SlideShare uma empresa Scribd logo
Tradições Religiosas:Cristianismo

  O cristianismo é uma religião
monoteísta baseada na vida e nos
ensinamentos de Jesus de Nazaré,
  tais como estes se encontram
  escritos nos Evangelhos, parte
integrante do Novo Testamento.
Os cristãos acreditam que Jesus é o
Messias e como tal referem-se a ele
como Jesus Cristo. Com cerca de
2,13 bilhões de adeptos, o
cristianismo é hoje a maior religião
mundial, adotada por cerca de 33%
da população do mundo.
É a religião predominante na Europa
, América, Oceania e em grande
parte            de           África.
O cristianismo começou no século I
   como uma seita do Judaísmo,
partilhando por isso textos sagrados
 com esta religião, em concreto o
Tanakh, que os cristãos denominam
      de Antigo Testamento. À
   semelhança do Judaísmo e do
     Islamismo, o cristianismo é
       considerado como uma
         religião abraâmica.
Segundo o Novo Testamento, os
seguidores   de  Jesus  foram
chamados pela primeira vez
"cristãos" em Antioquia (Actos
11:26).
Os ensinamentos de Jesus de Nazaré
influenciaram o surgimento do
cristianismo e de várias outras
religiões.
Principais crenças

Embora existam diferenças entre os cristãos
sobre a forma como interpretam certos
aspectos da sua religião, é também possível
apresentar um conjunto de crenças que são
partilhadas pela maioria deles.
O cristianismo herdou do judaísmo a
crença na existência de um único
Deus, criador do universo e que
pode intervir sobre ele. Os seus
atributos mais importantes são por
isso a onipotência, a onipresença e
onisciência.
Outro     dos    atributos     mais
importantes de Deus, referido várias
vezes ao longo do Novo Testamento
, é o amor: Deus ama todas as
pessoas e estas podem estabelecer
uma relação pessoal com ele através
da                           oração
.
A Trindade
O Deus da Trindade é um só Deus em três
Pessoas distintas – Pai , Filho e Espírito Santo.
Essas três pessoas não surgiram num
momento especifico da historia, mas existem
desde sempre e se revelaram ao longo da
história. Sinal da fé trinitária é que , desde os
primórdios do Cristianismo, o batismo foi
celebrado em nome do Pai, do Filho e do
Espírito Santo.
O     ser    humano      chega   ao
conhecimento das três Pessoas pela
forma como elas operam: o Pai
como criador, o Filho como Salvador
e    o    Espírito    Santo    como
Santificador.
Os cristãos, portanto, crêem que há
um só Deus verdadeiro em três
pessoas.
O Pai
Criador do céu e da terra, é Deus. É o modelo
de perfeição que os discípulos devem
procurar alcançar – “Sede perfeitos, como
vosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5,48). O
caminho para o Pai é Jesus – “ Ninguém vai
ao Pai senão por mim” (Jo 14,6). “ Eu e o Pai
somos um” (Jo 10,30).
O Filho
Que se fez homem e recebeu o
nome Jesus Cristo, é Deus. O envio
do Filho foi fruto do amor radical
do Pai – “Deus amou de tal maneira
o mundo, que lhe deu seu Filho
único,para quem todo o que nele
crer, não pereça, mas tenha vida
eterna” (Jo,3,16-17).
O Espírito Santo

Enviado a nós pelo Pai e o Filho, é
também Deus. Jesus prometeu – “
Descerá sobre vós o Espírito Santo.
Ele vos dará força e sereis minhas
testemunhas em Jerusalém, em toda
a Judéia e Samaria,até os confins do
mundo.”(At 1,8).
As crenças principais declaradas no Credo de
  Nicéia são:
 A crença na Trindade;
 Jesus é simultaneamente divino e humano;
 A salvação é possível através da pessoa, vida e
  obra de Jesus;
 Jesus Cristo foi concebido de forma virginal, foi
  crucificado, ressuscitou, ascendeu ao céu e virá
  de novo à Terra;
 A remissão dos pecados é possível através do
  batismo ;
 Os mortos ressuscitarão.
Escrituras Sagradas


