SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 56
Cartilha de
Boas Práticas
para Serviços
de Alimentação
Resolução-RDC ANVISA nº 216/04?
Esta Resolução
estabelece as
Boas Práticas
para Serviços
de Alimentação.
BOAS PRÁTICAS
• O termo de “boas práticas” tem sido
utilizado para definir o conjunto de
ações que visam o bom
processamento ou beneficiamento
de produtos (OMS, 2006).
O que são Boas Práticas de higiene?
• São práticas de higiene que devem ser
obedecidas pelos manipuladores desde a
escolha e compra dos produtos a serem
utilizados no preparo do alimento até a venda
para o consumidor.
• O objetivo das Boas Práticas é evitar a
ocorrência de doenças provocadas pelo
consumo de alimentos contaminados.
Contaminação
• Normalmente, os parasitas, as
substâncias tóxicas e os
micróbios prejudiciais à saúde
entram em contato com o
alimento durante a
manipulação e preparo. Esse
processo é conhecido como
contaminação.
• A maioria das DTA está
associada à contaminação de
alimentos por micróbios
prejudiciais à saúde.
• Os micróbios são
organismos vivos tão
pequenos que só podem
ser vistos por meio de um
equipamento com lentes
de aumento chamado
microscópio. Eles também
são conhecidos como
microrganismos.
• Os micróbios
multiplicam-se nos
alimentos quando
encontram
condições ideais de
nutrientes, umidade
e temperatura.
POP DE HIGIENIZAÇÃO
DA CAI XA D’ÁGUA
• Feche o registro, retire toda a água da caixa d’água.
• Feche a saída de água da caixa d’água.
• Retire a sujeira.
• Lave as paredes e o fundo da caixa d’água com água e sabão. Os
utensílios, como vassoura, escova, rodo e pano, devem ser de uso
exclusivo.
• Abra a saída de água e retire todo o sabão com água corrente.
• Feche a saída de água.
• Prepare a solução desinfetante, diluindo 1 litro de água sanitária
em 5 litros de água. Esse volume é apropriado para uma caixa
d’água de 1000 litros.
• Espalhe a solução nas paredes e fundo da caixa d’água com uma
broxa ou pano. Aguarde por 30 minutos.
• Enxágüe a caixa d’água com água corrente, retirando todo o resíduo
de desinfetante.
• Esgote toda a água acumulada.
• Encha a caixa d’água.
• É a pessoa que lava, descasca, corta, rala,
cozinha, ou seja, prepara os alimentos.
Para lavagem correta das mãos siga os
seguintes passos:
• 1. Utilize a água corrente para molhar as mãos;
• 2. Esfregue a palma e o dorso das mãos com
sabonete, inclusive as unhas e os espaços entre
os dedos, por aproximadamente 15 segundos;
• 3. Enxágüe bem com água corrente retirando
todo o sabonete;
• 4. Seque-as com papel toalha ou outro sistema
de secagem eficiente;
• 5. Esfregue as mãos com um pouco de produto
anti-séptico.
Finalmente suas mãos estão limpas
e prontas para manipular os alimentos!
Manual de Boas Práticas
• É um documento que descreve o trabalho
executado no estabelecimento e a forma
correta de fazê-lo.
• Nele, pode-se ter informações gerais sobre
como é feita a limpeza, o controle de
pragas, da água utilizada, os
procedimentos de higiene e controle de
saúde dos funcionários, o treinamento de
funcionários, o que fazer com o lixo e
como garantir a produção de alimentos
seguros e saudáveis (ANVISA).
Procedimento Operacional
Padronizado (POP )
• É um documento que descreve passo-à-passo
como executar as tarefas no estabelecimento.
• É como uma receita de bolo, que deve ser
seguida rigorosamente, para que tudo vá bem. O
POP destaca as etapas da tarefa, os responsáveis
por fazê-la, os materiais necessários e a
freqüência em que deve ser feita.
• Os POP são documentos aprovados pelo
estabelecimento, por meio do responsável, e é
dever de cada manipulador segui-los.
Papel da supervisão?
A supervisão dos
manipuladores pode ser
executada pelo proprietário,
pelo responsável técnico ou por
um funcionário capacitado, por
meio de curso.
• Em caso de dúvidas, entre em contato com o
Serviço de Vigilância Sanitária de seu
município ou Estado. Os endereços destes
órgãos estão disponíveis no site da Anvisa, no
link:
• http://www.anvisa.gov.br/institucional/snvs/i
ndex.htm
• Onde encontrar a Resolução-RDC nº 216, de
15/09/04:
• http://www.anvisa.gov.br/alimentos/bps.htm
Questionário
1. Qual é o objetivo da cartilha de Boas
Práticas?
2. O que é a RDC nº 216/04?
3. O que é a Anvisa?
4. De que forma “o trabalho do manipulador de
alimentos é fundamental para garantir
alimentos mais seguros e proteger a saúde
dos consumidores.”

