SlideShare uma empresa Scribd logo
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
Perspetivas de Evolução da Qualidade
Luis Fonseca
luismiguelcfonseca@gmail.com
lmf@isep.ipp.pt
1
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
1. Evolução da Qualidade
2
Artesão: abordagem histórica desde a antiguidade e que ainda prevalece em certas aplicações;
Normalização de componentes: Começou com Eli Whitney (EUA, 1798) e ainda é utilizada devido à necessidade de
compatibilidade de peças e componentes;
Definição de Sistema: A abordagem científica à gestão atribuída a Frederick Taylor (1911);
Controlo da Qualidade (anos 50 e 60): Planos de amostragem, Cartas e Planos de Controlo;
Garantia da Qualidade (anos 70 e 80): assegurar confiança no cumprimento dos requisitos, inclui técnicas
preventivas tais como o SPC e os Custos da Qualidade;
Gestão da Qualidade Total (anos 80 a 90): Agrega o melhor dos conceitos anteriores e adiciona o elemento chave
da liderança da gestão;
Melhoria Contínua (aos 80 a 2000s): Expande a base da Gestão da Qualidade Total através de projectos de
melhoria continua e uma estrutura organizada e metódica para o seu suporte;
Seis Sigma: ênfase na redução da variação, consideração de processos internos, utilização de técnicas avançadas e de
uma abordagem estrutura para resolução de problemas (DMAIC: Define, Measure, Analyze Improve and Control),
eliminação dos desperdícios internos e liderança e suporte da gestão.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
1. Evolução da Qualidade: conceitos vários
3
• Inspecção automática
•Obrigatoriedade de cumprimento de requisitos de sistemas internacionais (exemplo: normas ISO)
•Sistemas formais da qualidade (ISO 9000)
•Manuais da Qualidade e Procedimentos documentados
• Benchmarking
•Auditorias da Qualidade
•Planeamento de Experiências e Métodos Taguchi
•Técnicas de concepção (FMEAS, etc.)
•Ferramentas da Qualidade
•QFD
• SPC e software estatístico
•Relações de longo prazo com fornecedores
•Atenção a Clientes Internos e Externos
•Reconhecimento da importância das Pessoas
•Círculos da Qualidade
•Equipas de Melhoria
•Células de Fabrico
•Kaizen
•Uso de cores para codificação de inventário (kanban)
•Dispositivos poka yoke
•Teoria das Restrições
• Modelos de Excelência Empresarial (MBNQA, EFQM)
•Sustentabilidade e Responsabilidade Social
•Gestão da Inovação
•Gestão do Risco
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Algumas Definições de Qualidade
4
• Deming: graus previsíveis de uniformidade e
dependência a um custo baixo e adequado ao mercado
• Juran: adequação ao uso
• Crosby: conformidade com os requisitos
• Ishikawa: satisfação do Cliente
• Taguchi: perdas (prejuízos) geradas para a Sociedade,
desde o momento em que o produto é entregue, quando
há um desvio relativamente ao valor alvo
Há uma definição “oficial” de Qualidade? 50% dizem que
não, 50% dizem que deveria haver (ASQ Global State of
Quality 2013 survey).
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
5
Breve Reflexão: “3 pilares” cada um desenvolvido por diferentes autores
e com diferentes destinatários durante a década de 1980 e o início da
década seguinte:
• 1º Pilar: trabalhos dos “gurus” da Qualidade, nomeadamente Crosby,
Deming e Juran.
• Propuseram um conjunto de princípios, passos e recomendações que
os gestores (fundamentalmente de topo e intermédios de entidades
privadas americanas) deveriam seguir para assegurar o sucesso das
respetivas organizações.
• A sequência proposta por estes especialistas assenta na evolução do
controlo da qualidade para a gestão da qualidade e, finalmente, para
a gestão da qualidade total (TQM – Total Quality Management).
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
6
• 2ª “pilar” : Normas da série ISO 9000, publicadas em 1987 pela ISO
com base na colaboração de especialistas de mais de 100 países.
• Uma das consequências do sucesso da norma ISO 9001 foi o
aparecimento de uma nova profissão de “Gestor da Qualidade” (a
que podemos acrescentar outra, a de “Auditor da Qualidade”) e o
crescimento muito significativo da atividade de certificação de
sistemas.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
7
• Estas normas são hoje reconhecidas como um instrumento relevante
para a satisfação dos clientes e a melhoria contínua das organizações
e, consequentemente, para a promoção da confiança e do
desenvolvimento do comércio internacional.
• As normas da série ISO 9000, e em especial a ISO 9001, colocam o
