SlideShare uma empresa Scribd logo
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE
CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS
DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS
CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS
THIAGO MATHEUS CARLI DO ESPIRITO SANTO
AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO
CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA
GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES,
PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA
CONTÁBIL.
Orientador: Prof. José Émerson Firmino
Natal/RN
Junho/2013
ii
THIAGO MATHEUS CARLI DO ESPIRITO SANTO
AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO
CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA
GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES,
PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA
CONTÁBIL.
Monografia apresentada à Banca
Examinadora do Trabalho de
Conclusão do Curso de Ciências
Contábeis, em cumprimento às
exigências legais como requisito
parcial à obtenção do título de
Bacharel em Ciências Contábeis.
Orientador: Prof. José Émerson Firmino
Natal/RN
Junho/2013
iii
FOLHA DE APROVAÇÃO
THIAGO MATHEUS CARLI DO ESPIRITO SANTO
AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO
CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA
GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES,
PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA
CONTÁBIL.
Monografia apresentada à Banca
Examinadora do Trabalho de
Conclusão do Curso de Ciências
Contábeis, em cumprimento às
exigências legais como requisito
parcial à obtenção do título de
Bacharel em Ciências Contábeis.
Aprovada em 25 de Junho de 2013
BANCA EXAMINADORA
__________________________
Prof. Msc. José Émerson Firmino
ORIENTADOR
___________________________
Prof. Lis Daiana Bessa Taveira
MEMBRO DA BANCA
___________________________
Prof. Amanda Borges de Albuquerque Assunção
MEMBRO DA BANCA
iv
AGRADECIMENTOS
Agradeço a Deus pelo dom da vida e pelas bênçãos concedidas.
Agradeço a meus pais, Roberto e Olga, e à minha irmã, Ana Carolina, por toda a
força, carinho e apoio dados desde que iniciei esta etapa de minha vida. Não teria
conseguido sem o apoio de vocês.
Agradeço à toda minha família, pelos momentos maravilhosos juntos. Sem dúvida
me deu força e bom humor para construir este trabalho da melhor forma possível.
Agradeço à minha namorada Edna, por todo carinho e apoio dado em todos os
momentos e toda a torcida para que eu conseguisse concluir esta monografia. Também
agradeço a ela e a meu grande amigo Valdenício Rafael, com os quais realizei a
pesquisa que foi o embrião desta monografia. Parte do sucesso desta monografia é de
vocês.
Agradeço a todos os meus amigos de curso, por todos os excelentes momentos
vividos durante esta jornada. Não seria a mesma coisa sem vocês.
Agradeço ao prof. José Émerson Firmino, meu orientador nesta pesquisa, por todo
incentivo e auxílio dados no transcorrer deste semestre. Sem dúvidas sua contribuição
foi imprescindível para que esta monografia conseguisse ser realizada.
Aos demais professores por contribuírem de forma tão decisiva na construção de
meu arcabouço teórico de contabilidade, no transcorrer de minha vida acadêmica na
UFRN.
Agradeço aos funcionários da UFRN, particularmente os que nos acompanharam
em nossa trajetória pelas salas do setor V. Nada disso seria possível sem o trabalho de
vocês.
v
DEDICATÓRIA
Dedico este trabalho à minha família, em
especial a meus pais, Roberto e Olga,
por todo o incentivo dado para que eu
pudesse seguir e concluir esta etapa de
minha vida.
vi
“O sucesso consiste em ir de fracasso em fracasso sem
perder o entusiasmo.”
(Winston Churchill)
vii
RESUMO
O estudo objetiva identificar os conhecimentos, habilidades e atitudes esperadas do
perito contábil conforme a NBC PP 01, bem como saber dos estudantes, profissionais da
área de Perícia e usuários dos serviços de Perícias quais as habilidades que são
consideradas relevantes em um profissional perito contador. A pesquisa se justifica na
medida em que os peritos devem ser nomeados, contratados ou escolhidos com base em
competências técnico-profissionais. A pesquisa é desenvolvida como estudo empírico,
tendo seu aspecto bibliográfico e documental, bem como a aplicação de questionários
aos estudantes concluintes dos cursos de Ciências Contábeis das universidades e centros
universitários desta capital, bem como aos profissionais da área de Perícia Contábil e
aos usuários do serviço de Perícia Contábil. Com base nos conceitos teóricos de gestão
de competências, são discriminadas as competências do perito contador conforme a
NBC PP 01, agrupando as características em conhecimentos, habilidades e atitudes. Os
resultados demonstram que as competências estão voltadas principalmente para
conhecimentos de contabilidade, habilidades de organização e atitudes de ética e
independência. Espera-se que o estudo estimule a realização de futuras pesquisas na
área e que auxilie os peritos no aprimoramento das competências para exercer essa
atividade. Para os interessados na contratação de serviço de perícia, a pesquisa auxilia
na escolha do profissional mais adequado para o trabalho a ser desenvolvido.
Palavras-chave: perito contábil, habilidades, gestão de competências.
viii
ABSTRACT
The study aims to identify the knowledge, skills and attitudes expected of the expert
accountant as NBC PP 01 and to know the students, area professionals and service users
Skill Skill which skills are considered important in a professional chartered accountant.
The research is justified to the extent that the experts should be appointed, hired or
chosen based on technical and vocational skills. This guides the theoretical framework,
which is based on studies on the following topics: concepts and fundamentals of
accounting expertise; professional profile accounting expert; principles of management
skills. The research is developed as an empirical study, and their appearance
bibliographic and documentary, as well as the application of questionnaires to students
graduating from courses in accounting science from universities and university centers
of the capital, as well as to professionals in Forensic Accounting and users Forensic
Accounting service. Based on the theoretical concepts of management skills, the skills
are broken down according to the expert accountant NBC PP 01, grouping features in
knowledge, skills and attitudes. We observed that skills are primarily focused on
accounting knowledge, skills and attitudes of organizational ethics and independence. It
is hoped that the study will stimulate the realization of future research in the area and to
assist the experts in improving the skills to perform this activity. For those interested in
hiring service expertise, research helps in choosing the most suitable professional for
the work to be done.
Keywords: accounting expert, skills, management skills.
ix
LISTA DE TABELAS
Quadro 1 – Conhecimentos exigidos do Perito Contábil conforme NBC PP 01......................22
Quadro 2 – Habilidades exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01............................23
Quadro 3 – Atitudes exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01.................................25
Tabela 1 – Habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva........................27
Tabela 2 – Habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico....................28
Tabela 5 – Habilidade importante de um perito contador é a proficiência analítica.................29
Tabela 6 – Habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral......................30
Tabela 7 – Habilidade importante de um perito contador é a comunicação escrita..................31
Tabela 9 – Habilidade importante de um perito contador é a compostura................................33
Tabela 10 – Conhecimento importante de um perito contador é a especialização na área
periciada....................................................................................................................................33
Tabela 12 – Atitude importante de um perito contador é o cumprimento das normas
contábeis....................................................................................................................................33
Tabela 13 - Atitude importante de um perito contador é o cumprimento de prazos.................34
x
LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS
CBO - Classificação Brasileira de Ocupações
NBC PP - Normas Brasileiras de Contabilidade – Profissional Perito
xi
SUMÁRIO
1. INTRODUÇÃO.................................................................................................12
1.1 TEMA E PROBLEMA.................................................................................12
1.2 OBJETIVOS.................................................................................................13
1.2.1 Objetivos Gerais................................................................................13
1.2.2 Objetivos Específicos........................................................................13
1.3 JUSTIFICATIVA.......................................................................................13
2. REFERENCIAL TEÓRICO..............................................................................14
2.1 CARACTERÍZAÇÃO DA PERÍCIA CONTÁBIL....................................14
2.2 PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL CONFORME A NBC
PP 01...........................................................................................................................15
2.3 PRINCÍPIOS DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS..................................18
3. METODOLOGIA.................................................................................................20
3.1 UNIVERSO E AMOSTRA...........................................................................21
4. ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS.............................................22
5. CONSIDERAÇÕES FINAIS...............................................................................35
REFERÊNCIAS........................................................................................................37
APÊNDICE A............................................................................................................39
xii
12
1 INTRODUÇÃO
1.1 TEMA E PROBLEMA
O atual estágio econômico brasileiro de desenvolvimento do mercado de
capitais tem gerado novas relações empresariais cada vez mais complexas, o que tende a
motivar como consequência novas formas de conflitos judiciais e extrajudiciais. Nesse
cenário, emerge a perícia contábil como mecanismo voltado para a solução de conflitos
de interesses acerca de questões patrimoniais, bem como financeiras.
O profissional dessa área da contabilidade obedece, dentre outras leis e
regulamentos, à NBC PP 01, que consiste na norma brasileira de contabilidade que
estabelece procedimentos inerentes à atuação do contador na condição de perito. Os
principais pontos tratados nessa norma são relacionados aos seguintes elementos:
competência técnico-profissional; habilitação profissional; educação continuada;
independência; impedimento e suspeição; sigilo; responsabilidade; zelo profissional;
utilização de trabalho de especialista; honorários.
Portanto, observa-se que a NBC PP 01 trata essencialmente dos requisitos
profissionais do perito na atuação dentro do campo da contabilidade. Nesse sentido, por
ser uma atividade que requer do profissional determinadas capacidades, a competência
do perito é um fator que pode determinar a qualidade dos resultados da perícia contábil.
Na atualidade, os requisitos profissionais estão sendo definidos por muitas
empresas com base nos princípios da Gestão de Competências, que são aplicados nos
processos de recrutamento, seleção, remuneração, treinamento e desenvolvimento dos
funcionários. Um modelo bastante difundido no meio empresarial e acadêmico acerca
de Gestão de Competências orienta que as capacidades humanas podem ser avaliadas
com base em três dimensões: conhecimentos, habilidades e atitudes.
Entretanto, no mercado atual é difícil para a própria classe dos peritos
contadores decidir qual habilidade é considerada como mais importante dentre as várias
habilidades úteis e necessárias a um profissional desta área. Os usuários do serviço de
Perícia Contábil podem ter uma visão diferente de habilidade relevante do que um
profissional da área, e isto pode ser um fator decisivo para uma eventual contratação. A
visão dos estudantes sobre as habilidades consideradas relevantes também pode definir
se estes seguirão na área ou irão em busca de outros campos. De modo que o problema
desta pesquisa é: Quais as habilidades sob a ótica da NBC PP 01 que são
13
consideradas relevantes nos peritos contábeis de acordo com estudantes,
profissionais e usuários dos serviços dos peritos contadores?
1.2 OBJETIVOS
1.2.1 Objetivo Geral
O presente estudo tem por objetivo geral identificar quais os conhecimentos,
habilidades e atitudes conforme a NBC PP 01 e a Teoria da Gestão de Competências,
que são consideradas relevantes de acordo com a opinião de estudantes, profissionais da
área e usuários dos serviços de perícia contábil. Ao verificar esses resultados espera-se
obter evidências das competências que são preponderantes para o trabalho de perícia
contábil.
1.2.2 Objetivos Específicos
Os objetivos específicos desta pesquisa são:
- Verificar os Princípios da Gestão de Competências e sua correlação com a
NBC PP 01;
- Identificar conhecimentos, habilidade e atitudes existentes na NBC PP 01
sob a luz dos Princípios da Gestão de Competências;
- Pesquisar quais os conhecimentos, habilidades e atitudes dentre as listadas
são consideradas relevantes para um profissional perito;
1.3 JUSTIFICATIVA
A pesquisa se justifica na medida em que os profissionais de perícia devem
ser nomeados, contratados ou escolhidos com base nas capacidades fundamentais para a
realização das atividades periciais. Avaliar qual competência é considerada relevante
para um perito pode mostrar sua adequação ou inadequação para determinados trabalhos
periciais. Desse modo, a pesquisa contribui com os juízes, contratantes e empresas do
ramo de perícia, os quais podem utilizá-la para subsidiar nas decisões acerca da
indicação ou contratação de determinado contador como perito. O estudo também
contribui com aqueles que exercem ou pretendem exercer a atividade de perícia
14
contábil, pois os resultados podem ser tomados como base para o aprimoramento
profissional, ao direcionar os esforços para potencializar ou adquirir as competências
requeridas.
2 REFERENCIAL TEÓRICO
2.1 CARACTERIZAÇÃO DA PERÍCIA CONTÁBIL
A perícia é resultado de exame detalhado acerca de um determinado aspecto
específico, do qual se quer resolver um conflito de interesses. Nesse âmbito, surge a
perícia contábil, que tem como origem a existência de um conflito de interesses acerca
de questões patrimoniais ou financeiras.
Hoog (2007, p. 41) explica que “o vocábulo perícia vem do latim peritia,
que significa conhecimento adquirido pela experiência, já utilizado na Roma Antiga,
onde se valorizava o talento de saber”. De acordo com Santin e Bleil (2012), foi a
necessidade da verificação dos fatos que fez com que a perícia se tornasse um
instrumento auxiliar da instância decisória, pessoal ou coletiva, judicial ou extrajudicial,
mesmo nos mais remotos tempos.
Na visão de Oliveira (2012) vestígios da atividade pericial podem ser
identificados no início da formação das sociedades civilizadas, quando se passava a
obter maior racionalidade e organização, em que o indivíduo que possuísse mais
experiência e determinadas capacidades, ou até mesmo a força física, exercia a liderança
da sociedade e como consequência a função de perito, juiz, legislador e executor ao
mesmo tempo.
Nesse contexto, Aguiar (2012) defende que a perícia existe desde as
civilizações mais primitivas, e que era necessária sempre que houvesse a necessidade de
conhecimento de pessoas especializadas, a exemplo de vestígios identificados na Índia,
Egito, Grécia e principalmente em Roma, onde o laudo do perito chegava até mesmo a
constituir a própria sentença, pois o perito ainda era associado a árbitro.
No caso do Brasil, Santini e Bleil (2012) apontam que o Código de Processo
Civil de 1939 já apresentava elementos sinalizadores da atividade de perícia, ainda que
somente com o Decreto Lei nº 9.295/46, que institui o Conselho Federal de
15
Contabilidade é que a atividade de perito contador surge oficialmente no país. Os
autores colocam ainda que o Código de Processo Civil advindo da Lei nº 5.869/73
valorizou ainda mais a atividade de perícia ao estabelecer uma legislação ampla, clara e
aplicável.
Oliveira (2012) defende que a prova pericial tem sua razão de ser devido à
existência de conhecimentos considerados especiais que somente o perito possuiria.
Nesse contexto, Hoog (2007) acrescenta que a perícia foca no caráter científico e
tecnológico de uma prova com o intuito de solucionar uma controvérsia, o que a dota de
uma característica única e específica.
O conceito de perícia contábil apontado por Neves Júnior e Moreira (2012)
se baseia no pressuposto de que se trata de um trabalho executado por profissional
especializado em contabilidade, que ao aplicar conhecimento científico presta seu
testemunho diante do magistrado e outras autoridades, materializando-o no laudo
pericial. Nesse sentido, Hoog (2007, p. 41) enaltece que a perícia contábil constitui
elemento de prova ou reveladora da verdade em aspectos contábeis, com o intuito de
esclarecer um fato ou ato aplicando técnicas baseadas na expressão da verdade.
Diante disso, D’Áuria (1962) coloca que a perícia está alicerçada no
conhecimento e experiência de algo a fim de examinar as coisas e os fatos, como forma
de dar autenticidade sobre as causas, essência e efeitos da matéria examinada. Nesse
sentido, a perícia contábil, na visão de Sá (2011) está voltada à verificação de fatos
relativos ao patrimônio, tendo por resultado uma opinião que esclarece uma questão
proposta.
Com base nessas proposições, fica constatado que a perícia é uma atividade
necessária ao esclarecimento de determinada situação, tendo suas bases se constituído
no início da civilização. Entretanto, é somente com o desenvolvimento econômico que o
perito alcançou a atual posição como profissão devidamente regulamentada com
atribuições claras, conforme será visto a seguir.
2.2 PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL CONFORME A NBC PP
01
Para a realização da perícia contábil, o profissional encarregado deve
possuir uma série competências e requisitos legais e técnicos que suportem os exames e
16
a emissão do laudo ou parecer pericial. As orientações gerais sobre as competências
técnico-profissionais estão dispostas na NBC PP 01, mas diversos autores e
pesquisadores da área complementam essas determinações básicas apresentando
sugestões que auxiliam o perito a realizar um trabalho de melhor qualidade.
Conforme Brasil b (2012), o Ministério do Trabalho define na Classificação
Brasileira de Ocupações – CBO as seguintes competências pessoais necessárias para os
profissionais que lidam com a atividade contábil, incluindo o perito contador: agir
eticamente; agir de forma educada; demonstrar objetividade; demonstrar conhecimentos
básicos de informática; raciocinar logicamente; agir com discrição; manter-se atencioso;
demonstrar flexibilidade; zelar pelas informações; manter-se atualizado; falar
corretamente; guardar sigilo; trabalhar em equipe; demonstrar conhecimento de outras
línguas; manter-se atualizado perante a legislação; manter-se informado; agir com
dinamismo.
De acordo com Santin e Bleil (2012) a prática da atividade de perícia
contábil é exclusivamente reservada e atribuída ao bacharel em Ciências Contábeis e
daqueles que tenham equiparação legal. Oliveira (2012) acrescenta que o perito
considerado competente é o profissional habilitado, com conhecimentos científicos para
gerar os esclarecimentos técnicos necessários no desenvolvimento dos exames e na
elaboração do laudo pericial.
Para Neves Junior e Brito (2012) o profissional que atua na área de perícia
contábil deve ser bacharel em Ciências Contábeis, e apresentar outras características
como: atualização permanente dos conhecimentos, capacidade de comunicação, conduta
ética e independência.
Entretanto, ainda que tenha que possuir sólidos conhecimentos na área de
contabilidade, Cardoso (2008) destaca que o perito contábil deve adquirir
conhecimentos multidisciplinares, que são necessários para produzir as provas periciais,
citando Ramaswamy (apud 2005, CARDOSO, 2008), que por sua vez apresenta os
seguintes conhecimentos e habilidades como importantes na atividade pericial:
informática, psicologia, comunicação interpessoal, preceitos legais e regulamentares.
Já Ornelas (2008) orienta que o profissional de perícia contábil detenha
além de conhecimentos gerais e profundos de contabilidade, uma boa compreensão de
outras áreas necessárias ao trabalho pericial, como matemática financeira, estatística,
direito tributário, negócios e direito processual civil.
17
A partir da pesquisa empreendida por Santin e Bleil (2012), também é
destacada a necessidade do perito desenvolver competências relativas à comunicação,
pois as partes interessadas na perícia contábil devem compreender claramente as
questões técnicas levantadas no exame. Tais autores sugerem as seguintes atitudes a fim
de melhorar a compreensão do laudo ou parecer: evitar linguagens muito técnicas;
responder especificamente os quesitos apresentados; apresentar uma leitura de fácil
entendimento; fazer exposições com clareza; descrever os parâmetros, procedimentos
adotados e fundamentação para a elaboração do laudo.
A facilidade da compreensão do trabalho do perito pelas partes envolvidas é
também defendida por Oliveira (2012), o qual ressalta que é fundamental que o
profissional compreenda as atividades e necessidades dos clientes, justificando esse
posicionamento com uma citação de Zafirian (2001 apud OLIVEIRA, 2012), que por
sua vez, explica que só com esse nível de conhecimento é que o perito tem a capacidade
de prover o valor ao produto do trabalho desenvolvido tendo por base o valor para os
destinatários do laudo pericial.
Tratando dos aspectos relativos à conduta ética do perito contador, Oliveira
(2012, p. 75) destaca que “o dever de um perito é dizer a verdade, no entanto, para isso
é necessário: primeiro saber encontrá-la e, depois querer dizê-la. O primeiro é um
problema científico, o segundo é um problema moral”. Essa postura profissional
também é defendida por Ornelas (2008), que defende o pressuposto que são requisitos
essenciais para o perito uma formação moral elevada e imparcialidade.
Quanto à característica de independência Hoog (2007, p. 33) explica que se
trata da “liberdade profissional com autonomia acadêmico-científica para emitir uma
opinião imparcial sobre ato ou fato que envolve interessados ambíguos”. Para Ornelas
(2008, p. 51) “ser imparcial é desenvolver e oferecer trabalho pericial sem ser
tendencioso para qualquer uma das partes envolvidas no processo judicial; é não temer
contrariar interesses; é oferecer laudo livre de influências ou injunções dos
interessados”.
Diante do exposto, verifica-se que as qualificações para ser um perito
passam por muitas variáveis, desde aspectos ligados à formação acadêmica e técnica até
os relativos à conduta humana e social. Portanto, sugere-se nesta pesquisa organizar
esse conjunto de características com base nos princípios da gestão de competências, a
fim de obter uma visão mais clara do perfil profissional do perito contador.
18
2.3 PRINCÍPIOS DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS
Atualmente várias empresas têm adotado modelos de gestão de pessoas
baseado em competências, a fim de potencializar as capacidades do capital intelectual e
seguir um parâmetro justo para selecionar, aplicar, desenvolver e remunerar a equipe de
trabalho. Nesse cenário, não é suficiente que os funcionários tenham conhecimentos,
devendo também conseguir colocá-los em prática nas tarefas e condutas profissionais.
