SlideShare uma empresa Scribd logo
@COELHOFERNANDO
2
Diagramação: Chave Amarela Propaganda
Coelho, Fernando
Mobile Marketing. Como otimizar o seu negócio com mobile marketing /
Fernando Coelho: São Luis: 2015.
Tipo de Suporte: E-BOOK - PDF
ISBN: 978-85-63593-32-0
TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – A violação do direito do autor (Lei nº
9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do código penal.
Segundo a Revista Eletrônica Meio &
Mensagem, a frequência de troca de
mensagens em dispositivos moveis está
ultrapassando a de postagens nas redes
sociais. No ano de 2014 houve um
crescimento de 81% no consumo de conteúdo
mobile, os vídeos já correspondem a 25% do
tráfego da web, 14% a mais do que no ano de
2013.
Este e-book tem como proposta
apresentar o mobile marketing como uma
ferramenta de comunicação, fortalecendo as
estratégias de comunicação e marketing
para pequenas e médias empresas.
No decorrer desta obra será possível
visualizar conceitos, técnicas e cases de
mercado de maneira simples e
descomplicada.
Desejo a você uma boa leitura e espero
que goste!!!
3
APRESENTAÇÃO
4
AUTOR
Fernando Coelho é Mestrando em
Ciências da Educação pela Universidade
Católica Portuguesa; Pós-graduando em
Gestão e Docência do Ensino Superior pela
Faculdade Laboro. MBA em Marketing pela
Universidade Estácio de Sá Rio do Janeiro
(2014), Especialista em Administração
Estratégica pela Universidade Estácio de Sá
Rio do Janeiro (2012). Bacharel em
Comunicação Social com Habilitação em
Publicidade e Propaganda pela Faculdade
São Luís (2010). Possui experiência em
Comunicação e Marketing com ênfase em
planejamento de comunicação, mídia,
marketing, pesquisa de marketing e
comunicação institucional, já tendo atuado
nos departamentos de marketing do
Armazém Paraíba, Coordenou o
Departamento de Comunicação e Marketing
e o Programa Pulsar da Concessionária Cauê
Veículos, franqueada Chevrolet, Coordenou
também o departamento de Comunicação e
Marketing do Grupo Saga (Concessionárias
Saga Renault e Estação Fiat) em São Luís.
Quanto mais informação
você tiver, mais o seu
universo estará se
expandindo. Você deve
aprender o tempo todo,
dessa forma mantém-se
sempre preparado.
#marketlook #gestão
#mercado #marketing
/fernandocoelho.publicidade
@coelho_fernando | Insta
@coelhofernando | Twitter
Fernando Coelho | LinkedIn
5
AUTOR
Na área de docência já passou pela
Universidade Estadual Vale do Acaraú,
Instituto Maranhense de Educação e
Cultural e Universidade Ceuma.
Atualmente integra a Gerência de
Comunicação e Marketing da Companhia
Energética do Maranhão (CEMAR), é
Professor da Universidade Estácio de Sá São
Luís nos Cursos de Graduação e
Pós-Graduação, Membro do Portal
Administrador e Consultor Independente
em Marketing e Treinamentos
Organizacionais.
PROSUMERS 07
OS SMARTPHONES 09
CIBRIDISMO 11
DADOS DO MOBILE MARKETING 13
PERFIL DO USUÁRIO 15
CONSUMO DO USÁRIO 16
PAGAMENTO MOBILE 17
RESPONSIVIDADE 18
POR QUE INVESTIR NO MOBILE 19
AÇÕES DE MARKETING 21
QR CODE 22
INTERNET DAS COISAS 24
CONCLUSÃO 28
6
O QUE VEREMOS!
PROSUMERS
OS SMARTPHONES
11
13
15
16
17
18
19
AÇÕES DE MARKETING 21
22
24
CONCLUSÃO 28
7
OS PROSUMER’S
Vivemos na era dos novos
consumidores, hoje chamados de
prosumers. Os prosumers são
consumidores hiperconectados,
absolutamente bem informados, e que
estão incluídos numa rede de
relacionamentos que envolvem laços fortes
(pessoas conhecidas) e fracos (pessoas que
não conhecem pessoalmente, mas que
podem reproduzir as suas ideias na rede).
Os Prosumers são indivíduos
produtores e  consumidores de informação.
Usam as redes sociais para falar do que
8
OS PROSUMER’S
querem, são lidos, seguidos e ampliam sua
rede de influência  através e a partir da web.
Hoje os consumidores possuem poder
de mídia e participam do processo
comunicativo, não apenas como
consumidores de informação, mas também
como produtores e distribuidores.
Mais do que nunca os consumidores do
século 21 utilizam as suas redes sociais,
através das mídias digitais para dizerem o
que acham sobre as empresas e marcas,
influenciando também outros
consumidores nos seus hábitos de compra
e consumo.
9
OS SMARTPHONES
Algumas marcas já se deram conta de
que os smartphones fazem parte da
intimidade de seus consumidores, deixando
de ser apenas um artefato tecnológico e se
tornando ferramentas de gestão de nossas
vidas.
A utilização de aplicativos mobile e
dispositivos não apenas está mudando os
nossos hábitos, mas alterando de forma
importante algumas de nossas estruturas
de raciocínio e visão do mundo. Assim como
o Carlos Miranda, faço aqui um alerta, da
importância das empresas compreenderem
a dinâmica dessas transformação de
15
hábitos.
Os smartphones se tornaram um novo
canal de comunicação e vendas junto ao
consumidor contemporâneo. Por meio
deles é possível comunicar ofertas,
promoções, mapear pesquisas e
preferências dos nossos clientes.
Há um mito comum que vem de
pequenas e médias empresas, que apenas
as gigantes podem ter um aplicativo ou
trabalharem esse canal. Isso é um erro!
Qualquer empresa, de qualquer área
poderá explorar essa mídia e ferramenta.
Portanto, convido você a refletir o que pode
ser feito pela sua empresa a fim de se
aproximar e relacionar com seu target.
10
OS SMARTPHONES
15
Falei nas últimas páginas que somos
cibridos por natureza. Cibridismo trata-se
de um conceito recente que tem envolvido
muita discussão, o nome é derivado das
palavras Cyber+Híbrido
Mostra o avanço tecnológico em
conjunto com a sociedade envolvendo cada
vez mais formas de resolver coisas do
cotidiano com tecnologia (mesmo que
involuntária).
ALGUNS CONCEITOS DE ESPECIALISTAS NA
ÁREA:
Cibridismo é aquele limiar que existe
ente estar online e offline. Com as novas
