SlideShare uma empresa Scribd logo
2
2
3
2
O “Credo”, símbolo da fé, é a “identificação” do
católico. Assim, ele é professado solenemente no dia do
Senhor, no batismo e em outras oportunidades.
Todo católico precisa conhecê-lo com
profundidade. O Credo é a síntese das verdades, nas quais
todo o cristão deve crer. Nele, professamos a nossa Fé. É
a oração do católico religioso praticante. O termo oração
do credo significa: “oração do resumo da fé católica”.
Então essa oração tem uma grande importância para os
católicos praticantes
O catolicismo se firma nesta oração a muito tempo,
desde o início da vida apostólica, e todo o católico deve
conhecê-la, pois se diz que é católico e não conhece essa
oração, na verdade não conhece nada sobre o catolicismo.
5
Creio em DEUS Pai todo poderoso
Há um só Deus eterno; n’Ele há três pessoas: Pai, Filho e
Espírito Santo. O poder de Deus é infinito, pois Ele é o criador
de tudo. A fé em Deus nos leva a voltar só para Ele como
nossa primeira origem e nosso fim último, e a nada preferir a
Ele e nem substituí-lo por nada. Seu próprio ser é Verdade e
Amor. Se não cremos que o amor de Deus é todo-poderoso,
como crer que o Pai pôde os criar, o Filho, remir-nos, o
Espírito, santificar-nos?
6
Criador do céu e da terra
“No princípio criou Deus os céus e a terra.” Deus criou
todas as coisas, homem e mulher. O homem foi feito
senhor do mundo, mas EM DEUS. Ao desobedecer a
Deus, vivendo livremente e separando-se do
CRIADOR, (pecado original), Adão e Eva abrem as
portas do mundo à morte (separação de Deus). A morte
não estava no plano inicial. A aliança de fidelidade
entre os homens e Deus foi assim rompida. Em Jesus,
resgata-se a Aliança e cumprem-se as promessas de
Deus de nos enviar o Salvador.
7
Creio em Jesus Cristo, seu
Único Filho, Nosso Senhor.
Jesus recebeu corpo e alma humanos,
trabalhou com mãos humanas, amou-nos com
coração humano. Experimentou a alegria ao
abraçar as crianças e a tristeza ao chorar pela
morte de Lázaro. Sentiu fome, sede e cansaço.
E até medo diante da morte. Mas superou esse
medo ao aceitar a vontade do Pai e, ao mesmo
tempo, mostrou que é um só Deus, como e com
o Pai. É o Filho de Deus, é a Segunda Pessoa da
Santíssima Trindade, que se fez homem e
morreu na cruz para nos salvar.
8
que foi concebido pelo poder
do Espírito Santo...
 Jesus Cristo se encarnou
(tomou a natureza
humana) por obra do
Espírito Santo (mistério)
9
nasceu da Virgem Maria...
Quando a Virgem Maria respondeu ao
anjo Gabriel: "Sim, eu quero o que Deus
quer. Faça-se em mim a sua vontade"
(cf Lc 1,38), aconteceu o estupendo
mistério da Encarnação: o Filho de Deus
se fez homem no seio de Maria
Santíssima. Desde o início, os cristãos
reconheceram a maternidade divina de
Maria, mais tarde definida solenemente
no Concílio de Éfeso, no ano 431. A mãe
de Jesus é a mãe de Deus, porque
Jesus é o Filho de Deus. 
10
padeceu sob Pôncio Pilatos
Os inimigos procuravam matar Jesus, porque Jesus ensinava o
contrário do que eles praticavam. Também o odiavam por
inveja. Sua bondade e seus ensinamentos atraíam as
multidões. Cheios de medo de perder o prestígio religioso e
político, resolveram matá-lo. Os personagens históricos que
aparecem na narração de sua paixão, Anás e Caifás, Pilatos e
Herodes, atestam a veracidade de sua morte.
11
foi crucificado, morto e sepultado
Jesus Cristo foi preso como uma
criminoso e sofreu dolorosa paixão, até
morrer. Nossa salvação deriva da
iniciativa de amor de Deus para
conosco, pois “foi Ele quem nos amou
e enviou seu Filho como vítima de
expiação por nossos pecados” (1JO 4,10).
“Foi Deus que em Cristo reconciliou o
mundo consigo” (2COR 5,19)
12
desceu a mansão dos mortos