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a AULA_5_CARTILHA BFA.ppt

AULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptx
AULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptxAULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptx
AULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptxJoelAlves50
 
roteiro para manual de boas práticas e POPs.pdf
roteiro para manual de boas práticas e POPs.pdfroteiro para manual de boas práticas e POPs.pdf
roteiro para manual de boas práticas e POPs.pdfClenirBueno
 
Boas práticas para manipulação de alimentos
Boas práticas para manipulação de alimentosBoas práticas para manipulação de alimentos
Boas práticas para manipulação de alimentosCleber Lima
 
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorManipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorKetlenBatista
 
Treinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareTreinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareAutônoma
 
Manual alimentos seguros
Manual alimentos segurosManual alimentos seguros
Manual alimentos segurosPaula Mello
 
VIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptx
VIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptxVIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptx
VIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptxWylleneCarvalhoViana
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADOREScagsiqueira
 
ManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdf
ManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdfManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdf
ManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdfCarolDuarteFicagna
 
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensíliosHigienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensíliosKetlenBatista
 
Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...
Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...
Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...Luiz Valeriano
 
Apostila anvisa05
Apostila anvisa05Apostila anvisa05
Apostila anvisa05UFRPE
 

Semelhante a AULA_5_CARTILHA BFA.ppt (20)

AULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptx
AULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptxAULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptx
AULA_10_BOAS_PRÁTICAS_SERV_ALIMENTAÇÃO_03.02.2021_MARTA.pptx
 
roteiro para manual de boas práticas e POPs.pdf
roteiro para manual de boas práticas e POPs.pdfroteiro para manual de boas práticas e POPs.pdf
roteiro para manual de boas práticas e POPs.pdf
 
Boas práticas para manipulação de alimentos
Boas práticas para manipulação de alimentosBoas práticas para manipulação de alimentos
Boas práticas para manipulação de alimentos
 
CURSO-bpf.pdf
CURSO-bpf.pdfCURSO-bpf.pdf
CURSO-bpf.pdf
 
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipuladorManipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
Manipulador de alimentos: higiene pessoal e saúde do manipulador
 
Pop
PopPop
Pop
 
FORMULARIO PADRAO-MBF.doc
FORMULARIO PADRAO-MBF.docFORMULARIO PADRAO-MBF.doc
FORMULARIO PADRAO-MBF.doc
 
Treinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshareTreinamento manipuladores slideshare
Treinamento manipuladores slideshare
 
pops_2016.pdf
pops_2016.pdfpops_2016.pdf
pops_2016.pdf
 
Manual alimentos seguros
Manual alimentos segurosManual alimentos seguros
Manual alimentos seguros
 
VIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptx
VIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptxVIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptx
VIGILÂNCIA SANITÁRIA - slide 2.pptx
 
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORESTreinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS  PRÁTICAS DE  MANIPULADORES
Treinamento RU Unifal-MG. HIGIENE E BOAS PRÁTICAS DE MANIPULADORES
 
ManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdf
ManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdfManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdf
ManualBoasPraticas_TicianaWerner.pdf
 
Treinamento boas práticas.pptx
Treinamento boas práticas.pptxTreinamento boas práticas.pptx
Treinamento boas práticas.pptx
 
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensíliosHigienização das instalações equipamentos e utensílios
Higienização das instalações equipamentos e utensílios
 
Geral2
Geral2Geral2
Geral2
 
Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...
Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...
Sistema FAEMG lança cartilha com orientações para a colheita de café em tempo...
 
Boas práticas alimentares
Boas práticas alimentaresBoas práticas alimentares
Boas práticas alimentares
 
MANUAL DE BOAS PRATICAS DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS
MANUAL DE BOAS PRATICAS DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOSMANUAL DE BOAS PRATICAS DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS
MANUAL DE BOAS PRATICAS DE MANIPULAÇÃO DE ALIMENTOS
 
Apostila anvisa05
Apostila anvisa05Apostila anvisa05
Apostila anvisa05
 

Mais de MariaNeide16

10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt
10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt
10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).pptMariaNeide16
 
Trabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.ppt
Trabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.pptTrabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.ppt
Trabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.pptMariaNeide16
 
TRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptx
TRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptxTRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptx
TRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptxMariaNeide16
 
treinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptx
treinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptxtreinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptx
treinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptxMariaNeide16
 
