SlideShare uma empresa Scribd logo
Ciências físico-
químicas
7ºano
Classificação dos materiais
 Tipo de utilização: natural ou
  manufaturada
 Origem: animal, vegetal ou mineral
 Estado físico: sólido, líquido ou gasoso
 Solubilidade em Água: solúvel ou insolúvel
 Condutibilidade eléctrica: condutor ou
  isolante
 Combustibilidade: combustível ou
  incombustível
Separação magnética (misturas heterogéneas)

Trata-se de um método de separação específico das misturas
 com um componente ferromagnético como o cobalto, o
níquel e, principalmente, o ferro. Estes materiais são extraídos
 pelos ímanes, fenómeno que se pode aplicar para reter as
        suas partículas ou para desviar a sua queda.
Separação por sublimação (misturas heterogéneas)

  A sublimação é a passagem directa de sólido a gás que
sofrem algumas substâncias como o iodo, em determinadas
condições de pressão e temperatura. A sublimação pode-se
 aplicar às soluções sólidas e às misturas, sempre uma das
 substâncias possa sofrer este fenómeno. Basta aquecer a
mistura ou solução à temperatura adequada e recolher os
  vapores que, quando arrefecem, se vêem submetidos a
 uma sublimação regressiva, ou seja, passam directamente
                     de gás a sólido.
Separação por solução e                           filtragem (
                         misturas heterogéneas)

  Para separar uma mistura sólida, pode recorrer-se a um solvente selectivo e, portanto, à
  separação por solução. Às vezes é possível encontrar um bom solvente para um dos
       componentes da mistura que, no entanto, não dissolve o outro ou os outros
                      componentes, obtendo-se uma suspensão.


Filtragem – quando uma suspensão passa através de um papel de filtro, as suas partículas
 ficam retidas se o diâmetro da malha que forma o papel for suficientemente pequeno.
 No caso das partículas sólidas serem muito pequenas       pode recorrer-se a um filtro de
     porcelana porosa. O mais corrente é o filtro de papel, que se dobra em quatro
 partes, formando-se um cone que se adapta à forma do funil. Existem também filtro de
                                 areia, argila e carvão.
Decantação (misturas heterogéneas)

Trata-se da separação de dois líquidos ou de um líquido e de um sólido, aproveitando a
sua diferença de densidade. Para separar um líquido de um sólido de maior densidade
  deixa-se repousar durante certo tempo, para que o sólido se deposite no fundo do
recipiente. Se as partículas sólidas forem muito pequenas, esse tempo pode prolongar-se
       por horas ou até mesmo dias. A partir do momento em que se depositou
totalmente, inclina-se o recipiente com cuidado até se verter o líquido sem que o sólido
seja arrastado. Para a obtenção de melhores resultados pode também ser utilizada uma
  vareta de vidro como material auxiliar. A decantação é muito utilizada para separar
líquidos imiscíveis, ou seja, líquidos que não se misturam. Para isso, coloca-se a mistura a
   ser separada num funil de separação (ou funil de decantação ou funil ed bromo).
 Quando a superfície de separação das camadas líquidas estiver bem nítida, abre-se a
     torneira e deixa-se escoar o líquido da camada inferior, conforme o desenho:
Decantação em funil

Permite a separação de líquidos imiscíveis
(que não se misturam homogeneamente).
Centrifugação (misturas heterogéneas)

  Quando numa mistura de sólidos e líquidos, os sólidos possuem uma dimensão muito
pequena, não são úteis nem a filtragem nem a decantação. O pequeno tamanho das
partículas sólidas provoca uma obstrução dos poros do filtro, tornando a filtragem muito
      lenta mesmo que se produza vácuo por meio de uma bomba no interior do
recipiente, para acelerar a filtragem. Por outro lado, a pequena dimensão das partículas
 faz com que sejam retidas pelo líquido, de modo que podem demorar muito tempo a
      depositar-se no fundo do recipiente, tornando ineficaz a decantação. Neste
         caso, introduz-se a mistura em tubos de ensaio que, colocados numa
centrifugadora, giram em posição quase horizontal a grande velocidade, aumentando
assim a rapidez com que se deposita o sólido compactado no fundo do tubo. Verte-se o
                 líquido que sobrenada e fica completa a separação.
Cristalização (misturas homogéneas)