enfoque na gestão da qualidade (garantia da qualidade na versão
inicial de 1987) e conduzem a um maior envolvimento ao nível da
gestão intermédia.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
8
• Através da evolução do nº de entidades certificadas (fonte: ISO
survey 2011 acessível em www.iso.org) é possível estimar a evolução
da adoção da ISO 9001 a nível mundial.
Fonte: ISO Survey
2011, www.iso.org
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
9
Top 10 countries for ISO 9001 certificates - 2011
1 CHINA 328213
2 ITALY 171947
3 JAPAN 56912
4 SPAIN 53057
5 GERMANY 49540
6 UNITED KINGDOM 43564
7 INDIA 29574
8 FRANCE 29215
9 BRAZIL 28325
10 REPUBLIC OF KOREA 27284
Top 10 countries for ISO 9001 growth - 2011
1 ITALY 33055
2 CHINA 31175
3 ROMANIA 3205
4 VIET NAM 2743
5 REPUBLIC OF KOREA 2506
6 MALAYSIA 2143
7 COLOMBIA 2099
8 SINGAPORE 1710
9 BRAZIL 1662
10 SERBIA 1078
Fonte: ISO Survey 2011, www.iso.org
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
10
Fonte: ISO Survey 2011, www.iso.org
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
11
• 3ª Pilar: Modelos de Excelência (ou prémios da qualidade), dos
quais o modelo americano Malcom Baldrige (finais 1980) e o
modelo europeu da EFQM (início 1990) são os mais divulgados.
Estes modelos foram concebidos por um número relativamente
reduzido de executivos de topo e são dirigidos à gestão de topo das
organizações com a mensagem chave da abordagem à Excelência
Empresarial como via para o sucesso sustentável.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
12
• Há um esforço de aproximação entre estes três pilares: consistência
entre os ensinamentos dos “gurus” e os princípios da gestão da
qualidade das normas da série ISO 9000 e os princípios da
excelência do modelo da EFQM; as três abordagens defendem uma
abordagem sistémica e a melhoria contínua.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
13
MAS …
• A simplificação (excessiva?) da abordagem dos “gurus” levou a que se
desse mais atenção à aplicação prática e supostamente universal das
“receitas” propostas, sem aprofundar o modo mais adequado de
implementação para cada organização em concreto.
• Cada uma das abordagens foi seguida por uma legião de adeptos
(consultores, formadores, gestores, técnicos, auditores, etc.) que
defendem a sua abordagem de eleição, por vezes “atacando” e
criticando as outras (é curioso verificar que os “gurus” não se citaram
uns aos outros nos seus trabalhos), o que necessariamente acabou
por causar confusão e dúvida sobre os conceitos e as metodologias da
gestão da qualidade.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
14
• Como os destinatários de cada abordagem não são completamente
coincidentes (desde a gestão de topo à gestão intermédia e em
diversos países e culturas), gera-se dificuldade de enfoque comum.
• Acresce o fato de a comunidade científica e académica não ter
ainda prestado um especial relevo a esta interessante problemática
enquanto área do saber e do conhecimento. Há diferentes
definições de conceitos e, pelo menos da minha parte, há
dificuldade em apontar uma Teoria integradora e unificadora da
Qualidade de aceitação prevalecente.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
15
ALGUMAS NOTAS:
• Sucesso inegável da norma ISO 9001 com mais de 1 milhão de
organizações com o seu sistema de gestão da qualidade certificado.
• Visão dominante aponta para benefícios da ISO 9001 em especial
quando há uma motivação interna (de melhoria).
• Haverá que estudar além das motivações o modo como a norma é
interpretada e implementada.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
16
ALGUMAS NOTAS:
• Progressiva passagem de uma abordagem unistakeholder (exemplo:
9001) a multisatakeholder (ISO 9004, EFQM).
• A literatura que estuda o impacto da Qualidade em resultados tais
como as quotas de mercado e resultados económico-financeiros
tem chegado a resultados algo inconsistentes, na minha opinião,
devido à dificuldade em operacional com precisão os construtos da
Qualidade e da Gestão da Qualidade.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade
17
ALGUMAS NOTAS:
• A Gestão da Qualidade como tema relevante que deve ser
tratado com Rigor Científico.
• A Gestão da Qualidade como um conjunto de técnicas,
ferramentas e metodologias (ênfase na excelência operacional):
podem ser copiadas pelos concorrentes logo por si só
dificilmente geram vantagens competitivas sustentáveis). Nota:
