SlideShare uma empresa Scribd logo
Boletim Informativo
Dicas PDDE
Brasília, dezembro de 2016Boletim n° 04/2016
A participação da comunidade
escolar é de grande relevância para
encerramento da execução dos recur-
sos do PDDE e de suas ações agre-
gadas. Reunir a comunidade
escolar para demonstrar o que foi
feito dos recursos, apresentar docu-
mentos comprobatórios da utilização
dos recursos (notas fiscais, recibos,
extratos bancários, etc.), informar
sobre saldos remanescentes, refletir
sobre resultados de atividades, proje-
tos, ações, representa etapa essenci-
al para assegurar transparência no
processo de gestão do dinheiro.
Embora o prazo para as Unida-
des Executoras Próprias (UEx) pres-
tarem contas às prefeituras ou secre-
tarias de estado de educação se en-
cerre em 31 de janeiro de 2017, su-
gere-se que a avaliação das contas
pela comunidade escolar seja feita
antes do fim do ano letivo de 2016.
Após o encerramento do ano letivo,
sem dúvida, será mais difícil reunir
pais, alunos, professores e funcioná-
rios para avaliarem as contas da es-
cola, em virtude das férias escolares,
festas natalinas e comemorações de
ano novo.
Vale lembrar que não é preciso
aguardar o prazo final de prestação
de contas para remeter a documenta-
ção para análise da prefeitura ou se-
cretaria de estado de educação. Se a
UEx já concluiu a execução das ver-
bas, pode remeter, imediatamente, as
prestações de contas para os órgãos
competentes.
É importante verificar, porém,
se a entidade já recebeu todos os
depósitos do PDDE e de suas ações
agregadas a que faz jus no ano em
curso. Isto porque, caso a entidade
receba algum depósito na conta ban-
cária até 31 de dezembro deste ano,
deve informar esses valores na pres-
tação de contas de 2016, mesmo que
não dê tempo de utilizar todo recurso
recebido ainda este ano. Neste caso,
basta reprogramar o saldo para em-
prego no ano seguinte.
Lembre-se: não é obrigatório
“zerar” a conta bancária para encerrar
a execução dos recursos e prestar
contas. A execução do dinheiro do
PDDE e de suas ações agregadas
deve ser feita com responsabilidade,
de acordo com as necessidades da
escola. A realização de despesas
apenas no afã de “zerar” a conta po-
de gerar desperdícios, com a aquisi-
ção de produtos desnecessários, for-
mação de estoques que não serão
utilizados em curto prazo, compra de
itens em preços mais elevados, entre
outros.
Participação social é importante para encerramento
das contas do ano
Em virtude das eleições muni-
cipais de 2016, diversas cidades do
país serão administradas por novos
prefeitos a partir do próximo ano. Na
prática, o processo implica não ape-
nas troca de titulares do poder execu-
tivo como também mudanças nas
equipes administrativas dos municí-
pios, com possíveis reflexos no coti-
diano das escolas municipais.
Ainda que a equipe diretiva da
escola seja totalmente mantida e não
haja modificações na composição das
UEx, é preciso estar atento para
eventuais mudanças nas equipes
administrativas das prefeituras, princi-
palmente daquelas responsáveis pela
recepção, análise, julgamento e en-
vio, para o FNDE, das prestações de
contas do PDDE e de suas ações
agregadas.
Em época de transição gover-
namental, não são raros os casos em
que esses procedimentos deixam de
ser realizados tempestivamente, ge-
rando inadimplências e prejuízos di-
versos para as escolas, como sus-
pensão de repasses.
Outro alerta importante é para
quem sai: eventuais impropriedades
ou irregularidades que vierem a ser
identificadas no uso dos recursos,
relativas ao período do mandato, se-
rão imputadas a seus responsáveis,
ainda que não estejam mais no exer-
cício do respectivo cargo ou função.
Mudança de gestão. E agora?
Fechando o ano com
chave de ouro...
No final do ano, comumente, as
pessoas costumam refletir sobre
coisas que fizeram ou deixaram de
fazer.
É momento propício para refletir
sobre erros e acertos, sucessos e
fracassos, a fim de serem definidos
novos caminhos para o próximo ano.
No cotidiano escolar, os
sentimentos são múltiplos. A
ansiedade de alunos para recuperar
conteúdos, melhorar notas, passar de
ano. A tranquilidade de outros, só de
olho nas tão esperadas férias. A
expectativa dos pais de que seus
filhos “liquidem a fatura de primeira”.
A correria da equipe docente para
corrigir atividades, fechar notas,
concluir suas disciplinas.
O fato é que o fim de ano
representa o encerramento de amplo
conjunto de atividades estudantis,
docentes, pessoais e, não podemos
nos esquecer: da gestão dos recursos
públicos destinados à escola.
Assim, nessa edição do
Boletim Informativo Dicas PDDE
serão oferecidas orientações para
sanar algumas das principais dúvidas
que os gestores dos recursos do
PDDE e de suas ações agregadas
possuem para fechar o ano com
chave de ouro!
Boletim Informativo n° 4/2016
