SlideShare uma empresa Scribd logo
ARTISTAS PLÁSTICOS 
BRASILEIROS 
Formatação dos slides: Prof. Ana Beatriz Cargnin
Escultor e arquiteto brasileiro 
Aleijadinho (Antônio Francisco da Costa Lisboa) 
Antônio Francisco da Costa Lisboa era filho 
de Manoel Francisco Lisboa e de uma 
escrava que se chamava Isabel (embora 
nenhum documento o comprove), e sobrinho 
de Antônio Francisco Pombal, afamado 
entalhador de Vila Rica. A data oficial de seu 
nascimento é 29 de agosto de 1730, mas 
também não há certeza quanto a isso. 
Autorretrato do escultor 
Suas obras mais famosas são o conjunto do 
Santuário de Bom Jesus de Matozinhos, em 
Congonhas do Campo, um patrimônio 
histórico e artístico com 66 imagens 
esculpidas em madeira de cedro (1796- 
1799) e os 12 majestosos profetas em 
pedra-sabão (1800-1805). Suas esculturas 
desviam-se do estilo barroco português, 
ganhando características muito pessoais, 
com alguma influência bizantina e gótica.
Cristo flagelado, Santuário de Congonhas 
Cristo no Horto das Oliveiras, na Via Sacra de Congonhas 
Anjo com o cálice da Paixão, na Via Sacra de Congonhas 
Relevo no pórtico da Igreja de São Francisco em São João del-Rei
Pintora brasileira 
Tarsila do Amaral 
Tarsila do Amaral foi uma das mais 
importantes pintoras brasileiras do 
movimento modernista. Nasceu na cidade de 
Capivari (interior de São Paulo), em 1 de 
setembro de 1886. 
Tarsila do Amaral 
Características de suas obras: 
•Uso de cores vivas; 
•Influência do cubismo (uso de formas 
geométricas); 
•Abordagem de temas sociais, cotidianos e 
paisagens do Brasil; 
•Estética fora do padrão (influência 
do surrealismo na fase antropofágica) 
Algumas obras: 
•Autorretrato (1924); 
•Retrato de Oswald de Andrade (1923); 
•Natureza-morta com relógios (1923); 
•Antropofagia (1929); 
• A Cuca (1924); 
•O Ovo ou Urutu (1928); 
• Abaporu (1928); 
•Operários (1933).
O Ovo ou Urutu (1928) 
Abaporu (1928) 
Operários (1933) 
Estudo (Nú) (1923) A Negra (1923)
Pintor brasileiro 
Cândido Portinari 
Cândido Portinari foi um dos pintores 
brasileiros mais famosos. Este grande artista 
nasceu na cidade de Brodowski (interior do estado 
de São Paulo), em 29 de dezembro de 1903. 
Destacou-se também nas áreas de poesia e 
política. 
Cândido Portinari 
Características de suas obras: 
•Retratou questões sociais do Brasil; 
•Utilizou alguns elementos artísticos da arte 
moderna europeia; 
•Suas obras de arte refletem influências do 
surrealismo, cubismo e da arte dos 
muralistas mexicanos; 
•Arte figurativa, valorizando as tradições da 
pintura. 
Algumas obras: 
•Meio ambiente 
•Colhedores de café 
•Mestiço 
•Favelas 
•O Lavrador de Café 
•A primeira missa no Brasil 
•São Francisco de Assis
Café (1935) 
Mestiço (1934) 
Jesus entre os doutores (1957) 
Lavrador de café (1934) Banda de Música (1956)
Pintor, ilustrador e caricaturista brasileiro 
Di Cavalcanti Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque 
e Melo, mais conhecido como Di cavalcanti, 
foi um importante pintor, caricaturista e 
ilustrador brasileiro. 
Di Cavalcanti 
Características de suas obras: 
•Seu estilo artístico é marcado pela 
influência do expressionismo, cubismo e dos 
muralistas mexicanos; 
•Em suas obras são comuns os temas 
sociais do Brasil (festas populares, 
operários, as favelas, protestos sociais, etc). 
•Estética que abordava a sensualidade 
tropical do Brasil, enfatizando os diversos 
tipos femininos; 
•Usou as cores do Brasil em suas obras, em 
conjunto com toques de sentimentos e 
expressões marcantes dos personagens 
retratados. 
Algumas obras: 
•Duas Mulatas 1962; 
•Músicos 1963; 
•Ivette 1963; 
•Rio de Janeiro Noturno 1963; 
• Mulatas e pombas 1966;
Aldeia de Pescadores - c. 1950 - 
Tempos Modernos - 1961 - 
Tempestade - 1962 - 
Sísifo uma das joias de Di Cavalcanti
Pintora e desenhista brasileira 
Anita Malfatti 
Nasceu na cidade de São Paulo, no dia 2 de 
dezembro de 1889 e faleceu na mesma 
cidade, em 6 de novembro de 1964. 
Anita Malfatti 
Características de suas obras: 
Em 1917, Anita Malfatti realizou uma 
exposição artística muito polêmica, por ser 
inovadora, e ao mesmo tempo 
revolucionária. As obras de Anita, que 
retratavam principalmente os personagens 
marginalizados dos centros urbanos, causou 
desaprovação nos integrantes das classes 
