SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Formulário de Registro do Plano Pedagógico Individual12
O Formulário de Registro do Plano Pedagógico Individual visa descrever a organização dos conteúdos trabalhados pelo apoio oferecido pelo Centro
de Ensino Especial aos estudantes com deficiência intelectual, auditiva, física, visual e múltipla e Transtorno Global do Desenvolvimento, além
daqueles matriculados em Classes Especiais para TGD. É importante ressaltar que esse formulário foi planejado para abranger as funções intelectuais, o
comportamento adaptativo, a formação da identidade e as funções psicomotoras, sendo esses componentes propostos pela matriz do currículo funcional
constante nas Diretrizes Pedagógicas da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (BRASÍLIA, 2008). A matriz oportuniza a ampliação das
competências e habilidades a serem desenvolvidas no processo educacional dos estudantes matriculados nos Centros de Ensino Especial, os quais
encontram-se em atividades que possibilitem o desenvolvimento do potencial funcional do estudante. Essa matriz curricular está apresentada nas Diretrizes e
foi fundamentada a partir da proposta da American Association on Intellectual and Developmental Disabilities (AAIDD). Além dos aspectos acima
mencionados, vale ressaltar que o presente formulário procurou, também, abranger os diferentes contextos nos quais os estudantes estão inseridos, uma vez
que se considera que seu desenvolvimento ocorre na interação com os diversos ambientes em que a pessoa está presente de forma direta ou indireta,
considerando os pressupostos da abordagem ecológica (BRASÍLIA, 2008; BRONFENBRENNER, 1996). Assim, é importante que o professor planeje
atividades que venham ao encontro dessas idéias, no sentido de promover o desenvolvimento de habilidades em diferentes contextos da vida do estudante.
A concepção de currículo inclui desde os aspectos básicos que envolvem os fundamentos filosóficos e sociopolíticos da educação até os marcos
teóricos e referenciais técnicos e tecnológicos que a concretizam na sala de aula. Relacionam princípios e operacionalização, teoria e prática, planejamento e
ação. O currículo funcional foi implementado para pessoas com deficiência intelectual e Transtorno Global do Desenvolvimento que, apesar do avançar da
1
Autores: Nara Liana Pereira-Silva, Giselda B. Jordão de Carvalho, Márcia Silveira da Costa Benetti, Márcia Cabral dos Santos & Márcia Cristina Lima Pereira.
2
O presente Plano refere-se ao Plano de Atendimento Individual, conforme mencionado na página 18 do documento Regimento Escolar das Instituições Educacionais da Rede Pública de
Ensino do Distrito Federal.
GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL
SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO
SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA
DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL
idade, ainda não conseguiam realizar tarefas mínimas relacionadas a autocuidados ou autoproteção, por exemplo. No sentido estrito da palavra, funcional se
refere às “...habilidades (objetivos) que serão ensinadas e que terão função para a vida do aluno, que possam ser utilizadas de imediato ou num futuro
próximo. O aluno poderá utilizar as atividades aprendidas em sua própria vida ou para contribuir em sua família ou comunidade” (SUPLINO, 2007, p. 34). A
priorização de objetivos funcionais deve levar em conta as habilidades que a pessoa com deficiência ou com Transtorno Global do Desenvolvimento
necessita aprender para ser exitosa e ter um desempenho satisfatório em seu meio, propiciando a sua inclusão nos diversos contextos em desenvolvimento,
familiar, escolar, comunitário e ocupacional.
Abaixo se encontram as definições necessárias para a compreensão de alguns aspectos dessa proposta, subsidiando a definição das atividades a serem
desenvolvidas de acordo com as dimensões do apoio:
Funções intelectuais: compreende a percepção, o raciocínio lógico-matemático, a organização do pensamento, a capacidade de análise e síntese, a compreensão das
idéias, o conhecimento do mundo e aprendizagem formal e a generalização de conhecimentos.
Comportamento Adaptativo: Compreende as habilidades conceituais, habilidades sociais e habilidades práticas.
Habilidades conceituais: compreende a linguagem, leitura e escrita, conceitos de dinheiro e autodirecionamento.
Habilidades sociais: habilidades interpessoais, responsabilidade, auto-estima, credibilidade, ingenuidade, seguir regras, obedecer a leis e evitar vitimização.
Habilidades práticas: compreendem as atividades de vida diária (comer, usar o banheiro, vestir-se, mobilidade etc..), atividades instrumentais da vida (preparar refeições,
transportar-se, lidar com dinheiro, usar o telefone etc..), habilidades ocupacionais etc..