Um trabalho importante acerca de competências, conforme apontado por
Fleury e Fleury (2012) foi o realizado em 1973 por David McClelland, quando se
iniciou o debate sobre esse tema entre os psicólogos e administradores nos Estados
Unidos. Brandão e Andrade (2012) explicam que as ideias propostas por McClelland
direcionam o conceito de competência para um conjunto de qualificações ou atributos
de um indivíduo, que o torna apto a desenvolver determinado trabalho ou lide com uma
dada situação.
Nesse sentido, Fernandes (2004, p. 3) propõe que “o desenvolvimento de
competência das pessoas na organização pode implicar aumento no nível de
competência organizacional e, portanto, maior capacidade para gerar um desempenho
superior”. Acerca dessa nova perspectiva na visão das competências dos funcionários
dentro das organizações, Campos e Guimarães (2009, p. 9) fazem as seguintes
considerações:
Nota-se que a preocupação está então em desmistificar a competência do
conceito de qualificação, que de certa forma determinava os requisitos
associados à descrição ao cargo ou função. Não se pode mais ficar preso
apenas à descrição de cada função a ser desempenhada ou a um processo
metódico e burocrático; as empresas hoje em dia adquiriram uma posição
mutável e, para tal, exigem-se profissionais que atendam perfis baseados em
combinações de capacidades complexas. Isso significa incluir nas definições
tradicionais de execução de tarefas resultados, conceitos que representem
características de quem está executando o trabalho, como habilidades,
atitudes, valores, orientações e comprometimentos.
Diante disso, Queiroz (2008, p. 21) define competência como sendo “o
conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas que em ação
agregam valor ao indivíduo e à organização, ao que denominamos de entrega”. Dessa
forma, Fleury e Fleury (2012) explicam que a competência se relaciona a um conjunto
de conhecimentos, habilidades e atitudes que justificam um desempenho de alto nível,
que tende a ser aprimorado com base na inteligência e personalidade individual.
19
De acordo com Ruzzarin, Amaral e Simionovschi (2006, p. 25), o
conhecimento é “o saber, ou seja, os assuntos ou instrumentos que o funcionário deve
dominar para desempenhar suas atividades no nível de excelência”. Para Goulart
(2006) o conhecimento é resultado da interação que permeia no ambiente de negócios e
que são desenvolvidas através da aprendizagem.
Conforme Wood Júnior e Picarelli Filho (2004), o conhecimento pode ser
adquirido e transmitido, e se refere a um conjunto de conceitos, técnicas, teorias e
metodologias de como determinada atividade deve ser desenvolvida no trabalho. Diante
desses conceitos, Fleury e Fleury (2012) esclarecem que a competência de determinado
indivíduo não deve ser vista somente como os conhecimentos adquiridos, pois para ser
competente, o indivíduo deve ter a capacidade de comunicar e utilizar esses
conhecimentos.
Quanto às habilidades, Queiroz (2008) afirma que elas estão relacionadas ao
indivíduo saber fazer algo, ou seja, é a dimensão prática de empregar os conhecimentos
adquiridos. Para Goulart (2006, p. 90) as habilidades indicam “a capacidade do
indivíduo de aplicar seus conhecimentos na prática, é o saber fazer. É constituída por
aptidões apreendidas pelo sujeito, que são necessárias à atuação em papéis ocupacionais
determinados”.
Wood Júnior e Picarelli Filho (2004) acrescentam que no ambiente
organizacional as habilidades se direcionam para a capacidade de realizar e atender a
determinados padrões exigidos para a realização de determinadas atividades necessárias
ao bom andamento do trabalho.
As atitudes, na visão de Ruzzarin, Amaral e Simionovschi (2006, p. 25),
podem ser conceituadas como “o fazer, podendo ser traduzido pela capacidade que a
pessoa tem de traduzir na prática seus conhecimentos técnicos e suas habilidades
pessoais, postura, reação ou maneira de ser”. Nesse sentido, Queiroz (2008) explica que
a atitude está relacionada ao indivíduo querer fazer algo, ou seja, se predispor a realizar
ou não determinada situação de modo a colocar em prática os conhecimentos e
habilidades.
Chiavenato (2006) acrescenta que o querer fazer algo indica a propensão do
indivíduo à motivação, vontade e comprometimento com o trabalho. Trata-se assim, da
concretização da competência, quando se tem uma atitude para aplicar os
20
conhecimentos e habilidades de modo a realizar metas e objetivos, a fim de alcançar os
resultados esperados.
Diante das proposições apresentadas, observa-se uma nova forma de lidar
com o trabalho da equipe profissional, uma vez que se busca a efetividade na realização
das atribuições dos funcionários dentro das organizações. Nessa conjuntura, não basta
conhecer e saber desenvolver tarefas, mas também torná-las concretas de modo a
contribuir efetivamente com a missão organizacional.
3 METODOLOGIA
A pesquisa pode ser considerada um procedimento formal com método de
pensamento reflexivo que requer um tratamento científico e se constitui no caminho
para se conhecer a realidade ou para descobrir verdades parciais. Sua finalidade é
colocar o pesquisador em contato direto com tudo aquilo que foi escrito sobre
determinado assunto, com o objetivo de permitir ao cientista o reforço paralelo na
análise de suas pesquisas ou manipulação de suas informações (MARCONI;
LAKATOS, 2010).
Trata-se uma pesquisa bibliográfica e documental. É bibliográfica, pois toma por
base outros estudos envolvendo o tema Perícia Contábil e Gestão de Competências, de
modo a investigar as relações existentes entre os temas. Também se utiliza a pesquisa
documental, pois a Norma Brasileira de Contabilidade PP 01, que consiste em um
documento público, é analisada e interpretada à luz dos princípios da Gestão de
Competências.
Os dados, que são de origem secundária, foram coletados por meio da
internet e livros, tendo por abrangência a NBC PP 01 e as demais publicações
relacionadas nas Referências Bibliográficas. Portanto, o estudo tem uma abordagem
qualitativa, uma vez que busca obter percepções e entendimento sobre a natureza geral
das competências do perito contábil, de modo a desenvolver conceitos, ideias e
interpretações sobre esse tema com base na NBC PP 01.
A pesquisa foi direcionada a estudantes concluintes do curso de Ciências
Contábeis da maioria das universidades ou centros universitários desta capital, bem
como direcionado aos profissionais atuantes na área de Perícia Contábil e aos usuários
21
dos serviços de Perícia Contábil, neste grupo inseridos promotores do Ministério
Público. Este instrumento se baseou em instrumentos do mesmo tipo utilizado em
artigos semelhantes na Nigéria e nos Estados Unidos, até a questão de número 9.
Utilizou-se esta metodologia com o objetivo de efetuar uma comparação entre as
respostas obtidas nesta pesquisa com as obtidas nas mesmas perguntas no público
estrangeiro.
O questionário aplicado nesta pesquisa utilizou a escala Likert de cinco
pontos, variando de 0 (PLENA DISCORDÂNCIA) à 4 (PLENA CONCORDÂNCIA).
Foi aplicado mediante envio on-line, por meio do correio eletrônico da empresa, bem
como de forma presencial, acompanhado de explicação sobre os objetivos do estudo e a
contribuição que o colaborador poderia dar ao desenvolvimento da pesquisa ao
devolver, também via e-mail ou presencialmente, o questionário respondido, no prazo
solicitado. Foi informado aos respondentes que os resultados seriam analisados em sua
totalidade, preservando-se, assim, o sigilo. O questionário considerou também os
aspectos que envolvem a teoria da Gestão de Competências e sua comparação com a
NBC PP 01, ao listar conhecimentos, habilidades e atitudes.
3.1 UNIVERSO E AMOSTRA
População é um conjunto de indivíduos ou objetos que apresentam pelo menos
uma característica em comum. A população pode ser finita ou infinita. Na prática,
quando uma população é finita, com um número grande de elementos, considera-se
como uma população infinita (FONSECA; MARTINS, 2010).
Considerando-se a impossibilidade, na maioria das vezes, do tratamento de todos
os elementos da população, retira-se uma amostra. Para os propósitos dessa
apresentação, admite-se que uma amostra já tenha sido escolhida de conformidade com
alguma técnica de amostragem (FONSECA; MARTINS, 2010).
Neste estudo foram considerados como amostra os estudantes concluintes do
curso de Ciências Contábeis dos centros universitários desta capital, os profissionais de
determinada empresas do ramo de auditoria e perícia contábil e os membros do
Ministério Público, como usuários do serviço de Perícia Contábil. Foram obtidas 103
respostas dentre todos os questionários enviados.
22
O estudo em questão foi limitado pela possibilidade de nem todos os
estudantes de Ciências Contábeis, profissionais da área e usuários do serviço de Perícia
estarem presentes ou disponíveis para responder ao questionário desta pesquisa, devido
à suas obrigações acadêmicas e/ou cotidianas.
4 ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS
O perito contábil, assim como as demais carreiras profissionais, pode ser
analisado sob a ótica da competência, de modo a identificar os conhecimentos,
habilidades e atitudes necessárias para a realização da atividade pericial. A NBC PP 01
é a norma brasileira de contabilidade que apresenta as características da atuação do
contador na condição de perito.
Portanto, foi com base nessa norma que a presente pesquisa se baseou para
estabelecer os conhecimentos, habilidades e atitudes esperadas do profissional de
perícia contábil, as quais estão agrupadas nos quadros 01, 02 e 03. A fim de facilitar a
identificação da competência, é demonstrado o item da NBC PP 01 em que consta
referência à característica profissional destacada.
QUADRO 01 – Conhecimentos exigidos do Perito Contábil conforme NBC PP 01
DIMENSÃO COMPETÊNCIA ITEM DA NBC PP 01
CONHECIMENTOS
Especialização na matéria periciada 2
Ciências Contábeis 5
Normas Brasileiras de Contabilidade 5
Normas Internacionais de Contabilidade 5
Técnicas Contábeis 5
Legislação da profissão contábil 5
Legislação pericial 5
Código do Processo Civil 59
Métodos quantitativos 61 e
Informática 61 e
Fonte: Elaborada pelos autores; 2012.
O primeiro quadro apresenta os conhecimentos exigidos do perito contador
conforme disposto na NBC PP 01. A especialização na matéria periciada é um
conhecimento básico e fundamental para a realização das atividades de perícia, já que
esse profissional deve apresentar soluções para divergência de opiniões acerca de casos
bem específicos. Por exemplo, uma perícia em avaliação de empresas cabe ao
profissional que tem conhecimentos nessa área em profundidade, que possa inclusive
23
compreender outros ramos científicos que interferem nessa análise, como a economia, a
administração e a estatística.
Todavia, a NBC PP 01 indica a necessidade de um rol de conhecimentos
ligados evidentemente às ciências contábeis, envolvendo os seguintes elementos:
Normas Brasileiras de Contabilidade, Normas Internacionais de Contabilidade, Técnicas
Contábeis. Dessa forma, o perito contador deve estar suficientemente atualizado diante
das normas de contabilidade, bem como possuir os conhecimentos básicos dessa área,
como o método das partidas dobradas, que é a técnica fundamental das ciências
contábeis.
Destaque deve ser dado também à orientação ao perito, para que este
conheça a legislação da profissão contábil e pericial. Dá-se um enfoque nesse caso para
o conhecimento da atividade de perícia, pois não é suficiente aprender os conceitos
analíticos da contabilidade, mas também a forma como o profissional deve se portar e
realizar as atividades, bem como conhecer os direitos e deveres inerentes à profissão.
Nesse sentido, o Direito é uma área de forte influência no trabalho do perito
contábil. Tanto, que a NBC PP 01 aponta a necessidade de se conhecer normas e
legislações contábeis, fazendo referência ainda ao Código do Processo Civil. Essa
norma jurídica é importante principalmente nas perícias judiciais, pois o perito
desenvolve o trabalho a partir de uma lide judicial, que segue procedimentos
predeterminados e rigorosamente aplicados conforme o direito processual.
Aliado a isso, os conhecimentos em métodos quantitativos são necessários
ao perito, já que ele deve estar apto a realizar planilhas de cálculos, quadros, gráficos,
simulações e análises de resultados. Vale ressaltar que tais atividades, hoje em dia, são
feitas por meio de aplicativos computacionais, bem como a própria evidenciação da
perícia por meio dos papéis de trabalho, laudo e pareceres. Assim, os conhecimentos em
informática são essenciais para o desenvolvimento de um trabalho produtivo e de alta
qualidade.
Conforme verificado na fundamentação teórica, o conhecimento, por si só
não gera resultados efetivos. Quando aliado a determinadas habilidades, o profissional
de perícia se torna capaz de atender às orientações da NBC PP 01, que aponta as
habilidades descritas no Quadro 02 como básicas para a atuação do perito contador.
QUADRO 02 – Habilidade exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01
DIMENSÃO COMPETÊNCIA ITEM DA NBC PP 01
24
HABILIDADES
Pesquisa 5 a, 61 d
Trabalho em equipe 6, 40
Relacionamento interpessoal 39
Negociação 44, 45, 60,66
Liderança 40
Organização 37, 49
Autoconhecimento 12
Leitura e interpretação de texto 61 a
Comunicação oral e verbal 5 a, 61 b, 64
Capacidade de síntese 5 a
Fonte: Elaborada pelos autores; 2012
Como a perícia em sua essência é um ofício investigativo, pois se busca a
verdade acerca de determinado fato, a habilidade de pesquisa é um requisito para o
perito contador. Assim, deve-se aprimorar o senso crítico e os métodos de evidenciação
de fatos.
Vale destacar, que esse trabalho de pesquisa em sua maior parte não é feita
isoladamente. O perito contador tem uma equipe que o auxilia na busca das evidências e
análise dos dados e informações. Isso exige desse profissional a capacidade de delegar
corretamente as responsabilidades e a manutenção de um adequado relacionamento
interpessoal.
Inclusive, o relacionamento interpessoal é um requisito a profissionais como
o perito contador que tem contato intensivo com muitas pessoas. A boa convivência
com respeito deve ser sustentada não somente com a equipe de trabalho, mas também
com as partes envolvidas ou interessadas no resultado da perícia, como juízes,
advogados, integrantes da lide, dentre outros.
Portanto, para lidar com as diferentes opiniões desses grupos de interesse, o
perito contador precisa desenvolver habilidades de negociação. Nesse processo de
negociação, o perito contador tem que apresentar justificativa plausível e objetiva para o
posicionamento adotado.
Nesse contexto, por assumir responsabilidades pela consecução de um
objetivo específico, que é a solução de um conflito de interesses, o perito contador tem
de gerenciar recursos e pessoas, o que enseja a adoção de uma postura de liderança.
Sendo assim, o perito contador deve ser organizado o suficiente para prestar os serviços
contratados com zelo, ou seja, com o cuidado devido na execução das tarefas de modo a
atingir o objetivo almejado.
O âmbito da perícia é de grande impacto, pois pode definir uma decisão,
seja judicial ou extrajudicial. Sabendo dessa possibilidade, o perito deve se
25
autoconhecer, pois só deve aceitar o encargo se reconhecer estar capacitado com
conhecimento técnico suficiente, discernimento e independência para executar o
trabalho.
Tal trabalho exige do perito contador uma boa habilidade em leitura e
interpretação de textos, pois os argumentos a serem construídos dependem do coerente
embasamento teórico, legal e científico, que é obtido por meio da compreensão de leis,
livros e publicações diversas.
Na sequência dessa etapa, o perito contador necessita se comunicar, de
forma oral e escrita. O produto da perícia contábil é um argumento que é materializado
em uma comunicação escrita, o laudo e o parecer. Ainda assim, o perito pode ser
convocado para prestar esclarecimentos pessoalmente sobre determinado ponto das
afirmações realizadas, tendo assim que possuir boa comunicação oral para explicar de
forma clara e objetiva os elementos questionados.
Frise-se essa característica da objetividade do discurso, pois uma habilidade
essencial é ser capaz de sintetizar o trabalho desenvolvido. Afinal de contas, o perito se
depara com uma quantidade de informações vasta, as quais devem ser sintetizadas em
um resultado final, que será favorável a um ponto de vista do conflito de interesses.
O perito que agrega conhecimentos e habilidades necessita colocar em
prática o trabalho, balizando a conduta profissional em determinadas atitudes. O Quadro
03 demonstra as principais atitudes esperadas do perito contador em conformidade com
a NBC PP 01.
QUADRO 03 – Atitudes exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01
DIMENSÃO COMPETÊNCIA ITEM DA NBC PP 01
ATITUDES
Cumprimento de normas 2, 6, 16
Atualização dos conhecimentos 2, 14
Imparcialidade 5 b, 15, 20,21, 33, 34
Sinceridade 9, 20,21
Cumprimento de prazos 21 b, 38 a, 43
Sigilo 25
Responsabilidade 28, 38 b
Conduta Ética 29, 31
Prudência 38 f
Humildade 38 g
Fonte: Elaborada pelos autores; 2012.
Como o perito contador deve ser objetivo em suas atividades, ele deve
cumprir com as normas gerais da profissão e da contabilidade. A incorporação de
pensamentos próprios deve ser evitada, baseando sua posição nas regras e disposições
26
legais que disciplinam os fatos envolvidos no conflito de interesses que deu origem à
perícia.
Sendo assim, o perito contador necessita atualizar os conhecimentos
constantemente, pois a perícia confirma um determinado fato com base em normas, que
na conjuntura econômica, social e política atual têm mudado repentinamente e de forma
constante.
Nesse sentido, espera-se do perito contador uma atitude de imparcialidade,
adotando os preceitos legais e técnicos inerentes à profissão contábil. Portanto, o perito
deve evitar e denunciar qualquer interferência que possa constrangê-lo em seu trabalho,
não admitindo, em nenhuma hipótese, subordinar sua apreciação a qualquer fato,
pessoa, situação ou efeito que possam comprometer sua independência.
O profissional que atua na perícia contábil deve ser sincero e focar a atuação
na verdade. Isso é aplicado principalmente nos momentos da aceitação do trabalho,
quando estiver impedido legalmente ou tecnicamente de realizar determinada perícia.
Vale destacar que a perícia contábil tem um fim delimitado no tempo. Sendo
assim, o perito contador deve estabelecer e cumprir um cronograma de atividades que
possa atender aos prazos negociados com os interessados no resultado da perícia
contábil. Em caso de dificuldade no cumprimento dos prazos, o perito deve usar as
habilidades de negociação, organização e liderança para aumentar a eficiência do
trabalho.
Na perícia contábil, o perito trata diretamente com informações que não são
de conhecimento público. Diante disso, espera-se desse profissional a atitude de sigilo
do que apurar durante a execução de seu trabalho, proibida a sua divulgação, salvo
quando houver obrigação legal de fazê-lo.
Por isso a perícia contábil exige a atitude de responsabilidade, pois é um
trabalho que influencia a tomada de decisões judiciais ou extrajudiciais. Assim, a
profissão deve ser respaldada em uma conduta ética, ou seja, o respeitos aos princípios
da moral e do direito, atuando com lealdade, idoneidade e honestidade no desempenho
das atividades, sob pena de responder civil, criminal, ética e profissionalmente pelos
atos praticados.
Portanto, espera-se que o perito contábil seja prudente na formação das
conclusões, atuando de forma cautelosa, no limite dos aspectos técnicos, e, atento às
consequências geradas pelo trabalho realizado.
27
Contudo, ainda que o perito baseie as opiniões emitidas em aspectos
técnicos, erros podem ocorrer na perícia. Nesses casos, o perito contador deve ser
humilde o suficiente para ser receptivo aos argumentos e críticas, podendo ratificar ou
retificar o posicionamento anterior.
Observando as questões individualmente e comparando as respostas dos
entrevistados nas três pesquisas, é possível perceber que existem similitudes até mesmo
dentre os membros dos grupos selecionados para responder o questionário. O resultado
da questão 1, tabela 1, que afirmava que uma habilidade importante de um perito
contador é a análise dedutiva, que é a capacidade de detectar contradições financeiras
que não se encaixam no padrão normal, teve 66,7% dos respondentes concordando
plenamente com a afirmação, na pesquisa realizada por Digabriele (2008) e na pesquisa
realizada por Okoyo e Jugu (2010) teve uma concordância pela de 57,5% e uma
concordância geral de 87,5% enquanto nesta pesquisa apenas os profissionais e os
usuários dos serviços de perícia dentre os grupos que responderam à esta questão foram
unânimes em concordar plenamente com a importância da análise dedutiva como uma
habilidade relevante ao perito contador, conforme tabela abaixo
Todavia, executando- se os profissionais, os demais grupos não mostram a
mesma unanimidade com relação à análise dedutiva. Os entrevistados desta pesquisa no
geral concordaram, plenamente ou não, com a relevância desta habilidade para o
profissional perito no percentual de 69%, sendo que a concordância plena é de apenas
35%. Logo, esta habilidade pode ser considerada como relevante para o profissional da
área, de acordo com os entrevistados, embora os mesmo tenham divergência no tocante
ao nível desta relevância.
Tabela - 1 habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 12,50 18,75 28,13 37,50
UNI-RN 14,29 7,14 10,71 41,07 26,79
UNIFACEX 14,29 14,29 14,29 28,57 28,57
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
TOTAL 9,00 9,00 13,00 34,00 35,00
Fonte: Elaborada pelo autor.
28
Também há similaridades de respostas dos entrevistados quando se analisa as
respostas da questão 2. Esta questão afirma que uma habilidade importante de um perito
contador é o pensamento crítico, que é a habilidade para distinguir opinião e fato.
Digabriele (2008) teve um índice de 70,2% de plena concordância com esta afirmativa,
o que veio a ser a porcentagem mais alta de plena concordância dentre as questões de
seu questionário. A pesquisa realizada na Nigéria, como já citado anteriormente, teve
um percentual de 100% de concordância com a relevância desta habilidade, sendo esta
concordância plena em 75% dos casos e não plena em 25%. Nesta pesquisa local, o
público alvo embora não tenha corroborado com um percentual de concordância plena
tão alto quanto na pesquisa estrangeira, 56,31% concordaram plenamente que o
pensamento crítico é uma habilidade relevante para o perito contador, o que mostra que
independente da região, esta é uma habilidade que é considerada importante para o
profissional perito, enquanto 31,07% concordaram de forma não plena, o que dá um
percentual de concordância de 87,38%, o que ressalta a importância e relevância desta
habilidade para o público entrevistado.
Analisando-se apenas os entrevistados na pesquisa local, é possível perceber que
os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte atribuíram a maior
relevância ao pensamento crítico como habilidade relevante, uma vez que 59,38%
concordaram plenamente que esta habilidade é relevante. Os estudantes das demais
universidades seguiram o entendimento em sua maioria, excetuando os da UNIFACEX,
cujos 42,86% dos que responderam o questionário concordaram com a relevância desta
habilidade, mas não de forma total, conforme tabela abaixo:
Tabela - 2 habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 3,13 6,25 31,25 59,38
UNI-RN 1,79 1,79 10,71 32,14 57,14
UNIFACEX 0,00 0,00 28,57 42,86 28,57
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 25,00 75,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
TOTAL 0,97 1,94 9,71 31,07 56,31
Fonte: Elaborada pelo autor.
29
Pode-se observar também que existem muitas variações nas opiniões sobre as
habilidades consideradas relevantes para o profissional da área de Perícia Contábil.
Algumas das habilidades citadas obtiveram a concordância plena da maioria dos
entrevistados, enquanto outras não foram sequer consideradas como relevantes.