Porter (1996) identificou o TQM, não como estratégia, mas
como excelência operacional.
• A Gestão da Qualidade como uma abordagem Estratégica que
visa a excelência organizacional (mas não basta a Teoria há que
aplicar as metodologias).
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality
2013 (www.asq.org)
18
• Se a gestão de topo gere diretamente a qualidade a
probabilidade de a qualidade ser vista como atividade de
melhoria contínua ou método de gestão do desempenho da
organização é superior em 30% ao valor médio das organizações
estudadas.
• Só 68% das organizações partilham informação com os seus
Clientes.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality
2013 (www.asq.org)
19
• Diferenças significativas entre a utilização de práticas da qualidade
entre a indústria (+) e os serviços (-).
• As organizações de serviços tem uma probabilidade 1.6 maior do
que as da indústria de considerarem a qualidade como um ativo
estratégico e diferenciador.
• As organizações da indústria tem uma probabilidade 1.5 maior do
que as dos serviços de utilizarem a ISO como referencial de
qualidade.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality
2013 (www.asq.org)
20
• A aplicação de práticas maduras de qualidade é mais variável em
função do setor de atividade do que da dimensão da organização.
• As organizações de maiores dimensões têm uma probabilidade
mais elevada de recorrerem a modelos de prémio de excelência
empresarial.
• Não há diferenças significativas na utilização de práticas da
qualidade por região.
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality
2013 (www.asq.org)
21
Fonte: ASQ Global State of Quality 2013, www.asq.org
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality
2013 (www.asq.org)
22
Fonte: ASQ Global State of Quality 2013, www.asq.org
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
4. Perspetivas de Evolução da Qualidade
23
Excelência Operacional Excelência Organizacional Excelência Civilizacional
1. Competência dos
Colaboradores
2. Capabilidade dos
processos
3. Conformidade dos
produtos
4. Correção e ações
corretivas e preventivas
5. Normalização dos
sistemas e certificação
6. Revisão e melhoria do
desempenho
7. Abordagem à gestão
como um sistema
1. Liderar com Visão, Inspiração e
Integridade
2. Desdobramento de Objetivos e
Metas e integração aos diversos
níveis
3. Cultura de inovação e gestão da
mudança
4. Gestão do risco
5. Gerir por processos
6. Ter sucesso através das Pessoas
7. Fomentar a criatividade e a
inovação
8. Construir parcerias
9. Assumir responsabilidade por um
futuro sustentável
10.Atingir resultados balanceados
11.Gerar valor para os Clientes
1. Alinhamento da Visão, Missão, e Estratégia com o
compromisso com a sustentabilidade e a satisfação dos
stakeholders
2. Melhoria contínua do desempenho económico,
ambiental e social
3. Organização reconhecida como best in class
4. Rapidez de resposta, flexibilidade, capacidade de
adaptação
5. Envolvimento exemplar com a Comunidade e com a
Sociedade
6. Criação partilhada de valor com os stakeholders
7. Resultados decorrem de abordagens abrangentes e
sólidas
8. Resultados com tendências positivas consistentes
9. Capacidade de influenciar positivamente os
enquadramentos de governação que permitam o
desenvolvimento sustentável
Fonte: Autor, baseado em Normas série ISO
9000, EFQM Excellence Model 2010, ISO 26000 e
Teorias de Gestão Estratégica e Vantagem
Competitiva
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
4. Perspetivas de Evolução da Qualidade
24
• Variação em função do setor de atividade e em menor grau da
dimensão da organização (a noção de Competitive Life Cycle).
• O impato das políticas comunitárias e nacionais (por exemplo, se
exigência da certificação).
Exemplo: enfase na
inovação incremental
e na redução de
custos; TQM e Seis
Sigma são comuns
Fonte: Harris, J.D., Lenox, M.J., (2012), The
Strategist´s Toolkit, Dardenpublishing
Fórum SPQ EXPO
Perspetivas de evolução da Qualidade
25
Conclusão
Luis Fonseca
luismiguelcfonseca@gmail.com
lmf@isep.ipp.pt
• Qualidade um requisito obrigatório para o sucesso
sustentável e a geração de valor.
• O Sistema Português da Qualidade como agregador e
motivador deste objetivo.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Equipamentos de monotorização
Equipamentos de monotorizaçãoEquipamentos de monotorização
Equipamentos de monotorização
Bruno Lagarto
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Pricila Yessayan
 