     O cristianismo aceita como livros
sagrados, porque inspirados por Deus, os
livros da Bíblia, organizada em Antigo
Testamento e Novo Testamento.
cristianismo
 Alguns dias têm uma data fixa no calendário (como o
  Natal, celebrado a 25 de Dezembro), enquanto que
  outros se movem ao longo de várias datas. O período
  mais importante do calendário litúrgico é a Páscoa,
  que é uma festa móvel. Nem todas denominações
  cristãs concordam em relação a que datas atribuir
  importância. Por exemplo, o Dia de Todos-os-Santos é
  celebrado pela Igreja Católica e pela Igreja Anglicana a
  1 de Novembro, enquanto que para a Igreja Ortodoxa
  a data é celebrada no primeiro Domingo depois do
  Pentecostes; outras denominações cristãs não
  celebram sequer este dia. De igual forma, alguns
  grupos cristãos recusam celebrar o Natal uma vez que
  consideram ter origens pagãs.
 Advento: período constituído pelas quatro semanas
  antes do Natal, entendidas como época de preparação
  para a celebração do nascimento de Jesus Cristo;
 Natal: celebração do nascimento de Jesus;
 Epifania: para os católicos, celebra a adoração de Jesus
  Cristo pelos Reis Magos, enquanto que para os cristãos
  ortodoxos o seu batismo. Acontece doze dias após o
  Natal;
 Sexta-feira Santa: morte de Jesus,
 Domingo de Páscoa: ressurreição de Jesus;
 Ascensão:ascensão de Jesus ao céu. Acontece quarenta
  dias após o Domingo de Páscoa;
 Pentecostes: celebração do aparecimento do Espírito
  Santo aos cristãos. Ocorre cinquenta dias após o
  Domingo de Páscoa.
Exercícios de aprendizagem.
• Baseado na leitura ,responder:
1.De onde surgiu o nome Cristianismo?
2.O que está escrito no Novo Testamento?
3.O que significa a palavra advento?
4.O que quer dizer a palavra Epifania?
5.O que diz o quinto mandamento?( pesquise no slide 17).
6.O que significa a Santíssima Trindade?
7.O que significa Monoteísmo?
8.Qual é o texto Sagrado do Cristianismo?
9.Em que regiões do mundo predomina o cristianismo?
10.Qual a mensagem de Deus se encontra no Novo testamento?

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em roma
Ana Barreiros
 
Quaresma
QuaresmaQuaresma
Quaresma
Manoella Bazzo
 
História da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja Católica
História da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja CatólicaHistória da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja Católica
História da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja Católica
Andre Nascimento
 
O surgimento do cristianismo
O surgimento do cristianismoO surgimento do cristianismo
O surgimento do cristianismo
Fabrício Colombo
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIO
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIOIBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIO
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIO
Rubens Sohn
 
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
guestcace43
 
Trabalho Cristianismo
Trabalho CristianismoTrabalho Cristianismo
Trabalho Cristianismo
Pepe Rocker
 
Introdução às Sagradas Escrituras
Introdução às Sagradas EscriturasIntrodução às Sagradas Escrituras
Introdução às Sagradas Escrituras
Cursos Católicos
 
O sacramento da crisma
O sacramento da crismaO sacramento da crisma
O sacramento da crisma
Si Leão
 
Historia da igreja I aula 2
Historia da igreja I  aula 2Historia da igreja I  aula 2
Historia da igreja I aula 2
Moisés Sampaio
 
JUDAÍSMO
JUDAÍSMOJUDAÍSMO
Aula 4 - Quarto Período - A Idade Média Cristã
Aula 4 - Quarto Período - A Idade Média CristãAula 4 - Quarto Período - A Idade Média Cristã
Aula 4 - Quarto Período - A Idade Média Cristã
Adriano Pascoa
 
Religião e Religiosidade
Religião e ReligiosidadeReligião e Religiosidade
Religião e Religiosidade
Edilson Borges
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
Alex Ferreira dos Santos
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
ioseph
 
O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
emrcja
 
Genesis o livro da criação divina
Genesis   o livro da criação divinaGenesis   o livro da criação divina
Genesis o livro da criação divina
Valmir Nascimento Milomem Santos
 