Todavia, a pesquisa mostrou algumas diferenças de respostas entre os grupos
entrevistados. Este fato pode ser visualizado quando se analisa as respostas ao item 5,
que afirma ser a proficiência analítica uma habilidade relevante do perito contador,
sendo esta habilidade de se analisar o que deveria de fato ser fornecido ao profissional,
ao invés de analisar apenas o que é fornecido. As pessoas abordadas por Digabriele
responderam em 60,7% das vezes que concordaram totalmente com esta afirmação e
33,3% concordaram não totalmente. A pesquisa de Okoye e Jugu teve uma porcentagem
de 58,3% de concordância total, enquanto 16,7% apenas concordam com a relevância
da proficiência analítica.
Nesta pesquisa local, as respostas a esta questão foram mais distribuídas. Os
entrevistados em sua maioria (35,64%) afirmaram que concordam não totalmente com a
relevância desta habilidade, enquanto apenas 34,65% concordam totalmente, o que
totaliza um percentual de 70,29% de entrevistados que concordam que esta habilidade é
relevante para o profissional de perícia contábil. Dentre os grupos entrevistados, a turma
matutina da UFRN foi o subgrupo no qual se verificou o maior índice de concordância
total com a relevância desta habilidade, que foi de 41,67%, ainda assim bem distante do
percentual encontrado na pesquisa estrangeira.
Tabela - 5 habilidade importante de um perito contador é a proficiência
analítica
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 18,75 9,38 34,38 37,50
UNI-RN 14,29 7,14 10,71 41,07 26,79
UNIFACEX 14,29 14,29 14,29 28,57 28,57
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
TOTAL 8,91 10,89 9,90 35,64 34,65
Fonte: Elaborada pelo autor.
30
A tabela acima mostra o quanto às respostas se diluíram dentre os entrevistados.
Também é possível perceber que esta é uma habilidade pela qual os entrevistados
sentem que tem importância, pois as porcentagens somadas dos que concordam e dos
que concordam totalmente com sua relevância é de 70,29%. A diferença quanto à
pesquisa estadunidense e a pesquisa feita por Okoye e Jugu é que a pesquisa elaborada
por Digabriele mostrou que a maioria concorda totalmente com a relevância desta
habilidade (60,7%) e a pesquisa realizada na Nigéria mostra que 75% concordam total
ou parcialmente com a relevância desta habilidade, sendo que 58,3% dos entrevistados
concordam totalmente, enquanto nesta pesquisa concorda-se quanto à importância, mas
diverge-se quanto ao nível desta concordância, se total ou parcial, da relevância desta
habilidade para o profissional perito contábil.
Outro ponto do questionário no qual se visualizou diferenças razoáveis nas
respostas entre as pesquisas foi a questão 6, a qual falava que uma habilidade
importante de um perito contador é a comunicação oral, que é a capacidade de se
comunicar eficazmente por meio de um discurso o testemunho de especialistas e
explicação geral das bases de opinião. Como o profissional perito costuma lidar com o
público rotineiramente para apresentar os resultados de seu trabalho, o senso comum
nos faz considerar esta como uma habilidade relevante para um perito até de forma
automática. Entretanto, os resultados desta pesquisa não apontam nesta direção,
conforme tabela abaixo:
Tabela - 6 habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 3,13 9,38 21,88 31,25 34,38
UNI-RN 19,64 14,29 23,21 19,64 26,79
UNIFACEX 0,00 14,29 28,57 42,86 14,29
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 25,00 50,00 25,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 50,00 50,00 0,00
TOTAL 11,65 11,65 23,30 26,21 27,18
Fonte: Elaborada pelo autor.
31
Pode-se perceber ao se observar a tabela que o percentual de entrevistados que
concordaram com a relevância da comunicação oral para um perito contábil, seja esta
concordância total ou parcial, é de apenas 50,48%, sendo que dentre esses, 27,18%
concordam totalmente com a relevância desta habilidade e 26,21% concordam
parcialmente. Dentre os grupos entrevistados, foi possível perceber que os profissionais
concordam com a relevância desta habilidade no campo da Perícia Contábil. Dentre os
estudantes, chamou a atenção à discordância total com relação à importância da
comunicação oral por parte de um grupo de entrevistados (19,4%). Uma possibilidade
desta habilidade não ser considerada tão importante quanto às demais é o enfoque
voltado ao conhecimento específico da área de Contabilidade e de Perícia Contábil
adotado por muitas vezes em algumas de nossas universidades e centros universitários,
o que pode ter feito com que a comunicação oral, uma habilidade mais genérica, não
fosse tão escolhida como relevante.
Estes valores gerais da pesquisa local são muito discrepantes quando
comparados com as pesquisas feitas por Digabriele e por Okoye e Jugu. A pesquisa
estadunidense mostra que 93,3% dos entrevistados concordaram que a comunicação
oral é uma habilidade relevante para o profissional da área de Perícia, sendo que 54,8%
concordaram totalmente. A pesquisa realizada na Nigéria mostra que 83,4% dos
entrevistados entendem que a comunicação oral é relevante para o perito, sendo que
41,7% concordam totalmente com este ponto de vista.
A comunicação escrita, por outro lado, foi considerada relevante tanto pelas
pesquisas realizadas por Digabriele e por Okoye e Jugu, quanto por esta pesquisa. A
questão 7 do questionário utilizado nesta pesquisa citava que uma habilidade relevante
para o perito contábil era a comunicação escrita, que é a capacidade de se comunicar
eficazmente por escrito, através de relatórios, tabelas, gráficos e cronogramas as bases
de opinião. A tabela abaixo mostra como os entrevistados responderam a esta
indagação.
Tabela - 7 habilidade importante de um perito contador é a comunicação escrita
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 3,13 0,00 3,13 12,50 81,25
UNI-RN 5,36 0,00 5,36 30,36 62,50
UNIFACEX 0,00 0,00 14,29 28,57 57,14
32
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
TOTAL 3,88 0,00 4,85 22,33 68,93
Fonte: Elaborada pelo autor.
De acordo com a tabela, 68,93% do total de entrevistados concordam totalmente
com a relevância da comunicação escrita para o profissional de perícia contábil, e
91,26% concordam com a relevância desta habilidade, de forma total ou parcial. Estes
dados vão de encontro às pesquisas realizadas por Digabriele, na qual 95,6% dos
entrevistados concordam com a relevância desta habilidade, sendo que 60,3%
concordam totalmente; e com a pesquisa realizada por Okoye e Jugu, na qual 100% dos
entrevistados concordam que esta habilidade seja relevante para o perito contábil, sendo
que 58,3% concordam totalmente com esta afirmação. Dos subgrupos que responderam
a esta pesquisa, os profissionais foram unânimes em concordar totalmente com a
relevância da comunicação escrita para o profissional de perícia. Possivelmente devido
à utilização constante dos conhecimentos da língua na redação de laudos e pareceres
técnicos, os profissionais consideram a importância e relevância desta habilidade.
Das habilidades presentes tanto nas pesquisas realizadas por Digabriele, por
Okoye e Jugu e por esta pesquisa, a última delas é a compostura, que é a capacidade do
perito contador se manter tranquilo e calmo em situações em que sofra pressão.
Observando-se a tabela da pesquisa estadunidense, é possível perceber que 90,1%
concordam que esta é uma habilidade relevante para o profissional de Perícia, sendo que
a maioria (49,6%) concorda não totalmente com a relevância desta habilidade. A
pesquisa realizada por Okoye e por Jugu já mostra que 100% dos entrevistados
concordam que a compostura é sim uma habilidade relevante para o profissional da
área, sendo que 75% concordam totalmente com esta afirmação. Nesta pesquisa, pode-
se visualizar que 83,5% do público-alvo concorda com a relevância desta habilidade
para o perito, sendo que 50,49% concordam totalmente com esta afirmação. Nos
subgrupos, houve alguns que concordaram totalmente com a afirmação, enquanto outros
concordaram de forma parcial, conforme tabela abaixo.
33
Tabela - 9 habilidade importante de um perito contador é a compostura
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 3,13 3,13 37,50 56,25
UNI-RN 3,57 3,57 16,07 26,79 53,57
UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 71,43 28,57
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 25,00 25,00 50,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 50,00 50,00 0,00
TOTAL 1,94 2,91 11,65 33,01 50,49
Fonte: Elaborada pelo autor.
Dentre as questões específicas deste questionário, foi possível visualizar que o
item 10 do questionário, o qual falava que um conhecimento importante para o perito
contador é a especialização do profissional na matéria periciada, ou seja, seu
conhecimento na área a ser realizada a perícia, teve uma concordância quanto a sua
relevância de 90,29%, sendo que 74,76% dos entrevistados concordam totalmente que a
especialização na matéria periciada é um conhecimento relevante para o profissional de
perícia contábil. É possível visualizar, conforme tabela abaixo, que a concordância total
quanto à relevância nesta habilidade foi detectada mais dentre o grupo de estudantes
entrevistados.
Tabela - 10 conhecimento importante de um perito contador é a especialização na área
periciada
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 0,00 6,25 12,50 81,25
UNI-RN 7,14 1,79 5,36 16,07 73,21
UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 14,29 85,71
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 50,00 50,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
TOTAL 3,88 0,97 4,85 15,53 74,76
Fonte: Elaborada pelo autor.
A questão específica do questionário desta pesquisa que teve o maior índice de
concordância geral e de concordância total foi a questão 12, cujo enunciado afirmava
que uma atitude importante para o perito contador é o cumprimento das normas
34
contábeis. De todos os entrevistados, 95,14% concordaram que esta é uma atitude
relevante para um profissional de perícia contábil, sendo que 79,61% concordaram
totalmente com a importância desta atitude, conforme tabela abaixo:
Tabela - 12 atitude importante de um perito contador é o cumprimento das normas
contábeis
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 0,00 0,00 15,63 84,38
UNI-RN 3,57 0,00 5,36 12,50 82,14
UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 42,86 57,14
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 25,00 75,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00
TOTAL 1,94 0,00 2,91 15,53 79,61
Fonte: Elaborada pelo autor.
Analisando a tabela, se pode perceber que os profissionais são unânimes no
reconhecimento da importância da atitude supracitada, haja vista que 100%
responderam a questão concordando totalmente ou parcialmente quanto à importância
da mencionada atitude. Os estudantes entrevistados também concordam totalmente com
a importância desta atitude, em sua maioria.
Outra questão específica desta pesquisa que teve uma alta concordância total
quanto à sua relevância foi a questão 13, que afirmava que o cumprimento de prazos é
uma atitude importante para o profissional perito, para que as informações por ele
obtidas sejam tempestivas.
Tabela - 13 atitude importante de um perito contador é o cumprimento de prazos
discordância % concordância %
Respostas
Total Parcial Neutro Parcial Total
0 1 2 3 4
UFRN 0,00 0,00 3,13 12,50 84,38
UNI-RN 1,79 0,00 5,36 26,79 69,64
UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 14,29 85,71
PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 25,00 75,00
USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 50,00 50,00
TOTAL 0,97 0,00 3,88 21,36 73,79
Fonte: Elaborada pelo autor.
35
Conforme a tabela mostrada acima, é possível perceber que 73,79% dos
entrevistados concordam totalmente com a importância e relevância desta atitude para o
profissional que trabalha na área de perícia contábil. Considerando-se todas as
concordâncias, é possível ver que 95,15% concordam que esta atitude tem muita
importância para um perito contador. Dentre os entrevistados, se observa que os
profissionais foram unânimes em concordar totalmente com a relevância desta atitude
para o profissional de perícia, assim como os estudantes entrevistados em sua maioria.
5 CONSIDERAÇÕES FINAIS
Diante do estudo realizado, observou-se que o perito contador tem de
apresentar qualificações específicas para estar em conformidade com a NBC PP 01. A
análise documental permitiu agrupar essas qualificações que estão dispostas em
diferentes itens da norma, com base nos princípios da gestão de competências,
classificando em conhecimentos, habilidades e atitudes.
Pode-se observar também que existem muitas variações nas opiniões sobre
as habilidades consideradas relevantes para o profissional da área de Perícia Contábil.
Algumas das habilidades citadas obtiveram a concordância plena da maioria dos
entrevistados, sendo a que teve o maior percentual de concordância plena e que chamou
mais a atenção o cumprimento das normas contábeis, item abordado na questão 12, com
um percentual de 79,61%. Entretanto, outras habilidades consideradas relevantes nas
pesquisas feitas nos Estados Unidos e na Nigéria não foram sequer consideradas como
relevantes nesta pesquisa local.
O perito contador, como profissional da contabilidade, deve possuir
conhecimentos bem consistentes dessa área. Por se envolver com práticas jurídicas, o
perito que possui conhecimentos de determinados ramos do Direito aprimoram a
capacidade e a qualidade na realização do trabalho pericial. Destaque-se também a
importância crescente da informática, a qual é adotada em diferentes ramos da atividade
humana, e que aumenta a produtividade operacional.
Tais conhecimentos para serem aplicados na atividade pericial são aliados a
habilidades relacionadas principalmente a comunicação, a relacionamento interpessoal e
a organização. O perito contador deve ser capaz de compreender e transmitir
informações, lidando com diferentes pessoas com interesses diversos, sejam elas a
36
equipe de trabalho, as partes em litígio, advogados, juiz e demais destinatários do
trabalho pericial.
Essas capacidades técnicas tornam o perito contador hábil para desenvolver
a perícia. Mas para concretizar o serviço com eficácia, o profissional deve adotar
determinadas atitudes no decorrer dos trabalhos desenvolvidos, assumindo um
compromisso com a ética, o comprometimento com o trabalho e a independência. Com
esses direcionadores de conduta profissional, o perito pode realizar uma perícia que
solucione efetivamente o conflito de interesses.
Portanto, a união de conhecimentos, habilidades e atitudes indicadas pela
NBC PP 01 são necessárias para que o profissional se torne completo para atuar no
mercado de perícia. Orienta-se que os contadores que atuam ou que desejem atuar nessa
área busquem realizar um processo de autoconhecimento a fim de identificar as
competências que precisam ser aprimoradas ou adquiridas.
Para as empresas que prestam o serviço de perícia contábil, os processos de
seleção, treinamento, desenvolvimento e remuneração da equipe dessa área podem ser
baseados nas competências principais apontadas neste artigo. Outras competências
podem ser adicionadas para adequar o funcionário à cultura organizacional e às
estratégias corporativas.
Outra aplicação da pesquisa pode ser feita na nomeação, escolha ou
contratação do perito, por parte do juiz ou pelas partes, quando for o caso. Nessa
situação, o perito seria indicado com base nos conhecimentos, habilidades e atitudes
esperadas para a realização do trabalho de perícia contábil.
O presente estudo tem importância no sentido de abrir um precedente para
novas pesquisas na área, visto que é uma área nova e relativamente inexplorada. O
mercado de Perícia Contábil é uma realidade e está em franco crescimento e conhecer as
habilidades, conhecimentos e atitudes importantes é um passo vital para se tornar um
profissional de gabarito na área ou para se contratar um profissional de acordo com os
objetivos desejados pela empresa. Sugere-se como futuros estudos, a realização de uma
avaliação das competências do perito contador junto a uma equipe de perícia contábil.
Outra pesquisa derivada seria a análise da interferência de determinadas competências
no laudo pericial.
37
REFERÊNCIAS
AGUIAR, João Luís. Perícia Contábil. Disponível em:
<http://www.aguiarperito.com.br/pericia_contabil.pdf >. Acesso em: 20 out. 2012
BRANDÃO, Hugo Pena; ANDRADE, Jairo Eduardo Borges. Causas e efeitos da
expressão de competências no trabalho: para entender melhor a noção de
competência. Disponível em:
<http://www3.mackenzie.br/editora/index.php/RAM/article/view/136/136 >. Acesso
em: 26 ago. 2012
BRASIL. CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. NBC PP 01 – Norma
Profissional do Perito. Disponível em: < www.cfc.org.br/uparq/NBC_PP_01.pdf >.
Acesso em: 17 ago. 2012.
BRASIL b. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Competências pessoais:
2522 – Contadores e afins. Disponível em:
<http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/pesquisas/ResultadoFamiliaDescricao.jsf >.
Acesso em: 26 ago. 2012.
CAMPOS, Jorge de Paiva; GUIMARÃES, Sebastião. Em busca da eficácia em
treinamentos. São Paulo: Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento,
2009.
CARDOSO, Fernando Nazareth. Contabilidade forense no Brasil: incipiência ou
insipiência? 2008. 64 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Brasília, Brasília,
2008.
CHIAVENATO, Idalberto. Administração geral e pública. Rio de Janeiro: Elsevier,
2006.
D’AURIA, Francisco. Revisão e Perícia Contábil. 3ª ed. São Paulo: Nacional, 1962.
FERNANDES, Bruno Henrique Rocha. Competências e performance organizacional:
um estudo empírico. 2004. 232 f. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São
Paulo, 2004.
FLEURY, Maria Tereza Leme; FLEURY, Afonso. Construindo o conceito de
competência. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rac/v5nspe/v5nspea10 >.
Acesso em: 26 ago. 2012.
GOULART, Íris Barbosa. Temas de psicologia e administração. São Paulo: Casa do
psicólogo, 2006.
HOOG, Wilson Alberto Zappa. Perícia contábil: normas brasileiras. 2. ed. Curitiba:
Juruá, 2007.
NEVES JÚNIOR, Idalberto José das; MOREIRA, Evandro Marcos de Souza. Perícia
federal criminal contábil: uma ferramenta ao combate do crime organizado. In:
38
CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 7., 2007, São
Paulo. Anais... . São Paulo: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 2007. p.
01 - 17. Disponível em: <http://www.congressousp.fipecafi.org/artigos72007/56.pdf>.
Acesso em: 06 out. 2012.
NEVES JÚNIOR, Idalberto José das; BRITO, Cristiane Pereira. A Competência
Profissional de Peritos Contadores no desenvolvimento da prova pericial contábil no
âmbito do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Revista Brasileira de
Contabilidade, CFC, nº 168, p. 75, nov./dez. 2007. Bimestral. Disponível em: <
www.contadoresforenses.net.br >. Acesso em: 21 out. 2012.
OLIVEIRA, Alan Teixeira. A relação entre o tipo penal e a prova pericial contábil:
evidências nos laudos contábeis da perícia criminal federal sobre o crime de apropriação
indébita previdenciária. 2012. 226 f. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo,
São Paulo, 2012.
ORNELAS, Martinho Maurício Gomes de. Perícia contábil. 4. ed. São Paulo: Atlas,
2008.
QUEIROZ, Cláudio. As competências das pessoas: potencializando seus talentos. 5.
ed. São Paulo: DVS Editora, 2008.
RUZZARIN, Ricardo; AMARAL, Augusto Prates; SIMIONOVSCHI, Marcelo.
Sistema integrado de gestão de pessoas com base em competências. Porto Alegre:
Editora Age, 2006.
SANTIN, Luciane Aparecida Badalotti; BLEIL, Claudecir. A perícia contábil e sua
importância sob o olhar dos magistrados. Revista de Administração e Ciências
Contábeis do Ideau, Getúlio Vargas, v. 7, n. 3, p.01-17, fev./jul. 2008. Semestral.
Disponível em: <http://www.ideau.com.br/upload/artigos/art_94.pdf>. Acesso em: 06
out. 2012.
VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 9
ed. São Paulo: Atlas, 2007.
WOOD JUNIOR., Thomaz; PICARELLI FILHO, Vicente. Remuneração e carreira
por habilidades e competências: preparando a organização para a era das empresas de
conhecimento intensivo. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2004.
OKOYE, Emmanuel; JUGU, Yohanna. An empirical investigation of the relevant skills
of forensic accountants in Nigeria. Journal of Knowledge Management, Nigéria,v. 1,
nº 2, 2010.
DIGABRIELE, James. An empirical investigation of the relevant skills of forensic
accountants. Journal of education for business, United States. 2010.
39
APÊNDICE A
QUESTIONÁRIO APLICADO NA PESQUISA
Este questionário destina-se ao levantamento de dados junto aos alunos de Ciências Contábeis
na Capital Potiguar, com o objetivo de subsidiar um estudo acerca da importância de
determinadas habilidades para o profissional de Perícia Contábil, sob a ótica do acadêmico que
cursam a disciplina, de profissionais da área e de usuário do serviço de Perícia Contábil.
Obrigada pela colaboração!
I – CARACTERIZAÇÃO DO ENTREVISTADO
1. Qual o sexo?
( ) Masculino ( ) Feminino
2. Qual a faixa etária?
( ) 18 a 22 anos
( ) 23 a 27 anos
( ) 28 a 32 anos
( ) 33 a 37 anos
( ) Mais de 38 anos
3. Qual estado civil?
( ) Solteiro(a) ( ) Divorciado(a) ( ) Viúvo (a)
( ) Casado(a) ( ) Outro
4. Qual o número de dependentes?
( ) Nenhum ( ) 3 a 4
( ) 1 a 2 ( ) Mais de 4
5. Ano previsto para conclusão do curso?
( ) 2013 ( ) 2015
( ) 2014 ( ) Outro______
6. Posição quanto ao serviço de Perícia Contábil?
( ) Estudante
( ) Profissional da área
( ) Usuários dos serviços
I I – AVALIAÇÃO DE HABILIDADES IMPORTANTES PARA UM PERITO CONTÁBIL
As perguntas abaixo devem ser respondida observando-se uma escala Likert de 5 pontos,variando de 0 (PLENA
DISCORDÂNCIA) a 4 (PLENA CONCORDÂNCIA).
1. Uma habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva, que é a capacidade de detectar
contradições financeiras que não se encaixam no padrão normal.
0 1 2 3 4
2. Uma habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico, que é a habilidade para distinguir
opinião e fato.
0 1 2 3 4
3. Uma habilidade importante de um perito contador é a capacidade de resolver um problema não-estruturado, ou
seja, a capacidade de se aproximar cada situação preparado para resolver problemas com uma abordagem não
estruturada.
0 1 2 3 4
4. Uma habilidade importante de um perito contador é a flexibilidade investigativa, ou seja, a capacidade de se
afastar dos procedimentos padrão de auditoria e examinar cuidadosamente situações e sinais atípicos.
0 1 2 3 4
5. Uma habilidade importante de um perito contador é a proficiência-analítica capacidade de analisar o que deve
ser fornecida em vez do que é fornecido.
0 1 2 3 4
6. Uma habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral, que é a capacidade de se comunicar
eficazmente por meio de um discurso o testemunho de especialistas e explicação geral das bases de opinião.
0 1 2 3 4
7. Uma habilidade importante de um perito contador é a comunicação escrita, a capacidade de se comunicar
eficazmente por escrito, através de relatórios, tabelas, gráficos e cronogramas as bases de opinião.
0 1 2 3 4
8. Uma habilidade importante de um perito contador é o conhecimento jurídico básico, a capacidade de
compreender processos básicos legais e questões jurídicas, incluindo regras em evidência.
0 1 2 3 4
9. Uma habilidade importante de um perito contador é compostura, a capacidade de manter uma atitude calma
em situações sob pressão.
0 1 2 3 4
10. Um conhecimento importante para um perito contador é a Especialização na matéria periciada, o domínio do
conhecimento na área a ser realizada a perícia.
0 1 2 3 4
11. Um conhecimento importante para um perito contador é o domínio da informática e dos conhecimentos de
estatística, para transformar em informações concretas os dados coletados.
0 1 2 3 4
12. Uma atitude importante para um perito contador é o cumprimento de normas contábeis.
0 1 2 3 4
13. Uma atitude importante para um perito contador é o cumprimento de prazos, para que as informações por ele
obtidas sejam tempestivas.
0 1 2 3 4
14. Uma atitude importante para um perito contador é a imparcialidade, a capacidade do perito de emitir seu
laudo sem juízos de valor.
0 1 2 3 4