sociais mais conservadoras. 
Em 1922, junto com seu amigo Mario de 
Andrade, participou da Semana de Arte 
Moderna. Ela fazia parte do Grupo dos 
Cinco, integrado por Malfatti, Mario de 
Andrade, Tarsila do Amaral,Oswald de 
Andrade e Menotti del Picchia. 
Algumas obras: 
•O homem das sete cores; 
• Nu Cubista; 
•O homem amarelo; 
• A Chinesa; 
•Arvoredo.
A Ventania. 1915-17 
Chanson de Montmartre. 1926 
O Farol. 1915 
Mulher do Pará (no balcão). 1927 Fernanda de Castro. 1922
Pintor brasileiro 
Alfredo Volpi 
Alfredo Volpi foi artista plástico ítalo-brasileiro. 
É considerado um dos principais 
artistas da Segunda Geração da Arte 
Moderna Brasileira. Ganhou destaque com 
pinturas representando casarios e 
bandeirinhas de festas juninas (sua marca 
registrada). 
Alfredo Volpi 
Características de suas obras: 
•Explorou as formas e composição de cores 
com grande impacto visual. 
•Nos anos 50 enveredou para o campo do 
abstracionismo geométrico. Foi neste 
período que começou a retratar 
bandeirinhas de festas juninas. 
Algumas obras: 
•"Mulata" 
•-"Fachada e Rua" 
•"Festa de São João“ 
•"Sereias“ 
•"Bandeirinhas“ 
•"Bandeirinhas Geométricas“ 
•"Mastro de São Pedro” 
Autodidata, começou a pintar em 1911, 
executando murais decorativos.
Sereia 1960 
Bandeirinhas estruturadas 1966 
Mulata 
Grande fachada festiva 
Francisco
ATIVIDADE PRÁTICA 
Atividade: Realizar uma releitura da obra 
“Operários” da artista Tarsila do Amaral. 
Material: Revistas para recorte, Folha Branca, 
Tesoura, Cola, Lápis Grafite, Lápis de Cor. 
Exemplos: Operários (1933)
Quem são os nomes mais conhecidos lá fora? 
Falar de cultura brasileira no exterior 
sempre rondou o samba, a bossa nova e, 
digamos, o futebol. Aos poucos, nossas 
pinceladas foram ganhando espaço e hoje 
ocupa lugar de destaque nas principais 
coleções internacionais do mundo. 
Nova York, Londres e Paris são 
conhecidas por abrigarem grandes 
exposições dos nossos maiores artistas 
brasileiros
Artistas brasileiros conhecidos no exterior 
Beatriz Milhazes 
Pintora, gravadora, ilustradora e professora, a 
artista plástica alavancou o universo da colagem 
a um outro nível de reconhecimento e suas 
obras hoje consideradas das mais valiosas do 
mundo, expostas em Paris, Madrid e Nova York.
Artistas brasileiros conhecidos no exterior 
Vik Muniz 
Suas réplicas utilizando os mais diferenciados 
materiais o transformaram no queridinho do 
mercado internacional. Hoje radicado em NY, 
suas obras alcançaram a coleção do MoMA. 
Exposições no Canadá, Austrália, Berlim, etc.
Artistas brasileiros conhecidos no exterior 
Ernesto Neto 
Suas ludibriosas esculturas que envolvem 
tecidos, algodão e espumas desenvolvem um 
universo paralelo que caiu nas graças do 
mercado de exposições internacionais. O 
artista, depois de exposto em Londres, Suíça, 
Helsinque e Bienal de Veneza, ganha 
homenagem individual na abertura do Faena Art 
Center, em cartaz hoje em Buenos Aires.
Artistas brasileiros conhecidos no exterior 
Romero Britto 
As coloridas montagens pop do pernambucano 
simbolizam hoje praticamente o brasão de 
Miami, tendo assinado expressivas campanhas 
internacionais como a vodka Absolut, com 
exposições nos Estados Unidos, Israel e Suíça.
Artistas brasileiros conhecidos no exterior 
Rivane 
Neuenschwander 
O reaproveitamento de materiais efêmeros 
como folhas secas, insetos e legumes 
possibilitou a exploração de experiências 
sensoriais que a compararam, inclusive, com o 
trabalho de Lygia Clark e Helio Oiticica. No 
currículo: Suécia, África do Sul, Austrália e 
Japão.
Artistas brasileiros conhecidos no exterior 
OSGEMEOS 
Otávio e Gustavo Pandolfo tiveram forte 
influência na democratização do grafite através 
de seus personagens marginais amarelos, 
assinatura da dupla que ganhou as paredes do 
Tate Modern de Londres, além de inúmeros 
imóveis públicos na Grécia, Cuba, Espanha, 
Alemanha, Inglaterra e Itália.
Artista tubaronense 
Willy Zumblick 
Nome: Willy Alfredo Zumblick 
Local e data de nascimento: Tubarão-SC, em 26 de 
setembro de 1913. Falecimento: 03 de abril de 2008.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Elementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º anoElementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º ano
GeovanaPorto
 