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
Aida Morais
 
Judaísmo
JudaísmoJudaísmo
Judaísmo
Débora Neves
 

Mais procurados (20)

O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
 
O cristianismo em roma
O cristianismo em romaO cristianismo em roma
O cristianismo em roma
 
Quaresma
QuaresmaQuaresma
Quaresma
 
História da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja Católica
História da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja CatólicaHistória da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja Católica
História da Igreja I: Aula 7: Desenvolvimento da Igreja Católica
 
O surgimento do cristianismo
O surgimento do cristianismoO surgimento do cristianismo
O surgimento do cristianismo
 
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIO
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIOIBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIO
IBADEP MÉDIO - RELIGIÕES E SEITAS AULA 3 IBADEP MÉDIO
 
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
 
Trabalho Cristianismo
Trabalho CristianismoTrabalho Cristianismo
Trabalho Cristianismo
 
Introdução às Sagradas Escrituras
Introdução às Sagradas EscriturasIntrodução às Sagradas Escrituras
Introdução às Sagradas Escrituras
 
O sacramento da crisma
O sacramento da crismaO sacramento da crisma
O sacramento da crisma
 
Historia da igreja I aula 2
Historia da igreja I  aula 2Historia da igreja I  aula 2
Historia da igreja I aula 2
 
JUDAÍSMO
JUDAÍSMOJUDAÍSMO
JUDAÍSMO
 
Aula 4 - Quarto Período - A Idade Média Cristã
Aula 4 - Quarto Período - A Idade Média CristãAula 4 - Quarto Período - A Idade Média Cristã
Aula 4 - Quarto Período - A Idade Média Cristã
 
Religião e Religiosidade
Religião e ReligiosidadeReligião e Religiosidade
Religião e Religiosidade
 
Principais Religiões do Mundo
Principais Religiões do MundoPrincipais Religiões do Mundo
Principais Religiões do Mundo
 
Religiões
ReligiõesReligiões
Religiões
 
O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
 
Genesis o livro da criação divina
Genesis   o livro da criação divinaGenesis   o livro da criação divina
Genesis o livro da criação divina
 
Judaismo
JudaismoJudaismo
Judaismo
 
Judaísmo
JudaísmoJudaísmo
Judaísmo
 

Destaque

O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
Sílvia Mendonça
 
O cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiroO cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiro
IPB706Sul
 
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaTemas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Dilean Melo
 
Adolescentes versus obsolescentes
Adolescentes versus obsolescentesAdolescentes versus obsolescentes
Adolescentes versus obsolescentes
Luiz Algarra
 
Educação Financeira Cristã
Educação Financeira CristãEducação Financeira Cristã
Educação Financeira Cristã
Daniel Luzz
 
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoOs desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
CRISTOPAA
 
Economia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças SolidáriasEconomia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças Solidárias
www.debatendoadm.blogspot.com
 
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
jonasfreitasdejesus
 
O jovem cristão e a internet
O jovem cristão e a internetO jovem cristão e a internet
O jovem cristão e a internet
Noimix
 
Apresentação em power point hellowen
Apresentação em power point hellowenApresentação em power point hellowen
Apresentação em power point hellowen
Vinicius O Resiliente
 
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Cristiano Marinho Maciel
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Pr. Welfany Nolasco Rodrigues
 

Destaque (12)

O Cristianismo
O CristianismoO Cristianismo
O Cristianismo
 
O cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiroO cristão e o dinheiro
O cristão e o dinheiro
 
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igrejaTemas atuais que tem afastado os jovens da igreja
Temas atuais que tem afastado os jovens da igreja
 
Adolescentes versus obsolescentes
Adolescentes versus obsolescentesAdolescentes versus obsolescentes
Adolescentes versus obsolescentes
 
Educação Financeira Cristã
Educação Financeira CristãEducação Financeira Cristã
Educação Financeira Cristã
 
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundoOs desafios para o adolescente cristão no mundo
Os desafios para o adolescente cristão no mundo
 
Economia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças SolidáriasEconomia solidária e Finanças Solidárias
Economia solidária e Finanças Solidárias
 
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)Dízimo e ofertas   mordomia cristã (culto de doutrina)
Dízimo e ofertas mordomia cristã (culto de doutrina)
 
O jovem cristão e a internet
O jovem cristão e a internetO jovem cristão e a internet
O jovem cristão e a internet
 
Apresentação em power point hellowen
Apresentação em power point hellowenApresentação em power point hellowen
Apresentação em power point hellowen
 
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
Curto Cirucuito - Palestra Para Jovens Evangélicos.
 
