SlideShare uma empresa Scribd logo
Sugestões para o estudo
da Psicologia
Por Bruno Carrasco
Psicoterapeuta existencial e professor
Psicologia é uma ciência ampla
Psicologia é uma ciência muito ampla e complexa, que
dialoga com vários outros saberes, entre eles a filosofia, a
biologia, a antropologia, a fisiologia e a sociologia.
Entre os temas estudados pela psicologia estão as
emoções, o funcionamento cognitivo, a percepção, o
cérebro e o sistema nervoso, o desenvolvimento humano,
as relações sociais, a personalidade, a saúde mental, etc.
Psicologia é um saber abrangente
Por sua abrangência, e por se dedicar ao estudo do ser
humano de uma maneira mais profunda, é possível
relacionar o estudo da psicologia com tudo o que
representa e envolve o existir humano, como as artes, a
história, a cultura, a geografia, as religiões, as ideologias
políticas, a linguagem, a organização social, a pedagogia, a
economia, a moda e tendências, e qualquer assunto que
faça parte da experiência humana.
Psicologia é um assunto popular
Além de sua amplitude e abrangência, é uma ciência que
se popularizou muito em nossa sociedade e cultura, de
modo que há inúmeras publicações não científicas, que
partem do senso-comum, que comentam sobre temas da
psicologia. Por conta disso, há pessoas que acreditam
entender sobre as emoções e o comportamento humano
sem nunca terem estudado a psicologia científica.
Pessoas acreditam saber sem estudo
Não é difícil escutar alguém comentar ideias formadas
sobre temas como emoções, comportamentos e
personalidade, supondo entender e saber bem do que se
trata.
Porém essa ideia foi constituída por conta de saberes e
suposições comuns, não-científicos, que buscam explicar
temas psicológicos sem uma metodologia nem um rigor.
Psicologia não é senso comum
O senso comum é uma forma de entendimento de mundo
e das pessoas que resulta da experiência de vida individual
e coletiva, composto por hábitos, costumes e opiniões.
Trata-se de um conhecimento acrítico, onde uma pessoa
seleciona os suas observações e interpretações, muitas
vezes sem nenhum critério ou rigor, restrito por sua
experiência de vida, e elabora conclusões precipitadas
sobre temas extremamente complexos.
Psicologia que estudamos no ensino superior
A psicologia que é estudada nas faculdades não é a
mesma psicologia do senso comum, pois não parte de
opiniões e crenças pessoais, mas de um amplo e sólido
conhecimento científico, sustentado por diversos
pesquisadores em diversas partes do mundo. Esta
psicologia não se utiliza de crenças e preconceitos, mas
relaciona os diversos saberes para a construção de um
entendimento mais sólido e seguro.
Psicologia científica
A psicologia científica se pauta numa forma de
conhecimento metódico, sistemático, organizado,
verificável e objetivo, evitando opiniões, suposições e
preconceitos. A ciência é um conjunto sistemático de
proposições teorias rigorosamente estudadas e aplicadas,
com base numa metodologia segura, que se pauta em
fatos comprovados por meio do método científico.
Psicologia e filosofia
Além da ciência, a psicologia também possui uma estreita
relação com a filosofia, uma forma de conhecimento
diferente da científica, que nem sempre trabalha com
objetos de estudo concretos e palpáveis.
Os objetos de estudo da filosofia nem sempre são
perceptíveis por meio dos órgãos dos sentidos, e inclusive
ultrapassa a experiência sensorial.
Psicologia e reflexão
Filosofar é um interrogar e questionar continuamente
sobre si mesmo, sobre os saberes e sobre a realidade.
A filosofia não é e nem nunca será algo feito e acabado,
mas uma busca constante de entendimentos. A tarefa
fundamental da filosofia é a reflexão. Filosofar é interrogar
sobre os problemas que envolvem o ser humano em sua
vida concreta, num contexto histórico e geográfico.
Psicologia, filosofia e inacabamento
Deste modo, a filosofia não oferece soluções definitivas
para suas questões, mas possibilita as pessoas refletir
melhor e mais profundamente sobre as coisas e o mundo.
O ato de filosofar corresponde a um questionamento sobre
o que sabemos, ou sobre o que achamos que sabemos.
Por isso, tanto a filosofia quanto a psicologia são saberes
inacabados, pois estão sempre em processo e
transformação.
“Só sei que nada sei.”
(Sócrates)
Como estudar a
Psicologia?
Por meio de vídeos no
YouTube?
Por meio de textos em
blogs diversos?
Por meio de livros de
auto-ajuda?
Por meio de ebooks de
coaching?
Como estudar a Psicologia?
O estudo da psicologia pode ser feito por vídeos do
YouTube e textos de blogs, porém é preciso um alto critério
e rigor para a escolha dos textos e vídeos.
Procure verificar se os textos e vídeos são de autores que
possuem formação em psicologia, especializações e se
atuam na prática. Recomenda-se que sejam de autores
referência na psicologia, que possuem publicações.
Como estudar a Psicologia?
O mais adequado para o estudo da psicologia, deve ser por
