SlideShare uma empresa Scribd logo
Apresentação da disciplina
Conceitos Iniciais
DESIGN THINKING
Escola Técnica Estadual
Antônio Dourado Cavalcanti
DESIGN THINKING
Ementa
• Proporcionar ao estudante um conjunto de técnicas, processos e
métodos de inovação, desde a criação e desenvolvimento até a
elaboração de um modelo de negócios baseado pela criatividade.
• Preparando para compreensão da complexidade das demandas do
usuário em seus produtos e serviços, bem como, na gestão de um
mercado inovador.
Competências
• COMPETÊNCIA 1: Aprender e utilizar as metodologias e ferramentas
de design thinking nos diversos contextos.
• COMPETÊNCIA 2: Aprender elementos para explorar o potencial
criativo, colaborativo e empreendedor no desenvolvimento de
negócios, produtos e/ou serviços inovadores.
• COMPETÊNCIA 3: Prototipar soluções criativas e inovadoras com
vistas à promoção do desenvolvimento local.
Processo Criativo
Competência I
Aprender e utilizar as metodologias e ferramentas de design
thinking nos diversos contextos
• O que é Design Thinking?
• Qual sua aplicação?
• Os 3 pilares do Design Thinking
• As 5 etapas do Design Thinking
• Onde tem sido usado?
• Casos de sucesso na escola, na indústria e seu impacto social
Competência II
Aprender elementos para explorar o potencial criativo,
colaborativo e empreendedor no desenvolvimento de
negócios, produtos e/ou serviços inovadores.
• Técnicas de Imersão
• Tratamento e Análise de Dados
• Técnicas de Cocriação
Competência III
Prototipar soluções criativas e inovadoras com vistas à
promoção do desenvolvimento local. (Elaborar projeto)
• Por que prototipar?
• Prototipação em baixa e alta
fidelidade
• Criar protótipo simples
• Aplicar testes com usuários
• Aplicar simulação
• Analisar feedbacks
• Analisar viabilidade financeira e
de sustentabilidade
• Inclusão e diversidade
• Identificar tipos de inovação
nessa criação
• Defender a ideia (pitch)
Competência I
AULA 01
 O que é Design Thinking?
 Como surgiu?
 Qual sua aplicação?
Design Thinking – definição
O que vem a sua mente
quando escuta essa palavra,
hein?
Design Thinking – definição
pensar no design
Design Thinking – definição
PROBLEMA
As pessoas se tornam críticas,
criativas e estão sempre olhando
para os problemas como
oportunidades, construindo uma
variedade de soluções.
Ao se deparar com um desafio e tentar resolvê-lo de uma única forma,
no design thinking, procura-se múltiplas soluções, testando e achando
caminhos. Ou seja, o indivíduo aprende enquanto faz.
Design Thinking – definição
• O objetivo é resolver problemas complexos com o foco nas pessoas.
• Utiliza profissionais com competências diferentes, cujo o resultado
se torne positivo a partir de um objetivo comum e assumido por
todos.
• Está mais para voltado para um “designer doin” (pôr a mão na
massa).
Design Thinking – como surgiu?
• Surgiu com maior popularidade em 2000, mas teve início entre as
décadas de 1950 e 1960.
• Várias pessoas contribuíram para o “designer thinking”, como Herbert
Simon, Horst Rittel, entre outros.
Herbert Simon
Herbert Alexander Simon foi um economista estadunidense.
Simon no campo da teoria organizacional tinham como
motivação principal a preocupação com o real
comportamento do ser humano junto às organizações. Entre
as suas principais teses defendidas o que lhe rendeu maior
reconhecimento foi a proposição da teoria da racionalidade
limitada. “O indivíduo é limitado em apurar e interpretar
informações ao tomar decisões...”
Horst Rittel
Foi um teórico de design e professor
