SlideShare uma empresa Scribd logo
Literatura, Muito Prazer!

A escola é um ambiente privilegiado para garantir muito
contato com os livros. Conheça, passo a passo, os caminhos
para ir além dos resumos e questionários de leitura e
incentivar na garotada o gosto pelas obras literárias - mesmo
que você não tenha familiaridade com esse tipo de texto.

Muito se fala do poder da literatura - e de como a escola é um lugar privilegiado
para estimular o gosto pela leitura. Infelizmente, porém, as salas de aula
brasileiras estão longe de ser "celeiros de leitores". Salvo exceções, o contato
dos estudantes com os livros costuma seguir um roteiro no mínimo enfadonho:
alguns títulos (quase sempre "clássicos") são indicados (leia-se empurrados
goela abaixo) e viram conteúdo avaliado (perguntas de interpretação de texto
com uma única resposta correta). E só. A experiência que deveria ser
desafiadora vira uma tarefa burocrática e sem graça. Os jovens se formam sem
entender os benefícios da leitura e acabam não lendo mais nada. Pesquisa
realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e o
Instituto Pró-Livro mostra que 45% da população não lê nenhum exemplar por
ano (desses, 53% dizem simplesmente "não ter interesse" e outros 42%
admitem "ter dificuldade").

Mas, obviamente, é possível mudar esse quadro. Esta reportagem especial se
propõe a ajudar você com dicas de especialistas e novidades do campo da
didática. Para começar, é preciso compreender que, antes de analisar e refletir
sobre os aspectos formais da literatura (história, linguagem etc.), os estudantes
têm de gostar de ler. E isso só se faz de uma maneira: lendo, lendo, lendo.
Porém ninguém nasce sabendo. Cabe à escola dar acesso às obras e ensinar
os chamados comportamentos leitores: "entrar" na aventura com os
personagens, comentar sobre o enredo, buscar textos semelhantes, conhecer
mais sobre o autor, trocar indicações literárias. Tudo pelo prazer que a
literatura proporciona, de nos levar a outros lugares e épocas. Um percurso
que idealmente começa na infância - mas também pode ser iniciado mais tarde
(nunca é tarde para abrir o primeiro livro).

Nas próximas páginas, você encontra um guia com sugestões para despertar
esse gosto pelos livros e ensinar os comportamentos leitores, dividido em
Educação Infantil, 1º ao 5º ano e 6º ao 9º ano (e também os erros mais comuns
que são cometidos na escola). Em seguida, mais três páginas com uma
reflexão sobre o papel do professor nessa caminhada - e como fazer para você
se encantar pela literatura e/ou ampliar seu repertório. "Quando existe um
espaço para discutir as leituras, com a possibilidade de inúmeras
interpretações, começamos a desenvolver a curiosidade e o desejo de ir além",
explica Mónica Rubalcaba, professora de Letras da Universidad Nacional de La
Plata, na Argentina. Com isso, os alunos vão passar a ver a leitura não como
uma tarefa escolar, mas como um hábito cotidiano. E você também.


Mais sobre leitura literária

Confira nesta página os melhores conteúdos sobre a formação de leitores
literários produzidos pelas revistas NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLA
GESTÃO ESCOLAR, além de vídeos, jogos, infográficos e planos de aula que
vão ajudar você a transformar a escola em uma comunidade leitora
entusiasmada. Tenha uma ótima leitura!

                http://revistaescola.abril.com.br/leitura-literaria/


       Qual é a diferença entre ler e contar histórias?

Denise Guilherme, formadora de professores, explica que ler uma história para
os alunos é uma forma de apresentar a obra conforme sua linguagem original,
nas palavras do autor. Já contar histórias envolve a improvisação, a interação
com a turma e a possibilidade de agregar outros elementos ao enredo.

       No vídeo, a especialista afirma que o interessante nas aulas é alternar
entre ler e contar histórias. Ao ler, é preciso que o professor mostre para as
crianças porque escolheu aquele autor e apresente o objeto livro, um bem
cultural que guarda a literatura. No entanto, na contação, o educador tem a
oportunidade de resgatar a tradição oral de narrar histórias que foram
transmitidas de geração em geração. "São duas situações diferentes de
trabalho com a linguagem", diz Denise.



