveis pela expulsão do trabalhador
      do campo em direção à cidade.
Bernardo Soares/JC Imagem/AE

                                                             Vista interna de um shopping
                                                             center em Recife,
                                                             Pernambuco, e barracas de
                                                             camelôs. As características
                                                             dos espaços de venda de
                                                             mercadorias podem revelar as
                                                             desigualdades
                                                             socioeconômicas das cidades,
                                                             principalmente em países
                                                             subdesenvolvidos como o
                                                             Brasil.
                               Renato Spencer/FC Imagem/AE
O crescimento das cidades e o
              planejamento urbano
     expansão das cidades no Brasil

            Não seguiu uma orientação ou planejamento.

          Um grande número de lotes de terrenos
          foi ocupado na periferia das cidades.
          Pela população mais carente, que vê
          nessas áreas, sem infra-estrutura, a
          única possibilidade de se estabelecer.


A falta de moradia é um dos mais graves problemas das
cidades brasileiras, mas também afeta a população que vive
no campo. Está diretamente relacionada à baixa renda da
maior parte da população e não propriamente à inexistência
de moradias.
Apesar de serem muito comum nas grandes cidades,
 as favelas também existem em municípios menores.

             A maioria se localiza em barrancos e áreas de risco,
             sem infraestrutura básica, deixando à mostra a
             desigualdade socioeconômica da qual é resultado.




                                         Juca Martins/Olhar Imagem
  A favela precisa ser
  integrada à cidade.

São necessários projetos para
valorizar:
• o esporte; a cultura; a educação;
Além disso, é preciso qualificar
profissionalmente os jovens e
promover sua inserção no mercado
de trabalho, e criar infra-estruturai.

                                                                     Bairro de São Mateus, na periferia da
                                                                     cidade de São Paulo, SP (2004).
Brasil – Déficit habitacional por unidades
                                            da federação (2005)
Carlos Tadeu de Carvalho Gamba




            Fonte: Centro de Estatísticas e Informações. Fundação João Pinheiro, abril de 2007, p. 9.
Disponível em: [http://www.fjp.mg.gov.br/produtos/cei/info-cei_deficitbr2005.pdf]. Acesso em: 4 out. 2007.
Favela no Brasil




                                 Eduardo Knapp / Folha Imagem
 A favela pode ser
 caracterizada por uma
 aglomeração de habitações,
 em sua maioria construídas
 precariamente, onde há
 carência de uma série de
 serviços básicos.



O processo de favelização no
Brasil é uma consequência do
modelo de desenvolvimento do
país, que concentrou riquezas,
excluiu grande parcela da
população de seus benefícios e                                  Favela de Heliópolis, em São
contribuiu para o aumento do                                    Paulo, SP (2004).
desemprego e a perda do poder
de compra de boa parte dos
trabalhadores.
Urbanização e Metropolização

Marcada por um processo de
formação de grandes cidades:         as metrópoles



Centros de comando da
economia e da política, das     Formação de cidades
atividades culturais e de       enormes: essa é uma
pesquisa.                       característica do processo
                                de urbanização de
                                praticamente todos os
                                países subdesenvolvidos,
Principal elo com o exterior,   onde a atividade
em razão de sua força           econômica acaba se
econômica e de sua infra-       concentrando em espaços
estrutura diversificada.        restritos.
Entre as cidades de
São Paulo e Rio de
                              Eixo Rio-São Paulo e entorno
Janeiro e seus
arredores, temos a
área mais
densamente
urbanizada do
Brasil, onde vivem
aproximadamente
25% da população
brasileira e estão
concentrados cerca
de 60% da produção
industrial de todo o
país.
                       Fonte: Leda Isola e Vera Caldini. Atlas geográfico Saraiva.
                       São Paulo: Saraiva, 2005. p. 32.
Violência - um dos problemas dos
                  centros urbanos
A formação de grandes cidades no Brasil foi acompanhada pelo
surgimento de graves problemas sociais em razão,
principalmente do caráter concentrador e excludente do
processo de desenvolvimento do país.


Grandes centros urbanos        No eixo Rio-São Paulo e
apresentam elevados índices    arredores, os índices de
de violência.                  morte por homicídios são os
                               mais elevados do país.
    As áreas mais violentas
    são as periféricas.