meio de livros, artigos, revistas científicas e publicações
acadêmicas de especialistas da área que se estuda.
Por exemplo, se quer estudar sobre ansiedade, procure
livros de autores que se especializaram no estudo da
ansiedade e que possuem formação adequada, e evite
livros de autoajuda e ebooks de coaches.
Características para estudar psicologia
● Interesse e curiosidade;
● Pesquisa e critério;
● Leitura e reflexão;
● Estudo de outros saberes;
● Abertura para novidades.
Sobre a leitura dos textos
Os textos de psicologia devem ser lidos com muita
atenção, pois muitos deles demandam um cuidado para
seu entendimento.
Pode facilitar o uso de um dicionário da língua portuguesa
e também um dicionário de psicologia. Um dicionário
famoso de psicologia é o Dicionário de Psicologia de Peter
Stratton e Nicky Hayes, da editora Cengage Learning.
Sugestão para a leitura
1. Fazer uma leitura inicial e atenta do texto integral, mas
nem sempre o texto será entendido na primeira leitura;
2. Reler o texto marcando as partes principais e também
as partes que ficar com dúvida;
3. Pesquise sobre os temas que ficou com dúvida;
4. Faça uma síntese do entendimento sobre a leitura.
Sugestões para estudo
1. Separe um tempo livre diário ou semanal;
2. Defina as prioridades sobre o que pretende estudar;
3. Intercale temas quando um deles estiver cansativo;
4. Busque diferentes fontes e temas relacionados.
Obs.: nem sempre gostamos de todas as matérias do
curso de psicologia, porém é importante conhecer elas
mais a fundo inicialmente, para depois criticá-las.
Sugestões para a escrita de trabalhos
A escrita de trabalhos exige muitas habilidades como a
ortografia, a comunicação, a expressão verbal, a síntese,
entre outras.
Para escrever bem é preciso exercitar, por isso evite copiar
textos de livros e sites, até porque o plágio é crime e não é
aceito academicamente. Procure escrever com suas
palavras, com o tempo você vai aprimorando.
Como complementar os estudos
Uma boa maneira de complementar os estudos é ler sobre
temas relacionados à psicologia, como citados no início:
filosofia, biologia, história, geografia, artes, entre outros.
Quando estudamos sobre estes temas passamos a
desenvolver uma nova visão sobre a psicologia, ampliando
nossa percepção e muitas vezes facilitando nosso
entendimento sobre a psicologia.
Palestras, cursos, congressos...
Outra maneira de complementar seus estudos é
participando de cursos, palestras, simpósios, congressos,
formações, mesas redondas, etc.
São geralmente atividades acadêmicas que
complementam e aprimoram o entendimento sobre temas
específicos, auxiliando o estudante na compreensão, por
meio de outras vozes.
Importante: faça terapia
Sim, faça terapia! Quando estudamos psicologia, nos
aprofundamos em questões emocionais complexas sobre
o ser humano, e como somos seres humanos essas
questões também implicam em nossa experiência. Por
vezes nos sentimos “mexidos” depois de debater um tema
específico, ou nos sentimos perdidos, por isso mesmo é
muito importante estarmos em terapia.
Importante: assista filmes
Uma excelente maneira de estar conectado com a
psicologia sem ficar lendo todo o tempo é assistindo a
filmes com temas psicológicos.
Deste modo você descansa um pouco da leitura e
estabelece uma conexão mais artística e intuitiva com
temas da psicologia.
Sugestões de filmes:
● Cisne Negro
● Laranja Mecânica
● A pele em que habito
● Precisamos falar sobre o Kevin
● Um método perigoso
● Clube da Luta
● Melhor é Impossível
● Não sou Louca
Importante: descanse e faça coisas que gosta
Ficar muito focado nos estudos e leituras pode cansar
muito e até gerar estresse, procure descansar alguns
momentos, fazer coisas que gosta, saia, distraia, converse
com amigos, enfim, faça coisas diferentes.
Indicações de livros sobre
Psicologia:
Bruno Carrasco está sendo psicoterapeuta existencial e professor. Em
seu trabalho busca valorizar cada pessoa em seu modo de ser
singular, colaborando para lidar com suas dificuldades e ampliar suas
possibilidades de escolha perante a vida. Acredita na liberdade de
fazer escolhas saudáveis e refazer os rumos de nossa vida,
potencializando nossa existência.
www.brunopsiexistencial.tk
www.fb.com/brunopsiexistencial
Por Bruno Carrasco
Ex-isto é um projeto dedicado ao estudo e pesquisa sobre o
existencialismo e suas relações com a psicologia, filosofia,
psicoterapia, fenomenologia, literatura e artes.
Tem como intuito oferecer conteúdos que facilitem a compreensão
sobre os temas pesquisados, por meio de textos, vídeos, cursos ou
livros, optando por utilizar uma linguagem acessível, de modo a
promover reflexões sobre a subjetividade, a condição humana e suas
possibilidades.
ex-isto
ex-isto
existencialismo
psicologia
filosofia
Site:
www.ex-isto.com
Facebook:
www.fb.com/existocom
Canal:
www.youtube.com/existo
Instagram:
www.instagram.com/existocom