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA CONTÁBIL.

A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...
karenwolas
 
Max benjoino ferraz
Max benjoino ferrazMax benjoino ferraz
Max benjoino ferraz
Manuel Fernandes
 
Tcc relatório de análise estratégica baseado na metodologia do
Tcc   relatório de análise estratégica baseado na metodologia doTcc   relatório de análise estratégica baseado na metodologia do
Tcc relatório de análise estratégica baseado na metodologia do
Fran Rozo
 
Pericia
PericiaPericia
Pericia
Kamilla Lima
 
NEIVA ANDRADE CAIRES
NEIVA ANDRADE CAIRESNEIVA ANDRADE CAIRES
NEIVA ANDRADE CAIRES
Antonio Artur de Souza
 
TCC - Analise de Viabilidade Economica e Financeira
TCC - Analise de Viabilidade Economica e FinanceiraTCC - Analise de Viabilidade Economica e Financeira
TCC - Analise de Viabilidade Economica e Financeira
Antonio Simone Filho
 
Orientações alunos
Orientações alunosOrientações alunos
Orientações alunos
Ricardo Dos Santos
 
Murilo Costa Mota.pdf
Murilo Costa Mota.pdfMurilo Costa Mota.pdf
Murilo Costa Mota.pdf
JohnFranzino1
 
Contabilidade final revisado,contabilidade geral
Contabilidade final revisado,contabilidade geralContabilidade final revisado,contabilidade geral
Contabilidade final revisado,contabilidade geral
Samyra Dantas
 
Contabilidade final revisado
Contabilidade final revisadoContabilidade final revisado
Contabilidade final revisado
lopesuan2012
 
VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO – GESTÃO PÚBLICA 2º...
VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO  – GESTÃO PÚBLICA 2º...VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO  – GESTÃO PÚBLICA 2º...
VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO – GESTÃO PÚBLICA 2º...
Acade Consultoria
 
RSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão Eficaz
RSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão EficazRSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão Eficaz
RSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão Eficaz
Marina Salvitti Reichenbach
 
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
FCV - Faculdade Cidade Verde
 
Ementa finanças 2015-1
Ementa finanças   2015-1Ementa finanças   2015-1
Ementa finanças 2015-1
Gladyson Demonier
 
eBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdf
eBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdfeBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdf
eBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdf
PAULOLEAL73
 
(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas
(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas
(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas
ANGRAD
 
Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011
Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011
Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011
Biblioteca Campus VII
 
Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010
Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010
Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010
Biblioteca Campus VII
 
Fagundes
FagundesFagundes
PERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
PERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁPERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
PERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
Raimundo Aben Athar
 

Semelhante a AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA CONTÁBIL. (20)

A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...
A importancia do Contador nas micro e peuenas empresas no municipio de praia ...
 
Max benjoino ferraz
Max benjoino ferrazMax benjoino ferraz
Max benjoino ferraz
 
Tcc relatório de análise estratégica baseado na metodologia do
Tcc   relatório de análise estratégica baseado na metodologia doTcc   relatório de análise estratégica baseado na metodologia do
Tcc relatório de análise estratégica baseado na metodologia do
 
Pericia
PericiaPericia
Pericia
 
NEIVA ANDRADE CAIRES
NEIVA ANDRADE CAIRESNEIVA ANDRADE CAIRES
NEIVA ANDRADE CAIRES
 
TCC - Analise de Viabilidade Economica e Financeira
TCC - Analise de Viabilidade Economica e FinanceiraTCC - Analise de Viabilidade Economica e Financeira
TCC - Analise de Viabilidade Economica e Financeira
 
Orientações alunos
Orientações alunosOrientações alunos
Orientações alunos
 
Murilo Costa Mota.pdf
Murilo Costa Mota.pdfMurilo Costa Mota.pdf
Murilo Costa Mota.pdf
 
Contabilidade final revisado,contabilidade geral
Contabilidade final revisado,contabilidade geralContabilidade final revisado,contabilidade geral
Contabilidade final revisado,contabilidade geral
 
Contabilidade final revisado
Contabilidade final revisadoContabilidade final revisado
Contabilidade final revisado
 
VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO – GESTÃO PÚBLICA 2º...
VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO  – GESTÃO PÚBLICA 2º...VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO  – GESTÃO PÚBLICA 2º...
VLR: R$ 45,00 - TEMÁTICA A DISCUSSÃO SOBRE A IMPLANTAÇÃO – GESTÃO PÚBLICA 2º...
 
RSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão Eficaz
RSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão EficazRSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão Eficaz
RSS Talento 1.0 - Os Segredos de Uma Gestão Eficaz
 
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
Aplicação dos métodos de custeio variável, por absorção e pleno no segmento d...
 