 Quando se deseja separar um componente sólido de uma solução líquido-sólido, pode
deixar-se evaporar o líquido até que a solução fique saturada. A partir desse momento, o
   sólido ir-se-á separando em cristais. Pode-se acelerar este processo aumentando a
  temperatura e o contacto com o ar. Os cristais húmidos podem ser secados com um
papel de filtro ou numa estufa, ou por filtragem ou decantação, quando a quantidade
                              de líquido for muito grande.
Destilação (misturas homogéneas)

A destilação é eficaz na separação de dois ou mais líquidos solúveis entre si. Cada líquido possui
   uma temperatura de ebulição própria. Os líquidos podem ser separados por meio de um
destilador. Ferve-se uma solução formada por líquidos num destilador, sendo a primeira fracção
 de líquido que se recolhe a que corresponde ao líquido mais volátil, dado que foi o primeiro a
entrar em ebulição. Pode utilizar-se eficazmente sempre que os líquidos misturados ou dissolvidos
  não possuam temperaturas de ebulição muito parecidas. Em caso contrário é preciso utilizar
                               destilações muito mais complexas.
Destilação fraccionada - para a separação dos componentes das misturas homogéneas líquido-
  líquido, recorre-se muitas vezes à destilação fraccionada. Ao aquecer a mistura num balão de
  destilação, os líquidos destilam-se na ordem crescente de seus pontos de ebulição e podem ser
separados. O petróleo é separado em suas fracções por destilação fraccionada, tal como mostra na
                                             figura:
Cromatografia
 Se a mistura a separar nos seus componentes for colorida, este
   processo permite separar os vários pigmentos, obtendo-se
cromatogramas. Para a realização deste processo de separação
será imprescindível a utilização de papel absorvente, assim como
                de um goblé com álcool etílico.
constelações
 São   grupos de estrelas que formam
  figuras imaginárias.
 Exs.: Ursa Maior; Ursa Menor; Cruzeiro do
  sul e Leão.
Hemisfério Norte
 Dia:




 Este       oeste
 (nasce)   (ocaso)
Hemisfério Norte
 De   frente para o sol ao meio dia

                sul(frente)
 este(esquerda)       oeste(direita)
                norte(atrás)
Hemisfério Norte
 Noite
 De   frente para a estrela polar
                                    estrela
  polar
     norte
 Oeste     este
       sul
Hemisfério Sul
 Noite




 Cruzeiro   do sul          sul
                     este       oeste
                            norte
Hemisfério Sul
 Defrente para o braço maior da
 constelação cruzeiro do sul
Astros
 Corpos   luminosos-cintilam
 Têm luz própria
 Ex: estrelas
Astros
 Corpos  iluminados-tem brilho constante
 Não tem luz própria
 Ex: planetas, cometas, asteróides,…
Organização do sistema solar
 Planetas/
 planetas planetários */
 galáxias# /
 enxames+/
 superenxames «/
 universo
Organização do sistema solar
 *-conjunto de 1 estrela e astros que giram
  em seu redor
 #-conjunto de milhares de milhões de
  estrelas
 +-conjunto de galáxias
 «- conjunto de enxames
Distâncias no Universo
 Unidade  astronómica (UA)
 Ano-luz (a.l.)
 Parsec (pc)
Distâncias no Universo

Distâncias no Universo

Distâncias no Universo
 Parsec (pc)
 1pc =3,25 a.l
    = 30,8 biliões de km

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...
Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...
Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...
Karoline dos Santos Tarnowski
 