O que fazer com equipamentos ou mobiliários adquiridos com recursos do
PDDE, mas que não tem mais utilidade para a escola?
Se a escola é publica, deve
procurar a área de gestão
patrimonial do município ou do
estado, conforme o caso, para se
informar dos procedimentos para
descarte de bens inservíveis ou
para transferência desses bens
para outra unidade de ensino.
Mesmo que o bem tenha
sido adquirido ou produzido com
recursos do PDDE ou de suas
ações agregadas é possível
descartá-lo ou transferi-lo para
outra unidade de ensino, desde
que seja atestado que o bem é
inservível.
A destinação a ser dada ao
bem, geralmente, depende de seu
estado de conservação, dos
custos de manutenção e, caso
apresente defeito, das
possiblidades e custos de
recuperação. Por esse motivo, o
órgão patrimonial do ente
federado deverá avaliar com a
escola se o bem pode ser
aproveitado em outra unidade
Perguntas e Respostas
2
Sempre que uma Unidade
Executora Própria (UEx) adquirir
ou produzir bens permanentes
com recursos do PDDE e de suas
ações agregadas, deve efetivar a
doação dos bens para o
património do município ou
estado, conforme a vinculação da
escola.
Para tanto, a UEx deve
preencher Termo de Doação
especificando os bens adquiridos,
seus valores monetários, os
comprovantes fiscais da compra,
bem como a escola beneficiária
dos bens, a qual será responsável
pela guarda e conservação desse
patrimônio. Esse termo deverá ser
remetido ao setor da prefeitura ou
secretaria de estado de educação,
responsável pela gestão
patrimonial do ente federado, logo
após o recebimento do bem na
escola.
Após receber o Termo de
Doação, o setor competente
deverá, mediante tombamento,
incorporar os bens doados ao
patrimônio do ente federativo e
encaminhar para a escola
plaquetas ou etiquetas com os
números de identificação
patrimonial, as quais deverão ser
afixadas nos respectivos bens.
Vale destacar que a
incorporação do bem ao
patrimônio do ente federado não
significa que o bem será retirado
da escola. Isto só poderá
acontecer se a unidade de ensino
beneficiária do bem for extinta ou
paralisada, ou se for considerado
que o bem não tem mais utilidade
para a escola.
Quando é necessário fazer doação de bens permanentes adquiridos com
recursos do PDDE e de suas ações agregadas?
Por isso, independentemente
de divergências político-
partidárias, a melhor atitude a
tomar é colaborar com a nova
gestão, prestando esclarecimentos
e disponibilizando documentos
que podem ser úteis para
resolução de problemas e
regularização de pendências que
não tenham sido sanados.
Já para os novos gestores,
especialmente para os dirigentes
municipais de educação,
recomenda-se a leitura da Agenda
dos Cem Primeiros Dias, material
produzido pela União Nacional dos
Dirigentes Municipais de
Educação (Undime) em parceira
com o Ministério da Educação
(MEC) e com o Fundo das Nações
Unidas para a Infância (Unicef). O
material oferece importantes
orientações para o bom início de
gestão, destacando a necessidade
de conhecer as políticas,
diretrizes, programas, projetos e
ações implantados na gestão
anterior, bem como a situação de
prestações de contas do
município.
 Art. 25, da Resolução n° 10 de
18/04/2013
 Decreto nº 99.658, de 30/10/1990
 Agenda dos Cem Primeiros Dias
Boletim Informativo n° 4/2016 3
Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas ou elogios sobre o Boletim
envie e-mail para: boletimpdde@fnde.gov.br.
Caso não queira continuar recebendo, clique aqui.
Caso queira mudar o e-mail, clique aqui.
Caso queira se cadastrar para receber, clique aqui.
Boletim Informativo
Dicas PDDE
Este boletim é uma publicação da Coordenação de
Acompanhamento de Manutenção Escolar (COAME), com a
colaboração da Coordenação do Programa Dinheiro Direto na
Escola (CODDE), ambas vinculadas à Coordenação Geral de
Apoio à Manutenção Escolar (CGAME), da Diretoria de
Ações Educacionais (DIRAE), do FNDE.
Sugestões de leitura:
escolar, ou se deve ser alienado
ou descartado.
Caso o ente federado não
tenha normatizado esse procedi-
mento, pode-se tomar como refe-
rência a legislação federal que
regulamenta o reaproveitamento,
movimentação, alienação e outras
formas de desfazimento de mate-
rial no âmbito da Administração
Pública Federal (Decreto nº
99.658, de 30 de outubro de
1990).
Já no caso das escolas pri-
vadas de educação especial sem
fins lucrativos, não é necessário
consultar os órgãos municipais ou
estaduais para se desfazer de
bem inservível. Se o bem estiver
em condições de uso, ou puder
ser consertado a custos razoá-
veis, a entidade deve destiná-lo a
entidade similar ou a instituição
pública que atue no mesmo seg-
mento educacional, preferencial-
mente sediada na mesma unidade
federativa. Se o bem não puder
ser consertado, ou se os custos
para conserto ou manutenção fo-
rem muito altos, o bem deve ser
alienado ou descartado.