Formação da identidade pessoal, social e cultural: trata-se de um conjunto de aspectos que englobam a comunicação, participação, interação, vivência de papéis sociais,
expressão artística, capacidade criadora e exercício da cidadania.
Funções psicomotoras: compreende o esquema corporal, equilíbrio, coordenação dinâmica geral, coordenação motora, orientação espaço-temporal e lateralidade.
Indicadores de avaliação: referem-se a aspectos importantes que devem ser considerados para avaliar o estudante.
 Funções intelectuais: verificar a capacidade para compreender o ambiente e reagir a ele adequadamente com base nos conhecimentos construídos.
o Capacidade de planejar e solucionar problemas e aplicação na atividade prática.
 Comportamento adaptativo:
o Habilidades conceituais: relacionadas aos aspectos acadêmicos, cognitivos e de comunicação.
o Habilidades sociais: relacionadas à competência social
o Habilidades práticas: relacionadas à vida autônoma e independente.
 Formação da identidade pessoal, social e cultural: considera os contextos típicos de seu grupo etário consistentes com a diversidade cultural e linguística da
pessoa, constituindo espaços que possibilitam sua participação, interações sociais e vivência de papéis sociais que refletem a quantidade e qualidade de seu
engajamento em seu ambiente e o exercício de sua cidadania.
 Funções motoras: considera o desenvolvimento integral do ser, articulando corpo, movimento e mente, de forma a favorecer a comunicação e expressão de seus
pensamentos, desejos e necessidades.
REGISTRO DAS ATIVIDADES DO PLANO PEDAGÓGICO INDIVIDUAL
1. Identificação do estudante:
Nome Completo do Estudante:
Data de Nascimento: _____/_____/_____ Série/Turma/Turno:
Tipo de deficiência/Diagnóstico do estudante: Escola atual:
Período de vigência deste Plano:
Professor(a):
Filiação:
Endereço: Telefone:
2. Informações sobre a escolarização
a) Descrição a respeito da vida escolar do estudante
b) Tipos de apoios recebidos atualmente e no passado (Ex.: equoterapia, natação e demais atividades esportivas, atendimento psicopedagógico
etc.)
c) Descrição sucinta sobre atendimentos ou tratamentos terapêuticos e clínicos recebidos atualmente e no passado (Ex.: fonoaudiologia,
psicoterapia, terapia ocupacional, neurologia, psiquiatria, etc.)
d) Registro das Atividades Propostas
Dimensões
do apoio
Objetivos Descrição das atividades a serem
trabalhadas, abrangendo os contextos
escolar, familiar, comunitário e
ocupacional, de acordo com as
necessidades educacionais do
estudante
Estratégias utilizadas Avaliação
FunçõesIntelectuais
ComportamentoAdaptativo
Objetivos
Descrição das atividades a serem
trabalhadas, abrangendo os contextos
escolar, familiar, comunitário e
ocupacional, de acordo com as
necessidades educacionais do
estudante
Estratégias utilizadas Avaliação
Identidadepessoal,socialecultural Objetivos Descrição das atividades a serem
trabalhadas, abrangendo os contextos
escolar, familiar, comunitário e
ocupacional, de acordo com as
necessidades educacionais do
estudante
Estratégias utilizadas Avaliação
Objetivos Descrição das atividades a serem
trabalhadas, abrangendo os contextos
escolar, familiar, comunitário e
ocupacional, de acordo com as
necessidades educacionais do
estudante
Estratégias utilizadas AvaliaçãoFunçõesmotoras
Descrição das Sugestões, considerando os diversos contextos:
Ao contexto
escolar
À família
Outras
Encaminhamentos/Observações____________________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________________________________________
Data: ___/____/_____
_______________________________________ _______________________________________ ___________________________
Prof. responsável pelo Plano Direção Coordenador pedagógico
___________________________________________ _______________________________________ _________________________
Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem Supervisor educacional
_______________________________________ _______________________________________
Orientador educacional Responsável pelo estudante (família)
Referências bibliográficas:
BRASÍLIA. Diretrizes pedagógicas da secretaria de estado de educação do Distrito Federal – 2009/2013. Brasília-DF.2008.
BRONFENBRENNER, U. A ecologia do desenvolvimento humano: Experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artes Médicas. 1996.
SUPLINO, M. Currículo funcional natural: guia prático para a educação na área de autismo e deficiência mental. Brasília: Secretaria especial dos direitos humanos,
Coordenadora nacional para integração da pessoa portadora de deficiência; São Paulo: AMA. 2007.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Modelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdf
Modelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdfModelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdf
Modelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdfmarcos oliveira
 