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Humanismo
HumanismoHumanismo
Humanismo
Lydssa Gurgel
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02
Jordano Santos Cerqueira
 
Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)
Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)
Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)
Elyabe Rosário
 
Experimentos Clássicos XIIICV
Experimentos Clássicos XIIICVExperimentos Clássicos XIIICV
Experimentos Clássicos XIIICV
Marcus Alves
 
Princípios para a prática terapêutica
Princípios para a prática terapêuticaPrincípios para a prática terapêutica
Princípios para a prática terapêutica
Bruno Carrasco
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
Carolina Pacheco
 
Teoria humanista Carl Rogers e a Educação
Teoria humanista Carl Rogers e a EducaçãoTeoria humanista Carl Rogers e a Educação
Teoria humanista Carl Rogers e a Educação
Auxiliadora Morais
 
06 psicologia na_actualidade
06 psicologia na_actualidade06 psicologia na_actualidade
06 psicologia na_actualidade
Micas Cullen
 
As atitudes facilitadoras
As atitudes facilitadorasAs atitudes facilitadoras
As atitudes facilitadoras
Cláudia Farinha
 
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
Filipe Leal
 
Humanista
HumanistaHumanista
Teoria humanista
Teoria humanistaTeoria humanista
Teoria humanista
Kátia Regina Domingos
 
Resumos de Psicologia
Resumos de PsicologiaResumos de Psicologia
Resumos de Psicologia
Sergio Cabral
 
A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.
A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.
A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.
Gabriel De Oliveira Soares
 
Introdução à psicologia 1
Introdução à psicologia   1Introdução à psicologia   1
Introdução à psicologia 1
Célio Alves de Moura
 
Questionamento socrático
Questionamento socráticoQuestionamento socrático
Questionamento socrático
edgardcandrade
 
PsicanáLise e Educação
PsicanáLise e EducaçãoPsicanáLise e Educação
PsicanáLise e Educação
Silvia Marina Anaruma
 
Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”
Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”
Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”
Development Workshop Angola
 
Carl rogers uma_concepcao_holistica_do_homem
Carl rogers uma_concepcao_holistica_do_homemCarl rogers uma_concepcao_holistica_do_homem
Carl rogers uma_concepcao_holistica_do_homem
Mirtes Campos
 
Subjetivismo de Rogers
Subjetivismo de RogersSubjetivismo de Rogers
Subjetivismo de Rogers
Blog Amiga da Pedagogia By Nathália
 

Mais procurados (20)