Fonte: Site Revista Nova Escola
Disponível em:
     http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/literatura-muito-
     prazer-584195.shtml
     http://revistaescola.abril.com.br/leitura-literaria/
     http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/qual-diferenca-ler-contar-historias-
     642352.shtml
Elisa Meirelles (elisa.meirelles@abril.com.br).
Com reportagem de toda a equipe de NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLA GESTÃO ESCOLAR.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revista ZN - Outubro/2016
Revista ZN - Outubro/2016Revista ZN - Outubro/2016
Revista ZN - Outubro/2016
Sistema Municipal de Bibliotecas
 
Lobato viva 2010
Lobato viva  2010Lobato viva  2010
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Dores Pinto
 
Lobato viva 2010
Lobato viva  2010Lobato viva  2010
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
Leonarda Macedo
 
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes EscritoresProjeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Letras Mágicas
 
Atividades da Biblioteca
Atividades da BibliotecaAtividades da Biblioteca
Atividades da Biblioteca
Mônica Inácio
 
Projeto Sacola Literária
Projeto Sacola LiteráriaProjeto Sacola Literária
Projeto Sacola Literária
Rita Mendes Araújo Araújo
 
Silmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobatoSilmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobato
Silmara Robles
 
Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...
Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...
Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...
Sistema Municipal de Bibliotecas
 
Projeto mala viajante tn 1
Projeto mala viajante tn 1Projeto mala viajante tn 1
Projeto mala viajante tn 1
Wilma de Oliveira
 
Projeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolar
Projeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolarProjeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolar
Projeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolar
Paula Barroca
 
Criando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De LeituraCriando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De Leitura
Maristela Couto
 
escola leitora
escola leitoraescola leitora
Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos - apresentação pública da...
Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos   - apresentação pública da...Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos   - apresentação pública da...
Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos - apresentação pública da...
guestccc2d0
 
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Acrópole - História & Educação
 
Projeto pequenos leitores
Projeto pequenos leitoresProjeto pequenos leitores
Projeto pequenos leitores
nadigouvea
 
Ed18 onda jovem_ler_escrever
Ed18 onda jovem_ler_escreverEd18 onda jovem_ler_escrever
Ed18 onda jovem_ler_escrever
Jhosyrene Oliveira
 
Projeto Mala Viajante
Projeto Mala ViajanteProjeto Mala Viajante
Projeto Mala Viajante
Dinilso Marques
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Ana Lúcia Hennemann
 

Mais procurados (20)

Revista ZN - Outubro/2016
Revista ZN - Outubro/2016Revista ZN - Outubro/2016
Revista ZN - Outubro/2016
 
Lobato viva 2010
Lobato viva  2010Lobato viva  2010
Lobato viva 2010
 
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006Boletim  BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
Boletim BECRE José Silvestre Ribeiro 1 novembro 2006
 
Lobato viva 2010
Lobato viva  2010Lobato viva  2010
Lobato viva 2010
 
Projeto roda de leitura
Projeto roda de leituraProjeto roda de leitura
Projeto roda de leitura
 
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes EscritoresProjeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
Projeto Pequenos Leitores, Grandes Escritores
 
Atividades da Biblioteca
Atividades da BibliotecaAtividades da Biblioteca
Atividades da Biblioteca
 
Projeto Sacola Literária
Projeto Sacola LiteráriaProjeto Sacola Literária
Projeto Sacola Literária
 
Silmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobatoSilmara monteiro lobato
Silmara monteiro lobato
 
Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...
Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...
Por outros olhos: experiências francesas de mediação de leitura na Primeira I...
 
Projeto mala viajante tn 1
Projeto mala viajante tn 1Projeto mala viajante tn 1
Projeto mala viajante tn 1
 
Projeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolar
Projeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolarProjeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolar
Projeto Leitura Vai e Vem_ Pré-escolar
 
Criando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De LeituraCriando SituaçõEs De Leitura
Criando SituaçõEs De Leitura
 
escola leitora
escola leitoraescola leitora
escola leitora
 
Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos - apresentação pública da...
Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos   - apresentação pública da...Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos   - apresentação pública da...
Partilhar Livros Com Bebés Dos 9 Meses Aos 3 Anos - apresentação pública da...
 
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
Prêmio Nacional VivaLeitura 2014
 
Projeto pequenos leitores
Projeto pequenos leitoresProjeto pequenos leitores
Projeto pequenos leitores
 
Ed18 onda jovem_ler_escrever
Ed18 onda jovem_ler_escreverEd18 onda jovem_ler_escrever
Ed18 onda jovem_ler_escrever
 
Projeto Mala Viajante
Projeto Mala ViajanteProjeto Mala Viajante
Projeto Mala Viajante
 
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramentoLiteratura infantil   auxilio no processo de alfabetização e letramento
Literatura infantil auxilio no processo de alfabetização e letramento
 

Semelhante a Literatura, Muito Prazer!