                       Boa parte dos homicídios que
                       ocorrem no país está relacionado
                       ao tráfico de drogas.
Taxas de homicídio por faixa etária
     no Brasil (1994 e 2004)




           Fonte: Mapa da violência, 2006 – OEI.
Longe da escola
                A violência relaciona-se à falta de acesso à educação e à falta de
                trabalho. À medida que a idade avança, aumenta a evasão escolar e
                diminuem as chances no mercado de trabalho.
Mário Yoshida




                        Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2005 – IBGE.
Rede urbana
Sistema integrado de
cidades, por meio de               Constituída por cidades
transporte e comunicação.          de diversos tamanhos,
                                   as maiores
                                   correspondem às
                                   metrópoles.

No Brasil, as duas grandes metrópoles que comandam a
vida social, econômica e cultural do país são: São Paulo e
Rio de Janeiro.

      Mantêm intenso contato com o exterior, sediando filiais
      de empresas multinacionais, matrizes de grandes bancos
      nacionais e de empresas brasileiras de grande porte.


                      Metrópoles globais.
De acordo com a classificação do IBGE, a rede
                                     urbana é formada por cidades médias e pequenas.
Edi Vasconcelos/ Futura Press




                                                                         As cidades médias,
                                                                         conforme seu
                                                                         tamanho e os
                                                                         recursos de que
                                                                         dispõem, podem ser
                                                                         classificadas como
                                                                         centros regionais.



                                                                        As cidades menores
                                A cidade de Teresina, no Piauí, é um    constituem a base da
                                exemplo de centro regional do Brasil.   rede urbana.
Ritmo de crescimento urbano
        Nos anos 1990
               Alteração no ritmo de crescimento das áreas
               urbanas brasileiras.

Atualmente, as metrópoles estão “saturadas”.


      • Graves problemas sociais;
                                               São canalizados
                                               para o interior
      • Elevado custo de vida.                 dos estados.


Não têm recebido tantos investimentos do Estado e de
empresas privadas nacionais e estrangeiras.


Desestimulando as migrações para as metrópoles e
estimulando-as para as cidades médias do interior.
As regiões metropolitanas e a conurbação
Crescimento das metrópoles
brasileiras

                                Junção de suas
                                áreas urbanas
Aumento das cidades
situadas em seus arredores

                               Processo denominado
                               conurbação.
 Formou-se, assim, uma
 imensa área urbana
 pertencente a municípios    Em virtude dessa
 diferentes.                 integração, foram
                             criadas as regiões ou
                             áreas metropolitanas.
Fonte: Atlas Nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000; Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002; Metrópoles
em dados – regiões metropolitanas do Brasil, 2006. Disponível em:www.emplasa.sp.gov.br. Acesso em: 5 out. 2007.
[sic] comunicação
                    Observe o gráfico e depois responda.




                      Fonte: Ministério do Turismo. Em: Folha de S.Paulo, 22 set. 2007. p.C-2.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

A formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º anoA formação do território brasileiro - 7º ano
A formação do território brasileiro - 7º ano
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
O Espaço Rural no Brasil - 7º Ano (2017)
 
População mundial
População mundialPopulação mundial
População mundial
 
Crescimento populacional
Crescimento populacionalCrescimento populacional
Crescimento populacional
 
Clima
ClimaClima
Clima
 
Industrialização brasil
Industrialização brasilIndustrialização brasil
Industrialização brasil
 
A divisão norte sul
A divisão norte sulA divisão norte sul
A divisão norte sul
 
Pirâmide etária
Pirâmide etáriaPirâmide etária
Pirâmide etária
 
Região sudeste slides
Região sudeste slidesRegião sudeste slides
Região sudeste slides
 
INDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAISINDICADORES SOCIAIS
INDICADORES SOCIAIS
 
Populaçao brasileira
Populaçao brasileiraPopulaçao brasileira
Populaçao brasileira
 
Região centro oeste
Região centro oesteRegião centro oeste
Região centro oeste
 
Urbanizacao
UrbanizacaoUrbanizacao
Urbanizacao
 
Região sudeste
Região sudesteRegião sudeste
Região sudeste
 
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
Regionalização do espaço brasileiro    fundamentalRegionalização do espaço brasileiro    fundamental
Regionalização do espaço brasileiro fundamental
 
A indústria no brasil
A indústria no brasilA indústria no brasil
A indústria no brasil
 
Brasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticosBrasil – domínios morfoclimáticos
Brasil – domínios morfoclimáticos
 