Humanismo
HumanismoHumanismo
Humanismo
 
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02
Faceli - Direito - 2° Período - Curso de Psicologia Jurídica - 02
 
Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)
Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)
Aprendizagem significativa (Por Carl Rogers)
 
Experimentos Clássicos XIIICV
Experimentos Clássicos XIIICVExperimentos Clássicos XIIICV
Experimentos Clássicos XIIICV
 
Princípios para a prática terapêutica
Princípios para a prática terapêuticaPrincípios para a prática terapêutica
Princípios para a prática terapêutica
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
 
Teoria humanista Carl Rogers e a Educação
Teoria humanista Carl Rogers e a EducaçãoTeoria humanista Carl Rogers e a Educação
Teoria humanista Carl Rogers e a Educação
 
06 psicologia na_actualidade
06 psicologia na_actualidade06 psicologia na_actualidade
06 psicologia na_actualidade
 
As atitudes facilitadoras
As atitudes facilitadorasAs atitudes facilitadoras
As atitudes facilitadoras
 
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)A psicologia e a sua importância no mundo (1)
A psicologia e a sua importância no mundo (1)
 
Humanista
HumanistaHumanista
Humanista
 
Teoria humanista
Teoria humanistaTeoria humanista
Teoria humanista
 
Resumos de Psicologia
Resumos de PsicologiaResumos de Psicologia
Resumos de Psicologia
 
A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.
A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.
A aprendizagem na perspectiva humanista: Carl R. Rogers - Ferreira.
 
Introdução à psicologia 1
Introdução à psicologia   1Introdução à psicologia   1
Introdução à psicologia 1
 
Questionamento socrático
Questionamento socráticoQuestionamento socrático
Questionamento socrático
 
PsicanáLise e Educação
PsicanáLise e EducaçãoPsicanáLise e Educação
PsicanáLise e Educação
 
Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”
Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”
Debate : “Importância dos Psicólogos em tempo de Isolamento Social”
 
Carl rogers uma_concepcao_holistica_do_homem
Carl rogers uma_concepcao_holistica_do_homemCarl rogers uma_concepcao_holistica_do_homem
Carl rogers uma_concepcao_holistica_do_homem
 
Subjetivismo de Rogers
Subjetivismo de RogersSubjetivismo de Rogers
Subjetivismo de Rogers
 

Semelhante a Sugestões para o estudo da psicologia

Comportamento Humano
Comportamento HumanoComportamento Humano
Comportamento Humano
Adrianadiasbrito
 
Psic doc1 m1
Psic doc1 m1Psic doc1 m1
Psic doc1 m1
psicologiaazambuja
 
Psicologias[1]
Psicologias[1]Psicologias[1]
Psicologias[1]
Rildo45
 
Psi edu
Psi eduPsi edu
Psi edu
Ivone Reges
 
Introdução.docx
Introdução.docxIntrodução.docx
Introdução.docx
YoungRedgunAugusto
 
O que é a psicologia
O que é a psicologiaO que é a psicologia
O que é a psicologia
psicologiaazambuja
 
Tema 3 alguns tipos de conhecimento
Tema 3  alguns tipos de conhecimentoTema 3  alguns tipos de conhecimento
Tema 3 alguns tipos de conhecimento
Camila De Melo Neri Cavalcante
 
Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)
Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)   Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)
Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)
Graça Santiago
 
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
MariaDeMatos2
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
António Moreira
 
Terapia Cognitivo-Comportamental
Terapia Cognitivo-ComportamentalTerapia Cognitivo-Comportamental
Terapia Cognitivo-Comportamental
Arlei AJ
 
Manual de psicologia aplicada
Manual de psicologia aplicadaManual de psicologia aplicada
Manual de psicologia aplicada
vicen12
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
Gabriel Cristiano
 
Psicologia da Educação e da Aprendizagem.pdf
Psicologia da Educação e da Aprendizagem.pdfPsicologia da Educação e da Aprendizagem.pdf
Psicologia da Educação e da Aprendizagem.pdf
zecaviana1
 
Psicologia pastoral
Psicologia pastoralPsicologia pastoral
Psicologia pastoral
faculdadeteologica
 
psicologia pastoral
psicologia pastoralpsicologia pastoral
psicologia pastoral
faculdadeteologica
 
PSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptx
PSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptxPSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptx
PSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptx
AndraRibeiroSouza
 
1 psicologia
1 psicologia1 psicologia
1 psicologia
brelua
 
PSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADAPSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADA
Vitor Manuel de Carvalho
 
Tipos de ouvintes e de pregadores
Tipos de ouvintes e de pregadoresTipos de ouvintes e de pregadores
Tipos de ouvintes e de pregadores
Fernando Maia
 

Semelhante a Sugestões para o estudo da psicologia (20)

Comportamento Humano
Comportamento HumanoComportamento Humano
Comportamento Humano
 
Psic doc1 m1
Psic doc1 m1Psic doc1 m1
Psic doc1 m1
 
Psicologias[1]
Psicologias[1]Psicologias[1]
Psicologias[1]
 
Psi edu
Psi eduPsi edu
Psi edu
 
Introdução.docx
Introdução.docxIntrodução.docx
Introdução.docx
 
O que é a psicologia
O que é a psicologiaO que é a psicologia
O que é a psicologia
 
Tema 3 alguns tipos de conhecimento
Tema 3  alguns tipos de conhecimentoTema 3  alguns tipos de conhecimento
Tema 3 alguns tipos de conhecimento
 
Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)
Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)   Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)
Contribuições da ABEP no Ensino e Formação de Psicólogas(os)
 
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
37280slides aula desenvolvimento humano, psicologgia da educaçao
 
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
1_introducao_ao_estudo_da_psicologia _ descobrindo a psicologia.pptx
 
Terapia Cognitivo-Comportamental
Terapia Cognitivo-ComportamentalTerapia Cognitivo-Comportamental
Terapia Cognitivo-Comportamental
 
Manual de psicologia aplicada
Manual de psicologia aplicadaManual de psicologia aplicada
Manual de psicologia aplicada
 
Psicologia aplicada
Psicologia aplicadaPsicologia aplicada
Psicologia aplicada
 
Psicologia da Educação e da Aprendizagem.pdf
Psicologia da Educação e da Aprendizagem.pdfPsicologia da Educação e da Aprendizagem.pdf
Psicologia da Educação e da Aprendizagem.pdf
 
Psicologia pastoral
Psicologia pastoralPsicologia pastoral
Psicologia pastoral
 
psicologia pastoral
psicologia pastoralpsicologia pastoral
psicologia pastoral
 
PSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptx
PSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptxPSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptx
PSICOLOGIA APRENDIZAGEM E DA AVALIAÇÃO.pptx
 
1 psicologia
1 psicologia1 psicologia
1 psicologia
 
PSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADAPSICOLOGIA APLICADA
PSICOLOGIA APLICADA
 
Tipos de ouvintes e de pregadores
Tipos de ouvintes e de pregadoresTipos de ouvintes e de pregadores
Tipos de ouvintes e de pregadores
 

Mais de Bruno Carrasco

Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno CarrascoFundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Bruno Carrasco
 
Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1
Bruno Carrasco
 
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoO uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
Bruno Carrasco
 
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno CarrascoAlienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
Bruno Carrasco
 
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico ExistencialPsicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
Bruno Carrasco
 
Nietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitosNietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitos
Bruno Carrasco
 
Sartre - principais conceitos
Sartre - principais conceitosSartre - principais conceitos
Sartre - principais conceitos
Bruno Carrasco
 
Filosofias no Helenismo
Filosofias no HelenismoFilosofias no Helenismo
Filosofias no Helenismo
Bruno Carrasco
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
Bruno Carrasco
 
Filósofos Sofistas
Filósofos SofistasFilósofos Sofistas
Filósofos Sofistas
Bruno Carrasco
 
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosPré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Bruno Carrasco
 
Foucault e a História da Loucura
Foucault e a História da LoucuraFoucault e a História da Loucura
Foucault e a História da Loucura
Bruno Carrasco
 
Heráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devirHeráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devir
Bruno Carrasco
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafios
Bruno Carrasco
 
Foucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeitoFoucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeito
Bruno Carrasco
 
Arteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introduçãoArteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introdução
Bruno Carrasco
 
Sartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismoSartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismo
Bruno Carrasco
 
Gabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismoGabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismo
Bruno Carrasco
 
Nietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismoNietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismo
Bruno Carrasco
 
Kierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismoKierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismo
Bruno Carrasco
 

Mais de Bruno Carrasco (20)

Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno CarrascoFundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
Fundamentos da Psicoterapia Fenomenológico Existencial - Bruno Carrasco
 
Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1Revista ex-isto - no. 1
Revista ex-isto - no. 1
 
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno CarrascoO uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
O uso do conceito de cultura como exercício de poder - Bruno Carrasco
 
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno CarrascoAlienação na Escola - Bruno Carrasco
Alienação na Escola - Bruno Carrasco
 
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico ExistencialPsicoterapia Fenomenológico Existencial
Psicoterapia Fenomenológico Existencial
 
Nietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitosNietzsche - alguns conceitos
Nietzsche - alguns conceitos
 
Sartre - principais conceitos
Sartre - principais conceitosSartre - principais conceitos
Sartre - principais conceitos
 
Filosofias no Helenismo
Filosofias no HelenismoFilosofias no Helenismo
Filosofias no Helenismo
 
Sócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e AristótelesSócrates, Platão e Aristóteles
Sócrates, Platão e Aristóteles
 
Filósofos Sofistas
Filósofos SofistasFilósofos Sofistas
Filósofos Sofistas
 
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros FilósofosPré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
Pré-Socráticos - Os Primeiros Filósofos
 
Foucault e a História da Loucura
Foucault e a História da LoucuraFoucault e a História da Loucura
Foucault e a História da Loucura
 
Heráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devirHeráclito - o filósofo do devir
Heráclito - o filósofo do devir
 
Adolescência e desafios
Adolescência e desafiosAdolescência e desafios
Adolescência e desafios
 
Foucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeitoFoucault - o poder e o sujeito
Foucault - o poder e o sujeito
 
Arteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introduçãoArteterapia, uma breve introdução
Arteterapia, uma breve introdução
 
Sartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismoSartre e o existencialismo
Sartre e o existencialismo
 
Gabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismoGabriel Marcel e o existencialismo
Gabriel Marcel e o existencialismo
 
Nietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismoNietzsche e o existencialismo
Nietzsche e o existencialismo
 
Kierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismoKierkegaard e o existencialismo
Kierkegaard e o existencialismo
 

Último

Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
WelberMerlinCardoso
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
Pastor Robson Colaço
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
djincognito
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 

Último (20)

Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo FreireLivro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
Livro: Pedagogia do Oprimido - Paulo Freire
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdfO que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
O que é um Ménage a Trois Contemporâneo .pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
Funções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prismaFunções e Progressões - Livro completo prisma
Funções e Progressões - Livro completo prisma
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 