Cristo passou pela morte – apesar
de não ter a mancha do pecado –
por livre entrega e aceitação às
vontades do Pai e para que fossem
cumpridas as escrituras/promessas
de Deus Pai. Com sua morte,
Jesus permitiu a entrada ao céu de
todos aqueles justos, que morreram
antes da sua encarnação.
13
Ressuscitou ao terceiro dia..
Jesus Cristo venceu a morte e o pecado; ressuscitou dentre
os mortos, dando testemunho de seu poder e de sua
divindade. Jesus está vivo, ressuscitou e apareceu
várias vezes aos discípulos. "Essa é a garantia da
nossa fé" (cf 1Cor 15,17-20). Graças à ressurreição de
Jesus, nossa vida não é um beco sem saída, a morte
não é o fim de tudo, pois, se lhe formos fiéis, a
ressurreição de Cristo garante a nossa futura
ressurreição.
14
subiu aos céus, onde está sentado a
direita de Deus Pai todo poderoso
Depois da sua ressurreição,
Jesus Cristo permaneceu 40 dias
na terra, instruindo os apóstolos
e, terminado esse tempo, subiu
aos céus, glorioso e triunfante.
Desde que Jesus subiu ao céu, na
pessoa dele, nossa humanidade,
libertada do pecado, participa da
família de Deus, a Santíssima
Trindade.
15
de onde há de vir julgar
os vivos e os mortos
Ao final dos tempos, Jesus Cristo virá julgar
definitivamente, vivos e mortos. Aqueles que optarem
por Deus ao longo de suas vidas e se purificarem de
suas faltas aqui na terra, mantendo sua opção e
morrendo em estado de graça, receberão, como
recompensa, a felicidade eterna junto a Deus do céu
16
Creio no Espírito Santo...
Igual ao Pai e ao Filho, o Espírito Santo
pertence à mesma natureza do único
Deus. Os principais mistérios da vida de
Jesus se realizaram pela intervenção do
Espírito Ele robustece cada um de nós,
ajudando-nos a viver como responsáveis
e adultos na fé. É a Terceira Pessoa da
Santíssima Trindade e com seus dons,
vivifica constantemente os fiéis.
17
na Santa Igreja Católica..
A Igreja, fundada por Jesus Cristo e
assistida pelo Espírito Santo, é a reunião
de todos os batizados, numa comunidade
que busca ser fiel ao Senhor e à sua
vontade, alcançando assim a salvação.
Tem a missão de fazer com que todos os
homens conheçam Jesus Cristo, e
também de fazer com que seu Reino se
estenda por todo o mundo.
18
na comunhão dos Santos
Comunhão é comum união, união de todos. Santos é a
palavra usada por São Paulo para indicar os cristãos:
chamados santos, porque consagrados a Deus.
A Igreja é uma grande família. seus membros estão em três
situações: os que estamos em peregrinação sobre a terra. os
que estão em purificação; e os que já alcançaram a glória
no céu, a Igreja gloriosa.
19
na remissão dos pecados
É o perdão dos pecados. Depois de sua
ressurreição, aparecendo aos apóstolos
reunidos, Jesus disse: "Os pecados
daqueles que vocês perdoarem, serão
por mim perdoados" (cf Jo 20,23). Os
apóstolos, os bispos e os padres
receberam a missão de perdoar quem
se arrependesse de seus pecados. Hoje,
a Igreja cumpre esta ordem por meio
do sacramento da Penitência.
20
na Ressurreição da carne
Como Cristo ressuscitou, assim
também todos aqueles que se
conformam plenamente a Ele,
ressuscitarão. Jesus disse,
falando da Eucaristia: "Quem
come minha carne e bebe meu
sangue tem a vida eterna e eu o
ressuscitarei no último dia“ (Jo
6,54).
21
na Vida Eterna...
A felicidade eterna é a
realização completa de nós
mesmos, na posse do Bem
supremo. A felicidade futura se
constrói agora. Tudo o que
fazemos de bom para outros é
semente de ressurreição. Uma
vez ressuscitados, viveremos
eternamente.
22
Amém.
Amém é um termo
em hebraico, utilizado
para afirmar ou aderir a
alguma coisa. Amém é
uma interjeição que
significa "certamente",
"verdadeiramente" e
"assim seja".