Mais conteúdo relacionado

Destaque

Proposta do maternal l e ll educação infantil
Proposta do maternal l e ll   educação infantilProposta do maternal l e ll   educação infantil
Proposta do maternal l e ll educação infantil
Rosemary Batista
 
Proposta do infantil ll educação infantil
Proposta do infantil ll   educação infantilProposta do infantil ll   educação infantil
Proposta do infantil ll educação infantil
Rosemary Batista
 
Proposta do infantil l educação infantil
Proposta do infantil l   educação infantilProposta do infantil l   educação infantil
Proposta do infantil l educação infantil
Rosemary Batista
 
Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil
Rosemary Batista
 
Exposição pedagógica
Exposição pedagógicaExposição pedagógica
Exposição pedagógica
Rosemary Batista
 
Domm 1519 - 15 08 15 (1)
Domm   1519 - 15 08 15 (1)Domm   1519 - 15 08 15 (1)
Domm 1519 - 15 08 15 (1)
Rosemary Batista
 
Tablets nas escolas
Tablets nas escolasTablets nas escolas
Tablets nas escolas
Rosemary Batista
 
1ª reunião com os coordenadores
1ª reunião com os coordenadores1ª reunião com os coordenadores
1ª reunião com os coordenadores
Rosemary Batista
 
Palestra aee 2016 - anamnese
Palestra aee  2016 - anamnesePalestra aee  2016 - anamnese
Palestra aee 2016 - anamnese
Rosemary Batista
 
Palestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliaçãoPalestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliação
Rosemary Batista
 
Carta aos professores
Carta aos professoresCarta aos professores
Carta aos professores
Rosemary Batista
 
Avaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolas
Avaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolasAvaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolas
Avaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolas
Rosemary Batista
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
Rosemary Batista
 
Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...
Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...
Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...
Rosemary Batista
 
Domm 1697 - 12 05 16 edital de pedagogia 2
Domm   1697 - 12 05 16   edital de pedagogia 2Domm   1697 - 12 05 16   edital de pedagogia 2
Domm 1697 - 12 05 16 edital de pedagogia 2
Rosemary Batista
 
Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016
Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016
Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016
Rosemary Batista
 
Informativo khan interior_sp2_setembro
Informativo khan interior_sp2_setembroInformativo khan interior_sp2_setembro
Informativo khan interior_sp2_setembro
Rosemary Batista
 
Halloween 2016
Halloween 2016Halloween 2016
Halloween 2016
Rosemary Batista
 
Textos vencedores
Textos vencedoresTextos vencedores
Textos vencedores
Rosemary Batista
 
Ppt art poder_publico_junho2016_resumido
Ppt art poder_publico_junho2016_resumidoPpt art poder_publico_junho2016_resumido
Ppt art poder_publico_junho2016_resumido
Rosemary Batista
 

Destaque (20)

Proposta do maternal l e ll educação infantil
Proposta do maternal l e ll   educação infantilProposta do maternal l e ll   educação infantil
Proposta do maternal l e ll educação infantil
 
Proposta do infantil ll educação infantil
Proposta do infantil ll   educação infantilProposta do infantil ll   educação infantil
Proposta do infantil ll educação infantil
 
Proposta do infantil l educação infantil
Proposta do infantil l   educação infantilProposta do infantil l   educação infantil
Proposta do infantil l educação infantil
 
Proposta do berçário educação infantil
Proposta do berçário   educação infantilProposta do berçário   educação infantil
Proposta do berçário educação infantil
 
Exposição pedagógica
Exposição pedagógicaExposição pedagógica
Exposição pedagógica
 
Domm 1519 - 15 08 15 (1)
Domm   1519 - 15 08 15 (1)Domm   1519 - 15 08 15 (1)
Domm 1519 - 15 08 15 (1)
 