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012Selma Coimbra
 
Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.
Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.
Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.pipatcleopoldina
 
Ficha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeFicha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeLima Pedagoga
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º anoChristiane Queiroz
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018Antônio Fernandes
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas Salomé Rocha
 
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]Justiniano Fonseca
 
Proposta curricular para o 2º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 2º ano do ensino fundamentalProposta curricular para o 2º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 2º ano do ensino fundamentalRosemary Batista
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervençãojosihy
 
Modelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizadoModelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizadoAntonio Sousa
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágioUFMA e UEMA
 
Estrategias pedagogicas com deficiente intelectual
Estrategias pedagogicas com deficiente intelectualEstrategias pedagogicas com deficiente intelectual
Estrategias pedagogicas com deficiente intelectualPaula Aparecida Alve Alves
 
Adaptação curricular
Adaptação curricularAdaptação curricular
Adaptação curricularKaren Araki
 
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTROAdaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTROeejadyr
 
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestreAap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestreAndréia Rodrigues
 
Adaptações curriculares
Adaptações curricularesAdaptações curriculares
Adaptações curricularesElisete Nunes
 

Mais procurados (20)

Modelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdf
Modelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdfModelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdf
Modelo de PEI - Plano Educacional Individualizado.pdf
 
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
143313395 plano-de-intervencao-pedagogica-2012
 
Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.
Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.
Modelo de Plano de Desenvolvimento Individual para alunos com deficiência.
 
Ficha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aeeFicha de atendimento do aee
Ficha de atendimento do aee
 
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º anoProjeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
Projeto da sala de leitura para turmas de 4º ano
 
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
PPP PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO ESCOLA CORNÉLIA 2016-2018
 
ProjetFábula: Projeto fábulas
ProjetFábula: Projeto  fábulas ProjetFábula: Projeto  fábulas
ProjetFábula: Projeto fábulas
 
Projeto Mala Viajante
Projeto Mala ViajanteProjeto Mala Viajante
Projeto Mala Viajante
 
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
Plano De IntervençãO PedagóGica[Sre]
 
Proposta curricular para o 2º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 2º ano do ensino fundamentalProposta curricular para o 2º ano do ensino fundamental
Proposta curricular para o 2º ano do ensino fundamental
 
Plano intervenção
Plano intervençãoPlano intervenção
Plano intervenção
 
Plano de aee
Plano de aeePlano de aee
Plano de aee
 
Planejamento minha familia
Planejamento minha familiaPlanejamento minha familia
Planejamento minha familia
 
Modelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizadoModelo pei-plano-educacional-individualizado
Modelo pei-plano-educacional-individualizado
 
relatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágiorelatório da educação especial-estágio
relatório da educação especial-estágio
 