tecnologias, ficou muito difícil determinar
essa diferença. E o termo surgiu para unir
esses dois mundos. Podemos abordar
muita coisa com esse conceito como
CIBRIDISMO
11
ciborgues, mudanças estruturais, games e
vidas virtuais. (Thiago Carrapatoso)
O cibridismo é o contexto das
tecnologias e da facilidade com que você
consegue trabalhar em rede. O corpo físico
não faz tanta diferença, mas sim o
conteúdo. O aspecto cíbrido traz esse tipo
de condição. (Carrapatoso)
A hiperconexão e a proliferação de
plataformas digitais passam a permitir ao
ser humano transferir parte de si para o
mundo digital, possibilitando um estado de
viver constantemente entre as redes on e
off line. (Marta Gabriel – Livro educ@r –
2013).
Para compreender melhor convido você
a assistir dois vídeo de especialistas que
separei sobre o assunto. Basta clicar nos
links.
CIBRIDISMO
Cibridismo: O mundo
on-offline: Martha Gabriel
at TEDxCanoas
Giselle Beiguelman | A
Arte do Cibridismo
12
Segundo pesquisas do Olhar Digital, no
ano de 2012 os smartphones cada vez mais
passaram a ser utilizados por executivos e
profissionais de diversas áreas. Sua grande
penetração era entre jovens das faixas de 16
a 24 anos e mais de 30% dos brasileiros que
possuíam um celular, estes eram um
smartphone.
No ano de 2013, parte significativa das
visitas a sites de varejo já eram feitas por
dispositivos móveis, representando 55%
(44% pelos smartphones e 11% pelos
tablets).
Estudos mostram também que a
sociedade hoje não consegue mais separar
o online do off-line.
Segundo a pesquisa “Jovem Mobile.BR”,
realizada pela E.life entre maio e junho de
2013, entre os jovens de 18 a 30 anos, 95,6%
já possuiam smartphones e 51,7% possuiam
tablets.
No ano de 2013 também 2,5 milhões de
brasileiros já haviam desenvolvido o hábito
DADOS DO
MOBILE MARKETING
13
DADOS DO
MOBILE MARKETING
14
de fazer compras em dispositivos móveis,
passando pelo menos 84 minutos usando o
Smartphone por dia.
O aparelho é checado a cada
8 minutos e 30 segundos.
Em 2013 o Brasil fechou o ano com
250,8 milhões de linhas ativas.
Já em 2014, segundo a Anatel o país
fechou o ano com mais de 278 milhões de
linhas ativas de celular.
UM CRESCIMENTO DE MAIS DE 11%
PERFIL DO USUÁRIO
DE INTERNET MÓVEL
15
Existe uma máxima no marketing que
diz que o marketing é entender para
atender. Então, separei essa página
especialmente para falar sobre o perfil do
usuário de internet móvel.
Segundo pesquisa realizada pela
Vserv.mobi em parceria com a Mobile
Marketing Association (MMA) o perfil médio
do usuário de Internet móvel na América
Latina é homem, jovem, bem instruído e
receptivo à publicidade móvel desde que os
anúncios sejam relevantes. A pesquisa foi
realizada com 3 mil usuários de Internet
móvel em sete países da região: Argentina,
Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e
Venezuela. Foram entrevistadas apenas
pessoas que acessaram sites e apps móveis.
26% têm
entre 25
e 25 ano
A
maioria
(58%) são
homens
24% têm um
emprego em
tempo integral;
23% são
estudantes; 19%
são profissionais
liberais
45% têm
tablets;
56%, carro
ou moto; e
52%
38% têm
terceiro grau
completo e
33%,
incompleto
CONSUMO DO USUÁRIO
DE INTERNET MÓVEL
16
O que o usuário de internet móvel
costuma consumir? Essa é uma pergunta
importante para que possamos traçar
estratégias de comunicação e marketing
para as marcas que estamos prestando
serviço. Em termos de conteúdo móvel, no
último mês de 2014, segundo diversas
pesquisas na área, as principais atividades
desempenhadas pelos usuários foram:
baixar jogo ou aplicativo em seu telefone;
baixar vídeos e ouvir músicas.
Sobre publicidade móvel, o público
latino-americano aprova receber anúncios
desde que eles sejam relevantes em sua
vida. De acordo com a pesquisa da Mobile
Marketing Association (MMA)
73% gostam de anúncios
que os ajudem a baixar
conteúdo móvel;
55%, que ajudem a
localizar algo por perto;
45%, que dêem
descontos;
44%,  que os façam
entender melhor sobre
uma marca.
PAGAMENTO MOBILE
17
A JWT divulgou um estudo comprova
que gigantes da tecnologia, startups, varejis-
tas e outras empresas estão brigando por
um pedaço desse mercado em ascensão na
esperança de impulsionar a lealdade do
consumidor.
1)  As marcas devem se preparar para
um futuro no qual o dinheiro será limitado;
2) Empresas precisam atender os dese-
jos dos millenials por facilidade e agilidade
no uso desses novos formatos;
3) É importante dar a opção para os con-
sumidores;
4) Segurança e privacidade são conside-
rações essenciais;
5)  Oferecer produtos ou serviços de
graça em troca de shares nas redes sociais
aumenta o engajamento;
6) É importante que marcas experimen-
tem alternativas de pagamento.
Fonte: JTW / 2014
RESPONSIVIDADE
18
Outro ponto importante que se deve
destacar ao falar de mobile marketing é a
responsividade. O design responsivo está
relacionado a usabilidade, que é quando
pensamos na melhor experiência que um
usuário terá ao navegar em nossa página,
independente de qual aparato tecnológico
seja.
Se você acessar um blog de um celular
ou tablet ele precisa se adaptar ao meio
pelo qual está sendo acessado. Isto é design
responsivo.
Com a técnica de design responsivo o
site é construído de forma que ele tente se
adaptar o melhor possível a tela em que
esta sendo carregado.
POR QUE AS EMPRESAS DEVEM
INVESTIR NO MOBILE
Através da hipersegmentação, você
pode conhecer seus clientes, saber do que
eles gostam, para assim poder impactá-los.
A agilidade que o mobile proporciona
permite que em pouco tempo você possa
conversar com milhares de pessoas.
Lembre-se de personalizar (afinal de
contas, você terá informações suficientes
para isso).
Mensure os resultados e leve os pontos