universitário. Ele é mais conhecido por cunhar o
termo problema perverso, mas sua influência na
teoria e prática do design foi muito mais ampla.
Design Thinking – como surgiu?
Que tal realizar uma pesquisa na internet para
conhecer demais contribuintes deste termo? Será que
tem algum brasileiro (a)?
Design Thinking – como surgiu?
O termo “design thinking” ficou bem popularizado por David Kelley e
Tim Brown
David Kelley
Tim Brown
Design Thinking – como surgiu?
O termo “design thinking” ficou bem popularizado por David Kelley e
Tim Brown
• Ambos são designers e fundadores da empresa IDEO (Empresa
Internacional de Design e Consultoria em Inovação), onde eles
começaram a aplicar essa nova abordagem, já em 1991.
• Eles trabalhavam convidando pessoas influentes e experts em várias
áreas do conhecimento, para estudar o design thinking.
Design Thinking – onde se aplica?
Para aplicar o design thinking você não precisa ser nenhum
especialista na área, isso mesmo!
• É necessária uma certa transformação de cultura e mentalidade de
quem pretende aplicá-lo em seus desafios.
• São verdadeiramente habilidades e mudanças de comportamento já
presentes em qualquer pessoa, porém inibidos pela correria do dia a
dia.
Design Thinking – onde se aplica?
Dicas que fazem parte dessa transformação
Não se deixe levar por opiniões sem embasamento. Pesquise, ouça,
construa e teste. O design thinking não se baseia em estatísticas, ele
reconhece verdadeiramente um fato.
Identifique o problema, e para isso você deverá emergir na realidade
existente;
Design Thinking – onde se aplica?
Dicas que fazem parte dessa transformação
Há sempre um ser humano de carne e osso por trás dos problemas
que você quer resolver e será ele quem vai usufruir da sua solução;
Divergências de pensamentos ajudam no processo criativo, então
não queira sempre ao seu lado pessoas que só te agradam e
respondem ao que você deseja. Potencialize pensamentos e
experiências;
Design Thinking – onde se aplica?
Dicas que fazem parte dessa transformação
Se você não gosta de seguir rotina, é um caso para pensar em rever
esse ponto. Inovar depende muito mais de disciplina do que
criatividade.
Você precisa ter metas!
Design Thinking – onde se aplica?
• É comum vermos muitas pessoas que não são design falarem sobre
“design thinking”.
• Não se trata apenas de design, e muito menos de design visual,
refere-se a uma maneira de pensar e abordar os problemas, seja ela
um projeto de design ou não.
Design Thinking – onde se aplica?
• A abordagem do design thinking utiliza uma
visão sistemática considerando 3 pontos
fundamentais que são:
• Desejabilidade,
• Tecnicalidade e
• Viabilidade.
Design Thinking – onde se aplica?
• Desejabilidade: Dialogam com usuários sobre o que desejam e para
que será útil.
• Qual a finalidade?
• E nesse ponto deve-se perguntar: Será que existe alguém a
procura por isso? Se sim, por quê? Como?
• As pessoas gostariam disso? Iriam usar?
• Qual o benefício que elas podem obter com esse projeto?
Design Thinking – onde se aplica?
• Tecnicalidade: Aborda a viabilidade do projeto em termos de
tecnologia.
Surge perguntas como:
• É tecnicamente possível criar o que estamos propondo?
• Quais tecnologias serão envolvidas?
• Do ponto de vista técnico, o que vamos precisar?
Design Thinking – onde se aplica?
• Viabilidade: refere-se à viabilidade em termos de negócio.
É interessante perguntar:
• É possível comercializar o projeto?
• As pessoas pagariam por isso?
• Quanto o usuário estaria disposto a investir nisso?
• Existe algo parecido no mercado?