Estrategias pedagogicas com deficiente intelectual
Estrategias pedagogicas com deficiente intelectualEstrategias pedagogicas com deficiente intelectual
Estrategias pedagogicas com deficiente intelectual
 
Adaptação curricular
Adaptação curricularAdaptação curricular
Adaptação curricular
 
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTROAdaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
Adaptação curricular - EE PROFESSORA JADYR G. CASTRO
 
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestreAap   recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
Aap recomendações lp e mat - 3º ano do 2 bimestre
 
Adaptações curriculares
Adaptações curricularesAdaptações curriculares
Adaptações curriculares
 

Semelhante a Formul ppi

Download Atividades 1 P.M
Download Atividades 1 P.MDownload Atividades 1 P.M
Download Atividades 1 P.MDena Pedagogia
 
DownloadAtividades 1 P.M
DownloadAtividades 1 P.MDownloadAtividades 1 P.M
DownloadAtividades 1 P.MDena Pedagogia
 
Formul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais ejaFormul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais ejaCarlos Junior
 
Formul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais ejaFormul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais ejaCarlos Junior
 
Apresentação currículo para o curso PAA e PA
Apresentação currículo para o curso PAA e PAApresentação currículo para o curso PAA e PA
Apresentação currículo para o curso PAA e PACesar Eduardo
 
O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...
O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...
O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...Colaborar Educacional
 
III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...
III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...
III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...Colaborar Educacional
 
I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...
I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...
I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...Colaborar Educacional
 
Dimensão da Deficiência Intelctual
Dimensão da Deficiência IntelctualDimensão da Deficiência Intelctual
Dimensão da Deficiência Intelctualjhsilverio
 
Objetivos didáticos slides de didática
Objetivos didáticos  slides de didáticaObjetivos didáticos  slides de didática
Objetivos didáticos slides de didáticaWellinton Prestes
 
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdfantoniojosdaschagas
 
Plano de ação setor de psicologia
Plano de ação   setor de psicologiaPlano de ação   setor de psicologia
Plano de ação setor de psicologiaJosé H B Ramos
 
Concurso Para Docentes Da See Sp Geografia E Historia
Concurso Para Docentes Da See Sp Geografia E HistoriaConcurso Para Docentes Da See Sp Geografia E Historia
Concurso Para Docentes Da See Sp Geografia E HistoriaFabio Santos
 
O papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEs
O papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEsO papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEs
O papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEsRosemeire Fernanda
 
PSICOLOGIA - LICENCIATURA
PSICOLOGIA - LICENCIATURAPSICOLOGIA - LICENCIATURA
PSICOLOGIA - LICENCIATURAxiaowu8637
 
PROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIA
PROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIAPROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIA
PROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIAxiaowu8637
 
II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...
II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...
II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...Colaborar Educacional
 
PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.
PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.
PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.Colaborar Educacional
 

Semelhante a Formul ppi (20)

Psicologia (1)
Psicologia (1)Psicologia (1)
Psicologia (1)
 
Download Atividades 1 P.M
Download Atividades 1 P.MDownload Atividades 1 P.M
Download Atividades 1 P.M
 
DownloadAtividades 1 P.M
DownloadAtividades 1 P.MDownloadAtividades 1 P.M
DownloadAtividades 1 P.M
 
Formul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais ejaFormul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais eja
 
Formul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais ejaFormul adequa iniciais eja
Formul adequa iniciais eja
 
Didatica i u3
Didatica i u3Didatica i u3
Didatica i u3
 
Apresentação currículo para o curso PAA e PA
Apresentação currículo para o curso PAA e PAApresentação currículo para o curso PAA e PA
Apresentação currículo para o curso PAA e PA
 
O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...
O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...
O perfil do egresso do curso de Psicologia idealizado pela IES proporciona um...
 