Sugestões de atividades práticas sobre Arte Medieval
Sugestões de atividades práticas sobre Arte MedievalSugestões de atividades práticas sobre Arte Medieval
Sugestões de atividades práticas sobre Arte Medieval
Andrea Dressler
 
Aula de Xilogravura
Aula de XilogravuraAula de Xilogravura
Aula de Xilogravura
Ipsun
 
Tarsila do amaral
Tarsila do amaral Tarsila do amaral
Tarsila do amaral
Roselynn B. Araújo
 
Arte Rupestre
Arte Rupestre Arte Rupestre
Arte Rupestre
Escola Silene de Andrade
 
Arte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividadeArte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividade
Casiris Crescencio
 
Arte 7 ano
Arte 7 anoArte 7 ano
O pontilhismo
O pontilhismoO pontilhismo
O pontilhismo
Luzia Marques
 
Elementos da linguagem visual.
Elementos da linguagem visual.Elementos da linguagem visual.
Elementos da linguagem visual.
Renata_Vasconcelos
 
Questões Arte
Questões ArteQuestões Arte
Questões Arte
Renata Assunção
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
Mary Lopes
 
História do Teatro
História do TeatroHistória do Teatro
História do Teatro
Experiências Português
 
Prova de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 anoProva de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 ano
Bárbara Fonseca
 
Arte Rupestre
Arte RupestreArte Rupestre
Arte Rupestre
Mariinazorzi
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
VIVIAN TROMBINI
 
Arte e tecnologia
Arte e tecnologiaArte e tecnologia
Arte e tecnologia
Isabela Garcia
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Secretaria de Educação do Maranhão e Imagética Consultoria e Design
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
Andreza Andrade
 
Textura aula 7 ano- CBG
Textura  aula 7 ano- CBGTextura  aula 7 ano- CBG
Textura aula 7 ano- CBG
Aline Raposo
 
Monocromia e Policromia
Monocromia e PolicromiaMonocromia e Policromia
Monocromia e Policromia
Lorens10
 

Mais procurados (20)

Elementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º anoElementos visuais - Artes 1º ano
Elementos visuais - Artes 1º ano
 
Sugestões de atividades práticas sobre Arte Medieval
Sugestões de atividades práticas sobre Arte MedievalSugestões de atividades práticas sobre Arte Medieval
Sugestões de atividades práticas sobre Arte Medieval
 
Aula de Xilogravura
Aula de XilogravuraAula de Xilogravura
Aula de Xilogravura
 
Tarsila do amaral
Tarsila do amaral Tarsila do amaral
Tarsila do amaral
 
Arte Rupestre
Arte Rupestre Arte Rupestre
Arte Rupestre
 
Arte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividadeArte grega texto para atividade
Arte grega texto para atividade
 
Arte 7 ano
Arte 7 anoArte 7 ano
Arte 7 ano
 
O pontilhismo
O pontilhismoO pontilhismo
O pontilhismo
 
Elementos da linguagem visual.
Elementos da linguagem visual.Elementos da linguagem visual.
Elementos da linguagem visual.
 
Questões Arte
Questões ArteQuestões Arte
Questões Arte
 
O que é arte?!
O que é arte?!O que é arte?!
O que é arte?!
 
História do Teatro
História do TeatroHistória do Teatro
História do Teatro
 
Prova de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 anoProva de arte1 9 ano
Prova de arte1 9 ano
 
Arte Rupestre
Arte RupestreArte Rupestre
Arte Rupestre
 
Arte contemporânea
Arte contemporâneaArte contemporânea
Arte contemporânea
 
Arte e tecnologia
Arte e tecnologiaArte e tecnologia
Arte e tecnologia
 
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
Apostila de Artes Visuais (revisada e ampliada 2014)
 
Avaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º anoAvaliação para o 7º ano
Avaliação para o 7º ano
 
Textura aula 7 ano- CBG
Textura  aula 7 ano- CBGTextura  aula 7 ano- CBG
Textura aula 7 ano- CBG
 
Monocromia e Policromia
Monocromia e PolicromiaMonocromia e Policromia
Monocromia e Policromia
 

