SlideShare uma empresa Scribd logo
Profª: Cinthya Lima
Conceitos Básicos
 Toda substância natural ou sintética, que ao ser
  introduzida no organismo vivo, provoca nele uma
  ou mais modificações.
 Toda substância natural ou sintética que,
  introduzida no organismo, intoxica (envenena),
  podendo ocasionar alterações e até provocar a
  morte.
 Substância natural ou sintética que atua no cérebro,
  afetando processos mentais, motores e emocionais,
  modificando a atividade psíquica e o comportamento
  (excitando, deprimindo, perturbando). Tem tropismo
  pela mente.
 É a adaptação do organismo
  a      determinada     droga.
  Caracteriza-se           pela
  diminuição     gradual    dos
  efeitos, sendo necessário um
  aumento das doses para se
  conseguir      os      efeitos
  anteriores.
 É um conjunto de sintomas
  desagradáveis que o individuo
  experimenta pela ausência da
  droga no seu organismo e que se
  traduzem por sudorese intensa,
  dores     epigástricas,  distúrbios
  emocionais,
   convulsões cerebrais, agitação e
  tremores, crises de violência
  contra si e contra outras pessoas.
  A falta da droga pode levar a
  pessoa a demência aparentemente
  irrecuperáveis.
 Necessidade orgânica de
  receber doses de certas
  substâncias, às quais o
  organismo se acostuma, cuja
  supressão causa distúrbios
  mais ou menos graves,
  denominados “síndrome de
  abstinência”.
 Desejo psicológico de usar a droga, pelo bem-estar que
  ela produz. Modificação de comportamento. Mal-estar.
  Vontade irreprimível de usar a droga.


 Observação:      Diante     da
  complexidade de diferenciar os
  dois tipos, a OMS recomenda,
  hoje,    falar  apenas     em
  dependência,    caracterizada,
  ou não, pela síndrome de
  abstinência.
 São drogas com ação
  psicotrópica            no
  organismo e que são de
  consumo permitido por
  lei.
  Entre elas estão: bebidas
  alcoólicas,        tabaco,
  tranqüilizantes, soníferos
  e estimulante
 (chá e café).
 São drogas cujo consumo é proibido por lei,
  como: LCD, maconha e plantas alucinógenas.
 Toda substância fármaco e que se destina a
  modificar algum estado patológico.
CLASSIFICAÇÃO DAS DROGAS
 As drogas classificam-se em:

 ∙ depressoras;
 ∙ estimulantes e alucinógenas;
 ∙ perturbadoras.


 Quais efeitos podem ser
  observados quando se
  usa drogas?
                           São três os principais
                            efeitos que podem ser
                            observados.
1) A pessoa fica e mais
alerta,      atenta,     com
tendência a falar mais e
mais rápido. Sente-se
animada, bem disposta e
momentaneamente mais
apta a realizar coisas ditas
como       difíceis    ou
desgastantes         (efeito
estimulante), Como se
diz na gíria “ligadas”.        Drogas que causam estes
                               efeitos:
                               _ anfetamina, cocaína,
                               cafeína e nicotina,
                               chamadas de drogas
                               estimulantes.
2) A pessoa fica mais relaxada e calma, podendo até, conforme a
dose, sentir-se sonolenta e mole, como seus movimentos ficam mais
lentos reagem pouco aos estímulos (efeito depressor ), mas
também conhecido como efeito sedação, grogue, dopado, etc. Como
a atuação fica comprometida, a memória também é alterada.



                                     Drogas que causam estes
                                     efeitos:
                                     _ bebidas alcoólicas,
                                     calmantes,    codeína,
                                     barbitúricos          e
                                     inalantes, chamadas
                                     de              drogas
                                     depressoras.
3) A pessoa passa a
perceber         as      coisas
deformadas, muito coloridas,
grandes        ou    pequenas,
distorcidas.              Seus
pensamentos podem ficar
como as imagens sonhos,
bizarros      e    sem    nexo
aparente.       É    o    efeito
perturbador       do   sistema
nervoso central, que se
manifesta principalmente em
sua     atividade    perceptiva    Drogas que causam estes efeitos:
(efeito alucinógeno ).             _maconha, LCD, ayuascas,
                                   também      chamadas     como
                                   drogas perturbadoras.
DROGAS DEPRESSORAS DO
   SISTEMA NERVOSO
       CENTRAL
 Porque drogas depressoras          do    Sistema
  Nervoso Central?

 São assim chamadas por diminuir, enfraquecer e
  deprimir a atividade a atividade geral do cérebro.
 Quais são as drogas depressoras do sistema nervoso
  central?

Fazem parte destas drogas os:

 CALMANTES;
 OPIÁCEOS;
 BARBITÚRICOS;
 BEBIDAS ALCOÓLICAS
 O uso destas drogas deixa a pessoa sedada, relaxada,
  mole, com a capacidade de desligar-se dos problemas
  (ficando mais à vontade em situações penosas),
  algumas pessoas tendem a manifestar mais
  abertamente   seus    sentimentos   (fenômeno     da
  desinibição).

 Por exemplo: se uma pessoa está com raiva, ao usar esse tipo de
  droga, pode tornar-se violento em função da liberação de impulsos
  agressivos deprimidos.
 O que as bebidas alcoólicas podem provocar?

 O álcool etílico contido nas bebidas é uma droga
 depressora, provoca dependência, tolerância e
 síndrome de abstinência.
                         O álcool é uma das drogas
                         mais consumidas no Brasil
                         e, dentre as pessoas que
                         bebem, 30% desenvolvem
                         algum tipo de problema
                         organico.
 O que é alcoolismo?

   O alcoolismo ou etilismo ocorre quando o uso de
   bebidas alcoólicas ocasiona prejuízos ao individuo, à
   sociedade ou à ambos. Ou seja, quando a pessoa
   apresenta problemas de saúde, de relacionamento, ou
   com a sociedade, por ficar alcoolizado.
 Quais os prejuízos ocasionados pelo álcool?

