SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
A CELEBRAÇÃO DA
PRIMEIRA PÁSCOA
1º Trimestre de
2014
Lição 4
Pr. Moisés Sampaio de Paula
TEXTO ÁUREO
2

"[...] Porque Cristo, nossa
páscoa, foi sacrificado por nós"
(1 Co 5.7b).

Pr. Moisés Sampaio de Paula
VERDADE PRÁTICA
3

Cristo é o nosso Cordeiro Pascal.
Por meio do seu sacrifício
expiatório fomos libertos da
escravidão do pecado e da ira de
Deus.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
OBJETIVOS
4









Após esta aula, o aluno deverá estar
apto a:
Analisar o significado da Páscoa para os
israelitas, egípcios e para os cristãos.
Saber quais eram os elementos
principais da Páscoa.
Conscientizar-se de que Cristo é a
nossa Páscoa.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Palavra chave
5

Pr. Moisés Sampaio de Paula
Uma pergunta
6

O que significa a palavra Páscoa?

Pr. Moisés Sampaio de Paula
7

A PÁSCOA

A PÁSCOA

SEU SIGNIFICADO

Para os egípcios

Significava o juízo divino sobre o Egito

Para os israelitas

A saída do Egito, a passagem para a liberdade.

Para os cristãos

É a passagem da morte dos nossos pecados para a vida de santidade em
Cristo.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
Esboço da Lição
8

I. A PÁSCOA
1. Para os egípcios.
2. Para Israel.
3. Para nós.
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
1. O pão.
2. As ervas amargas (Êx 12.8
3. O cordeiro (Êx 12.3-7).
III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA
1. Jesus, o Pão da Vida (Jo 6.35,48,51
2. O sangue de Cristo (1 Co 5.7; Rm 5.8,9).
3. A Santa Ceia
Pr. Moisés Sampaio de Paula
INTRODUÇÃO
9





A Páscoa foi instituída pelo Senhor
para que os israelitas celebrassem a
noite em que Deus poupou da morte
todos os primogênitos hebreus.
É uma festa repleta de significados
tanto para os judeus quanto para os
cristãos. Os judeus deveriam
comemorar a Páscoa no mês de Abib
(corresponde à parte de março e parte
de abril em nosso calendário), cujo
significado são as "espigas verdes".
Pr. Moisés Sampaio de Paula
As origens do termo
10

LATIM

GREGO

HEBRAICO

Pascae

Paska

Pessach

Sua origem mais remota é entre os
hebreus, onde aparece o termo
Pessach, cujo significado é passagem.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
11

Pr. Moisés Sampaio de Paula
12

Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. A PÁSCOA
13

1. Para os egípcios.

2. Para Israel.
3. Para nós.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. A PÁSCOA
14

1. Para os egípcios.




Para os egípcios a Páscoa significou o
juízo divino final sobre o Egito, Faraó e
todos os deuses cultuados ali.
Deus é misericordioso, longânimo e
deseja que todos se salvem (2 Pe 3.9b).
Porém, Ele é também um juiz justo que
se ira contra o pecado: "Deus é um juiz
justo, um Deus que se ira todos os dias"
(Sl 7.11).

Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. A PÁSCOA
15

1. Para os egípcios.


O pecado, a idolatria e as injustiças
sociais suscitam a ira do Pai. O povo
hebreu estava sendo massacrado pelos
egípcios e o Senhor queria libertá-lo.
Restava uma última praga. Então o
Senhor falou a Moisés: "À meia-noite
eu sairei pelo meio do Egito; e todo
primogênito na terra do Egito morrerá"
(Êx 11.4,5). Foi uma noite pavorosa
para os egípcios e inesquecível para os
israelitas.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas
16

1. O que significou a Páscoa para os egípcios?
R. Para os egípcios a Páscoa significou o juízo divino
final sobre o Egito, Faraó e todos os falsos deuses
cultuados ali.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. A PÁSCOA
17

2. Para Israel.




Era a saída, a passagem para a
liberdade, para uma vida vitoriosa e
abundante.
Enquanto havia choro nas casas
egípcias, nas casas dos judeus havia
alegria e esperança. O Egito, a escravidão
e Faraó ficariam para trás. Os israelitas
teriam sua própria terra e não seriam
Foi para isto que Cristo veio ao mundo,
escravos de ninguém. e ressuscitou ao terceiro dia, para
morreu
nos libertar do jugo do pecado e nos dar
uma vida cristã abundante (Jo 10.10).
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas
18