Destaque

Osgemeos
OsgemeosOsgemeos
Dissecação de Anuro - Papercraft
Dissecação de Anuro - PapercraftDissecação de Anuro - Papercraft
Dissecação de Anuro - Papercraft
Ana Beatriz Cargnin
 
Alfredo Volpi E Sua Vida
Alfredo Volpi E Sua VidaAlfredo Volpi E Sua Vida
Alfredo Volpi E Sua Vida
guest39ef5c0
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
silvanaaraujo37
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
anchietaonline
 
Artistas modernistas
Artistas modernistasArtistas modernistas
Artistas modernistas
Goreti Santos
 
Projeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo ArteProjeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo Arte
Lene Reis
 
Artes atividades
Artes   atividadesArtes   atividades
Artes atividades
Ronaldo Russou
 
O Labirinto do Fauno e a Body art
O Labirinto do Fauno e a Body artO Labirinto do Fauno e a Body art
O Labirinto do Fauno e a Body art
Ana Beatriz Cargnin
 
Sistema Locomotor - O esqueleto
Sistema Locomotor - O esqueletoSistema Locomotor - O esqueleto
Sistema Locomotor - O esqueleto
Ana Beatriz Cargnin
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
Miquéias Vitorino
 
Barroco brasileiro
Barroco brasileiroBarroco brasileiro
Barroco brasileiro
Gabriella Lima
 
Deuses brasileiros
Deuses brasileirosDeuses brasileiros
Deuses brasileiros
Kleber Brito
 
Pop art
Pop artPop art
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmasBiografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
ESCOLAIRMAEDITH
 
Cecoia apresentação
Cecoia apresentaçãoCecoia apresentação
Cecoia apresentação
wab030
 
José miguel escobar
José miguel escobarJosé miguel escobar
José miguel escobar
Jose Miguel Escobar
 
EIC Cecoia apresentação
EIC Cecoia apresentaçãoEIC Cecoia apresentação
EIC Cecoia apresentação
wab030
 
Kirikú E A Feiticeira Maria Eduarda
Kirikú E A Feiticeira   Maria EduardaKirikú E A Feiticeira   Maria Eduarda
Kirikú E A Feiticeira Maria Eduarda
Nair Rodrigues Neves Boni
 
Brincadeiras
BrincadeirasBrincadeiras
Brincadeiras
sintian
 

Destaque (20)

Osgemeos
OsgemeosOsgemeos
Osgemeos
 
Dissecação de Anuro - Papercraft
Dissecação de Anuro - PapercraftDissecação de Anuro - Papercraft
Dissecação de Anuro - Papercraft
 
Alfredo Volpi E Sua Vida
Alfredo Volpi E Sua VidaAlfredo Volpi E Sua Vida
Alfredo Volpi E Sua Vida
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
 
Alfredo volpi
Alfredo volpiAlfredo volpi
Alfredo volpi
 
Artistas modernistas
Artistas modernistasArtistas modernistas
Artistas modernistas
 
Projeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo ArteProjeto Fazendo Arte
Projeto Fazendo Arte
 
Artes atividades
Artes   atividadesArtes   atividades
Artes atividades
 
O Labirinto do Fauno e a Body art
O Labirinto do Fauno e a Body artO Labirinto do Fauno e a Body art
O Labirinto do Fauno e a Body art
 
Sistema Locomotor - O esqueleto
Sistema Locomotor - O esqueletoSistema Locomotor - O esqueleto
Sistema Locomotor - O esqueleto
 
Modernismo no brasil
Modernismo no brasilModernismo no brasil
Modernismo no brasil
 
Barroco brasileiro
Barroco brasileiroBarroco brasileiro
Barroco brasileiro
 
Deuses brasileiros
Deuses brasileirosDeuses brasileiros
Deuses brasileiros
 
Pop art
Pop artPop art
Pop art
 
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmasBiografia de alfredo volpi todas as turmas
Biografia de alfredo volpi todas as turmas
 
Cecoia apresentação
Cecoia apresentaçãoCecoia apresentação
Cecoia apresentação
 
José miguel escobar
José miguel escobarJosé miguel escobar
José miguel escobar
 
EIC Cecoia apresentação
EIC Cecoia apresentaçãoEIC Cecoia apresentação
EIC Cecoia apresentação
 
Kirikú E A Feiticeira Maria Eduarda
Kirikú E A Feiticeira   Maria EduardaKirikú E A Feiticeira   Maria Eduarda
Kirikú E A Feiticeira Maria Eduarda
 
Brincadeiras
BrincadeirasBrincadeiras
Brincadeiras
 

Semelhante a Artistas plásticos brasileiros

Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1
centrodeensinoedisonlobao
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
Junior Onildo
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
centrodeensinoedisonlobao
 
Centro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão brunoCentro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão bruno
centrodeensinoedisonlobao
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
centrodeensinoedisonlobao
 
