SlideShare uma empresa Scribd logo
Fundado em 18 de Junho de 2006. 
CNPJ: 08.366.909/0001-70 
Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. 
Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. 
G.R.B.C. Colibri de Mesquita 
CARNAVAL 2015 
SINOPSE 
TA MESA, QUE BELEZA A CULINÁRIA BRASILEIRA! 
Nossa história para o Carnaval de 2015 é uma homenagem à receptividade e à criatividade brasileira, afinal nós recebemos em nossas terras os povos de todos os continentes que misturados com o povo indígena que já habitava nossa terra, criamos uma culinária original e expressiva, uma culinária que encanta o mundo pela diversidade de sabores e temperos, uma culinária que nasceu da troca de sabores e da união de diferentes etnias e culturas, da miscigenação de formas, gostos e aromas. 
Bom, já não seria errado afirmar que o próprio descobrimento do Brasil esta relacionado com a culinária, afinal as caravelas de Cabral saíram de Portugal em busca de iguarias das Índias e de suas especiarias.
Fundado em 18 de Junho de 2006. 
CNPJ: 08.366.909/0001-70 
Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. 
Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. 
Nossos colonizadores ao chegarem aqui e conhecerem os habitantes de nossa terra, foram também apresentados a sua culinária que basicamente era composta por caça, pesca e de itens novos a sua tradição como farinha de mandioca, palmito, aipim, batata, abóbora, milho, feijão e amendoim. O português acrescentou o refinamento a esses itens, como o coco (trazido da Índia), o sal, a canela em pó. O sarapatel, a panelada, o cozido, não fazem parte da culinária africana e sim da portuguesa. A culinária africana por sua vez tem no dendê, na pimenta malagueta e na banana sua principal colaboração. 
Esses três povos: índios, portugueses e africanos, formam a principal base da miscigenação brasileira e por consequência foram os que mais acrescentaram a nossa culinária. Com o passar dos anos a imigração de japoneses, italianos, poloneses e outros povos, fez com que a nossa culinária adotasse novos sabores e se reinventasse com os aromas e temperos recém-chegados. 
Apesar do nosso país ter tido contado com os principais povos que se instalaram no nosso território, o Brasil é um país de dimensões continentais com climas e relevos muito diferentes, essas fatores também influenciaram nosso modo de se alimentar, criando o que chamamos de regionalismo. Vamos dar um passeio pelas regiões do nosso Brasil e conhecer a maneira que a culinária se fez e se faz presente nesses locais. 
A Região Norte, devido a forte presença indígena, a abundância de rios e de florestas, possui a culinária considerada a mais tipicamente nacional. Com a chegada do ciclo da Borracha muitos imigrantes se firmaram na região como libaneses, japoneses, italianos e claro portugueses. Os principais ingredientes da região são: a mandioca, açaí, cupuaçu, urucum, castanha do Pará, o pirarucu, o tucunaré e claro o mundialmente conhecido guaraná. Os pratos típicos dessa região são o exótico Pato no Tucupi, Tacaca, Caruru e a Maniçoba. 
A culinária da Região Nordeste sofre os reflexos da diversidade climática (tropical no litoral e semiárido no interior). A presença africana se faz mais forte no litoral de Pernambuco à Bahia, devido aos resquícios da escravidão durante o ciclo da Cana-de- açúcar, em Alagoas os frutos do mar são mais recorrentes, no Maranhão a presença portuguesa se faz mais forte que nos demais estados da região. No sertão nordestino, o clima favorece o uso de carnes, como a carne de sol e os pratos feitos com raízes. Os principais ingredientes da região são: Azeite de Dendê, leite de coco, milho, caranguejo e