PRIMEIROS SOCORROS.ppt
PRIMEIROS SOCORROS.pptPRIMEIROS SOCORROS.ppt
PRIMEIROS SOCORROS.pptMariaNeide16
 
combate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.ppt
combate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.pptcombate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.ppt
combate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.pptMariaNeide16
 
Transporte Público 3.pptx
Transporte  Público 3.pptxTransporte  Público 3.pptx
Transporte Público 3.pptxMariaNeide16
 
apresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdf
apresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdfapresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdf
apresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdfMariaNeide16
 
Treinamento em Manutenção Rápida de Balsas.pptx
Treinamento em Manutenção Rápida  de Balsas.pptxTreinamento em Manutenção Rápida  de Balsas.pptx
Treinamento em Manutenção Rápida de Balsas.pptxMariaNeide16
 
128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.pptMariaNeide16
 

Mais de MariaNeide16 (11)

NR12.pptx
NR12.pptxNR12.pptx
NR12.pptx
 
10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt
10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt
10higiene-e-seguranc3a7a-do-trabalho (1).ppt
 
Trabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.ppt
Trabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.pptTrabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.ppt
Trabalho_Canteiro_de_obras_Ralc.ppt
 
TRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptx
TRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptxTRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptx
TRABALHO DE CANTEIRO DE OBRA - INSTALAÇÕES ELETRICA.pptx
 
treinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptx
treinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptxtreinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptx
treinamentoaudaxcocozinhasindustriais-luthirepresentaes-170302200125.pptx
 
PRIMEIROS SOCORROS.ppt
PRIMEIROS SOCORROS.pptPRIMEIROS SOCORROS.ppt
PRIMEIROS SOCORROS.ppt
 
combate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.ppt
combate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.pptcombate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.ppt
combate_a_incendios_treinamento_para_brigadista_2011.ppt
 
Transporte Público 3.pptx
Transporte  Público 3.pptxTransporte  Público 3.pptx
Transporte Público 3.pptx
 
apresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdf
apresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdfapresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdf
apresentacao-dr-giancarlo-brandao-esocial14-06-2022.pdf
 
Treinamento em Manutenção Rápida de Balsas.pptx
Treinamento em Manutenção Rápida  de Balsas.pptxTreinamento em Manutenção Rápida  de Balsas.pptx
Treinamento em Manutenção Rápida de Balsas.pptx
 
128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt128422919758342_a3.ppt
128422919758342_a3.ppt
 

Último

aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...quelenfermeira
 
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...wilkaccb
 
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxAULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxLanaMonteiro8
 
ATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdf
ATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdfATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdf
ATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdfWendelldaLuz
 
Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoFarmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoPAULOVINICIUSDOSSANT1
 
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxanemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxnarayaskara215
 
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01perfilnovo3rich
 
SINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdf
SINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdfSINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdf
SINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdfJorge Filho
 
Slides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptx
Slides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptxSlides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptx
Slides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptxsaraferraz09
 
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxaula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxLanaMonteiro8
 
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoEscala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoJose Ribamar
 
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Astrid Mühle Moreira Ferreira
 

Último (12)

aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
aula de Me enxergou na minha tormenta Me livrou em meus problemas Transformou...
 
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
CARL ROGERS E A ACPNascido em 1902, em Oak Park, Illinois, subúrbio de Chicag...
 
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptxAULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
AULA 07 - PROTOZOARIO E PRINCIPAIS DOENÇAS.pptx
 
ATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdf
ATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdfATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdf
ATLAS DE FOTOGRAMETRIA FORENSE - EEPHCFMUSP .pdf
 
Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso AutonomoFarmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
Farmacologia do Sistema Nervoso Autonomo
 
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptxanemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
anemia ferropriva e megaloblástica FINAL.pptx
 
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01Protocolo Zero Rugas - formato digital01
Protocolo Zero Rugas - formato digital01
 
SINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdf
SINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdfSINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdf
SINAIS VITAIS guia prático do cuidador de idoso.pdf
 
Slides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptx
Slides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptxSlides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptx
Slides-trabalho-biossegurança em hospitais.pptx
 
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptxaula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
aula sobre HELMINTOS E DOENÇAS CAUSADAS.pptx
 
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismoEscala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
Escala-CARS-1.pdf teste para crianças com autismo
 
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
Rowe_etal_2024Evidence for planning and motor subtypes of stuttering based on...
 