Tipo de separação de misturas
Tipo de separação de misturasTipo de separação de misturas
Tipo de separação de misturas
Coens Cursos e Concursos
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
Poliano123
 
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de MisturasTécnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
crisnetocosta
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
Rafael Vieira de Araújo
 
1º ano separação de misturas 2012 - coc franca
1º ano   separação de misturas 2012 - coc franca1º ano   separação de misturas 2012 - coc franca
1º ano separação de misturas 2012 - coc franca
José Marcelo Cangemi
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
lilliancosta
 
Tecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturasTecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturas
Maria Dias
 
Separação de misturas 8ª série
Separação de misturas 8ª sérieSeparação de misturas 8ª série
Separação de misturas 8ª série
Colégio Cardeal Arcoverde
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
Karol Maia
 
Tecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturasTecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturas
cbaratinha
 
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Capitulo 02   processo de separação de misturasCapitulo 02   processo de separação de misturas
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Marcos França
 
Misturas e seus Métodos de Separação
Misturas e seus Métodos de SeparaçãoMisturas e seus Métodos de Separação
Misturas e seus Métodos de Separação
Carlos Priante
 
Tecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturasTecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturas
cbaratinha
 
Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
ytamara_g22
 
Trabalho - Apresentações
Trabalho -   ApresentaçõesTrabalho -   Apresentações
Trabalho - Apresentações
EEB Francisco Mazzola
 
Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012   Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012
José Marcelo Cangemi
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
charleslucas
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
quimica_prefederal
 
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
8a SéRie   SeparaçãO De Misturas8a SéRie   SeparaçãO De Misturas
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
SESI 422 - Americana
 

Mais procurados (20)

Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...
Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...
Separação de misturas - jogo e técnicas - Química em Prática - www.quimicaemp...
 
Tipo de separação de misturas
Tipo de separação de misturasTipo de separação de misturas
Tipo de separação de misturas
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
 
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de MisturasTécnicas de Separação de Componentes de Misturas
Técnicas de Separação de Componentes de Misturas
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
 
1º ano separação de misturas 2012 - coc franca
1º ano   separação de misturas 2012 - coc franca1º ano   separação de misturas 2012 - coc franca
1º ano separação de misturas 2012 - coc franca
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Tecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturasTecnicas de separacao de misturas
Tecnicas de separacao de misturas
 
Separação de misturas 8ª série
Separação de misturas 8ª sérieSeparação de misturas 8ª série
Separação de misturas 8ª série
 
Métodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturasMétodos de separação de misturas
Métodos de separação de misturas
 
Tecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturasTecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturas
 
Capitulo 02 processo de separação de misturas
Capitulo 02   processo de separação de misturasCapitulo 02   processo de separação de misturas
Capitulo 02 processo de separação de misturas
 
Misturas e seus Métodos de Separação
Misturas e seus Métodos de SeparaçãoMisturas e seus Métodos de Separação
Misturas e seus Métodos de Separação
 
Tecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturasTecnicas separação misturas
Tecnicas separação misturas
 
Química trabalho sobre separação de misturas
Química  trabalho sobre separação de misturasQuímica  trabalho sobre separação de misturas
Química trabalho sobre separação de misturas
 
Trabalho - Apresentações
Trabalho -   ApresentaçõesTrabalho -   Apresentações
Trabalho - Apresentações
 
Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012   Separação de misturas 2012
Separação de misturas 2012
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Processos de separação de misturas
Processos de separação de misturasProcessos de separação de misturas
Processos de separação de misturas
 
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
8a SéRie   SeparaçãO De Misturas8a SéRie   SeparaçãO De Misturas
8a SéRie SeparaçãO De Misturas
 

Destaque

Materiais e Substâncias
Materiais e SubstânciasMateriais e Substâncias
Materiais e Substâncias
João Lopes
 
Materiais
MateriaisMateriais
Materiais
Grace Tamega
 
Materiais origem e propriedades
Materiais origem e propriedadesMateriais origem e propriedades
Materiais origem e propriedades
Agostinho NSilva
 