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.
Lucas Licerre
 
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Lucas Licerre
 
Os sacramentos em nossa vida
Os sacramentos em nossa vidaOs sacramentos em nossa vida
Os sacramentos em nossa vida
Juliana Cristina M. Muniz
 
Sacramentos slides
Sacramentos   slidesSacramentos   slides
Sacramentos slides
Alexandre Alves
 
Formação batismo pais e padrinhos Católicos
Formação batismo pais e padrinhos Católicos Formação batismo pais e padrinhos Católicos
Formação batismo pais e padrinhos Católicos
Rodrigo F Menegatti
 
Os milagres de Jesus para crianças
Os milagres de Jesus para crianças Os milagres de Jesus para crianças
Os milagres de Jesus para crianças
Freekidstories
 
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 20161º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
Catequese Anjos dos Céus
 
O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?
Juliana Cristina M. Muniz
 
Guião pai nosso 2017
Guião pai nosso   2017Guião pai nosso   2017
Guião pai nosso 2017
InfanciaSaoJose
 
14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA
Catequese Anjos dos Céus
 
Oferecimento terço
Oferecimento terçoOferecimento terço
Oferecimento terço
Adriano Marcos Nascimento
 
2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia
Catequese Anjos dos Céus
 
Os Dez Mandamentos
Os Dez MandamentosOs Dez Mandamentos
Os Dez Mandamentos
Bruno Coutinho
 
Catequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + PáscoaCatequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + Páscoa
João Pereira
 
Livrinho encontros de preparação batismo
Livrinho encontros de preparação batismoLivrinho encontros de preparação batismo
Livrinho encontros de preparação batismo
torrasko
 
O terço
O terçoO terço
O terço
jucrismm
 
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
Catequese Anjos dos Céus
 
rito casamento e comentario
 rito casamento e comentario rito casamento e comentario
rito casamento e comentario
Renata Volpe de Almeida
 
Catequese batismo-adultos-resumo
Catequese batismo-adultos-resumoCatequese batismo-adultos-resumo
Catequese batismo-adultos-resumo
Catequista Josivaldo
 
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Bernadetecebs .
 

Mais procurados (20)

Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.Missa da 1ª eucaristia.
Missa da 1ª eucaristia.
 
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
Roteiro de missa de 1ª eucaristia.
 
Os sacramentos em nossa vida
Os sacramentos em nossa vidaOs sacramentos em nossa vida
Os sacramentos em nossa vida
 
Sacramentos slides
Sacramentos   slidesSacramentos   slides
Sacramentos slides
 
Formação batismo pais e padrinhos Católicos
Formação batismo pais e padrinhos Católicos Formação batismo pais e padrinhos Católicos
Formação batismo pais e padrinhos Católicos
 
Os milagres de Jesus para crianças
Os milagres de Jesus para crianças Os milagres de Jesus para crianças
Os milagres de Jesus para crianças
 
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 20161º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
1º Encontro - catequese- primeira comunhão 2016
 
O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?O que é a Eucaristia?
O que é a Eucaristia?
 