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deusComo ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
Como ser-um-jovem-segundo-o-coração-de-deus
 

Semelhante a cristianismo

Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
iraciva
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
Kamila Silvestre
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
LuukasN
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
emrcja
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
emrcja
 
Cristianismo 9º a
Cristianismo 9º aCristianismo 9º a
Cristianismo 9º a
Zaara Miranda
 
Cad cristianismo
Cad cristianismoCad cristianismo
Cad cristianismo
Zaara Miranda
 
O Cristianismo Redivivo
O Cristianismo RedivivoO Cristianismo Redivivo
O Cristianismo Redivivo
Helio Cruz
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
emrcja
 
Ciência vs religião este
Ciência vs religião esteCiência vs religião este
Ciência vs religião este
dianacondeco38
 
Conhecendo as religiões
Conhecendo as religiõesConhecendo as religiões
Conhecendo as religiões
silviaanalia5473
 
Artigo Wesley Arruda
Artigo Wesley ArrudaArtigo Wesley Arruda
Artigo Wesley Arruda
Wesley Arruda
 
cristologia-1.pptx
cristologia-1.pptxcristologia-1.pptx
cristologia-1.pptx
Vania Cristina Rocha Duarte
 
cristologia-1.pptx
cristologia-1.pptxcristologia-1.pptx
cristologia-1.pptx
Vania Cristina Rocha Duarte
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
infoAndreia
 
Ciência vs religião
Ciência vs religiãoCiência vs religião
Ciência vs religião
dianacondeco38
 
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdfREVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
OsvaldoVunge2
 
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdfREVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
OsvaldoVunge2
 

Semelhante a cristianismo (20)

Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Cristianismo 9º a
Cristianismo 9º aCristianismo 9º a
Cristianismo 9º a
 
Cad cristianismo
Cad cristianismoCad cristianismo
Cad cristianismo
 
O Cristianismo Redivivo
O Cristianismo RedivivoO Cristianismo Redivivo
O Cristianismo Redivivo
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Ciência vs religião este
Ciência vs religião esteCiência vs religião este
Ciência vs religião este
 
Conhecendo as religiões
Conhecendo as religiõesConhecendo as religiões
Conhecendo as religiões
 
Artigo Wesley Arruda
Artigo Wesley ArrudaArtigo Wesley Arruda
Artigo Wesley Arruda
 
cristologia-1.pptx
cristologia-1.pptxcristologia-1.pptx
cristologia-1.pptx
 
cristologia-1.pptx
cristologia-1.pptxcristologia-1.pptx
cristologia-1.pptx
 
Cristianismo
CristianismoCristianismo
Cristianismo
 
Ciência vs religião
Ciência vs religiãoCiência vs religião
Ciência vs religião
 
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdfREVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
 
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdfREVISTA_IASD no Mundo.pdf
REVISTA_IASD no Mundo.pdf
 

Mais de iraciva

Retomando objetivos: A Matemática e a Interdisciplinaridade
Retomando objetivos: A Matemática e a InterdisciplinaridadeRetomando objetivos: A Matemática e a Interdisciplinaridade
Retomando objetivos: A Matemática e a Interdisciplinaridade
iraciva
 
Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013
Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013
Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013
iraciva
 
Valores
ValoresValores
Valores
iraciva
 
Vida e morte
Vida e morteVida e morte
Vida e morte
iraciva
 
Os elementos da natureza nos ritos religiosos
Os elementos da natureza nos ritos religiososOs elementos da natureza nos ritos religiosos
Os elementos da natureza nos ritos religiosos
iraciva
 
Valores éticos e morais
Valores éticos e moraisValores éticos e morais
Valores éticos e morais
iraciva
 
O mundo com cem pessoas
O mundo com cem pessoasO mundo com cem pessoas
O mundo com cem pessoas
iraciva
 