Tablets nas escolas
Tablets nas escolasTablets nas escolas
Tablets nas escolas
 
1ª reunião com os coordenadores
1ª reunião com os coordenadores1ª reunião com os coordenadores
1ª reunião com os coordenadores
 
Palestra aee 2016 - anamnese
Palestra aee  2016 - anamnesePalestra aee  2016 - anamnese
Palestra aee 2016 - anamnese
 
Palestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliaçãoPalestra aee -2016_-avaliação
Palestra aee -2016_-avaliação
 
Carta aos professores
Carta aos professoresCarta aos professores
Carta aos professores
 
Avaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolas
Avaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolasAvaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolas
Avaliação institucional 2013 SME Marília - SP - devolutiva para as escolas
 
Apresentação1
Apresentação1Apresentação1
Apresentação1
 
Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...
Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...
Comissão do processo_de_estagiários_pela_secretaria_de_administração_e_edital...
 
Domm 1697 - 12 05 16 edital de pedagogia 2
Domm   1697 - 12 05 16   edital de pedagogia 2Domm   1697 - 12 05 16   edital de pedagogia 2
Domm 1697 - 12 05 16 edital de pedagogia 2
 
Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016
Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016
Consolidado da escolha_do_livro_didático_pnld_2016
 
Informativo khan interior_sp2_setembro
Informativo khan interior_sp2_setembroInformativo khan interior_sp2_setembro
Informativo khan interior_sp2_setembro
 
Halloween 2016
Halloween 2016Halloween 2016
Halloween 2016
 
Textos vencedores
Textos vencedoresTextos vencedores
Textos vencedores
 
Ppt art poder_publico_junho2016_resumido
Ppt art poder_publico_junho2016_resumidoPpt art poder_publico_junho2016_resumido
Ppt art poder_publico_junho2016_resumido
 

Semelhante a Boletim informativo n 04 2016 - final

2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.
Sandra Luccas
 
Pdde boletim informativo-01-2016
Pdde boletim informativo-01-2016Pdde boletim informativo-01-2016
Pdde boletim informativo-01-2016
Saionara Rosa da Cruz
 
Atividade final
Atividade final Atividade final
Atividade final
NinhaOliveira1
 
Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29
AIT5cre
 
Perguntas de pde
Perguntas de pdePerguntas de pde
Perguntas de pde
Jo Angel
 
Perguntas e respostas PDE
Perguntas e respostas PDEPerguntas e respostas PDE
Perguntas e respostas PDE
andreadc
 
Slide aula 1 contabilidade financeira
Slide aula 1 contabilidade financeiraSlide aula 1 contabilidade financeira
Slide aula 1 contabilidade financeira
Marluce Filipe
 
Slide formação conselhos
Slide formação conselhosSlide formação conselhos
Slide formação conselhos
Wendel Matos
 
Apresentação 2015 c
Apresentação 2015 cApresentação 2015 c
Apresentação 2015 c
Ainsf Eder Dalberto
 
Apresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptx
Apresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptxApresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptx
Apresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptx
ALAECIORAMOS1
 
PPP EC10 2018 publicado
PPP EC10 2018  publicadoPPP EC10 2018  publicado
PPP EC10 2018 publicado
QUEDMA SILVA
 
PAPA_21_23 .pdf
PAPA_21_23 .pdfPAPA_21_23 .pdf
PAPA_21_23 .pdf
peixept
 
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe AssunçãosPDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
Prof. Noe Assunção
 
PDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe Assunção
PDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe AssunçãoPDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe Assunção
PDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe Assunção
Prof. Noe Assunção
 
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolasOrientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Ministério Público de Santa Catarina
 
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIOORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
Ministério Público de Santa Catarina
 
Relatório de monitoramento pme
Relatório de monitoramento pmeRelatório de monitoramento pme
Relatório de monitoramento pme
Jonas Araújo
 
PGE Regulamento-2013
PGE Regulamento-2013PGE Regulamento-2013
PGE Regulamento-2013
Imprensa-semec
 
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)
Juci Santos
 
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h3001. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30
juci3
 

Semelhante a Boletim informativo n 04 2016 - final (20)

2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.2. Financiamento da Educação.
2. Financiamento da Educação.
 