Qualidade e excelência organizacional
Qualidade e excelência organizacionalQualidade e excelência organizacional
Qualidade e excelência organizacional
daianadelima
 
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Mauro Sobrenome
 
introdução à gestão da qualidade
introdução à gestão da qualidadeintrodução à gestão da qualidade
introdução à gestão da qualidade
elliando dias
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidade Gestão da qualidade
Gestão da qualidade
Filipa Andrade
 
InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008
Andréa Borges
 
Garantia da Qualidade (GQA)
Garantia da Qualidade (GQA)Garantia da Qualidade (GQA)
Garantia da Qualidade (GQA)
Júlia Pacheco
 
Gestão da qualidade tqm e modelos de excelência
Gestão da qualidade tqm e modelos de excelênciaGestão da qualidade tqm e modelos de excelência
Gestão da qualidade tqm e modelos de excelência
Felipe Guedes Pinheiro
 
A Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade Total
A Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade TotalA Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade Total
A Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade Total
Antonio Marcos Montai Messias
 
Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)
Roberto Luna Mendes Monteiro Filho
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Carlos Sousa
 
ISO9001
ISO9001ISO9001
Aula 2 iso 9000
Aula 2 iso 9000Aula 2 iso 9000
Aula 2 iso 9000
José Paulo Alves Fusco
 
2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas
2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas
2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas
Fernando Monteiro D'Andrea
 
Engenharia da qualidade
Engenharia da qualidadeEngenharia da qualidade
Engenharia da qualidade
Alexandre Oliveira
 
Introdução à qualidade
Introdução à qualidadeIntrodução à qualidade
Introdução à qualidade
JM Consultores
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
Alexandre Porto Araujo
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
Beto Briscese
 
Gurus da Gestão da Qualidade
Gurus da Gestão da QualidadeGurus da Gestão da Qualidade
Gurus da Gestão da Qualidade
Tajra Assessoria Educacional Ltda
 

Mais procurados (20)

Equipamentos de monotorização
Equipamentos de monotorizaçãoEquipamentos de monotorização
Equipamentos de monotorização
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
Qualidade e excelência organizacional
Qualidade e excelência organizacionalQualidade e excelência organizacional
Qualidade e excelência organizacional
 
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2Aula de fundamentos da qualidade   1 e 2
Aula de fundamentos da qualidade 1 e 2
 
introdução à gestão da qualidade
introdução à gestão da qualidadeintrodução à gestão da qualidade
introdução à gestão da qualidade
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidade Gestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008InterpretaçãO Iso 9001 2008
InterpretaçãO Iso 9001 2008
 
Garantia da Qualidade (GQA)
Garantia da Qualidade (GQA)Garantia da Qualidade (GQA)
Garantia da Qualidade (GQA)
 
Gestão da qualidade tqm e modelos de excelência
Gestão da qualidade tqm e modelos de excelênciaGestão da qualidade tqm e modelos de excelência
Gestão da qualidade tqm e modelos de excelência
 
A Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade Total
A Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade TotalA Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade Total
A Administração da Qualidade e a filosofia da Qualidade Total
 
Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)Gestão de qualidade (slides)
Gestão de qualidade (slides)
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
ISO9001
ISO9001ISO9001
ISO9001
 
Aula 2 iso 9000
Aula 2 iso 9000Aula 2 iso 9000
Aula 2 iso 9000
 
2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas
2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas
2012 09-17 - aula 07-09 - sistema de qualidade nas empresas
 
Engenharia da qualidade
Engenharia da qualidadeEngenharia da qualidade
Engenharia da qualidade
 
Introdução à qualidade
Introdução à qualidadeIntrodução à qualidade
Introdução à qualidade
 
Gestão da qualidade
Gestão da qualidadeGestão da qualidade
Gestão da qualidade
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
 
Gurus da Gestão da Qualidade
Gurus da Gestão da QualidadeGurus da Gestão da Qualidade
Gurus da Gestão da Qualidade
 

Semelhante a Evolução da qualidade

EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
Universidade de Pernambuco
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
albelio
 
Iso 9000 e séries
Iso  9000 e sériesIso  9000 e séries
Iso 9000 e séries
R Gómez
 
SGD_Concepção e implementação.pptx
SGD_Concepção e implementação.pptxSGD_Concepção e implementação.pptx
SGD_Concepção e implementação.pptx
miguel498486
 
Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001
Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001
Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001
Fernando Palma
 
Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001
Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001
Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001
Fernando Palma
 
Ferramentas da qualidade_-_apostila_senai_sp
Ferramentas da qualidade_-_apostila_senai_spFerramentas da qualidade_-_apostila_senai_sp
Ferramentas da qualidade_-_apostila_senai_sp
Silvana Fontes
 