áRea das figuras plana1
áRea das figuras plana1áRea das figuras plana1
áRea das figuras plana1
iraciva
 
Temas transversais
Temas transversaisTemas transversais
Temas transversais
iraciva
 
Recuperação paralela
Recuperação paralelaRecuperação paralela
Recuperação paralela
iraciva
 
Exercícios de revisão funçao 1 grau
Exercícios de revisão funçao 1 grauExercícios de revisão funçao 1 grau
Exercícios de revisão funçao 1 grau
iraciva
 
Exercícios de revisão 4ºn
Exercícios de revisão 4ºnExercícios de revisão 4ºn
Exercícios de revisão 4ºn
iraciva
 
Exercícios da 1ª série do ensino médio
Exercícios da  1ª série do ensino médioExercícios da  1ª série do ensino médio
Exercícios da 1ª série do ensino médio
iraciva
 
Webquest experimental sobre Ensino Religioso
Webquest experimental sobre Ensino ReligiosoWebquest experimental sobre Ensino Religioso
Webquest experimental sobre Ensino Religioso
iraciva
 
Processo
ProcessoProcesso
Processo
iraciva
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
iraciva
 
Conclusão
ConclusãoConclusão
Conclusão
iraciva
 
Tradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismoTradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismo
iraciva
 
Ensino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso HinduísmoEnsino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso Hinduísmo
iraciva
 
matematica e midias
matematica e midiasmatematica e midias
matematica e midias
iraciva
 

Mais de iraciva (20)

Retomando objetivos: A Matemática e a Interdisciplinaridade
Retomando objetivos: A Matemática e a InterdisciplinaridadeRetomando objetivos: A Matemática e a Interdisciplinaridade
Retomando objetivos: A Matemática e a Interdisciplinaridade
 
Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013
Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013
Retomada de objetivos do 1º trimestre 2013
 
Valores
ValoresValores
Valores
 
Vida e morte
Vida e morteVida e morte
Vida e morte
 
Os elementos da natureza nos ritos religiosos
Os elementos da natureza nos ritos religiososOs elementos da natureza nos ritos religiosos
Os elementos da natureza nos ritos religiosos
 
Valores éticos e morais
Valores éticos e moraisValores éticos e morais
Valores éticos e morais
 
O mundo com cem pessoas
O mundo com cem pessoasO mundo com cem pessoas
O mundo com cem pessoas
 
áRea das figuras plana1
áRea das figuras plana1áRea das figuras plana1
áRea das figuras plana1
 
Temas transversais
Temas transversaisTemas transversais
Temas transversais
 
Recuperação paralela
Recuperação paralelaRecuperação paralela
Recuperação paralela
 
Exercícios de revisão funçao 1 grau
Exercícios de revisão funçao 1 grauExercícios de revisão funçao 1 grau
Exercícios de revisão funçao 1 grau
 
Exercícios de revisão 4ºn
Exercícios de revisão 4ºnExercícios de revisão 4ºn
Exercícios de revisão 4ºn
 
Exercícios da 1ª série do ensino médio
Exercícios da  1ª série do ensino médioExercícios da  1ª série do ensino médio
Exercícios da 1ª série do ensino médio
 
Webquest experimental sobre Ensino Religioso
Webquest experimental sobre Ensino ReligiosoWebquest experimental sobre Ensino Religioso
Webquest experimental sobre Ensino Religioso
 
Processo
ProcessoProcesso
Processo
 
Introdução
IntroduçãoIntrodução
Introdução
 
Conclusão
ConclusãoConclusão
Conclusão
 
Tradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismoTradições religiosas islamismo
Tradições religiosas islamismo
 
Ensino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso HinduísmoEnsino Religioso Hinduísmo
Ensino Religioso Hinduísmo
 
matematica e midias
matematica e midiasmatematica e midias
matematica e midias
 

Último

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Falcão Brasil
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
SheylaAlves6
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
valdeci17
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
Manuais Formação
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
Falcão Brasil
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Falcão Brasil
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
principeandregalli
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Falcão Brasil
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Falcão Brasil
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
Ceiça Martins Vital
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Falcão Brasil
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Falcão Brasil
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Falcão Brasil
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
Falcão Brasil
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Miguel Delamontagne
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Luzia Gabriele
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Falcão Brasil
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Falcão Brasil
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Falcão Brasil
 