Guião pai nosso 2017
Guião pai nosso   2017Guião pai nosso   2017
Guião pai nosso 2017
 
14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA14º Encontro da Crisma - MARIA
14º Encontro da Crisma - MARIA
 
Oferecimento terço
Oferecimento terçoOferecimento terço
Oferecimento terço
 
2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia2015 apostila catequese primeira eucaristia
2015 apostila catequese primeira eucaristia
 
Os Dez Mandamentos
Os Dez MandamentosOs Dez Mandamentos
Os Dez Mandamentos
 
Catequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + PáscoaCatequese, lição 4 + Páscoa
Catequese, lição 4 + Páscoa
 
Livrinho encontros de preparação batismo
Livrinho encontros de preparação batismoLivrinho encontros de preparação batismo
Livrinho encontros de preparação batismo
 
O terço
O terçoO terço
O terço
 
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia2º encontro  catequese -  Igreja-Missa-Biblia
2º encontro catequese - Igreja-Missa-Biblia
 
rito casamento e comentario
 rito casamento e comentario rito casamento e comentario
rito casamento e comentario
 
Catequese batismo-adultos-resumo
Catequese batismo-adultos-resumoCatequese batismo-adultos-resumo
Catequese batismo-adultos-resumo
 
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
Roteiro para Encontro de Grupos de Jovens - subsídio
 

Semelhante a Catequese "O Credo" parte por parte

04 creio
04 creio04 creio
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
CINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTECINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTE
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
ipmps
 
A fe e_a_mensagem_batista
A fe e_a_mensagem_batistaA fe e_a_mensagem_batista
A fe e_a_mensagem_batista
Luiza Dayana
 
Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103
JONATAS VELOSO
 
2ª PARTE DO CREDO.pdf
2ª PARTE DO CREDO.pdf2ª PARTE DO CREDO.pdf
2ª PARTE DO CREDO.pdf
Reginaldo.circulo Santos
 
A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................
A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................
A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................
Nelson Pereira
 
Em que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianosEm que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianos
IGREJA EVANGÉLICA PRESBITERIANA DE RICHMOND, CA
 
Em que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianosEm que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianos
IGREJA EVANGÉLICA PRESBITERIANA DE RICHMOND, CA
 
Apresentação catequistas
Apresentação catequistasApresentação catequistas
Apresentação catequistas
Roberto Garcia
 
Traducaoknox libre
Traducaoknox libreTraducaoknox libre
Traducaoknox libre
Jonatas Mendes
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Erberson Pinheiro
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
Pastor Robson Colaço
 
Lição 9 mortos para o pecado
Lição 9 mortos para o pecadoLição 9 mortos para o pecado
Lição 9 mortos para o pecado
boasnovassena
 
Cards Credo
Cards CredoCards Credo
Refletindo a cristo (rc) mm
Refletindo a cristo (rc)   mmRefletindo a cristo (rc)   mm
Refletindo a cristo (rc) mm
Gérson Fagundes da Cunha
 
Novena de São João Eudes pt
Novena de São João Eudes ptNovena de São João Eudes pt
Novena de São João Eudes pt
Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Novena de sâo Joâo Eudes
Novena de sâo Joâo EudesNovena de sâo Joâo Eudes
Novena de sâo Joâo Eudes
Unidad de Espiritualidad Eudista
 
6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx
6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx
6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx
rafaeloliveiracv10
 
Catecismo de são pio x
Catecismo de são pio xCatecismo de são pio x
Catecismo de são pio x
Tradição Católica
 
Deus criador dos céus e da terra
Deus   criador dos céus e da terraDeus   criador dos céus e da terra
Deus criador dos céus e da terra
Pastor Marcelo Silva
 

Semelhante a Catequese "O Credo" parte por parte (20)

04 creio
04 creio04 creio
04 creio
 
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
CINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTECINCO SOLASOS FUNDAMENTOS DA REFORMAPROTESTANTE
CINCO SOLAS OS FUNDAMENTOS DA REFORMA PROTESTANTE
 
A fe e_a_mensagem_batista
A fe e_a_mensagem_batistaA fe e_a_mensagem_batista
A fe e_a_mensagem_batista
 
Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103Livreto ieq-20161103
Livreto ieq-20161103
 
2ª PARTE DO CREDO.pdf
2ª PARTE DO CREDO.pdf2ª PARTE DO CREDO.pdf
2ª PARTE DO CREDO.pdf
 
A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................
A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................
A AUTÊNTICA PÁSCOA .pdf.................
 