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Aula 01 - Apresentação da disciplina - conceitos iniciais (2).ppt

Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - BizzieDesign thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Rafaella Cavalca
 
Inovação 100 limites
Inovação 100 limitesInovação 100 limites
Inovação 100 limites
Agatha Garibe
 
Design thinkingl
Design thinkinglDesign thinkingl
Design thinkingl
Nuno Tasso de Figueiredo
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo RealDesign Thinking: Do Conceito ao Mundo Real
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real
Alessandro Almeida
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Alessandro Almeida
 
Pensamento projetual no desenvolvimento de software
Pensamento projetual no desenvolvimento de softwarePensamento projetual no desenvolvimento de software
Pensamento projetual no desenvolvimento de software
UTFPR
 
Design Thinking
Design ThinkingDesign Thinking
Design Thinking
Aldo Pires
 
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes MagalhãesYOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Núcleo de Inteligência Digital
 
O que e design thinking e como e usado
O que e design thinking e como e usadoO que e design thinking e como e usado
O que e design thinking e como e usado
Luiz Alberto Alberto
 
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtosDesign Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Venícios Gustavo
 
5 temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo
5   temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo5   temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo
5 temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo
Leandro Figueiredo, Ph.D.
 
As 3 fases do design thinking
As 3 fases do design thinkingAs 3 fases do design thinking
As 3 fases do design thinking
MJV Technology & Innovation Brasil
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]
Alessandro Almeida
 
TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...
TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...
TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...
MarcondesTiburcio
 
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingProcesso de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Coletivo Mola
 
Aula Business Design
Aula Business DesignAula Business Design
Aula Business Design
Arco | Hub de Inovação
 
O Design está aqui
O Design está aquiO Design está aqui
O Design está aqui
guest649cf9
 
Design Thinking - Uma proposta para inovar em RH
Design Thinking - Uma proposta para inovar em RHDesign Thinking - Uma proposta para inovar em RH
Design Thinking - Uma proposta para inovar em RH
Juliana Feitosa Andrade
 
Design para Inovação Social
Design para Inovação SocialDesign para Inovação Social
Design para Inovação Social
Voël
 
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshareMetodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
Dobra Inova
 

Semelhante a Aula 01 - Apresentação da disciplina - conceitos iniciais (2).ppt (20)

Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - BizzieDesign thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
Design thinking - Aula 1 MFN 2014 UFRJ/FIRJAN - Bizzie
 
Inovação 100 limites
Inovação 100 limitesInovação 100 limites
Inovação 100 limites
 
Design thinkingl
Design thinkinglDesign thinkingl
Design thinkingl
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo RealDesign Thinking: Do Conceito ao Mundo Real
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [2ª edição]
 
Pensamento projetual no desenvolvimento de software
Pensamento projetual no desenvolvimento de softwarePensamento projetual no desenvolvimento de software
Pensamento projetual no desenvolvimento de software
 
Design Thinking
Design ThinkingDesign Thinking
Design Thinking
 
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes MagalhãesYOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
YOU Educação: Apresentação - Euripedes Magalhães
 
O que e design thinking e como e usado
O que e design thinking e como e usadoO que e design thinking e como e usado
O que e design thinking e como e usado
 
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtosDesign Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
Design Thinking - Alinhada a uma estratégia de concepção de produtos
 
5 temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo
5   temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo5   temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo
5 temas multidisciplinares - design thinking - Leandro Figueiredo
 
As 3 fases do design thinking
As 3 fases do design thinkingAs 3 fases do design thinking
As 3 fases do design thinking
 
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]
Design Thinking: Do Conceito ao Mundo Real [3ª edição]
 
TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...
TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...
TÉC ADM MANHÃ EDUC TECN E MIDIÁTICA 29 08 2022 DESIGN THINKING E TECNOLOGIAS ...
 
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design ThinkingProcesso de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
Processo de Criação e Desenvolvimento com Design Thinking
 
Aula Business Design
Aula Business DesignAula Business Design
Aula Business Design
 
O Design está aqui
O Design está aquiO Design está aqui
O Design está aqui
 
Design Thinking - Uma proposta para inovar em RH
Design Thinking - Uma proposta para inovar em RHDesign Thinking - Uma proposta para inovar em RH
Design Thinking - Uma proposta para inovar em RH
 
Design para Inovação Social
Design para Inovação SocialDesign para Inovação Social
Design para Inovação Social
 
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshareMetodologia ativação projetos prototipação slideshare
Metodologia ativação projetos prototipação slideshare
 

Último

Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Mary Alvarenga
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
Manuais Formação
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
geiseortiz1
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
Manuais Formação
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
pamellaaraujo10
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
Manuais Formação
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
davidreyes364666
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
Manuais Formação
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Centro Jacques Delors
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
AntonioAngeloNeves
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
HelenStefany
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
Pr Davi Passos - Estudos Bíblicos
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
CarlosJean21
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Mauricio Alexandre Silva
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
SidneySilva523387
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
bmgrama
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
JakiraCosta
 

Último (20)

Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.Caça-palavaras  e cruzadinha  - Dígrafos.
Caça-palavaras e cruzadinha - Dígrafos.
 
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdfUFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
UFCD_10789_Metodologias de desenvolvimento de software_índice.pdf
 
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptxO século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
O século XVII e o nascimento da pedagogia.pptx
 
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdfUFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
UFCD_4667_Preparação e confeção de molhos e fundos de cozinha_índice.pdf
 
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptxRoteiro para análise do Livro Didático.pptx
Roteiro para análise do Livro Didático.pptx
 
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
UFCD_7211_Os sistemas do corpo humano_ imunitário, circulatório, respiratório...
 