Ementa finanças 2015-1
Ementa finanças   2015-1Ementa finanças   2015-1
Ementa finanças 2015-1
 
eBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdf
eBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdfeBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdf
eBook FCCC48-Mercados Financeiros.pdf
 
(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas
(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas
(26.10.2011) Regulação do Ensino Superior | Instrumentos - Prof. Antonio Freitas
 
Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011
Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011
Monografia Thiago Bruno Ciências Contábeis 2011
 
Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010
Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010
Monografia Edneide Ciências Contábeis 2010
 
Fagundes
FagundesFagundes
Fagundes
 
PERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
PERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁPERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
PERÍCIA CONTÁBIL - UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ
 

Mais de Souza Neto

Projeto de Pesquisa - TCC I
Projeto de Pesquisa  - TCC IProjeto de Pesquisa  - TCC I
Projeto de Pesquisa - TCC I
Souza Neto
 
Aula 2 - Perícia Contábil
Aula 2 - Perícia ContábilAula 2 - Perícia Contábil
Aula 2 - Perícia Contábil
Souza Neto
 
Aula 1 - Perícia Contábil
Aula 1 - Perícia ContábilAula 1 - Perícia Contábil
Aula 1 - Perícia Contábil
Souza Neto
 
Manual TCC UVA 2019 - TCC 1
Manual TCC UVA 2019 - TCC 1Manual TCC UVA 2019 - TCC 1
Manual TCC UVA 2019 - TCC 1
Souza Neto
 
Nbctp01 - Perícia Contábil
Nbctp01 -  Perícia Contábil Nbctp01 -  Perícia Contábil
Nbctp01 - Perícia Contábil
Souza Neto
 
Nbcpp02 - Perícia Contábil
Nbcpp02 - Perícia Contábil Nbcpp02 - Perícia Contábil
Nbcpp02 - Perícia Contábil
Souza Neto
 
Nbc pp 01 - Perícia Contábil
Nbc pp 01  - Perícia Contábil Nbc pp 01  - Perícia Contábil
Nbc pp 01 - Perícia Contábil
Souza Neto
 
Cronograma da disciplina - TCC
Cronograma da disciplina - TCCCronograma da disciplina - TCC
Cronograma da disciplina - TCC
Souza Neto
 
Aula 2 - TCC
Aula 2 - TCCAula 2 - TCC
Aula 2 - TCC
Souza Neto
 
Aula 1 - TCC
Aula 1 -  TCCAula 1 -  TCC
Aula 1 - TCC
Souza Neto
 
Atividade 1 - Societária
Atividade 1 - Societária Atividade 1 - Societária
Atividade 1 - Societária
Souza Neto
 
Cpc00
Cpc00Cpc00
Cpc00
Souza Neto
 
Cpc 10
Cpc 10Cpc 10
Cpc 10
Souza Neto
 
Cpc 08
Cpc 08Cpc 08
Cpc 08
Souza Neto
 
Exemplo 1 - Societária
Exemplo 1 - Societária Exemplo 1 - Societária
Exemplo 1 - Societária
Souza Neto
 
Aula 1 - Contabilidade Societária
Aula 1 - Contabilidade Societária Aula 1 - Contabilidade Societária
Aula 1 - Contabilidade Societária
Souza Neto
 
Aula 1 - Introdução à Economia
Aula 1 - Introdução à Economia Aula 1 - Introdução à Economia
Aula 1 - Introdução à Economia
Souza Neto
 

Mais de Souza Neto (17)

Projeto de Pesquisa - TCC I
Projeto de Pesquisa  - TCC IProjeto de Pesquisa  - TCC I
Projeto de Pesquisa - TCC I
 
Aula 2 - Perícia Contábil
Aula 2 - Perícia ContábilAula 2 - Perícia Contábil
Aula 2 - Perícia Contábil
 
Aula 1 - Perícia Contábil
Aula 1 - Perícia ContábilAula 1 - Perícia Contábil
Aula 1 - Perícia Contábil
 
Manual TCC UVA 2019 - TCC 1
Manual TCC UVA 2019 - TCC 1Manual TCC UVA 2019 - TCC 1
Manual TCC UVA 2019 - TCC 1
 
Nbctp01 - Perícia Contábil
Nbctp01 -  Perícia Contábil Nbctp01 -  Perícia Contábil
Nbctp01 - Perícia Contábil
 
Nbcpp02 - Perícia Contábil
Nbcpp02 - Perícia Contábil Nbcpp02 - Perícia Contábil
Nbcpp02 - Perícia Contábil
 
Nbc pp 01 - Perícia Contábil
Nbc pp 01  - Perícia Contábil Nbc pp 01  - Perícia Contábil
Nbc pp 01 - Perícia Contábil
 
Cronograma da disciplina - TCC
Cronograma da disciplina - TCCCronograma da disciplina - TCC
Cronograma da disciplina - TCC
 
Aula 2 - TCC
Aula 2 - TCCAula 2 - TCC
Aula 2 - TCC
 
Aula 1 - TCC
Aula 1 -  TCCAula 1 -  TCC
Aula 1 - TCC
 
Atividade 1 - Societária
Atividade 1 - Societária Atividade 1 - Societária
Atividade 1 - Societária
 
Cpc00
Cpc00Cpc00
Cpc00
 
Cpc 10
Cpc 10Cpc 10
Cpc 10
 
Cpc 08
Cpc 08Cpc 08
Cpc 08
 
Exemplo 1 - Societária
Exemplo 1 - Societária Exemplo 1 - Societária
Exemplo 1 - Societária
 
Aula 1 - Contabilidade Societária
Aula 1 - Contabilidade Societária Aula 1 - Contabilidade Societária
Aula 1 - Contabilidade Societária
 
Aula 1 - Introdução à Economia
Aula 1 - Introdução à Economia Aula 1 - Introdução à Economia
Aula 1 - Introdução à Economia
 

Último

Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
jbellas2
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
RenanSilva991968
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Mary Alvarenga
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Acrópole - História & Educação
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
Escola Municipal Jesus Cristo
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
Escola Municipal Jesus Cristo
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
JulianeMelo17
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
LucianaCristina58
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
MatildeBrites
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
profesfrancleite
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 

Último (20)

Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptxSlides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
Slides Lição 10, Central Gospel, A Batalha Do Armagedom, 1Tr24.pptx
 
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slidesSócrates e os sofistas - apresentação de slides
Sócrates e os sofistas - apresentação de slides
 
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdfAPOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
APOSTILA DE TEXTOS CURTOS E INTERPRETAÇÃO.pdf
 
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e ZCaça-palavras - ortografia  S, SS, X, C e Z
Caça-palavras - ortografia S, SS, X, C e Z
 
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdfEJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
EJA -livro para professor -dos anos iniciais letramento e alfabetização.pdf
 
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da AlemanhaUnificação da Itália e a formação da Alemanha
Unificação da Itália e a formação da Alemanha
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
BULLYING NÃO É AMOR.pdf LIVRO PARA TRABALHAR COM ALUNOS ATRAVÉS DE PROJETOS...
 
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docxPROPOSTA CURRICULAR  EDUCACAO FISICA.docx
PROPOSTA CURRICULAR EDUCACAO FISICA.docx
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptxApresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
Apresentação_Primeira_Guerra_Mundial 9 ANO-1.pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
- TEMPLATE DA PRATICA - Psicomotricidade.pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023Memorial do convento slides- português 2023
Memorial do convento slides- português 2023
 
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do AssaréFamílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
Famílias Que Contribuíram Para O Crescimento Do Assaré
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 

AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA CONTÁBIL.