HCA grupo D
HCA   grupo DHCA   grupo D
HCA grupo D
becresforte
 
Arte do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptx
Arte  do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptxArte  do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptx
Arte do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptx
EdnaAlves81
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
infoeducp2
 
Centro de ensino sâmela
Centro de ensino   sâmelaCentro de ensino   sâmela
Centro de ensino sâmela
centrodeensinoedisonlobao
 
Artes (7)
Artes (7)Artes (7)
Modernismo Modernismo
Modernismo   ModernismoModernismo   Modernismo
Modernismo Modernismo
Caroline Canales
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
Ana Paula Silva
 
Expressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasilExpressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasil
mundica broda
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Suzy Nobre
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticas
CEF16
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticas
CEF16
 
Modernismo 8ºano
Modernismo 8ºanoModernismo 8ºano
Modernismo 8ºano
CLEBER LUIS DAMACENO
 
Artes (6)
Artes (6)Artes (6)
Arte moderna principais artistas
Arte moderna   principais artistasArte moderna   principais artistas
Arte moderna principais artistas
Fátima Soares
 
Artes rafaela camilo
Artes   rafaela camiloArtes   rafaela camilo
Artes rafaela camilo
centrodeensinoedisonlobao
 

Semelhante a Artistas plásticos brasileiros (20)

Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
 
Centro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão brunoCentro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão bruno
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
 
HCA grupo D
HCA   grupo DHCA   grupo D
HCA grupo D
 
Arte do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptx
Arte  do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptxArte  do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptx
Arte do Modernismo ao Contemporâneo Brasil.pptx
 
Modernismo
ModernismoModernismo
Modernismo
 
Centro de ensino sâmela
Centro de ensino   sâmelaCentro de ensino   sâmela
Centro de ensino sâmela
 
Artes (7)
Artes (7)Artes (7)
Artes (7)
 
Modernismo Modernismo
Modernismo   ModernismoModernismo   Modernismo
Modernismo Modernismo
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Expressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasilExpressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasil
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticas
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticas
 
Modernismo 8ºano
Modernismo 8ºanoModernismo 8ºano
Modernismo 8ºano
 
Artes (6)
Artes (6)Artes (6)
Artes (6)
 
Arte moderna principais artistas
Arte moderna   principais artistasArte moderna   principais artistas
Arte moderna principais artistas
 
Artes rafaela camilo
Artes   rafaela camiloArtes   rafaela camilo
Artes rafaela camilo
 

Mais de Ana Beatriz Cargnin

Cultura catarinense
Cultura catarinenseCultura catarinense
Cultura catarinense
Ana Beatriz Cargnin
 
Arte em pinturas de grupos familiares
Arte em pinturas de grupos familiaresArte em pinturas de grupos familiares
Arte em pinturas de grupos familiares
Ana Beatriz Cargnin
 
Gravuras
GravurasGravuras
Teatro de fantoches
Teatro de fantochesTeatro de fantoches
Teatro de fantoches
Ana Beatriz Cargnin
 
Estudo dos movimentos
Estudo dos movimentosEstudo dos movimentos
Estudo dos movimentos
Ana Beatriz Cargnin
 
Misturas
MisturasMisturas
Átomo
ÁtomoÁtomo
Introdução a química matéria
Introdução a química matériaIntrodução a química matéria
Introdução a química matéria
Ana Beatriz Cargnin
 
Proriedades específicas da matéria
Proriedades específicas da matériaProriedades específicas da matéria
Proriedades específicas da matéria
Ana Beatriz Cargnin
 
Sistema linfático
Sistema linfáticoSistema linfático
Sistema linfático
Ana Beatriz Cargnin
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
Ana Beatriz Cargnin
 
Doenças e distúrbios dos sistema respiratório
Doenças e distúrbios dos sistema respiratórioDoenças e distúrbios dos sistema respiratório
Doenças e distúrbios dos sistema respiratório
Ana Beatriz Cargnin
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
Ana Beatriz Cargnin
 
Cárie e outras doenças do tubo digestório
Cárie e outras doenças do tubo digestórioCárie e outras doenças do tubo digestório
Cárie e outras doenças do tubo digestório
Ana Beatriz Cargnin
 
Sistema digestório
Sistema digestórioSistema digestório
Sistema digestório
Ana Beatriz Cargnin
 
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstSexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Ana Beatriz Cargnin
 
Células e tecidos
Células e tecidosCélulas e tecidos
Células e tecidos
Ana Beatriz Cargnin
 
Filo dos artrópodes
Filo dos artrópodesFilo dos artrópodes
Filo dos artrópodes
Ana Beatriz Cargnin
 
Filo dos nematelmintos
Filo dos nematelmintosFilo dos nematelmintos
Filo dos nematelmintos
Ana Beatriz Cargnin
 