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdfCopia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
Copia de cartilla de portugués 1 2024.pdf
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdfCD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
CD_B2_C_Criar e Editar Conteúdos Digitais_índice.pdf
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptxSlides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
Slides Lição 12, CPAD, A Bendita Esperança, A Marca do Cristão, 2Tr24.pptx
 
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento EuropeuEurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
Eurodeputados Portugueses 2024-2029 | Parlamento Europeu
 
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdfAula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
Aula 02 - Introducao a Algoritmos.pptx.pdf
 
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf eplanejamento maternal 2 atualizado.pdf e
planejamento maternal 2 atualizado.pdf e
 
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
(44-ESTUDO - LUCAS) A ESPIRITUALIDADE EM CRISE NO VALE
 
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasnTabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
Tabela Funções Orgânicas.pdfnsknsknksnksn nkasn
 
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptxVivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
Vivendo a Arquitetura Salesforce - 01.pptx
 
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou  co...
filosofia e Direito- É a teoria que explica como a sociedade se organizou co...
 
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdfApostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
Apostila-Microbiologia-e-Parasitologia-doc.pdf
 
formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...formação - 2º ano São José da Tapera ...
formação - 2º ano São José da Tapera ...
 

Aula 01 - Apresentação da disciplina - conceitos iniciais (2).ppt

  • 1. Apresentação da disciplina Conceitos Iniciais DESIGN THINKING Escola Técnica Estadual Antônio Dourado Cavalcanti DESIGN THINKING
  • 2. Ementa • Proporcionar ao estudante um conjunto de técnicas, processos e métodos de inovação, desde a criação e desenvolvimento até a elaboração de um modelo de negócios baseado pela criatividade. • Preparando para compreensão da complexidade das demandas do usuário em seus produtos e serviços, bem como, na gestão de um mercado inovador.
  • 3. Competências • COMPETÊNCIA 1: Aprender e utilizar as metodologias e ferramentas de design thinking nos diversos contextos. • COMPETÊNCIA 2: Aprender elementos para explorar o potencial criativo, colaborativo e empreendedor no desenvolvimento de negócios, produtos e/ou serviços inovadores. • COMPETÊNCIA 3: Prototipar soluções criativas e inovadoras com vistas à promoção do desenvolvimento local. Processo Criativo
  • 4. Competência I Aprender e utilizar as metodologias e ferramentas de design thinking nos diversos contextos • O que é Design Thinking? • Qual sua aplicação? • Os 3 pilares do Design Thinking • As 5 etapas do Design Thinking • Onde tem sido usado? • Casos de sucesso na escola, na indústria e seu impacto social
  • 5. Competência II Aprender elementos para explorar o potencial criativo, colaborativo e empreendedor no desenvolvimento de negócios, produtos e/ou serviços inovadores. • Técnicas de Imersão • Tratamento e Análise de Dados • Técnicas de Cocriação
  • 6. Competência III Prototipar soluções criativas e inovadoras com vistas à promoção do desenvolvimento local. (Elaborar projeto) • Por que prototipar? • Prototipação em baixa e alta fidelidade • Criar protótipo simples • Aplicar testes com usuários • Aplicar simulação • Analisar feedbacks • Analisar viabilidade financeira e de sustentabilidade • Inclusão e diversidade • Identificar tipos de inovação nessa criação • Defender a ideia (pitch)
  • 7. Competência I AULA 01  O que é Design Thinking?  Como surgiu?  Qual sua aplicação?
  • 8. Design Thinking – definição O que vem a sua mente quando escuta essa palavra, hein?
  • 9. Design Thinking – definição pensar no design
  • 10. Design Thinking – definição PROBLEMA As pessoas se tornam críticas, criativas e estão sempre olhando para os problemas como oportunidades, construindo uma variedade de soluções. Ao se deparar com um desafio e tentar resolvê-lo de uma única forma, no design thinking, procura-se múltiplas soluções, testando e achando caminhos. Ou seja, o indivíduo aprende enquanto faz.
  • 11. Design Thinking – definição • O objetivo é resolver problemas complexos com o foco nas pessoas. • Utiliza profissionais com competências diferentes, cujo o resultado se torne positivo a partir de um objetivo comum e assumido por todos. • Está mais para voltado para um “designer doin” (pôr a mão na massa).