Fundado em 18 de Junho de 2006. 
CNPJ: 08.366.909/0001-70 
Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. 
Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. 
o camarão e os pratos mais conhecidos são o acarajé, vatapá, tapioca, cuscuz, paçoca e cocada. 
A pecuária, uma das principais atividades econômicas da Região Centro-Oeste influenciou diretamente a culinária local, daí a preferencia da população local por carnes, sejam elas bovinas, caprinas ou suínas. A forte presença indígena incorporou as raízes ao cardápio. Graças à diversidade da fauna pantaneira carnes e peixes exóticos como o Pacu, Pintado e o Dourado completam o cardápio local. Os ingredientes mais conhecidos da região são: milho, erva-mate, mandioca e pequi e os pratos típicos são: vaca atolada, caldo de piranha, sopa paraguaia e o picadinho com quiabo. 
Até o século XIX a culinária da Região Sudeste era essencialmente influenciada pelas origens portuguesa, indígena e africana, alimentos simples foram disseminados por toda a região, fazendo com que a gastronomia em todos os estados se tornasse bastante similar nos ingrediente e no preparo dos alimentos. Com a chegada da imigração de italianos, japoneses e espanhóis, a diversidade gastronômica, principalmente em São Paulo aumentou. É típico dessa região o prato popular mais conhecido em todo o Brasil, o famoso arroz com feijão. Graças a grande colônia italiana em São Paulo a utilização de massas se tornou muito forte no local. Os ingredientes mais encontrados na região são o arroz, o feijão, ovo, carnes e massas. É dessa região o prato típico mais conhecido internacionalmente, a feijoada, pertencem ao cardápio dessa região pratos como o tutu de feijão, pão de queijo, moqueca capixaba e virado à paulista. 
A mistura étnica ocorrida na Região Sul resultou em uma culinária bem diferente do resto do país com uma forte presença de italianos e alemães. O gado foi introduzido pelos padres jesuítas durante o período de catequização dos índios, com a chegada dos tropeiros mineiros e paulistas escravizando os índios, o gado ficou solto, gerando uma abundância de pastos. Com a chegada dos italianos, as massas, polenta e a galinha foram integradas ao cardápio, a colonização alemã ficou restrita a colônias no interior de Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os ingredientes mais conhecidos dessa região são a carne (bovina e ovina) e erva-mate. O churrasco claro é o prato típico mais conhecido da região que também possui o arroz de carreteiro e o galeto como marcas gastronômicas.
Fundado em 18 de Junho de 2006. 
CNPJ: 08.366.909/0001-70 
Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. 
Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. 
Fizemos uma viagem na história para contar um pouco da história da gastronomia brasileira e é com água na boca que o G.R.B.C. Colibri de Mesquita vem mostrar no Carnaval de 2015 a gastronomia brasileira que se formou com a junção de gostos e sabores de todo o Mundo, criando um cardápio único para deleite de todos nós brasileiros e turistas que se encantam com nossa terra, que soube abraçar o Mundo em suas fronteiras. 
Presidente:__________________________________________ 
Devanir Rafael Alves 
Carnavalescos: 
__________________________________________________ 
Alexandre Costa Pereira 
__________________________________________________ 
Lino Sales 
__________________________________________________ 
Marcus Vinicius do Val