Gestão da Qualidade e do Ambiente
Gestão da Qualidade e do AmbienteGestão da Qualidade e do Ambiente
Gestão da Qualidade e do Ambiente
zbam
 
Introdução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareIntrodução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de Software
Cloves da Rocha
 
Apostila .empreendedorismo
Apostila .empreendedorismoApostila .empreendedorismo
Apostila .empreendedorismo
Paulo Noetzold
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Leidiane Amaral
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Márcio Oliveira
 
Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)
Cesar Gonçalves
 
Rjv cursos
Rjv cursosRjv cursos
Rjv cursos
Richard Vasques
 
Gestão da Qualidade e Inovação
Gestão da Qualidade e InovaçãoGestão da Qualidade e Inovação
Gestão da Qualidade e Inovação
Sergio Pinto
 
Slide apresentação CMMI-TOGAF
Slide apresentação CMMI-TOGAFSlide apresentação CMMI-TOGAF
Slide apresentação CMMI-TOGAF
Edton Lemos
 
Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.
Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.
Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.
Italo Delavechia
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
Dalcino Erdmann
 
126131644_slides_qualidade.ppt
126131644_slides_qualidade.ppt126131644_slides_qualidade.ppt
126131644_slides_qualidade.ppt
RicardoAmadeu3
 

Semelhante a Evolução da qualidade (20)

EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
EAD Pernambuco - Técnico em Administração - Sistema Integrado de Qualidade
 
ISO 9001
ISO 9001ISO 9001
ISO 9001
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
 
Iso 9000 e séries
Iso  9000 e sériesIso  9000 e séries
Iso 9000 e séries
 
SGD_Concepção e implementação.pptx
SGD_Concepção e implementação.pptxSGD_Concepção e implementação.pptx
SGD_Concepção e implementação.pptx
 
Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001
Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001
Introdução a iso 9001 iso 20000 e iso 27001
 
Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001
Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001
Introdução a ISO 9001 ISO 20000 e ISO 27001
 
Ferramentas da qualidade_-_apostila_senai_sp
Ferramentas da qualidade_-_apostila_senai_spFerramentas da qualidade_-_apostila_senai_sp
Ferramentas da qualidade_-_apostila_senai_sp
 
Gestão da Qualidade e do Ambiente
Gestão da Qualidade e do AmbienteGestão da Qualidade e do Ambiente
Gestão da Qualidade e do Ambiente
 
Introdução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de SoftwareIntrodução à Qualidade de Software
Introdução à Qualidade de Software
 
Apostila .empreendedorismo
Apostila .empreendedorismoApostila .empreendedorismo
Apostila .empreendedorismo
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
 
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
Interpretaoiso90012008 12619284536064-phpapp01
 
Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)Palestra iso 9001 ej ros (1)
Palestra iso 9001 ej ros (1)
 
Rjv cursos
Rjv cursosRjv cursos
Rjv cursos
 
Gestão da Qualidade e Inovação
Gestão da Qualidade e InovaçãoGestão da Qualidade e Inovação
Gestão da Qualidade e Inovação
 
Slide apresentação CMMI-TOGAF
Slide apresentação CMMI-TOGAFSlide apresentação CMMI-TOGAF
Slide apresentação CMMI-TOGAF
 
Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.
Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.
Gestão da Qualidade - Histórico, conceitos, princípios e estratégias.
 
Qualidade
QualidadeQualidade
Qualidade
 
126131644_slides_qualidade.ppt
126131644_slides_qualidade.ppt126131644_slides_qualidade.ppt
126131644_slides_qualidade.ppt
 

Último

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
AurelianoFerreirades2
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
ClaudiaMainoth
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
Manuais Formação
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
ProfessoraTatianaT
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
beatrizsilva525654
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
fran0410
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
AmiltonAparecido1
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
DouglasMoraes54
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
todorokillmepls
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 

Último (20)

UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdfA QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
A QUESTÃO ANTROPOLÓGICA: O QUE SOMOS OU QUEM SOMOS.pdf
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdfJOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
JOGO DA VELHA FESTA JUNINA - ARQUIVO GRATUITO.pdf
 
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdfUFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
UFCD_3546_Prevenção e primeiros socorros_geriatria.pdf
 
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGTUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
TUTORIAL PARA LANÇAMENTOGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG
 