Último (20)

Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdfEscola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
Escola de Comando e Estado-Maior da Aeronáutica (ECEMAR).pdf
 
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
28 - Agente de Endemias (40 mapas mentais) - Amostra.pdf
 
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdfIntrodução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
Introdução ao filme Divertida Mente 2 em pdf
 
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
UFCD_7224_Prevenção de acidentes em contexto domiciliário e institucional_índ...
 
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
A Participação do Brasil nas Operações de Manutenção da Paz da ONU Passado, P...
 
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdfEscola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
Escola de Especialistas de Aeronáutica (EEAR).pdf
 
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
Guia Genealógico da Principesca e Ducal Casa de Mesolcina, 2024
 
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.pptAnálise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
Análise dos resultados do desmatamento obtidos pelo SIAD.ppt
 
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdfPortfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
Portfólio Estratégico da Força Aérea Brasileira (FAB).pdf
 
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdfP0107 do aluno da educação municipal.pdf
P0107 do aluno da educação municipal.pdf
 
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
Plano Estratégico Institucional do Centro Gestor e Operacional do Sistema de ...
 
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdfPlano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
Plano Diretor da Tecnologia da Informação PDTIC 2020 a 2023.pdf
 
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
Manual de Identidade Visual do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Prot...
 
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdfA Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
A Guerra do Presente - Ministério da Defesa.pdf
 
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
Ensinar Programação 📚 Python 🐍 Método Inovador e Prático 🚀
 
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsxQue Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
Que Pena Amor! Eugénio de Sá - Soneto.ppsx
 
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _RECORDANDO BONS MOMENTOS!               _
RECORDANDO BONS MOMENTOS! _
 
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdfOrganograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
Organograma do Ministério da Defesa (MD).pdf
 
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
Organograma do Centro Gestor e Operacional do Sistema de Proteção da Amazônia...
 
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdfAviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
Aviação de Asas Rotativas. Aos Rotores, o Sabre!.pdf
 