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Tema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere 9B
Tema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere  9BTema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere  9B
Tema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere 9B
Francini Domingues
 
Receitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte BrasilReceitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte Brasil
tibisaycotua
 
Comidas Típicas da Região Sul
Comidas Típicas da Região SulComidas Típicas da Região Sul
Comidas Típicas da Região Sul
João Pedro Rodrigues
 
Luccas Telles de Carvalho e Diclei Branco Júnior (9ºb)
Luccas Telles de Carvalho  e Diclei Branco Júnior (9ºb)Luccas Telles de Carvalho  e Diclei Branco Júnior (9ºb)
Luccas Telles de Carvalho e Diclei Branco Júnior (9ºb)
Francini Domingues
 
Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar
Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar
Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar
Francini Domingues
 
Os pratos típicos
Os pratos típicosOs pratos típicos
Os pratos típicos
djania72
 
Slides comidas tipicas lucilene
Slides comidas tipicas lucileneSlides comidas tipicas lucilene
Slides comidas tipicas lucilene
Patrick Quaresma
 
A Mesa dos Hermanos
A Mesa dos HermanosA Mesa dos Hermanos
A Mesa dos Hermanos
maxmilliano
 
Atividade diversidade
Atividade diversidadeAtividade diversidade
Comidas tipicas
Comidas tipicasComidas tipicas
Comidas tipicas
AlanWillianLeonioSil
 
BonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saber
BonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saberBonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saber
BonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saber
Rodrigo Motta
 
Cozinha Internacional
Cozinha InternacionalCozinha Internacional
Cozinha Internacional
MaisVitamina
 
Festa do Bode
Festa do BodeFesta do Bode
Festa do Bode
Girleno Oliveira
 
Gastronomia
GastronomiaGastronomia
Gastronomia
Jaqueline Leal
 
Gastronomia Argentina
Gastronomia ArgentinaGastronomia Argentina
Apresentaçãogaucha
ApresentaçãogauchaApresentaçãogaucha
Apresentaçãogaucha
Jauna Cañizares
 
Gastronomia
GastronomiaGastronomia
Gastronomia
Jaqueline Leal
 
Festa do divino
Festa do divinoFesta do divino
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
Adelaide Jesus
 
Pratos típicos
Pratos típicosPratos típicos
Pratos típicos
djania72
 

Mais procurados (20)

Tema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere 9B
Tema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere  9BTema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere  9B
Tema;cultura alimentar Gerson clei rodrigues de araujo Nicolas Quintiere 9B
 
Receitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte BrasilReceitas da regiao norte Brasil
Receitas da regiao norte Brasil
 
Comidas Típicas da Região Sul
Comidas Típicas da Região SulComidas Típicas da Região Sul
Comidas Típicas da Região Sul
 
Luccas Telles de Carvalho e Diclei Branco Júnior (9ºb)
Luccas Telles de Carvalho  e Diclei Branco Júnior (9ºb)Luccas Telles de Carvalho  e Diclei Branco Júnior (9ºb)
Luccas Telles de Carvalho e Diclei Branco Júnior (9ºb)
 
Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar
Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar
Guilherme s e Lucas R. 9a cultura alimentar
 
Os pratos típicos
Os pratos típicosOs pratos típicos
Os pratos típicos
 
Slides comidas tipicas lucilene
Slides comidas tipicas lucileneSlides comidas tipicas lucilene
Slides comidas tipicas lucilene
 
A Mesa dos Hermanos
A Mesa dos HermanosA Mesa dos Hermanos
A Mesa dos Hermanos
 
Atividade diversidade
Atividade diversidadeAtividade diversidade
Atividade diversidade
 
Comidas tipicas
Comidas tipicasComidas tipicas
Comidas tipicas
 
BonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saber
BonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saberBonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saber
BonitoWay - 15 coisas que todo viajante precisa saber
 
Cozinha Internacional
Cozinha InternacionalCozinha Internacional
Cozinha Internacional
 
Festa do Bode
Festa do BodeFesta do Bode
Festa do Bode
 
Gastronomia
GastronomiaGastronomia
Gastronomia
 
Gastronomia Argentina
Gastronomia ArgentinaGastronomia Argentina
Gastronomia Argentina
 
Apresentaçãogaucha
ApresentaçãogauchaApresentaçãogaucha
Apresentaçãogaucha
 
Gastronomia
GastronomiaGastronomia
Gastronomia
 
Festa do divino
Festa do divinoFesta do divino
Festa do divino
 
Diversidade Cultural
Diversidade CulturalDiversidade Cultural
Diversidade Cultural
 
Pratos típicos
Pratos típicosPratos típicos
Pratos típicos
 

Semelhante a 2015 colibri de mesquita

A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Eletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptxEletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptx
maria leir leir
 
Apostila gastronomis e cultura
Apostila gastronomis e culturaApostila gastronomis e cultura
Apostila gastronomis e cultura
Soraia Lima
 
A diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasilA diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasil
Atividades Diversas Cláudia
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro Lobato
Dorinha Matias
 
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordesteExposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Celinhabortolozo
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
Atividades Diversas Cláudia
 
Jacobi's Presentation
Jacobi's PresentationJacobi's Presentation
Jacobi's Presentation
andynene04
 
Aula 1.ppt
Aula 1.pptAula 1.ppt
Aula 1.ppt
Katia Souza
 
Aula 1.ppt
Aula 1.pptAula 1.ppt
Aula 1.ppt
Katia Souza
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
quituteira quitutes
 
Culinaria CaiçAra
Culinaria CaiçAraCulinaria CaiçAra
Culinaria CaiçAra
frutadiferente
 
Brasil
BrasilBrasil
Cplp
CplpCplp
Cplp
CplpCplp
Fabio barbosa trujillo(1)
Fabio barbosa trujillo(1)Fabio barbosa trujillo(1)
Fabio barbosa trujillo(1)
Ana Guimarães
 
Fabio Barbosa Trujillo(1)
Fabio  Barbosa  Trujillo(1)Fabio  Barbosa  Trujillo(1)
Fabio Barbosa Trujillo(1)
Ana Guimarães
 
Revista - Aula Diagramação
Revista - Aula DiagramaçãoRevista - Aula Diagramação
Revista - Aula Diagramação
Tales Bündchen Záccaro de Oliveira
 
Pinhao indigena - PARANÁ
Pinhao indigena -  PARANÁPinhao indigena -  PARANÁ
Pinhao indigena - PARANÁ
Serginho Sucesso
 

Semelhante a 2015 colibri de mesquita (20)

A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)A diversidade cultural no brasil (1) (1)
A diversidade cultural no brasil (1) (1)
 
Eletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptxEletiva CULINARIA.pptx
Eletiva CULINARIA.pptx
 
Apostila gastronomis e cultura
Apostila gastronomis e culturaApostila gastronomis e cultura
Apostila gastronomis e cultura
 
A diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasilA diversidade cultural no brasil
A diversidade cultural no brasil
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro Lobato
 
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordesteExposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
Exposição - Conhecendo as maravilhas do nordeste
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
 
A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)A diversidade cultural no brasil (1)
A diversidade cultural no brasil (1)
 
Jacobi's Presentation
Jacobi's PresentationJacobi's Presentation
Jacobi's Presentation
 
Aula 1.ppt
Aula 1.pptAula 1.ppt
Aula 1.ppt
 
Aula 1.ppt
Aula 1.pptAula 1.ppt
Aula 1.ppt
 
Diversidade cultural
Diversidade culturalDiversidade cultural
Diversidade cultural
 
Culinaria CaiçAra
Culinaria CaiçAraCulinaria CaiçAra
Culinaria CaiçAra
 
Brasil
BrasilBrasil
Brasil
 
Cplp
CplpCplp
Cplp
 
Cplp
CplpCplp
Cplp
 
Fabio barbosa trujillo(1)
Fabio barbosa trujillo(1)Fabio barbosa trujillo(1)
Fabio barbosa trujillo(1)
 
Fabio Barbosa Trujillo(1)
Fabio  Barbosa  Trujillo(1)Fabio  Barbosa  Trujillo(1)
Fabio Barbosa Trujillo(1)
 
Revista - Aula Diagramação
Revista - Aula DiagramaçãoRevista - Aula Diagramação
Revista - Aula Diagramação
 
Pinhao indigena - PARANÁ
Pinhao indigena -  PARANÁPinhao indigena -  PARANÁ
Pinhao indigena - PARANÁ
 

Mais de LelioGomes

2015 amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria
2015   amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria2015   amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria
2015 amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria
LelioGomes
 
2014 grbc tradição barreirense de mesquita
2014   grbc tradição barreirense de mesquita2014   grbc tradição barreirense de mesquita
2014 grbc tradição barreirense de mesquita
LelioGomes
 