  • 12. Design Thinking – como surgiu? • Surgiu com maior popularidade em 2000, mas teve início entre as décadas de 1950 e 1960. • Várias pessoas contribuíram para o “designer thinking”, como Herbert Simon, Horst Rittel, entre outros. Herbert Simon Herbert Alexander Simon foi um economista estadunidense. Simon no campo da teoria organizacional tinham como motivação principal a preocupação com o real comportamento do ser humano junto às organizações. Entre as suas principais teses defendidas o que lhe rendeu maior reconhecimento foi a proposição da teoria da racionalidade limitada. “O indivíduo é limitado em apurar e interpretar informações ao tomar decisões...” Horst Rittel Foi um teórico de design e professor universitário. Ele é mais conhecido por cunhar o termo problema perverso, mas sua influência na teoria e prática do design foi muito mais ampla.
  • 13. Design Thinking – como surgiu? Que tal realizar uma pesquisa na internet para conhecer demais contribuintes deste termo? Será que tem algum brasileiro (a)?
  • 14. Design Thinking – como surgiu? O termo “design thinking” ficou bem popularizado por David Kelley e Tim Brown David Kelley Tim Brown
  • 15. Design Thinking – como surgiu? O termo “design thinking” ficou bem popularizado por David Kelley e Tim Brown • Ambos são designers e fundadores da empresa IDEO (Empresa Internacional de Design e Consultoria em Inovação), onde eles começaram a aplicar essa nova abordagem, já em 1991. • Eles trabalhavam convidando pessoas influentes e experts em várias áreas do conhecimento, para estudar o design thinking.
  • 16. Design Thinking – onde se aplica? Para aplicar o design thinking você não precisa ser nenhum especialista na área, isso mesmo! • É necessária uma certa transformação de cultura e mentalidade de quem pretende aplicá-lo em seus desafios. • São verdadeiramente habilidades e mudanças de comportamento já presentes em qualquer pessoa, porém inibidos pela correria do dia a dia.
  • 17. Design Thinking – onde se aplica? Dicas que fazem parte dessa transformação Não se deixe levar por opiniões sem embasamento. Pesquise, ouça, construa e teste. O design thinking não se baseia em estatísticas, ele reconhece verdadeiramente um fato. Identifique o problema, e para isso você deverá emergir na realidade existente;
  • 18. Design Thinking – onde se aplica? Dicas que fazem parte dessa transformação Há sempre um ser humano de carne e osso por trás dos problemas que você quer resolver e será ele quem vai usufruir da sua solução; Divergências de pensamentos ajudam no processo criativo, então não queira sempre ao seu lado pessoas que só te agradam e respondem ao que você deseja. Potencialize pensamentos e experiências;
  • 19. Design Thinking – onde se aplica? Dicas que fazem parte dessa transformação Se você não gosta de seguir rotina, é um caso para pensar em rever esse ponto. Inovar depende muito mais de disciplina do que criatividade. Você precisa ter metas!
  • 20. Design Thinking – onde se aplica? • É comum vermos muitas pessoas que não são design falarem sobre “design thinking”. • Não se trata apenas de design, e muito menos de design visual, refere-se a uma maneira de pensar e abordar os problemas, seja ela um projeto de design ou não.
  • 21. Design Thinking – onde se aplica? • A abordagem do design thinking utiliza uma visão sistemática considerando 3 pontos fundamentais que são: • Desejabilidade, • Tecnicalidade e • Viabilidade.
  • 22. Design Thinking – onde se aplica? • Desejabilidade: Dialogam com usuários sobre o que desejam e para que será útil. • Qual a finalidade? • E nesse ponto deve-se perguntar: Será que existe alguém a procura por isso? Se sim, por quê? Como? • As pessoas gostariam disso? Iriam usar? • Qual o benefício que elas podem obter com esse projeto?
  • 23. Design Thinking – onde se aplica? • Tecnicalidade: Aborda a viabilidade do projeto em termos de tecnologia. Surge perguntas como: • É tecnicamente possível criar o que estamos propondo? • Quais tecnologias serão envolvidas? • Do ponto de vista técnico, o que vamos precisar?
  • 24. Design Thinking – onde se aplica? • Viabilidade: refere-se à viabilidade em termos de negócio. É interessante perguntar: • É possível comercializar o projeto? • As pessoas pagariam por isso? • Quanto o usuário estaria disposto a investir nisso? • Existe algo parecido no mercado?

Notas do Editor

  1. Como o próprio nome já diz, é a forma de “pensar no design”. Ela vem transformando a forma de pensar das pessoas e empresas, inspirando novos olhares. E é tudo isso mesmo!
  2. Apesar do nome ser “design thinking” ele está mais para um “designer doin” (pôr a mão na massa).
  3. eles são tops!
  4. mais interessante é que foram alinhados os conhecimentos teóricos da academia com a efetiva prática do design, com o intuito de criar times multidisciplinares para aumentar e qualificar suas equipes e processos.
  5. Perguntas e pontos como todas esses acima abordados são a primeira parte do projeto e devem ser discutidos e avaliados por todos os envolvidos.