Pdde boletim informativo-01-2016
Pdde boletim informativo-01-2016Pdde boletim informativo-01-2016
Pdde boletim informativo-01-2016
 
Atividade final
Atividade final Atividade final
Atividade final
 
Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29Folder novo-pdde-v001%281%29
Folder novo-pdde-v001%281%29
 
Perguntas de pde
Perguntas de pdePerguntas de pde
Perguntas de pde
 
Perguntas e respostas PDE
Perguntas e respostas PDEPerguntas e respostas PDE
Perguntas e respostas PDE
 
Slide aula 1 contabilidade financeira
Slide aula 1 contabilidade financeiraSlide aula 1 contabilidade financeira
Slide aula 1 contabilidade financeira
 
Slide formação conselhos
Slide formação conselhosSlide formação conselhos
Slide formação conselhos
 
Apresentação 2015 c
Apresentação 2015 cApresentação 2015 c
Apresentação 2015 c
 
Apresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptx
Apresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptxApresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptx
Apresentao.PDDE.Atualizada.16.09.22..pptx
 
PPP EC10 2018 publicado
PPP EC10 2018  publicadoPPP EC10 2018  publicado
PPP EC10 2018 publicado
 
PAPA_21_23 .pdf
PAPA_21_23 .pdfPAPA_21_23 .pdf
PAPA_21_23 .pdf
 
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe AssunçãosPDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
PDDE - CRIANDO E ADMINISTRANDO A UNIDADE EXECUTORA - Prof. Noe Assunçãos
 
PDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe Assunção
PDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe AssunçãoPDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe Assunção
PDDE APRESENTANDO O PROGRAMA - Prof. Noe Assunção
 
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolasOrientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
Orientações para preenchimento do formulário instrumental pelas escolas
 
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIOORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
ORIENTAÇÕES PARA O PREENCHIMENTO DO FORMULÁRIO
 
Relatório de monitoramento pme
Relatório de monitoramento pmeRelatório de monitoramento pme
Relatório de monitoramento pme
 
PGE Regulamento-2013
PGE Regulamento-2013PGE Regulamento-2013
PGE Regulamento-2013
 
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30 (1)
 
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h3001. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30
01. boletim informativo n 01 2018 - 17-05-2018 11h30
 

Mais de Rosemary Batista

Sinceramente a cinderela é muito irritante
Sinceramente a cinderela é muito irritanteSinceramente a cinderela é muito irritante
Sinceramente a cinderela é muito irritante
Rosemary Batista
 
01379 regra na ponta da língua
01379 regra na ponta da língua01379 regra na ponta da língua
01379 regra na ponta da língua
Rosemary Batista
 
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_webCartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Rosemary Batista
 
Encontro de educação integral ação intermunicipal
Encontro de educação integral   ação intermunicipalEncontro de educação integral   ação intermunicipal
Encontro de educação integral ação intermunicipal
Rosemary Batista
 
Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Concurso de redação "Lixo eletrônico"Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Rosemary Batista
 
Domm -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Domm  -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)Domm  -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Domm -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Rosemary Batista
 
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da aprendizagem e transtornos d...
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da  aprendizagem e transtornos d...7º encontro multidisciplinar dos transtornos da  aprendizagem e transtornos d...
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da aprendizagem e transtornos d...
Rosemary Batista
 
Lista aprovados v1
Lista aprovados v1Lista aprovados v1
Lista aprovados v1
Rosemary Batista
 
Domm 1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Domm   1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)Domm   1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Domm 1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Rosemary Batista
 
Domm 1707 - 26 05 16 gabarito da prova de pedagogia
Domm   1707 - 26 05 16  gabarito da prova de pedagogiaDomm   1707 - 26 05 16  gabarito da prova de pedagogia
Domm 1707 - 26 05 16 gabarito da prova de pedagogia
Rosemary Batista
 
Domm -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Domm  -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogiaDomm  -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Domm -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Rosemary Batista
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
Rosemary Batista
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
Rosemary Batista
 
Khan academy 2016
Khan academy 2016Khan academy 2016
Khan academy 2016
Rosemary Batista
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
Rosemary Batista
 
Domm -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...
Domm  -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...Domm  -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...
Domm -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...
Rosemary Batista
 
Emef cecília guelpa
Emef cecília guelpaEmef cecília guelpa
Emef cecília guelpa
Rosemary Batista
 
Ensino de ciências por investigação
Ensino de ciências por investigaçãoEnsino de ciências por investigação
Ensino de ciências por investigação
Rosemary Batista
 
Domm 1654 - 08 03 16 gabarito da prova
Domm   1654 - 08 03 16   gabarito da provaDomm   1654 - 08 03 16   gabarito da prova
Domm 1654 - 08 03 16 gabarito da prova
Rosemary Batista
 
Domm -1652_-_04_03_16_convocação_da_prova
Domm  -1652_-_04_03_16_convocação_da_provaDomm  -1652_-_04_03_16_convocação_da_prova
Domm -1652_-_04_03_16_convocação_da_prova
Rosemary Batista
 

Mais de Rosemary Batista (20)

Sinceramente a cinderela é muito irritante
Sinceramente a cinderela é muito irritanteSinceramente a cinderela é muito irritante
Sinceramente a cinderela é muito irritante
 