 O álcool afeta todas as funções do organismo. Seus
 efeitos ficam mais intensos quando é usado juntamente
 com outras drogas.


  *Em pequenas quantidades
  pode ocasionar sensação de
  bem-estar, alegria, excitação,
  facilidade de comunicação.
Em maiores quantidades
aparecem as irritações,
sonolência, tontura, ataxia
(dificuldade de caminhar),
que podem ficar mais
graves com a perda de
consciência,     anestesia,
coma profundo e morte por
depressão.
 Quais os prejuízos do alcoolismo na família?
O alcoolismo sempre trás inúmeros prejuízos a família,
tais como:                 • Abandono da família;
                           •   Dissolução familiar;
                           •     Diminuição no rendimento do
                               trabalho;
                           •      Violência com os filhos e
                               cônjuges;
                           •   Tensão familiar;
                           •   Uma em cada três famílias sofre
                               com o alcoolismo em pelo
                               menos um de seus membros;
                           •   As crianças filhas de alcoolistas,
                               em geral, comprometem sua
                               aprendizagem e apresentam
                               problemas emocionais.
 E no trabalho?

 No     trabalho    o   alcoolista
 apresenta toda uma série de
 transtornos que afetam desde si
 mesmo como o ambiente em
 volta de si, e os perigos de
 realização de trabalhos em
 máquinas,       andaimes      de
 construções, escadas e outros,
 como:
 Absenteísmo (licença por doenças, ausência de curta duração,
  principalmente nos dias próximos a fins de semanas e feriados;
 Ausência durante o trabalho (saídas freqüentes e atrasos);
 Altas taxas de acidentes (negligência, incoordenação motora, não
  uso de equipamentos de segurança, falta de concentração,
  imprudência);
 Produtividade baixa (rende menos pela manhã, desperdício de
  materiais, desculpas esfarrapadas;
 Mudanças de hábitos pessoais;
 Relacionamento com os colegas.
 O que fazer se encontrar um amigo alcoolizado?

 Leve-o para casa;
 não o deixe dirigir automóvel ou moto;
 se estiver inconsciente (desmaiado) deite-o de lado para evitar que
  aspire “sufoque” caso vomite e leve-o para um pronto socorro;
 se estiver consciente, deixe-o sentado de lado.
 não o deixe nadar;
 passe um agasalho pelo seu corpo para mantê-lo aquecido;
 é prejudicial dar banhos frios;
 o uso de café forte não melhora a intoxicação;
 não existem remédios que previnem o efeito do álcool;
 procure ajuda e não use calmantes;
 O que são solventes e inalantes?

 São substâncias com capacidade de dissolver outros produtos e
 que podem ser inalados pelo nariz ou boca

   Os     solventes       mais
   comumente usados são:
      •Cola de sapateiro,
      •Acetona,
      •Esmalte,
      •Tíner;
      •“Cheirinho-da-loló” ;
      •Lança perfume.
 O que provoca no organismo a cola de sapateiro?

 Após inalados produzem inicialmente uma fase de excitação,
  deixando a pessoa eufórica, podendo ocorrer tonturas,
  perturbações visuais e auditivas, produzindo depois um quadro
  depressivo, seguido de confusão mental, desorientação, dor de
  cabeça, voz pastosa, incoordenação motora, diminuição dos
  reflexos, chegando a inconsciência e morte.
O uso prolongado pode provocar alterações e várias partes do
    organismo, tais como:

   Degeneração de algumas áreas do cérebro;
   Diminuição do funcionamento da medula óssea;
   Alteração no fígado e nos rins;
   Comprometimento dos nervos;
   Lesões nos nervos dos olhos;
   Modificações nos batimentos cardíacos;
   Alterações de memória;
   Cansaço etc.

    Certamente é a substância mais usada por menores,
    principalmente carentes. Associa no mesmo usuário efeitos tóxicos
    das substâncias e os efeitos carênciais da falta de alimentação e
    de afeto.
DROGAS ESTIMULANTES
 Porque drogas estimulantes?
 São assim chamadas porque são substâncias capazes de acelerar
  o funcionamento do cérebro e com esta hiperexcitabilidade
  aumentam o estado de alerta, diminuem o sono e o apetite e
  aumentam a capacidade física para o trabalho e esporte, apesar de
  diminuir o desempenho.
 Os estimulantes mais conhecidos são a cocaína a anfetamina e
  derivados anfetamínicos (remédios para emagrecer).
 As anfetaminas também são conhecidas como bola, boleta, pedra.
 Para que as anfetaminas são usadas?
 O propósito para a utilização da anfetamina são vários:
1)Facilitar a perda de peso;
2)Para controle de doenças comportamentais de crianças
  (hiperatividade);
3)Para controle de sintomas de narcolepsia (alteração do
  sono – quando a pessoa em qualquer local e ora do dia)
4)E muito mais frequêntemente, são usados com o fim de
  abuso.
 OBS: Lembrando que só podem ser receitadas por médicos.
 Que problemas causam a saúde?

*Incapacidade de avaliar sua própria condição física e psicológica
   quando sob a ação de drogas.
*Outras complicações são associadas com os efeitos das drogas, tais
   como:
*Irritabilidade, tensão, ansiedade, tremor fino e perda de peso com
   deficiência alimentar;
*Problemas cardíacos com aumento da pressão arterial e arritimias;
• Associados com administração da droga, problemas de infecção no
   local da injeção ou generalizada (AIDS e Hepatite).’
 As anfetaminas produzem dependência?
 Sim, o uso continuado destas drogas ocasiona a
  necessidade de aumentar a dose para produzir efeito
  igual ao efeito produzir efeito obtido no inicio do uso.
 O cigarro é uma
  droga?