Slide
SlideSlide
Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.
Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.
Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.
Josiane Jäger
 
Literatura na educação infantil
Literatura na educação infantilLiteratura na educação infantil
Literatura na educação infantil
Jacqueline Campos
 
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.pptleitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
SoniaMaia18
 
Alto Rio Possmozer
Alto Rio PossmozerAlto Rio Possmozer
Alto Rio Possmozer
Marilia Frizzera Dias
 
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio CardosoLeitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Sistema Municipal de Bibliotecas
 
Tcc cleide
Tcc cleideTcc cleide
Tcc cleide
Cleide Araujo
 
Escola da ponte
Escola da ponteEscola da ponte
Escola da ponte
Priscila Aristimunha
 
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagemO ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
Rogério Almeida
 
A importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantilA importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantil
Keilita Igor Fabrine
 
Artigo christiane jarosky
Artigo christiane jaroskyArtigo christiane jarosky
Artigo christiane jarosky
Pedro da Silva
 
Gêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da línguaGêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da língua
lisanebutka
 
Texto Marlene Carvalho
Texto Marlene CarvalhoTexto Marlene Carvalho
Texto Marlene Carvalho
Luciana
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
EscolaMunicipalMaria16
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
EscolaMunicipalMaria16
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
jose ebner
 
Especial creche bebeteca
Especial creche bebetecaEspecial creche bebeteca
Especial creche bebeteca
Dirlene Sponchiado
 
Oficina i workshop
Oficina i workshopOficina i workshop
Oficina i workshop
seduc e semed
 
Hipóteses de escrita
Hipóteses de escritaHipóteses de escrita
Hipóteses de escrita
Rosalia Rocha
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Cirlei Santos
 

Semelhante a Literatura, Muito Prazer! (20)

Slide
SlideSlide
Slide
 
Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.
Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.
Eixo 2 valéria pereira_resumo.doc.
 
Literatura na educação infantil
Literatura na educação infantilLiteratura na educação infantil
Literatura na educação infantil
 
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.pptleitura-e-literatura-na-infancia.ppt
leitura-e-literatura-na-infancia.ppt
 
Alto Rio Possmozer
Alto Rio PossmozerAlto Rio Possmozer
Alto Rio Possmozer
 
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio CardosoLeitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
Leitura prazerosa - EMEI Sergio Cardoso
 
Tcc cleide
Tcc cleideTcc cleide
Tcc cleide
 
Escola da ponte
Escola da ponteEscola da ponte
Escola da ponte
 
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagemO ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
O ensino da literatura como meio lúdico de aprendizagem
 
A importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantilA importância da literatura na educação infantil
A importância da literatura na educação infantil
 
Artigo christiane jarosky
Artigo christiane jaroskyArtigo christiane jarosky
Artigo christiane jarosky
 
Gêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da línguaGêneros textuais na ponta da língua
Gêneros textuais na ponta da língua
 
Texto Marlene Carvalho
Texto Marlene CarvalhoTexto Marlene Carvalho
Texto Marlene Carvalho
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
 
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docxPROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
PROJETO Ens Fund I 2023 Ler é Bom Experimente.docx
 
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º anoProjeto de leitura. 1º ao 9º ano
Projeto de leitura. 1º ao 9º ano
 
Especial creche bebeteca
Especial creche bebetecaEspecial creche bebeteca
Especial creche bebeteca
 
Oficina i workshop
Oficina i workshopOficina i workshop
Oficina i workshop
 
Hipóteses de escrita
Hipóteses de escritaHipóteses de escrita
Hipóteses de escrita
 
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola LêProjeto de Leitura: Minha Escola Lê
Projeto de Leitura: Minha Escola Lê
 

Mais de Richard Reinaldo

Computador, Internet, Softwares e Jogos
Computador, Internet, Softwares e JogosComputador, Internet, Softwares e Jogos
Computador, Internet, Softwares e Jogos
Richard Reinaldo
 
Breve historia dos computadores
Breve historia dos computadoresBreve historia dos computadores
Breve historia dos computadores
Richard Reinaldo
 
Facebook para Educadores
Facebook para EducadoresFacebook para Educadores
Facebook para Educadores
Richard Reinaldo
 
Como Estudar Sozinho em Casa
Como Estudar Sozinho em CasaComo Estudar Sozinho em Casa
Como Estudar Sozinho em Casa
Richard Reinaldo
 
Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...
Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...
Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...
Richard Reinaldo
 
O uso Pedagógico da Sala de Informática da Escola
O uso Pedagógico da Sala de Informática da EscolaO uso Pedagógico da Sala de Informática da Escola
O uso Pedagógico da Sala de Informática da Escola
Richard Reinaldo
 