Em que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianosEm que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianos
 
Em que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianosEm que creem os presbiterianos
Em que creem os presbiterianos
 
Apresentação catequistas
Apresentação catequistasApresentação catequistas
Apresentação catequistas
 
Traducaoknox libre
Traducaoknox libreTraducaoknox libre
Traducaoknox libre
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
Quatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininosQuatro substantivos femininos
Quatro substantivos femininos
 
Lição 9 mortos para o pecado
Lição 9 mortos para o pecadoLição 9 mortos para o pecado
Lição 9 mortos para o pecado
 
Cards Credo
Cards CredoCards Credo
Cards Credo
 
Refletindo a cristo (rc) mm
Refletindo a cristo (rc)   mmRefletindo a cristo (rc)   mm
Refletindo a cristo (rc) mm
 
Novena de São João Eudes pt
Novena de São João Eudes ptNovena de São João Eudes pt
Novena de São João Eudes pt
 
Novena de sâo Joâo Eudes
Novena de sâo Joâo EudesNovena de sâo Joâo Eudes
Novena de sâo Joâo Eudes
 
6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx
6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx
6 .NISTO CREMOS crenças adventistas .pptx
 
Catecismo de são pio x
Catecismo de são pio xCatecismo de são pio x
Catecismo de são pio x
 
Deus criador dos céus e da terra
Deus   criador dos céus e da terraDeus   criador dos céus e da terra
Deus criador dos céus e da terra
 

Último

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Celso Napoleon
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
NEDIONOSSOMUNDO
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
PIB Penha
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
PIB Penha
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
LEILANEGOUVEIA1
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
CleideTeles3
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
PIB Penha
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
Nilson Almeida
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
GuilhermeCerqueira17
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
PIB Penha
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
PIB Penha
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
PIB Penha
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Ricardo Azevedo
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
marcusviniciussabino1
 

Último (14)

Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptxLição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
Lição 3 Rute e Noemi - Entrelaçadas pelo Amor.pptx
 
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptxPalestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
Palestra ECC - A Fé nos Reverses da Vida.pptx
 
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
16 - O compromisso do cristão.Relacionamento do crente com Deus
 
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
15 - Renúncia - Escolha a vida para viver.pdf
 
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdfDiscipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
Discipulado Kids 01 Cristão Lição 01.pdf
 
Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1Jardim de infância- A história de José 1
Jardim de infância- A história de José 1
 
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar  e...
10 - A Piedade do Cristão.Alvo da Lição: Entender que o dar esmolas, orar e...
 
Oração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A BondadeOração Para Pedir A Bondade
Oração Para Pedir A Bondade
 
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdfmetafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
metafc3adsica-da-sac3bade-vol-4-luiz-gasparetto.pdf
 
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambição ...
12 - A ambição do Cristão. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambição ...
 
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
9 - Negação e Afirmação na Vida do Cristão-Alvo da Lição: Entender que ser cr...
 
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira  ambi...
11 - A oração que Deus atende. Alvo da Lição: Entender que a verdadeira ambi...
 
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não TiranizesSérie Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
Série Evangelho no Lar - Pão Nosso - Cap. 143 - Não Tiranizes
 
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdfA VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
A VIDA SEGUNDO O EVANGELHO - MICHAEL HORTON.pdf
 