Lista de materiais de química
Lista de materiais de químicaLista de materiais de química
Lista de materiais de química
Nai Mariano
 
1º teste de física e química
1º teste de física e química1º teste de física e química
1º teste de física e química
antoniopedropinheiro
 
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - MateriaisFisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
anocas_rita
 

Destaque (6)

Materiais e Substâncias
Materiais e SubstânciasMateriais e Substâncias
Materiais e Substâncias
 
Materiais
MateriaisMateriais
Materiais
 
Materiais origem e propriedades
Materiais origem e propriedadesMateriais origem e propriedades
Materiais origem e propriedades
 
Lista de materiais de química
Lista de materiais de químicaLista de materiais de química
Lista de materiais de química
 
1º teste de física e química
1º teste de física e química1º teste de física e química
1º teste de física e química
 
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - MateriaisFisica e Quimica 7º Ano - Materiais
Fisica e Quimica 7º Ano - Materiais
 

Semelhante a Ciências físico químicas

Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
ct-esma
 
Separação misturas
Separação misturasSeparação misturas
Separação misturas
crisnetocosta
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
matheusrl98
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
Carlos Brito
 
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
ssuser9abcfe
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
IsabellyViana
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
Lara Lídia
 
Fracionamento de misturas
Fracionamento de misturasFracionamento de misturas
Fracionamento de misturas
Leonardo Carneiro
 
Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12
samuelrgrg
 
Separação de misturas blog
Separação de misturas blogSeparação de misturas blog
Separação de misturas blog
Glaucia Perez
 
aula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptxaula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptx
AlanaBrito11
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
quipibid
 
AULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptx
AULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptxAULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptx
AULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptx
Sabrina Martins
 
Misturas
MisturasMisturas
Relatorio
RelatorioRelatorio
Relatorio
Mariana Quintas
 
Pré requisitos - quimica A 10º ano
Pré requisitos - quimica A 10º anoPré requisitos - quimica A 10º ano
Pré requisitos - quimica A 10º ano
madalenapico
 
Transformações, substancia e misturas
Transformações, substancia e misturasTransformações, substancia e misturas
Transformações, substancia e misturas
Anna Luisa de Castro
 
Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2
Andrea Marli Dos Santos
 
SEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawaw
SEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawawSEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawaw
SEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawaw
jeffersonSoares100
 
História da decantação
História da decantaçãoHistória da decantação
História da decantação
EEB Francisco Mazzola
 

Semelhante a Ciências físico químicas (20)

Ft métodos de separação
Ft   métodos de separaçãoFt   métodos de separação
Ft métodos de separação
 
Separação misturas
Separação misturasSeparação misturas
Separação misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
1-introducao-a-quimica-e-sistemas-materiaisdocx.pptx
 
Separação de Misturas
Separação de MisturasSeparação de Misturas
Separação de Misturas
 
Separação de misturas.
Separação de misturas.Separação de misturas.
Separação de misturas.
 
Fracionamento de misturas
Fracionamento de misturasFracionamento de misturas
Fracionamento de misturas
 
Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12Pp quimica 10 08_12
Pp quimica 10 08_12
 
Separação de misturas blog
Separação de misturas blogSeparação de misturas blog
Separação de misturas blog
 
aula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptxaula 1 separação de misturas.pptx
aula 1 separação de misturas.pptx
 
Separação de misturas
Separação de misturasSeparação de misturas
Separação de misturas
 
AULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptx
AULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptxAULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptx
AULA 2 - SEPARAÇÃO DE MISTURAS - 7º ANO.pptx
 
Misturas
MisturasMisturas
Misturas
 
Relatorio
RelatorioRelatorio
Relatorio
 
Pré requisitos - quimica A 10º ano
Pré requisitos - quimica A 10º anoPré requisitos - quimica A 10º ano
Pré requisitos - quimica A 10º ano
 