Filo dos platelmintos
Filo dos platelmintosFilo dos platelmintos
Filo dos platelmintos
Ana Beatriz Cargnin
 

Mais de Ana Beatriz Cargnin (20)

Cultura catarinense
Cultura catarinenseCultura catarinense
Cultura catarinense
 
Arte em pinturas de grupos familiares
Arte em pinturas de grupos familiaresArte em pinturas de grupos familiares
Arte em pinturas de grupos familiares
 
Gravuras
GravurasGravuras
Gravuras
 
Teatro de fantoches
Teatro de fantochesTeatro de fantoches
Teatro de fantoches
 
Estudo dos movimentos
Estudo dos movimentosEstudo dos movimentos
Estudo dos movimentos
 
Misturas
MisturasMisturas
Misturas
 
Átomo
ÁtomoÁtomo
Átomo
 
Introdução a química matéria
Introdução a química matériaIntrodução a química matéria
Introdução a química matéria
 
Proriedades específicas da matéria
Proriedades específicas da matériaProriedades específicas da matéria
Proriedades específicas da matéria
 
Sistema linfático
Sistema linfáticoSistema linfático
Sistema linfático
 
Sistema cardiovascular
Sistema cardiovascularSistema cardiovascular
Sistema cardiovascular
 
Doenças e distúrbios dos sistema respiratório
Doenças e distúrbios dos sistema respiratórioDoenças e distúrbios dos sistema respiratório
Doenças e distúrbios dos sistema respiratório
 
Sistema respiratório
Sistema respiratórioSistema respiratório
Sistema respiratório
 
Cárie e outras doenças do tubo digestório
Cárie e outras doenças do tubo digestórioCárie e outras doenças do tubo digestório
Cárie e outras doenças do tubo digestório
 
Sistema digestório
Sistema digestórioSistema digestório
Sistema digestório
 
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dstSexualidade -  puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
Sexualidade - puberdade - reprodução humana - métodos contraceptivos - dst
 
Células e tecidos
Células e tecidosCélulas e tecidos
Células e tecidos
 
Filo dos artrópodes
Filo dos artrópodesFilo dos artrópodes
Filo dos artrópodes
 
Filo dos nematelmintos
Filo dos nematelmintosFilo dos nematelmintos
Filo dos nematelmintos
 
Filo dos platelmintos
Filo dos platelmintosFilo dos platelmintos
Filo dos platelmintos
 

Último

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
1000a
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Biblioteca UCS
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
MarcosPaulo777883
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
andressacastro36
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
carlaslr1
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
DECIOMAURINARAMOS
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
AdrianoMontagna1
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
IslanderAndrade
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Mary Alvarenga
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
ILDISONRAFAELBARBOSA
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
analuisasesso
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Mary Alvarenga
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
ReinaldoSouza57
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
Manuais Formação
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
MateusTavares54
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Mary Alvarenga
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
TomasSousa7
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
MessiasMarianoG
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdfPowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
PowerPoint Newton gostava de Ler - Saber em Gel.pdf
 
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
Sistema de Bibliotecas UCS - Chronica do emperador Clarimundo, donde os reis ...
 
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptxTreinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
Treinamento NR 38 - CORPO PRINCIPAL da NORMA.pptx
 
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdfiNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
iNTRODUÇÃO À Plantas terrestres e Plantas aquáticas. (1).pdf
 
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptxSlides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
Slides Lição 11, CPAD, A Realidade Bíblica do Inferno, 2Tr24.pptx
 
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdfCaderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
Caderno de Formação_PORTUGUÊS ESTRAN.pdf
 
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptxRedação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
Redação e Leitura_7º ano_58_Produção de cordel .pptx
 
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...“A classe operária vai ao paraíso  os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
“A classe operária vai ao paraíso os modos de produzir e trabalhar ao longo ...
 
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
.Template .padrao .slides .TCC .2024 ppt
 
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.Atividade letra da música - Espalhe  Amor, Anavitória.
Atividade letra da música - Espalhe Amor, Anavitória.
 
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 mateasocialização faculdade uniasselvi 2024 matea
socialização faculdade uniasselvi 2024 matea
 
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de CarvalhoO sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
O sentimento nacional brasiliero, segundo o historiador Jose Murlo de Carvalho
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptxA dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
A dinâmica da população mundial de acordo com as teorias populacionais.pptx
 
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdfUFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
UFCD_10949_Lojas e-commerce no-code_índice.pdf
 
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - AlfabetinhoAtividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
Atividades de Inglês e Espanhol para Imprimir - Alfabetinho
 
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.Caça-palavras    ortografia M antes de P e B.
Caça-palavras ortografia M antes de P e B.
 