  • 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE CENTRO DE CIÊNCIAS SOCIAIS APLICADAS DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS CURSO DE CIÊNCIAS CONTÁBEIS THIAGO MATHEUS CARLI DO ESPIRITO SANTO AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA CONTÁBIL. Orientador: Prof. José Émerson Firmino Natal/RN Junho/2013
  • 2. ii THIAGO MATHEUS CARLI DO ESPIRITO SANTO AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA CONTÁBIL. Monografia apresentada à Banca Examinadora do Trabalho de Conclusão do Curso de Ciências Contábeis, em cumprimento às exigências legais como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Ciências Contábeis. Orientador: Prof. José Émerson Firmino Natal/RN Junho/2013
  • 3. iii FOLHA DE APROVAÇÃO THIAGO MATHEUS CARLI DO ESPIRITO SANTO AVALIAÇÃO DO PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL DESCRITO NA NBC PP 01 SOB A ÓTICA DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS: UM ESTUDO COM DISCENTES, PROFISSIONAIS E USUÁRIOS DOS SERVIÇOS DE PERÍCIA CONTÁBIL. Monografia apresentada à Banca Examinadora do Trabalho de Conclusão do Curso de Ciências Contábeis, em cumprimento às exigências legais como requisito parcial à obtenção do título de Bacharel em Ciências Contábeis. Aprovada em 25 de Junho de 2013 BANCA EXAMINADORA __________________________ Prof. Msc. José Émerson Firmino ORIENTADOR ___________________________ Prof. Lis Daiana Bessa Taveira MEMBRO DA BANCA ___________________________ Prof. Amanda Borges de Albuquerque Assunção MEMBRO DA BANCA
  • 4. iv AGRADECIMENTOS Agradeço a Deus pelo dom da vida e pelas bênçãos concedidas. Agradeço a meus pais, Roberto e Olga, e à minha irmã, Ana Carolina, por toda a força, carinho e apoio dados desde que iniciei esta etapa de minha vida. Não teria conseguido sem o apoio de vocês. Agradeço à toda minha família, pelos momentos maravilhosos juntos. Sem dúvida me deu força e bom humor para construir este trabalho da melhor forma possível. Agradeço à minha namorada Edna, por todo carinho e apoio dado em todos os momentos e toda a torcida para que eu conseguisse concluir esta monografia. Também agradeço a ela e a meu grande amigo Valdenício Rafael, com os quais realizei a pesquisa que foi o embrião desta monografia. Parte do sucesso desta monografia é de vocês. Agradeço a todos os meus amigos de curso, por todos os excelentes momentos vividos durante esta jornada. Não seria a mesma coisa sem vocês. Agradeço ao prof. José Émerson Firmino, meu orientador nesta pesquisa, por todo incentivo e auxílio dados no transcorrer deste semestre. Sem dúvidas sua contribuição foi imprescindível para que esta monografia conseguisse ser realizada. Aos demais professores por contribuírem de forma tão decisiva na construção de meu arcabouço teórico de contabilidade, no transcorrer de minha vida acadêmica na UFRN. Agradeço aos funcionários da UFRN, particularmente os que nos acompanharam em nossa trajetória pelas salas do setor V. Nada disso seria possível sem o trabalho de vocês.
  • 5. v DEDICATÓRIA Dedico este trabalho à minha família, em especial a meus pais, Roberto e Olga, por todo o incentivo dado para que eu pudesse seguir e concluir esta etapa de minha vida.
  • 6. vi “O sucesso consiste em ir de fracasso em fracasso sem perder o entusiasmo.” (Winston Churchill)
  • 7. vii RESUMO O estudo objetiva identificar os conhecimentos, habilidades e atitudes esperadas do perito contábil conforme a NBC PP 01, bem como saber dos estudantes, profissionais da área de Perícia e usuários dos serviços de Perícias quais as habilidades que são consideradas relevantes em um profissional perito contador. A pesquisa se justifica na medida em que os peritos devem ser nomeados, contratados ou escolhidos com base em competências técnico-profissionais. A pesquisa é desenvolvida como estudo empírico, tendo seu aspecto bibliográfico e documental, bem como a aplicação de questionários aos estudantes concluintes dos cursos de Ciências Contábeis das universidades e centros universitários desta capital, bem como aos profissionais da área de Perícia Contábil e aos usuários do serviço de Perícia Contábil. Com base nos conceitos teóricos de gestão de competências, são discriminadas as competências do perito contador conforme a NBC PP 01, agrupando as características em conhecimentos, habilidades e atitudes. Os resultados demonstram que as competências estão voltadas principalmente para conhecimentos de contabilidade, habilidades de organização e atitudes de ética e independência. Espera-se que o estudo estimule a realização de futuras pesquisas na área e que auxilie os peritos no aprimoramento das competências para exercer essa atividade. Para os interessados na contratação de serviço de perícia, a pesquisa auxilia na escolha do profissional mais adequado para o trabalho a ser desenvolvido. Palavras-chave: perito contábil, habilidades, gestão de competências.
  • 8. viii ABSTRACT The study aims to identify the knowledge, skills and attitudes expected of the expert accountant as NBC PP 01 and to know the students, area professionals and service users Skill Skill which skills are considered important in a professional chartered accountant. The research is justified to the extent that the experts should be appointed, hired or chosen based on technical and vocational skills. This guides the theoretical framework, which is based on studies on the following topics: concepts and fundamentals of accounting expertise; professional profile accounting expert; principles of management skills. The research is developed as an empirical study, and their appearance bibliographic and documentary, as well as the application of questionnaires to students graduating from courses in accounting science from universities and university centers of the capital, as well as to professionals in Forensic Accounting and users Forensic Accounting service. Based on the theoretical concepts of management skills, the skills are broken down according to the expert accountant NBC PP 01, grouping features in knowledge, skills and attitudes. We observed that skills are primarily focused on accounting knowledge, skills and attitudes of organizational ethics and independence. It is hoped that the study will stimulate the realization of future research in the area and to assist the experts in improving the skills to perform this activity. For those interested in hiring service expertise, research helps in choosing the most suitable professional for the work to be done. Keywords: accounting expert, skills, management skills.
  • 9. ix LISTA DE TABELAS Quadro 1 – Conhecimentos exigidos do Perito Contábil conforme NBC PP 01......................22 Quadro 2 – Habilidades exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01............................23 Quadro 3 – Atitudes exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01.................................25 Tabela 1 – Habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva........................27 Tabela 2 – Habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico....................28 Tabela 5 – Habilidade importante de um perito contador é a proficiência analítica.................29 Tabela 6 – Habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral......................30 Tabela 7 – Habilidade importante de um perito contador é a comunicação escrita..................31 Tabela 9 – Habilidade importante de um perito contador é a compostura................................33 Tabela 10 – Conhecimento importante de um perito contador é a especialização na área periciada....................................................................................................................................33 Tabela 12 – Atitude importante de um perito contador é o cumprimento das normas contábeis....................................................................................................................................33 Tabela 13 - Atitude importante de um perito contador é o cumprimento de prazos.................34
  • 10. x LISTA DE ABREVIATURAS E SIGLAS CBO - Classificação Brasileira de Ocupações NBC PP - Normas Brasileiras de Contabilidade – Profissional Perito
  • 11. xi SUMÁRIO 1. INTRODUÇÃO.................................................................................................12 1.1 TEMA E PROBLEMA.................................................................................12 1.2 OBJETIVOS.................................................................................................13 1.2.1 Objetivos Gerais................................................................................13 1.2.2 Objetivos Específicos........................................................................13 1.3 JUSTIFICATIVA.......................................................................................13 2. REFERENCIAL TEÓRICO..............................................................................14 2.1 CARACTERÍZAÇÃO DA PERÍCIA CONTÁBIL....................................14 2.2 PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL CONFORME A NBC PP 01...........................................................................................................................15 2.3 PRINCÍPIOS DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS..................................18 3. METODOLOGIA.................................................................................................20 3.1 UNIVERSO E AMOSTRA...........................................................................21 4. ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS.............................................22 5. CONSIDERAÇÕES FINAIS...............................................................................35 REFERÊNCIAS........................................................................................................37 APÊNDICE A............................................................................................................39
  • 12. xii
  • 13. 12 1 INTRODUÇÃO 1.1 TEMA E PROBLEMA O atual estágio econômico brasileiro de desenvolvimento do mercado de capitais tem gerado novas relações empresariais cada vez mais complexas, o que tende a motivar como consequência novas formas de conflitos judiciais e extrajudiciais. Nesse cenário, emerge a perícia contábil como mecanismo voltado para a solução de conflitos de interesses acerca de questões patrimoniais, bem como financeiras. O profissional dessa área da contabilidade obedece, dentre outras leis e regulamentos, à NBC PP 01, que consiste na norma brasileira de contabilidade que estabelece procedimentos inerentes à atuação do contador na condição de perito. Os principais pontos tratados nessa norma são relacionados aos seguintes elementos: competência técnico-profissional; habilitação profissional; educação continuada; independência; impedimento e suspeição; sigilo; responsabilidade; zelo profissional; utilização de trabalho de especialista; honorários. Portanto, observa-se que a NBC PP 01 trata essencialmente dos requisitos profissionais do perito na atuação dentro do campo da contabilidade. Nesse sentido, por ser uma atividade que requer do profissional determinadas capacidades, a competência do perito é um fator que pode determinar a qualidade dos resultados da perícia contábil. Na atualidade, os requisitos profissionais estão sendo definidos por muitas empresas com base nos princípios da Gestão de Competências, que são aplicados nos processos de recrutamento, seleção, remuneração, treinamento e desenvolvimento dos funcionários. Um modelo bastante difundido no meio empresarial e acadêmico acerca de Gestão de Competências orienta que as capacidades humanas podem ser avaliadas com base em três dimensões: conhecimentos, habilidades e atitudes. Entretanto, no mercado atual é difícil para a própria classe dos peritos contadores decidir qual habilidade é considerada como mais importante dentre as várias habilidades úteis e necessárias a um profissional desta área. Os usuários do serviço de Perícia Contábil podem ter uma visão diferente de habilidade relevante do que um profissional da área, e isto pode ser um fator decisivo para uma eventual contratação. A visão dos estudantes sobre as habilidades consideradas relevantes também pode definir se estes seguirão na área ou irão em busca de outros campos. De modo que o problema desta pesquisa é: Quais as habilidades sob a ótica da NBC PP 01 que são
  • 14. 13 consideradas relevantes nos peritos contábeis de acordo com estudantes, profissionais e usuários dos serviços dos peritos contadores? 1.2 OBJETIVOS 1.2.1 Objetivo Geral O presente estudo tem por objetivo geral identificar quais os conhecimentos, habilidades e atitudes conforme a NBC PP 01 e a Teoria da Gestão de Competências, que são consideradas relevantes de acordo com a opinião de estudantes, profissionais da área e usuários dos serviços de perícia contábil. Ao verificar esses resultados espera-se obter evidências das competências que são preponderantes para o trabalho de perícia contábil. 1.2.2 Objetivos Específicos Os objetivos específicos desta pesquisa são: - Verificar os Princípios da Gestão de Competências e sua correlação com a NBC PP 01; - Identificar conhecimentos, habilidade e atitudes existentes na NBC PP 01 sob a luz dos Princípios da Gestão de Competências; - Pesquisar quais os conhecimentos, habilidades e atitudes dentre as listadas são consideradas relevantes para um profissional perito; 1.3 JUSTIFICATIVA A pesquisa se justifica na medida em que os profissionais de perícia devem ser nomeados, contratados ou escolhidos com base nas capacidades fundamentais para a realização das atividades periciais. Avaliar qual competência é considerada relevante para um perito pode mostrar sua adequação ou inadequação para determinados trabalhos periciais. Desse modo, a pesquisa contribui com os juízes, contratantes e empresas do ramo de perícia, os quais podem utilizá-la para subsidiar nas decisões acerca da indicação ou contratação de determinado contador como perito. O estudo também contribui com aqueles que exercem ou pretendem exercer a atividade de perícia
  • 15. 14 contábil, pois os resultados podem ser tomados como base para o aprimoramento profissional, ao direcionar os esforços para potencializar ou adquirir as competências requeridas. 2 REFERENCIAL TEÓRICO 2.1 CARACTERIZAÇÃO DA PERÍCIA CONTÁBIL A perícia é resultado de exame detalhado acerca de um determinado aspecto específico, do qual se quer resolver um conflito de interesses. Nesse âmbito, surge a perícia contábil, que tem como origem a existência de um conflito de interesses acerca de questões patrimoniais ou financeiras. Hoog (2007, p. 41) explica que “o vocábulo perícia vem do latim peritia, que significa conhecimento adquirido pela experiência, já utilizado na Roma Antiga, onde se valorizava o talento de saber”. De acordo com Santin e Bleil (2012), foi a necessidade da verificação dos fatos que fez com que a perícia se tornasse um instrumento auxiliar da instância decisória, pessoal ou coletiva, judicial ou extrajudicial, mesmo nos mais remotos tempos. Na visão de Oliveira (2012) vestígios da atividade pericial podem ser identificados no início da formação das sociedades civilizadas, quando se passava a obter maior racionalidade e organização, em que o indivíduo que possuísse mais experiência e determinadas capacidades, ou até mesmo a força física, exercia a liderança da sociedade e como consequência a função de perito, juiz, legislador e executor ao mesmo tempo. Nesse contexto, Aguiar (2012) defende que a perícia existe desde as civilizações mais primitivas, e que era necessária sempre que houvesse a necessidade de conhecimento de pessoas especializadas, a exemplo de vestígios identificados na Índia, Egito, Grécia e principalmente em Roma, onde o laudo do perito chegava até mesmo a constituir a própria sentença, pois o perito ainda era associado a árbitro. No caso do Brasil, Santini e Bleil (2012) apontam que o Código de Processo Civil de 1939 já apresentava elementos sinalizadores da atividade de perícia, ainda que somente com o Decreto Lei nº 9.295/46, que institui o Conselho Federal de
  • 16. 15 Contabilidade é que a atividade de perito contador surge oficialmente no país. Os autores colocam ainda que o Código de Processo Civil advindo da Lei nº 5.869/73 valorizou ainda mais a atividade de perícia ao estabelecer uma legislação ampla, clara e aplicável. Oliveira (2012) defende que a prova pericial tem sua razão de ser devido à existência de conhecimentos considerados especiais que somente o perito possuiria. Nesse contexto, Hoog (2007) acrescenta que a perícia foca no caráter científico e tecnológico de uma prova com o intuito de solucionar uma controvérsia, o que a dota de uma característica única e específica. O conceito de perícia contábil apontado por Neves Júnior e Moreira (2012) se baseia no pressuposto de que se trata de um trabalho executado por profissional especializado em contabilidade, que ao aplicar conhecimento científico presta seu testemunho diante do magistrado e outras autoridades, materializando-o no laudo pericial. Nesse sentido, Hoog (2007, p. 41) enaltece que a perícia contábil constitui elemento de prova ou reveladora da verdade em aspectos contábeis, com o intuito de esclarecer um fato ou ato aplicando técnicas baseadas na expressão da verdade. Diante disso, D’Áuria (1962) coloca que a perícia está alicerçada no conhecimento e experiência de algo a fim de examinar as coisas e os fatos, como forma de dar autenticidade sobre as causas, essência e efeitos da matéria examinada. Nesse sentido, a perícia contábil, na visão de Sá (2011) está voltada à verificação de fatos relativos ao patrimônio, tendo por resultado uma opinião que esclarece uma questão proposta. Com base nessas proposições, fica constatado que a perícia é uma atividade necessária ao esclarecimento de determinada situação, tendo suas bases se constituído no início da civilização. Entretanto, é somente com o desenvolvimento econômico que o perito alcançou a atual posição como profissão devidamente regulamentada com atribuições claras, conforme será visto a seguir. 2.2 PERFIL PROFISSIONAL DO PERITO CONTÁBIL CONFORME A NBC PP 01 Para a realização da perícia contábil, o profissional encarregado deve possuir uma série competências e requisitos legais e técnicos que suportem os exames e
  • 17. 16 a emissão do laudo ou parecer pericial. As orientações gerais sobre as competências técnico-profissionais estão dispostas na NBC PP 01, mas diversos autores e pesquisadores da área complementam essas determinações básicas apresentando sugestões que auxiliam o perito a realizar um trabalho de melhor qualidade. Conforme Brasil b (2012), o Ministério do Trabalho define na Classificação Brasileira de Ocupações – CBO as seguintes competências pessoais necessárias para os profissionais que lidam com a atividade contábil, incluindo o perito contador: agir eticamente; agir de forma educada; demonstrar objetividade; demonstrar conhecimentos básicos de informática; raciocinar logicamente; agir com discrição; manter-se atencioso; demonstrar flexibilidade; zelar pelas informações; manter-se atualizado; falar corretamente; guardar sigilo; trabalhar em equipe; demonstrar conhecimento de outras línguas; manter-se atualizado perante a legislação; manter-se informado; agir com dinamismo. De acordo com Santin e Bleil (2012) a prática da atividade de perícia contábil é exclusivamente reservada e atribuída ao bacharel em Ciências Contábeis e daqueles que tenham equiparação legal. Oliveira (2012) acrescenta que o perito considerado competente é o profissional habilitado, com conhecimentos científicos para gerar os esclarecimentos técnicos necessários no desenvolvimento dos exames e na elaboração do laudo pericial. Para Neves Junior e Brito (2012) o profissional que atua na área de perícia contábil deve ser bacharel em Ciências Contábeis, e apresentar outras características como: atualização permanente dos conhecimentos, capacidade de comunicação, conduta ética e independência. Entretanto, ainda que tenha que possuir sólidos conhecimentos na área de contabilidade, Cardoso (2008) destaca que o perito contábil deve adquirir conhecimentos multidisciplinares, que são necessários para produzir as provas periciais, citando Ramaswamy (apud 2005, CARDOSO, 2008), que por sua vez apresenta os seguintes conhecimentos e habilidades como importantes na atividade pericial: informática, psicologia, comunicação interpessoal, preceitos legais e regulamentares. Já Ornelas (2008) orienta que o profissional de perícia contábil detenha além de conhecimentos gerais e profundos de contabilidade, uma boa compreensão de outras áreas necessárias ao trabalho pericial, como matemática financeira, estatística, direito tributário, negócios e direito processual civil.
  • 18. 17 A partir da pesquisa empreendida por Santin e Bleil (2012), também é destacada a necessidade do perito desenvolver competências relativas à comunicação, pois as partes interessadas na perícia contábil devem compreender claramente as questões técnicas levantadas no exame. Tais autores sugerem as seguintes atitudes a fim de melhorar a compreensão do laudo ou parecer: evitar linguagens muito técnicas; responder especificamente os quesitos apresentados; apresentar uma leitura de fácil entendimento; fazer exposições com clareza; descrever os parâmetros, procedimentos adotados e fundamentação para a elaboração do laudo. A facilidade da compreensão do trabalho do perito pelas partes envolvidas é também defendida por Oliveira (2012), o qual ressalta que é fundamental que o profissional compreenda as atividades e necessidades dos clientes, justificando esse posicionamento com uma citação de Zafirian (2001 apud OLIVEIRA, 2012), que por sua vez, explica que só com esse nível de conhecimento é que o perito tem a capacidade de prover o valor ao produto do trabalho desenvolvido tendo por base o valor para os destinatários do laudo pericial. Tratando dos aspectos relativos à conduta ética do perito contador, Oliveira (2012, p. 75) destaca que “o dever de um perito é dizer a verdade, no entanto, para isso é necessário: primeiro saber encontrá-la e, depois querer dizê-la. O primeiro é um problema científico, o segundo é um problema moral”. Essa postura profissional também é defendida por Ornelas (2008), que defende o pressuposto que são requisitos essenciais para o perito uma formação moral elevada e imparcialidade. Quanto à característica de independência Hoog (2007, p. 33) explica que se trata da “liberdade profissional com autonomia acadêmico-científica para emitir uma opinião imparcial sobre ato ou fato que envolve interessados ambíguos”. Para Ornelas (2008, p. 51) “ser imparcial é desenvolver e oferecer trabalho pericial sem ser tendencioso para qualquer uma das partes envolvidas no processo judicial; é não temer contrariar interesses; é oferecer laudo livre de influências ou injunções dos interessados”. Diante do exposto, verifica-se que as qualificações para ser um perito passam por muitas variáveis, desde aspectos ligados à formação acadêmica e técnica até os relativos à conduta humana e social. Portanto, sugere-se nesta pesquisa organizar esse conjunto de características com base nos princípios da gestão de competências, a fim de obter uma visão mais clara do perfil profissional do perito contador.