 Sim, o cigarro é uma
 droga licita e provoca
 dependência física e
 psíquica.
 O cigarro é um produto industrializado que contem as folhas
  secas do tabaco (planta que deriva a nicotina).
 Também se usa o tabaco em cachimbo, charuto, fumo em corda,
  palheiro e rapé.
 Todas essas misturas apresentam substancias parecidas.
 Algumas vezes as folhas de tabaco são misturadas co drogas
  ilícitas, trazendo efeitos adicionais.
 Quais     as      doenças
  ocasionadas pelo fumo?

 O uso crônico do fumo pode
 ocasionar levar a morte através
 das seguintes doenças:
 .    Doenças isquêmicas do
 coração (infarto do miocárdio;
 .     Isquemias ou hemorragias
 cerebrais;
 .    Doença pulmonar obstrutiva
 crônica;
 .     Câncer de pulmão, boca,
 laringe, esôfago e bexiga
 As crianças que fumam faltam mais à escolas do que as que não
  fumam.
 E quanto mais cedo o jovem se torna fumante frequênte maior a
  propensão para desenvolver doenças graves como as citadas
  acima.
 O que acontece com as pessoas que convivem com
  quem fuma?
 A essas pessoas chamamos de “fumantes passivos”. Dependendo
  da ventilação do local e da concentração de fumaça de cigarro, em
  8hs uma destas pessoas pode aspirar o equivalente a 1 ou 4
  cigarros fumados.
 As crianças são as mais atingidas, apresentado maior frequência
  de proplemas respiratórios agudos.
 Pesquisas também comprovam que filhos de pais que fumam tem
  maior risco de apresentar um câncer na idade adulta.
 A cafeína é uma droga estimulante?
 Sim, a cafeína é uma das drogas estimulante mais populares e
  mais consumidas no mundo.
 Pode ser encontrada em café, chá, chocolates, em refrigerantes
  tipo coca-cola e em alguns remédio para combater a enxaqueca.
 Quais os efeitos da cafeína?
 Uma xícara de café contem mais
  ou menos 86mg de cafeína. O uso
  diário de 250mg é excessivo.
  Causa danos ao organismo e
  ulcerações  na    mucosa     do
  estomago.

 Efeitos: 2 ou mais xícaras de café
  aumentam         os     batimentos
  cardíacos, a temperatura do corpo,
  a atividade dos rins e a secreção
  do suco gráfico. Podem causar
  temores, perda de sensação de
  fome.     Interferem   no    sono
  causando insonia.
 O que é cocaína?

 É uma droga que extraída das
 folhas de uma planta originária
 da América do Sul. Ela é
 comercializada na forma de
 pasta (pasta base) ou pó
 (cloridrato de cocaína) que
 pode ser aspirado, diluindo em
 água para ser injetado ou sob
 forma de uma base (crack) para
 ser fumado.
 Inicialmente        a      cocaína
  apresenta efeitos muito rápido,
  produzindo euforia, “sensação
  de poder, de brilho”, estado de
  excitação,          hiperatividade,
  insônia, falta de apetite e
  perda       da     sensação     de
  cansaço.
 Com o aumento das doses
  surgem         os     sinais    de
  irritabilidade,     agressividade,
  “visões”       (alucinações)     e
  “viagens” (delírios), dilatação
  da pupila e outros.
O que é crack?
 É cocaína solidificada, fumada na forma de pedra (mistura de
  cocaína com bicarbonato de sódio ou amoníaco e água.
 A ação da cocaína no organismo é mais rápida e mais poderosa
  do que a cocaína comum.
 O efeito leva de 6 a 8 minutos, é seguido por uma depressão que
  leva o usuário a uma compulsão por nova dose.
 Algumas pessoas que trabalham com usuários de crack os
  descrevem como um inferno de “compulsão e desespero”.
 Existe um tipo de crack que é feito contendo impurezas, como
  ácido sulfúrico, cetona e outros que potencializam sua toxidade e
  com isto aparecem complicações orgânicas como fibrose
  pulmonar, pneumonia química e outros problemas respiratórios.
 O crack arrasa com quem usa.
O que é Merla?

 A Merla é preparada a partir
  das folhas de coca banhadas
  em gasolina ou querosene,
  usada com cigarro comum ou
  com maconha.

 É mais barata e consumida
  por pessoas de baixa renda.

 Seus     efeitos  são     mais
  intensos que a cocaína.
 Quais os riscos do uso da
  cocaína injetável?
 A cocaína injetável pode causar
  pode trazer problemas em função
  do solvente utilizado, líquido para
  dissolver a droga.
 O fato de uma mesma seringa ser
  utilizada por várias pessoas pode
  levar a transmissão de sífilis,
  malária,       hepatite,endocardite
  infecciosa,    Aids     e    menos
  comumente        pneumonia       ou
  infecções localizadas.
 bebidas alcoólicas;
 os medicamentos calmantes (tranqüilizantes ou
  ansiolíticos);
 xaropes e medicamentos com codeína (um
  derivado do ópio);
 os barbitúricos (soníferos, anticonvulsivantes e
  analgésicos);
 e as substâncias voláteis como o “cheirinho-da-
  loló” e a cola de sapateiro, que são usadas como
  inalantes.
 É frequente os próprios alunos serem os passadores
  (aviões) de drogas para os demais. Existem também o
  “pequeno traficante”, que te acesso as imediações da
  escola (pátio, banheiros, corredores) e faz o comércio
  da droga.
 Infelizmente existe professores, funcionários e até
  mesmo diretores usuários de drogas. Aqui cabe a ação
  disciplinar do órgão competente.
A prevenção
 Que estratégias a escola pode usar para prevenir
  o uso de drogas?