positivos para as próximas campanhas.
Fonte: ideiademarketing.com
19
Mesmo assim,
79% das
empresas ainda
não têm um
site otimizado
para mobile!
POR QUE AS EMPRESAS DEVEM
INVESTIR NO MOBILE
20
AÇÕES DE MARKETING
E UTILIZANDO O CELULAR
21
SMS - mensagens de texto
- É barato e rápido;
- 99,99% dos celulares recebem e enviam
SMS.
Torpedo de voz
- Custo de uma ligação;
- Mensagens personalizadas.
WAP - Internet Móvel
- Serviços disponíveis 24h;
- Mobile Banking.
Advergames
- Patrocínio de games exclusivos;
- Associação da marca com o game.
Qr-Code
É um código de barras em 2D que pode
ser escaneado pela maioria dos aparelhos
celulares que têm câmera fotográfica. Esse
código, após a decodificação, passa a ser um
trecho de texto, um link e/ou um link que irá
redirecionar o acesso ao conteúdo publica-
do em algum site.
Grande parte da decisão de compra
acontece no ponto de venda e o QR Code
pode ser utilizado como importante ferra-
menta para esta decisão.
Para o varejista o QR Code pode ser um
grande aliado, já que o espaço de exposição
no PDV é sempre limitado e muito disputa-
do. Essa ferramenta pode servir para divul-
gação, exploração de campanhas promocio-
nais, ações conjuntas com a marca, ofertas
relâmpagos,, descontos exclusivos, entre
outras ações. 
22
Qr-Code
23
Além do QR Code é possível trabalhar
também com outras variações como o barra
code – muito utilizado em tickets de cinema
e aeroportos e o onda sonora code, aqueles
que a Coca-Cola utilizou em suas latinhas
durante o evento Rock in Rio.
A INTERNET DAS COISAS
24
A Internet das Coisas ou Internet of
Things (IoF), em inglês, é um termo utilizado
para designar a conectividade entre vários
tipos de objetos do dia a dia sensíveis à in-
ternet, desde de eletrodomésticos até
outros equipamentos espalhados pela
cidade.
Imagina você chegar ao posto de ga-
solina para abastecer e a bomba de gasolina
fazer uma leitura óptica de sua placa, que
está conectada com o seu marcador de ga-
solina via bluetooth e imediatamente deter-
minar a quantidade exata que você necessi-
ta abastecer. Imagina agora, sua geladeira
identificar a quantidade de ovos que está
faltando na bandeja e você receber um sms
em seu celular. Tudo isso será (ou já é)
possível com a internet das coisas. A inter-
net das coisas é uma revolução tecnológica
que representa o futuro da computação e
da comunicação interagindo com o ser
humano e facilitando sua vida no cotidiano.
MAS, O QUE DE FATO É A INTERNET
DAS COISAS?
A internet das coisas consiste na in-
terligação de objetos e aparelhos a grandes
bases de dados e redes e a redes das redes,
gerando registros de dados sobre cada
coisa a ela relacionada.
Tecnicamente é a relação simbiótica
entre o mundo físico e o mundo digital,
onde ambas se comunicam e interagem
com outras entidades do mundo virtual,
sejam estes objetos ou pessoas. De acordo
ainda com a Trend Watching, a Internet das
Coisas não é puramente transformar qual-
quer aparelho em um dispositivo conectado
ou inteligente, ele precisar facilitar sua vida.
A INTERNET DAS COISAS
25
A INTERNET DAS COISAS
26
COMO SERÁ EM EXATOS DOIS ANOS?
Segundo especialistas, o grande be-
nefício da  internet  das coisas será a inte-
gração das informações e criação de identi-
dade (e inteligência) eletrônica aos objetos.
Essa evolução proporcionará a transfor-
mação de objetos estáticos em objetos dinâ-
micos. Será possível vermos objetos “falan-
do” uns com os outros e criando uma verda-
deira Internet das coisas.
A Internet das Coisas vai criar uma
rede de centenas de bilhões de objetos
identificáveis e que poderão inter-operar
uns com os outros e com os “data centers” e
suas nuvens computacionais. No futuro,
uma caixa de leite trará um sensor que iden-
tifica na parte de fora se a bebida está
própria para o consumo, deixando uma eti-
queta verde se estiver bom e vermelho se
não estiver.
A INTERNET DAS COISAS
27
Pulseira Nike FuelBand
registra os movimentos do usuário. Os
dados são registrados em um aplicativo
para smartphone que se conecta à pulseira
por Bluetooth e que é capaz de dar ava-
liações sobre as atividades físicas, enviar
lembretes e ideias de exercícios para os
usuários.
Stir Kinetic Desk
mesa desenhada com o propósito de
promover o movimento do usuário durante
o dia de trabalho. Ela aprende comporta-
mentos do usuário e, ao longo do dia, se
movimenta para tirar o trabalhador da
mesma posição.
CONCLUSÃO
28
As marcas não podem mais perder tempo –
elas precisam conectar os seus negócios com o
universo digital.
O consumidor tornou-se cibrido, mobile e hiper-
conectados, seus costumes e hábitos mudaram,
e hoje o digital faz parte da rotina de muita
gente.
Segundo o Ibope, 38% dos brasileiros aces-
sam a internet diariamente e 87% dos internau-
tas brasileiros entram na internet pelo menos
uma vez por semana. Em 2015, o Brasil deve ser
o 4º país mais conectado do mundo, ultrapas-
sando o Japão. E como tirar proveito de tudo
isso nos negócios e na publicidade?
O mobile é a área que cresce mais cresce no
digital. O consumidor possui um alto grau de
intimidade com seus aparelhos moveis. Progra-
mas de fidelidade, relacionamento, informati-
vos, descontos, promoções, campanhas interati-
vas, são algumas das possibilidades de marke-
ting para essa mídia.
Entender o universo digital é cada dia mais
uma obrigação dos profissionais da área que
desejam fazer a diferença para as marcas que
prestam serviço.
Espero que este ebook tenha sido útil para
você. Compartilhe com sua rede e ajude outras
pessoas a refletirem sobre a importância do
móbile marketing para os negócios.
Grande abraço!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendênciasMobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Ian Castro
 