2. Qual o significado da Páscoa para Israel?
R. Era a saída, a passagem para a liberdade, para
uma vida vitoriosa e abundante

Pr. Moisés Sampaio de Paula
I. A PÁSCOA
19

3. Para nós.


Para nós, cristãos, a Páscoa é a
passagem da morte dos nossos
pecados para a vida de santidade em
Cristo. No Egito um cordeiro foi
imolado para cada família. Na cruz
morreu o Filho de Deus pelo mundo
inteiro (Jo 3.16).
Como pecadores também estávamos destinados a
experimentar a ira de Deus, mas Cristo, o nosso
Cordeiro Pascal, morreu em nosso lugar e com o seu
sangue nos redimiu dos nossos pecados (1 Co 5.7).
Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas
20

3. Qual o significado da Páscoa para os
cristãos?
R. Para nós cristãos a Páscoa é a passagem da morte
dos nossos pecados para a vida de santidade em
Cristo.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
SINOPSE DO TÓPICO (1)
21

Para nós cristãos a Páscoa
é a passagem da morte dos
nossos pecados para a vida
de santidade em Cristo.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
22

1. O pão.
2. As ervas amargas (Êx 12.8
3. O cordeiro (Êx 12.3-7).

Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
23

1. O pão




Deveria ser assado sem
fermento, pois não havia tempo
para que o pão pudesse crescer (Êx
12.8,11,34-36).
A falta de fermento também
representa a purificação, a
libertação do fermento do mundo.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
24

1. O pão






No Novo Testamento vemos que Jesus
utilizou o fermento para ilustrar o falso
ensino dos fariseus (Mt 16.6, 11,12; Lc 12.1;
Mc 8.15).
O pão também simboliza vida. Jesus se
identificou aos seus discípulos como "o pão
da vida" (Jo 6.35).
Na Ceia do Senhor, o pão traz à nossa
memória o sacrifício vicário de
Cristo, através do qual Ele entregou a sua
vida em resgate da humanidade caída e
Pr.
escravizada pelo Diabo. Moisés Sampaio de Paula
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
25

2. As ervas amargas (Êx 12.8)


Simbolizavam toda a amargura e
aflição enfrentadas no cativeiro.
Foram 430 anos de
opressão, dor, angústia, quando os
hebreus eram cativos do Egito.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
26

3. O cordeiro (Êx 12.3-7)






Um cordeiro sem defeito deveria ser
morto e o sangue derramado nos
umbrais das portas das casas.
O sangue era uma proteção e um
símbolo da obediência. A
desobediência seria paga com a
morte.
O cordeiro da Páscoa judaica era
uma representação do "Cordeiro de
Deus que tira o pecado do mundo"
(Jo 1.29).
Pr. Moisés Sampaio de Paula
II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA
27

3. O cordeiro (Êx 12.3-7)




O sangue de Cristo foi vertido na
cruz para redimir todos os filhos de
Adão (1 Pe 1.18,19).
Aquele sangue que foi derramado
no Egito, e aspergido nos umbrais
das portas, aponta para o sangue de
Cristo que foi oferecido por Ele
como sacrifício expiatório para nos
redimir dos nossos pecados.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
SINOPSE DO TÓPICO (2)
28

Os três elementos da
Páscoa eram: o pão, as
ervas amargas e o cordeiro
sem mácula.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas
29

4. Quais os elementos da primeira Páscoa?
R. Pães asmos, ervas amargas e cordeiro.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA
30

1. Jesus, o Pão da Vida (Jo 6.35,48,51
2. O sangue de Cristo (1 Co 5.7; Rm
5.8,9).
3. A Santa Ceia

Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA
1. Jesus, o Pão da Vida (Jo
6.35,48,51

31







Comemos pão para saciar a nossa
fome, porém, a fome da salvação da
nossa alma somente pode ser saciada por
Jesus.
Jesus afirmou: "Eu sou o pão da vida;
aquele que vem a mim não terá fome" (Jo
6.35). Apenas Ele pode saciar a
necessidade espiritual da humanidade.
Nada pode substituí-lo.
Necessitamos deste pão divino
diariamente. Sem Ele não é possível a
Pr.
nossa reconciliação com Moisés Sampaio de Paula
Deus (2 Co 5.19).
III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA
32

2. O sangue de Cristo (1 Co 5.7; Rm
5.8,9).
No Egito

Para nós

o sangue do cordeiro morto só
protegeu os hebreus

o sangue de Jesus derramado na
cruz proveu a salvação não
apenas dos judeus, mas também
dos gentios.