Mapas temáticos - Aula 01
Mapas temáticos - Aula 01Mapas temáticos - Aula 01
Mapas temáticos - Aula 01
 
Oceania
OceaniaOceania
Oceania
 

Destaque

As Cidades E A UrbanizaçãO Brasileira
As Cidades E A UrbanizaçãO BrasileiraAs Cidades E A UrbanizaçãO Brasileira
As Cidades E A UrbanizaçãO BrasileiraFelippe Viêtas
 
O Processo de Urbanização e a Hierarquia urbana
O Processo de Urbanização e a Hierarquia urbanaO Processo de Urbanização e a Hierarquia urbana
O Processo de Urbanização e a Hierarquia urbanadela28
 
O espaço urbano e o processo de urbanização
O espaço urbano e o processo de urbanizaçãoO espaço urbano e o processo de urbanização
O espaço urbano e o processo de urbanizaçãoDenner Edson
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesProfessor
 
Cap. 5 - A urbanização brasileira
Cap. 5 - A urbanização brasileiraCap. 5 - A urbanização brasileira
Cap. 5 - A urbanização brasileiraprofacacio
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileiraSuely Takahashi
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasilmoajr2
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileiraAbner de Paula
 

Destaque (11)

As Cidades E A UrbanizaçãO Brasileira
As Cidades E A UrbanizaçãO BrasileiraAs Cidades E A UrbanizaçãO Brasileira
As Cidades E A UrbanizaçãO Brasileira
 
Hierarquia urbana e rede urbana
Hierarquia urbana e rede urbanaHierarquia urbana e rede urbana
Hierarquia urbana e rede urbana
 
O Processo de Urbanização e a Hierarquia urbana
O Processo de Urbanização e a Hierarquia urbanaO Processo de Urbanização e a Hierarquia urbana
O Processo de Urbanização e a Hierarquia urbana
 
O espaço urbano e o processo de urbanização
O espaço urbano e o processo de urbanizaçãoO espaço urbano e o processo de urbanização
O espaço urbano e o processo de urbanização
 
O Espaco Urbano
O Espaco UrbanoO Espaco Urbano
O Espaco Urbano
 
Urbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópolesUrbanização, rede urbana e metrópoles
Urbanização, rede urbana e metrópoles
 
Cap. 5 - A urbanização brasileira
Cap. 5 - A urbanização brasileiraCap. 5 - A urbanização brasileira
Cap. 5 - A urbanização brasileira
 
Urbanização conceitos
Urbanização conceitosUrbanização conceitos
Urbanização conceitos
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
Climas do Brasil
Climas do BrasilClimas do Brasil
Climas do Brasil
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 

Semelhante a Urbanização no Brasil: evolução e desafios

PRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º emPRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º emprofrodrigoribeiro
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iMichele Lima
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iMarcia Labres
 
Geo h e_7ano_cap7_pronto
Geo h e_7ano_cap7_prontoGeo h e_7ano_cap7_pronto
Geo h e_7ano_cap7_prontordbtava
 
Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05Leandro Solis
 
Geo h e_8ano_cap5_site_finalizado
Geo h e_8ano_cap5_site_finalizadoGeo h e_8ano_cap5_site_finalizado
Geo h e_8ano_cap5_site_finalizadordbtava
 
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoO Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoHiatan Bicalho
 
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanísticoMaricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanísticoFilipe Carvalho
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileirakarolpoa
 
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASILO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASILAnderson Silva
 
áReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoáReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoPaula Tomaz
 
Espaço urbano brasileiro
Espaço urbano brasileiroEspaço urbano brasileiro
Espaço urbano brasileiroPré Master
 
Web quest - Indústria - Diego Silva e Julie Cristie
Web quest - Indústria - Diego Silva e Julie CristieWeb quest - Indústria - Diego Silva e Julie Cristie
Web quest - Indústria - Diego Silva e Julie CristieTheandra Naves
 
Produção habitacional no brasil politicas e programas
Produção habitacional no brasil   politicas e programasProdução habitacional no brasil   politicas e programas
Produção habitacional no brasil politicas e programasUNAERP
 

Semelhante a Urbanização no Brasil: evolução e desafios (20)

PRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º emPRIVEST - Urbanização - 3º em
PRIVEST - Urbanização - 3º em
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
 
Urbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira iUrbanizaçãobrasileira i
Urbanizaçãobrasileira i
 
Urbanização
UrbanizaçãoUrbanização
Urbanização
 
Geo h e_7ano_cap7_pronto
Geo h e_7ano_cap7_prontoGeo h e_7ano_cap7_pronto
Geo h e_7ano_cap7_pronto
 
Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05Aula setimo ano para o dia 27 05
Aula setimo ano para o dia 27 05
 
Geo h e_8ano_cap5_site_finalizado
Geo h e_8ano_cap5_site_finalizadoGeo h e_8ano_cap5_site_finalizado
Geo h e_8ano_cap5_site_finalizado
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo ContemporaneoO Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
O Espaço Urbano do Mundo Contemporaneo
 
Favelização
FavelizaçãoFavelização
Favelização
 
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanísticoMaricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico
Maricato, e. erradicar o analfabetismo urbanístico
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASILO PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
O PROCESSO DE URBANIZAÇÃO NO BRASIL
 
Geografia urbana rmbh
Geografia urbana rmbhGeografia urbana rmbh
Geografia urbana rmbh
 
áReas de fixação da população
áReas de fixação da populaçãoáReas de fixação da população
áReas de fixação da população
 
Espaço urbano brasileiro
Espaço urbano brasileiroEspaço urbano brasileiro
Espaço urbano brasileiro
 
Perspectivas para o Desenvolvimento
Perspectivas para o DesenvolvimentoPerspectivas para o Desenvolvimento
Perspectivas para o Desenvolvimento
 
Web quest - Indústria - Diego Silva e Julie Cristie
Web quest - Indústria - Diego Silva e Julie CristieWeb quest - Indústria - Diego Silva e Julie Cristie
Web quest - Indústria - Diego Silva e Julie Cristie
 
Produção habitacional no brasil politicas e programas
Produção habitacional no brasil   politicas e programasProdução habitacional no brasil   politicas e programas
Produção habitacional no brasil politicas e programas
 
Urbanização brasileira
Urbanização brasileiraUrbanização brasileira
Urbanização brasileira
 

Mais de profrodrigoribeiro

IECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentais
IECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentaisIECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentais
IECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentaisprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e maresIECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e maresprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de uso
IECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de usoIECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de uso
IECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de usoprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Povos indígenas na Amazônia
IECJ - Povos indígenas na AmazôniaIECJ - Povos indígenas na Amazônia
IECJ - Povos indígenas na Amazôniaprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da Amazônia
IECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da AmazôniaIECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da Amazônia
IECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da Amazôniaprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na Amazônia
IECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na AmazôniaIECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na Amazônia
IECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na Amazôniaprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-Sul
IECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-SulIECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-Sul
IECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-Sulprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-Sul
IECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-SulIECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-Sul
IECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-Sulprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MST
IECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MSTIECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MST
IECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MSTprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - DemocraciaIECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democraciaprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdadesIECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdadesprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoIECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoprofrodrigoribeiro
 
Privest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EMPrivest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EMprofrodrigoribeiro
 
Privest - Europa II - 3º ano EM
Privest - Europa II - 3º ano EMPrivest - Europa II - 3º ano EM
Privest - Europa II - 3º ano EMprofrodrigoribeiro
 
Privest - Europa I - 3º ano EM
Privest - Europa I - 3º ano EMPrivest - Europa I - 3º ano EM
Privest - Europa I - 3º ano EMprofrodrigoribeiro
 
Privest - Cap. 08 - Situação do espaço urbano
Privest - Cap. 08 - Situação do espaço urbanoPrivest - Cap. 08 - Situação do espaço urbano
Privest - Cap. 08 - Situação do espaço urbanoprofrodrigoribeiro
 
Privest - Cap. 07 - Urbanização
Privest - Cap. 07 - UrbanizaçãoPrivest - Cap. 07 - Urbanização
Privest - Cap. 07 - Urbanizaçãoprofrodrigoribeiro
 
Privest - Cap. 08 - Formas de uso da água
Privest - Cap. 08 - Formas de uso da águaPrivest - Cap. 08 - Formas de uso da água
Privest - Cap. 08 - Formas de uso da águaprofrodrigoribeiro
 