  • 19. 18 2.3 PRINCÍPIOS DA GESTÃO DE COMPETÊNCIAS Atualmente várias empresas têm adotado modelos de gestão de pessoas baseado em competências, a fim de potencializar as capacidades do capital intelectual e seguir um parâmetro justo para selecionar, aplicar, desenvolver e remunerar a equipe de trabalho. Nesse cenário, não é suficiente que os funcionários tenham conhecimentos, devendo também conseguir colocá-los em prática nas tarefas e condutas profissionais. Um trabalho importante acerca de competências, conforme apontado por Fleury e Fleury (2012) foi o realizado em 1973 por David McClelland, quando se iniciou o debate sobre esse tema entre os psicólogos e administradores nos Estados Unidos. Brandão e Andrade (2012) explicam que as ideias propostas por McClelland direcionam o conceito de competência para um conjunto de qualificações ou atributos de um indivíduo, que o torna apto a desenvolver determinado trabalho ou lide com uma dada situação. Nesse sentido, Fernandes (2004, p. 3) propõe que “o desenvolvimento de competência das pessoas na organização pode implicar aumento no nível de competência organizacional e, portanto, maior capacidade para gerar um desempenho superior”. Acerca dessa nova perspectiva na visão das competências dos funcionários dentro das organizações, Campos e Guimarães (2009, p. 9) fazem as seguintes considerações: Nota-se que a preocupação está então em desmistificar a competência do conceito de qualificação, que de certa forma determinava os requisitos associados à descrição ao cargo ou função. Não se pode mais ficar preso apenas à descrição de cada função a ser desempenhada ou a um processo metódico e burocrático; as empresas hoje em dia adquiriram uma posição mutável e, para tal, exigem-se profissionais que atendam perfis baseados em combinações de capacidades complexas. Isso significa incluir nas definições tradicionais de execução de tarefas resultados, conceitos que representem características de quem está executando o trabalho, como habilidades, atitudes, valores, orientações e comprometimentos. Diante disso, Queiroz (2008, p. 21) define competência como sendo “o conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes correlacionadas que em ação agregam valor ao indivíduo e à organização, ao que denominamos de entrega”. Dessa forma, Fleury e Fleury (2012) explicam que a competência se relaciona a um conjunto de conhecimentos, habilidades e atitudes que justificam um desempenho de alto nível, que tende a ser aprimorado com base na inteligência e personalidade individual.
  • 20. 19 De acordo com Ruzzarin, Amaral e Simionovschi (2006, p. 25), o conhecimento é “o saber, ou seja, os assuntos ou instrumentos que o funcionário deve dominar para desempenhar suas atividades no nível de excelência”. Para Goulart (2006) o conhecimento é resultado da interação que permeia no ambiente de negócios e que são desenvolvidas através da aprendizagem. Conforme Wood Júnior e Picarelli Filho (2004), o conhecimento pode ser adquirido e transmitido, e se refere a um conjunto de conceitos, técnicas, teorias e metodologias de como determinada atividade deve ser desenvolvida no trabalho. Diante desses conceitos, Fleury e Fleury (2012) esclarecem que a competência de determinado indivíduo não deve ser vista somente como os conhecimentos adquiridos, pois para ser competente, o indivíduo deve ter a capacidade de comunicar e utilizar esses conhecimentos. Quanto às habilidades, Queiroz (2008) afirma que elas estão relacionadas ao indivíduo saber fazer algo, ou seja, é a dimensão prática de empregar os conhecimentos adquiridos. Para Goulart (2006, p. 90) as habilidades indicam “a capacidade do indivíduo de aplicar seus conhecimentos na prática, é o saber fazer. É constituída por aptidões apreendidas pelo sujeito, que são necessárias à atuação em papéis ocupacionais determinados”. Wood Júnior e Picarelli Filho (2004) acrescentam que no ambiente organizacional as habilidades se direcionam para a capacidade de realizar e atender a determinados padrões exigidos para a realização de determinadas atividades necessárias ao bom andamento do trabalho. As atitudes, na visão de Ruzzarin, Amaral e Simionovschi (2006, p. 25), podem ser conceituadas como “o fazer, podendo ser traduzido pela capacidade que a pessoa tem de traduzir na prática seus conhecimentos técnicos e suas habilidades pessoais, postura, reação ou maneira de ser”. Nesse sentido, Queiroz (2008) explica que a atitude está relacionada ao indivíduo querer fazer algo, ou seja, se predispor a realizar ou não determinada situação de modo a colocar em prática os conhecimentos e habilidades. Chiavenato (2006) acrescenta que o querer fazer algo indica a propensão do indivíduo à motivação, vontade e comprometimento com o trabalho. Trata-se assim, da concretização da competência, quando se tem uma atitude para aplicar os
  • 21. 20 conhecimentos e habilidades de modo a realizar metas e objetivos, a fim de alcançar os resultados esperados. Diante das proposições apresentadas, observa-se uma nova forma de lidar com o trabalho da equipe profissional, uma vez que se busca a efetividade na realização das atribuições dos funcionários dentro das organizações. Nessa conjuntura, não basta conhecer e saber desenvolver tarefas, mas também torná-las concretas de modo a contribuir efetivamente com a missão organizacional. 3 METODOLOGIA A pesquisa pode ser considerada um procedimento formal com método de pensamento reflexivo que requer um tratamento científico e se constitui no caminho para se conhecer a realidade ou para descobrir verdades parciais. Sua finalidade é colocar o pesquisador em contato direto com tudo aquilo que foi escrito sobre determinado assunto, com o objetivo de permitir ao cientista o reforço paralelo na análise de suas pesquisas ou manipulação de suas informações (MARCONI; LAKATOS, 2010). Trata-se uma pesquisa bibliográfica e documental. É bibliográfica, pois toma por base outros estudos envolvendo o tema Perícia Contábil e Gestão de Competências, de modo a investigar as relações existentes entre os temas. Também se utiliza a pesquisa documental, pois a Norma Brasileira de Contabilidade PP 01, que consiste em um documento público, é analisada e interpretada à luz dos princípios da Gestão de Competências. Os dados, que são de origem secundária, foram coletados por meio da internet e livros, tendo por abrangência a NBC PP 01 e as demais publicações relacionadas nas Referências Bibliográficas. Portanto, o estudo tem uma abordagem qualitativa, uma vez que busca obter percepções e entendimento sobre a natureza geral das competências do perito contábil, de modo a desenvolver conceitos, ideias e interpretações sobre esse tema com base na NBC PP 01. A pesquisa foi direcionada a estudantes concluintes do curso de Ciências Contábeis da maioria das universidades ou centros universitários desta capital, bem como direcionado aos profissionais atuantes na área de Perícia Contábil e aos usuários
  • 22. 21 dos serviços de Perícia Contábil, neste grupo inseridos promotores do Ministério Público. Este instrumento se baseou em instrumentos do mesmo tipo utilizado em artigos semelhantes na Nigéria e nos Estados Unidos, até a questão de número 9. Utilizou-se esta metodologia com o objetivo de efetuar uma comparação entre as respostas obtidas nesta pesquisa com as obtidas nas mesmas perguntas no público estrangeiro. O questionário aplicado nesta pesquisa utilizou a escala Likert de cinco pontos, variando de 0 (PLENA DISCORDÂNCIA) à 4 (PLENA CONCORDÂNCIA). Foi aplicado mediante envio on-line, por meio do correio eletrônico da empresa, bem como de forma presencial, acompanhado de explicação sobre os objetivos do estudo e a contribuição que o colaborador poderia dar ao desenvolvimento da pesquisa ao devolver, também via e-mail ou presencialmente, o questionário respondido, no prazo solicitado. Foi informado aos respondentes que os resultados seriam analisados em sua totalidade, preservando-se, assim, o sigilo. O questionário considerou também os aspectos que envolvem a teoria da Gestão de Competências e sua comparação com a NBC PP 01, ao listar conhecimentos, habilidades e atitudes. 3.1 UNIVERSO E AMOSTRA População é um conjunto de indivíduos ou objetos que apresentam pelo menos uma característica em comum. A população pode ser finita ou infinita. Na prática, quando uma população é finita, com um número grande de elementos, considera-se como uma população infinita (FONSECA; MARTINS, 2010). Considerando-se a impossibilidade, na maioria das vezes, do tratamento de todos os elementos da população, retira-se uma amostra. Para os propósitos dessa apresentação, admite-se que uma amostra já tenha sido escolhida de conformidade com alguma técnica de amostragem (FONSECA; MARTINS, 2010). Neste estudo foram considerados como amostra os estudantes concluintes do curso de Ciências Contábeis dos centros universitários desta capital, os profissionais de determinada empresas do ramo de auditoria e perícia contábil e os membros do Ministério Público, como usuários do serviço de Perícia Contábil. Foram obtidas 103 respostas dentre todos os questionários enviados.
  • 23. 22 O estudo em questão foi limitado pela possibilidade de nem todos os estudantes de Ciências Contábeis, profissionais da área e usuários do serviço de Perícia estarem presentes ou disponíveis para responder ao questionário desta pesquisa, devido à suas obrigações acadêmicas e/ou cotidianas. 4 ANÁLISE E DISCUSSÃO DOS RESULTADOS O perito contábil, assim como as demais carreiras profissionais, pode ser analisado sob a ótica da competência, de modo a identificar os conhecimentos, habilidades e atitudes necessárias para a realização da atividade pericial. A NBC PP 01 é a norma brasileira de contabilidade que apresenta as características da atuação do contador na condição de perito. Portanto, foi com base nessa norma que a presente pesquisa se baseou para estabelecer os conhecimentos, habilidades e atitudes esperadas do profissional de perícia contábil, as quais estão agrupadas nos quadros 01, 02 e 03. A fim de facilitar a identificação da competência, é demonstrado o item da NBC PP 01 em que consta referência à característica profissional destacada. QUADRO 01 – Conhecimentos exigidos do Perito Contábil conforme NBC PP 01 DIMENSÃO COMPETÊNCIA ITEM DA NBC PP 01 CONHECIMENTOS Especialização na matéria periciada 2 Ciências Contábeis 5 Normas Brasileiras de Contabilidade 5 Normas Internacionais de Contabilidade 5 Técnicas Contábeis 5 Legislação da profissão contábil 5 Legislação pericial 5 Código do Processo Civil 59 Métodos quantitativos 61 e Informática 61 e Fonte: Elaborada pelos autores; 2012. O primeiro quadro apresenta os conhecimentos exigidos do perito contador conforme disposto na NBC PP 01. A especialização na matéria periciada é um conhecimento básico e fundamental para a realização das atividades de perícia, já que esse profissional deve apresentar soluções para divergência de opiniões acerca de casos bem específicos. Por exemplo, uma perícia em avaliação de empresas cabe ao profissional que tem conhecimentos nessa área em profundidade, que possa inclusive
  • 24. 23 compreender outros ramos científicos que interferem nessa análise, como a economia, a administração e a estatística. Todavia, a NBC PP 01 indica a necessidade de um rol de conhecimentos ligados evidentemente às ciências contábeis, envolvendo os seguintes elementos: Normas Brasileiras de Contabilidade, Normas Internacionais de Contabilidade, Técnicas Contábeis. Dessa forma, o perito contador deve estar suficientemente atualizado diante das normas de contabilidade, bem como possuir os conhecimentos básicos dessa área, como o método das partidas dobradas, que é a técnica fundamental das ciências contábeis. Destaque deve ser dado também à orientação ao perito, para que este conheça a legislação da profissão contábil e pericial. Dá-se um enfoque nesse caso para o conhecimento da atividade de perícia, pois não é suficiente aprender os conceitos analíticos da contabilidade, mas também a forma como o profissional deve se portar e realizar as atividades, bem como conhecer os direitos e deveres inerentes à profissão. Nesse sentido, o Direito é uma área de forte influência no trabalho do perito contábil. Tanto, que a NBC PP 01 aponta a necessidade de se conhecer normas e legislações contábeis, fazendo referência ainda ao Código do Processo Civil. Essa norma jurídica é importante principalmente nas perícias judiciais, pois o perito desenvolve o trabalho a partir de uma lide judicial, que segue procedimentos predeterminados e rigorosamente aplicados conforme o direito processual. Aliado a isso, os conhecimentos em métodos quantitativos são necessários ao perito, já que ele deve estar apto a realizar planilhas de cálculos, quadros, gráficos, simulações e análises de resultados. Vale ressaltar que tais atividades, hoje em dia, são feitas por meio de aplicativos computacionais, bem como a própria evidenciação da perícia por meio dos papéis de trabalho, laudo e pareceres. Assim, os conhecimentos em informática são essenciais para o desenvolvimento de um trabalho produtivo e de alta qualidade. Conforme verificado na fundamentação teórica, o conhecimento, por si só não gera resultados efetivos. Quando aliado a determinadas habilidades, o profissional de perícia se torna capaz de atender às orientações da NBC PP 01, que aponta as habilidades descritas no Quadro 02 como básicas para a atuação do perito contador. QUADRO 02 – Habilidade exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01 DIMENSÃO COMPETÊNCIA ITEM DA NBC PP 01
  • 25. 24 HABILIDADES Pesquisa 5 a, 61 d Trabalho em equipe 6, 40 Relacionamento interpessoal 39 Negociação 44, 45, 60,66 Liderança 40 Organização 37, 49 Autoconhecimento 12 Leitura e interpretação de texto 61 a Comunicação oral e verbal 5 a, 61 b, 64 Capacidade de síntese 5 a Fonte: Elaborada pelos autores; 2012 Como a perícia em sua essência é um ofício investigativo, pois se busca a verdade acerca de determinado fato, a habilidade de pesquisa é um requisito para o perito contador. Assim, deve-se aprimorar o senso crítico e os métodos de evidenciação de fatos. Vale destacar, que esse trabalho de pesquisa em sua maior parte não é feita isoladamente. O perito contador tem uma equipe que o auxilia na busca das evidências e análise dos dados e informações. Isso exige desse profissional a capacidade de delegar corretamente as responsabilidades e a manutenção de um adequado relacionamento interpessoal. Inclusive, o relacionamento interpessoal é um requisito a profissionais como o perito contador que tem contato intensivo com muitas pessoas. A boa convivência com respeito deve ser sustentada não somente com a equipe de trabalho, mas também com as partes envolvidas ou interessadas no resultado da perícia, como juízes, advogados, integrantes da lide, dentre outros. Portanto, para lidar com as diferentes opiniões desses grupos de interesse, o perito contador precisa desenvolver habilidades de negociação. Nesse processo de negociação, o perito contador tem que apresentar justificativa plausível e objetiva para o posicionamento adotado. Nesse contexto, por assumir responsabilidades pela consecução de um objetivo específico, que é a solução de um conflito de interesses, o perito contador tem de gerenciar recursos e pessoas, o que enseja a adoção de uma postura de liderança. Sendo assim, o perito contador deve ser organizado o suficiente para prestar os serviços contratados com zelo, ou seja, com o cuidado devido na execução das tarefas de modo a atingir o objetivo almejado. O âmbito da perícia é de grande impacto, pois pode definir uma decisão, seja judicial ou extrajudicial. Sabendo dessa possibilidade, o perito deve se
  • 26. 25 autoconhecer, pois só deve aceitar o encargo se reconhecer estar capacitado com conhecimento técnico suficiente, discernimento e independência para executar o trabalho. Tal trabalho exige do perito contador uma boa habilidade em leitura e interpretação de textos, pois os argumentos a serem construídos dependem do coerente embasamento teórico, legal e científico, que é obtido por meio da compreensão de leis, livros e publicações diversas. Na sequência dessa etapa, o perito contador necessita se comunicar, de forma oral e escrita. O produto da perícia contábil é um argumento que é materializado em uma comunicação escrita, o laudo e o parecer. Ainda assim, o perito pode ser convocado para prestar esclarecimentos pessoalmente sobre determinado ponto das afirmações realizadas, tendo assim que possuir boa comunicação oral para explicar de forma clara e objetiva os elementos questionados. Frise-se essa característica da objetividade do discurso, pois uma habilidade essencial é ser capaz de sintetizar o trabalho desenvolvido. Afinal de contas, o perito se depara com uma quantidade de informações vasta, as quais devem ser sintetizadas em um resultado final, que será favorável a um ponto de vista do conflito de interesses. O perito que agrega conhecimentos e habilidades necessita colocar em prática o trabalho, balizando a conduta profissional em determinadas atitudes. O Quadro 03 demonstra as principais atitudes esperadas do perito contador em conformidade com a NBC PP 01. QUADRO 03 – Atitudes exigidas do Perito Contábil conforme NBC PP 01 DIMENSÃO COMPETÊNCIA ITEM DA NBC PP 01 ATITUDES Cumprimento de normas 2, 6, 16 Atualização dos conhecimentos 2, 14 Imparcialidade 5 b, 15, 20,21, 33, 34 Sinceridade 9, 20,21 Cumprimento de prazos 21 b, 38 a, 43 Sigilo 25 Responsabilidade 28, 38 b Conduta Ética 29, 31 Prudência 38 f Humildade 38 g Fonte: Elaborada pelos autores; 2012. Como o perito contador deve ser objetivo em suas atividades, ele deve cumprir com as normas gerais da profissão e da contabilidade. A incorporação de pensamentos próprios deve ser evitada, baseando sua posição nas regras e disposições
  • 27. 26 legais que disciplinam os fatos envolvidos no conflito de interesses que deu origem à perícia. Sendo assim, o perito contador necessita atualizar os conhecimentos constantemente, pois a perícia confirma um determinado fato com base em normas, que na conjuntura econômica, social e política atual têm mudado repentinamente e de forma constante. Nesse sentido, espera-se do perito contador uma atitude de imparcialidade, adotando os preceitos legais e técnicos inerentes à profissão contábil. Portanto, o perito deve evitar e denunciar qualquer interferência que possa constrangê-lo em seu trabalho, não admitindo, em nenhuma hipótese, subordinar sua apreciação a qualquer fato, pessoa, situação ou efeito que possam comprometer sua independência. O profissional que atua na perícia contábil deve ser sincero e focar a atuação na verdade. Isso é aplicado principalmente nos momentos da aceitação do trabalho, quando estiver impedido legalmente ou tecnicamente de realizar determinada perícia. Vale destacar que a perícia contábil tem um fim delimitado no tempo. Sendo assim, o perito contador deve estabelecer e cumprir um cronograma de atividades que possa atender aos prazos negociados com os interessados no resultado da perícia contábil. Em caso de dificuldade no cumprimento dos prazos, o perito deve usar as habilidades de negociação, organização e liderança para aumentar a eficiência do trabalho. Na perícia contábil, o perito trata diretamente com informações que não são de conhecimento público. Diante disso, espera-se desse profissional a atitude de sigilo do que apurar durante a execução de seu trabalho, proibida a sua divulgação, salvo quando houver obrigação legal de fazê-lo. Por isso a perícia contábil exige a atitude de responsabilidade, pois é um trabalho que influencia a tomada de decisões judiciais ou extrajudiciais. Assim, a profissão deve ser respaldada em uma conduta ética, ou seja, o respeitos aos princípios da moral e do direito, atuando com lealdade, idoneidade e honestidade no desempenho das atividades, sob pena de responder civil, criminal, ética e profissionalmente pelos atos praticados. Portanto, espera-se que o perito contábil seja prudente na formação das conclusões, atuando de forma cautelosa, no limite dos aspectos técnicos, e, atento às consequências geradas pelo trabalho realizado.
  • 28. 27 Contudo, ainda que o perito baseie as opiniões emitidas em aspectos técnicos, erros podem ocorrer na perícia. Nesses casos, o perito contador deve ser humilde o suficiente para ser receptivo aos argumentos e críticas, podendo ratificar ou retificar o posicionamento anterior. Observando as questões individualmente e comparando as respostas dos entrevistados nas três pesquisas, é possível perceber que existem similitudes até mesmo dentre os membros dos grupos selecionados para responder o questionário. O resultado da questão 1, tabela 1, que afirmava que uma habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva, que é a capacidade de detectar contradições financeiras que não se encaixam no padrão normal, teve 66,7% dos respondentes concordando plenamente com a afirmação, na pesquisa realizada por Digabriele (2008) e na pesquisa realizada por Okoyo e Jugu (2010) teve uma concordância pela de 57,5% e uma concordância geral de 87,5% enquanto nesta pesquisa apenas os profissionais e os usuários dos serviços de perícia dentre os grupos que responderam à esta questão foram unânimes em concordar plenamente com a importância da análise dedutiva como uma habilidade relevante ao perito contador, conforme tabela abaixo Todavia, executando- se os profissionais, os demais grupos não mostram a mesma unanimidade com relação à análise dedutiva. Os entrevistados desta pesquisa no geral concordaram, plenamente ou não, com a relevância desta habilidade para o profissional perito no percentual de 69%, sendo que a concordância plena é de apenas 35%. Logo, esta habilidade pode ser considerada como relevante para o profissional da área, de acordo com os entrevistados, embora os mesmo tenham divergência no tocante ao nível desta relevância. Tabela - 1 habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 12,50 18,75 28,13 37,50 UNI-RN 14,29 7,14 10,71 41,07 26,79 UNIFACEX 14,29 14,29 14,29 28,57 28,57 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 TOTAL 9,00 9,00 13,00 34,00 35,00 Fonte: Elaborada pelo autor.
  • 29. 28 Também há similaridades de respostas dos entrevistados quando se analisa as respostas da questão 2. Esta questão afirma que uma habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico, que é a habilidade para distinguir opinião e fato. Digabriele (2008) teve um índice de 70,2% de plena concordância com esta afirmativa, o que veio a ser a porcentagem mais alta de plena concordância dentre as questões de seu questionário. A pesquisa realizada na Nigéria, como já citado anteriormente, teve um percentual de 100% de concordância com a relevância desta habilidade, sendo esta concordância plena em 75% dos casos e não plena em 25%. Nesta pesquisa local, o público alvo embora não tenha corroborado com um percentual de concordância plena tão alto quanto na pesquisa estrangeira, 56,31% concordaram plenamente que o pensamento crítico é uma habilidade relevante para o perito contador, o que mostra que independente da região, esta é uma habilidade que é considerada importante para o profissional perito, enquanto 31,07% concordaram de forma não plena, o que dá um percentual de concordância de 87,38%, o que ressalta a importância e relevância desta habilidade para o público entrevistado. Analisando-se apenas os entrevistados na pesquisa local, é possível perceber que os estudantes da Universidade Federal do Rio Grande do Norte atribuíram a maior relevância ao pensamento crítico como habilidade relevante, uma vez que 59,38% concordaram plenamente que esta habilidade é relevante. Os estudantes das demais universidades seguiram o entendimento em sua maioria, excetuando os da UNIFACEX, cujos 42,86% dos que responderam o questionário concordaram com a relevância desta habilidade, mas não de forma total, conforme tabela abaixo: Tabela - 2 habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 3,13 6,25 31,25 59,38 UNI-RN 1,79 1,79 10,71 32,14 57,14 UNIFACEX 0,00 0,00 28,57 42,86 28,57 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 25,00 75,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 TOTAL 0,97 1,94 9,71 31,07 56,31 Fonte: Elaborada pelo autor.