O cordeiro pascal substituía o
primogênito

O sacrifício de Cristo substituiu a
humanidade desviada de Deus
(Rm 3.12,23).

Fomos redimidos por seu sangue e salvos da morte eterna pela graça
de Deus em seu Cordeiro Pascal, Jesus Cristo.
Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA
33

3. A Santa Ceia




A Ceia do Senhor não é um mero
símbolo; é um memorial da morte
redentora de Cristo por nós e um
alerta quanto à sua vinda: "Em
memória de mim" (1 Co 11.24,25).
É um memorial da morte do Cordeiro
de Deus em nosso lugar.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA
34

3. A Santa Ceia


1.
2.
3.
4.



O crente deve se assentar à mesa do
Senhor com:
Reverência,
Discernimento,
Temor de Deus e
Humildade,
Pois está diante do sublime memorial
da paixão e morte do Senhor Jesus
Cristo em nosso favor. Caso
contrário, se tornará réu diante de Deus
(1 Co 11.27-32)
Pr. Moisés Sampaio de Paula
SINOPSE DO TÓPICO (3)
35

A Ceia do Senhor é um
memorial da morte
redentora de Cristo por nós
e um alerta quanto à sua
vinda.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
Perguntas
36

5. Por que Cristo é a nossa Páscoa?
R. Porque Ele morreu em nosso lugar para nos
redimir de nossos pecados. Cristo nos livrou da
escravidão do pecado e sua condenação eterna.

Pr. Moisés Sampaio de Paula
Conclusão
37







Deus queria que o seu povo Israel nunca se
esquecesse da Páscoa, por isso a data foi
santificada.
A Páscoa era uma oportunidade para os
israelitas descansarem, festejarem e
adorarem a Deus por tão grande
livramento, que foi a sua libertação e saída do
Egito.
Hoje o nosso Cordeiro Pascal é Cristo. Ele
morreu para trazer redenção aos judeus e
gentios. Cristo nos livrou da escravidão do
pecado e sua condenação eterna. Exaltemos
Pr. por Sampaio de Paula
ao Senhor diariamente Moiséstão grande
38

Pr. Moisés Sampaio de Paula

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Josué informações e curiosidades
Josué   informações e curiosidadesJosué   informações e curiosidades
Josué informações e curiosidades
Clube_Santo
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
mbrandao7
 
Panorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPanorama do pentateuco
Panorama do pentateuco
Paulo Ferreira
 

Mais procurados (20)

Lição 4 - O Altar do Holocausto
Lição 4 - O Altar do HolocaustoLição 4 - O Altar do Holocausto
Lição 4 - O Altar do Holocausto
 
Lição 11 - No dia de Pentecostes
Lição 11 - No dia de PentecostesLição 11 - No dia de Pentecostes
Lição 11 - No dia de Pentecostes
 
Lição 11 A última Ceia
Lição 11   A última CeiaLição 11   A última Ceia
Lição 11 A última Ceia
 
Israel - A historia do Povo de Deus
Israel - A historia do Povo de Deus Israel - A historia do Povo de Deus
Israel - A historia do Povo de Deus
 
Profetas menores lição 3 - Joel
Profetas menores   lição 3 - JoelProfetas menores   lição 3 - Joel
Profetas menores lição 3 - Joel
 
Cronologia Bíblica do Antigo Testamento
Cronologia Bíblica do Antigo TestamentoCronologia Bíblica do Antigo Testamento
Cronologia Bíblica do Antigo Testamento
 
Apocalipse 5, o livro selado
Apocalipse 5, o livro seladoApocalipse 5, o livro selado
Apocalipse 5, o livro selado
 
Josué informações e curiosidades
Josué   informações e curiosidadesJosué   informações e curiosidades
Josué informações e curiosidades
 
7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico7. O Livro de Levítico
7. O Livro de Levítico
 
41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque41. O Profeta Habacuque
41. O Profeta Habacuque
 
Estudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de JoãoEstudo do evangelho de João
Estudo do evangelho de João
 