2014 unidos do cabral
2014   unidos do cabral2014   unidos do cabral
2014 unidos do cabral
LelioGomes
 
2014 unidos de tubiacanga
2014   unidos de tubiacanga2014   unidos de tubiacanga
2014 unidos de tubiacanga
LelioGomes
 
2014 unidos de parada angélica
2014   unidos de parada angélica2014   unidos de parada angélica
2014 unidos de parada angélica
LelioGomes
 
2014 unidos da mineira
2014   unidos da mineira2014   unidos da mineira
2014 unidos da mineira
LelioGomes
 
2014 unidos da laureano
2014   unidos da laureano2014   unidos da laureano
2014 unidos da laureano
LelioGomes
 
2014 união de vaz lobo
2014   união de vaz lobo2014   união de vaz lobo
2014 união de vaz lobo
LelioGomes
 
2014 união da ponte
2014   união da ponte2014   união da ponte
2014 união da ponte
LelioGomes
 
2014 raízes da tijuca
2014   raízes da tijuca2014   raízes da tijuca
2014 raízes da tijuca
LelioGomes
 
2014 oba-oba do recreio
2014   oba-oba do recreio2014   oba-oba do recreio
2014 oba-oba do recreio
LelioGomes
 
2014 novo horizonte
2014   novo horizonte2014   novo horizonte
2014 novo horizonte
LelioGomes
 
2014 mocidade unida de manguariba
2014   mocidade unida de manguariba2014   mocidade unida de manguariba
2014 mocidade unida de manguariba
LelioGomes
 
2014 magnatas de engº pedreira
2014   magnatas de engº pedreira2014   magnatas de engº pedreira
2014 magnatas de engº pedreira
LelioGomes
 
2014 império do gramacho
2014   império do gramacho2014   império do gramacho
2014 império do gramacho
LelioGomes
 
2014 grilo de bangú
2014   grilo de bangú2014   grilo de bangú
2014 grilo de bangú
LelioGomes
 
2014 flor da primavera
2014   flor da primavera2014   flor da primavera
2014 flor da primavera
LelioGomes
 
2014 esperança nova campina
2014   esperança nova campina2014   esperança nova campina
2014 esperança nova campina
LelioGomes
 
2014 do barriga
2014   do barriga2014   do barriga
2014 do barriga
LelioGomes
 

Mais de LelioGomes (20)

2015 amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria
2015   amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria2015   amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria
2015 amizade da água branca - na terra da folia, quem comanda é a alegria
 
2014 grbc tradição barreirense de mesquita
2014   grbc tradição barreirense de mesquita2014   grbc tradição barreirense de mesquita
2014 grbc tradição barreirense de mesquita
 
2014 unidos do cabral
2014   unidos do cabral2014   unidos do cabral
2014 unidos do cabral
 
2014 unidos de tubiacanga
2014   unidos de tubiacanga2014   unidos de tubiacanga
2014 unidos de tubiacanga
 
2014 unidos de parada angélica
2014   unidos de parada angélica2014   unidos de parada angélica
2014 unidos de parada angélica
 
2014 unidos da mineira
2014   unidos da mineira2014   unidos da mineira
2014 unidos da mineira
 
2014 unidos da laureano
2014   unidos da laureano2014   unidos da laureano
2014 unidos da laureano
 
2014 união de vaz lobo
2014   união de vaz lobo2014   união de vaz lobo
2014 união de vaz lobo
 
2014 união da ponte
2014   união da ponte2014   união da ponte
2014 união da ponte
 
2014 raízes da tijuca
2014   raízes da tijuca2014   raízes da tijuca
2014 raízes da tijuca
 
2014 oba-oba do recreio
2014   oba-oba do recreio2014   oba-oba do recreio
2014 oba-oba do recreio
 
2014 novo horizonte
2014   novo horizonte2014   novo horizonte
2014 novo horizonte
 