  • 30. 29 Pode-se observar também que existem muitas variações nas opiniões sobre as habilidades consideradas relevantes para o profissional da área de Perícia Contábil. Algumas das habilidades citadas obtiveram a concordância plena da maioria dos entrevistados, enquanto outras não foram sequer consideradas como relevantes. Todavia, a pesquisa mostrou algumas diferenças de respostas entre os grupos entrevistados. Este fato pode ser visualizado quando se analisa as respostas ao item 5, que afirma ser a proficiência analítica uma habilidade relevante do perito contador, sendo esta habilidade de se analisar o que deveria de fato ser fornecido ao profissional, ao invés de analisar apenas o que é fornecido. As pessoas abordadas por Digabriele responderam em 60,7% das vezes que concordaram totalmente com esta afirmação e 33,3% concordaram não totalmente. A pesquisa de Okoye e Jugu teve uma porcentagem de 58,3% de concordância total, enquanto 16,7% apenas concordam com a relevância da proficiência analítica. Nesta pesquisa local, as respostas a esta questão foram mais distribuídas. Os entrevistados em sua maioria (35,64%) afirmaram que concordam não totalmente com a relevância desta habilidade, enquanto apenas 34,65% concordam totalmente, o que totaliza um percentual de 70,29% de entrevistados que concordam que esta habilidade é relevante para o profissional de perícia contábil. Dentre os grupos entrevistados, a turma matutina da UFRN foi o subgrupo no qual se verificou o maior índice de concordância total com a relevância desta habilidade, que foi de 41,67%, ainda assim bem distante do percentual encontrado na pesquisa estrangeira. Tabela - 5 habilidade importante de um perito contador é a proficiência analítica discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 18,75 9,38 34,38 37,50 UNI-RN 14,29 7,14 10,71 41,07 26,79 UNIFACEX 14,29 14,29 14,29 28,57 28,57 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 TOTAL 8,91 10,89 9,90 35,64 34,65 Fonte: Elaborada pelo autor.
  • 31. 30 A tabela acima mostra o quanto às respostas se diluíram dentre os entrevistados. Também é possível perceber que esta é uma habilidade pela qual os entrevistados sentem que tem importância, pois as porcentagens somadas dos que concordam e dos que concordam totalmente com sua relevância é de 70,29%. A diferença quanto à pesquisa estadunidense e a pesquisa feita por Okoye e Jugu é que a pesquisa elaborada por Digabriele mostrou que a maioria concorda totalmente com a relevância desta habilidade (60,7%) e a pesquisa realizada na Nigéria mostra que 75% concordam total ou parcialmente com a relevância desta habilidade, sendo que 58,3% dos entrevistados concordam totalmente, enquanto nesta pesquisa concorda-se quanto à importância, mas diverge-se quanto ao nível desta concordância, se total ou parcial, da relevância desta habilidade para o profissional perito contábil. Outro ponto do questionário no qual se visualizou diferenças razoáveis nas respostas entre as pesquisas foi a questão 6, a qual falava que uma habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral, que é a capacidade de se comunicar eficazmente por meio de um discurso o testemunho de especialistas e explicação geral das bases de opinião. Como o profissional perito costuma lidar com o público rotineiramente para apresentar os resultados de seu trabalho, o senso comum nos faz considerar esta como uma habilidade relevante para um perito até de forma automática. Entretanto, os resultados desta pesquisa não apontam nesta direção, conforme tabela abaixo: Tabela - 6 habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 3,13 9,38 21,88 31,25 34,38 UNI-RN 19,64 14,29 23,21 19,64 26,79 UNIFACEX 0,00 14,29 28,57 42,86 14,29 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 25,00 50,00 25,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 50,00 50,00 0,00 TOTAL 11,65 11,65 23,30 26,21 27,18 Fonte: Elaborada pelo autor.
  • 32. 31 Pode-se perceber ao se observar a tabela que o percentual de entrevistados que concordaram com a relevância da comunicação oral para um perito contábil, seja esta concordância total ou parcial, é de apenas 50,48%, sendo que dentre esses, 27,18% concordam totalmente com a relevância desta habilidade e 26,21% concordam parcialmente. Dentre os grupos entrevistados, foi possível perceber que os profissionais concordam com a relevância desta habilidade no campo da Perícia Contábil. Dentre os estudantes, chamou a atenção à discordância total com relação à importância da comunicação oral por parte de um grupo de entrevistados (19,4%). Uma possibilidade desta habilidade não ser considerada tão importante quanto às demais é o enfoque voltado ao conhecimento específico da área de Contabilidade e de Perícia Contábil adotado por muitas vezes em algumas de nossas universidades e centros universitários, o que pode ter feito com que a comunicação oral, uma habilidade mais genérica, não fosse tão escolhida como relevante. Estes valores gerais da pesquisa local são muito discrepantes quando comparados com as pesquisas feitas por Digabriele e por Okoye e Jugu. A pesquisa estadunidense mostra que 93,3% dos entrevistados concordaram que a comunicação oral é uma habilidade relevante para o profissional da área de Perícia, sendo que 54,8% concordaram totalmente. A pesquisa realizada na Nigéria mostra que 83,4% dos entrevistados entendem que a comunicação oral é relevante para o perito, sendo que 41,7% concordam totalmente com este ponto de vista. A comunicação escrita, por outro lado, foi considerada relevante tanto pelas pesquisas realizadas por Digabriele e por Okoye e Jugu, quanto por esta pesquisa. A questão 7 do questionário utilizado nesta pesquisa citava que uma habilidade relevante para o perito contábil era a comunicação escrita, que é a capacidade de se comunicar eficazmente por escrito, através de relatórios, tabelas, gráficos e cronogramas as bases de opinião. A tabela abaixo mostra como os entrevistados responderam a esta indagação. Tabela - 7 habilidade importante de um perito contador é a comunicação escrita discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 3,13 0,00 3,13 12,50 81,25 UNI-RN 5,36 0,00 5,36 30,36 62,50 UNIFACEX 0,00 0,00 14,29 28,57 57,14
  • 33. 32 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 TOTAL 3,88 0,00 4,85 22,33 68,93 Fonte: Elaborada pelo autor. De acordo com a tabela, 68,93% do total de entrevistados concordam totalmente com a relevância da comunicação escrita para o profissional de perícia contábil, e 91,26% concordam com a relevância desta habilidade, de forma total ou parcial. Estes dados vão de encontro às pesquisas realizadas por Digabriele, na qual 95,6% dos entrevistados concordam com a relevância desta habilidade, sendo que 60,3% concordam totalmente; e com a pesquisa realizada por Okoye e Jugu, na qual 100% dos entrevistados concordam que esta habilidade seja relevante para o perito contábil, sendo que 58,3% concordam totalmente com esta afirmação. Dos subgrupos que responderam a esta pesquisa, os profissionais foram unânimes em concordar totalmente com a relevância da comunicação escrita para o profissional de perícia. Possivelmente devido à utilização constante dos conhecimentos da língua na redação de laudos e pareceres técnicos, os profissionais consideram a importância e relevância desta habilidade. Das habilidades presentes tanto nas pesquisas realizadas por Digabriele, por Okoye e Jugu e por esta pesquisa, a última delas é a compostura, que é a capacidade do perito contador se manter tranquilo e calmo em situações em que sofra pressão. Observando-se a tabela da pesquisa estadunidense, é possível perceber que 90,1% concordam que esta é uma habilidade relevante para o profissional de Perícia, sendo que a maioria (49,6%) concorda não totalmente com a relevância desta habilidade. A pesquisa realizada por Okoye e por Jugu já mostra que 100% dos entrevistados concordam que a compostura é sim uma habilidade relevante para o profissional da área, sendo que 75% concordam totalmente com esta afirmação. Nesta pesquisa, pode- se visualizar que 83,5% do público-alvo concorda com a relevância desta habilidade para o perito, sendo que 50,49% concordam totalmente com esta afirmação. Nos subgrupos, houve alguns que concordaram totalmente com a afirmação, enquanto outros concordaram de forma parcial, conforme tabela abaixo.
  • 34. 33 Tabela - 9 habilidade importante de um perito contador é a compostura discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 3,13 3,13 37,50 56,25 UNI-RN 3,57 3,57 16,07 26,79 53,57 UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 71,43 28,57 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 25,00 25,00 50,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 50,00 50,00 0,00 TOTAL 1,94 2,91 11,65 33,01 50,49 Fonte: Elaborada pelo autor. Dentre as questões específicas deste questionário, foi possível visualizar que o item 10 do questionário, o qual falava que um conhecimento importante para o perito contador é a especialização do profissional na matéria periciada, ou seja, seu conhecimento na área a ser realizada a perícia, teve uma concordância quanto a sua relevância de 90,29%, sendo que 74,76% dos entrevistados concordam totalmente que a especialização na matéria periciada é um conhecimento relevante para o profissional de perícia contábil. É possível visualizar, conforme tabela abaixo, que a concordância total quanto à relevância nesta habilidade foi detectada mais dentre o grupo de estudantes entrevistados. Tabela - 10 conhecimento importante de um perito contador é a especialização na área periciada discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 0,00 6,25 12,50 81,25 UNI-RN 7,14 1,79 5,36 16,07 73,21 UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 14,29 85,71 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 50,00 50,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 TOTAL 3,88 0,97 4,85 15,53 74,76 Fonte: Elaborada pelo autor. A questão específica do questionário desta pesquisa que teve o maior índice de concordância geral e de concordância total foi a questão 12, cujo enunciado afirmava que uma atitude importante para o perito contador é o cumprimento das normas
  • 35. 34 contábeis. De todos os entrevistados, 95,14% concordaram que esta é uma atitude relevante para um profissional de perícia contábil, sendo que 79,61% concordaram totalmente com a importância desta atitude, conforme tabela abaixo: Tabela - 12 atitude importante de um perito contador é o cumprimento das normas contábeis discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 0,00 0,00 15,63 84,38 UNI-RN 3,57 0,00 5,36 12,50 82,14 UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 42,86 57,14 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 25,00 75,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 0,00 100,00 TOTAL 1,94 0,00 2,91 15,53 79,61 Fonte: Elaborada pelo autor. Analisando a tabela, se pode perceber que os profissionais são unânimes no reconhecimento da importância da atitude supracitada, haja vista que 100% responderam a questão concordando totalmente ou parcialmente quanto à importância da mencionada atitude. Os estudantes entrevistados também concordam totalmente com a importância desta atitude, em sua maioria. Outra questão específica desta pesquisa que teve uma alta concordância total quanto à sua relevância foi a questão 13, que afirmava que o cumprimento de prazos é uma atitude importante para o profissional perito, para que as informações por ele obtidas sejam tempestivas. Tabela - 13 atitude importante de um perito contador é o cumprimento de prazos discordância % concordância % Respostas Total Parcial Neutro Parcial Total 0 1 2 3 4 UFRN 0,00 0,00 3,13 12,50 84,38 UNI-RN 1,79 0,00 5,36 26,79 69,64 UNIFACEX 0,00 0,00 0,00 14,29 85,71 PROFISSIONAIS 0,00 0,00 0,00 25,00 75,00 USUÁRIOS 0,00 0,00 0,00 50,00 50,00 TOTAL 0,97 0,00 3,88 21,36 73,79 Fonte: Elaborada pelo autor.
  • 36. 35 Conforme a tabela mostrada acima, é possível perceber que 73,79% dos entrevistados concordam totalmente com a importância e relevância desta atitude para o profissional que trabalha na área de perícia contábil. Considerando-se todas as concordâncias, é possível ver que 95,15% concordam que esta atitude tem muita importância para um perito contador. Dentre os entrevistados, se observa que os profissionais foram unânimes em concordar totalmente com a relevância desta atitude para o profissional de perícia, assim como os estudantes entrevistados em sua maioria. 5 CONSIDERAÇÕES FINAIS Diante do estudo realizado, observou-se que o perito contador tem de apresentar qualificações específicas para estar em conformidade com a NBC PP 01. A análise documental permitiu agrupar essas qualificações que estão dispostas em diferentes itens da norma, com base nos princípios da gestão de competências, classificando em conhecimentos, habilidades e atitudes. Pode-se observar também que existem muitas variações nas opiniões sobre as habilidades consideradas relevantes para o profissional da área de Perícia Contábil. Algumas das habilidades citadas obtiveram a concordância plena da maioria dos entrevistados, sendo a que teve o maior percentual de concordância plena e que chamou mais a atenção o cumprimento das normas contábeis, item abordado na questão 12, com um percentual de 79,61%. Entretanto, outras habilidades consideradas relevantes nas pesquisas feitas nos Estados Unidos e na Nigéria não foram sequer consideradas como relevantes nesta pesquisa local. O perito contador, como profissional da contabilidade, deve possuir conhecimentos bem consistentes dessa área. Por se envolver com práticas jurídicas, o perito que possui conhecimentos de determinados ramos do Direito aprimoram a capacidade e a qualidade na realização do trabalho pericial. Destaque-se também a importância crescente da informática, a qual é adotada em diferentes ramos da atividade humana, e que aumenta a produtividade operacional. Tais conhecimentos para serem aplicados na atividade pericial são aliados a habilidades relacionadas principalmente a comunicação, a relacionamento interpessoal e a organização. O perito contador deve ser capaz de compreender e transmitir informações, lidando com diferentes pessoas com interesses diversos, sejam elas a
  • 37. 36 equipe de trabalho, as partes em litígio, advogados, juiz e demais destinatários do trabalho pericial. Essas capacidades técnicas tornam o perito contador hábil para desenvolver a perícia. Mas para concretizar o serviço com eficácia, o profissional deve adotar determinadas atitudes no decorrer dos trabalhos desenvolvidos, assumindo um compromisso com a ética, o comprometimento com o trabalho e a independência. Com esses direcionadores de conduta profissional, o perito pode realizar uma perícia que solucione efetivamente o conflito de interesses. Portanto, a união de conhecimentos, habilidades e atitudes indicadas pela NBC PP 01 são necessárias para que o profissional se torne completo para atuar no mercado de perícia. Orienta-se que os contadores que atuam ou que desejem atuar nessa área busquem realizar um processo de autoconhecimento a fim de identificar as competências que precisam ser aprimoradas ou adquiridas. Para as empresas que prestam o serviço de perícia contábil, os processos de seleção, treinamento, desenvolvimento e remuneração da equipe dessa área podem ser baseados nas competências principais apontadas neste artigo. Outras competências podem ser adicionadas para adequar o funcionário à cultura organizacional e às estratégias corporativas. Outra aplicação da pesquisa pode ser feita na nomeação, escolha ou contratação do perito, por parte do juiz ou pelas partes, quando for o caso. Nessa situação, o perito seria indicado com base nos conhecimentos, habilidades e atitudes esperadas para a realização do trabalho de perícia contábil. O presente estudo tem importância no sentido de abrir um precedente para novas pesquisas na área, visto que é uma área nova e relativamente inexplorada. O mercado de Perícia Contábil é uma realidade e está em franco crescimento e conhecer as habilidades, conhecimentos e atitudes importantes é um passo vital para se tornar um profissional de gabarito na área ou para se contratar um profissional de acordo com os objetivos desejados pela empresa. Sugere-se como futuros estudos, a realização de uma avaliação das competências do perito contador junto a uma equipe de perícia contábil. Outra pesquisa derivada seria a análise da interferência de determinadas competências no laudo pericial.
  • 38. 37 REFERÊNCIAS AGUIAR, João Luís. Perícia Contábil. Disponível em: <http://www.aguiarperito.com.br/pericia_contabil.pdf >. Acesso em: 20 out. 2012 BRANDÃO, Hugo Pena; ANDRADE, Jairo Eduardo Borges. Causas e efeitos da expressão de competências no trabalho: para entender melhor a noção de competência. Disponível em: <http://www3.mackenzie.br/editora/index.php/RAM/article/view/136/136 >. Acesso em: 26 ago. 2012 BRASIL. CONSELHO FEDERAL DE CONTABILIDADE. NBC PP 01 – Norma Profissional do Perito. Disponível em: < www.cfc.org.br/uparq/NBC_PP_01.pdf >. Acesso em: 17 ago. 2012. BRASIL b. MINISTÉRIO DO TRABALHO E EMPREGO. Competências pessoais: 2522 – Contadores e afins. Disponível em: <http://www.mtecbo.gov.br/cbosite/pages/pesquisas/ResultadoFamiliaDescricao.jsf >. Acesso em: 26 ago. 2012. CAMPOS, Jorge de Paiva; GUIMARÃES, Sebastião. Em busca da eficácia em treinamentos. São Paulo: Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento, 2009. CARDOSO, Fernando Nazareth. Contabilidade forense no Brasil: incipiência ou insipiência? 2008. 64 f. Dissertação (Mestrado) – Universidade de Brasília, Brasília, 2008. CHIAVENATO, Idalberto. Administração geral e pública. Rio de Janeiro: Elsevier, 2006. D’AURIA, Francisco. Revisão e Perícia Contábil. 3ª ed. São Paulo: Nacional, 1962. FERNANDES, Bruno Henrique Rocha. Competências e performance organizacional: um estudo empírico. 2004. 232 f. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2004. FLEURY, Maria Tereza Leme; FLEURY, Afonso. Construindo o conceito de competência. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/rac/v5nspe/v5nspea10 >. Acesso em: 26 ago. 2012. GOULART, Íris Barbosa. Temas de psicologia e administração. São Paulo: Casa do psicólogo, 2006. HOOG, Wilson Alberto Zappa. Perícia contábil: normas brasileiras. 2. ed. Curitiba: Juruá, 2007. NEVES JÚNIOR, Idalberto José das; MOREIRA, Evandro Marcos de Souza. Perícia federal criminal contábil: uma ferramenta ao combate do crime organizado. In:
  • 39. 38 CONGRESSO USP DE CONTROLADORIA E CONTABILIDADE, 7., 2007, São Paulo. Anais... . São Paulo: Congresso USP de Controladoria e Contabilidade, 2007. p. 01 - 17. Disponível em: <http://www.congressousp.fipecafi.org/artigos72007/56.pdf>. Acesso em: 06 out. 2012. NEVES JÚNIOR, Idalberto José das; BRITO, Cristiane Pereira. A Competência Profissional de Peritos Contadores no desenvolvimento da prova pericial contábil no âmbito do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Revista Brasileira de Contabilidade, CFC, nº 168, p. 75, nov./dez. 2007. Bimestral. Disponível em: < www.contadoresforenses.net.br >. Acesso em: 21 out. 2012. OLIVEIRA, Alan Teixeira. A relação entre o tipo penal e a prova pericial contábil: evidências nos laudos contábeis da perícia criminal federal sobre o crime de apropriação indébita previdenciária. 2012. 226 f. Tese (Doutorado) – Universidade de São Paulo, São Paulo, 2012. ORNELAS, Martinho Maurício Gomes de. Perícia contábil. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2008. QUEIROZ, Cláudio. As competências das pessoas: potencializando seus talentos. 5. ed. São Paulo: DVS Editora, 2008. RUZZARIN, Ricardo; AMARAL, Augusto Prates; SIMIONOVSCHI, Marcelo. Sistema integrado de gestão de pessoas com base em competências. Porto Alegre: Editora Age, 2006. SANTIN, Luciane Aparecida Badalotti; BLEIL, Claudecir. A perícia contábil e sua importância sob o olhar dos magistrados. Revista de Administração e Ciências Contábeis do Ideau, Getúlio Vargas, v. 7, n. 3, p.01-17, fev./jul. 2008. Semestral. Disponível em: <http://www.ideau.com.br/upload/artigos/art_94.pdf>. Acesso em: 06 out. 2012. VERGARA, Sylvia Constant. Projetos e relatórios de pesquisa em administração. 9 ed. São Paulo: Atlas, 2007. WOOD JUNIOR., Thomaz; PICARELLI FILHO, Vicente. Remuneração e carreira por habilidades e competências: preparando a organização para a era das empresas de conhecimento intensivo. 3.ed. São Paulo: Atlas, 2004. OKOYE, Emmanuel; JUGU, Yohanna. An empirical investigation of the relevant skills of forensic accountants in Nigeria. Journal of Knowledge Management, Nigéria,v. 1, nº 2, 2010. DIGABRIELE, James. An empirical investigation of the relevant skills of forensic accountants. Journal of education for business, United States. 2010.
  • 40. 39 APÊNDICE A QUESTIONÁRIO APLICADO NA PESQUISA Este questionário destina-se ao levantamento de dados junto aos alunos de Ciências Contábeis na Capital Potiguar, com o objetivo de subsidiar um estudo acerca da importância de determinadas habilidades para o profissional de Perícia Contábil, sob a ótica do acadêmico que cursam a disciplina, de profissionais da área e de usuário do serviço de Perícia Contábil. Obrigada pela colaboração! I – CARACTERIZAÇÃO DO ENTREVISTADO 1. Qual o sexo? ( ) Masculino ( ) Feminino 2. Qual a faixa etária? ( ) 18 a 22 anos ( ) 23 a 27 anos ( ) 28 a 32 anos ( ) 33 a 37 anos ( ) Mais de 38 anos 3. Qual estado civil? ( ) Solteiro(a) ( ) Divorciado(a) ( ) Viúvo (a) ( ) Casado(a) ( ) Outro 4. Qual o número de dependentes? ( ) Nenhum ( ) 3 a 4 ( ) 1 a 2 ( ) Mais de 4 5. Ano previsto para conclusão do curso? ( ) 2013 ( ) 2015 ( ) 2014 ( ) Outro______ 6. Posição quanto ao serviço de Perícia Contábil? ( ) Estudante ( ) Profissional da área ( ) Usuários dos serviços
  • 41. I I – AVALIAÇÃO DE HABILIDADES IMPORTANTES PARA UM PERITO CONTÁBIL As perguntas abaixo devem ser respondida observando-se uma escala Likert de 5 pontos,variando de 0 (PLENA DISCORDÂNCIA) a 4 (PLENA CONCORDÂNCIA). 1. Uma habilidade importante de um perito contador é a análise dedutiva, que é a capacidade de detectar contradições financeiras que não se encaixam no padrão normal. 0 1 2 3 4 2. Uma habilidade importante de um perito contador é o pensamento crítico, que é a habilidade para distinguir opinião e fato. 0 1 2 3 4 3. Uma habilidade importante de um perito contador é a capacidade de resolver um problema não-estruturado, ou seja, a capacidade de se aproximar cada situação preparado para resolver problemas com uma abordagem não estruturada. 0 1 2 3 4 4. Uma habilidade importante de um perito contador é a flexibilidade investigativa, ou seja, a capacidade de se afastar dos procedimentos padrão de auditoria e examinar cuidadosamente situações e sinais atípicos. 0 1 2 3 4 5. Uma habilidade importante de um perito contador é a proficiência-analítica capacidade de analisar o que deve ser fornecida em vez do que é fornecido. 0 1 2 3 4 6. Uma habilidade importante de um perito contador é a comunicação oral, que é a capacidade de se comunicar eficazmente por meio de um discurso o testemunho de especialistas e explicação geral das bases de opinião. 0 1 2 3 4 7. Uma habilidade importante de um perito contador é a comunicação escrita, a capacidade de se comunicar eficazmente por escrito, através de relatórios, tabelas, gráficos e cronogramas as bases de opinião. 0 1 2 3 4 8. Uma habilidade importante de um perito contador é o conhecimento jurídico básico, a capacidade de compreender processos básicos legais e questões jurídicas, incluindo regras em evidência.
  • 42. 0 1 2 3 4 9. Uma habilidade importante de um perito contador é compostura, a capacidade de manter uma atitude calma em situações sob pressão. 0 1 2 3 4 10. Um conhecimento importante para um perito contador é a Especialização na matéria periciada, o domínio do conhecimento na área a ser realizada a perícia. 0 1 2 3 4 11. Um conhecimento importante para um perito contador é o domínio da informática e dos conhecimentos de estatística, para transformar em informações concretas os dados coletados. 0 1 2 3 4 12. Uma atitude importante para um perito contador é o cumprimento de normas contábeis. 0 1 2 3 4 13. Uma atitude importante para um perito contador é o cumprimento de prazos, para que as informações por ele obtidas sejam tempestivas. 0 1 2 3 4 14. Uma atitude importante para um perito contador é a imparcialidade, a capacidade do perito de emitir seu laudo sem juízos de valor. 0 1 2 3 4