Panorama Bíblico
Panorama Bíblico Panorama Bíblico
Panorama Bíblico
 
70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL70 SEMANAS DE DANIEL
70 SEMANAS DE DANIEL
 
O livro de josué
O livro de josuéO livro de josué
O livro de josué
 
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no EgitoLição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
Lição 4 - As dez pragas: A Justiça de Deus no Egito
 
Lição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de ManjaresLição 03 - A Oferta de Manjares
Lição 03 - A Oferta de Manjares
 
A verdadeira páscoa'
A verdadeira páscoa'A verdadeira páscoa'
A verdadeira páscoa'
 
Panorama do pentateuco
Panorama do pentateucoPanorama do pentateuco
Panorama do pentateuco
 
4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos4. O Evangelho Segundo Marcos
4. O Evangelho Segundo Marcos
 
Soteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da SalvaçãoSoteriologia - Doutrina da Salvação
Soteriologia - Doutrina da Salvação
 

Destaque

A Celebração da Primeira Páscoa
A Celebração da Primeira PáscoaA Celebração da Primeira Páscoa
A Celebração da Primeira Páscoa
Antonio Fernandes
 
Hb045 a primeira-pascoa
Hb045 a primeira-pascoaHb045 a primeira-pascoa
Hb045 a primeira-pascoa
Sandra Fuso
 
Aula qual é o verdadeiro significado da páscoa
Aula qual é o verdadeiro significado da páscoaAula qual é o verdadeiro significado da páscoa
Aula qual é o verdadeiro significado da páscoa
Metodista_Barreto
 
A Páscoa e seu verdadeiro sentido
A Páscoa e seu verdadeiro sentidoA Páscoa e seu verdadeiro sentido
A Páscoa e seu verdadeiro sentido
iev.comunidade
 
Lição 4 A Celebração da Primeira Páscoa
Lição 4   A Celebração da Primeira PáscoaLição 4   A Celebração da Primeira Páscoa
Lição 4 A Celebração da Primeira Páscoa
Pr. Andre Luiz
 
Semana santa formação
Semana santa formaçãoSemana santa formação
Semana santa formação
mbsilva1971
 
A verdadeira-história-da-páscoa-cristã
A verdadeira-história-da-páscoa-cristãA verdadeira-história-da-páscoa-cristã
A verdadeira-história-da-páscoa-cristã
Célia Conrado
 
Programação Semana Santa
Programação Semana SantaProgramação Semana Santa
Programação Semana Santa
sidneybartolo
 
Slide semana santa
Slide semana santaSlide semana santa
Slide semana santa
jucrismm
 
Semana santa parte 2
Semana santa   parte 2Semana santa   parte 2
Semana santa parte 2
mbsilva1971
 
Preparar as festas pascais
Preparar as festas pascaisPreparar as festas pascais
Preparar as festas pascais
Nuno Bessa
 

Destaque (20)

A Celebração da Primeira Páscoa
A Celebração da Primeira PáscoaA Celebração da Primeira Páscoa
A Celebração da Primeira Páscoa
 
Hb045 a primeira-pascoa
Hb045 a primeira-pascoaHb045 a primeira-pascoa
Hb045 a primeira-pascoa
 
Aula qual é o verdadeiro significado da páscoa
Aula qual é o verdadeiro significado da páscoaAula qual é o verdadeiro significado da páscoa
Aula qual é o verdadeiro significado da páscoa
 
A Páscoa e seu verdadeiro sentido
A Páscoa e seu verdadeiro sentidoA Páscoa e seu verdadeiro sentido
A Páscoa e seu verdadeiro sentido
 
Lição 4 A Celebração da Primeira Páscoa
Lição 4   A Celebração da Primeira PáscoaLição 4   A Celebração da Primeira Páscoa
Lição 4 A Celebração da Primeira Páscoa
 
PÁSCOA
PÁSCOAPÁSCOA
PÁSCOA
 
Semana santa formação
Semana santa formaçãoSemana santa formação
Semana santa formação
 
A verdadeira-história-da-páscoa-cristã
A verdadeira-história-da-páscoa-cristãA verdadeira-história-da-páscoa-cristã
A verdadeira-história-da-páscoa-cristã
 
Programação Semana Santa
Programação Semana SantaProgramação Semana Santa
Programação Semana Santa
 
Slide semana santa
Slide semana santaSlide semana santa
Slide semana santa
 
Semana santa parte 2
Semana santa   parte 2Semana santa   parte 2
Semana santa parte 2
 