Apresentacao Midia
Apresentacao MidiaApresentacao Midia
Apresentacao Midia
regisgomes
 
Mobile marketing
Mobile marketingMobile marketing
Mobile marketing
Arlindo Santos
 
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saberMobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Renato Melo
 
MOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresas
MOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresasMOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresas
MOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresas
Renato Melo
 
Mobile Marketing FGV MBA Aula
Mobile Marketing FGV MBA AulaMobile Marketing FGV MBA Aula
Mobile Marketing FGV MBA Aula
Pontomobi
 
Aula 07 - Recapitulando as aulas
Aula 07 - Recapitulando as aulasAula 07 - Recapitulando as aulas
Aula 07 - Recapitulando as aulas
Poliana Godinho Pires
 
Mobile Marketing
Mobile MarketingMobile Marketing
Mobile Marketing
Renato Melo
 
Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...
Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...
Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...
Pedro Cordier
 
MOBILE MARKETING
MOBILE MARKETINGMOBILE MARKETING
MOBILE MARKETING
Jorge Brandão
 
Jornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos Móveis
Jornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos MóveisJornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos Móveis
Jornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos Móveis
Poliana Godinho Pires
 
Mobile marketing
Mobile marketingMobile marketing
Mobile marketing
Alexandre Henrique Souza
 
Aula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveis
Aula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveisAula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveis
Aula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveis
Poliana Godinho Pires
 
Muito além do Marketing Digital
Muito além do Marketing DigitalMuito além do Marketing Digital
Muito além do Marketing Digital
Poliana Godinho Pires
 
Como o digital está mudando o varejo?
Como o digital está mudando o varejo?Como o digital está mudando o varejo?
Como o digital está mudando o varejo?
Exit Comunicação e Negócios
 
Batuque Mobile Apresentacao
Batuque Mobile ApresentacaoBatuque Mobile Apresentacao
Batuque Mobile Apresentacao
Batuquemobile
 
Apresentacao AdRockers 2013
Apresentacao AdRockers 2013Apresentacao AdRockers 2013
Apresentacao AdRockers 2013
Rogerio_Nascimento
 
As novas possibilidades no mundo mobile
As novas possibilidades no mundo mobileAs novas possibilidades no mundo mobile
As novas possibilidades no mundo mobile
Marcel Cohn
 
Mobile Marketing - Cenário e Tendências
Mobile Marketing - Cenário e TendênciasMobile Marketing - Cenário e Tendências
Mobile Marketing - Cenário e Tendências
Jacqueline Viana
 
Nosso planeta Mobile [Google]
Nosso planeta Mobile [Google]Nosso planeta Mobile [Google]
Nosso planeta Mobile [Google]
Cauã Taborda
 

Mais procurados (20)

Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendênciasMobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
Mobile Marketing: conceitos, aplicações e tendências
 
Apresentacao Midia
Apresentacao MidiaApresentacao Midia
Apresentacao Midia
 
Mobile marketing
Mobile marketingMobile marketing
Mobile marketing
 
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saberMobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
Mobile Marketing 2014 - Tudo o que você precisa saber
 
MOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresas
MOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresasMOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresas
MOBILE MARKETING - Ferramentas de comunicação entre pessoas e empresas
 
Mobile Marketing FGV MBA Aula
Mobile Marketing FGV MBA AulaMobile Marketing FGV MBA Aula
Mobile Marketing FGV MBA Aula
 
Aula 07 - Recapitulando as aulas
Aula 07 - Recapitulando as aulasAula 07 - Recapitulando as aulas
Aula 07 - Recapitulando as aulas
 
Mobile Marketing
Mobile MarketingMobile Marketing
Mobile Marketing
 
Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...
Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...
Oficina III: Publicidade sem fio e aplicativos para celular - Ciclo Comunicac...
 
MOBILE MARKETING
MOBILE MARKETINGMOBILE MARKETING
MOBILE MARKETING
 
Jornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos Móveis
Jornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos MóveisJornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos Móveis
Jornalismo Corel - Produção de Conteúdo para Dispositivos Móveis
 
Mobile marketing
Mobile marketingMobile marketing
Mobile marketing
 
Aula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveis
Aula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveisAula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveis
Aula 06 - Explorando possibilidades nos dispositivos moveis
 
Muito além do Marketing Digital
Muito além do Marketing DigitalMuito além do Marketing Digital
Muito além do Marketing Digital
 
Como o digital está mudando o varejo?
Como o digital está mudando o varejo?Como o digital está mudando o varejo?
Como o digital está mudando o varejo?
 
Batuque Mobile Apresentacao
Batuque Mobile ApresentacaoBatuque Mobile Apresentacao
Batuque Mobile Apresentacao
 
Apresentacao AdRockers 2013
Apresentacao AdRockers 2013Apresentacao AdRockers 2013
Apresentacao AdRockers 2013
 
As novas possibilidades no mundo mobile
As novas possibilidades no mundo mobileAs novas possibilidades no mundo mobile
As novas possibilidades no mundo mobile
 
Mobile Marketing - Cenário e Tendências
Mobile Marketing - Cenário e TendênciasMobile Marketing - Cenário e Tendências
Mobile Marketing - Cenário e Tendências
 
Nosso planeta Mobile [Google]
Nosso planeta Mobile [Google]Nosso planeta Mobile [Google]
Nosso planeta Mobile [Google]
 

Destaque

App Cup Buddy - Plano de negócios
App Cup Buddy - Plano de negóciosApp Cup Buddy - Plano de negócios
App Cup Buddy - Plano de negócios
Fernando Macedo
 
Projeto Aplicativo Mobile Casa Valduga
Projeto Aplicativo Mobile Casa ValdugaProjeto Aplicativo Mobile Casa Valduga
Projeto Aplicativo Mobile Casa Valduga
João Horácio Garcia Filho
 
Apres. Mulheres S/A
Apres. Mulheres S/AApres. Mulheres S/A
Apres. Mulheres S/A
Roberta Gomez
 
Plante uma Árvore
Plante uma ÁrvorePlante uma Árvore
Plante uma Árvore
rayssatomaz
 
Case Guia Médico Digital Unimed
Case Guia Médico Digital UnimedCase Guia Médico Digital Unimed
Case Guia Médico Digital Unimed
Zzub Mídias Alternativas
 
Projeto Aplicativo Hotifruti
Projeto Aplicativo HotifrutiProjeto Aplicativo Hotifruti
Projeto Aplicativo Hotifruti
Fernanda Meira
 
Projeto de Aplicativo para iPad: Boticário Maquiagem
Projeto de Aplicativo para iPad: Boticário MaquiagemProjeto de Aplicativo para iPad: Boticário Maquiagem
Projeto de Aplicativo para iPad: Boticário Maquiagem
Karla Cruz
 
Apresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZ
Apresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZApresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZ
Apresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZ
SoniaMaraDesigner
 
Apresentação PePa Doces
Apresentação PePa DocesApresentação PePa Doces
Apresentação PePa Doces
PePa Doces
 

Destaque (10)

App Cup Buddy - Plano de negócios
App Cup Buddy - Plano de negóciosApp Cup Buddy - Plano de negócios
App Cup Buddy - Plano de negócios
 
Projeto Aplicativo Mobile Casa Valduga
Projeto Aplicativo Mobile Casa ValdugaProjeto Aplicativo Mobile Casa Valduga
Projeto Aplicativo Mobile Casa Valduga
 