Catequese "O Credo" parte por parte

  • 1. 2
  • 2. 2
  • 3. 3
  • 4. 2 O “Credo”, símbolo da fé, é a “identificação” do católico. Assim, ele é professado solenemente no dia do Senhor, no batismo e em outras oportunidades. Todo católico precisa conhecê-lo com profundidade. O Credo é a síntese das verdades, nas quais todo o cristão deve crer. Nele, professamos a nossa Fé. É a oração do católico religioso praticante. O termo oração do credo significa: “oração do resumo da fé católica”. Então essa oração tem uma grande importância para os católicos praticantes O catolicismo se firma nesta oração a muito tempo, desde o início da vida apostólica, e todo o católico deve conhecê-la, pois se diz que é católico e não conhece essa oração, na verdade não conhece nada sobre o catolicismo.
  • 5. 5 Creio em DEUS Pai todo poderoso Há um só Deus eterno; n’Ele há três pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. O poder de Deus é infinito, pois Ele é o criador de tudo. A fé em Deus nos leva a voltar só para Ele como nossa primeira origem e nosso fim último, e a nada preferir a Ele e nem substituí-lo por nada. Seu próprio ser é Verdade e Amor. Se não cremos que o amor de Deus é todo-poderoso, como crer que o Pai pôde os criar, o Filho, remir-nos, o Espírito, santificar-nos?
  • 6. 6 Criador do céu e da terra “No princípio criou Deus os céus e a terra.” Deus criou todas as coisas, homem e mulher. O homem foi feito senhor do mundo, mas EM DEUS. Ao desobedecer a Deus, vivendo livremente e separando-se do CRIADOR, (pecado original), Adão e Eva abrem as portas do mundo à morte (separação de Deus). A morte não estava no plano inicial. A aliança de fidelidade entre os homens e Deus foi assim rompida. Em Jesus, resgata-se a Aliança e cumprem-se as promessas de Deus de nos enviar o Salvador.
  • 7. 7 Creio em Jesus Cristo, seu Único Filho, Nosso Senhor. Jesus recebeu corpo e alma humanos, trabalhou com mãos humanas, amou-nos com coração humano. Experimentou a alegria ao abraçar as crianças e a tristeza ao chorar pela morte de Lázaro. Sentiu fome, sede e cansaço. E até medo diante da morte. Mas superou esse medo ao aceitar a vontade do Pai e, ao mesmo tempo, mostrou que é um só Deus, como e com o Pai. É o Filho de Deus, é a Segunda Pessoa da Santíssima Trindade, que se fez homem e morreu na cruz para nos salvar.
  • 8. 8 que foi concebido pelo poder do Espírito Santo...  Jesus Cristo se encarnou (tomou a natureza humana) por obra do Espírito Santo (mistério)
  • 9. 9 nasceu da Virgem Maria... Quando a Virgem Maria respondeu ao anjo Gabriel: "Sim, eu quero o que Deus quer. Faça-se em mim a sua vontade" (cf Lc 1,38), aconteceu o estupendo mistério da Encarnação: o Filho de Deus se fez homem no seio de Maria Santíssima. Desde o início, os cristãos reconheceram a maternidade divina de Maria, mais tarde definida solenemente no Concílio de Éfeso, no ano 431. A mãe de Jesus é a mãe de Deus, porque Jesus é o Filho de Deus. 
  • 10. 10 padeceu sob Pôncio Pilatos Os inimigos procuravam matar Jesus, porque Jesus ensinava o contrário do que eles praticavam. Também o odiavam por inveja. Sua bondade e seus ensinamentos atraíam as multidões. Cheios de medo de perder o prestígio religioso e político, resolveram matá-lo. Os personagens históricos que aparecem na narração de sua paixão, Anás e Caifás, Pilatos e Herodes, atestam a veracidade de sua morte.
  • 11. 11 foi crucificado, morto e sepultado Jesus Cristo foi preso como uma criminoso e sofreu dolorosa paixão, até morrer. Nossa salvação deriva da iniciativa de amor de Deus para conosco, pois “foi Ele quem nos amou e enviou seu Filho como vítima de expiação por nossos pecados” (1JO 4,10). “Foi Deus que em Cristo reconciliou o mundo consigo” (2COR 5,19)