2014 mocidade unida de manguariba
2014   mocidade unida de manguariba2014   mocidade unida de manguariba
2014 mocidade unida de manguariba
 
2014 magnatas de engº pedreira
2014   magnatas de engº pedreira2014   magnatas de engº pedreira
2014 magnatas de engº pedreira
 
2014 império do gramacho
2014   império do gramacho2014   império do gramacho
2014 império do gramacho
 
2014 grilo de bangú
2014   grilo de bangú2014   grilo de bangú
2014 grilo de bangú
 
2014 flor da primavera
2014   flor da primavera2014   flor da primavera
2014 flor da primavera
 
2014 esperança nova campina
2014   esperança nova campina2014   esperança nova campina
2014 esperança nova campina
 
2014 do china
2014   do china2014   do china
2014 do china
 
2014 do barriga
2014   do barriga2014   do barriga
2014 do barriga
 

2015 colibri de mesquita

  • 1. Fundado em 18 de Junho de 2006. CNPJ: 08.366.909/0001-70 Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. G.R.B.C. Colibri de Mesquita CARNAVAL 2015 SINOPSE TA MESA, QUE BELEZA A CULINÁRIA BRASILEIRA! Nossa história para o Carnaval de 2015 é uma homenagem à receptividade e à criatividade brasileira, afinal nós recebemos em nossas terras os povos de todos os continentes que misturados com o povo indígena que já habitava nossa terra, criamos uma culinária original e expressiva, uma culinária que encanta o mundo pela diversidade de sabores e temperos, uma culinária que nasceu da troca de sabores e da união de diferentes etnias e culturas, da miscigenação de formas, gostos e aromas. Bom, já não seria errado afirmar que o próprio descobrimento do Brasil esta relacionado com a culinária, afinal as caravelas de Cabral saíram de Portugal em busca de iguarias das Índias e de suas especiarias.
  • 2. Fundado em 18 de Junho de 2006. CNPJ: 08.366.909/0001-70 Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. Nossos colonizadores ao chegarem aqui e conhecerem os habitantes de nossa terra, foram também apresentados a sua culinária que basicamente era composta por caça, pesca e de itens novos a sua tradição como farinha de mandioca, palmito, aipim, batata, abóbora, milho, feijão e amendoim. O português acrescentou o refinamento a esses itens, como o coco (trazido da Índia), o sal, a canela em pó. O sarapatel, a panelada, o cozido, não fazem parte da culinária africana e sim da portuguesa. A culinária africana por sua vez tem no dendê, na pimenta malagueta e na banana sua principal colaboração. Esses três povos: índios, portugueses e africanos, formam a principal base da miscigenação brasileira e por consequência foram os que mais acrescentaram a nossa culinária. Com o passar dos anos a imigração de japoneses, italianos, poloneses e outros povos, fez com que a nossa culinária adotasse novos sabores e se reinventasse com os aromas e temperos recém-chegados. Apesar do nosso país ter tido contado com os principais povos que se instalaram no nosso território, o Brasil é um país de dimensões continentais com climas e relevos muito diferentes, essas fatores também influenciaram nosso modo de se alimentar, criando o que chamamos de regionalismo. Vamos dar um passeio pelas regiões do nosso Brasil e conhecer a maneira que a culinária se fez e se faz presente nesses locais. A Região Norte, devido a forte presença indígena, a abundância de rios e de florestas, possui a culinária considerada a mais tipicamente nacional. Com a chegada do ciclo da Borracha muitos imigrantes se firmaram na região como libaneses, japoneses, italianos e claro portugueses. Os principais ingredientes da região são: a mandioca, açaí, cupuaçu, urucum, castanha do Pará, o pirarucu, o tucunaré e claro o mundialmente conhecido guaraná. Os pratos típicos dessa região são o exótico Pato no Tucupi, Tacaca, Caruru e a Maniçoba. A culinária da Região Nordeste sofre os reflexos da diversidade climática (tropical no litoral e semiárido no interior). A presença africana se faz mais forte no litoral de Pernambuco à Bahia, devido aos resquícios da escravidão durante o ciclo da Cana-de- açúcar, em Alagoas os frutos do mar são mais recorrentes, no Maranhão a presença portuguesa se faz mais forte que nos demais estados da região. No sertão nordestino, o clima favorece o uso de carnes, como a carne de sol e os pratos feitos com raízes. Os principais ingredientes da região são: Azeite de Dendê, leite de coco, milho, caranguejo e