cristianismo

  • 1. Tradições Religiosas:Cristianismo O cristianismo é uma religião monoteísta baseada na vida e nos ensinamentos de Jesus de Nazaré, tais como estes se encontram escritos nos Evangelhos, parte integrante do Novo Testamento.
  • 2. Os cristãos acreditam que Jesus é o Messias e como tal referem-se a ele como Jesus Cristo. Com cerca de 2,13 bilhões de adeptos, o cristianismo é hoje a maior religião mundial, adotada por cerca de 33% da população do mundo.
  • 3. É a religião predominante na Europa , América, Oceania e em grande parte de África.
  • 4. O cristianismo começou no século I como uma seita do Judaísmo, partilhando por isso textos sagrados com esta religião, em concreto o Tanakh, que os cristãos denominam de Antigo Testamento. À semelhança do Judaísmo e do Islamismo, o cristianismo é considerado como uma religião abraâmica.
  • 5. Segundo o Novo Testamento, os seguidores de Jesus foram chamados pela primeira vez "cristãos" em Antioquia (Actos 11:26).
  • 6. Os ensinamentos de Jesus de Nazaré influenciaram o surgimento do cristianismo e de várias outras religiões.
  • 7. Principais crenças Embora existam diferenças entre os cristãos sobre a forma como interpretam certos aspectos da sua religião, é também possível apresentar um conjunto de crenças que são partilhadas pela maioria deles.
  • 8. O cristianismo herdou do judaísmo a crença na existência de um único Deus, criador do universo e que pode intervir sobre ele. Os seus atributos mais importantes são por isso a onipotência, a onipresença e onisciência.
  • 9. Outro dos atributos mais importantes de Deus, referido várias vezes ao longo do Novo Testamento , é o amor: Deus ama todas as pessoas e estas podem estabelecer uma relação pessoal com ele através da oração .
  • 10. A Trindade O Deus da Trindade é um só Deus em três Pessoas distintas – Pai , Filho e Espírito Santo. Essas três pessoas não surgiram num momento especifico da historia, mas existem desde sempre e se revelaram ao longo da história. Sinal da fé trinitária é que , desde os primórdios do Cristianismo, o batismo foi celebrado em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
  • 11. O ser humano chega ao conhecimento das três Pessoas pela forma como elas operam: o Pai como criador, o Filho como Salvador e o Espírito Santo como Santificador. Os cristãos, portanto, crêem que há um só Deus verdadeiro em três pessoas.
  • 12. O Pai Criador do céu e da terra, é Deus. É o modelo de perfeição que os discípulos devem procurar alcançar – “Sede perfeitos, como vosso Pai celeste é perfeito” (Mt 5,48). O caminho para o Pai é Jesus – “ Ninguém vai ao Pai senão por mim” (Jo 14,6). “ Eu e o Pai somos um” (Jo 10,30).
  • 13. O Filho Que se fez homem e recebeu o nome Jesus Cristo, é Deus. O envio do Filho foi fruto do amor radical do Pai – “Deus amou de tal maneira o mundo, que lhe deu seu Filho único,para quem todo o que nele crer, não pereça, mas tenha vida eterna” (Jo,3,16-17).
  • 14. O Espírito Santo Enviado a nós pelo Pai e o Filho, é também Deus. Jesus prometeu – “ Descerá sobre vós o Espírito Santo. Ele vos dará força e sereis minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria,até os confins do mundo.”(At 1,8).
  • 15. As crenças principais declaradas no Credo de Nicéia são:  A crença na Trindade;  Jesus é simultaneamente divino e humano;  A salvação é possível através da pessoa, vida e obra de Jesus;  Jesus Cristo foi concebido de forma virginal, foi crucificado, ressuscitou, ascendeu ao céu e virá de novo à Terra;  A remissão dos pecados é possível através do batismo ;  Os mortos ressuscitarão.
  • 16. Escrituras Sagradas O cristianismo aceita como livros sagrados, porque inspirados por Deus, os livros da Bíblia, organizada em Antigo Testamento e Novo Testamento.
  • 18.  Alguns dias têm uma data fixa no calendário (como o Natal, celebrado a 25 de Dezembro), enquanto que outros se movem ao longo de várias datas. O período mais importante do calendário litúrgico é a Páscoa, que é uma festa móvel. Nem todas denominações cristãs concordam em relação a que datas atribuir importância. Por exemplo, o Dia de Todos-os-Santos é celebrado pela Igreja Católica e pela Igreja Anglicana a 1 de Novembro, enquanto que para a Igreja Ortodoxa a data é celebrada no primeiro Domingo depois do Pentecostes; outras denominações cristãs não celebram sequer este dia. De igual forma, alguns grupos cristãos recusam celebrar o Natal uma vez que consideram ter origens pagãs.
  • 19.  Advento: período constituído pelas quatro semanas antes do Natal, entendidas como época de preparação para a celebração do nascimento de Jesus Cristo;  Natal: celebração do nascimento de Jesus;  Epifania: para os católicos, celebra a adoração de Jesus Cristo pelos Reis Magos, enquanto que para os cristãos ortodoxos o seu batismo. Acontece doze dias após o Natal;  Sexta-feira Santa: morte de Jesus,  Domingo de Páscoa: ressurreição de Jesus;  Ascensão:ascensão de Jesus ao céu. Acontece quarenta dias após o Domingo de Páscoa;  Pentecostes: celebração do aparecimento do Espírito Santo aos cristãos. Ocorre cinquenta dias após o Domingo de Páscoa.
  • 20. Exercícios de aprendizagem. • Baseado na leitura ,responder: 1.De onde surgiu o nome Cristianismo? 2.O que está escrito no Novo Testamento? 3.O que significa a palavra advento? 4.O que quer dizer a palavra Epifania? 5.O que diz o quinto mandamento?( pesquise no slide 17). 6.O que significa a Santíssima Trindade? 7.O que significa Monoteísmo? 8.Qual é o texto Sagrado do Cristianismo? 9.Em que regiões do mundo predomina o cristianismo? 10.Qual a mensagem de Deus se encontra no Novo testamento?