Apres. Mulheres S/A
Apres. Mulheres S/AApres. Mulheres S/A
Apres. Mulheres S/A
 
Plante uma Árvore
Plante uma ÁrvorePlante uma Árvore
Plante uma Árvore
 
Case Guia Médico Digital Unimed
Case Guia Médico Digital UnimedCase Guia Médico Digital Unimed
Case Guia Médico Digital Unimed
 
Projeto Aplicativo Hotifruti
Projeto Aplicativo HotifrutiProjeto Aplicativo Hotifruti
Projeto Aplicativo Hotifruti
 
Projeto de Aplicativo para iPad: Boticário Maquiagem
Projeto de Aplicativo para iPad: Boticário MaquiagemProjeto de Aplicativo para iPad: Boticário Maquiagem
Projeto de Aplicativo para iPad: Boticário Maquiagem
 
Apresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZ
Apresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZApresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZ
Apresentação Doce Desejo Cupacakes - MBA Marketing Digital Faculade IDEZ
 
Maria Brigadeiro
Maria BrigadeiroMaria Brigadeiro
Maria Brigadeiro
 
Apresentação PePa Doces
Apresentação PePa DocesApresentação PePa Doces
Apresentação PePa Doces
 

Semelhante a Ebook Mobile Marketing

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTOANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
Felipe Wilemberg Antunes
 
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Pedro Cordier
 
O Melhor do Shop.Org 2013.
O Melhor do Shop.Org 2013.O Melhor do Shop.Org 2013.
O Melhor do Shop.Org 2013.
Ricardo Jordão Magalhaes
 
O que as organizações públicas podem aprender com o Setor Privado
O que as organizações públicas podem aprender com o Setor PrivadoO que as organizações públicas podem aprender com o Setor Privado
O que as organizações públicas podem aprender com o Setor Privado
Nino Carvalho - Consultor e Professor
 
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo FundoMarketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Rafael Comin
 
Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)
Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)
Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)
Pedro Cordier
 
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídiasMobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Bruno Figueiredo
 
Redes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRedes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agora
Romante Rodrigues
 
Projeto casa grande auto_shopping
Projeto casa grande auto_shoppingProjeto casa grande auto_shopping
Projeto casa grande auto_shopping
Paulo Consul
 
O mundo do marketing
O mundo do marketingO mundo do marketing
O mundo do marketing
Renato Bonário
 
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Professor Sérgio Duarte
 
C409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobile
C409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobileC409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobile
C409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobile
Professor Sérgio Duarte
 
Perspectivas 2010: Negócios e Vendas na Internet
Perspectivas 2010: Negócios e Vendas na InternetPerspectivas 2010: Negócios e Vendas na Internet
Perspectivas 2010: Negócios e Vendas na Internet
Agência ebrand
 
Marketing Digital Caxias do Sul | UCS
Marketing Digital Caxias do Sul | UCSMarketing Digital Caxias do Sul | UCS
Marketing Digital Caxias do Sul | UCS
Rafael Comin
 
Anlise swot redes sociais
Anlise swot redes sociaisAnlise swot redes sociais
Anlise swot redes sociais
Mayk0nMel0
 
Mkt digital tendencias_2013_laura_gris
Mkt digital tendencias_2013_laura_grisMkt digital tendencias_2013_laura_gris
Mkt digital tendencias_2013_laura_gris
Laura Gris Mota
 
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
B-YOUNG SOCIAL MEDIA CO.
 
Palestra CRECI SP
Palestra CRECI SPPalestra CRECI SP
A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...
A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...
A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...
Jose Ribeiro
 
Planejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalPlanejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digital
victorazambuja
 

Semelhante a Ebook Mobile Marketing (20)

ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTOANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
ANÁLISE DA INFLUÊNCIA DO MARKETING MOBILE NO MARKETING DE RELACIONAMENTO
 
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
Aula 5 - Mobile Marketing e Suas Estratégias - Disciplina Planejamento Estrat...
 
O Melhor do Shop.Org 2013.
O Melhor do Shop.Org 2013.O Melhor do Shop.Org 2013.
O Melhor do Shop.Org 2013.
 
O que as organizações públicas podem aprender com o Setor Privado
O que as organizações públicas podem aprender com o Setor PrivadoO que as organizações públicas podem aprender com o Setor Privado
O que as organizações públicas podem aprender com o Setor Privado
 
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo FundoMarketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
Marketing Digital | Sebrae | Passo Fundo
 
Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)
Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)
Agencia digital Equilibra - Salvador (Apresentacao - janeiro 2013)
 
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídiasMobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
Mobile Advertising: Publicidade e interatividade nas novas mídias
 
Redes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agoraRedes sociais o futuro agora
Redes sociais o futuro agora
 
Projeto casa grande auto_shopping
Projeto casa grande auto_shoppingProjeto casa grande auto_shopping
Projeto casa grande auto_shopping
 
O mundo do marketing
O mundo do marketingO mundo do marketing
O mundo do marketing
 
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
Uma analise do cenario publicitario online mobile r10 0087-1
 
C409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobile
C409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobileC409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobile
C409 m artigo 1 uma analise do cenario publicitario online mobile
 
Perspectivas 2010: Negócios e Vendas na Internet
Perspectivas 2010: Negócios e Vendas na InternetPerspectivas 2010: Negócios e Vendas na Internet
Perspectivas 2010: Negócios e Vendas na Internet
 
Marketing Digital Caxias do Sul | UCS
Marketing Digital Caxias do Sul | UCSMarketing Digital Caxias do Sul | UCS
Marketing Digital Caxias do Sul | UCS
 
Anlise swot redes sociais
Anlise swot redes sociaisAnlise swot redes sociais
Anlise swot redes sociais
 
Mkt digital tendencias_2013_laura_gris
Mkt digital tendencias_2013_laura_grisMkt digital tendencias_2013_laura_gris
Mkt digital tendencias_2013_laura_gris
 
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
I WANT IT NOW: As 5 características do consumidor que quer tudo agora.
 
Palestra CRECI SP
Palestra CRECI SPPalestra CRECI SP
Palestra CRECI SP
 
A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...
A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...
A UTILIZAÇÃO DO SOCIAL COMMERCE COMO FERRAMENTA DE GESTÃO PARA MICRO E PEQUEN...
 
Planejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digitalPlanejamento estratégico digital
Planejamento estratégico digital
 

Último

Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | PublicisNestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Jonas Jaeger
 
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RSChecklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
sindiconet
 
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrênciaMAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
CalerieLife Brasil
 
Coleção Origens .
Coleção Origens                          .Coleção Origens                          .
Coleção Origens .
mktjan
 
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - HavaianasTrabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
giovannamezavilla
 
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrênciaAllergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrênciaAON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
CalerieLife Brasil
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdfApresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
CalerieLife Brasil
 
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrênciaCorteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Jonas Jaeger
 
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicasAllergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Jonas Jaeger
 

Último (12)

Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | PublicisNestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
Nestlé | Brand Plan Nestronutri | Publicis
 
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RSChecklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
Checklist de Inspeção Predial - Enchentes no RS
 
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrênciaMAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
MAPFRE | Evento Liderança | Projeto vencedor de concorrência
 
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
Plano de Marketing / Plano de Compensação 10/06/2024
 
Coleção Origens .
Coleção Origens                          .Coleção Origens                          .
Coleção Origens .
 
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - HavaianasTrabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
Trabalho de Branding (etapa 1) - Havaianas
 
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrênciaAllergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
Allergan | Convenção de Vendas | Projeto vencedor de concorrência
 
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrênciaAON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
AON Festa de Final de Ano | Projeto vencedor de concorrência
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA 34 SLIDES PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024...
 
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdfApresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
Apresentação CALERIELIFE APN CURTA SOMENTE PLANO DE MARKETING 10-JUNHO-2024.pdf
 
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrênciaCorteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
Corteva | Plano de Incentivo | Projeto vencedor de concorrência
 
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicasAllergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
Allergan | Roadshow | Eventos em clínicas médicas
 