Celebrações da Semana Santa
Celebrações da Semana SantaCelebrações da Semana Santa
Celebrações da Semana Santa
 
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOAO REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
O REAL SIGNIFICADO DA PÁSCOA
 
Preparar as festas pascais
Preparar as festas pascaisPreparar as festas pascais
Preparar as festas pascais
 
Semana Santa PresentacióN
Semana Santa PresentacióNSemana Santa PresentacióN
Semana Santa PresentacióN
 
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃOLIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
LIÇÃO 01 - A FORMAÇÃO DO CARÁTER CRISTÃO
 
Tríduo pascal - indicações litúrgico-pastorais
Tríduo pascal - indicações litúrgico-pastoraisTríduo pascal - indicações litúrgico-pastorais
Tríduo pascal - indicações litúrgico-pastorais
 
Pascoa 1
Pascoa 1Pascoa 1
Pascoa 1
 
Símbolos da pascoa
Símbolos da pascoaSímbolos da pascoa
Símbolos da pascoa
 
LIÇÃO 4 - A CELEBRAÇÃO DA PRIMEIRA PASCOA_EX 12:1-12
LIÇÃO 4 - A CELEBRAÇÃO DA PRIMEIRA PASCOA_EX 12:1-12 LIÇÃO 4 - A CELEBRAÇÃO DA PRIMEIRA PASCOA_EX 12:1-12
LIÇÃO 4 - A CELEBRAÇÃO DA PRIMEIRA PASCOA_EX 12:1-12
 

Semelhante a A celebração da primeira páscoa

Apostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdf
Apostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdfApostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdf
Apostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdf
JooAlbertoSoaresdaSi
 
A consagração dos sacerdotes
A consagração dos sacerdotesA consagração dos sacerdotes
A consagração dos sacerdotes
Moisés Sampaio
 
SERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptx
SERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptxSERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptx
SERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptx
MissoBetel
 
O verdadeiro siginificado da páscoa
O verdadeiro siginificado da páscoaO verdadeiro siginificado da páscoa
O verdadeiro siginificado da páscoa
Adao Carvalho
 

Semelhante a A celebração da primeira páscoa (20)

Lição 11 A Páscoa
Lição 11   A PáscoaLição 11   A Páscoa
Lição 11 A Páscoa
 
Lição 2 - A Salvação na Páscoa Judaica
Lição 2 - A Salvação na Páscoa JudaicaLição 2 - A Salvação na Páscoa Judaica
Lição 2 - A Salvação na Páscoa Judaica
 
A salvação judaica
A salvação judaicaA salvação judaica
A salvação judaica
 
Apostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdf
Apostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdfApostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdf
Apostila sobre o batismo nas aguas - Volume 2.pdf
 
A consagração dos sacerdotes
A consagração dos sacerdotesA consagração dos sacerdotes
A consagração dos sacerdotes
 
A ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentaçãoA ultima ceia apresentação
A ultima ceia apresentação
 
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
Lição 2  a salvação na páscoa judaicaLição 2  a salvação na páscoa judaica
Lição 2 a salvação na páscoa judaica
 
Neste domingo estaremos celebrando a pascoa
Neste domingo estaremos celebrando a pascoaNeste domingo estaremos celebrando a pascoa
Neste domingo estaremos celebrando a pascoa
 
A obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula finalA obra da salvacao aula final
A obra da salvacao aula final
 
Ss7 vigília pascal
Ss7 vigília pascalSs7 vigília pascal
Ss7 vigília pascal
 
A celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoaA celebração da primeira páscoa
A celebração da primeira páscoa
 
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do SalvadorLição 3 - A salvação e o advento do Salvador
Lição 3 - A salvação e o advento do Salvador
 
SERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptx
SERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptxSERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptx
SERMÃO-7020-003-CRISTO-NOSSO-RESGATADOR.pptx
 
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o PentecostesLição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
Lição 14 - Entre a Páscoa e o Pentecostes
 
O verdadeiro siginificado da páscoa
O verdadeiro siginificado da páscoaO verdadeiro siginificado da páscoa
O verdadeiro siginificado da páscoa
 
Lição 3 – a salvação e o advento do salvador
Lição 3 – a salvação e o advento do salvadorLição 3 – a salvação e o advento do salvador
Lição 3 – a salvação e o advento do salvador
 