O uso do Computador na Educação a Informatica Educativa
O uso do Computador na Educação a Informatica EducativaO uso do Computador na Educação a Informatica Educativa
O uso do Computador na Educação a Informatica Educativa
Richard Reinaldo
 
Geração nova na sala de aula
Geração nova na sala de aulaGeração nova na sala de aula
Geração nova na sala de aula
Richard Reinaldo
 
Tecnologia e Educação: As Mídias na Prática Docente
Tecnologia e Educação: As Mídias na Prática DocenteTecnologia e Educação: As Mídias na Prática Docente
Tecnologia e Educação: As Mídias na Prática Docente
Richard Reinaldo
 
A Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidade
A Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidadeA Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidade
A Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidade
Richard Reinaldo
 
Receitas de Massinha de Modelar
Receitas de Massinha de ModelarReceitas de Massinha de Modelar
Receitas de Massinha de Modelar
Richard Reinaldo
 
Proposta Curricular de SC Educação e Tecnologia
Proposta Curricular  de SC Educação e TecnologiaProposta Curricular  de SC Educação e Tecnologia
Proposta Curricular de SC Educação e Tecnologia
Richard Reinaldo
 
Laptops na Sala de Aula. E agora?
Laptops na Sala de Aula. E agora?Laptops na Sala de Aula. E agora?
Laptops na Sala de Aula. E agora?
Richard Reinaldo
 
Nove respostas sobre alfabetização
Nove respostas sobre alfabetizaçãoNove respostas sobre alfabetização
Nove respostas sobre alfabetização
Richard Reinaldo
 
Informática na Educação: Evolução e Tendências
Informática na Educação: Evolução e TendênciasInformática na Educação: Evolução e Tendências
Informática na Educação: Evolução e Tendências
Richard Reinaldo
 
O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...
O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...
O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...
Richard Reinaldo
 

Mais de Richard Reinaldo (16)

Computador, Internet, Softwares e Jogos
Computador, Internet, Softwares e JogosComputador, Internet, Softwares e Jogos
Computador, Internet, Softwares e Jogos
 
Breve historia dos computadores
Breve historia dos computadoresBreve historia dos computadores
Breve historia dos computadores
 
Facebook para Educadores
Facebook para EducadoresFacebook para Educadores
Facebook para Educadores
 
Como Estudar Sozinho em Casa
Como Estudar Sozinho em CasaComo Estudar Sozinho em Casa
Como Estudar Sozinho em Casa
 
Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...
Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...
Quais são as melhores ferramentas digitais direcionadas as professor e a educ...
 
O uso Pedagógico da Sala de Informática da Escola
O uso Pedagógico da Sala de Informática da EscolaO uso Pedagógico da Sala de Informática da Escola
O uso Pedagógico da Sala de Informática da Escola
 
O uso do Computador na Educação a Informatica Educativa
O uso do Computador na Educação a Informatica EducativaO uso do Computador na Educação a Informatica Educativa
O uso do Computador na Educação a Informatica Educativa
 
Geração nova na sala de aula
Geração nova na sala de aulaGeração nova na sala de aula
Geração nova na sala de aula
 
Tecnologia e Educação: As Mídias na Prática Docente
Tecnologia e Educação: As Mídias na Prática DocenteTecnologia e Educação: As Mídias na Prática Docente
Tecnologia e Educação: As Mídias na Prática Docente
 
A Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidade
A Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidadeA Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidade
A Rotina na Pedagogia da Educação Infantil: Dos binarismos à complexidade
 
Receitas de Massinha de Modelar
Receitas de Massinha de ModelarReceitas de Massinha de Modelar
Receitas de Massinha de Modelar
 
Proposta Curricular de SC Educação e Tecnologia
Proposta Curricular  de SC Educação e TecnologiaProposta Curricular  de SC Educação e Tecnologia
Proposta Curricular de SC Educação e Tecnologia
 
Laptops na Sala de Aula. E agora?
Laptops na Sala de Aula. E agora?Laptops na Sala de Aula. E agora?
Laptops na Sala de Aula. E agora?
 
Nove respostas sobre alfabetização
Nove respostas sobre alfabetizaçãoNove respostas sobre alfabetização
Nove respostas sobre alfabetização
 
Informática na Educação: Evolução e Tendências
Informática na Educação: Evolução e TendênciasInformática na Educação: Evolução e Tendências
Informática na Educação: Evolução e Tendências
 
O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...
O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...
O uso dos Computadores e da Internet nas Escolas Públicas de Capitais Brasile...
 

Literatura, Muito Prazer!