Ebook Mobile Marketing

  • 2. 2 Diagramação: Chave Amarela Propaganda Coelho, Fernando Mobile Marketing. Como otimizar o seu negócio com mobile marketing / Fernando Coelho: São Luis: 2015. Tipo de Suporte: E-BOOK - PDF ISBN: 978-85-63593-32-0 TODOS OS DIREITOS RESERVADOS – A violação do direito do autor (Lei nº 9.610/98) é crime estabelecido pelo artigo 184 do código penal.
  • 3. Segundo a Revista Eletrônica Meio & Mensagem, a frequência de troca de mensagens em dispositivos moveis está ultrapassando a de postagens nas redes sociais. No ano de 2014 houve um crescimento de 81% no consumo de conteúdo mobile, os vídeos já correspondem a 25% do tráfego da web, 14% a mais do que no ano de 2013. Este e-book tem como proposta apresentar o mobile marketing como uma ferramenta de comunicação, fortalecendo as estratégias de comunicação e marketing para pequenas e médias empresas. No decorrer desta obra será possível visualizar conceitos, técnicas e cases de mercado de maneira simples e descomplicada. Desejo a você uma boa leitura e espero que goste!!! 3 APRESENTAÇÃO
  • 4. 4 AUTOR Fernando Coelho é Mestrando em Ciências da Educação pela Universidade Católica Portuguesa; Pós-graduando em Gestão e Docência do Ensino Superior pela Faculdade Laboro. MBA em Marketing pela Universidade Estácio de Sá Rio do Janeiro (2014), Especialista em Administração Estratégica pela Universidade Estácio de Sá Rio do Janeiro (2012). Bacharel em Comunicação Social com Habilitação em Publicidade e Propaganda pela Faculdade São Luís (2010). Possui experiência em Comunicação e Marketing com ênfase em planejamento de comunicação, mídia, marketing, pesquisa de marketing e comunicação institucional, já tendo atuado nos departamentos de marketing do Armazém Paraíba, Coordenou o Departamento de Comunicação e Marketing e o Programa Pulsar da Concessionária Cauê Veículos, franqueada Chevrolet, Coordenou também o departamento de Comunicação e Marketing do Grupo Saga (Concessionárias Saga Renault e Estação Fiat) em São Luís.
  • 5. Quanto mais informação você tiver, mais o seu universo estará se expandindo. Você deve aprender o tempo todo, dessa forma mantém-se sempre preparado. #marketlook #gestão #mercado #marketing /fernandocoelho.publicidade @coelho_fernando | Insta @coelhofernando | Twitter Fernando Coelho | LinkedIn 5 AUTOR Na área de docência já passou pela Universidade Estadual Vale do Acaraú, Instituto Maranhense de Educação e Cultural e Universidade Ceuma. Atualmente integra a Gerência de Comunicação e Marketing da Companhia Energética do Maranhão (CEMAR), é Professor da Universidade Estácio de Sá São Luís nos Cursos de Graduação e Pós-Graduação, Membro do Portal Administrador e Consultor Independente em Marketing e Treinamentos Organizacionais.
  • 6. PROSUMERS 07 OS SMARTPHONES 09 CIBRIDISMO 11 DADOS DO MOBILE MARKETING 13 PERFIL DO USUÁRIO 15 CONSUMO DO USÁRIO 16 PAGAMENTO MOBILE 17 RESPONSIVIDADE 18 POR QUE INVESTIR NO MOBILE 19 AÇÕES DE MARKETING 21 QR CODE 22 INTERNET DAS COISAS 24 CONCLUSÃO 28 6 O QUE VEREMOS! PROSUMERS OS SMARTPHONES 11 13 15 16 17 18 19 AÇÕES DE MARKETING 21 22 24 CONCLUSÃO 28
  • 7. 7 OS PROSUMER’S Vivemos na era dos novos consumidores, hoje chamados de prosumers. Os prosumers são consumidores hiperconectados, absolutamente bem informados, e que estão incluídos numa rede de relacionamentos que envolvem laços fortes (pessoas conhecidas) e fracos (pessoas que não conhecem pessoalmente, mas que podem reproduzir as suas ideias na rede). Os Prosumers são indivíduos produtores e  consumidores de informação. Usam as redes sociais para falar do que
  • 8. 8 OS PROSUMER’S querem, são lidos, seguidos e ampliam sua rede de influência  através e a partir da web. Hoje os consumidores possuem poder de mídia e participam do processo comunicativo, não apenas como consumidores de informação, mas também como produtores e distribuidores. Mais do que nunca os consumidores do século 21 utilizam as suas redes sociais, através das mídias digitais para dizerem o que acham sobre as empresas e marcas, influenciando também outros consumidores nos seus hábitos de compra e consumo.
  • 9. 9 OS SMARTPHONES Algumas marcas já se deram conta de que os smartphones fazem parte da intimidade de seus consumidores, deixando de ser apenas um artefato tecnológico e se tornando ferramentas de gestão de nossas vidas. A utilização de aplicativos mobile e dispositivos não apenas está mudando os nossos hábitos, mas alterando de forma importante algumas de nossas estruturas de raciocínio e visão do mundo. Assim como o Carlos Miranda, faço aqui um alerta, da importância das empresas compreenderem a dinâmica dessas transformação de 15
  • 10. hábitos. Os smartphones se tornaram um novo canal de comunicação e vendas junto ao consumidor contemporâneo. Por meio deles é possível comunicar ofertas, promoções, mapear pesquisas e preferências dos nossos clientes. Há um mito comum que vem de pequenas e médias empresas, que apenas as gigantes podem ter um aplicativo ou trabalharem esse canal. Isso é um erro! Qualquer empresa, de qualquer área poderá explorar essa mídia e ferramenta. Portanto, convido você a refletir o que pode ser feito pela sua empresa a fim de se aproximar e relacionar com seu target. 10 OS SMARTPHONES 15
  • 11. Falei nas últimas páginas que somos cibridos por natureza. Cibridismo trata-se de um conceito recente que tem envolvido muita discussão, o nome é derivado das palavras Cyber+Híbrido Mostra o avanço tecnológico em conjunto com a sociedade envolvendo cada vez mais formas de resolver coisas do cotidiano com tecnologia (mesmo que involuntária). ALGUNS CONCEITOS DE ESPECIALISTAS NA ÁREA: Cibridismo é aquele limiar que existe ente estar online e offline. Com as novas tecnologias, ficou muito difícil determinar essa diferença. E o termo surgiu para unir esses dois mundos. Podemos abordar muita coisa com esse conceito como CIBRIDISMO 11
  • 12. ciborgues, mudanças estruturais, games e vidas virtuais. (Thiago Carrapatoso) O cibridismo é o contexto das tecnologias e da facilidade com que você consegue trabalhar em rede. O corpo físico não faz tanta diferença, mas sim o conteúdo. O aspecto cíbrido traz esse tipo de condição. (Carrapatoso) A hiperconexão e a proliferação de plataformas digitais passam a permitir ao ser humano transferir parte de si para o mundo digital, possibilitando um estado de viver constantemente entre as redes on e off line. (Marta Gabriel – Livro educ@r – 2013). Para compreender melhor convido você a assistir dois vídeo de especialistas que separei sobre o assunto. Basta clicar nos links. CIBRIDISMO Cibridismo: O mundo on-offline: Martha Gabriel at TEDxCanoas Giselle Beiguelman | A Arte do Cibridismo 12
  • 13. Segundo pesquisas do Olhar Digital, no ano de 2012 os smartphones cada vez mais passaram a ser utilizados por executivos e profissionais de diversas áreas. Sua grande penetração era entre jovens das faixas de 16 a 24 anos e mais de 30% dos brasileiros que possuíam um celular, estes eram um smartphone. No ano de 2013, parte significativa das visitas a sites de varejo já eram feitas por dispositivos móveis, representando 55% (44% pelos smartphones e 11% pelos tablets). Estudos mostram também que a sociedade hoje não consegue mais separar o online do off-line. Segundo a pesquisa “Jovem Mobile.BR”, realizada pela E.life entre maio e junho de 2013, entre os jovens de 18 a 30 anos, 95,6% já possuiam smartphones e 51,7% possuiam tablets. No ano de 2013 também 2,5 milhões de brasileiros já haviam desenvolvido o hábito DADOS DO MOBILE MARKETING 13
  • 14. DADOS DO MOBILE MARKETING 14 de fazer compras em dispositivos móveis, passando pelo menos 84 minutos usando o Smartphone por dia. O aparelho é checado a cada 8 minutos e 30 segundos. Em 2013 o Brasil fechou o ano com 250,8 milhões de linhas ativas. Já em 2014, segundo a Anatel o país fechou o ano com mais de 278 milhões de linhas ativas de celular. UM CRESCIMENTO DE MAIS DE 11%
  • 15. PERFIL DO USUÁRIO DE INTERNET MÓVEL 15 Existe uma máxima no marketing que diz que o marketing é entender para atender. Então, separei essa página especialmente para falar sobre o perfil do usuário de internet móvel. Segundo pesquisa realizada pela Vserv.mobi em parceria com a Mobile Marketing Association (MMA) o perfil médio do usuário de Internet móvel na América Latina é homem, jovem, bem instruído e receptivo à publicidade móvel desde que os anúncios sejam relevantes. A pesquisa foi realizada com 3 mil usuários de Internet móvel em sete países da região: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, México, Peru e Venezuela. Foram entrevistadas apenas pessoas que acessaram sites e apps móveis. 26% têm entre 25 e 25 ano A maioria (58%) são homens 24% têm um emprego em tempo integral; 23% são estudantes; 19% são profissionais liberais 45% têm tablets; 56%, carro ou moto; e 52% 38% têm terceiro grau completo e 33%, incompleto