Transformações, substancia e misturas
Transformações, substancia e misturasTransformações, substancia e misturas
Transformações, substancia e misturas
 
Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2Aula 1 parte 2
Aula 1 parte 2
 
SEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawaw
SEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawawSEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawaw
SEPARAÇÃOe5st4ratftreswawawawawawawawawawaw
 
História da decantação
História da decantaçãoHistória da decantação
História da decantação
 

Ciências físico químicas

  • 2. Classificação dos materiais  Tipo de utilização: natural ou manufaturada  Origem: animal, vegetal ou mineral  Estado físico: sólido, líquido ou gasoso  Solubilidade em Água: solúvel ou insolúvel  Condutibilidade eléctrica: condutor ou isolante  Combustibilidade: combustível ou incombustível
  • 3.
  • 4. Separação magnética (misturas heterogéneas) Trata-se de um método de separação específico das misturas com um componente ferromagnético como o cobalto, o níquel e, principalmente, o ferro. Estes materiais são extraídos pelos ímanes, fenómeno que se pode aplicar para reter as suas partículas ou para desviar a sua queda.
  • 5. Separação por sublimação (misturas heterogéneas) A sublimação é a passagem directa de sólido a gás que sofrem algumas substâncias como o iodo, em determinadas condições de pressão e temperatura. A sublimação pode-se aplicar às soluções sólidas e às misturas, sempre uma das substâncias possa sofrer este fenómeno. Basta aquecer a mistura ou solução à temperatura adequada e recolher os vapores que, quando arrefecem, se vêem submetidos a uma sublimação regressiva, ou seja, passam directamente de gás a sólido.
  • 6. Separação por solução e filtragem ( misturas heterogéneas) Para separar uma mistura sólida, pode recorrer-se a um solvente selectivo e, portanto, à separação por solução. Às vezes é possível encontrar um bom solvente para um dos componentes da mistura que, no entanto, não dissolve o outro ou os outros componentes, obtendo-se uma suspensão. Filtragem – quando uma suspensão passa através de um papel de filtro, as suas partículas ficam retidas se o diâmetro da malha que forma o papel for suficientemente pequeno. No caso das partículas sólidas serem muito pequenas pode recorrer-se a um filtro de porcelana porosa. O mais corrente é o filtro de papel, que se dobra em quatro partes, formando-se um cone que se adapta à forma do funil. Existem também filtro de areia, argila e carvão.
  • 7. Decantação (misturas heterogéneas) Trata-se da separação de dois líquidos ou de um líquido e de um sólido, aproveitando a sua diferença de densidade. Para separar um líquido de um sólido de maior densidade deixa-se repousar durante certo tempo, para que o sólido se deposite no fundo do recipiente. Se as partículas sólidas forem muito pequenas, esse tempo pode prolongar-se por horas ou até mesmo dias. A partir do momento em que se depositou totalmente, inclina-se o recipiente com cuidado até se verter o líquido sem que o sólido seja arrastado. Para a obtenção de melhores resultados pode também ser utilizada uma vareta de vidro como material auxiliar. A decantação é muito utilizada para separar líquidos imiscíveis, ou seja, líquidos que não se misturam. Para isso, coloca-se a mistura a ser separada num funil de separação (ou funil de decantação ou funil ed bromo). Quando a superfície de separação das camadas líquidas estiver bem nítida, abre-se a torneira e deixa-se escoar o líquido da camada inferior, conforme o desenho:
  • 8. Decantação em funil Permite a separação de líquidos imiscíveis (que não se misturam homogeneamente).