Fernão Lopes. pptx
Fernão Lopes.                       pptxFernão Lopes.                       pptx
Fernão Lopes. pptx
 
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
759-fortaleza-resultado-definitivo-prova-objetiva-2024-05-28.pdf
 
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, Betel, Ordenança para uma vida de santificação, 2Tr24.pptx
 

Artistas plásticos brasileiros

  • 1. ARTISTAS PLÁSTICOS BRASILEIROS Formatação dos slides: Prof. Ana Beatriz Cargnin
  • 2. Escultor e arquiteto brasileiro Aleijadinho (Antônio Francisco da Costa Lisboa) Antônio Francisco da Costa Lisboa era filho de Manoel Francisco Lisboa e de uma escrava que se chamava Isabel (embora nenhum documento o comprove), e sobrinho de Antônio Francisco Pombal, afamado entalhador de Vila Rica. A data oficial de seu nascimento é 29 de agosto de 1730, mas também não há certeza quanto a isso. Autorretrato do escultor Suas obras mais famosas são o conjunto do Santuário de Bom Jesus de Matozinhos, em Congonhas do Campo, um patrimônio histórico e artístico com 66 imagens esculpidas em madeira de cedro (1796- 1799) e os 12 majestosos profetas em pedra-sabão (1800-1805). Suas esculturas desviam-se do estilo barroco português, ganhando características muito pessoais, com alguma influência bizantina e gótica.
  • 3. Cristo flagelado, Santuário de Congonhas Cristo no Horto das Oliveiras, na Via Sacra de Congonhas Anjo com o cálice da Paixão, na Via Sacra de Congonhas Relevo no pórtico da Igreja de São Francisco em São João del-Rei
  • 4. Pintora brasileira Tarsila do Amaral Tarsila do Amaral foi uma das mais importantes pintoras brasileiras do movimento modernista. Nasceu na cidade de Capivari (interior de São Paulo), em 1 de setembro de 1886. Tarsila do Amaral Características de suas obras: •Uso de cores vivas; •Influência do cubismo (uso de formas geométricas); •Abordagem de temas sociais, cotidianos e paisagens do Brasil; •Estética fora do padrão (influência do surrealismo na fase antropofágica) Algumas obras: •Autorretrato (1924); •Retrato de Oswald de Andrade (1923); •Natureza-morta com relógios (1923); •Antropofagia (1929); • A Cuca (1924); •O Ovo ou Urutu (1928); • Abaporu (1928); •Operários (1933).
  • 5. O Ovo ou Urutu (1928) Abaporu (1928) Operários (1933) Estudo (Nú) (1923) A Negra (1923)
  • 6. Pintor brasileiro Cândido Portinari Cândido Portinari foi um dos pintores brasileiros mais famosos. Este grande artista nasceu na cidade de Brodowski (interior do estado de São Paulo), em 29 de dezembro de 1903. Destacou-se também nas áreas de poesia e política. Cândido Portinari Características de suas obras: •Retratou questões sociais do Brasil; •Utilizou alguns elementos artísticos da arte moderna europeia; •Suas obras de arte refletem influências do surrealismo, cubismo e da arte dos muralistas mexicanos; •Arte figurativa, valorizando as tradições da pintura. Algumas obras: •Meio ambiente •Colhedores de café •Mestiço •Favelas •O Lavrador de Café •A primeira missa no Brasil •São Francisco de Assis
  • 7. Café (1935) Mestiço (1934) Jesus entre os doutores (1957) Lavrador de café (1934) Banda de Música (1956)
  • 8. Pintor, ilustrador e caricaturista brasileiro Di Cavalcanti Emiliano Augusto Cavalcanti de Albuquerque e Melo, mais conhecido como Di cavalcanti, foi um importante pintor, caricaturista e ilustrador brasileiro. Di Cavalcanti Características de suas obras: •Seu estilo artístico é marcado pela influência do expressionismo, cubismo e dos muralistas mexicanos; •Em suas obras são comuns os temas sociais do Brasil (festas populares, operários, as favelas, protestos sociais, etc). •Estética que abordava a sensualidade tropical do Brasil, enfatizando os diversos tipos femininos; •Usou as cores do Brasil em suas obras, em conjunto com toques de sentimentos e expressões marcantes dos personagens retratados. Algumas obras: •Duas Mulatas 1962; •Músicos 1963; •Ivette 1963; •Rio de Janeiro Noturno 1963; • Mulatas e pombas 1966;
  • 9. Aldeia de Pescadores - c. 1950 - Tempos Modernos - 1961 - Tempestade - 1962 - Sísifo uma das joias de Di Cavalcanti