Para viabilizar e desenvolver
ações de prevenção ao uso de
drogas no currículo escolar,
faz-se     necessário   criar
algumas estratégias:
 Criar na escola uma comissão de coordenação para
  acompanhar as ações de prevenção;
 Envolver todos os educadores e todas as pessoas que
  preste algum tipo de serviço na escola para um
  treinamento para a prevenção;
 Conhecer a realidade da escola e relação ao consumo
  de drogas, através de levantamento, pesquisa e outros
  meios;
 Levar outros fatores-alvo de prevenção existentes na
  comunidade escolar, como: violência, prostituição,
  gravidez    precoce,     doenças     venéreas,  Aids,
  discriminação dentre outros.
 Adaptar os conteúdos de prevenção e as atividades à
  capacidade e interesse de cada faixa etária.
 Estabelecer vinculo com os órgão de Saúde público,
  Conselho das Crianças e do Adolescentes, Segurança
  Pública e instituições privadas, para assessoramento
  técnico e atendimento as escolas.
 Criar atividades motivadoras que comprometam
  ativamente os alunos e promovam a expressão e a
  comunicação mútua;
 Não expulsar, não discriminar e não rotular alunos
  envolvidos com as drogas ou outros problemas de
  comportamento, nem isolá-los, mas procurar diálogo e
  integrá-los nas atividades escolares, lazer esportes,
  debates e outros;
 Tomar as devidas providências para que elementos
  estranhos ou suspeitos não circulem nas imediações da
  escola;
 E, de acordo com as realidades regionais, locais e de
  cada escola, outras estratégias far-se-ão necessárias
  para garantir a implementação da prevenção na escola.
 A escola precisa ter em seu Regimento Interno ima
  posição clara em relação ao assunto;
 Toda comunidade escolar deve conhecer qual é esta
  posição;
 O aluno deve saber o que poderá acontecer co ele, se
  usar drogas nas escolas,,e ou se fornecer drogas aos
  demais.

 No caso de tráfico agir na forma da lei, com muita
  firmeza.
Acesse o link abaixo saiba mais a respeito das
                   drogas.



       Psicologia :: Drogas :: Cidadania
Drogas   apresentação
Drogas   apresentação
Referência:
GAMA, Joaquim J. e outros, Fumo e Saúde. São Paulo, BRADEPCA,
1985;

MURAD, L. E. O que os jovens precisam saber sobre as drogas. Belém.
Prevenção Científica, 1986;

GRAEFF, F. G. Drogas psicotrópicas e seu modelo de ação. Ed. Ver. aum.
São Paulo, EPU, 1990;

VISSOLTO, Salete Maria. A droga a escola e a prevenção. Ed. Vozes. Rio
de Janeiro, 1987.

Psicologia :: Drogas:: Cidadania : http://drogasecidadania.cfp.org.br/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
ladydanasoares
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
Dallyla Sohara
 
Palestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogasPalestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogas
Prefeitura Municipal de Bandeirantes,PR
 
Prevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogasPrevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogas
Luiz Siles
 
Drogas
DrogasDrogas
Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
Ericka Vanessa Andrade
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
marretti
 
Alcoolismo (3)
Alcoolismo (3)Alcoolismo (3)
Alcoolismo (3)
Alinebrauna Brauna
 
Drogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitasDrogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitas
-
 
Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !
luizaoandrade2010
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
Edson Demarch
 
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Raiane Assunção
 
Apresentação drogas 2
Apresentação drogas 2Apresentação drogas 2
Apresentação drogas 2
Alinebrauna Brauna
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
Fernanda Marinho
 
Drogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasDrogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitas
duartefran
 
Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)
Alinebrauna Brauna
 
Seminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e DrogasSeminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e Drogas
Potencial Empresário
 
Drogas
DrogasDrogas
Diga não as drogas
Diga não as drogasDiga não as drogas
Diga não as drogas
edivalbal
 
Apresentação drogas escola
Apresentação drogas escolaApresentação drogas escola
Apresentação drogas escola
Alinebrauna Brauna
 

Mais procurados (20)

Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
 
Slides drogas-2
Slides   drogas-2Slides   drogas-2
Slides drogas-2
 
Palestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogasPalestra prevencao drogas
Palestra prevencao drogas
 
Prevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogasPrevenção ao uso de drogas
Prevenção ao uso de drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Slide sobre drogas
Slide sobre drogasSlide sobre drogas
Slide sobre drogas
 
O perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power pointO perigo das drogas apresentação power point
O perigo das drogas apresentação power point
 
Alcoolismo (3)
Alcoolismo (3)Alcoolismo (3)
Alcoolismo (3)
 
Drogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitasDrogas licitas e ilícitas
Drogas licitas e ilícitas
 
Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !Drogas - Liberte-se delas !
Drogas - Liberte-se delas !
 
Palestra drogas escolas
Palestra drogas   escolasPalestra drogas   escolas
Palestra drogas escolas
 
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
Prevenção contra o uso de drogas, álcool e fumo.
 
Apresentação drogas 2
Apresentação drogas 2Apresentação drogas 2
Apresentação drogas 2
 
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIADROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
DROGAS NA INFÂNCIA E NA ADOLESCÊNCIA
 
Drogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitasDrogas licitas e ilicitas
Drogas licitas e ilicitas
 
Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)Alcoolismo (4)
Alcoolismo (4)
 
Seminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e DrogasSeminario Alcool e Drogas
Seminario Alcool e Drogas
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Diga não as drogas
Diga não as drogasDiga não as drogas
Diga não as drogas
 
Apresentação drogas escola
Apresentação drogas escolaApresentação drogas escola
Apresentação drogas escola
 

Semelhante a Drogas apresentação

Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
MAISA CRISTINA
 
Alcool e outras drogas
Alcool e outras drogasAlcool e outras drogas
Alcool e outras drogas
blogspott
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
Francisca Santos
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
tocha_turma9a
 
Drogas que deprimem o snc
Drogas que deprimem o sncDrogas que deprimem o snc
Drogas que deprimem o snc
Iasmin Chaves
 