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionaisResumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
Resumo de Química 10º ano Estudo exames nacionais
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
Telepsiquismo Utilize seu poder extrassensorial para atrair prosperidade (Jos...
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdfOS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
OS elementos de uma boa Redação para o ENEM.pdf
 
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
O Profeta Jeremias - A Biografia de Jeremias.pptx4
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdfcronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
cronograma-enem-2024-planejativo-estudos.pdf
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 

Evolução da qualidade

  • 1. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade Perspetivas de Evolução da Qualidade Luis Fonseca luismiguelcfonseca@gmail.com lmf@isep.ipp.pt 1
  • 2. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 1. Evolução da Qualidade 2 Artesão: abordagem histórica desde a antiguidade e que ainda prevalece em certas aplicações; Normalização de componentes: Começou com Eli Whitney (EUA, 1798) e ainda é utilizada devido à necessidade de compatibilidade de peças e componentes; Definição de Sistema: A abordagem científica à gestão atribuída a Frederick Taylor (1911); Controlo da Qualidade (anos 50 e 60): Planos de amostragem, Cartas e Planos de Controlo; Garantia da Qualidade (anos 70 e 80): assegurar confiança no cumprimento dos requisitos, inclui técnicas preventivas tais como o SPC e os Custos da Qualidade; Gestão da Qualidade Total (anos 80 a 90): Agrega o melhor dos conceitos anteriores e adiciona o elemento chave da liderança da gestão; Melhoria Contínua (aos 80 a 2000s): Expande a base da Gestão da Qualidade Total através de projectos de melhoria continua e uma estrutura organizada e metódica para o seu suporte; Seis Sigma: ênfase na redução da variação, consideração de processos internos, utilização de técnicas avançadas e de uma abordagem estrutura para resolução de problemas (DMAIC: Define, Measure, Analyze Improve and Control), eliminação dos desperdícios internos e liderança e suporte da gestão.
  • 3. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 1. Evolução da Qualidade: conceitos vários 3 • Inspecção automática •Obrigatoriedade de cumprimento de requisitos de sistemas internacionais (exemplo: normas ISO) •Sistemas formais da qualidade (ISO 9000) •Manuais da Qualidade e Procedimentos documentados • Benchmarking •Auditorias da Qualidade •Planeamento de Experiências e Métodos Taguchi •Técnicas de concepção (FMEAS, etc.) •Ferramentas da Qualidade •QFD • SPC e software estatístico •Relações de longo prazo com fornecedores •Atenção a Clientes Internos e Externos •Reconhecimento da importância das Pessoas •Círculos da Qualidade •Equipas de Melhoria •Células de Fabrico •Kaizen •Uso de cores para codificação de inventário (kanban) •Dispositivos poka yoke •Teoria das Restrições • Modelos de Excelência Empresarial (MBNQA, EFQM) •Sustentabilidade e Responsabilidade Social •Gestão da Inovação •Gestão do Risco
  • 4. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Algumas Definições de Qualidade 4 • Deming: graus previsíveis de uniformidade e dependência a um custo baixo e adequado ao mercado • Juran: adequação ao uso • Crosby: conformidade com os requisitos • Ishikawa: satisfação do Cliente • Taguchi: perdas (prejuízos) geradas para a Sociedade, desde o momento em que o produto é entregue, quando há um desvio relativamente ao valor alvo Há uma definição “oficial” de Qualidade? 50% dizem que não, 50% dizem que deveria haver (ASQ Global State of Quality 2013 survey).
  • 5. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 5 Breve Reflexão: “3 pilares” cada um desenvolvido por diferentes autores e com diferentes destinatários durante a década de 1980 e o início da década seguinte: • 1º Pilar: trabalhos dos “gurus” da Qualidade, nomeadamente Crosby, Deming e Juran. • Propuseram um conjunto de princípios, passos e recomendações que os gestores (fundamentalmente de topo e intermédios de entidades privadas americanas) deveriam seguir para assegurar o sucesso das respetivas organizações. • A sequência proposta por estes especialistas assenta na evolução do controlo da qualidade para a gestão da qualidade e, finalmente, para a gestão da qualidade total (TQM – Total Quality Management).
  • 6. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 6 • 2ª “pilar” : Normas da série ISO 9000, publicadas em 1987 pela ISO com base na colaboração de especialistas de mais de 100 países. • Uma das consequências do sucesso da norma ISO 9001 foi o aparecimento de uma nova profissão de “Gestor da Qualidade” (a que podemos acrescentar outra, a de “Auditor da Qualidade”) e o crescimento muito significativo da atividade de certificação de sistemas.