Sugestões para o estudo da psicologia

  • 1. Sugestões para o estudo da Psicologia Por Bruno Carrasco Psicoterapeuta existencial e professor
  • 2. Psicologia é uma ciência ampla Psicologia é uma ciência muito ampla e complexa, que dialoga com vários outros saberes, entre eles a filosofia, a biologia, a antropologia, a fisiologia e a sociologia. Entre os temas estudados pela psicologia estão as emoções, o funcionamento cognitivo, a percepção, o cérebro e o sistema nervoso, o desenvolvimento humano, as relações sociais, a personalidade, a saúde mental, etc.
  • 3.
  • 4. Psicologia é um saber abrangente Por sua abrangência, e por se dedicar ao estudo do ser humano de uma maneira mais profunda, é possível relacionar o estudo da psicologia com tudo o que representa e envolve o existir humano, como as artes, a história, a cultura, a geografia, as religiões, as ideologias políticas, a linguagem, a organização social, a pedagogia, a economia, a moda e tendências, e qualquer assunto que faça parte da experiência humana.
  • 5. Psicologia é um assunto popular Além de sua amplitude e abrangência, é uma ciência que se popularizou muito em nossa sociedade e cultura, de modo que há inúmeras publicações não científicas, que partem do senso-comum, que comentam sobre temas da psicologia. Por conta disso, há pessoas que acreditam entender sobre as emoções e o comportamento humano sem nunca terem estudado a psicologia científica.
  • 6. Pessoas acreditam saber sem estudo Não é difícil escutar alguém comentar ideias formadas sobre temas como emoções, comportamentos e personalidade, supondo entender e saber bem do que se trata. Porém essa ideia foi constituída por conta de saberes e suposições comuns, não-científicos, que buscam explicar temas psicológicos sem uma metodologia nem um rigor.
  • 7. Psicologia não é senso comum O senso comum é uma forma de entendimento de mundo e das pessoas que resulta da experiência de vida individual e coletiva, composto por hábitos, costumes e opiniões. Trata-se de um conhecimento acrítico, onde uma pessoa seleciona os suas observações e interpretações, muitas vezes sem nenhum critério ou rigor, restrito por sua experiência de vida, e elabora conclusões precipitadas sobre temas extremamente complexos.
  • 8. Psicologia que estudamos no ensino superior A psicologia que é estudada nas faculdades não é a mesma psicologia do senso comum, pois não parte de opiniões e crenças pessoais, mas de um amplo e sólido conhecimento científico, sustentado por diversos pesquisadores em diversas partes do mundo. Esta psicologia não se utiliza de crenças e preconceitos, mas relaciona os diversos saberes para a construção de um entendimento mais sólido e seguro.
  • 9. Psicologia científica A psicologia científica se pauta numa forma de conhecimento metódico, sistemático, organizado, verificável e objetivo, evitando opiniões, suposições e preconceitos. A ciência é um conjunto sistemático de proposições teorias rigorosamente estudadas e aplicadas, com base numa metodologia segura, que se pauta em fatos comprovados por meio do método científico.
  • 10. Psicologia e filosofia Além da ciência, a psicologia também possui uma estreita relação com a filosofia, uma forma de conhecimento diferente da científica, que nem sempre trabalha com objetos de estudo concretos e palpáveis. Os objetos de estudo da filosofia nem sempre são perceptíveis por meio dos órgãos dos sentidos, e inclusive ultrapassa a experiência sensorial.
  • 11. Psicologia e reflexão Filosofar é um interrogar e questionar continuamente sobre si mesmo, sobre os saberes e sobre a realidade. A filosofia não é e nem nunca será algo feito e acabado, mas uma busca constante de entendimentos. A tarefa fundamental da filosofia é a reflexão. Filosofar é interrogar sobre os problemas que envolvem o ser humano em sua vida concreta, num contexto histórico e geográfico.
  • 12. Psicologia, filosofia e inacabamento Deste modo, a filosofia não oferece soluções definitivas para suas questões, mas possibilita as pessoas refletir melhor e mais profundamente sobre as coisas e o mundo. O ato de filosofar corresponde a um questionamento sobre o que sabemos, ou sobre o que achamos que sabemos. Por isso, tanto a filosofia quanto a psicologia são saberes inacabados, pois estão sempre em processo e transformação.
  • 13. “Só sei que nada sei.” (Sócrates)
  • 14. Como estudar a Psicologia? Por meio de vídeos no YouTube? Por meio de textos em blogs diversos? Por meio de livros de auto-ajuda? Por meio de ebooks de coaching?
  • 15. Como estudar a Psicologia? O estudo da psicologia pode ser feito por vídeos do YouTube e textos de blogs, porém é preciso um alto critério e rigor para a escolha dos textos e vídeos. Procure verificar se os textos e vídeos são de autores que possuem formação em psicologia, especializações e se atuam na prática. Recomenda-se que sejam de autores referência na psicologia, que possuem publicações.