AULA_5_CARTILHA BFA.ppt

  • 1. Cartilha de Boas Práticas para Serviços de Alimentação
  • 2.
  • 3. Resolução-RDC ANVISA nº 216/04? Esta Resolução estabelece as Boas Práticas para Serviços de Alimentação.
  • 4. BOAS PRÁTICAS • O termo de “boas práticas” tem sido utilizado para definir o conjunto de ações que visam o bom processamento ou beneficiamento de produtos (OMS, 2006).
  • 5. O que são Boas Práticas de higiene? • São práticas de higiene que devem ser obedecidas pelos manipuladores desde a escolha e compra dos produtos a serem utilizados no preparo do alimento até a venda para o consumidor. • O objetivo das Boas Práticas é evitar a ocorrência de doenças provocadas pelo consumo de alimentos contaminados.
  • 6.
  • 7. Contaminação • Normalmente, os parasitas, as substâncias tóxicas e os micróbios prejudiciais à saúde entram em contato com o alimento durante a manipulação e preparo. Esse processo é conhecido como contaminação. • A maioria das DTA está associada à contaminação de alimentos por micróbios prejudiciais à saúde.
  • 8.
  • 9.
  • 10. • Os micróbios são organismos vivos tão pequenos que só podem ser vistos por meio de um equipamento com lentes de aumento chamado microscópio. Eles também são conhecidos como microrganismos.
  • 11.
  • 12.
  • 13. • Os micróbios multiplicam-se nos alimentos quando encontram condições ideais de nutrientes, umidade e temperatura.
  • 14.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23. POP DE HIGIENIZAÇÃO DA CAI XA D’ÁGUA • Feche o registro, retire toda a água da caixa d’água. • Feche a saída de água da caixa d’água. • Retire a sujeira. • Lave as paredes e o fundo da caixa d’água com água e sabão. Os utensílios, como vassoura, escova, rodo e pano, devem ser de uso exclusivo. • Abra a saída de água e retire todo o sabão com água corrente. • Feche a saída de água. • Prepare a solução desinfetante, diluindo 1 litro de água sanitária em 5 litros de água. Esse volume é apropriado para uma caixa d’água de 1000 litros. • Espalhe a solução nas paredes e fundo da caixa d’água com uma broxa ou pano. Aguarde por 30 minutos. • Enxágüe a caixa d’água com água corrente, retirando todo o resíduo de desinfetante. • Esgote toda a água acumulada. • Encha a caixa d’água.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27. • É a pessoa que lava, descasca, corta, rala, cozinha, ou seja, prepara os alimentos.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31. Para lavagem correta das mãos siga os seguintes passos: • 1. Utilize a água corrente para molhar as mãos; • 2. Esfregue a palma e o dorso das mãos com sabonete, inclusive as unhas e os espaços entre os dedos, por aproximadamente 15 segundos; • 3. Enxágüe bem com água corrente retirando todo o sabonete; • 4. Seque-as com papel toalha ou outro sistema de secagem eficiente; • 5. Esfregue as mãos com um pouco de produto anti-séptico.
  • 32. Finalmente suas mãos estão limpas e prontas para manipular os alimentos!
  • 33.
  • 34.
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50. Manual de Boas Práticas • É um documento que descreve o trabalho executado no estabelecimento e a forma correta de fazê-lo. • Nele, pode-se ter informações gerais sobre como é feita a limpeza, o controle de pragas, da água utilizada, os procedimentos de higiene e controle de saúde dos funcionários, o treinamento de funcionários, o que fazer com o lixo e como garantir a produção de alimentos seguros e saudáveis (ANVISA).
  • 51. Procedimento Operacional Padronizado (POP ) • É um documento que descreve passo-à-passo como executar as tarefas no estabelecimento. • É como uma receita de bolo, que deve ser seguida rigorosamente, para que tudo vá bem. O POP destaca as etapas da tarefa, os responsáveis por fazê-la, os materiais necessários e a freqüência em que deve ser feita. • Os POP são documentos aprovados pelo estabelecimento, por meio do responsável, e é dever de cada manipulador segui-los.
  • 52.
  • 53.
  • 54. Papel da supervisão? A supervisão dos manipuladores pode ser executada pelo proprietário, pelo responsável técnico ou por um funcionário capacitado, por meio de curso.
  • 55. • Em caso de dúvidas, entre em contato com o Serviço de Vigilância Sanitária de seu município ou Estado. Os endereços destes órgãos estão disponíveis no site da Anvisa, no link: • http://www.anvisa.gov.br/institucional/snvs/i ndex.htm • Onde encontrar a Resolução-RDC nº 216, de 15/09/04: • http://www.anvisa.gov.br/alimentos/bps.htm
  • 56. Questionário 1. Qual é o objetivo da cartilha de Boas Práticas? 2. O que é a RDC nº 216/04? 3. O que é a Anvisa? 4. De que forma “o trabalho do manipulador de alimentos é fundamental para garantir alimentos mais seguros e proteger a saúde dos consumidores.”