  • 7. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 7 • Estas normas são hoje reconhecidas como um instrumento relevante para a satisfação dos clientes e a melhoria contínua das organizações e, consequentemente, para a promoção da confiança e do desenvolvimento do comércio internacional. • As normas da série ISO 9000, e em especial a ISO 9001, colocam o enfoque na gestão da qualidade (garantia da qualidade na versão inicial de 1987) e conduzem a um maior envolvimento ao nível da gestão intermédia.
  • 8. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 8 • Através da evolução do nº de entidades certificadas (fonte: ISO survey 2011 acessível em www.iso.org) é possível estimar a evolução da adoção da ISO 9001 a nível mundial. Fonte: ISO Survey 2011, www.iso.org
  • 9. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 9 Top 10 countries for ISO 9001 certificates - 2011 1 CHINA 328213 2 ITALY 171947 3 JAPAN 56912 4 SPAIN 53057 5 GERMANY 49540 6 UNITED KINGDOM 43564 7 INDIA 29574 8 FRANCE 29215 9 BRAZIL 28325 10 REPUBLIC OF KOREA 27284 Top 10 countries for ISO 9001 growth - 2011 1 ITALY 33055 2 CHINA 31175 3 ROMANIA 3205 4 VIET NAM 2743 5 REPUBLIC OF KOREA 2506 6 MALAYSIA 2143 7 COLOMBIA 2099 8 SINGAPORE 1710 9 BRAZIL 1662 10 SERBIA 1078 Fonte: ISO Survey 2011, www.iso.org
  • 10. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 10 Fonte: ISO Survey 2011, www.iso.org
  • 11. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 11 • 3ª Pilar: Modelos de Excelência (ou prémios da qualidade), dos quais o modelo americano Malcom Baldrige (finais 1980) e o modelo europeu da EFQM (início 1990) são os mais divulgados. Estes modelos foram concebidos por um número relativamente reduzido de executivos de topo e são dirigidos à gestão de topo das organizações com a mensagem chave da abordagem à Excelência Empresarial como via para o sucesso sustentável.
  • 12. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 12 • Há um esforço de aproximação entre estes três pilares: consistência entre os ensinamentos dos “gurus” e os princípios da gestão da qualidade das normas da série ISO 9000 e os princípios da excelência do modelo da EFQM; as três abordagens defendem uma abordagem sistémica e a melhoria contínua.
  • 13. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 13 MAS … • A simplificação (excessiva?) da abordagem dos “gurus” levou a que se desse mais atenção à aplicação prática e supostamente universal das “receitas” propostas, sem aprofundar o modo mais adequado de implementação para cada organização em concreto. • Cada uma das abordagens foi seguida por uma legião de adeptos (consultores, formadores, gestores, técnicos, auditores, etc.) que defendem a sua abordagem de eleição, por vezes “atacando” e criticando as outras (é curioso verificar que os “gurus” não se citaram uns aos outros nos seus trabalhos), o que necessariamente acabou por causar confusão e dúvida sobre os conceitos e as metodologias da gestão da qualidade.
  • 14. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 14 • Como os destinatários de cada abordagem não são completamente coincidentes (desde a gestão de topo à gestão intermédia e em diversos países e culturas), gera-se dificuldade de enfoque comum. • Acresce o fato de a comunidade científica e académica não ter ainda prestado um especial relevo a esta interessante problemática enquanto área do saber e do conhecimento. Há diferentes definições de conceitos e, pelo menos da minha parte, há dificuldade em apontar uma Teoria integradora e unificadora da Qualidade de aceitação prevalecente.
  • 15. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 15 ALGUMAS NOTAS: • Sucesso inegável da norma ISO 9001 com mais de 1 milhão de organizações com o seu sistema de gestão da qualidade certificado. • Visão dominante aponta para benefícios da ISO 9001 em especial quando há uma motivação interna (de melhoria). • Haverá que estudar além das motivações o modo como a norma é interpretada e implementada.
  • 16. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 16 ALGUMAS NOTAS: • Progressiva passagem de uma abordagem unistakeholder (exemplo: 9001) a multisatakeholder (ISO 9004, EFQM). • A literatura que estuda o impacto da Qualidade em resultados tais como as quotas de mercado e resultados económico-financeiros tem chegado a resultados algo inconsistentes, na minha opinião, devido à dificuldade em operacional com precisão os construtos da Qualidade e da Gestão da Qualidade.