01379 regra na ponta da língua
01379 regra na ponta da língua01379 regra na ponta da língua
01379 regra na ponta da língua
 
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_webCartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
Cartilha violencia contra_criancas_adolescentes_web
 
Encontro de educação integral ação intermunicipal
Encontro de educação integral   ação intermunicipalEncontro de educação integral   ação intermunicipal
Encontro de educação integral ação intermunicipal
 
Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Concurso de redação "Lixo eletrônico"Concurso de redação "Lixo eletrônico"
Concurso de redação "Lixo eletrônico"
 
Domm -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Domm  -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)Domm  -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
Domm -1714_-_08_06_16___classificação_de_estagiários_convocados_(1)
 
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da aprendizagem e transtornos d...
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da  aprendizagem e transtornos d...7º encontro multidisciplinar dos transtornos da  aprendizagem e transtornos d...
7º encontro multidisciplinar dos transtornos da aprendizagem e transtornos d...
 
Lista aprovados v1
Lista aprovados v1Lista aprovados v1
Lista aprovados v1
 
Domm 1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Domm   1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)Domm   1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
Domm 1710 - 02 06 16 (1) classificados de pedagogia (1)
 
Domm 1707 - 26 05 16 gabarito da prova de pedagogia
Domm   1707 - 26 05 16  gabarito da prova de pedagogiaDomm   1707 - 26 05 16  gabarito da prova de pedagogia
Domm 1707 - 26 05 16 gabarito da prova de pedagogia
 
Domm -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Domm  -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogiaDomm  -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
Domm -1704_-_21_05_16__convocação_da_prova_de_pedagogia
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
 
Khan academy 2016
Khan academy 2016Khan academy 2016
Khan academy 2016
 
O ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigaçãoO ensino de ciências por investigação
O ensino de ciências por investigação
 
Domm -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...
Domm  -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...Domm  -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...
Domm -1663_-_19_03_16__resultado_das_incrições_do_processo_seletivo_de_pedag...
 
Emef cecília guelpa
Emef cecília guelpaEmef cecília guelpa
Emef cecília guelpa
 
Ensino de ciências por investigação
Ensino de ciências por investigaçãoEnsino de ciências por investigação
Ensino de ciências por investigação
 
Domm 1654 - 08 03 16 gabarito da prova
Domm   1654 - 08 03 16   gabarito da provaDomm   1654 - 08 03 16   gabarito da prova
Domm 1654 - 08 03 16 gabarito da prova
 
Domm -1652_-_04_03_16_convocação_da_prova
Domm  -1652_-_04_03_16_convocação_da_provaDomm  -1652_-_04_03_16_convocação_da_prova
Domm -1652_-_04_03_16_convocação_da_prova
 

Último

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
AntnioManuelAgdoma
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
cmeioctaciliabetesch
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
NatySousa3
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
JuliaMachado73
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
Giovana Gomes da Silva
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
AntonioVieira539017
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
ValdineyRodriguesBez1
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
enpfilosofiaufu
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
sthefanydesr
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Professor Belinaso
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
Suzy De Abreu Santana
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 

Último (20)

347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
347018542-PAULINA-CHIZIANE-Balada-de-Amor-ao-Vento-pdf.pdf
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdflivro ciclo da agua educação infantil.pdf
livro ciclo da agua educação infantil.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdfCADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
CADERNO DE CONCEITOS E ORIENTAÇÕES DO CENSO ESCOLAR 2024.pdf
 
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptxapresentação sobre Clarice Lispector .pptx
apresentação sobre Clarice Lispector .pptx
 
0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática0002_matematica_6ano livro de matemática
0002_matematica_6ano livro de matemática
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptxQUIZ - HISTÓRIA  9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
QUIZ - HISTÓRIA 9º ANO - PRIMEIRA REPÚBLICA_ERA VARGAS.pptx
 
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
05-os-pre-socraticos sociologia-28-slides.pptx
 
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdfCaderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
Caderno de Resumos XVIII ENPFil UFU, IX EPGFil UFU E VII EPFEM.pdf
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, Central Gospel, Os Mortos Em CRISTO, 2Tr24.pptx
 
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdfEgito antigo resumo - aula de história.pdf
Egito antigo resumo - aula de história.pdf
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escolaIntrodução à Sociologia: caça-palavras na escola
Introdução à Sociologia: caça-palavras na escola
 
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinhaatividade 8º ano entrevista - com tirinha
atividade 8º ano entrevista - com tirinha
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 