  • 1. Literatura, Muito Prazer! A escola é um ambiente privilegiado para garantir muito contato com os livros. Conheça, passo a passo, os caminhos para ir além dos resumos e questionários de leitura e incentivar na garotada o gosto pelas obras literárias - mesmo que você não tenha familiaridade com esse tipo de texto. Muito se fala do poder da literatura - e de como a escola é um lugar privilegiado para estimular o gosto pela leitura. Infelizmente, porém, as salas de aula brasileiras estão longe de ser "celeiros de leitores". Salvo exceções, o contato dos estudantes com os livros costuma seguir um roteiro no mínimo enfadonho: alguns títulos (quase sempre "clássicos") são indicados (leia-se empurrados goela abaixo) e viram conteúdo avaliado (perguntas de interpretação de texto com uma única resposta correta). E só. A experiência que deveria ser desafiadora vira uma tarefa burocrática e sem graça. Os jovens se formam sem entender os benefícios da leitura e acabam não lendo mais nada. Pesquisa realizada pelo Instituto Brasileiro de Opinião Pública e Estatística (Ibope) e o Instituto Pró-Livro mostra que 45% da população não lê nenhum exemplar por ano (desses, 53% dizem simplesmente "não ter interesse" e outros 42% admitem "ter dificuldade"). Mas, obviamente, é possível mudar esse quadro. Esta reportagem especial se propõe a ajudar você com dicas de especialistas e novidades do campo da didática. Para começar, é preciso compreender que, antes de analisar e refletir sobre os aspectos formais da literatura (história, linguagem etc.), os estudantes têm de gostar de ler. E isso só se faz de uma maneira: lendo, lendo, lendo. Porém ninguém nasce sabendo. Cabe à escola dar acesso às obras e ensinar os chamados comportamentos leitores: "entrar" na aventura com os personagens, comentar sobre o enredo, buscar textos semelhantes, conhecer mais sobre o autor, trocar indicações literárias. Tudo pelo prazer que a literatura proporciona, de nos levar a outros lugares e épocas. Um percurso que idealmente começa na infância - mas também pode ser iniciado mais tarde (nunca é tarde para abrir o primeiro livro). Nas próximas páginas, você encontra um guia com sugestões para despertar esse gosto pelos livros e ensinar os comportamentos leitores, dividido em Educação Infantil, 1º ao 5º ano e 6º ao 9º ano (e também os erros mais comuns que são cometidos na escola). Em seguida, mais três páginas com uma reflexão sobre o papel do professor nessa caminhada - e como fazer para você se encantar pela literatura e/ou ampliar seu repertório. "Quando existe um espaço para discutir as leituras, com a possibilidade de inúmeras interpretações, começamos a desenvolver a curiosidade e o desejo de ir além", explica Mónica Rubalcaba, professora de Letras da Universidad Nacional de La
  • 2. Plata, na Argentina. Com isso, os alunos vão passar a ver a leitura não como uma tarefa escolar, mas como um hábito cotidiano. E você também. Mais sobre leitura literária Confira nesta página os melhores conteúdos sobre a formação de leitores literários produzidos pelas revistas NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLA GESTÃO ESCOLAR, além de vídeos, jogos, infográficos e planos de aula que vão ajudar você a transformar a escola em uma comunidade leitora entusiasmada. Tenha uma ótima leitura! http://revistaescola.abril.com.br/leitura-literaria/ Qual é a diferença entre ler e contar histórias? Denise Guilherme, formadora de professores, explica que ler uma história para os alunos é uma forma de apresentar a obra conforme sua linguagem original, nas palavras do autor. Já contar histórias envolve a improvisação, a interação com a turma e a possibilidade de agregar outros elementos ao enredo. No vídeo, a especialista afirma que o interessante nas aulas é alternar entre ler e contar histórias. Ao ler, é preciso que o professor mostre para as crianças porque escolheu aquele autor e apresente o objeto livro, um bem cultural que guarda a literatura. No entanto, na contação, o educador tem a oportunidade de resgatar a tradição oral de narrar histórias que foram transmitidas de geração em geração. "São duas situações diferentes de trabalho com a linguagem", diz Denise. Fonte: Site Revista Nova Escola Disponível em: http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/literatura-muito- prazer-584195.shtml http://revistaescola.abril.com.br/leitura-literaria/ http://revistaescola.abril.com.br/fundamental-1/qual-diferenca-ler-contar-historias- 642352.shtml Elisa Meirelles (elisa.meirelles@abril.com.br). Com reportagem de toda a equipe de NOVA ESCOLA e NOVA ESCOLA GESTÃO ESCOLAR.