III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...
III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...
III - Participar de processos grupais, em diferentes contextos, considerando ...
 
I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...
I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...
I - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos educativos em dif...
 
Dimensão da Deficiência Intelctual
Dimensão da Deficiência IntelctualDimensão da Deficiência Intelctual
Dimensão da Deficiência Intelctual
 
Objetivos didáticos slides de didática
Objetivos didáticos  slides de didáticaObjetivos didáticos  slides de didática
Objetivos didáticos slides de didática
 
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
1º ano - Caderno Pedagógico com Plano de curso do Aprofundamento.pdf
 
Plano de ação setor de psicologia
Plano de ação   setor de psicologiaPlano de ação   setor de psicologia
Plano de ação setor de psicologia
 
Concurso Para Docentes Da See Sp Geografia E Historia
Concurso Para Docentes Da See Sp Geografia E HistoriaConcurso Para Docentes Da See Sp Geografia E Historia
Concurso Para Docentes Da See Sp Geografia E Historia
 
O papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEs
O papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEsO papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEs
O papel da equipe multidisciplinar na inclusão de alunos com NEEs
 
PSICOLOGIA - LICENCIATURA
PSICOLOGIA - LICENCIATURAPSICOLOGIA - LICENCIATURA
PSICOLOGIA - LICENCIATURA
 
PROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIA
PROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIAPROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIA
PROJETO DE EXTENSÃO I - PSICOLOGIA
 
II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...
II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...
II - Avaliar, diagnosticar, planejar e intervir em processos psicossociais a ...
 
PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.
PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.
PROGRAMA DE EXTENSÃO: PROGRAMA DE AÇÃO E DIFUSÃO CULTURAL.
 

Mais de Carlos Junior

Relação esv integral classificação final 14.03.16
Relação esv integral classificação   final 14.03.16Relação esv integral classificação   final 14.03.16
Relação esv integral classificação final 14.03.16Carlos Junior
 
Relação esv especial classificação final 14.03.16
Relação esv especial classificação   final 14.03.16Relação esv especial classificação   final 14.03.16
Relação esv especial classificação final 14.03.16Carlos Junior
 
Novena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhosNovena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhosCarlos Junior
 
Minha sagrada familia
Minha sagrada familiaMinha sagrada familia
Minha sagrada familiaCarlos Junior
 
Manual consagração lares
Manual consagração laresManual consagração lares
Manual consagração laresCarlos Junior
 
Coletiva 17 de abril
Coletiva  17 de abrilColetiva  17 de abril
Coletiva 17 de abrilCarlos Junior
 
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...Carlos Junior
 
Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014Carlos Junior
 
Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015Carlos Junior
 
Calendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DFCalendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DFCarlos Junior
 
Administração financeira eclesial
Administração financeira eclesialAdministração financeira eclesial
Administração financeira eclesialCarlos Junior
 
Slide curso de formação 3
Slide curso de formação   3Slide curso de formação   3
Slide curso de formação 3Carlos Junior
 
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEENOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEECarlos Junior
 
Evangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudiumEvangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudiumCarlos Junior
 
Cartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finaisCartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finaisCarlos Junior
 
21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedf21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedfCarlos Junior
 
Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)Carlos Junior
 

Mais de Carlos Junior (20)

Relação esv integral classificação final 14.03.16
Relação esv integral classificação   final 14.03.16Relação esv integral classificação   final 14.03.16
Relação esv integral classificação final 14.03.16
 
Relação esv especial classificação final 14.03.16
Relação esv especial classificação   final 14.03.16Relação esv especial classificação   final 14.03.16
Relação esv especial classificação final 14.03.16
 
Novena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhosNovena dos pais que oram pelos filhos
Novena dos pais que oram pelos filhos
 
Minha sagrada familia
Minha sagrada familiaMinha sagrada familia
Minha sagrada familia
 
Manual consagração lares
Manual consagração laresManual consagração lares
Manual consagração lares
 
Coletiva 17 de abril
Coletiva  17 de abrilColetiva  17 de abril
Coletiva 17 de abril
 
Folder equipe
Folder equipeFolder equipe
Folder equipe
 
Circular
CircularCircular
Circular
 
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...Ficha de inscrição para grupo de oração  - formação de coordenadores e núcleo...
Ficha de inscrição para grupo de oração - formação de coordenadores e núcleo...
 
Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014Ficha de incrição para retiro 2014
Ficha de incrição para retiro 2014
 
Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015Estrategia matricula 2015
Estrategia matricula 2015
 
Calendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DFCalendário 2015 Setor VI RCC-DF
Calendário 2015 Setor VI RCC-DF
 
Administração financeira eclesial
Administração financeira eclesialAdministração financeira eclesial
Administração financeira eclesial
 
Slide curso de formação 3
Slide curso de formação   3Slide curso de formação   3
Slide curso de formação 3
 
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEENOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
NOTA TÉCNICA No 04 / 2014 / MEC / SECADI / DPEE
 
Evangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudiumEvangelização planejada e evangelii gaudium
Evangelização planejada e evangelii gaudium
 
Cartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finaisCartilha sobre o mc ajustes finais
Cartilha sobre o mc ajustes finais
 
21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedf21 ago oficio espec sedf
21 ago oficio espec sedf
 
Folder mostra novo2
Folder mostra novo2Folder mostra novo2
Folder mostra novo2
 
Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)Curso pronatec ficha (1)
Curso pronatec ficha (1)
 

Último

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"Ilda Bicacro
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisIlda Bicacro
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfssuser06ee57
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoIlda Bicacro
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxRaquelMartins389880
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfcarloseduardogonalve36
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdfdanielagracia9
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASyan1305goncalves
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persafelipescherner
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteIpdaWellington
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasMonizeEvellin2
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfCsarBaltazar1
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaIlda Bicacro
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Rosana Andrea Miranda
 

Último (20)

"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdfAs Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
As Mil Palavras Mais Usadas No Inglês (Robert de Aquino) (Z-Library).pdf
 
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdfPlanejamento 2024 - 1º ano - Matemática  38 a 62.pdf
Planejamento 2024 - 1º ano - Matemática 38 a 62.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Direito_e_Legislacao_Social_(IL60174).pdf
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persaConteúdo sobre a formação e expansão persa
Conteúdo sobre a formação e expansão persa
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sistemas_de_Informacoes_Gerenciais_(IL60106).pdf
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 