Privest - Cap. 07 - Hidrografia
Privest - Cap.   07 - HidrografiaPrivest - Cap.   07 - Hidrografia
Privest - Cap. 07 - Hidrografiaprofrodrigoribeiro
 
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMIECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMprofrodrigoribeiro
 

Mais de profrodrigoribeiro (20)

IECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentais
IECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentaisIECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentais
IECJ - Cap. 14 - Hidrosfera - Águas continentais
 
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e maresIECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
IECJ - Cap. 13 - Oceanos e mares
 
IECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de uso
IECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de usoIECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de uso
IECJ - Cap. 12 - Água - importância e formas de uso
 
IECJ - Povos indígenas na Amazônia
IECJ - Povos indígenas na AmazôniaIECJ - Povos indígenas na Amazônia
IECJ - Povos indígenas na Amazônia
 
IECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da Amazônia
IECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da AmazôniaIECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da Amazônia
IECJ - Cap. 16 - A paisagem e o espaço da Amazônia
 
IECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na Amazônia
IECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na AmazôniaIECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na Amazônia
IECJ - Cap. 15 - A organização do espaço na Amazônia
 
IECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-Sul
IECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-SulIECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-Sul
IECJ - Cap. 12 - A organização do espaço no Centro-Sul
 
IECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-Sul
IECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-SulIECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-Sul
IECJ - Cap. 13 - A paisagem e o espaço do Centro-Sul
 
IECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MST
IECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MSTIECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MST
IECJ - Movimentos sociais - Rio+20 e MST
 
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - DemocraciaIECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
IECJ - Cap. 13 - Poder, política e Estado - Democracia
 
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdadesIECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
IECJ - Cap. 07 - Estrutura, estratificação social e as desigualdades
 
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestinoIECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
IECJ - Cap. 9 - A organização do espaço nordestino
 
Privest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EMPrivest - Europa III - 3º Ano EM
Privest - Europa III - 3º Ano EM
 
Privest - Europa II - 3º ano EM
Privest - Europa II - 3º ano EMPrivest - Europa II - 3º ano EM
Privest - Europa II - 3º ano EM
 
Privest - Europa I - 3º ano EM
Privest - Europa I - 3º ano EMPrivest - Europa I - 3º ano EM
Privest - Europa I - 3º ano EM
 
Privest - Cap. 08 - Situação do espaço urbano
Privest - Cap. 08 - Situação do espaço urbanoPrivest - Cap. 08 - Situação do espaço urbano
Privest - Cap. 08 - Situação do espaço urbano
 
Privest - Cap. 07 - Urbanização
Privest - Cap. 07 - UrbanizaçãoPrivest - Cap. 07 - Urbanização
Privest - Cap. 07 - Urbanização
 
Privest - Cap. 08 - Formas de uso da água
Privest - Cap. 08 - Formas de uso da águaPrivest - Cap. 08 - Formas de uso da água
Privest - Cap. 08 - Formas de uso da água
 
Privest - Cap. 07 - Hidrografia
Privest - Cap.   07 - HidrografiaPrivest - Cap.   07 - Hidrografia
Privest - Cap. 07 - Hidrografia
 
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EMIECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
IECJ - Cap. 5 - Trabalho na sociedade capitalista - 1º Ano EM
 

Último

PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESpatriciasofiacunha18
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfPastor Robson Colaço
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfangelicass1
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOBiatrizGomes1
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdfDemetrio Ccesa Rayme
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 

Último (20)

PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕESPRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
PRÉ-MODERNISMO - GUERRA DE CANUDOS E OS SERTÕES
 
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdfO Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
O Universo Cuckold - Compartilhando a Esposas Com Amigo.pdf
 
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdfMapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
Mapas Mentais - Português - Principais Tópicos.pdf
 
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA      -
XI OLIMPÍADAS DA LÍNGUA PORTUGUESA -
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSOVALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
VALORES HUMANOS NA DISCIPLINA DE ENSINO RELIGIOSO
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
Geometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdfGeometria  5to Educacion Primaria EDU  Ccesa007.pdf
Geometria 5to Educacion Primaria EDU Ccesa007.pdf
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 