4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona
familiaestagio
 
Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.
Jocilaine Moreira
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
URCA
 
Drogas matam aceite a jesus
Drogas matam aceite a jesusDrogas matam aceite a jesus
Drogas matam aceite a jesus
Marcos de Paula Marcos
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
Ivaneth Almeida
 
Drogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosDrogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitos
Aline Costa
 
Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009
Ricardo
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas e alcool
Drogas e alcool Drogas e alcool
Drogas e alcool
Dr.Marcelinho Correia
 
Potiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescenciaPotiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescencia
Fabio Spina
 
Curtir Sem Drogas
Curtir Sem DrogasCurtir Sem Drogas
Curtir Sem Drogas
ivanaferraz
 
As drogas
As drogasAs drogas
As drogas
Tamires Lima
 
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITAVÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
ARMAZÉM DE ARTES TANIA PAUPITZ
 
Drogadicción
DrogadicciónDrogadicción
Drogadicción
05042304100
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Paulo Negreiros
 

Semelhante a Drogas apresentação (20)

Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
Alcooleoutrasdrogas 120329155650-phpapp02
 
Alcool e outras drogas
Alcool e outras drogasAlcool e outras drogas
Alcool e outras drogas
 
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticasAs drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
As drogas podem ser tanto naturais quanto sintéticas
 
Substâncias Psicoactivas
Substâncias PsicoactivasSubstâncias Psicoactivas
Substâncias Psicoactivas
 
Drogas que deprimem o snc
Drogas que deprimem o sncDrogas que deprimem o snc
Drogas que deprimem o snc
 
4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona4 plano de aula nervoso.mona
4 plano de aula nervoso.mona
 
Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.Liberdade é viver sem drogas.
Liberdade é viver sem drogas.
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas matam aceite a jesus
Drogas matam aceite a jesusDrogas matam aceite a jesus
Drogas matam aceite a jesus
 
Drogas 2
Drogas 2Drogas 2
Drogas 2
 
Drogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitosDrogas e seus efeitos
Drogas e seus efeitos
 
Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009Trabalho Gabriela 23/09/2009
Trabalho Gabriela 23/09/2009
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Drogas e alcool
Drogas e alcool Drogas e alcool
Drogas e alcool
 
Potiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescenciaPotiguara drogas e adolescencia
Potiguara drogas e adolescencia
 
Curtir Sem Drogas
Curtir Sem DrogasCurtir Sem Drogas
Curtir Sem Drogas
 
As drogas
As drogasAs drogas
As drogas
 
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITAVÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
VÍCIOS COMUNS NA VISÃO ESPÍRITA
 
Drogadicción
DrogadicciónDrogadicción
Drogadicción
 
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às DrogasCartilha Educativa de Prevenção às Drogas
Cartilha Educativa de Prevenção às Drogas
 

Último

EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
Sandra Pratas
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
AntHropológicas Visual PPGA-UFPE
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Falcão Brasil
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
Espanhol Online
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Mary Alvarenga
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mary Alvarenga
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
JocelynNavarroBonta
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
Sandra Pratas
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
marcos oliveira
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
felipescherner
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Centro Jacques Delors
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
Falcão Brasil
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
Falcão Brasil
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
LeideLauraCenturionL
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
deboracorrea21
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Mary Alvarenga
 

Último (20)

EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
EBBOK_HORA DO CONTO_O SONHO DO EVARISTO_PAULA FRANCISCO_22_23
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
O processo da farinhada no Assentamento lagoa de Dentro, Zona Rural de Várzea...
 
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdfGeotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
Geotecnologias Aplicadas na Gestão de Riscos e Desastres Hidrológicos.pdf
 
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
A experiência do professor. Publicado EM 08.07.2024
 
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
Desafio matemático -  multiplicação e divisão.Desafio matemático -  multiplicação e divisão.
Desafio matemático - multiplicação e divisão.
 
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História. Mini livro  sanfona - Minha Escola Tem História.
Mini livro sanfona - Minha Escola Tem História.
 
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONALEMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
EMOCIONES PARA TRABAJAR EN LA AREA SOCIOEMOCIONAL
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
EBOOK_HORA DO CONTO_O MONSTRO DAS CORES_ANGELINA & MÓNICA_22_23
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdfquadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
quadro de rotina semanal da coord.docx.pdf
 
Guerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibéricaGuerra de reconquista da Península ibérica
Guerra de reconquista da Península ibérica
 
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UEInfografia | Presidência húngara do Conselho da UE
Infografia | Presidência húngara do Conselho da UE
 
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdfA Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
A Atuação das Forças Armadas na Garantia da Lei e da Ordem (GLO).pdf
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdfA Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
A Industria Brasileira de Defesa - Situação Atual e Perspectivas de Evolução.pdf
 
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdfHistória das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
História das ideias pedagógicas no Brasil - Demerval Saviani.pdf
 
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTAEstudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
Estudo Infantil - MISSÕES NACIONAIS - IGREJA BATISTA
 
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.Atividade Dias dos Pais -  Meu Pai, Razão da Minha História.
Atividade Dias dos Pais - Meu Pai, Razão da Minha História.
 