Cristologia aula05
Cristologia aula05Cristologia aula05
Cristologia aula05
 
Lição 4 a celebração da primeira páscoa
Lição 4   a celebração da primeira páscoaLição 4   a celebração da primeira páscoa
Lição 4 a celebração da primeira páscoa
 
26 mensagem da pascoa
26 mensagem da pascoa26 mensagem da pascoa
26 mensagem da pascoa
 
A páscoa verdadeira
A páscoa verdadeiraA páscoa verdadeira
A páscoa verdadeira
 

Mais de Moisés Sampaio

As limitações dos discípulos
As limitações dos discípulosAs limitações dos discípulos
As limitações dos discípulos
Moisés Sampaio
 
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
Moisés Sampaio
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e morte
Moisés Sampaio
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
Moisés Sampaio
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
Moisés Sampaio
 

Mais de Moisés Sampaio (20)

Jesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiroJesus e o dinheiro
Jesus e o dinheiro
 
As limitações dos discípulos
As limitações dos discípulosAs limitações dos discípulos
As limitações dos discípulos
 
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demôniosO poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
O poder de Jesus sobre a natureza e os demônios
 
Poder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e mortePoder sobre as doenças e morte
Poder sobre as doenças e morte
 
Mulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram JesusMulheres que ajudaram Jesus
Mulheres que ajudaram Jesus
 
Jesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulosJesus escolhe seus discípulos
Jesus escolhe seus discípulos
 
A tentação de Jesus
A tentação de JesusA tentação de Jesus
A tentação de Jesus
 
A infância de Jesus
A infância de JesusA infância de Jesus
A infância de Jesus
 
O nascimento de Jesus
O nascimento de JesusO nascimento de Jesus
O nascimento de Jesus
 
O evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo LucasO evangelho segundo Lucas
O evangelho segundo Lucas
 
A igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de DeusA igreja e a lei de Deus
A igreja e a lei de Deus
 
9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum9 - Cafarnaum
9 - Cafarnaum
 
8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia8 - Mar da Galiléia
8 - Mar da Galiléia
 
Não cobiçarás
Não cobiçarásNão cobiçarás
Não cobiçarás
 
7- Tiberíades
7- Tiberíades7- Tiberíades
7- Tiberíades
 
6 meggido
6   meggido6   meggido
6 meggido
 
Não darás falso testemunho
Não darás falso testemunhoNão darás falso testemunho
Não darás falso testemunho
 
5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo5 - Monte Carmelo
5 - Monte Carmelo
 
4 - Haifa
4 - Haifa4 - Haifa
4 - Haifa
 
3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima3 - Cesaréia Marítima
3 - Cesaréia Marítima
 