Boletim informativo n 04 2016 - final

  • 1. Boletim Informativo Dicas PDDE Brasília, dezembro de 2016Boletim n° 04/2016 A participação da comunidade escolar é de grande relevância para encerramento da execução dos recur- sos do PDDE e de suas ações agre- gadas. Reunir a comunidade escolar para demonstrar o que foi feito dos recursos, apresentar docu- mentos comprobatórios da utilização dos recursos (notas fiscais, recibos, extratos bancários, etc.), informar sobre saldos remanescentes, refletir sobre resultados de atividades, proje- tos, ações, representa etapa essenci- al para assegurar transparência no processo de gestão do dinheiro. Embora o prazo para as Unida- des Executoras Próprias (UEx) pres- tarem contas às prefeituras ou secre- tarias de estado de educação se en- cerre em 31 de janeiro de 2017, su- gere-se que a avaliação das contas pela comunidade escolar seja feita antes do fim do ano letivo de 2016. Após o encerramento do ano letivo, sem dúvida, será mais difícil reunir pais, alunos, professores e funcioná- rios para avaliarem as contas da es- cola, em virtude das férias escolares, festas natalinas e comemorações de ano novo. Vale lembrar que não é preciso aguardar o prazo final de prestação de contas para remeter a documenta- ção para análise da prefeitura ou se- cretaria de estado de educação. Se a UEx já concluiu a execução das ver- bas, pode remeter, imediatamente, as prestações de contas para os órgãos competentes. É importante verificar, porém, se a entidade já recebeu todos os depósitos do PDDE e de suas ações agregadas a que faz jus no ano em curso. Isto porque, caso a entidade receba algum depósito na conta ban- cária até 31 de dezembro deste ano, deve informar esses valores na pres- tação de contas de 2016, mesmo que não dê tempo de utilizar todo recurso recebido ainda este ano. Neste caso, basta reprogramar o saldo para em- prego no ano seguinte. Lembre-se: não é obrigatório “zerar” a conta bancária para encerrar a execução dos recursos e prestar contas. A execução do dinheiro do PDDE e de suas ações agregadas deve ser feita com responsabilidade, de acordo com as necessidades da escola. A realização de despesas apenas no afã de “zerar” a conta po- de gerar desperdícios, com a aquisi- ção de produtos desnecessários, for- mação de estoques que não serão utilizados em curto prazo, compra de itens em preços mais elevados, entre outros. Participação social é importante para encerramento das contas do ano Em virtude das eleições muni- cipais de 2016, diversas cidades do país serão administradas por novos prefeitos a partir do próximo ano. Na prática, o processo implica não ape- nas troca de titulares do poder execu- tivo como também mudanças nas equipes administrativas dos municí- pios, com possíveis reflexos no coti- diano das escolas municipais. Ainda que a equipe diretiva da escola seja totalmente mantida e não haja modificações na composição das UEx, é preciso estar atento para eventuais mudanças nas equipes administrativas das prefeituras, princi- palmente daquelas responsáveis pela recepção, análise, julgamento e en- vio, para o FNDE, das prestações de contas do PDDE e de suas ações agregadas. Em época de transição gover- namental, não são raros os casos em que esses procedimentos deixam de ser realizados tempestivamente, ge- rando inadimplências e prejuízos di- versos para as escolas, como sus- pensão de repasses. Outro alerta importante é para quem sai: eventuais impropriedades ou irregularidades que vierem a ser identificadas no uso dos recursos, relativas ao período do mandato, se- rão imputadas a seus responsáveis, ainda que não estejam mais no exer- cício do respectivo cargo ou função. Mudança de gestão. E agora? Fechando o ano com chave de ouro... No final do ano, comumente, as pessoas costumam refletir sobre coisas que fizeram ou deixaram de fazer. É momento propício para refletir sobre erros e acertos, sucessos e fracassos, a fim de serem definidos novos caminhos para o próximo ano. No cotidiano escolar, os sentimentos são múltiplos. A ansiedade de alunos para recuperar conteúdos, melhorar notas, passar de ano. A tranquilidade de outros, só de olho nas tão esperadas férias. A expectativa dos pais de que seus filhos “liquidem a fatura de primeira”. A correria da equipe docente para corrigir atividades, fechar notas, concluir suas disciplinas. O fato é que o fim de ano representa o encerramento de amplo conjunto de atividades estudantis, docentes, pessoais e, não podemos nos esquecer: da gestão dos recursos públicos destinados à escola. Assim, nessa edição do Boletim Informativo Dicas PDDE serão oferecidas orientações para sanar algumas das principais dúvidas que os gestores dos recursos do PDDE e de suas ações agregadas possuem para fechar o ano com chave de ouro!