  • 10. Pintora e desenhista brasileira Anita Malfatti Nasceu na cidade de São Paulo, no dia 2 de dezembro de 1889 e faleceu na mesma cidade, em 6 de novembro de 1964. Anita Malfatti Características de suas obras: Em 1917, Anita Malfatti realizou uma exposição artística muito polêmica, por ser inovadora, e ao mesmo tempo revolucionária. As obras de Anita, que retratavam principalmente os personagens marginalizados dos centros urbanos, causou desaprovação nos integrantes das classes sociais mais conservadoras. Em 1922, junto com seu amigo Mario de Andrade, participou da Semana de Arte Moderna. Ela fazia parte do Grupo dos Cinco, integrado por Malfatti, Mario de Andrade, Tarsila do Amaral,Oswald de Andrade e Menotti del Picchia. Algumas obras: •O homem das sete cores; • Nu Cubista; •O homem amarelo; • A Chinesa; •Arvoredo.
  • 11. A Ventania. 1915-17 Chanson de Montmartre. 1926 O Farol. 1915 Mulher do Pará (no balcão). 1927 Fernanda de Castro. 1922
  • 12. Pintor brasileiro Alfredo Volpi Alfredo Volpi foi artista plástico ítalo-brasileiro. É considerado um dos principais artistas da Segunda Geração da Arte Moderna Brasileira. Ganhou destaque com pinturas representando casarios e bandeirinhas de festas juninas (sua marca registrada). Alfredo Volpi Características de suas obras: •Explorou as formas e composição de cores com grande impacto visual. •Nos anos 50 enveredou para o campo do abstracionismo geométrico. Foi neste período que começou a retratar bandeirinhas de festas juninas. Algumas obras: •"Mulata" •-"Fachada e Rua" •"Festa de São João“ •"Sereias“ •"Bandeirinhas“ •"Bandeirinhas Geométricas“ •"Mastro de São Pedro” Autodidata, começou a pintar em 1911, executando murais decorativos.
  • 13. Sereia 1960 Bandeirinhas estruturadas 1966 Mulata Grande fachada festiva Francisco
  • 14. ATIVIDADE PRÁTICA Atividade: Realizar uma releitura da obra “Operários” da artista Tarsila do Amaral. Material: Revistas para recorte, Folha Branca, Tesoura, Cola, Lápis Grafite, Lápis de Cor. Exemplos: Operários (1933)
  • 15.
  • 16. Quem são os nomes mais conhecidos lá fora? Falar de cultura brasileira no exterior sempre rondou o samba, a bossa nova e, digamos, o futebol. Aos poucos, nossas pinceladas foram ganhando espaço e hoje ocupa lugar de destaque nas principais coleções internacionais do mundo. Nova York, Londres e Paris são conhecidas por abrigarem grandes exposições dos nossos maiores artistas brasileiros
  • 17. Artistas brasileiros conhecidos no exterior Beatriz Milhazes Pintora, gravadora, ilustradora e professora, a artista plástica alavancou o universo da colagem a um outro nível de reconhecimento e suas obras hoje consideradas das mais valiosas do mundo, expostas em Paris, Madrid e Nova York.
  • 18. Artistas brasileiros conhecidos no exterior Vik Muniz Suas réplicas utilizando os mais diferenciados materiais o transformaram no queridinho do mercado internacional. Hoje radicado em NY, suas obras alcançaram a coleção do MoMA. Exposições no Canadá, Austrália, Berlim, etc.
  • 19. Artistas brasileiros conhecidos no exterior Ernesto Neto Suas ludibriosas esculturas que envolvem tecidos, algodão e espumas desenvolvem um universo paralelo que caiu nas graças do mercado de exposições internacionais. O artista, depois de exposto em Londres, Suíça, Helsinque e Bienal de Veneza, ganha homenagem individual na abertura do Faena Art Center, em cartaz hoje em Buenos Aires.
  • 20. Artistas brasileiros conhecidos no exterior Romero Britto As coloridas montagens pop do pernambucano simbolizam hoje praticamente o brasão de Miami, tendo assinado expressivas campanhas internacionais como a vodka Absolut, com exposições nos Estados Unidos, Israel e Suíça.
  • 21. Artistas brasileiros conhecidos no exterior Rivane Neuenschwander O reaproveitamento de materiais efêmeros como folhas secas, insetos e legumes possibilitou a exploração de experiências sensoriais que a compararam, inclusive, com o trabalho de Lygia Clark e Helio Oiticica. No currículo: Suécia, África do Sul, Austrália e Japão.
  • 22. Artistas brasileiros conhecidos no exterior OSGEMEOS Otávio e Gustavo Pandolfo tiveram forte influência na democratização do grafite através de seus personagens marginais amarelos, assinatura da dupla que ganhou as paredes do Tate Modern de Londres, além de inúmeros imóveis públicos na Grécia, Cuba, Espanha, Alemanha, Inglaterra e Itália.
  • 23. Artista tubaronense Willy Zumblick Nome: Willy Alfredo Zumblick Local e data de nascimento: Tubarão-SC, em 26 de setembro de 1913. Falecimento: 03 de abril de 2008.