  • 16. Como estudar a Psicologia? O mais adequado para o estudo da psicologia, deve ser por meio de livros, artigos, revistas científicas e publicações acadêmicas de especialistas da área que se estuda. Por exemplo, se quer estudar sobre ansiedade, procure livros de autores que se especializaram no estudo da ansiedade e que possuem formação adequada, e evite livros de autoajuda e ebooks de coaches.
  • 17.
  • 18. Características para estudar psicologia ● Interesse e curiosidade; ● Pesquisa e critério; ● Leitura e reflexão; ● Estudo de outros saberes; ● Abertura para novidades.
  • 19. Sobre a leitura dos textos Os textos de psicologia devem ser lidos com muita atenção, pois muitos deles demandam um cuidado para seu entendimento. Pode facilitar o uso de um dicionário da língua portuguesa e também um dicionário de psicologia. Um dicionário famoso de psicologia é o Dicionário de Psicologia de Peter Stratton e Nicky Hayes, da editora Cengage Learning.
  • 20. Sugestão para a leitura 1. Fazer uma leitura inicial e atenta do texto integral, mas nem sempre o texto será entendido na primeira leitura; 2. Reler o texto marcando as partes principais e também as partes que ficar com dúvida; 3. Pesquise sobre os temas que ficou com dúvida; 4. Faça uma síntese do entendimento sobre a leitura.
  • 21. Sugestões para estudo 1. Separe um tempo livre diário ou semanal; 2. Defina as prioridades sobre o que pretende estudar; 3. Intercale temas quando um deles estiver cansativo; 4. Busque diferentes fontes e temas relacionados. Obs.: nem sempre gostamos de todas as matérias do curso de psicologia, porém é importante conhecer elas mais a fundo inicialmente, para depois criticá-las.
  • 22. Sugestões para a escrita de trabalhos A escrita de trabalhos exige muitas habilidades como a ortografia, a comunicação, a expressão verbal, a síntese, entre outras. Para escrever bem é preciso exercitar, por isso evite copiar textos de livros e sites, até porque o plágio é crime e não é aceito academicamente. Procure escrever com suas palavras, com o tempo você vai aprimorando.
  • 23. Como complementar os estudos Uma boa maneira de complementar os estudos é ler sobre temas relacionados à psicologia, como citados no início: filosofia, biologia, história, geografia, artes, entre outros. Quando estudamos sobre estes temas passamos a desenvolver uma nova visão sobre a psicologia, ampliando nossa percepção e muitas vezes facilitando nosso entendimento sobre a psicologia.
  • 24. Palestras, cursos, congressos... Outra maneira de complementar seus estudos é participando de cursos, palestras, simpósios, congressos, formações, mesas redondas, etc. São geralmente atividades acadêmicas que complementam e aprimoram o entendimento sobre temas específicos, auxiliando o estudante na compreensão, por meio de outras vozes.
  • 25. Importante: faça terapia Sim, faça terapia! Quando estudamos psicologia, nos aprofundamos em questões emocionais complexas sobre o ser humano, e como somos seres humanos essas questões também implicam em nossa experiência. Por vezes nos sentimos “mexidos” depois de debater um tema específico, ou nos sentimos perdidos, por isso mesmo é muito importante estarmos em terapia.
  • 26. Importante: assista filmes Uma excelente maneira de estar conectado com a psicologia sem ficar lendo todo o tempo é assistindo a filmes com temas psicológicos. Deste modo você descansa um pouco da leitura e estabelece uma conexão mais artística e intuitiva com temas da psicologia.
  • 27. Sugestões de filmes: ● Cisne Negro ● Laranja Mecânica ● A pele em que habito ● Precisamos falar sobre o Kevin ● Um método perigoso ● Clube da Luta ● Melhor é Impossível ● Não sou Louca
  • 28. Importante: descanse e faça coisas que gosta Ficar muito focado nos estudos e leituras pode cansar muito e até gerar estresse, procure descansar alguns momentos, fazer coisas que gosta, saia, distraia, converse com amigos, enfim, faça coisas diferentes.
  • 29. Indicações de livros sobre Psicologia:
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34. Bruno Carrasco está sendo psicoterapeuta existencial e professor. Em seu trabalho busca valorizar cada pessoa em seu modo de ser singular, colaborando para lidar com suas dificuldades e ampliar suas possibilidades de escolha perante a vida. Acredita na liberdade de fazer escolhas saudáveis e refazer os rumos de nossa vida, potencializando nossa existência. www.brunopsiexistencial.tk www.fb.com/brunopsiexistencial Por Bruno Carrasco
  • 35. Ex-isto é um projeto dedicado ao estudo e pesquisa sobre o existencialismo e suas relações com a psicologia, filosofia, psicoterapia, fenomenologia, literatura e artes. Tem como intuito oferecer conteúdos que facilitem a compreensão sobre os temas pesquisados, por meio de textos, vídeos, cursos ou livros, optando por utilizar uma linguagem acessível, de modo a promover reflexões sobre a subjetividade, a condição humana e suas possibilidades. ex-isto