Formul ppi

  • 1. Formulário de Registro do Plano Pedagógico Individual12 O Formulário de Registro do Plano Pedagógico Individual visa descrever a organização dos conteúdos trabalhados pelo apoio oferecido pelo Centro de Ensino Especial aos estudantes com deficiência intelectual, auditiva, física, visual e múltipla e Transtorno Global do Desenvolvimento, além daqueles matriculados em Classes Especiais para TGD. É importante ressaltar que esse formulário foi planejado para abranger as funções intelectuais, o comportamento adaptativo, a formação da identidade e as funções psicomotoras, sendo esses componentes propostos pela matriz do currículo funcional constante nas Diretrizes Pedagógicas da Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (BRASÍLIA, 2008). A matriz oportuniza a ampliação das competências e habilidades a serem desenvolvidas no processo educacional dos estudantes matriculados nos Centros de Ensino Especial, os quais encontram-se em atividades que possibilitem o desenvolvimento do potencial funcional do estudante. Essa matriz curricular está apresentada nas Diretrizes e foi fundamentada a partir da proposta da American Association on Intellectual and Developmental Disabilities (AAIDD). Além dos aspectos acima mencionados, vale ressaltar que o presente formulário procurou, também, abranger os diferentes contextos nos quais os estudantes estão inseridos, uma vez que se considera que seu desenvolvimento ocorre na interação com os diversos ambientes em que a pessoa está presente de forma direta ou indireta, considerando os pressupostos da abordagem ecológica (BRASÍLIA, 2008; BRONFENBRENNER, 1996). Assim, é importante que o professor planeje atividades que venham ao encontro dessas idéias, no sentido de promover o desenvolvimento de habilidades em diferentes contextos da vida do estudante. A concepção de currículo inclui desde os aspectos básicos que envolvem os fundamentos filosóficos e sociopolíticos da educação até os marcos teóricos e referenciais técnicos e tecnológicos que a concretizam na sala de aula. Relacionam princípios e operacionalização, teoria e prática, planejamento e ação. O currículo funcional foi implementado para pessoas com deficiência intelectual e Transtorno Global do Desenvolvimento que, apesar do avançar da 1 Autores: Nara Liana Pereira-Silva, Giselda B. Jordão de Carvalho, Márcia Silveira da Costa Benetti, Márcia Cabral dos Santos & Márcia Cristina Lima Pereira. 2 O presente Plano refere-se ao Plano de Atendimento Individual, conforme mencionado na página 18 do documento Regimento Escolar das Instituições Educacionais da Rede Pública de Ensino do Distrito Federal. GOVERNO DO DISTRITO FEDERAL SECRETARIA DE ESTADO DE EDUCAÇÃO SUBSECRETARIA DE EDUCAÇÃO BÁSICA DIRETORIA DE EDUCAÇÃO ESPECIAL
  • 2. idade, ainda não conseguiam realizar tarefas mínimas relacionadas a autocuidados ou autoproteção, por exemplo. No sentido estrito da palavra, funcional se refere às “...habilidades (objetivos) que serão ensinadas e que terão função para a vida do aluno, que possam ser utilizadas de imediato ou num futuro próximo. O aluno poderá utilizar as atividades aprendidas em sua própria vida ou para contribuir em sua família ou comunidade” (SUPLINO, 2007, p. 34). A priorização de objetivos funcionais deve levar em conta as habilidades que a pessoa com deficiência ou com Transtorno Global do Desenvolvimento necessita aprender para ser exitosa e ter um desempenho satisfatório em seu meio, propiciando a sua inclusão nos diversos contextos em desenvolvimento, familiar, escolar, comunitário e ocupacional. Abaixo se encontram as definições necessárias para a compreensão de alguns aspectos dessa proposta, subsidiando a definição das atividades a serem desenvolvidas de acordo com as dimensões do apoio: Funções intelectuais: compreende a percepção, o raciocínio lógico-matemático, a organização do pensamento, a capacidade de análise e síntese, a compreensão das idéias, o conhecimento do mundo e aprendizagem formal e a generalização de conhecimentos. Comportamento Adaptativo: Compreende as habilidades conceituais, habilidades sociais e habilidades práticas. Habilidades conceituais: compreende a linguagem, leitura e escrita, conceitos de dinheiro e autodirecionamento. Habilidades sociais: habilidades interpessoais, responsabilidade, auto-estima, credibilidade, ingenuidade, seguir regras, obedecer a leis e evitar vitimização. Habilidades práticas: compreendem as atividades de vida diária (comer, usar o banheiro, vestir-se, mobilidade etc..), atividades instrumentais da vida (preparar refeições, transportar-se, lidar com dinheiro, usar o telefone etc..), habilidades ocupacionais etc.. Formação da identidade pessoal, social e cultural: trata-se de um conjunto de aspectos que englobam a comunicação, participação, interação, vivência de papéis sociais, expressão artística, capacidade criadora e exercício da cidadania. Funções psicomotoras: compreende o esquema corporal, equilíbrio, coordenação dinâmica geral, coordenação motora, orientação espaço-temporal e lateralidade. Indicadores de avaliação: referem-se a aspectos importantes que devem ser considerados para avaliar o estudante.  