  • 17. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 2. Breve Síntese da Gestão da Qualidade 17 ALGUMAS NOTAS: • A Gestão da Qualidade como tema relevante que deve ser tratado com Rigor Científico. • A Gestão da Qualidade como um conjunto de técnicas, ferramentas e metodologias (ênfase na excelência operacional): podem ser copiadas pelos concorrentes logo por si só dificilmente geram vantagens competitivas sustentáveis). Nota: Porter (1996) identificou o TQM, não como estratégia, mas como excelência operacional. • A Gestão da Qualidade como uma abordagem Estratégica que visa a excelência organizacional (mas não basta a Teoria há que aplicar as metodologias).
  • 18. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality 2013 (www.asq.org) 18 • Se a gestão de topo gere diretamente a qualidade a probabilidade de a qualidade ser vista como atividade de melhoria contínua ou método de gestão do desempenho da organização é superior em 30% ao valor médio das organizações estudadas. • Só 68% das organizações partilham informação com os seus Clientes.
  • 19. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality 2013 (www.asq.org) 19 • Diferenças significativas entre a utilização de práticas da qualidade entre a indústria (+) e os serviços (-). • As organizações de serviços tem uma probabilidade 1.6 maior do que as da indústria de considerarem a qualidade como um ativo estratégico e diferenciador. • As organizações da indústria tem uma probabilidade 1.5 maior do que as dos serviços de utilizarem a ISO como referencial de qualidade.
  • 20. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality 2013 (www.asq.org) 20 • A aplicação de práticas maduras de qualidade é mais variável em função do setor de atividade do que da dimensão da organização. • As organizações de maiores dimensões têm uma probabilidade mais elevada de recorrerem a modelos de prémio de excelência empresarial. • Não há diferenças significativas na utilização de práticas da qualidade por região.
  • 21. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality 2013 (www.asq.org) 21 Fonte: ASQ Global State of Quality 2013, www.asq.org
  • 22. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 3. Estado atual da Qualidade: ASQ Global State of Quality 2013 (www.asq.org) 22 Fonte: ASQ Global State of Quality 2013, www.asq.org
  • 23. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 4. Perspetivas de Evolução da Qualidade 23 Excelência Operacional Excelência Organizacional Excelência Civilizacional 1. Competência dos Colaboradores 2. Capabilidade dos processos 3. Conformidade dos produtos 4. Correção e ações corretivas e preventivas 5. Normalização dos sistemas e certificação 6. Revisão e melhoria do desempenho 7. Abordagem à gestão como um sistema 1. Liderar com Visão, Inspiração e Integridade 2. Desdobramento de Objetivos e Metas e integração aos diversos níveis 3. Cultura de inovação e gestão da mudança 4. Gestão do risco 5. Gerir por processos 6. Ter sucesso através das Pessoas 7. Fomentar a criatividade e a inovação 8. Construir parcerias 9. Assumir responsabilidade por um futuro sustentável 10.Atingir resultados balanceados 11.Gerar valor para os Clientes 1. Alinhamento da Visão, Missão, e Estratégia com o compromisso com a sustentabilidade e a satisfação dos stakeholders 2. Melhoria contínua do desempenho económico, ambiental e social 3. Organização reconhecida como best in class 4. Rapidez de resposta, flexibilidade, capacidade de adaptação 5. Envolvimento exemplar com a Comunidade e com a Sociedade 6. Criação partilhada de valor com os stakeholders 7. Resultados decorrem de abordagens abrangentes e sólidas 8. Resultados com tendências positivas consistentes 9. Capacidade de influenciar positivamente os enquadramentos de governação que permitam o desenvolvimento sustentável Fonte: Autor, baseado em Normas série ISO 9000, EFQM Excellence Model 2010, ISO 26000 e Teorias de Gestão Estratégica e Vantagem Competitiva
  • 24. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 4. Perspetivas de Evolução da Qualidade 24 • Variação em função do setor de atividade e em menor grau da dimensão da organização (a noção de Competitive Life Cycle). • O impato das políticas comunitárias e nacionais (por exemplo, se exigência da certificação). Exemplo: enfase na inovação incremental e na redução de custos; TQM e Seis Sigma são comuns Fonte: Harris, J.D., Lenox, M.J., (2012), The Strategist´s Toolkit, Dardenpublishing
  • 25. Fórum SPQ EXPO Perspetivas de evolução da Qualidade 25 Conclusão Luis Fonseca luismiguelcfonseca@gmail.com lmf@isep.ipp.pt • Qualidade um requisito obrigatório para o sucesso sustentável e a geração de valor. • O Sistema Português da Qualidade como agregador e motivador deste objetivo.