  • 9. Centrifugação (misturas heterogéneas) Quando numa mistura de sólidos e líquidos, os sólidos possuem uma dimensão muito pequena, não são úteis nem a filtragem nem a decantação. O pequeno tamanho das partículas sólidas provoca uma obstrução dos poros do filtro, tornando a filtragem muito lenta mesmo que se produza vácuo por meio de uma bomba no interior do recipiente, para acelerar a filtragem. Por outro lado, a pequena dimensão das partículas faz com que sejam retidas pelo líquido, de modo que podem demorar muito tempo a depositar-se no fundo do recipiente, tornando ineficaz a decantação. Neste caso, introduz-se a mistura em tubos de ensaio que, colocados numa centrifugadora, giram em posição quase horizontal a grande velocidade, aumentando assim a rapidez com que se deposita o sólido compactado no fundo do tubo. Verte-se o líquido que sobrenada e fica completa a separação.
  • 10. Cristalização (misturas homogéneas) Quando se deseja separar um componente sólido de uma solução líquido-sólido, pode deixar-se evaporar o líquido até que a solução fique saturada. A partir desse momento, o sólido ir-se-á separando em cristais. Pode-se acelerar este processo aumentando a temperatura e o contacto com o ar. Os cristais húmidos podem ser secados com um papel de filtro ou numa estufa, ou por filtragem ou decantação, quando a quantidade de líquido for muito grande.
  • 11. Destilação (misturas homogéneas) A destilação é eficaz na separação de dois ou mais líquidos solúveis entre si. Cada líquido possui uma temperatura de ebulição própria. Os líquidos podem ser separados por meio de um destilador. Ferve-se uma solução formada por líquidos num destilador, sendo a primeira fracção de líquido que se recolhe a que corresponde ao líquido mais volátil, dado que foi o primeiro a entrar em ebulição. Pode utilizar-se eficazmente sempre que os líquidos misturados ou dissolvidos não possuam temperaturas de ebulição muito parecidas. Em caso contrário é preciso utilizar destilações muito mais complexas.
  • 12. Destilação fraccionada - para a separação dos componentes das misturas homogéneas líquido- líquido, recorre-se muitas vezes à destilação fraccionada. Ao aquecer a mistura num balão de destilação, os líquidos destilam-se na ordem crescente de seus pontos de ebulição e podem ser separados. O petróleo é separado em suas fracções por destilação fraccionada, tal como mostra na figura:
  • 13. Cromatografia Se a mistura a separar nos seus componentes for colorida, este processo permite separar os vários pigmentos, obtendo-se cromatogramas. Para a realização deste processo de separação será imprescindível a utilização de papel absorvente, assim como de um goblé com álcool etílico.
  • 14. constelações  São grupos de estrelas que formam figuras imaginárias.  Exs.: Ursa Maior; Ursa Menor; Cruzeiro do sul e Leão.
  • 15. Hemisfério Norte  Dia:  Este oeste  (nasce) (ocaso)
  • 16. Hemisfério Norte  De frente para o sol ao meio dia  sul(frente)  este(esquerda) oeste(direita)  norte(atrás)
  • 17. Hemisfério Norte  Noite  De frente para a estrela polar  estrela polar  norte  Oeste este  sul
  • 18. Hemisfério Sul  Noite  Cruzeiro do sul sul  este oeste  norte
  • 19. Hemisfério Sul  Defrente para o braço maior da constelação cruzeiro do sul
  • 20. Astros  Corpos luminosos-cintilam  Têm luz própria  Ex: estrelas
  • 21. Astros  Corpos iluminados-tem brilho constante  Não tem luz própria  Ex: planetas, cometas, asteróides,…
  • 22. Organização do sistema solar  Planetas/  planetas planetários */  galáxias# /  enxames+/  superenxames «/  universo
  • 23. Organização do sistema solar  *-conjunto de 1 estrela e astros que giram em seu redor  #-conjunto de milhares de milhões de estrelas  +-conjunto de galáxias  «- conjunto de enxames
  • 24. Distâncias no Universo  Unidade astronómica (UA)  Ano-luz (a.l.)  Parsec (pc)
  • 27. Distâncias no Universo  Parsec (pc)  1pc =3,25 a.l  = 30,8 biliões de km