  • 16. CONSUMO DO USUÁRIO DE INTERNET MÓVEL 16 O que o usuário de internet móvel costuma consumir? Essa é uma pergunta importante para que possamos traçar estratégias de comunicação e marketing para as marcas que estamos prestando serviço. Em termos de conteúdo móvel, no último mês de 2014, segundo diversas pesquisas na área, as principais atividades desempenhadas pelos usuários foram: baixar jogo ou aplicativo em seu telefone; baixar vídeos e ouvir músicas. Sobre publicidade móvel, o público latino-americano aprova receber anúncios desde que eles sejam relevantes em sua vida. De acordo com a pesquisa da Mobile Marketing Association (MMA) 73% gostam de anúncios que os ajudem a baixar conteúdo móvel; 55%, que ajudem a localizar algo por perto; 45%, que dêem descontos; 44%,  que os façam entender melhor sobre uma marca.
  • 17. PAGAMENTO MOBILE 17 A JWT divulgou um estudo comprova que gigantes da tecnologia, startups, varejis- tas e outras empresas estão brigando por um pedaço desse mercado em ascensão na esperança de impulsionar a lealdade do consumidor. 1)  As marcas devem se preparar para um futuro no qual o dinheiro será limitado; 2) Empresas precisam atender os dese- jos dos millenials por facilidade e agilidade no uso desses novos formatos; 3) É importante dar a opção para os con- sumidores; 4) Segurança e privacidade são conside- rações essenciais; 5)  Oferecer produtos ou serviços de graça em troca de shares nas redes sociais aumenta o engajamento; 6) É importante que marcas experimen- tem alternativas de pagamento. Fonte: JTW / 2014
  • 18. RESPONSIVIDADE 18 Outro ponto importante que se deve destacar ao falar de mobile marketing é a responsividade. O design responsivo está relacionado a usabilidade, que é quando pensamos na melhor experiência que um usuário terá ao navegar em nossa página, independente de qual aparato tecnológico seja. Se você acessar um blog de um celular ou tablet ele precisa se adaptar ao meio pelo qual está sendo acessado. Isto é design responsivo. Com a técnica de design responsivo o site é construído de forma que ele tente se adaptar o melhor possível a tela em que esta sendo carregado.
  • 19. POR QUE AS EMPRESAS DEVEM INVESTIR NO MOBILE Através da hipersegmentação, você pode conhecer seus clientes, saber do que eles gostam, para assim poder impactá-los. A agilidade que o mobile proporciona permite que em pouco tempo você possa conversar com milhares de pessoas. Lembre-se de personalizar (afinal de contas, você terá informações suficientes para isso). Mensure os resultados e leve os pontos positivos para as próximas campanhas. Fonte: ideiademarketing.com 19
  • 20. Mesmo assim, 79% das empresas ainda não têm um site otimizado para mobile! POR QUE AS EMPRESAS DEVEM INVESTIR NO MOBILE 20
  • 21. AÇÕES DE MARKETING E UTILIZANDO O CELULAR 21 SMS - mensagens de texto - É barato e rápido; - 99,99% dos celulares recebem e enviam SMS. Torpedo de voz - Custo de uma ligação; - Mensagens personalizadas. WAP - Internet Móvel - Serviços disponíveis 24h; - Mobile Banking. Advergames - Patrocínio de games exclusivos; - Associação da marca com o game.
  • 22. Qr-Code É um código de barras em 2D que pode ser escaneado pela maioria dos aparelhos celulares que têm câmera fotográfica. Esse código, após a decodificação, passa a ser um trecho de texto, um link e/ou um link que irá redirecionar o acesso ao conteúdo publica- do em algum site. Grande parte da decisão de compra acontece no ponto de venda e o QR Code pode ser utilizado como importante ferra- menta para esta decisão. Para o varejista o QR Code pode ser um grande aliado, já que o espaço de exposição no PDV é sempre limitado e muito disputa- do. Essa ferramenta pode servir para divul- gação, exploração de campanhas promocio- nais, ações conjuntas com a marca, ofertas relâmpagos,, descontos exclusivos, entre outras ações.  22
  • 23. Qr-Code 23 Além do QR Code é possível trabalhar também com outras variações como o barra code – muito utilizado em tickets de cinema e aeroportos e o onda sonora code, aqueles que a Coca-Cola utilizou em suas latinhas durante o evento Rock in Rio.
  • 24. A INTERNET DAS COISAS 24 A Internet das Coisas ou Internet of Things (IoF), em inglês, é um termo utilizado para designar a conectividade entre vários tipos de objetos do dia a dia sensíveis à in- ternet, desde de eletrodomésticos até outros equipamentos espalhados pela cidade. Imagina você chegar ao posto de ga- solina para abastecer e a bomba de gasolina fazer uma leitura óptica de sua placa, que está conectada com o seu marcador de ga- solina via bluetooth e imediatamente deter- minar a quantidade exata que você necessi- ta abastecer. Imagina agora, sua geladeira identificar a quantidade de ovos que está faltando na bandeja e você receber um sms em seu celular. Tudo isso será (ou já é)
  • 25. possível com a internet das coisas. A inter- net das coisas é uma revolução tecnológica que representa o futuro da computação e da comunicação interagindo com o ser humano e facilitando sua vida no cotidiano. MAS, O QUE DE FATO É A INTERNET DAS COISAS? A internet das coisas consiste na in- terligação de objetos e aparelhos a grandes bases de dados e redes e a redes das redes, gerando registros de dados sobre cada coisa a ela relacionada. Tecnicamente é a relação simbiótica entre o mundo físico e o mundo digital, onde ambas se comunicam e interagem com outras entidades do mundo virtual, sejam estes objetos ou pessoas. De acordo ainda com a Trend Watching, a Internet das Coisas não é puramente transformar qual- quer aparelho em um dispositivo conectado ou inteligente, ele precisar facilitar sua vida. A INTERNET DAS COISAS 25
  • 26. A INTERNET DAS COISAS 26 COMO SERÁ EM EXATOS DOIS ANOS? Segundo especialistas, o grande be- nefício da  internet  das coisas será a inte- gração das informações e criação de identi- dade (e inteligência) eletrônica aos objetos. Essa evolução proporcionará a transfor- mação de objetos estáticos em objetos dinâ- micos. Será possível vermos objetos “falan- do” uns com os outros e criando uma verda- deira Internet das coisas. A Internet das Coisas vai criar uma rede de centenas de bilhões de objetos identificáveis e que poderão inter-operar uns com os outros e com os “data centers” e suas nuvens computacionais. No futuro, uma caixa de leite trará um sensor que iden- tifica na parte de fora se a bebida está própria para o consumo, deixando uma eti- queta verde se estiver bom e vermelho se não estiver.
  • 27. A INTERNET DAS COISAS 27 Pulseira Nike FuelBand registra os movimentos do usuário. Os dados são registrados em um aplicativo para smartphone que se conecta à pulseira por Bluetooth e que é capaz de dar ava- liações sobre as atividades físicas, enviar lembretes e ideias de exercícios para os usuários. Stir Kinetic Desk mesa desenhada com o propósito de promover o movimento do usuário durante o dia de trabalho. Ela aprende comporta- mentos do usuário e, ao longo do dia, se movimenta para tirar o trabalhador da mesma posição.
  • 28. CONCLUSÃO 28 As marcas não podem mais perder tempo – elas precisam conectar os seus negócios com o universo digital. O consumidor tornou-se cibrido, mobile e hiper- conectados, seus costumes e hábitos mudaram, e hoje o digital faz parte da rotina de muita gente. Segundo o Ibope, 38% dos brasileiros aces- sam a internet diariamente e 87% dos internau- tas brasileiros entram na internet pelo menos uma vez por semana. Em 2015, o Brasil deve ser o 4º país mais conectado do mundo, ultrapas- sando o Japão. E como tirar proveito de tudo isso nos negócios e na publicidade? O mobile é a área que cresce mais cresce no digital. O consumidor possui um alto grau de intimidade com seus aparelhos moveis. Progra- mas de fidelidade, relacionamento, informati- vos, descontos, promoções, campanhas interati- vas, são algumas das possibilidades de marke- ting para essa mídia. Entender o universo digital é cada dia mais uma obrigação dos profissionais da área que desejam fazer a diferença para as marcas que prestam serviço. Espero que este ebook tenha sido útil para você. Compartilhe com sua rede e ajude outras pessoas a refletirem sobre a importância do móbile marketing para os negócios. Grande abraço!