Funções intelectuais: verificar a capacidade para compreender o ambiente e reagir a ele adequadamente com base nos conhecimentos construídos. o Capacidade de planejar e solucionar problemas e aplicação na atividade prática.  Comportamento adaptativo: o Habilidades conceituais: relacionadas aos aspectos acadêmicos, cognitivos e de comunicação. o Habilidades sociais: relacionadas à competência social o Habilidades práticas: relacionadas à vida autônoma e independente.  Formação da identidade pessoal, social e cultural: considera os contextos típicos de seu grupo etário consistentes com a diversidade cultural e linguística da pessoa, constituindo espaços que possibilitam sua participação, interações sociais e vivência de papéis sociais que refletem a quantidade e qualidade de seu engajamento em seu ambiente e o exercício de sua cidadania.
  • 3.  Funções motoras: considera o desenvolvimento integral do ser, articulando corpo, movimento e mente, de forma a favorecer a comunicação e expressão de seus pensamentos, desejos e necessidades. REGISTRO DAS ATIVIDADES DO PLANO PEDAGÓGICO INDIVIDUAL 1. Identificação do estudante: Nome Completo do Estudante: Data de Nascimento: _____/_____/_____ Série/Turma/Turno: Tipo de deficiência/Diagnóstico do estudante: Escola atual: Período de vigência deste Plano: Professor(a): Filiação: Endereço: Telefone: 2. Informações sobre a escolarização a) Descrição a respeito da vida escolar do estudante b) Tipos de apoios recebidos atualmente e no passado (Ex.: equoterapia, natação e demais atividades esportivas, atendimento psicopedagógico etc.) c) Descrição sucinta sobre atendimentos ou tratamentos terapêuticos e clínicos recebidos atualmente e no passado (Ex.: fonoaudiologia, psicoterapia, terapia ocupacional, neurologia, psiquiatria, etc.)
  • 4. d) Registro das Atividades Propostas Dimensões do apoio Objetivos Descrição das atividades a serem trabalhadas, abrangendo os contextos escolar, familiar, comunitário e ocupacional, de acordo com as necessidades educacionais do estudante Estratégias utilizadas Avaliação FunçõesIntelectuais
  • 5. ComportamentoAdaptativo Objetivos Descrição das atividades a serem trabalhadas, abrangendo os contextos escolar, familiar, comunitário e ocupacional, de acordo com as necessidades educacionais do estudante Estratégias utilizadas Avaliação
  • 6. Identidadepessoal,socialecultural Objetivos Descrição das atividades a serem trabalhadas, abrangendo os contextos escolar, familiar, comunitário e ocupacional, de acordo com as necessidades educacionais do estudante Estratégias utilizadas Avaliação
  • 7. Objetivos Descrição das atividades a serem trabalhadas, abrangendo os contextos escolar, familiar, comunitário e ocupacional, de acordo com as necessidades educacionais do estudante Estratégias utilizadas AvaliaçãoFunçõesmotoras
  • 8. Descrição das Sugestões, considerando os diversos contextos: Ao contexto escolar À família Outras Encaminhamentos/Observações____________________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________________________________ Data: ___/____/_____ _______________________________________ _______________________________________ ___________________________ Prof. responsável pelo Plano Direção Coordenador pedagógico ___________________________________________ _______________________________________ _________________________ Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem Equipe Especializada de Apoio à Aprendizagem Supervisor educacional _______________________________________ _______________________________________ Orientador educacional Responsável pelo estudante (família) Referências bibliográficas: BRASÍLIA. Diretrizes pedagógicas da secretaria de estado de educação do Distrito Federal – 2009/2013. Brasília-DF.2008. BRONFENBRENNER, U. A ecologia do desenvolvimento humano: Experimentos naturais e planejados. Porto Alegre: Artes Médicas. 1996. SUPLINO, M. Currículo funcional natural: guia prático para a educação na área de autismo e deficiência mental. Brasília: Secretaria especial dos direitos humanos, Coordenadora nacional para integração da pessoa portadora de deficiência; São Paulo: AMA. 2007.