Drogas apresentação

  • 3.  Toda substância natural ou sintética, que ao ser introduzida no organismo vivo, provoca nele uma ou mais modificações.
  • 4.  Toda substância natural ou sintética que, introduzida no organismo, intoxica (envenena), podendo ocasionar alterações e até provocar a morte.
  • 5.  Substância natural ou sintética que atua no cérebro, afetando processos mentais, motores e emocionais, modificando a atividade psíquica e o comportamento (excitando, deprimindo, perturbando). Tem tropismo pela mente.
  • 6.  É a adaptação do organismo a determinada droga. Caracteriza-se pela diminuição gradual dos efeitos, sendo necessário um aumento das doses para se conseguir os efeitos anteriores.
  • 7.  É um conjunto de sintomas desagradáveis que o individuo experimenta pela ausência da droga no seu organismo e que se traduzem por sudorese intensa, dores epigástricas, distúrbios emocionais, convulsões cerebrais, agitação e tremores, crises de violência contra si e contra outras pessoas. A falta da droga pode levar a pessoa a demência aparentemente irrecuperáveis.
  • 8.  Necessidade orgânica de receber doses de certas substâncias, às quais o organismo se acostuma, cuja supressão causa distúrbios mais ou menos graves, denominados “síndrome de abstinência”.
  • 9.  Desejo psicológico de usar a droga, pelo bem-estar que ela produz. Modificação de comportamento. Mal-estar. Vontade irreprimível de usar a droga.  Observação: Diante da complexidade de diferenciar os dois tipos, a OMS recomenda, hoje, falar apenas em dependência, caracterizada, ou não, pela síndrome de abstinência.
  • 10.  São drogas com ação psicotrópica no organismo e que são de consumo permitido por lei. Entre elas estão: bebidas alcoólicas, tabaco, tranqüilizantes, soníferos e estimulante (chá e café).
  • 11.  São drogas cujo consumo é proibido por lei, como: LCD, maconha e plantas alucinógenas.
  • 12.  Toda substância fármaco e que se destina a modificar algum estado patológico.
  • 14.  As drogas classificam-se em: ∙ depressoras; ∙ estimulantes e alucinógenas; ∙ perturbadoras.  Quais efeitos podem ser observados quando se usa drogas?  São três os principais efeitos que podem ser observados.
  • 15. 1) A pessoa fica e mais alerta, atenta, com tendência a falar mais e mais rápido. Sente-se animada, bem disposta e momentaneamente mais apta a realizar coisas ditas como difíceis ou desgastantes (efeito estimulante), Como se diz na gíria “ligadas”. Drogas que causam estes efeitos: _ anfetamina, cocaína, cafeína e nicotina, chamadas de drogas estimulantes.
  • 16. 2) A pessoa fica mais relaxada e calma, podendo até, conforme a dose, sentir-se sonolenta e mole, como seus movimentos ficam mais lentos reagem pouco aos estímulos (efeito depressor ), mas também conhecido como efeito sedação, grogue, dopado, etc. Como a atuação fica comprometida, a memória também é alterada. Drogas que causam estes efeitos: _ bebidas alcoólicas, calmantes, codeína, barbitúricos e inalantes, chamadas de drogas depressoras.
  • 17. 3) A pessoa passa a perceber as coisas deformadas, muito coloridas, grandes ou pequenas, distorcidas. Seus pensamentos podem ficar como as imagens sonhos, bizarros e sem nexo aparente. É o efeito perturbador do sistema nervoso central, que se manifesta principalmente em sua atividade perceptiva Drogas que causam estes efeitos: (efeito alucinógeno ). _maconha, LCD, ayuascas, também chamadas como drogas perturbadoras.
  • 18. DROGAS DEPRESSORAS DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL
  • 19.  Porque drogas depressoras do Sistema Nervoso Central?  São assim chamadas por diminuir, enfraquecer e deprimir a atividade a atividade geral do cérebro.
  • 20.  Quais são as drogas depressoras do sistema nervoso central? Fazem parte destas drogas os:  CALMANTES;  OPIÁCEOS;  BARBITÚRICOS;  BEBIDAS ALCOÓLICAS
  • 21.  O uso destas drogas deixa a pessoa sedada, relaxada, mole, com a capacidade de desligar-se dos problemas (ficando mais à vontade em situações penosas), algumas pessoas tendem a manifestar mais abertamente seus sentimentos (fenômeno da desinibição).  Por exemplo: se uma pessoa está com raiva, ao usar esse tipo de droga, pode tornar-se violento em função da liberação de impulsos agressivos deprimidos.
  • 22.  O que as bebidas alcoólicas podem provocar? O álcool etílico contido nas bebidas é uma droga depressora, provoca dependência, tolerância e síndrome de abstinência. O álcool é uma das drogas mais consumidas no Brasil e, dentre as pessoas que bebem, 30% desenvolvem algum tipo de problema organico.
  • 23.  O que é alcoolismo? O alcoolismo ou etilismo ocorre quando o uso de bebidas alcoólicas ocasiona prejuízos ao individuo, à sociedade ou à ambos. Ou seja, quando a pessoa apresenta problemas de saúde, de relacionamento, ou com a sociedade, por ficar alcoolizado.
  • 24.  Quais os prejuízos ocasionados pelo álcool? O álcool afeta todas as funções do organismo. Seus efeitos ficam mais intensos quando é usado juntamente com outras drogas. *Em pequenas quantidades pode ocasionar sensação de bem-estar, alegria, excitação, facilidade de comunicação.
  • 25. Em maiores quantidades aparecem as irritações, sonolência, tontura, ataxia (dificuldade de caminhar), que podem ficar mais graves com a perda de consciência, anestesia, coma profundo e morte por depressão.
  • 26.  Quais os prejuízos do alcoolismo na família? O alcoolismo sempre trás inúmeros prejuízos a família, tais como: • Abandono da família; • Dissolução familiar; • Diminuição no rendimento do trabalho; • Violência com os filhos e cônjuges; • Tensão familiar; • Uma em cada três famílias sofre com o alcoolismo em pelo menos um de seus membros; • As crianças filhas de alcoolistas, em geral, comprometem sua aprendizagem e apresentam problemas emocionais.