  • 2. Boletim Informativo n° 4/2016 O que fazer com equipamentos ou mobiliários adquiridos com recursos do PDDE, mas que não tem mais utilidade para a escola? Se a escola é publica, deve procurar a área de gestão patrimonial do município ou do estado, conforme o caso, para se informar dos procedimentos para descarte de bens inservíveis ou para transferência desses bens para outra unidade de ensino. Mesmo que o bem tenha sido adquirido ou produzido com recursos do PDDE ou de suas ações agregadas é possível descartá-lo ou transferi-lo para outra unidade de ensino, desde que seja atestado que o bem é inservível. A destinação a ser dada ao bem, geralmente, depende de seu estado de conservação, dos custos de manutenção e, caso apresente defeito, das possiblidades e custos de recuperação. Por esse motivo, o órgão patrimonial do ente federado deverá avaliar com a escola se o bem pode ser aproveitado em outra unidade Perguntas e Respostas 2 Sempre que uma Unidade Executora Própria (UEx) adquirir ou produzir bens permanentes com recursos do PDDE e de suas ações agregadas, deve efetivar a doação dos bens para o património do município ou estado, conforme a vinculação da escola. Para tanto, a UEx deve preencher Termo de Doação especificando os bens adquiridos, seus valores monetários, os comprovantes fiscais da compra, bem como a escola beneficiária dos bens, a qual será responsável pela guarda e conservação desse patrimônio. Esse termo deverá ser remetido ao setor da prefeitura ou secretaria de estado de educação, responsável pela gestão patrimonial do ente federado, logo após o recebimento do bem na escola. Após receber o Termo de Doação, o setor competente deverá, mediante tombamento, incorporar os bens doados ao patrimônio do ente federativo e encaminhar para a escola plaquetas ou etiquetas com os números de identificação patrimonial, as quais deverão ser afixadas nos respectivos bens. Vale destacar que a incorporação do bem ao patrimônio do ente federado não significa que o bem será retirado da escola. Isto só poderá acontecer se a unidade de ensino beneficiária do bem for extinta ou paralisada, ou se for considerado que o bem não tem mais utilidade para a escola. Quando é necessário fazer doação de bens permanentes adquiridos com recursos do PDDE e de suas ações agregadas? Por isso, independentemente de divergências político- partidárias, a melhor atitude a tomar é colaborar com a nova gestão, prestando esclarecimentos e disponibilizando documentos que podem ser úteis para resolução de problemas e regularização de pendências que não tenham sido sanados. Já para os novos gestores, especialmente para os dirigentes municipais de educação, recomenda-se a leitura da Agenda dos Cem Primeiros Dias, material produzido pela União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (Undime) em parceira com o Ministério da Educação (MEC) e com o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef). O material oferece importantes orientações para o bom início de gestão, destacando a necessidade de conhecer as políticas, diretrizes, programas, projetos e ações implantados na gestão anterior, bem como a situação de prestações de contas do município.
  • 3.  Art. 25, da Resolução n° 10 de 18/04/2013  Decreto nº 99.658, de 30/10/1990  Agenda dos Cem Primeiros Dias Boletim Informativo n° 4/2016 3 Caso tenha dúvidas, sugestões, críticas ou elogios sobre o Boletim envie e-mail para: boletimpdde@fnde.gov.br. Caso não queira continuar recebendo, clique aqui. Caso queira mudar o e-mail, clique aqui. Caso queira se cadastrar para receber, clique aqui. Boletim Informativo Dicas PDDE Este boletim é uma publicação da Coordenação de Acompanhamento de Manutenção Escolar (COAME), com a colaboração da Coordenação do Programa Dinheiro Direto na Escola (CODDE), ambas vinculadas à Coordenação Geral de Apoio à Manutenção Escolar (CGAME), da Diretoria de Ações Educacionais (DIRAE), do FNDE. Sugestões de leitura: escolar, ou se deve ser alienado ou descartado. Caso o ente federado não tenha normatizado esse procedi- mento, pode-se tomar como refe- rência a legislação federal que regulamenta o reaproveitamento, movimentação, alienação e outras formas de desfazimento de mate- rial no âmbito da Administração Pública Federal (Decreto nº 99.658, de 30 de outubro de 1990). Já no caso das escolas pri- vadas de educação especial sem fins lucrativos, não é necessário consultar os órgãos municipais ou estaduais para se desfazer de bem inservível. Se o bem estiver em condições de uso, ou puder ser consertado a custos razoá- veis, a entidade deve destiná-lo a entidade similar ou a instituição pública que atue no mesmo seg- mento educacional, preferencial- mente sediada na mesma unidade federativa. Se o bem não puder ser consertado, ou se os custos para conserto ou manutenção fo- rem muito altos, o bem deve ser alienado ou descartado.