A celebração da primeira páscoa

  • 1. A CELEBRAÇÃO DA PRIMEIRA PÁSCOA 1º Trimestre de 2014 Lição 4 Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 2. TEXTO ÁUREO 2 "[...] Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós" (1 Co 5.7b). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 3. VERDADE PRÁTICA 3 Cristo é o nosso Cordeiro Pascal. Por meio do seu sacrifício expiatório fomos libertos da escravidão do pecado e da ira de Deus. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 4. OBJETIVOS 4     Após esta aula, o aluno deverá estar apto a: Analisar o significado da Páscoa para os israelitas, egípcios e para os cristãos. Saber quais eram os elementos principais da Páscoa. Conscientizar-se de que Cristo é a nossa Páscoa. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 5. Palavra chave 5 Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 6. Uma pergunta 6 O que significa a palavra Páscoa? Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 7. 7 A PÁSCOA A PÁSCOA SEU SIGNIFICADO Para os egípcios Significava o juízo divino sobre o Egito Para os israelitas A saída do Egito, a passagem para a liberdade. Para os cristãos É a passagem da morte dos nossos pecados para a vida de santidade em Cristo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 8. Esboço da Lição 8 I. A PÁSCOA 1. Para os egípcios. 2. Para Israel. 3. Para nós. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 1. O pão. 2. As ervas amargas (Êx 12.8 3. O cordeiro (Êx 12.3-7). III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA 1. Jesus, o Pão da Vida (Jo 6.35,48,51 2. O sangue de Cristo (1 Co 5.7; Rm 5.8,9). 3. A Santa Ceia Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 9. INTRODUÇÃO 9   A Páscoa foi instituída pelo Senhor para que os israelitas celebrassem a noite em que Deus poupou da morte todos os primogênitos hebreus. É uma festa repleta de significados tanto para os judeus quanto para os cristãos. Os judeus deveriam comemorar a Páscoa no mês de Abib (corresponde à parte de março e parte de abril em nosso calendário), cujo significado são as "espigas verdes". Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 10. As origens do termo 10 LATIM GREGO HEBRAICO Pascae Paska Pessach Sua origem mais remota é entre os hebreus, onde aparece o termo Pessach, cujo significado é passagem. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 13. I. A PÁSCOA 13 1. Para os egípcios. 2. Para Israel. 3. Para nós. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 14. I. A PÁSCOA 14 1. Para os egípcios.   Para os egípcios a Páscoa significou o juízo divino final sobre o Egito, Faraó e todos os deuses cultuados ali. Deus é misericordioso, longânimo e deseja que todos se salvem (2 Pe 3.9b). Porém, Ele é também um juiz justo que se ira contra o pecado: "Deus é um juiz justo, um Deus que se ira todos os dias" (Sl 7.11). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 15. I. A PÁSCOA 15 1. Para os egípcios.  O pecado, a idolatria e as injustiças sociais suscitam a ira do Pai. O povo hebreu estava sendo massacrado pelos egípcios e o Senhor queria libertá-lo. Restava uma última praga. Então o Senhor falou a Moisés: "À meia-noite eu sairei pelo meio do Egito; e todo primogênito na terra do Egito morrerá" (Êx 11.4,5). Foi uma noite pavorosa para os egípcios e inesquecível para os israelitas. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 16. Perguntas 16 1. O que significou a Páscoa para os egípcios? R. Para os egípcios a Páscoa significou o juízo divino final sobre o Egito, Faraó e todos os falsos deuses cultuados ali. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 17. I. A PÁSCOA 17 2. Para Israel.   Era a saída, a passagem para a liberdade, para uma vida vitoriosa e abundante. Enquanto havia choro nas casas egípcias, nas casas dos judeus havia alegria e esperança. O Egito, a escravidão e Faraó ficariam para trás. Os israelitas teriam sua própria terra e não seriam Foi para isto que Cristo veio ao mundo, escravos de ninguém. e ressuscitou ao terceiro dia, para morreu nos libertar do jugo do pecado e nos dar uma vida cristã abundante (Jo 10.10). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 18. Perguntas 18 2. Qual o significado da Páscoa para Israel? R. Era a saída, a passagem para a liberdade, para uma vida vitoriosa e abundante Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 19. I. A PÁSCOA 19 3. Para nós.  Para nós, cristãos, a Páscoa é a passagem da morte dos nossos pecados para a vida de santidade em Cristo. No Egito um cordeiro foi imolado para cada família. Na cruz morreu o Filho de Deus pelo mundo inteiro (Jo 3.16). Como pecadores também estávamos destinados a experimentar a ira de Deus, mas Cristo, o nosso Cordeiro Pascal, morreu em nosso lugar e com o seu sangue nos redimiu dos nossos pecados (1 Co 5.7). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 20. Perguntas 20 3. Qual o significado da Páscoa para os cristãos? R. Para nós cristãos a Páscoa é a passagem da morte dos nossos pecados para a vida de santidade em Cristo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 21. SINOPSE DO TÓPICO (1) 21 Para nós cristãos a Páscoa é a passagem da morte dos nossos pecados para a vida de santidade em Cristo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 22. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 22 1. O pão. 2. As ervas amargas (Êx 12.8 3. O cordeiro (Êx 12.3-7). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 23. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 23 1. O pão   Deveria ser assado sem fermento, pois não havia tempo para que o pão pudesse crescer (Êx 12.8,11,34-36). A falta de fermento também representa a purificação, a libertação do fermento do mundo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 24. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 24 1. O pão    No Novo Testamento vemos que Jesus utilizou o fermento para ilustrar o falso ensino dos fariseus (Mt 16.6, 11,12; Lc 12.1; Mc 8.15). O pão também simboliza vida. Jesus se identificou aos seus discípulos como "o pão da vida" (Jo 6.35). Na Ceia do Senhor, o pão traz à nossa memória o sacrifício vicário de Cristo, através do qual Ele entregou a sua vida em resgate da humanidade caída e Pr. escravizada pelo Diabo. Moisés Sampaio de Paula
  • 25. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 25 2. As ervas amargas (Êx 12.8)  Simbolizavam toda a amargura e aflição enfrentadas no cativeiro. Foram 430 anos de opressão, dor, angústia, quando os hebreus eram cativos do Egito. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 26. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 26 3. O cordeiro (Êx 12.3-7)    Um cordeiro sem defeito deveria ser morto e o sangue derramado nos umbrais das portas das casas. O sangue era uma proteção e um símbolo da obediência. A desobediência seria paga com a morte. O cordeiro da Páscoa judaica era uma representação do "Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo" (Jo 1.29). Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 27. II. - OS ELEMENTOS DA PÁSCOA 27 3. O cordeiro (Êx 12.3-7)   O sangue de Cristo foi vertido na cruz para redimir todos os filhos de Adão (1 Pe 1.18,19). Aquele sangue que foi derramado no Egito, e aspergido nos umbrais das portas, aponta para o sangue de Cristo que foi oferecido por Ele como sacrifício expiatório para nos redimir dos nossos pecados. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 28. SINOPSE DO TÓPICO (2) 28 Os três elementos da Páscoa eram: o pão, as ervas amargas e o cordeiro sem mácula. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 29. Perguntas 29 4. Quais os elementos da primeira Páscoa? R. Pães asmos, ervas amargas e cordeiro. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 30. III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA 30 1. Jesus, o Pão da Vida (Jo 6.35,48,51 2. O sangue de Cristo (1 Co 5.7; Rm 5.8,9). 3. A Santa Ceia Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 31. III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA 1. Jesus, o Pão da Vida (Jo 6.35,48,51 31    Comemos pão para saciar a nossa fome, porém, a fome da salvação da nossa alma somente pode ser saciada por Jesus. Jesus afirmou: "Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome" (Jo 6.35). Apenas Ele pode saciar a necessidade espiritual da humanidade. Nada pode substituí-lo. Necessitamos deste pão divino diariamente. Sem Ele não é possível a Pr. nossa reconciliação com Moisés Sampaio de Paula Deus (2 Co 5.19).
  • 32. III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA 32 2. O sangue de Cristo (1 Co 5.7; Rm 5.8,9). No Egito Para nós o sangue do cordeiro morto só protegeu os hebreus o sangue de Jesus derramado na cruz proveu a salvação não apenas dos judeus, mas também dos gentios. O cordeiro pascal substituía o primogênito O sacrifício de Cristo substituiu a humanidade desviada de Deus (Rm 3.12,23). Fomos redimidos por seu sangue e salvos da morte eterna pela graça de Deus em seu Cordeiro Pascal, Jesus Cristo. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 33. III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA 33 3. A Santa Ceia   A Ceia do Senhor não é um mero símbolo; é um memorial da morte redentora de Cristo por nós e um alerta quanto à sua vinda: "Em memória de mim" (1 Co 11.24,25). É um memorial da morte do Cordeiro de Deus em nosso lugar. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 34. III. CRISTO, NOSSA PÁSCOA 34 3. A Santa Ceia  1. 2. 3. 4.  O crente deve se assentar à mesa do Senhor com: Reverência, Discernimento, Temor de Deus e Humildade, Pois está diante do sublime memorial da paixão e morte do Senhor Jesus Cristo em nosso favor. Caso contrário, se tornará réu diante de Deus (1 Co 11.27-32) Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 35. SINOPSE DO TÓPICO (3) 35 A Ceia do Senhor é um memorial da morte redentora de Cristo por nós e um alerta quanto à sua vinda. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 36. Perguntas 36 5. Por que Cristo é a nossa Páscoa? R. Porque Ele morreu em nosso lugar para nos redimir de nossos pecados. Cristo nos livrou da escravidão do pecado e sua condenação eterna. Pr. Moisés Sampaio de Paula
  • 37. Conclusão 37    Deus queria que o seu povo Israel nunca se esquecesse da Páscoa, por isso a data foi santificada. A Páscoa era uma oportunidade para os israelitas descansarem, festejarem e adorarem a Deus por tão grande livramento, que foi a sua libertação e saída do Egito. Hoje o nosso Cordeiro Pascal é Cristo. Ele morreu para trazer redenção aos judeus e gentios. Cristo nos livrou da escravidão do pecado e sua condenação eterna. Exaltemos Pr. por Sampaio de Paula ao Senhor diariamente Moiséstão grande