  • 27.  E no trabalho? No trabalho o alcoolista apresenta toda uma série de transtornos que afetam desde si mesmo como o ambiente em volta de si, e os perigos de realização de trabalhos em máquinas, andaimes de construções, escadas e outros, como:
  • 28.  Absenteísmo (licença por doenças, ausência de curta duração, principalmente nos dias próximos a fins de semanas e feriados;  Ausência durante o trabalho (saídas freqüentes e atrasos);  Altas taxas de acidentes (negligência, incoordenação motora, não uso de equipamentos de segurança, falta de concentração, imprudência);  Produtividade baixa (rende menos pela manhã, desperdício de materiais, desculpas esfarrapadas;  Mudanças de hábitos pessoais;  Relacionamento com os colegas.
  • 29.  O que fazer se encontrar um amigo alcoolizado?  Leve-o para casa;  não o deixe dirigir automóvel ou moto;  se estiver inconsciente (desmaiado) deite-o de lado para evitar que aspire “sufoque” caso vomite e leve-o para um pronto socorro;  se estiver consciente, deixe-o sentado de lado.  não o deixe nadar;  passe um agasalho pelo seu corpo para mantê-lo aquecido;  é prejudicial dar banhos frios;  o uso de café forte não melhora a intoxicação;  não existem remédios que previnem o efeito do álcool;  procure ajuda e não use calmantes;
  • 30.  O que são solventes e inalantes? São substâncias com capacidade de dissolver outros produtos e que podem ser inalados pelo nariz ou boca Os solventes mais comumente usados são: •Cola de sapateiro, •Acetona, •Esmalte, •Tíner; •“Cheirinho-da-loló” ; •Lança perfume.
  • 31.  O que provoca no organismo a cola de sapateiro?  Após inalados produzem inicialmente uma fase de excitação, deixando a pessoa eufórica, podendo ocorrer tonturas, perturbações visuais e auditivas, produzindo depois um quadro depressivo, seguido de confusão mental, desorientação, dor de cabeça, voz pastosa, incoordenação motora, diminuição dos reflexos, chegando a inconsciência e morte.
  • 32. O uso prolongado pode provocar alterações e várias partes do organismo, tais como:  Degeneração de algumas áreas do cérebro;  Diminuição do funcionamento da medula óssea;  Alteração no fígado e nos rins;  Comprometimento dos nervos;  Lesões nos nervos dos olhos;  Modificações nos batimentos cardíacos;  Alterações de memória;  Cansaço etc. Certamente é a substância mais usada por menores, principalmente carentes. Associa no mesmo usuário efeitos tóxicos das substâncias e os efeitos carênciais da falta de alimentação e de afeto.
  • 34.  Porque drogas estimulantes?  São assim chamadas porque são substâncias capazes de acelerar o funcionamento do cérebro e com esta hiperexcitabilidade aumentam o estado de alerta, diminuem o sono e o apetite e aumentam a capacidade física para o trabalho e esporte, apesar de diminuir o desempenho.
  • 35.  Os estimulantes mais conhecidos são a cocaína a anfetamina e derivados anfetamínicos (remédios para emagrecer).  As anfetaminas também são conhecidas como bola, boleta, pedra.
  • 36.  Para que as anfetaminas são usadas?  O propósito para a utilização da anfetamina são vários: 1)Facilitar a perda de peso; 2)Para controle de doenças comportamentais de crianças (hiperatividade); 3)Para controle de sintomas de narcolepsia (alteração do sono – quando a pessoa em qualquer local e ora do dia) 4)E muito mais frequêntemente, são usados com o fim de abuso. OBS: Lembrando que só podem ser receitadas por médicos.
  • 37.  Que problemas causam a saúde? *Incapacidade de avaliar sua própria condição física e psicológica quando sob a ação de drogas. *Outras complicações são associadas com os efeitos das drogas, tais como: *Irritabilidade, tensão, ansiedade, tremor fino e perda de peso com deficiência alimentar; *Problemas cardíacos com aumento da pressão arterial e arritimias; • Associados com administração da droga, problemas de infecção no local da injeção ou generalizada (AIDS e Hepatite).’
  • 38.  As anfetaminas produzem dependência?  Sim, o uso continuado destas drogas ocasiona a necessidade de aumentar a dose para produzir efeito igual ao efeito produzir efeito obtido no inicio do uso.
  • 39.  O cigarro é uma droga? Sim, o cigarro é uma droga licita e provoca dependência física e psíquica.
  • 40.  O cigarro é um produto industrializado que contem as folhas secas do tabaco (planta que deriva a nicotina).  Também se usa o tabaco em cachimbo, charuto, fumo em corda, palheiro e rapé.  Todas essas misturas apresentam substancias parecidas.  Algumas vezes as folhas de tabaco são misturadas co drogas ilícitas, trazendo efeitos adicionais.
  • 41.  Quais as doenças ocasionadas pelo fumo? O uso crônico do fumo pode ocasionar levar a morte através das seguintes doenças: . Doenças isquêmicas do coração (infarto do miocárdio; . Isquemias ou hemorragias cerebrais; . Doença pulmonar obstrutiva crônica; . Câncer de pulmão, boca, laringe, esôfago e bexiga
  • 42.  As crianças que fumam faltam mais à escolas do que as que não fumam.  E quanto mais cedo o jovem se torna fumante frequênte maior a propensão para desenvolver doenças graves como as citadas acima.
  • 43.  O que acontece com as pessoas que convivem com quem fuma?  A essas pessoas chamamos de “fumantes passivos”. Dependendo da ventilação do local e da concentração de fumaça de cigarro, em 8hs uma destas pessoas pode aspirar o equivalente a 1 ou 4 cigarros fumados.  As crianças são as mais atingidas, apresentado maior frequência de proplemas respiratórios agudos.  Pesquisas também comprovam que filhos de pais que fumam tem maior risco de apresentar um câncer na idade adulta.