  • 12. 12 desceu a mansão dos mortos Cristo passou pela morte – apesar de não ter a mancha do pecado – por livre entrega e aceitação às vontades do Pai e para que fossem cumpridas as escrituras/promessas de Deus Pai. Com sua morte, Jesus permitiu a entrada ao céu de todos aqueles justos, que morreram antes da sua encarnação.
  • 13. 13 Ressuscitou ao terceiro dia.. Jesus Cristo venceu a morte e o pecado; ressuscitou dentre os mortos, dando testemunho de seu poder e de sua divindade. Jesus está vivo, ressuscitou e apareceu várias vezes aos discípulos. "Essa é a garantia da nossa fé" (cf 1Cor 15,17-20). Graças à ressurreição de Jesus, nossa vida não é um beco sem saída, a morte não é o fim de tudo, pois, se lhe formos fiéis, a ressurreição de Cristo garante a nossa futura ressurreição.
  • 14. 14 subiu aos céus, onde está sentado a direita de Deus Pai todo poderoso Depois da sua ressurreição, Jesus Cristo permaneceu 40 dias na terra, instruindo os apóstolos e, terminado esse tempo, subiu aos céus, glorioso e triunfante. Desde que Jesus subiu ao céu, na pessoa dele, nossa humanidade, libertada do pecado, participa da família de Deus, a Santíssima Trindade.
  • 15. 15 de onde há de vir julgar os vivos e os mortos Ao final dos tempos, Jesus Cristo virá julgar definitivamente, vivos e mortos. Aqueles que optarem por Deus ao longo de suas vidas e se purificarem de suas faltas aqui na terra, mantendo sua opção e morrendo em estado de graça, receberão, como recompensa, a felicidade eterna junto a Deus do céu
  • 16. 16 Creio no Espírito Santo... Igual ao Pai e ao Filho, o Espírito Santo pertence à mesma natureza do único Deus. Os principais mistérios da vida de Jesus se realizaram pela intervenção do Espírito Ele robustece cada um de nós, ajudando-nos a viver como responsáveis e adultos na fé. É a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade e com seus dons, vivifica constantemente os fiéis.
  • 17. 17 na Santa Igreja Católica.. A Igreja, fundada por Jesus Cristo e assistida pelo Espírito Santo, é a reunião de todos os batizados, numa comunidade que busca ser fiel ao Senhor e à sua vontade, alcançando assim a salvação. Tem a missão de fazer com que todos os homens conheçam Jesus Cristo, e também de fazer com que seu Reino se estenda por todo o mundo.
  • 18. 18 na comunhão dos Santos Comunhão é comum união, união de todos. Santos é a palavra usada por São Paulo para indicar os cristãos: chamados santos, porque consagrados a Deus. A Igreja é uma grande família. seus membros estão em três situações: os que estamos em peregrinação sobre a terra. os que estão em purificação; e os que já alcançaram a glória no céu, a Igreja gloriosa.
  • 19. 19 na remissão dos pecados É o perdão dos pecados. Depois de sua ressurreição, aparecendo aos apóstolos reunidos, Jesus disse: "Os pecados daqueles que vocês perdoarem, serão por mim perdoados" (cf Jo 20,23). Os apóstolos, os bispos e os padres receberam a missão de perdoar quem se arrependesse de seus pecados. Hoje, a Igreja cumpre esta ordem por meio do sacramento da Penitência.
  • 20. 20 na Ressurreição da carne Como Cristo ressuscitou, assim também todos aqueles que se conformam plenamente a Ele, ressuscitarão. Jesus disse, falando da Eucaristia: "Quem come minha carne e bebe meu sangue tem a vida eterna e eu o ressuscitarei no último dia“ (Jo 6,54).
  • 21. 21 na Vida Eterna... A felicidade eterna é a realização completa de nós mesmos, na posse do Bem supremo. A felicidade futura se constrói agora. Tudo o que fazemos de bom para outros é semente de ressurreição. Uma vez ressuscitados, viveremos eternamente.
  • 22. 22 Amém. Amém é um termo em hebraico, utilizado para afirmar ou aderir a alguma coisa. Amém é uma interjeição que significa "certamente", "verdadeiramente" e "assim seja".