Urbanização no Brasil: evolução e desafios

  • 1. Geografia 7º ano Capítulo 7 – A urbanização Brasileira
  • 2. Brasil – Evolução da população rural-urbana entre 1940 e 2006. [sic] comunicação Fonte: IBGE. Anuário estatístico do Brasil, 1986, 1990, 1993 e 1997; Censo demográfico, 2000; Síntese de indicadores sociais, 2007.
  • 3. A urbanização Crescimento maior da população urbana em relação à população rural, em termos proporcionais. Decorrência do grande deslocamento da população do campo para as cidades – êxodo rural. Especialmente entre 1950 e 1990. Década de 1940 Aumento no número de cidades. Intenso crescimento populacional e conheceram uma ampliação de sua área, que passou a contar com mais construções, ruas, avenidas, redes de energia elétrica, de água encanada, de telefonia, de esgotos etc.
  • 4. ATUALMENTE AS TELECOMUNICAÇÕES CONTRIBUEM PARA A FORTE INTEGRAÇÃO ENTRE O CAMPO E AS CIDADES. Assim, os: • filmes • noticiários • novelas • propagandas transmitidos pela TV são vistos tanto pelo habitante urbano como pelo rural. O ESPAÇO RURAL E O URBANO SE COMPLEMENTAM. RELAÇÃO DE INTERDEPENDÊNCIA.
  • 5. DIFERENCIAÇÃO ENTRE AS ATIVIDADES DESENVOLVIDAS NO CAMPO E NA CIDADE Atividades do setor Espaço rural terciário, como turismo e lazer, mas principalmente atividades primárias Espaço urbano Atividades do setor secundário e terciário.
  • 6. Recursos modernos podem ser vistos até mesmo nos lugares mais distantes das grandes capitais. João Prudente / Pulsar Imagens Na fotografia, antena parabólica em casa no município de Carrancas, interior de Minas Gerais (2006).
  • 7. Cidade “A cidade é por Renata Carvalho / Ag. A Tarde / Futura Press excelência o lugar do poder administrativo, ele mesmo representativo do sistema econômico, social e político.” Show musical no Parque da Cidade de Salvador, BA (2005).
  • 8. O êxodo rural e a urbanização processo de urbanização Intenso processo de no Brasil foi consequência deslocamento da população da modernização. do campo para as cidades, num período muito curto de tempo. Expansão das grandes propriedades rurais Mecanização agrícola Responsáveis pela expulsão do trabalhador do campo em direção à cidade.
  • 9. Bernardo Soares/JC Imagem/AE Vista interna de um shopping center em Recife, Pernambuco, e barracas de camelôs. As características dos espaços de venda de mercadorias podem revelar as desigualdades socioeconômicas das cidades, principalmente em países subdesenvolvidos como o Brasil. Renato Spencer/FC Imagem/AE
  • 10. O crescimento das cidades e o planejamento urbano expansão das cidades no Brasil Não seguiu uma orientação ou planejamento. Um grande número de lotes de terrenos foi ocupado na periferia das cidades. Pela população mais carente, que vê nessas áreas, sem infra-estrutura, a única possibilidade de se estabelecer. A falta de moradia é um dos mais graves problemas das cidades brasileiras, mas também afeta a população que vive no campo. Está diretamente relacionada à baixa renda da maior parte da população e não propriamente à inexistência de moradias.
  • 11. Apesar de serem muito comum nas grandes cidades, as favelas também existem em municípios menores. A maioria se localiza em barrancos e áreas de risco, sem infraestrutura básica, deixando à mostra a desigualdade socioeconômica da qual é resultado. Juca Martins/Olhar Imagem A favela precisa ser integrada à cidade. São necessários projetos para valorizar: • o esporte; a cultura; a educação; Além disso, é preciso qualificar profissionalmente os jovens e promover sua inserção no mercado de trabalho, e criar infra-estruturai. Bairro de São Mateus, na periferia da cidade de São Paulo, SP (2004).
  • 12. Brasil – Déficit habitacional por unidades da federação (2005) Carlos Tadeu de Carvalho Gamba Fonte: Centro de Estatísticas e Informações. Fundação João Pinheiro, abril de 2007, p. 9. Disponível em: [http://www.fjp.mg.gov.br/produtos/cei/info-cei_deficitbr2005.pdf]. Acesso em: 4 out. 2007.