  • 44.  A cafeína é uma droga estimulante?  Sim, a cafeína é uma das drogas estimulante mais populares e mais consumidas no mundo.  Pode ser encontrada em café, chá, chocolates, em refrigerantes tipo coca-cola e em alguns remédio para combater a enxaqueca.
  • 45.  Quais os efeitos da cafeína?  Uma xícara de café contem mais ou menos 86mg de cafeína. O uso diário de 250mg é excessivo. Causa danos ao organismo e ulcerações na mucosa do estomago.  Efeitos: 2 ou mais xícaras de café aumentam os batimentos cardíacos, a temperatura do corpo, a atividade dos rins e a secreção do suco gráfico. Podem causar temores, perda de sensação de fome. Interferem no sono causando insonia.
  • 46.  O que é cocaína? É uma droga que extraída das folhas de uma planta originária da América do Sul. Ela é comercializada na forma de pasta (pasta base) ou pó (cloridrato de cocaína) que pode ser aspirado, diluindo em água para ser injetado ou sob forma de uma base (crack) para ser fumado.
  • 47.  Inicialmente a cocaína apresenta efeitos muito rápido, produzindo euforia, “sensação de poder, de brilho”, estado de excitação, hiperatividade, insônia, falta de apetite e perda da sensação de cansaço.  Com o aumento das doses surgem os sinais de irritabilidade, agressividade, “visões” (alucinações) e “viagens” (delírios), dilatação da pupila e outros.
  • 48. O que é crack?  É cocaína solidificada, fumada na forma de pedra (mistura de cocaína com bicarbonato de sódio ou amoníaco e água.
  • 49.  A ação da cocaína no organismo é mais rápida e mais poderosa do que a cocaína comum.  O efeito leva de 6 a 8 minutos, é seguido por uma depressão que leva o usuário a uma compulsão por nova dose.  Algumas pessoas que trabalham com usuários de crack os descrevem como um inferno de “compulsão e desespero”.  Existe um tipo de crack que é feito contendo impurezas, como ácido sulfúrico, cetona e outros que potencializam sua toxidade e com isto aparecem complicações orgânicas como fibrose pulmonar, pneumonia química e outros problemas respiratórios.  O crack arrasa com quem usa.
  • 50. O que é Merla?  A Merla é preparada a partir das folhas de coca banhadas em gasolina ou querosene, usada com cigarro comum ou com maconha.  É mais barata e consumida por pessoas de baixa renda.  Seus efeitos são mais intensos que a cocaína.
  • 51.  Quais os riscos do uso da cocaína injetável?  A cocaína injetável pode causar pode trazer problemas em função do solvente utilizado, líquido para dissolver a droga.  O fato de uma mesma seringa ser utilizada por várias pessoas pode levar a transmissão de sífilis, malária, hepatite,endocardite infecciosa, Aids e menos comumente pneumonia ou infecções localizadas.
  • 52.  bebidas alcoólicas;  os medicamentos calmantes (tranqüilizantes ou ansiolíticos);  xaropes e medicamentos com codeína (um derivado do ópio);  os barbitúricos (soníferos, anticonvulsivantes e analgésicos);  e as substâncias voláteis como o “cheirinho-da- loló” e a cola de sapateiro, que são usadas como inalantes.
  • 53.  É frequente os próprios alunos serem os passadores (aviões) de drogas para os demais. Existem também o “pequeno traficante”, que te acesso as imediações da escola (pátio, banheiros, corredores) e faz o comércio da droga.  Infelizmente existe professores, funcionários e até mesmo diretores usuários de drogas. Aqui cabe a ação disciplinar do órgão competente.
  • 55.  Que estratégias a escola pode usar para prevenir o uso de drogas? Para viabilizar e desenvolver ações de prevenção ao uso de drogas no currículo escolar, faz-se necessário criar algumas estratégias:
  • 56.  Criar na escola uma comissão de coordenação para acompanhar as ações de prevenção;  Envolver todos os educadores e todas as pessoas que preste algum tipo de serviço na escola para um treinamento para a prevenção;  Conhecer a realidade da escola e relação ao consumo de drogas, através de levantamento, pesquisa e outros meios;  Levar outros fatores-alvo de prevenção existentes na comunidade escolar, como: violência, prostituição, gravidez precoce, doenças venéreas, Aids, discriminação dentre outros.  Adaptar os conteúdos de prevenção e as atividades à capacidade e interesse de cada faixa etária.
  • 57.  Estabelecer vinculo com os órgão de Saúde público, Conselho das Crianças e do Adolescentes, Segurança Pública e instituições privadas, para assessoramento técnico e atendimento as escolas.  Criar atividades motivadoras que comprometam ativamente os alunos e promovam a expressão e a comunicação mútua;  Não expulsar, não discriminar e não rotular alunos envolvidos com as drogas ou outros problemas de comportamento, nem isolá-los, mas procurar diálogo e integrá-los nas atividades escolares, lazer esportes, debates e outros;  Tomar as devidas providências para que elementos estranhos ou suspeitos não circulem nas imediações da escola;
  • 58.  E, de acordo com as realidades regionais, locais e de cada escola, outras estratégias far-se-ão necessárias para garantir a implementação da prevenção na escola.  A escola precisa ter em seu Regimento Interno ima posição clara em relação ao assunto;  Toda comunidade escolar deve conhecer qual é esta posição;  O aluno deve saber o que poderá acontecer co ele, se usar drogas nas escolas,,e ou se fornecer drogas aos demais.  No caso de tráfico agir na forma da lei, com muita firmeza.
  • 59. Acesse o link abaixo saiba mais a respeito das drogas. Psicologia :: Drogas :: Cidadania
  • 62. Referência: GAMA, Joaquim J. e outros, Fumo e Saúde. São Paulo, BRADEPCA, 1985; MURAD, L. E. O que os jovens precisam saber sobre as drogas. Belém. Prevenção Científica, 1986; GRAEFF, F. G. Drogas psicotrópicas e seu modelo de ação. Ed. Ver. aum. São Paulo, EPU, 1990; VISSOLTO, Salete Maria. A droga a escola e a prevenção. Ed. Vozes. Rio de Janeiro, 1987. Psicologia :: Drogas:: Cidadania : http://drogasecidadania.cfp.org.br/