  • 3. Fundado em 18 de Junho de 2006. CNPJ: 08.366.909/0001-70 Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. o camarão e os pratos mais conhecidos são o acarajé, vatapá, tapioca, cuscuz, paçoca e cocada. A pecuária, uma das principais atividades econômicas da Região Centro-Oeste influenciou diretamente a culinária local, daí a preferencia da população local por carnes, sejam elas bovinas, caprinas ou suínas. A forte presença indígena incorporou as raízes ao cardápio. Graças à diversidade da fauna pantaneira carnes e peixes exóticos como o Pacu, Pintado e o Dourado completam o cardápio local. Os ingredientes mais conhecidos da região são: milho, erva-mate, mandioca e pequi e os pratos típicos são: vaca atolada, caldo de piranha, sopa paraguaia e o picadinho com quiabo. Até o século XIX a culinária da Região Sudeste era essencialmente influenciada pelas origens portuguesa, indígena e africana, alimentos simples foram disseminados por toda a região, fazendo com que a gastronomia em todos os estados se tornasse bastante similar nos ingrediente e no preparo dos alimentos. Com a chegada da imigração de italianos, japoneses e espanhóis, a diversidade gastronômica, principalmente em São Paulo aumentou. É típico dessa região o prato popular mais conhecido em todo o Brasil, o famoso arroz com feijão. Graças a grande colônia italiana em São Paulo a utilização de massas se tornou muito forte no local. Os ingredientes mais encontrados na região são o arroz, o feijão, ovo, carnes e massas. É dessa região o prato típico mais conhecido internacionalmente, a feijoada, pertencem ao cardápio dessa região pratos como o tutu de feijão, pão de queijo, moqueca capixaba e virado à paulista. A mistura étnica ocorrida na Região Sul resultou em uma culinária bem diferente do resto do país com uma forte presença de italianos e alemães. O gado foi introduzido pelos padres jesuítas durante o período de catequização dos índios, com a chegada dos tropeiros mineiros e paulistas escravizando os índios, o gado ficou solto, gerando uma abundância de pastos. Com a chegada dos italianos, as massas, polenta e a galinha foram integradas ao cardápio, a colonização alemã ficou restrita a colônias no interior de Rio Grande do Sul e Santa Catarina. Os ingredientes mais conhecidos dessa região são a carne (bovina e ovina) e erva-mate. O churrasco claro é o prato típico mais conhecido da região que também possui o arroz de carreteiro e o galeto como marcas gastronômicas.
  • 4. Fundado em 18 de Junho de 2006. CNPJ: 08.366.909/0001-70 Filiado a Federação de Bloco Carnavalesco do Estado do Rio de Janeiro. Registro no Cartório de Pessoas Jurídicas sob o nº 8926 - Livro A-10 - 8º Ofício. Fizemos uma viagem na história para contar um pouco da história da gastronomia brasileira e é com água na boca que o G.R.B.C. Colibri de Mesquita vem mostrar no Carnaval de 2015 a gastronomia brasileira que se formou com a junção de gostos e sabores de todo o Mundo, criando um cardápio único para deleite de todos nós brasileiros e turistas que se encantam com nossa terra, que soube abraçar o Mundo em suas fronteiras. Presidente:__________________________________________ Devanir Rafael Alves Carnavalescos: __________________________________________________ Alexandre Costa Pereira __________________________________________________ Lino Sales __________________________________________________ Marcus Vinicius do Val