  • 13. Favela no Brasil Eduardo Knapp / Folha Imagem A favela pode ser caracterizada por uma aglomeração de habitações, em sua maioria construídas precariamente, onde há carência de uma série de serviços básicos. O processo de favelização no Brasil é uma consequência do modelo de desenvolvimento do país, que concentrou riquezas, excluiu grande parcela da população de seus benefícios e Favela de Heliópolis, em São contribuiu para o aumento do Paulo, SP (2004). desemprego e a perda do poder de compra de boa parte dos trabalhadores.
  • 14. Urbanização e Metropolização Marcada por um processo de formação de grandes cidades: as metrópoles Centros de comando da economia e da política, das Formação de cidades atividades culturais e de enormes: essa é uma pesquisa. característica do processo de urbanização de praticamente todos os países subdesenvolvidos, Principal elo com o exterior, onde a atividade em razão de sua força econômica acaba se econômica e de sua infra- concentrando em espaços estrutura diversificada. restritos.
  • 15. Entre as cidades de São Paulo e Rio de Eixo Rio-São Paulo e entorno Janeiro e seus arredores, temos a área mais densamente urbanizada do Brasil, onde vivem aproximadamente 25% da população brasileira e estão concentrados cerca de 60% da produção industrial de todo o país. Fonte: Leda Isola e Vera Caldini. Atlas geográfico Saraiva. São Paulo: Saraiva, 2005. p. 32.
  • 16. Violência - um dos problemas dos centros urbanos A formação de grandes cidades no Brasil foi acompanhada pelo surgimento de graves problemas sociais em razão, principalmente do caráter concentrador e excludente do processo de desenvolvimento do país. Grandes centros urbanos No eixo Rio-São Paulo e apresentam elevados índices arredores, os índices de de violência. morte por homicídios são os mais elevados do país. As áreas mais violentas são as periféricas. Boa parte dos homicídios que ocorrem no país está relacionado ao tráfico de drogas.
  • 17. Taxas de homicídio por faixa etária no Brasil (1994 e 2004) Fonte: Mapa da violência, 2006 – OEI.
  • 18. Longe da escola A violência relaciona-se à falta de acesso à educação e à falta de trabalho. À medida que a idade avança, aumenta a evasão escolar e diminuem as chances no mercado de trabalho. Mário Yoshida Fonte: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), 2005 – IBGE.
  • 19. Rede urbana Sistema integrado de cidades, por meio de Constituída por cidades transporte e comunicação. de diversos tamanhos, as maiores correspondem às metrópoles. No Brasil, as duas grandes metrópoles que comandam a vida social, econômica e cultural do país são: São Paulo e Rio de Janeiro. Mantêm intenso contato com o exterior, sediando filiais de empresas multinacionais, matrizes de grandes bancos nacionais e de empresas brasileiras de grande porte. Metrópoles globais.
  • 20. De acordo com a classificação do IBGE, a rede urbana é formada por cidades médias e pequenas. Edi Vasconcelos/ Futura Press As cidades médias, conforme seu tamanho e os recursos de que dispõem, podem ser classificadas como centros regionais. As cidades menores A cidade de Teresina, no Piauí, é um constituem a base da exemplo de centro regional do Brasil. rede urbana.
  • 21. Ritmo de crescimento urbano Nos anos 1990 Alteração no ritmo de crescimento das áreas urbanas brasileiras. Atualmente, as metrópoles estão “saturadas”. • Graves problemas sociais; São canalizados para o interior • Elevado custo de vida. dos estados. Não têm recebido tantos investimentos do Estado e de empresas privadas nacionais e estrangeiras. Desestimulando as migrações para as metrópoles e estimulando-as para as cidades médias do interior.
  • 22. As regiões metropolitanas e a conurbação Crescimento das metrópoles brasileiras Junção de suas áreas urbanas Aumento das cidades situadas em seus arredores Processo denominado conurbação. Formou-se, assim, uma imensa área urbana pertencente a municípios Em virtude dessa diferentes. integração, foram criadas as regiões ou áreas metropolitanas.
  • 23. Fonte: Atlas Nacional do Brasil. Rio de Janeiro: IBGE, 2000; Atlas geográfico escolar. Rio de Janeiro: IBGE, 2002; Metrópoles em dados – regiões metropolitanas do Brasil, 2006. Disponível em:www.emplasa.sp.gov.br. Acesso em: 5 out. 2007.
  • 24. [sic] comunicação Observe o gráfico e depois responda. Fonte: Ministério do Turismo. Em: Folha de S.Paulo, 22 set. 2007. p.C-2.